Não devemos ignorar a graça de Deus!

Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus. E nós, na qualidade de cooperadores com ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus (porque ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação);
‭‭2Coríntios‬ ‭6:1-2‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2co.5.21;6.1-2.ara

Quem recebe a Jesus como Senhor é feito justiça de Deus! Esta é a salvação prometida no nascimento de Cristo, nas Boas Novas anunciadas pelos anjos aos pastores! Tremenda é esta revelação, pois ao não compreende-la continuaremos perseverando na salvação pelas obras. Não há como nos justificarmos sendo, ao mesmo tempo, operadores de obras e de pecados sem que sejamos transformados por dentro em seres santificados!

O operar do pecado nos impede de progredirmos para a santificação. Sem o Espírito Santo como combatemos a nossa natureza carnal? Ora iremos fazer coisas boas, ora coisas más! E uma árvore boa não pode dar maus frutos! Ou são bons ou ruins. Assim, nossa vida precisa ser transformada em Deus!

Ignorar a salvação é justamente abrir mão desta revelação. Receber em vão a graça de Deus é não atentar para a edificação que ela nos traz, a transformação espiritual designada para nos fazer santos, justificados por Deus sem o nosso merecimento! Ouvir e nada fazer a respeito é ainda pior, pois é com dolo que assim procedemos. Há que se atentar para as palavras de fé, pois é através delas que poderemos alcançar tão grande salvação!

Há muitas promessas nas escrituras e todas elas são vivenciadas por meio da fé. Há palavras de cura, de libertação e, a principal, de salvação. Todas são alcançadas em Cristo, a graça encarnada, a presença de Deus entre nós como homem. Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e nos justifica diante do Pai. Nele convergem toda a palavra, promessas e profecias. Tudo o que recebemos em Cristo nos suprirá por toda a eternidade, pois estaremos conectados, preenchidos, edificados e abençoados por Deus.

O Senhor ouviu a aflição da humanidade que está mergulhada em seus próprios pecados, afastada de Deus em rebeldia, e enviou a salvação através de Cristo. Ignora-la é desejar permanecer em rebeldia, desejar a violência, o ódio, o desespero, a fome, a nudez e todo tipo de maldade que existe onde não se deseja a presença de Deus. Ignorar a graça é apegar-se à maldição do pecado e o fim é o inferno que já começou a ser vivenciado neste mundo, mas será muito pior na eternidade.

Que sejamos sensíveis à graça e nos agarremos firmemente na salvação que só há em Cristo Jesus. Não permaneceremos pecando pois já estaremos justificados e edificados em um novo nascimento. Recomeçar com novas atitudes nos levará a novos resultados. Permanecer nas velhas atitudes nos manterá no pecado. Por que permanecer assim se Cristo nos deu sua vida para que fôssemos salvos?

A falta de fé é também falta de lógica espiritual e torna-se ignorância, falta de senso e de sabedoria. Receber a graça é ter fé, humildade e entendimento de nossa condição de pecadores afastados de Deus, no caminho da perdição. Se ignorarmos esta graça que outra salvação nos resta?

Ano 2#118

Tenhamos uma vida de adoração!

Assim, o rei Salomão concluiu toda a sua obra no templo do Senhor. Então trouxe todos os presentes que seu pai, Davi, havia consagrado — a prata, o ouro e os diversos objetos — e os guardou na tesouraria do templo de Deus.
‭‭2Crônicas‬ ‭5:1‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/2ch.5.1.nvt

O templo construído por Salomão foi uma obra colossal para o seu tempo, feito com o melhor dos materiais e com os melhores artífices. O hino a ser cantado na inauguração foi composto pelo melhor dos ministradores da época, não se poupando nada para que o templo fosse erigido para a glória de Deus.

No Antigo Testamento Deus era buscado através da presença da Arca da Aliança no meio do povo e esta passou séculos no tabernáculo também construído com primazia dentro das possibilidades de um deserto, de maneira a ser transportável. Agora chegara a época de estabelecer a Arca em um local fixo, mas ainda construído por mãos humanas.

Na Nova Aliança nos tornamos o templo do Espírito Santo, não construídos por homens, mas pela mão de Deus! No entanto, em ambas as alianças há um serviço no templo, em santificação e em gratidão aos pecados perdoados por Deus. Há um propiciatório que da Arca se tornou Cristo, a presença de Deus em nosso meio, que na igreja é o Espírito que habita nos corações para louvor e adoração a Deus nos dado pelo sacrifício de Jesus!

