O Espírito Santo fala. Estamos ouvindo?

Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me são ocultas. Também da soberba guarda o teu servo, que ela não me domine; então, serei irrepreensível e ficarei livre de grande transgressão.
Salmos 19:12‭-‬13 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.19.12-13.ARA

Temos dificuldade em reconhecer nossas faltas, mas facilidade em ver a dos outros. Tudo é uma questão de perspectiva, devido a como olhamos e enxergamos o mundo e a nós mesmos. Uma pessoa que envelhesse sabe que está ficando grisalho e enrugado, mas não se acha tão velho assim. Se uma criança olhar para ela achará que é uma pessoa bem velha, muito mais do que realmente é.

Assim ocorre com as nossas faltas. Dentro de nós não somos tão pecadores, mas por fora parece que somos e muito! Para Deus somos todos pecadores, não importando o nível de pecado que estejamos praticando, até que venhamos a nos entregar ao senhorio de Cristo! Quem está em Cristo já não vive em pecado e passa a se arrepender daqueles que identifica, dia após dia. Assim o salmista também clama a Deus, para que lhe sejam perdoados os seus pecados que ainda estão ocultos aos seus olhos.

E o pecado que nos dificulta a enxergar melhor é a vaidade. O soberbo é aquele que pratica a sua vaidade interior de maneira exterior. Põe-se como o mais importante, mais inteligente, mais sábio e até mais espiritual. No entanto a Bíblia nos ensina para considerarmos os outros acima de nós, pois nos manterá humildes. Grande é este mal, pois considerar-se superior é rebaixar ou não dar a devida atenção ao que as pessoas estão dizendo. Grande transgressão trará em nossas vidas quando deixarmos de ouvir aqueles que, desejando o nosso bem, nos aconselham sobre coisas que muitas vezes nos desagradam. Pior ainda será se não quizermos ouvir a voz do Espírito Santo.

Melhor usar mais as duas orelhas e menos a boca, pois estaremos aprendendo a ser humildes. Ouçamos a voz do Espírito Santo e obedeçamos em buscar a santificação. Cristo já nos deu a vitória quando nos capacitou com todas as armas espirituais. Agora, vivamos com ele e para ele, trabalhando nosso homem/mulher interior e fortalecendo uns aos outros na caminhada! Cristo nos ama e quem ama avisa para nos ajudar, repreende quando precisa e estende a mão ao invés de pisar.

Nossos pecados ocultos são absolvíveis em Cristo, pois ele é quem tira os nossos pecados. Busquemos a face de Cristo e sejamos transformados por sua presença tremenda em nossas vidas. Nos tornamos semelhantes àqueles com quem andamos. Por isso devemos andar no Espírito, para vivermos a plenitude do nosso chamado! Confiemos naquele que deu a vida por nós enquanto ainda pecadores!!!

Ano 2#243

O Renovo é Cristo!

Ouve, pois, Josué, sumo sacerdote, tu e os teus companheiros que se assentam diante de ti, porque são homens de presságio; eis que eu farei vir o meu servo, o Renovo. Porque eis aqui a pedra que pus diante de Josué; sobre esta pedra única estão sete olhos; eis que eu lavrarei a sua escultura, diz o Senhor dos Exércitos, e tirarei a iniquidade desta terra, num só dia. Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, cada um de vós convidará ao seu próximo para debaixo da vide e para debaixo da figueira.
Zacarias 3:8‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/zec.3.8-10.ARA

São tantas as promessas de Deus a respeito de Cristo que percebemos quanto cuidado o Senhor teve em confirmar que nEle teríamos a salvação. Deus deu a visão ao profeta Zacarias a respeito do sacerdote Josué, onde o anjo de Deus repreende Satanás, manda que as vestes sujas do sacerdote sejam trocadas por limpas e declara a promessa do Renovo, a pedra onde haveria a edificação de um novo povo. Este povo viveria em comunhão uns com os outros, sem malícia ou maldade.

Grandes são os benefícios prometidos por Deus sobre o povo de Sua aliança. É inquestionável que tenhamos nossas vestes limpas pelo Santo. Quem pode dizer que é santo sem ser vaidoso e cair de sua santidade? Assim, todo o santo é reconhecido por intermédio de outro e só se torna santo o que crê em Jesus Cristo e realiza as obras e os sinais que ele prometeu a todos que se tornassem seus discípulos.

