Jesus é a graça que nos toma pela mão!

Replicou-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: sois deuses? Se ele chamou deuses àqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus, e a Escritura não pode falhar, então, daquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo, dizeis: Tu blasfemas; porque declarei: sou Filho de Deus? Se não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis; mas, se faço, e não me credes, crede nas obras; para que possais saber e compreender que o Pai está em mim, e eu estou no Pai. Nesse ponto, procuravam, outra vez, prendê-lo; mas ele se livrou das suas mãos. Novamente, se retirou para além do Jordão, para o lugar onde João batizava no princípio; e ali permaneceu. E iam muitos ter com ele e diziam: Realmente, João não fez nenhum sinal, porém tudo quanto disse a respeito deste era verdade. E muitos ali creram nele.
‭‭João‬ ‭10:34-42‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.10.34-42.ARA

Jesus confirmou que toda a escritura é infalível. Confirmou os livros que os profetas escreveram sob inspiração divina, pois que falam das coisas de Deus e apontam para a salvação em Cristo!

Ora, as escrituras mostram vários aspectos de Deus e explicam a necessidade da graça. Se olharmos para o texto veremos que o pecado e o pecador estão condenados pela santidade de Deus. Assim, temos várias orientações para permanecermos longe do pecado que nos trará condenação eterna. Ao mesmo tempo, as escrituras mostram a necessidade de redenção a ser trazida pelo próprio Deus devido à sua misericórdia, proveniente da graça atuante na vida de todos os homens. Se por um lado somos pecadores destinados ao inferno, por outro lado temos uma oferta de escape pela fé no Filho de Deus!

Jesus mostra-se como a saída e os homens espiritualizaram de tal forma que não conseguiam enxergar que Deus poderia encarnar para prover para si um caminho que trouxesse os homens ao arrependimento. Em Cristo temos a saída para os nossos pecados, pois se fez redentor e os pagou na cruz quando se tornou o sacrifício perfeito. Não há mais condenação para os que estão em Cristo Jesus e nos tornamos justificados pela fé no sacrifício do Filho!

Somos deuses porque Deus assim nos criou para sermos e temos este potencial, só possível de ser plenamente atingido no processo da santificação proporcionada em Jesus. Nossa nova filiação é que nos capacita a entendermos os desígnios do Pai. Os sinais que são feitos por Jesus e em seu nome servem para evidenciar o poder de Deus que está em todo aquele que crê no Senhor. Pela fé e na autoridade dada à igreja é que podemos realizar tais sinais e continuar a obra deixada por Jesus para a igreja. A obra é apontar para Cristo, o autor e consumador da fé redentora que tira o pecado do mundo.

João Batista apontou para Jesus. João apenas batizava, mas a igreja hoje tem o poder recebido do próprio Senhor. João preparou o caminho e mostrou o Cordeiro de Deus. Assim a igreja deverá fazer, mas fará ainda mais ao realizar os sinais e maravilhas em nome do Senhor! Muitos crerão por causa dos sinais e outros apenas murmurarão porque não creram. O julgamento é de Deus e ocorrerá para separação entre os que creram e os que não creram.

Os que creem e desejam viver com Deus irão para o céu, enquanto os que não creram e nem desejaram viver com Deus irão para o inferno. Crer é também obedecer e desejar se santificar, pois ninguém verá a Deus sem ser santificado e isto só é possível através da fé em Jesus Cristo! Portanto, quem tem o Filho tem o Pai!

Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o Filho tem igualmente o Pai.”
‭‭1João‬ ‭2:23‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1jn.2.23.ARA

Por que Jesus precisaria vir ao mundo se já existiam as escrituras que apontaram os pecados? Porque a graça de Deus nos ajuda a deixarmos o pecado que é odioso ao Senhor. Portanto, a graça é superior à lei, porquanto nos ajuda ao invés de apenas apontar. Em Cristo somos ajudados a fugir do pecado. Quem ama não fica apenas alertando, mas toma a atitude de ajudar para que haja mudança de verdade! Jesus veio ao mundo para nos ajudar a encontrarmos o caminho para o Pai. Peguemos em sua mão amorosa e o sigamos!

Ano 2#192

A luz de Cristo ilumina o nosso caminho ou nos ofusca?

E estavam o pai e a mãe do menino admirados do que dele se dizia. Simeão os abençoou e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição
‭‭Lucas‬ ‭2:33-34‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.2.33-34.ARA

Jesus Cristo é a manifestação da Palavra de Deus, a encarnação das promessas, a revelação da graça e da vontade do Pai! Jesus traz luz aos ensinos e deixa explícita a forma de viver que devemos adotar. Por isso há tanta discussão em torno de sua vida, pois ninguém nasce querendo dar a vida para servir, mas para ser servido!