Neste serviço diário nos tornamos o templo, o sacerdote e o material a ser ofertado em adoração. Assim como Cristo se ofereceu por nós na cruz para nos salvar, estaremos oferecendo nossa vida para levar o evangelho a outros. Estamos tomando as nossas cruzes e seguindo a Jesus!

Que materiais estamos usando nesta obra? A sobra de outras obras? Reciclagem? O que encontramos em qualquer lugar? Estamos dando o tempo que sobra para a obra de Deus? Nosso pior momento quando estamos cansados e estressados? Estamos nos santificando para esta obra ou pretendemos faze-la de qualquer maneira?

A obra de Deus é prioridade para o Pai e deve ser na nossa vida também. Se Deus não estiver em primeiro lugar não serei um bom cônjuge, um bom pai ou mãe, um bom trabalhador e nem um cidadão responsável. Quando o Senhor está em primeiro lugar desejo fazer o melhor para Ele e isto se reflete em minhas atitudes para com tudo e todos a minha volta!

O templo de Salomão glorificou a Deus assim como o tabernáculo de Davi! Na adoração estaremos fazendo em amor, fé e gratidão e daremos o nosso melhor. Esta é a atitude certa e pelo Espírito Santo a encontramos. Oremos ao Espírito para que vivamos de maneira a agradar o coração do Pai, pois o Filho já nos entregou o legado a ser continuado!

Ano 2#115

Deus tem interesse em nos usar para a Sua glória!

Então um anjo do Senhor lhe apareceu, à direita do altar de incenso. Ao vê-lo, Zacarias ficou muito abalado e assustado. O anjo, porém, lhe disse: “Não tenha medo, Zacarias! Sua oração foi ouvida. Isabel, sua esposa, lhe dará um filho, e você o chamará João. Você terá grande satisfação e alegria, e muitos se alegrarão com o nascimento do menino, pois ele será grande aos olhos do Senhor. Nunca tomará vinho nem outra bebida forte. Será cheio do Espírito Santo, antes mesmo de nascer. Fará muitos israelitas voltarem ao Senhor, seu Deus.
‭‭Lucas‬ ‭1:11-16‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/luk.1.11-16.nvt

Deus escolhe outro casal também velho, cuja mulher também era estéril, para trazer a existência o Seu propósito. Assim como Sara, esposa de Abraão, não podia ter filhos e também Ana, mãe do profeta e Juiz Samuel, Isabel passa a ser mãe por obra divina, porque Deus trouxe vida a quem não podia gerar antes!

O Criador tem poder sobre toda a criação. Imaginemos um ourives que cria jóias, como ele tem o poder de inserir e retirar pedras conforme a sua escolha e interesse para aquele objeto valioso. Sob seu controle e atenção também faz restaurações, acréscimos e ajustes para que a jóia atinja o seu objetivo para com o seu usuário.

Somos jóias nas mãos de Deus, vasos construídos pelas mãos de misericórdia e graça. Se precisamos de concerto ou restauração, basta estarmos nas mãos do Senhor! Qual a nossa necessidade hoje? Qual o nosso propósito para o qual devemos estar caminhando?

João Batista veio para mostrar ao mundo que o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo, estava chegando. Iniciou seu ministério cedo, antes do de Cristo, preparando o terreno para que o mestre e Senhor fosse recebido pela humanidade. Seus pais oraram e pediram este filho, mas não imaginaram que a importância dele era tremenda diante de Deus. Dos nascidos de mulher foi considerado o maior dentre todos os mortais pelo próprio Jesus (Lucas 7.28).

João pagou um alto preço, pois santificou-se vivendo totalmente para o ministério. Vivia no deserto comendo mel, era magro e vestia-se apenas com pele de carneiro. Não houve vaidades de sua parte e foi fiel ao seu propósito. E nós? Estamos dispostos a trazer ao mundo a glória de Deus? De vive-la nos santificando para o nosso propósito? Zacarias e Isabel buscaram viver assim e receberam a alegria de ter o filho que faria diferença para os judeus. Seu testemunho lhes permitiu gerar um ser que recebeu o Espírito Santo desde o ventre de Isabel.

Não há melhor dádiva do que receber o Espírito Santo, nem maior alegria ou benção! Que possamos desejar, buscar e nos alegrarmos com a presença de Deus em nossas vidas. Nada se compara a estarmos no colo do Pai amoroso! NEle temos consolo, alimento, proteção e cuidados todo o tempo. Nada se compara a isto e em Cristo estaremos nos tornando filhos, herdeiros, protegidos e amados por toda a eternidade!

