#3_206 Dos espíritos malignos

Também os espíritos imundos, quando o viam, prostravam-se diante dele e exclamavam: Tu és o Filho de Deus! Mas Jesus lhes advertia severamente que o não expusessem à publicidade.
Marcos 3:11‭-‬12 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.3.11-12.ARA

A Bíblia não descreve espíritos de mortos convivendo no mesmo corpo que os espíritos dos vivos. Mas, expõe como o Espírito Santo pode fazê-lo bem como os espíritos imundos também. E estes, ao verem Jesus Cristo se prostravam diante dele. São os chamados demônios.

Os espíritos dos mortos, pela descrição bíblica, até podem ser acessados como ocorreu em 1 Samuel 28. No entanto Deus condena o falar com os mortos. Assim, Jesus não estava se referindo a espíritos de pecadores já mortos, mas de anjos do mal incorporados naquelas pessoas.

Demônios conseguem entrar nas pessoas porque estas estão propensas pelo pecado. Jesus veio para libertar os que também estão cativos por demônios, pois estes espíritos imundos tomam conta da vida das pessoas e lhes dominam. Maria Madalena chegou a conviver com sete em seu corpo, enquanto o endemoniado Gadareno com uma legião.

Em Cristo somos libertos. Ao nos tornarmos novas criaturas recebemos poder de não pecarmos mais. Esta é uma ação do Espírito Santo que passa a coabitar com o nosso espírito. Onde o Espírito Santo habita não há espaço para os espíritos imundos.

Assim, que busquemos ser a habitação do Espírito Santo e não de demônios. Que alcancemos a plena liberdade nos oferecida em Cristo para não pecarmos mais contra Deus. Os demônios podem estar por aí, mas quem anda no Espírito Santo não tem de se preocupar, pois já está sendo santificado.

Quem está sofrendo influência de demônios deve cuidar de pedir libertação em Cristo. Só nele temos a verdadeira liberdade, pois ele é Senhor e todos os espíritos se prostram diante de sua majestade!

#3_205 Do testemunho

Ora, nós somos testemunhas destes fatos, e bem assim o Espírito Santo, que Deus outorgou aos que lhe obedecem.
Atos 5:32 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.5.32.ARA

Como obedecer se não conhecermos o que é para ser obedecido? Ignorância é propensão à desobediência e só não desobedece na ignorância quanto se desenvolveu um hábito virtuoso.

Deus ensina a não sermos maledicentes. Quem é calado consegue obedecer, mas isto não significa que não desejou em seu coração falar mal de alguém para outras pessoas.

Precisamos do Espírito Santo para obtermos a sabedoria celestial e conhecermos os caminhos de Deus. Somente pelo Espírito conseguiremos ser plenamente obedientes!

Mas o Espírito também testemunha da glória de Deus entre nós e nos capacita nesta caminhada. Nos dá autoridade no evangelho e ousadia para pregarmos sobre a salvação em Cristo.

Andar e viver no Espírito Santo deve ser o nosso cotidiano. Qualquer coisa diferente disto é caminhar em áreas movediças, em um mundo de atrativos e desvios. Nem tudo no mundo é ruim e o mundo tem muitas armadilhas. Se cairmos no caminho é porque calamos o Espírito e desobedecemos de alguma forma.

Nossa segurança é termos a direção do Espírito a nós outorgado quando Cristo se tornou nosso salvador. A partir de então seremos os que testemunham dos feitos até agora recebidos e, principalmente, confiando na salvação prometida. Cada dia traz novos desafios e a caminhada é por toda a eternidade. Lindo será adentrar os portões celestiais!!!!

#3_204 Da obediência

Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.
Atos 5:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.5.29.ARA

Difícil se torna obedecer a Deus quando queremos agradar aos homens e mulheres. Invariavelmente chegaremos a um impasse quando se tratar de doutrinas e teologias. Aí termos de obedecer a quem nos é por liderança enquanto estamos vivendo na submissão de um sistema religioso.

Cristo combateu este sistema que acabou por lhe armar a morte. As cartas às igrejas no Apocalipse também se preocupam em falar sobre erros de doutrina que continuam a nos rodear. Não há igreja perfeita porque é feita de seres humanos.

O problema ocorre quando a doutrina vai na contramão dos fundamentos deixados por Cristo. Jesus nos ensinou que:

– Não precisamos deixar de comer nenhum tipo de alimento;

– Embora tenhamos funções de liderança ninguém é maior que ninguém;

– A salvação é somente por fé em Cristo e não por obras humanas que nos fazem ignorar que o poder é do Senhor;

– Se não mudarmos nossas mentes então não adianta determinarmos usos e costumes, pois desejaremos porque temos inveja e luxúria no coração.