Desde os primeiros choros de fome, frio ou desconforto queremos que alguém nos acuda. Crescemos sendo cuidados e chega a hora de trocarmos de posição e cuidarmos de outros. A fase adulta é isto, estar pronto para ser útil á comunidade. Permanecer criança é permanecer sendo cuidado e não poder cuidar de ninguém.

Muitos estão com a Síndrome de Peter Pan, decidindo permanecer na casa dos pais, não casando, evitando assumir compromissos de longo prazo. O que na verdade desejam é permanecer sendo servidos e não passar pelo processo de cuidar de outros. Nem dos próprios pais cuidam! A questão é negar nosso papel de humanidade.

Jesus veio trazer a realidade aos nossos olhos, mostrando como somos egoístas e precisamos inverter a nossa atitude. Se nos servirmos uns aos outros, então ninguém precisará pedir nada! Quando os ensinos do evangelho são praticados não temos como odiar os que nos ajudam, deixar de perdoar aqueles que se doam por nós, deixar de agradecer pelo cuidado e carinho, ou virar as costas àqueles que sempre nos ajudaram.

Em Cristo o amor nos envolve e constrange, nos transforma ou nos repele, pois ou nos edificamos nele ou fugimos para longe, muito longe. E assim tem sido nos séculos, uma polarização como se vê nas disputas eleitorais. Partidos que não conseguem ter um convívio natural, pois possuem motivações antagônicas. Há os que desejam obedecer a Deus e os que obedecem a si mesmos. O conflito está aí e estará até que venha o fim!

Jesus transforma a vida dos que se edificam nele. Aqueles que dele fogem arruinarão suas próprias vidas, pois Jesus veio trazer vida e não morte, compaixão e não indiferença, perdão e não o ódio. Nossa escolha definirá o nosso fim. Não importa como chegamos onde estamos, mas ao conhecer Jesus onde estaremos depois! Chegamos ao mundo sendo vaidosos e egoístas, mas com Cristo sairemos como servos que amam e se assemelham ao Todo-Poderoso!

Podemos ter vivido sem Cristo, mas não podemos morrer sem ter-lhe entregue as nossas vidas de todo o nosso coração! Nem seus pais entendiam isto até então e glorificaram a Deus por terem tido esta oportunidade ímpar! Que o Senhor nos fortaleça no caminho e possamos usar a sua luz para nos conduzir. Quem não abaixa os olhos diante da luz se ofusca, pois só os humildes aprendem!

Ano 2#172

A que pai estamos honrando?

Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
‭‭João‬ ‭14:8-9‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.14.8-9.ARA

Somos 50% da carga genética de cada um de nossos pais biológicos. Assim, somos descendentes e herança genética de nosso pai e de nossa mãe. Seremos semelhantes em características de um e do outro, em formas de agir, pensar e até fisicamente.

Filipe pede a Jesus para mostrar o Pai e Jesus responde dizendo-lhe que ele, Jesus, é semelhante ao Pai. Se conhecermos a Jesus estaremos conhecendo o Pai, porque Jesus Cristo é Filho, legítimo, espiritual, proveniente de Deus! Jesus tem poder e autoridade concedidos por Deus para conduzir toda a humanidade de volta ao caminho da vida eterna, da filiação por novo nascimento em Espírito, para sermos a imagem e semelhança de Deus como fomos criados no Éden.

Em Jesus temos o resgate da natureza divina que perdêramos quando a humanidade pecou contra Deus. Ficamos apegados com a parte carnal, pois a espiritual deixou de ter comunhão com o Pai, e isto precisava ser concertado. Jesus veio restaurar nossa comunhão com Deus, sendo o caminho de volta, nossa luz na escuridão, nosso irmão mais velho que cuida dos pequenos!

A quem temos por Pai? Se Cristo é nosso irmão, então teremos semelhança com ele, em amor, paciência, graça e misericórdia. Mas se continuamos a roubar, defraldar, trair, adulterar e mentir sem sentirmos nenhum remorso, então temos por pai o diabo! Nossas ações acabam por refletir a nossa paternidade espiritual. Nossas atitudes são reflexo do relacionamento espiritual que temos nas regiões celestiais. E neste campo recebemos direcionamento de quem desejamos obedecer.

Nossa filiação espiritual foi comprometida no Éden pois havíamos sido criados para sermos filhos de Deus, até que tomamos outro caminho. A que pai desejamos nos assemelhar? A quem estamos seguindo? A quem estamos honrando? Se Deus é nosso Pai, seguiremos Sua direção e Cristo é nosso irmão. Temos esta segurança? Se ainda não temos, entreguemos hoje nossas vidas através de Cristo e recebamos roupas novas, uma aliança eterna, herança espiritual e um propósito maravilhoso!