João Batista se esforçou para apontar a Cristo para o mundo e nós devemos fazer o mesmo. Não como ele fez, pois o ministério dele era único, mas como filhos que desejam expor o amor do Pai a todos que encontram pela frente, por tanta alegria do amor recebido. Se ainda não enxergamos ou sentimos este amor, então é hora de nos entregarmos à Cristo! Ore e faça a oração de entrega agora mesmo e receba a salvação e a presença do Espírito Santo em sua vida!

Ano 2#114

O SENHOR É tremendo!

Quem dera abrisses os céus e descesses! Os montes tremeriam em tua presença! Assim como o fogo faz a lenha queimar e a água ferver, tua vinda faria as nações estremecerem; então seus inimigos entenderiam a razão de tua fama! Quando desceste muito tempo atrás, realizaste coisas maravilhosas que não esperávamos; ah, como os montes tremeram diante de ti! Porque desde o começo do mundo, nenhum ouvido ouviu e nenhum olho viu um Deus semelhante a ti, que trabalha em favor dos que nele esperam.
‭‭Isaías‬ ‭64:1-4‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/isa.64.1-4.nvt

Glórias a Deus! O Todo-Poderoso trabalha em favor dos que nele esperam! Romanos 8.28 declara da mesma forma que “…Deus faz todas as coisas cooperarem para o bem daqueles que o amam…”, e enxergamos a vinda de Cristo como mais uma manifestação da vinda de Deus à Terra para nos proporcionar a salvação em Cristo!

Ora, a providência divina nos revela seu amor e desejo em salvar um mundo que deseja o pecado antes de desejar a Deus. A misericórdia se revela na vontade do SENHOR em nos perdoar e desejar que todos sejamos salvos, ainda que não tenhamos feito nada para merecermos a salvação!

Quem espera em Deus possui fé e esta característica separa as pessoas diante dEle. Ter fé em Deus traz o benefício de colocar nEle a nossa esperança e não em nós. Faz sabermos que há um Criador, superior a nós. É mais fácil alguém que crê em um deus passar a ter fé no único e verdadeiro Deus do que alguém que não possui fé alguma em nada além de si mesmo.

No entanto, ser idólatra não ajuda a ninguém a estar mais perto do único Deus, mas pelo contrário. Ele abomina a idolatria de todos os tipos e não receberá nos céus aquele que o substitui por qualquer outro ser ou criatura. Dobrar os joelhos diante de representações de criaturas ou da criação é também pecado:

Então o Senhor deu ao povo todas estas palavras: “Eu sou o Senhor, seu Deus, que o libertou da terra do Egito, onde você era escravo. “Não tenha outros deuses além de mim. “Não faça para si espécie alguma de ídolo ou imagem de qualquer coisa no céu, na terra ou no mar. Não se curve diante deles nem os adore, pois eu, o Senhor, seu Deus, sou um Deus zeloso. Trago as consequências do pecado dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração dos que me rejeitam, mas demonstro amor por até mil gerações dos que me amam e obedecem a meus mandamentos.”
‭‭Êxodo‬ ‭20:1-6‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/exo.20.1-6.nvt

O SENHOR não mudou e não mudará, pois é pré-existente e não está sob influência de sua criação. Nós é que precisamos nos curvar diante dEle e só dEle para termos acesso à sua maravilhosa graça. Que tenhamos dias de reflexão por tantas bençãos recebidas diariamente das suas dadivosas mãos e esperemos cada vez mais, porque Ele É bom e a sua benignidade dura para sempre!

Jesus Cristo veio a 2000 anos e voltará em breve. Novamente os montes tremerão e a glória de Deus será vista por todos e não haverá dúvida alguma sobre quem Cristo é! Ele está convocando hoje os que servirão com ele no seu regresso. Alistemo-nos pois o tempo se abrevia! Não temos ideia de como será, mas pela fé será glorioso porque o SENHOR assim É e tudo o que Ele faz também!

Ano 2#111

Há o ouvir e o pregar do evangelho de Cristo. Em que situação estamos hoje?

No sábado, saímos da cidade e fomos à margem do rio, onde esperávamos encontrar um lugar de oração. Sentamo-nos e começamos a conversar com algumas mulheres ali reunidas. Uma delas era uma mulher temente a Deus chamada Lídia, da cidade de Tiatira, comerciante de tecido de púrpura. Enquanto ela nos ouvia, o Senhor lhe abriu o coração, e ela aceitou aquilo que Paulo estava dizendo. Foi batizada, junto com sua família, e pediu que nos hospedássemos em sua casa. “Se concordam que creio de fato no Senhor, venham ficar em minha casa”, disse ela, e insistiu até que aceitamos.
‭‭Atos‬ ‭16:13-15‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/act.16.13-15.nvt

Lídia era de Tiatira, mas estava em Filipos quando fora abordada por Paulo e seu grupo. Sua família estava com ela e era temente a Deus, embora não conhecesse ainda a Cristo.