Nossa maior dificuldade é enxergarmos a verdade do pecado e suas consequências, a necessidade do perdão de Deus. Sem está percepção não iremos buscar arrependimento e salvação. Sem reconhecermos a santidade de Deus e nossa óbvia separação do Senhor por causa disto não precisaremos do evangelho. A causa é simples. Tire o valor das Escrituras Sagradas e as torne um livro de homens. Assim ninguém se ocupará em achar que é mais importante que qualquer outro conhecimento advindo de livros.

Torne as Escrituras Sagradas como o manual de fé e regra, as disposições divinas para a humanidade, as prescrições de um Deus eterno e Todo-Poderoso, teremos temor e desejo de buscá-lo. Sem a pregação do evangelho não há quem ouça a condenação do pecador. Toda vez que esquecermos quem somos e quem Deus É teremos a tendência de nos mantermos distantes de seus preceitos. Enquanto temos identidade em Cristo sabemos por quem e por que fomos chamados à uma vida santa.

Essa santificação começa com Deus trocando as nossas vestes e nos edificando sobre a rocha, o servo, o Renovo. Somos feitos novas criaturas, não mais nascidos da carne, mas do Espírito. Esta nova realidade deve ser vivida na plenitude da comunhão com o corpo de Cristo, a igreja, onde cada um chama o seu companheiro para estarem juntos por toda a eternidade. Estamos buscando viver assim? Estamos ouvindo o chamado e chamando outros? Bom será se estivermos, pois o que está para vir será ainda melhor!!!!

Ano 2#240

Aflições não impedem a regeneração no evangelho de Cristo!

Disse Deus mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, e todas as árvores em que há fruto que dê semente; ser-vos-ão para mantimento. A todos os animais selvagens, e a todas as aves do céu, e a tudo que se arrasta sobre a terra, em que há vida, tenho dado todas as ervas verdes para lhes servirem de mantimento; e assim se fez.
Gênesis 1:29‭-‬30 TB
https://bible.com/bible/277/gen.1.29-30.TB

Todos os animais foram criados herbívoros. O desvio do homem fez com que a criação sofresse a transformação da maldição trazida pelo pecado. O sangue é precioso aos olhos de Deus e não se deveria derrama-lo. Hoje temos a opção de comer carne e faz parte da nossa vida, mas não era para ter sido assim. Da mesma forma o desejo da mulher hoje está submetido à seu marido, mas não era para ter sido assim.

O pecado transtornou o mundo como somos hoje como humanidade. Estes desvios só serão anulados quando houver a manifestação da glória de Deus e do seu povo.

A ardente expectativa da criação aguarda a manifestação dos filhos de Deus. Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Ora, sabemos que toda a criação, juntamente, geme e está com dores de parto até agora;
Romanos 8:19‭-‬22 TB
https://bible.com/bible/277/rom.8.19-22.TB

Há tantas coisas que não deveriam ser como são, mas que hoje padecemos por causa do pecado original em Adão. Teremos que conviver com estas dificuldades, ainda que creiamos e nos santifiquemos. Estamos em um mundo corrompido pelo pecado e ainda que nos transformemos no evangelho estaremos lutando com as dificuldades impostas pela condição que o mundo está.

Assim, vivamos conscientes de que ainda há morte, doenças e diversos problemas e aflições a serem enfrentadas. É a condição de todo ser vivente. Salomão já declarava que debaixo do sol era praticamente igual para todos os viventes, servos ou não de Deus. Verdadeiramente o Sol brilha e a chuva cai para todos, as pandemias mataram e matam pessoas de todas as classes, etnias, países e religiões, não escolhendo determinada condição. O evangelho faz diferença no hoje porque transforma os homens sem fazer separação também, trazendo paz, prosperidade e vida abundante no Espírito.

Jesus deixou claro que o reino dele não era daqui, pois que este reino está caído. No tempo do fim haverá um novo céu e uma nova terra, sendo que o jardim de Deus estará novamente disponível para todos os povos! Grande será a manifestação do poder de Deus na criação para que tenhamos novamente acesso a tudo o que Deus planejou para nós. Até lá o nosso papel é o de buscar a nossa transformação diária em preparação aos novos tempos que viveremos. O pecado não entrará neste novo lugar e nem o pecador não justificado.