O Pai está de braços abertos e nos justificará. Não importa o pecado que praticamos até aqui, pois a salvação é pela vontade de Deus para conosco. Senão, ninguém se salvaria. Se fosse possível sem a ação de Deus Jesus não precisaria vir para nos mostrar o caminho. Veio porque é necessário e nos ama! Que honremos este amor sacrificial que nos transforma em semelhantes ao Altíssimo porque receberemos a semente espiritual em nós, o Espírito Santo de Deus! Assim nos tornaremos semelhantes e começaremos a agir como Cristo, e alegraremos o coração do Pai!

O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.
‭‭Lucas‬ ‭15:22-24‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.15.22-24.ARA

Ano 2#163

Inícios são importantes!

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Conforme está escrito na profecia de Isaías: Eis aí envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho; voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas; apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados. Saíam a ter com ele toda a província da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém; e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.
‭‭Marcos‬ ‭1:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mrk.1.1-5.ARA

O evangelista João Marcos era um dos que andaram com Jesus e foi testemunha ocular de muitos fatos por ele narrados neste evangelho. Ele começa a descrição da narrativa declarando que Jesus Cristo é o Filho de Deus e este é o evangelho de Cristo e não o do próprio Marcos.

Importante é que Marcos vai diretamente ao ponto onde o evangelho começa na vida das pessoas, quando elas enxergam seus pecados e se arrependem deles, buscando arrependimento e perdão, batizando-se para testemunharem a nova vida que decidiram viver, segundo a vontade de Deus e não mais as suas próprias.

Evangelho é mudança de atitude, arrependimento, conversão, perdão de pecados e testemunho da mudança de atitude que estamos estabelecendo por causa da nossa percepção de estarmos indo contra a direção de Deus para as nossas vidas. Portanto, sem entendermos os planos de Deus não teremos percepção de quão longe deles estamos e da necessidade de arrependimento e conversão.

O evangelho de Marcos é o menor de todos, sendo um resumo, indo direto ao ponto, não pretendendo confirmar as escrituras do Antigo Testamento como faz o evangelho de Mateus e nem uma explicação mais detalhada para um público crítico como fez o evangelista Lucas. Marcos escreve para os romanos que precisavam conhecer a Cristo e se tornou a base para que os outros evangelhos fossem escritos.

Ainda que Marcos não tenha se preocupado com informar sobre o nascimento de Jesus, estabeleceu a ordem dos fatos de seu ministério terreno, imprimindo ao conjunto uma estrutura suficiente para podermos enxergar a glória e o poder do Senhor em nosso meio! Marcos aponta o início do ministério de Jesus a partir do seu encontro com João Batista, aquele que o antecedeu para preparar os corações para o que Cristo veio fazer, dar o poder da salvação e santificação aos arrependidos!

Sem arrependimento pelos pecados não temos necessidade de perdão e nem salvação! Sem nos confrontarmos com a lei de que estou errado no meu procedimento não terei motivos para deixar de fazer o que faço. Sem reconhecer que fui pego cometendo um delito não sentirei vergonha e nem buscarei me retratar se tal situação não gerar constrangimento em mim.

Deus a tudo vê e tudo sabe. Se não me envergonhar de errar contra Ele é porque não temo o Seu julgamento ou Sua opinião, ou mesmo não considero Sua existência. Mas, se para mim há um Deus que nos entregou um caminho a seguir, uma forma de viver entre as pessoas e eu não a sigo porque desejo fazer do meu jeito, cedo ou tarde vou perceber que estou magoando pessoas e caminhando para a minha destruição. Nossos caminhos são de morte quando não vivemos pelos de Deus!

Alguns encontram O caminho bem cedo, outros tarde e há os que encontram bem mais tarde! Importa entrar neste caminho e permanecer nele. O caminho é estreito e nos custará permanecer nele, pois teremos de deixar para trás algumas coisas que julgávamos importante, mas tornam-se irrelevantes quando olhamos para o destino final. De que adianta carregar o que não me ajuda a chegar no destino? Estas decisões diárias são parte importante de nossas vidas. Levemos conosco o amor, o perdão, as amizades e deixemos o ódio e o pecado para trás! Este é o arrependimento que nos trará vida em Cristo!

Sejamos batizados não só no arrependimento, mas também no Espírito Santo, para que sejamos ousados e tenhamos autoridade espiritual para impactarmos este mundo. Buscar poder sem arrependimento é querer ter poder sem entendimento. Por isso o evangelho começa onde nos dói mais, em nossa vaidade e ignorância. Sejamos humildes e busquemos arrependimento. Assim, quando buscarmos os dons espirituais estaremos aptos a usa-los da maneira e com a motivação certa!

Ano 2#161

Temos um embaixador celestial!

Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus. Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dentre os mortos; e este, dizia ele, é o Cristo, Jesus, que eu vos anuncio.”
‭‭Atos‬ ‭17:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.17.1-3.ARA

É necessário entender o papel de Cristo. É necessário entender por que Cristo padeceu e ressuscitou dentre os mortos. É necessário entender que Jesus é o Cristo que havia de vir! Quando se nasce em um lugar onde este ensino é praticado crescemos sem nos dar conta de que este conhecimento não é comum. Mas, há o porém de como Cristo tem sido ensinado e como as pessoas entendem a respeito dele.

Muitos hoje não entendem por que era necessário Cristo padecer em uma cruz de forma tão brutal se ele é Deus! Para que deixar a glória dos céus e se tornar homem, vivendo entre nós? Pelo mesmo motivo que uma nação estabelece uma embaixada/consulado em nações com quem pretende manter relações diplomáticas. É mostrar o que a nação visitada tem a ganhar se relacionando com a que possui o emissário e estabelecer uma parceria duradoura com vantagem mútua.

A grande diferença é que Cristo não foi bem recebido e nem desejaram manter relações duradouras com ele, pois não entenderam a mudança das relações espirituais que ele estava trazendo para nós. Ao invés de termos sacerdotes específicos a levarem nossas ofertas pelos nossos pecados, agora seríamos o próprio sacerdote que deve se santificar e dar a própria vida em sacrifício pelos outros, como Jesus fez!

A religiosidade começa na terceirização da culpa e da responsabilidade pelos meus atos e santificação. Quando ponho em alguém a responsabilidade de buscar a Deus e interceder em meu lugar, estou idolatrando e sendo religioso no aspecto de viver por regras e não por transformação pessoal. Cristo é aquele que traz até nós o reino de Deus, a compreensão do que teremos com o SENHOR se nos relacionarmos com Ele. Só temos a ganhar, nada a perder! Se deixarmos de fazer algo é porque há algo melhor a fazer e não pior!

Os valores do reino de Deus são diferentes do que a humanidade naturalmente deseja praticar. Era necessário que a santidade do SENHOR nos visitasse e falasse aos nossos corações como pessoas, a partir de um embaixador. Jesus veio até nós como homem, nascido de mulher a partir do relacionamento do Espírito Santo, não do ser humano, mas de Deus. Viveu entre nós para mostrar que, se tivermos relacionamento com o SENHOR, seremos capazes de vivermos em santidade. Ter morrido na cruz foi necessário para que se cumprisse a justiça de Deus de um cordeiro perfeito ser morto e seu sangue aspergido para justificação do pecador.

Sua ressurreição ocorreu porque nele não há pecado e a morte não tem poder sobre o justo. Em Cristo somos justificados e a morte não terá poder sobre nós também! Viu a importância de Cristo morrer e ressuscitar para mostrar o caminho para o Pai?! Este Cristo é Jesus de Nazaré, o rejeitado pelos homens, por aqueles que não enxergam o valor do verdadeiro relacionamento com Deus. Nossa cegueira deve ser rompida pela ação do Espírito Santo de Deus, a partir da acolhida da fé em Jesus Cristo.

Paulo explicou todas estas coisas entre os judeus, mas estes ainda não entenderam. Os gentios receberam e entraram antes na comunhão espiritual da família de Deus! A igreja é, majoritariamente, constituída por não judeus por causa desta questão de não entenderem a mensagem. Nos países cristãos muitos estão aprendendo de maneira errada a respeito de Cristo. Ainda hoje, pessoas que se chamam de cristãos, não entendem porque Jesus morreu na cruz, por que ele ressuscitou e quem é Cristo! Por isso não entregaram ainda as suas vidas e procuram viver pela submissão a regras e obras que não trazem a verdadeira transformação espiritual.

O relacionamento com Deus nos traz vida nova, mudança de pensamento, poder para viver de maneira mais alinhada com o reino de Deus, pois estamos sendo chamados a isto. Na embaixada de um país temos eventos para que os povos conheçam e possam aprender com a cultura evidenciada. Se não tivermos interesse de aprender não será por força que serei levado até aquele país. Entrar lá depende de sermos recebidos. Jesus trouxe a embaixada celestial para a Terra, para recebermos asilo na cidade celestial, mas só os que desejarem o visto para o passaporte lá chegarão. Não se recebe o visto se Jesus não der. Ele é o embaixador que concede o visto, o Espírito Santo. Ele recebeu este poder do Pai!

Busquemos o reino de Deus enquanto o SENHOR nos deu abertura em Cristo. Se dependermos de nosso desempenho estaremos fadados ao insucesso, pois estaremos buscando entrar através de invasão das fronteiras sem o visto de entrada. Seremos deportados e não seremos recebidos. Cristo morreu para nos dar acesso a Deus, sendo Jesus Cristo o nosso libertador e justificador! Ele é a porta de entrada ao reino de Deus! Não só o visto será dado, mas a cidadania, uma casa, uma herança e um serviço.