Cristo nos traz novos fundamentos e liberdade de vida. Quem busca agradar aos homens arma laço para os amigos e não é leal. A verdade pode machucar e não concordar é melhor do que permitir e andar no erro. Que possamos buscar toda a verdade do evangelho e proclamamos as boas novas. Certamente os erros se tornarão visíveis e a oportunidade de nos consertarmos surgirão.

Que olhemos para a palavra do Senhor que nos ensina o certo e o errado. Ser conivente com o erro é pecado, assim como poder fazer o bem e não fazermos. A omissão é um grave exercício da passividade diante das coisas erradas e custará caro a todos nós quando tais erros nos prejudicarem. Que o Senhor nos dê forças para falarmos em nome dEle, para a Glória do Pai, sendo obedientes a Ele em primeiro lugar!

#3_203 Da liberdade

Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
Gálatas 5:1 ARA
https://bible.com/bible/1608/gal.5.1.ARA

A coisa mais fácil de ocorrer depois da conversão é pensarmos novamente que se não fizermos isto ou aquilo não merecemos a salvação. Por isto há tantas regras e costumes em igrejas, mas se Cristo é Senhor em nossas vidas isto se torna rudimentos.

O princípio não é a roupa que usamos ou deixamos de usar, mas o converter nossos olhos e pensamentos. Homens foram acostumados no mundo a olharem pornografia e agora querem que as mulheres dentro das igrejas andem com o corpo coberto, como se isto os impedissem de olharem com desejo para suas formas.

Santidade é, principalmente, um processo de perdermos a malícia do mundo, voltando a sermos como crianças que não vêem maldade nas coisas. Precisamos ter e viver na liberdade que Cristo nos trás, mas isto só é possível quando o Fruto do Espírito se manifesta em nós.

Santificação é buscar viver no Espírito, andar no Espírito, ter novos olhos e nova mente, que não pecam ao olharem ou falarem. Isto é um processo divino no homem e erraremos se tentarmos nas nossas forças. Precisamos perseverar sim, mas sempre olhando para o Senhor e clamando por misericórdia.

Por isso sempre lembramos que a caminhada Cristã começa na cruz ao invés de terminar nela. Jesus é o caminho, a verdade e a vida! Por ele viveremos e com ele ressuscitaremos! Nossa perseverança também vem deste relacionamento com o Senhor.

É fácil perceber que o grupo com o qual andamos influencia nossa forma de pensar e agir. Ande com quem ora, medita, estuda e louva a Palavra de Deus e estaremos fazendo o mesmo. Se andarmos com quem se prostitui iremos começar a avaliar a possibilidade e, quem sabe, provar das experiências. Tudo é uma questão de alinhamento emocional e espiritual.

Jesus quebra os laços do pecado em nossas vidas, mas podemos querer manter os laços anteriores ou seguir um caminho diferente do evangelho. Cuidemos de como estamos andando. Jesus nos ensina a buscarmos a face de Deus e sermos como crianças no coração. Para isto precisamos amadurecer em nossos relacionamentos e isto significa andar com pessoas maduras no evangelho.

Com quem estamos andando? Se estivermos em um ambiente religioso colheremos e espalharemos religiosidade sufocante. Se estamos em um ambiente sadio em Cristo estaremos colhendo e espalhando o verdadeiro amor. A diferença é estar sendo movido pelo Espírito ou querendo agradar a homens. Fará toda a diferença hoje e amanhã quando o Senhor voltar!

#3_202 Da instrução

E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros.
2Timóteo 2:2 ARA
https://bible.com/bible/1608/2ti.2.2.ARA

Paulo expõe a Timóteo a maneira tradicional de ensino humano, onde as experiências são passadas de geração a geração. No entanto Paulo mostra que não é qualquer pessoa que vai entender um determinado conhecimento. Há que se ter alguns predicados para que um conhecimento seja corretamente absorvido.

Não é possível que uma pessoa que nem sequer aprendeu a controlar seus movimentos possa pilotar uma aeronave. Assim é com quem não aprendeu a vencer o pecado vivenciar o verdadeiro evangelho.

O princípio da vida Cristã é enxergar-se pecador e buscar a cruz de Cristo para poder receber o perdão de pecados e poder desenvolver o Domínio Próprio. Sem isto não há como progredir nos passos de Cristo.

A santificação é um processo que depende da pessoa ser liberta dos pecados para poder se manter no caminho da santidade. Erra quem acredita que o caminho da santidade leva ao estado de santo ao final. É necessário ser santo desde o início!

Paulo expõe a Timóteo que ensine o caminho a homens que já passaram pelo processo de se tornarem idôneos e fiéis, características de quem já teve um encontro com Deus. E assim continuaremos na caminhada para nos ajudarmos uns aos outros.

Como pedir a um ladrão contumaz que se mantenha afastado do roubo? Ele precisa se encontrar com Cristo e abandonar o roubo. Só assim poderá manter-se de pé e prosseguir ajudando outros a pararem o erro.