Não devemos dar a desculpa de que o mundo nos aflige, pois o Espírito Santo está derramado para ser recebido por fé em Jesus e habilitar esta transformação. O mundo ainda permanecerá assim por um tempo, mas nós não devemos permanecer como estamos. A conversão por arrependimento é necessária e Jesus já nos deu o escape. Cada um faça a sua parte e busquemos fortalecer uns aos outros durante as aflições que nos cercam e cercarão até a manifestação da glória de Deus!

Ano 2#239

Em Cristo somos aperfeiçoados!

Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus, aguardando, daí em diante, até que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés. Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados. E disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto, após ter dito: Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei, acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniquidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado.
Hebreus 10:12‭-‬18 ARA
https://bible.com/bible/1608/heb.10.12-18.ARA

O Espírito Santo traz ao coração daquele que crê em Jesus Cristo a lei de Deus, não para serem seguidas como uma regra a ser observada por obrigação, mas para ser executada como algo agora natural. Se antes era uma obrigação não ofender, agora não se pensa em causar mal a alguém e, portanto, o ofender deixa de ser uma opção em nossas vidas.

A mudança trazida pelo Espírito Santo é o que Jesus chama de novo nascimento, uma nova natureza que passamos a ter porque o recebemos em nós. A presença do Espírito Santo nos transforma. Agora, se resistirmos ao Espírito, nenhuma vantagem resta para as nossas vidas, mas pelo contrário. Teremos uma consciência a nos acusar e a mostrar o nosso erro. Jesus Cristo fez a parte que só ele poderia fazer e agora espera que façamos a nossa parte. O poder nos foi concedido e devemos batalhar para derrubar os inimigos que se levantam contra o Senhor!

Interessante entendermos que no nome de Jesus podemos realizar as obras nesta terra. É uma autoridade, uma nobre missão e grande responsabilidade que deve ser assumida pelos seguidores de Cristo. Venceremos porque fomos justificados e estamos sendo preparados para vencer, no poder de Deus e não no nosso! Esta é a graça salvífica para transformação daquele que crê. O mundo precisa de Deus, ainda que não entenda ou o busque. Esta é a revelação trazida pelo evangelho, que Cristo veio ao mundo para salva-lo e agora o faz através da igreja.

Tempo da igreja realizar a sua parte. Tempo de haver transformação de vidas. Tempo de parar de pedir para termos o que já recebemos e fazer o que fomos chamados a fazer. Menos reclamação e mais ação em amor. Menos ofensas e mais cuidado. Menos preocupação com as quatro paredes e mais preocupação com as vidas que estão fora das paredes! Se não formos atrás dos descrentes o que resta a fazer? A obra é justamente discipular, cuidando dos que estão aprendendo a se santificar. Muitos acham que é apenas trazer para dentro e deixar se cuidar sozinho, outros acham que devem cuidar apenas dos que já estão dentro.

Vidas são indivíduos carentes de Deus que aprendem a graça e a misericórdia e passam a viver em gratidão. Não se usa vidas para serem manipuladas pelo evangelho, mas para viverem pelo evangelho. Precisamos muito aprender com Jesus, pois serviu o necessitado, o pecador, aquele que o cuspiu e negou, aquele que apenas esperava uma cura e a todos cuidou e trouxe alento, oportunidade e vida. Igrejas saudáveis multiplicam vida e não peso em se cuidar de vidas.

As dificuldades de cada ser humano são desafios a serem vencidos pela comunhão e não devem ser usadas contra as próprias pessoas que estão passando pela dificuldade. Isto quem faz é Satanás. Igreja gera vida em Cristo, o resto é ignorar o amor, o perdão e a graça. Usar o pecado contra as pessoas não é o que Cristo veio fazer em nosso meio, mas pelo contrário! Onde Cristo chega o pecado vai embora e já não há mais necessidade de sacrifícios pelo pecado!

Ano 2#237

Olhemos para Cristo!