Muitos estão buscando fugir de seus países porque não possuem uma vida digna onde residem. Assim somos nós neste mundo. Não podemos nos sentir à vontade aqui. Nosso lugar definitivo é com o Pai, que espera que todos nos convertamos de nossos pecados e vivamos uma vida plena com Ele. Portanto, busquemos a Cristo Jesus, aquele que está preparando lugar para nos receber quando chegarmos nos portões celestiais. Lá só entrarão os justificados e que possuem o visto, o selo, o Espírito Santo dado através da fé em Jesus!

Ano 2#156

Precisamos nos apegar às verdades em Cristo!

Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos. Se, pois, se tornou firme a palavra falada por meio de anjos, e toda transgressão ou desobediência recebeu justo castigo, como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação? A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; dando Deus testemunho juntamente com eles, por sinais, prodígios e vários milagres e por distribuições do Espírito Santo, segundo a sua vontade.
‭‭Hebreus‬ ‭2:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/heb.2.1-4.ara

A desobediência dos anjos já foi julgada e há os que estão enclausurados e os que serão no fim dos tempos. Assim também ocorrerá para com a humanidade, mas ainda não houve o julgamento. O autor de Hebreus nos chama a atenção para que não ignoremos os fatos espirituais, em como estão estabelecidos, pois a consequência é certa.

Deus se manifestou na criação e se manifesta de muitas formas nos nossos dias. Ao enviar Jesus para nos mostrar o caminho do amor, através do sacrifício da cruz, o Senhor preparou testemunhas que manifestaram sinais e maravilhas que confirmaram seus ministérios. Estes não foram apenas os apóstolos que viram e andaram com Jesus, mas Paulo que fora perseguidor de cristãos e outros que receberam dons segundo a vontade de Deus!

O evangelho está sendo pregado e quem ouve possui a escolha de permanecer ouvindo, de buscar entender, de buscar concordar e de perseverar em andar segundo a palavra ouvida. Alguns acham que isto é pouca coisa e que este evangelho é barato, mas se esquecem que custa a nossa vida e nos consumirá todos os esforços para adorarmos a Deus. Se fosse fácil Jesus teria dito isto, mas falou o contrário:

Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou a causar dano a si mesmo?
‭‭Lucas‬ ‭9:23-25‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.9.23-25.ARA

Seguir a Cristo é priorizar o reino de Deus em detrimento ao proceder do mundo. É abrir mão, perdoar, servir a quem também não merece mas precisa, fazer pelos outros o que nem faríamos por nós, trabalhar mais do que precisa para si por causa de outros, não desistir, porque outros dependem de nós. É viver em batalha todo tempo, porque o inimigo de nossas almas está buscando destruir vidas, e sabemos como combate-lo e temos o chamado para faze-lo.

A vida Cristã possui a recompensa de vivermos com propósito hoje porque sabemos do futuro que nos espera em Deus. Mas, muitas vezes, aqui só haverá sofrimento a nossa volta e nos desgastaremos. Em Cristo temos o descanso necessário, nosso combustível, nossa recarga espiritual, nosso alimento diário, o ajuste da navegação para não nos perdermos no caminho, pois ele é o próprio caminho!

Jesus também é a verdade e a própria vida que vivemos procurando e, ao acharmos, resolve todas as angústias de alma a respeito da salvação eterna! É esta verdade que nos dá a motivação certa para o combate da fé! Devemos nos apegar a ela com mais firmeza para não nos desviarmos e cairmos nas armadilhas do mundo. Cuidemos de nossa mente e coração:

Bem-aventurados os que guardam as suas prescrições e o buscam de todo o coração; não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos.
‭‭Salmos‬ ‭119:2-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.119.2-3.ARA

Nos apeguemos confiantemente em Cristo, pois ele é o caminho, a verdade e a vida, a única maneira de chegarmos a Deus!

Ano 2#150

Por que profetizar?

Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizeis. Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, edificando, exortando e consolando.
‭‭1Coríntios‬ ‭14:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.14.1-3.ara

Paulo aconselha a igreja de Corinto a se aperfeiçoar a partir do amor, buscando dons espirituais com zelo. Amar é agir a favor do próximo e, se quisermos ajuda-los espiritualmente, precisamos exercer dons espirituais. Paulo menciona dois deles, o de falar em língua espiritual e o de profetizar.

Falar em língua espiritual nos permite falar com Deus sem a interpretação da alma (nossa mente), pois é o nosso espírito falando diretamente com o Senhor. Assim, nos edificamos e os outros não entenderão se não houver quem a interprete, e até mesmo nós não teremos ciência do que estamos falando em muitas das vezes. Já o dom de profecia é trazer aos homens a direção de Deus para as suas vidas, mostrando o caminho e o propósito das circunstâncias ou apenas mostrar, de antemão, o que irá ocorrer para que as pessoas estejam preparadas quando acontecer.