Cada um de nós que estiver em Cristo poderá dar seu testemunho de como vencemos nossos pecados ao sermos justificados em Cristo. Isto fortalece aos que estão enfrentando não só o pecado, mas as dificuldades da vida. Saber que outros venceram e como venceram fortalece a fé e anima o que estava para desistir.

Precisamos comunicar que o Inferno foi vencido em Cristo e que a morte já não tem mais poder sobre os filhos de Deus! Para isto iremos continuar sobre as pegadas do Senhor, juntos com o povo que está buscando o mestre como seus discípulos.

Não são todos que buscam e nem todos entenderão porquanto não chegaram ainda aos pés da cruz para iniciarem a caminhada do justo. Com Cristo venceremos, porque nos instruiu e nos capacita no caminho!

#3_201 Filho de Davi

E eis que dois cegos, assentados à beira do caminho, tendo ouvido que Jesus passava, clamaram: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós!
Mateus 20:30 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.20.30.ARA

Deus prometeu a Davi um descendente que seria rei em seu lugar e teria seu trono garantido para todo o sempre. Esta é uma menção ao messias e todo o povo de Israel foi ensinado a respeito. Assim, o título “Filho de Davi” é uma menção direta ao reconhecimento de Jesus como aquele que se assentaria no trono como o messias prometido.

Jesus é Senhor, o messias prometido não só para Israel, mas para toda a humanidade. Esta questão é fundamental para entendermos porque no Apocalipse há a menção do reino milenar de Cristo na Terra. A profecia será cumprida antes do fim dos tempos. Jesus retornará para se assentar no trono sobre todas as nações e reinará sobre todas durante o milênio.

Será um reino de justiça, um tempo onde ninguém poderá colocar a culpa em Satanás porque ele estará preso. O pecado existirá porque os homens continuarão nascendo normalmente, descendentes de Adão e Eva. Portanto, precisarão de arrependimento e conversão ao Evangelho como todos os que vieram antes.

Jesus é quem pode trazer esta salvação, sendo o Filho que restabelece nossa conexão com o Pai. O descendente de Davi hoje está assentado à destra de Deus, mas não tardará a estar entre os viventes novamente! Quem está cego precisa de Jesus! Quem está em pecado precisa de Jesus!

Nosso messias prometido está ao alcance de nosso clamor. O que nos impede de chamá-lo? Eis que ele nos ouve, ainda que não possamos enxergá-lo. Chamemos pelo Filho de Davi. Chamemos por Cristo para que ele seja nosso Senhor e Salvador!

#3_200 Os falsos profetas não subsistem à sã doutrina!

Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.
1João 4:4 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.4.4.ARA

Grande e preciosa é esta promessa! Não estamos mais vulneráveis enquanto o Espírito Santo nos guia!!! Vencemos o erro quando Deus está no controle de nossas vidas.

Os falsos profetas são os que buscam desviar as pessoas dos verdadeiros caminhos de Deus. Estão infiltrados no meio do povo de Deus e falam do que não conhecem ou buscam afastar as pessoas dos caminhos do Senhor ao introduzir falsos preceitos e religiosidades.

Muitos estão se afastando de igrejas porque a sã doutrina não está ali. Hoje já não podemos indicar qualquer igreja sem conhecermos a sua base teológica. Não basta ter manifestações de sinais e prodígios, pois o próprio Senhor Jesus alertou que muitos o chamariam de Senhor e lhes indicariam seus feitos em expulsar demônios, curar enfermos e etc. e Jesus não lhes conhecerá (Mateus 7:15-23).

Falsos profetas não conhecem e não possuem a guarda do Espírito Santo, embora conheçam as Escrituras. Falar sem o conhecimento da sã doutrina gera peso nos que estão salvos a ponto de duvidarem da própria salvação. Traz tristeza e afugenta as pessoas da comunhão de suas igrejas.

Cada um examine-se a si mesmo pois se não estamos andando no Espírito então não estamos vencendo o mundo, mas sendo vencidos pelas adversidades e o pecado prevalece em nós. Cristo é poderoso para nos perdoar e nos dar o Espírito! Clamemos a ele, nosso Senhor e Salvador!

Os filhos de Deus vencem o mal e jamais serão vencidos, ainda que tentem destruir a doutrina. Aí dos falsos profetas, pois não haverá saída para eles naquele dia!

#3_199 Cristão ou anticristo?

e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo.
1João 4:3 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.4.3.ARA

Jesus Cristo é o separador dos tempos, das alianças e das pessoas. A ignorância à respeito dele já é um juízo de Deus. Querendo ou não, sabendo ou não, conhecendo ou não ele é o Salvador do mundo!