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.”
‭‭Apocalipse‬ ‭2:7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.2.7.ARA

Acredito que a migração de cristãos de umas igrejas a outras está ocorrendo porque muitas das igrejas que antes estavam cuidando com zelo de seus membros o deixaram de fazer. A grande questão é que igrejas são feitas de pessoas além de seus líderes, mas quem define a conduta da igreja é a liderança! Muitos líderes estão se esquecendo de que são servos de Deus e que as ovelhas são de Deus. Estão se esquecendo que sua liderança está condicionada ao tempo, não sendo mas estando! Se mudarmos de cidade, ou de nação, ou passarmos por problemas de saúde prolongados não permaneceremos no mesmo “posto” e não estaremos mais realizando aquela atividade. Então não somos, mas estamos. Entender isto é entender mordomia em todas as áreas de nossas vidas.

Líderes espirituais não devem liderar por obrigação e muito menos dominando as ovelhas de Cristo (1 Pedro 5.1-4). Dominar é não lhes dar a chance de viver por escolha ou liberdade, mas oprimidas pela forma de liderança que não pode ser nem discutida por ser considerada rebeldia. A verdade é que o Novo Testamento nos revela uma liderança participativa onde um grupo fica ao encargo da palavra e oração e outro do cuidado dos membros, isto tudo com a concordância dos membros, sendo Cristo o único cabeça! Qualquer modelo diferente se torna uma oportunidade de surgirem dinastias episcopais, ditaduras espirituais e todo tipo de situação onde até mesmo a própria igreja define o que o pastor deve pregar sob coação de ser abandonado ou demitido.

Jesus deixa um recado bem claro à igreja, a começar pela sua liderança:

“Ao anjo da igreja escreve:…”

Líderes são os responsáveis pela condução do rebanho. Eli era juiz de Israel e sua família já estava há pelo menos 700 anos cuidando do tabernáculo do Senhor quando Deus tirou dele e de seus descendentes a continuidade do cuidado das coisas de Deus (1 Samuel 1-5). Avisou-o e cumpriu sua determinação, ficando Israel sem a arca em Siló por longo tempo. No Apocalipse Jesus avisa às igrejas que se ocupem em voltar para Deus, identificando em si o erro ou o acerto, perseverando na manutenção da fé e buscando a verdade do evangelho.

Como cristãos devemos servir a Deus e ao próximo em amor e santidade. Quando permanecer na congregação está mais difícil que servir, então algo não está certo. A oração nos fortalece em todas as atividades que devemos realizar no Senhor. Se estamos passando mais tempo orando para conseguirmos permanecer debaixo de uma liderança espiritual que não concordamos, então precisamos buscar ajuda. A obra de Deus traz desafios e, muitas vezes, atrito entre os cristãos como foi com Paulo e Barnabé a respeito de Marcos acompanha-los ou não, mas não era uma situação doutrinária (Atos 15.39). Cada um seguiu o seu caminho e continuaram a obra de Deus! O problema é quando a desavença paralisa esta bendita obra em nossos corações!

Líderes devem construir discípulos de Cristo e, para isto, devem ser discípulos e discipuladores. Portanto, Cristo deve ser o modelo da liderança a partir do amor fraternal, da graça e da misericórdia. Quando o líder e suas convicções se tornam a única palavra verdadeira e a ser seguida no meio de tantos outros servos de Deus que também são membros do mesmo corpo e possuem experiência de conexão com o mesmo Espírito Santo e não são ouvidos ou, ao menos, podem expressar suas dificuldades em entender o posicionamento do líder, então temos o início da queda, o líder subiu em seu pedestal, tirou Cristo do trono da igreja e agora deseja ser adorado! Tudo passa a ser por ele e, no final das contas, mesmo que não queira considerar, para ele! Jesus não é mais o centro!

Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.”
‭‭Apocalipse‬ ‭2:4-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.2.4-5.ARA

Muitas vidas estão machucadas por causa de seus líderes e se foram das igrejas. Não é que elas não entendem o que é o corpo de Cristo, e sim os líderes é que estão se esquecendo do que isto significa. Nunca vi tantas pessoas mudando de igreja como nos últimos anos. Muitas também deixaram de congregar e se tornaram “desigrejados” para não perderem a fé em Cristo! Isto não deve ser assim! Os tempos são muito difíceis, mas devemos perseverar até o fim! A coroa da vida já está prometida aos que não esmorecerem, mas ai dos líderes que estão empurrando para fora das portas da igreja as ovelhas do Senhor. Pior ainda é quando acham que estão fazendo por amor a Deus, separando o joio do trigo!