Profetizar é falar do que é proveniente de Deus, para conselho assertivo (exortação), edificação e consolo. O profeta aponta o pecado, mas também o caminho. Aponta o problema e a solução. Quando traz a antecipação dos fatos, também fala da providência ou a solução de Deus, para que não haja dúvidas, quando ocorrer o desfecho, de que foi Deus quem falou.

O maior problema sobre este dom é quando ele é confundido na mente de quem deseja possui-lo e está envolvido emocionalmente nas questões alheias. É muito fácil pegar uma promessa bíblica e falar para alguém de que Deus a está abençoando porque na Sua palavra existe aquela promessa e esta pessoa deve tomar posse dela.

Existe a palavra logos e a rhema. Logos é tudo o que podemos conhecer do que nos é ensinado nas escrituras, enquanto rhema é esta palavra no momento e a forma de aplica-la. Jesus andou sobre o mar e chamou Pedro quando este solicitou que o permitisse ir até ele. A palavra de vir e andar sobre as águas com Jesus foi uma afirmação rhema, onde Pedro pode aplica-la e nenhum outro discípulo presente pode exerce-la, pois foi dada a Pedro naquele momento. Alguém mais andou sobre as águas porque leu estas palavras na Bíblia?

Profetas trazem a palavra rhema a quem está precisando ouvi-la, ainda que haja o logos envolvido. Se eu apenas pregar o texto bíblico não estarei profetizando, mas pregando, levando conhecimento das coisas de Deus para as pessoas. Profetizar é trazer algo que seja para a condução das ações de quem precisa agir ou se preparar, construir uma estratégia ou ser consolado quando nada mais há que se fazer a respeito. Profetas nem sempre são bem recebidos, pois dizem o que deve ser dito, custe o que custar para ele e aos ouvintes.

Assim, profetizar é trazer vantagem para as pessoas, pois terão orientação de Deus para suas necessidades particulares, daquilo que elas estão colocando diante do Senhor. Falar da intimidade das pessoas com Deus é um dom que acrescenta fé e consola, pois as pessoas se sentem amadas pelo Senhor ao receberem uma orientação direta para aquilo que estão pedindo em oração e, na maioria das vezes, só elas e Deus sabem. Por isso a sensação do cuidado, carinho e certeza de estarem sendo ouvidas em suas orações e que a profecia será cumprida em suas vidas.

Devemos cuidar de como profetizar, pois no desejo de ajudar podemos falar o logos, daquilo que conhecemos da palavra, mas a profecia é a palavra de Deus para aquela situação específica daquela vida, do que ela e Deus estão sabendo e a resposta está sendo dada através de nossas vidas. Ainda assim devemos buscar o dom de profecia, pois traz a certeza do cuidado de Deus e direciona as pessoas para o propósito dEle em suas vidas. Não busquemos o dom por vaidade, mas como Paulo inicia a orientação, busquemos por amor às vidas que são preciosas para Deus e devem ser para nós também!

Uma profecia de Deus não irá contra o logos. O Senhor não vai contra a Sua palavra. Profecias que levam a pecados declarados não são profecias e nem logos, mas a vaidade de quem está falando e deseja influenciar os ouvintes. Não são mensageiros legítimos e não devem ser ouvidos. Toda profecia recebida deve ser tratada com respeito e analisada segundo as escrituras. Ouçamos, analisemos, oremos para que o Espírito Santo confirme em nossos corações e, somente então, que possamos agir no tempo para a qual esta palavra rhema nos foi dada.

Agir antes ou depois não trará muita serventia e depois não poderemos condenar o profeta e nem duvidar da profecia, pois não a atendemos. Assim foi na Velha Aliança quando o Senhor avisou sobre o castigo da desobediência e as gerações não ouviram. Há profecias para hoje, para amanhã e para daqui há cem anos. Todas são importantes e devem ser trabalhadas com zelo. Importa obedecermos a palavra recebida de Deus para nossas vidas, sempre que tivermos esta confirmação do Espírito Santo!

Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz.
‭‭Provérbios‬ ‭29:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/pro.29.18.ara

Ano 2#146

Precisamos viver pela fé!

Pôr-me-ei na minha torre de vigia, colocar-me-ei sobre a fortaleza e vigiarei para ver o que Deus me dirá e que resposta eu terei à minha queixa. O Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo. Porque a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-o, porque, certamente, virá, não tardará. Eis o soberbo! Sua alma não é reta nele; mas o justo viverá pela sua fé.
‭‭Habacuque‬ ‭2:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/hab.2.1-4.ara

Como vivemos nossos dias? Nos agarramos a promessas vãs, de quem não tem poder sobre as circunstâncias? Hoje a pandemia parece controlada por causa de vacinas, mas vejamos os países a nossa volta que também vacinaram e não parecem estar melhor depois. E, não é só este vírus que mata. Esta semana uma jovem conhecida na internet de apenas 22 anos morreu de acidente. Outros morreram de câncer e por aí vai.