Há urgência na pregação do evangelho e uma necessidade de todos conhecerem o plano da salvação em Cristo. Muitos se enganam achando que ele foi apenas um mestre, deixando uma doutrina de vida capaz de ser seguida por aqueles que se esforcem em viver por seus preceitos.

Ele é muito mais que isto, sendo o autor e consumador da fé, da vida, o construtor deste mundo, aquele que nos concede a vida eterna, o redentor e reconciliador de todos nós. Sem a obra espiritual de Cristo não temos como seguir o evangelho. Se não morrermos para os nossos pecados jamais poderemos ressuscitar com ele em nova vida.

Cristo é a porta, o pastor, o irmão, o amigo, nosso abrigo e Senhor. Quem não o vê desta forma ainda não foi restaurado e permanece sobre este a irá de Deus. Será alguém que não se ajuntou com o Senhor e acabará por ser destruído no fim dos tempos.

É urgente que vidas sejam alcançadas e a pregação do evangelho vem para isto. Se conhecemos alguém que ainda não entendeu o plano da salvação precisamos explicar para esta pessoa. Sem a conversão em Cristo o final é o Inferno. Não é brincadeira e não podemos ignorar a tragédia.

Todo Cristão é chamado a amar ao próximo e isto começa com o testemunho de quem é Cristo para nós. Não precisa ser teólogo, mas discípulo. Ele é mestre sim, mas muito mais que mestre. É quem nos dá vida abundante por graça e misericórdia. Jesus Cristo é o Filho de Deus e quem assim não o conhece se assemelha ao anticristo.

#3_198 A compaixão divina está em Cristo!

Profundamente compadecido, Jesus tocou nos olhos deles. E imediatamente recuperaram a vista e o seguiram.
Mateus 20:34 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.20.34.NAA

Cristo não olha com indiferença para o necessitado. Sua misericórdia é tremenda! Não importa se somos responsáveis ou não pela condição em que nos encontramos pois ele quer nos abençoar!

Importa buscarmos a Cristo da maneira como estamos. Depois de termos um encontro com ele não sairemos da mesma forma se formos com o coração sensível. O jovem rico buscou-o e voltou triste porque não queria se desfazer do deus da riqueza em seu coração.

Termos Cristo em nós exigirá abrir mão dos outros ídolos que não resolvem as nossas questões fundamentais do pecado e da orfandade espiritual que todo ser humano enfrenta.

Cristo veio nos reconciliar com Deus e, por isso, compadece-se de todos nós. Nossas necessidades nos movem em direção à Jesus? Não ache que é um problema, mas a solução. Muitas vezes só olhamos para Deus quando estamos em situações desvantajosas.

Importa termos este encontro com o mestre e sermos regenerados em Cristo. Depois deste encontro iremos querer andar com ele. Com Jesus no barco as tempestades serão acalmadas. Ainda assim é bom termos fé para podermos andar sobre as águas! Em sua compaixão estaremos guardados e encontraremos descanso!

#3_197 A generosidade vem da nossa fé!

Uns dão com generosidade e têm cada vez mais; outros retêm mais do que é justo e acabam na pobreza.
Provérbios 11:24 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.11.24.NAA

A Palavra de Deus não condena o ter, mas o não compartilhar. Deus abomina a avareza. Dinheiro é útil em muitas circunstâncias, mas torna-se tropeço quando se torna o foco de nossas vidas.

A generosidade é o comprometimento pessoal em compartilhar com o necessitado. É saber valorizar o outro e saber que a prosperidade existe justamente para podermos compartilhar quando a ocasião determina. Saber que podemos ajudar e não fazê-lo, portanto, torna-se pecado.

Isto significa viver com um padrão de vida aquém do que poderíamos mas não em pobreza. Podemos ter um estilo de vida bastante simples mas não somos chamados a viver na pobreza para que outros vivam regaladamente.

A nossa dificuldade está em pensar no pior, que se ajudarmos ficaremos sem. O princípio divino funciona ao contrário. Se confio em Deus então posso compartilhar porque Ele nos sustentará. Esta fé move a mão do Senhor porque estamos ativando o princípio da semeadura do amor sem esperar algo em troca.

Quando dou a quem não pode me devolver estou fazendo na confiança da Palavra de Deus que nos assegura que quem empresta ao pobre empresta a Deus. É estar na segurança de que Ele cuidará das nossas necessidades. Sem fé não há como ser generoso. O avarento confia no que tem enquanto o generoso confia naquele que já lhe deu!

A avareza nos levará à pobreza porque este mundo gerará situações de perda. Em Deus estaremos seguros e não duvidaremos da Sua misericórdia e fidelidade. Que possamos ajudar mais, tendo compaixão daqueles que hoje não tem esperança em dias melhores. Este amor de Deus é fonte de riqueza para nós, muito mais que os recursos deste mundo!