Oremos pela grave situação que a igreja de Cristo está passando em nossos dias, pois a perseguição espiritual não é fácil de se sobrepujar, mas veja que das 7 igrejas das cartas somente uma igreja estava sendo verdadeiramente perseguida enquanto 5 estavam fora dos caminhos que o Senhor espera dos que dizem segui-lo! Todas foram encaminhadas à liderança e em todas os membros são mencionados. O Espírito Santo está falando em nossos dias para nos voltarmos enquanto é tempo! Atentemos para Cristo e não erraremos. Se olharmos para os homens veremos o nosso erro. Sejamos cristãos tementes a Deus e não ao homem. Se não obedecermos a Deus estaremos ofertando nossas vidas de adoração a algum ídolo…

Ano 2#236

Memoriais nos ajudam a não esquecermos as importantes lições aprendidas!

O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez.
‭‭Salmos‬ ‭78:3-4‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.78.3-4.ARA

Temos nos preocupado em expor o poder de Deus para as futuras gerações. O povo de Israel foi se esquecendo de sua aliança com Deus e passou a viver de maneira a não agradar o Senhor e cometer pecados piores do que o povo do qual deveria ter se distanciado. Ao invés de servir de guia passou a ser um mal exemplo.

Se não aprendermos com a geração anterior e não ensinarmos à geração futura acabaremos por reviver as transgressões e pecados que a humanidade insiste em praticar. Houve diversos problemas, guerras e crises mundiais que não podem ser esquecidas, senão a história mostrará a repetição de tais eventos, para vergonha nossa.

Jesus nos chama a relembrarmos do seu sacrifício e do seu retorno, pois isto nos dará a oportunidade de evitarmos permanecer em nossos pecados e sermos condenados com o mundo. Ao praticarmos a comunhão da Ceia do Senhor estaremos lembrando do mestre e do serviço ao próximo, dos nossos pecados e da necessidade de arrependimento e do perdão divino. Estas coisas nos impedirão de repetirmos nossos erros do passado e viveremos pelas pegadas do mestre:

Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha. Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem. Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando julgados, somos disciplinados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.
‭‭1Coríntios‬ ‭11:23-32‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.11.23-32.ARA

A disciplina do Senhor é boa e nos impede de errarmos novamente. Ensinemos isto às gerações futuras praticando este memorial! É vida e segurança para os que creem!

Ano 2#228

O verdadeiro arrependimento nos leva á cruz de Cristo!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
‭‭Salmos‬ ‭32:3-7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.32.3-7.ARA

Davi já ensinava no Salmos 32 que a confissão de nossos pecados à Deus é o caminho do arrependimento que traz a salvação. Nos tempos de Davi era o que se podia fazer, pois sem o Espírito Santo para nos trazer o poder de refrear nosso ímpeto do pecado precisaríamos de sacrifícios constantes para aplacar a ira de Deus contra nós!

Veio o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, o descendente prometido à Davi que se tornou o rei eterno e fez o sacrifício perfeito, trazendo sobre os que nele creem a salvação definitiva. Pagou com o seu próprio sangue toda a dívida que o nosso pecado gera diante de Deus. Todo pecador ofende a santidade do Senhor e é inimigo de Deus. Sem o sacrifício de Cristo, que nos justifica de nossos pecados, não teremos comunhão eterna, mas castigo eterno.

É tempo de nos arrependermos, pois está próximo o reino dos céus! Jesus Cristo já fez o sacrifício definitivo e nele somos perdoados de nossos pecados confessados. Venhamos à presença do Senhor enquanto é tempo. Não sabemos o dia de amanhã, se estaremos vivos ou não. Obtenhamos o perdão hoje mesmo e passemos a viver em paz com Deus. Paremos de errar e passemos a glorifica-lo com a nova vida que levaremos.

Ganharemos uma vida abundante na presença de Deus, ainda que nossa vida neste mundo venha a se tornar mais difícil. Aqueles que abandonam seus caminhos de pecado se tornam amigos de Deus e inimigos do mundo. Haverá dificuldades, mas Jesus venceu a todas e está conosco nos ajudando a vencer as nossas batalhas. Nele somos feitos filhos de Deus e herdeiros das promessas! Temos livramento e novas alegrias e as cantaremos para que outros venham a conhecer e também a se agarrar a estas promessas.

Façamos do Senhor o nosso refúgio e isto começa ao nos arrependermos daquilo que nos mantem afastados e inimigos dEle!