Estamos nos baseando em estatísticas, política, ciência ou no que Deus estabeleceu em nossas vidas? Qual a nossa percepção dos fatos a nossa volta? O profeta Habacuque orou a Deus e aguardou a resposta em vigilância, para não deixar passar desapercebido o que Deus tinha para ele. Não aguardou de qualquer maneira, mas sobre a fortaleza da fé!

Sem fé estaremos a mercê de qualquer notícia ruim. Estarei preocupado e achando que a piora não terá fim e ainda murmurarei contra a circunstância. Deus está ouvindo e nos declara que devemos esperar com confiança pois certamente a resposta virá conforme Ele determinar. Ainda mais, que devemos confiantemente declarar aos outros para que saibam e vejam quando acontecer que Deus É fiel e responde às nossas orações.

Não se chateie por ver uma pessoa de fé declarar a benção de Deus. Não é arrogância, mas andar em fé. O arrogante põe a sua confiança em si mesmo e na sua força, mas o justo é justificado por Deus! Alegremo-nos com o que o Senhor fará em nosso favor. Não tardará, mas ainda assim aprendamos a esperar. Estamos sendo exercitados na fé e isto nos levará a desafios maiores, para a glória de Deus!

E então? Estamos vivendo pelas notícias de jornal ou pela palavra de Deus para nós? Não sejamos enganados por aqueles que só enxergam o natural, pois Deus age de todas as formas e não é restrito ao que conseguimos enxergar. Vivamos pela fé, pois Jesus nos deu a chave quando se entregou por nós e agora temos acesso a todo o acervo espiritual. Sem fé nada conseguiremos fazer e só receberemos o resultado de um mundo que batalha contra nós. É muito mais fácil viver pela fé que sem ela, ainda que isto possa parecer absurdo!

Ano 2#144

Para todo propósito há tempo e modo!

Quem guarda o mandamento não experimenta nenhum mal; e o coração do sábio conhece o tempo e o modo. Porque para todo propósito há tempo e modo; porquanto é grande o mal que pesa sobre o homem. Porque este não sabe o que há de suceder; e, como há de ser, ninguém há que lho declare. Não há nenhum homem que tenha domínio sobre o vento para o reter; nem tampouco tem ele poder sobre o dia da morte; nem há tréguas nesta peleja; nem tampouco a perversidade livrará aquele que a ela se entrega.
‭‭Eclesiastes‬ ‭8:5-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.8.5-8.ara

Três mil anos atrás Salomão escreveu estas palavras de sabedoria. Há quem diga que a Bíblia é ultrapassada, mas estes que dizem não se aplicaram a conhece-la. Não ocorre hoje o mesmo que Salomão descreveu? Quem pode ter domínio sobre o dia de sua morte? Nenhum homem rico conseguiu pagar pela vida eterna, ainda que a ciência tenha evoluído tanto!

Salomão buscou a sabedoria pois esta traz melhor pagamento do que as riquezas. Ter discernimento de como usar o conhecimento e como são as coisas do mundo físico e do espiritual trazem mais conforto emocional do que as riquezas do mundo. E por que? Porque conhecer nosso destino eterno traz paz, a mesma que o dinheiro nunca comprará!

A sabedoria protege como protege o dinheiro; mas o proveito da sabedoria é que ela dá vida ao seu possuidor.
‭‭Eclesiastes‬ ‭7:12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.7.12.ara

Quantos estão morrendo no desespero em nossos dias? Quem poderá nos livrar da morte? Não são vacinas e nem nossa bondade, mas apenas os desígnios de Deus. Se espero estar com Ele na eternidade, então o máximo que passa em minha mente deve ser a respeito do que não verei o resultado da minha semeadura, mas contentamento virá porque se feito em Deus não terá sido em vão. Mas, se não sei para onde vou, grande medo, terror e tristeza nos afogará mesmo antes de estarmos sufocados em meio a um vírus mortal.

O coração do sábio conhece o tempo e o modo pelo qual viver. Saberemos a hora de fazer e de não fazer, o que e o como. Ter sabedoria é estar em comunhão com Deus a ponto de receber dEle esta noção profunda de como as coisas são e funcionam, em como viver plenamente em nosso tempo e sociedade. E o sábio não se porta de uma maneira má porque sabe que o que semeamos colheremos. A maldade trará maldade, é questão de tempo! Pode ser que demore, mas louco é o que atenta para se manter na maldade.