Ano 2#224

Seguimos doutrinas que nos levam a Cristo?

Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé;
‭‭1Coríntios‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.15.12-14.ARA

Doutrinas fazem diferença e criam-se denominações e linhas teológicas tão díspares que muitos não se enxergam irmãos em Cristo por entenderem o sacrifício de Jesus de maneiras tão diferentes. Não só o sacrifício, mas a ressurreição, a graça, predestinação, o reino milenar de Cristo e tantas outras questões que têm gerado inúmeras complicações na hora de nos reunirmos como igreja. Ao mesmo tempo, quando não há concordância, como caminhar juntos?

Se não há ressurreição de mortos, então não há vida após a morte e não faz sentido falarmos de céu e inferno, salvação e santificação, sendo o sacrifício de Cristo desnecessário. Por isso Paulo declara que se isto fosse verdade, então não faria sentido pregar o evangelho, e viver pelo evangelho não traria vantagem alguma neste mundo. Ora, então se há ressurreição de mortos, a salvação faz todo sentido se nos enxergarmos pecadores afastados de Deus. E por aí vai a questão da doutrina!

Doutrinas são conjuntos de procedimentos para vivermos sob um determinado comportamento estabelecido por um conjunto de pessoas. Por isso igrejas usam doutrinas para estabelecerem seu comportamento geral e sem um corpo doutrinário fica difícil haver concordância entre os membros na hora de agirem como um corpo. Ao mesmo tempo, há assuntos que mais dividem do que ajuntam as pessoas, sendo necessário mergulharmos um pouco mais no conhecimento de Cristo para que haja alguma edificação na sua discussão.

Portanto, é necessário que cristãos conheçam o evangelho e se aprofundem nas questões doutrinárias para não sermos levados por tendências que desvirtuam a graça e os ensinamentos de Jesus! Como podemos pregar a salvação pelas obras tendo Jesus vindo a Terra para nos mostrar o Pai e se entregar na cruz por nós? Faz sentido dizermos para as pessoas que Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sendo o salvador e ao mesmo tempo dizer que não precisa crer nele como salvador, bastando apresentar boas obras na hora do julgamento de Deus?

Faz sentido dizermos que o batismo de arrependimento ensinado por João Batista pode ser efetuado por crianças que nem sabem seu próprio nome ou o que é pecado? A comissão que foi dada à igreja é a de fazer discípulos e batizar. Quem precisa pedir perdão pelos seus pecados é quem tem condição de entender seus atos e isto não ocorre antes de uma certa idade. Doutrinas estão se multiplicando e sem buscarmos o conhecimento de Cristo poderemos estar ensinando um Jesus diferente da bíblia.

Precisamos crer em Jesus como Senhor e salvador. Esta é a questão fundamental. Precisamos viver os dons e Fruto do Espírito, pois isto nos capacitará a apresentarmos as boas obras do novo nascimento, o produto de uma vida transformada pela ação do Espírito Santo em nós. Jesus está voltando para buscar a sua noiva, a igreja do Senhor, e em sua memória nos reunimos na Ceia do Senhor, até que ele venha. Não sabemos quando, mas importa saber que voltará e de sermos achados fiéis em servir ao Senhor e ao próximo. Estas questões geram um comportamento esperado dos cristãos, através de quem teremos novas conversões e expansão do reino de Deus.

Que doutrinas estamos seguindo? Sabemos o que significam? Temos expressado concordância com as nossas vidas? Quando Jesus Cristo voltar só haverá uma igreja, a do Cordeiro. Todas as questões subsidiárias serão deixadas de lado. Sem o Espírito Santo o cristão não é cristão, mas um interessado na doutrina. Importa-nos buscar aquele que morreu por nós e ressuscitou para que morrêssemos e ressuscitássemos com ele. Nesta busca seremos peregrinos e atuantes, vidas usadas por Deus para a glória dele. Todo o resto torna-se espírito de religiosidade que não transforma nem as nossas vidas e nem a daqueles que estamos buscando ensinar. Que aprendamos e mergulhemos no pleno conhecimento de Cristo que nos traz a vida eterna!

Ano 2#220

Sejamos justificados em Cristo!

Filhinhos, não vos deixeis enganar por ninguém; aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão.
1João 3:7‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.3.7-10.ARA

Há uma diferenciação dentre os homens entre filhos de Deus e filhos do diabo. Esta se refere à prática ou não de pecados. O viver pecando é não conseguir viver da maneira justa, segundo os preceitos de Deus. A lei aponta o erro, mas não nos impede de errarmos. A lei aponta para o alvo, mas o acertar o alvo depende da flecha voar de maneira estável e corrigindo os efeitos de vento e gravidade durante o voo.

Setas tortas não acertam o alvo, ainda que o arqueiro tente corrigir a trajetória, pois não há como corrigir o efeito de uma estrutura corrompida. A seta torta não atingirá o alvo pois não tem correção e isto, em medidas espirituais, chama-se iniquidade.

O pecador que vive pecando é uma flecha torta, não possuindo capacidade de acertar o alvo, ou seja, deixar de pecar. A obra do Espírito Santo é retificar nossas vidas, nos tornando aptos a acertarmos o alvo. Conquistamos isto através de Cristo! No Senhor estamos aptos a amar e viver justamente. O que nos era impossível agora é possível, pela misericórdia de Deus!

Nossa vida de pecados deve ser deixada para trás, nos tornando discípulos de Jesus, e filhos de Deus. Se permanecermos em nossos pecados permaneceremos como filhos do diabo e a justiça de Deus nos lançará junto com o diabo no lago de fogo de onde não haverá escape. Hoje podemos decidir e está claro o que devemos fazer. Que tomemos a decisão de pertencemos à família de Deus e sermos chamados de Seus filhos!

Honremos o sacrifício de Cristo e busquemos viver de maneira justa. Por gratidão e consciência glorifiquemos o nome do Pai! As obras do diabo podem e serão destruídas nas nossas vidas se assim escolhermos. Deus é bom e não desampara a ninguém que lhE busca! Decidir viver justamente é ouvir a voz do Espírito Santo e ignorar a voz do diabo. É sermos capazes de dizer não à velha natureza e sim à nova. É buscar fazer o certo para agradar a Deus e resistir ao diabo.

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
‭‭Tiago‬ ‭4:7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jas.4.7.ARA

Agradeçamos pela graça e a misericórdia de Deus em nossas vidas que nos capacitam a sermos justos porque Cristo nos revelou e nos deu o poder de Deus para sermos transformados e libertos do cativeiro do pecado!

Ano 2#201

Tristeza de arrependimento gera salvação!

Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte.
‭‭2Coríntios‬ ‭7:10‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2co.7.10.ARA

Ninguém gosta de ter seu comportamento criticado, ainda mais quando querem nos dizer que estamos errados. Mas, se formos ouvintes atentos, podemos entender por que estamos sendo combatidos. Ser exortado para que entendamos nosso pecado pode até nos trazer tristeza, mas se enxergarmos e nos arrependermos, produzirá grande alegria espiritual. Esta é a questão que Paulo se refere aos Coríntios.

Na primeira carta ele os exortou a respeito de um comportamento indesejável, para que tomassem posição e não permitissem que o pecador permanecesse no meio deles. Nesta segunda carta ele se alegra, ainda que tenha ficado triste em ter de chamar-lhes a atenção, de que responderam bem ao episódio. Importa que sejamos sensíveis à palavra da verdade e não fechemos nossos ouvidos ais que as outras pessoas estão tentando nos falar.

É verdade que nem sempre teremos bons conselhos, mas é nesta hora que precisamos reconhecer a quem podemos ouvir. Muitos erraram por ouvirem as pessoas que só lhes disseram o que queriam ouvir e combateram aos que estavam falando para o bem. Quando nos fechamos para a repreensão não estarmos atentos, independentemente de quem está falando. Pior é quando ouvimos o Espírito Santo nos alertar e não o obedecemos!

O mundo nos traz tristeza porque só pensa nas suas conveniências. Seremos como o mundo quando não pensarmos na finalidade da obra de Deus. Importa o amor a Deus e ao próximo, podermos influenciar e sermos influenciados por este amor. Não fechemos nossas mentes e corações para que não sejamos surpreendidos pelo próprio Deus se colocando contra nós. Sejamos humildes quando repreendidos. O Espírito Santo usa pessoas de todos os tipos e origens para nos ensinar e até usou uma mula para falar a Balaão quando intentou desobedecer a vontade de Deus (Números 22.21-35)

Ano 2#200