Todo propósito possui um modo e um melhor momento a ser executado. Como militar aprendi sobre operações conjuntas em que uma fração das forças está se posicionando em um lugar mais propício enquanto outra faz manobras para manter o inimigo restrito a uma posição de interesse. Se uma das tropas não estiver posicionada adequadamente e a outra iniciar sua manobra, muito provavelmente toda a operação estará comprometida. Temos os planos e sabemos como devemos fazer a operação e não será produtivo se anteciparmos ou atrasarmos os movimentos sem a devida coordenação. Todos perderão com isto.

Assim é a vida espiritual. Enquanto estamos obedecendo as ordens de Cristo, nosso general celestial, estamos concorrendo para o bom resultado da manobra. Mas, se fizermos da nossa maneira, sem buscar a Deus, poderemos morrer nas mãos do inimigo sem nenhuma cobertura. Estamos em uma guerra espiritual diária ainda que não enxerguemos isto. Precisamos defender nossas vidas espirituais e cooperar para que o exército de Deus vença as hostes do mal. Iremos fazer de qualquer modo e no nosso tempo ou vamos observar, aprender, obedecer e trabalhar cooperativamente com os demais soldados à serviço do reino?

Cada um possui um propósito a ser atingido em momento oportuno. Cuidemos da nossa parte sem ignorar aos demais, pois se estamos em um corpo, todo ele está trabalhando cooperativamente para todos atingirem juntos seus objetivos. Um cuida do sangue, outro do alimento, outro da locomoção, tudo para que todos alcancem a plenitude para a qual foram chamados. Sejamos sábios e cooperadores. Há tempo e modo de fazermos as coisas e, na maioria das vezes, não estaremos sozinhos na empreitada. Então, aprendamos uns com os outros e sejamos humildes em saber esperar pelo outro, ainda que pareçam tardios a nós.

A igreja é um corpo e deve cooperar com Cristo, o cabeça, líder e mestre de toda a sabedoria. Na obediência e amor conquistaremos todas as coisas, pois feitas com a sabedoria celestial! Nossas vidas são breves e não temos a conta de nossos dias. Portanto, vivamos com excelência para a glória de Deus, em temor e amor ao Santo!

Ano 2#133

Mensagem <500>

Estamos no caminho da frutificação ou da destruição?

“Eu batizo com água aqueles que se arrependem. Depois de mim, porém, virá alguém mais poderoso que eu, alguém muito superior, cujas sandálias não sou digno de carregar. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele já tem na mão a pá, e com ela separará a palha do trigo e limpará a área onde os cereais são debulhados. Juntará o trigo no celeiro, mas queimará a palha no fogo que nunca se apaga.”
‭‭Mateus‬ ‭3:11-12‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.3.11-12.nvt

João Batista batizava os que se arrependiam de seus pecados, preparando o caminho para que a salvação vinda através do batismo em Jesus fosse completa. Quando nos batizamos estamos testemunhando a nossa compreensão sobre a nossa condição de pecadores arrependidos. Sem esta compreensão o batismo perde o sentido e passa a ser um ato puramente religioso.

Por isso João criticou os fariseus e saduceus, pessoas religiosas da época que se intitulavam servos de Deus, que estavam vindo se batizar. Se não produzissem frutos que demonstrassem este arrependimento, então permaneceriam na mesma vida pecaminosa e religiosa.

O batismo de Jesus, com o Espírito Santo e com fogo, significa receber poder de Deus para vivermos esta nova vida após termos nos arrependido. É este batismo que vem dos céus que nos capacita a vivermos uma vida de santidade, negando nossos desejos contrários a Deus e trazendo desejos novos de uma vida sábia e próspera nos caminhos dEle. É trocar a mente, “trocar o software” do computador, “mudar o operador do sistema”, permitindo alcançar capacidades diferentes e alinhadas com os padrões de Deus.

Cristo é a resposta a nossa dificuldade em obedecer a Deus. É a melhor decisão a ser tomada em nossas vidas e o único caminho para fugirmos da nossa desobediência para com Deus. Jesus Cristo é o Senhor que precisamos para dirigir as nossas vidas, a luz para iluminar os nossos caminhos, o conselho sábio nos momentos de decisão e o amigo a nos abraçar nos momentos difíceis. Nele reside a graça de Deus e por ele recebemos o batismo do Espírito Santo.

Tudo começa pelo entendimento de quem somos e para onde estamos indo hoje. Será que reconhecemos nossos caminhos de pecado? O machado já está posto para cortar a árvore que não produz fruto e a pá levará os pedaços para o fogo. A árvore que dá fruto é podada e cuidada para produzir ainda mais. Arrepender-se é deixar-se cuidar pelo Senhor Jesus para sermos adubados e podados com amor. Daremos frutos dignos de arrependimento e não nos preocuparemos com o fogo eterno.

Busquemos o arrependimento sincero e o Espírito Santo, pois sem ele estaremos nos enganando em nossa religiosidade e seguindo o caminho para a perdição eterna.

Ano 2#129