Há esta questão no evangelho que fazemos sempre questão de mencionar. Nosso desejo não é de confrontarmos a percepção de Deus no coração de alguém ou na sua obediência aos seus princípios religiosos adquiridos em família, mas sim de evidenciarmos a oportunidade que o evangelho de Cristo traz na produção da salvação em quem nele crê!

Muitos ainda buscam se aperfeiçoar espiritualmente para serem tidos por merecedores do céu, em temor a Deus que sabemos ser santo! Outros ainda não creem em um Deus que julgará a todos e separará em dois grupos de acordo com o desempenho espiritual alcançado.

O evangelho ensina que em Jesus Cristo somos aperfeiçoados por obra do Espírito Santo em nós, a partir de nossa fé! Só depois de alcançarmos a graça da salvação por causa do sacrifício de Jesus é que partimos para a prática das boas obras que são a expressão da espiritualidade atingida na santificação. Ou seja, as boas obras provenientes de uma vida já separada para Deus em edificação através do Espírito Santo são a consequência da salvação e não a causa!

Lídia era do time que cria em Deus mas não conhecia a salvação em Cristo. Ela e sua família estavam em Filipos e foram alcançados pela pregação de Paulo. Ao buscar um local de oração Paulo não perdeu tempo para apresentar o evangelho. A obra de Deus é assim, pois não perde tempo e nem oportunidade, não julga as pessoas por aparência, gênero ou poder aquisitivo para que seja apresentado. Lídia não era pobre, pois era comerciante e possuía casa. Através dela muitos foram beneficiados, abrindo espaço para a constituição da igreja dos Filipenses.

Que oportunidades temos tido em crer em Jesus Cristo como Senhor e salvador? Temos verdadeiramente entendido a proposta do evangelho? Ainda pretendemos mostrar que podemos alcançar a salvação por nossas boas obras ou já entendemos que sem a graça de Deus não chegaremos nunca a sermos verdadeiramente bons o suficiente?

E na pregação do evangelho estamos escolhendo pessoas, lugar e momento ou não estamos perdendo tempo? Há muitas Lídias aguardando serem alcançadas e o evangelho de Cristo só precisa ser exposto. É o Espírito Santo quem tem o poder de abrir o entendimento das pessoas. Não sabemos quem atenderá e quem não. Não somos os julgadores de quem deve ouvir e quem não deve. Se estamos praticando boas obras então não estamos fazendo justiça com as próprias mãos, mas obedecendo ao chamado de Deus de pregar o evangelho!

Ano 2#110

Nossas decisões geram impacto na nossa eternidade!

Pilatos perguntou: “Que é a verdade?”. Depois que disse isso, Pilatos saiu outra vez para onde estava o povo e declarou: “Ele não é culpado de crime algum. Mas vocês têm o costume de pedir que eu solte um prisioneiro cada ano, na Páscoa. Vocês querem que eu solte o ‘rei dos judeus’?”. Não! Esse homem não! Queremos Barrabás!” Esse Barrabás era um criminoso.”
‭‭João‬ ‭18:38-40‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jhn.18.38-40.nvt

Que escolhas estamos fazendo em nossas vidas? Toda escolha tem uma consequência. A dos Judeus da época foi de abrir mão da visitação de Deus na pessoa de Jesus Cristo, o salvador de toda a humanidade! Jesus foi entregue à morte e um criminoso foi solto. O justo ficou no lugar do injusto, morrendo e sofrendo a condenação que não era dele!

Não há maior expressão da graça de Deus que não esta! Na decisão dos Judeus, acabaram por ficarem de fora do período da graça que já dura quase 2000 anos. E nós nos dias de hoje? Estamos escolhendo a vida de pecado vivendo a mesma experiência que eles? Vamos decidir pela rebeldia e vivermos segundo os nossos próprios propósitos?

Jesus Cristo já efetuou o sacrifício por todos nós! Aquele que não pecou e entregou sua vida nos faz hoje o mesmo convite. Iremos gritar por ele ou por uma vida longe dele? Iremos ignorar a graça ou vamos agarrar a oportunidade de vivermos por ela?

O convite não estará disponível após a nossa morte e ninguém hoje ousa dizer que terá todo o tempo do mundo após observarmos tantos conhecidos partirem de maneira drástica e inesperada. Não temos e nunca tivemos a certeza de estarmos vivos amanhã e cabe a cada um de nós tomarmos a nossa decisão por Cristo hoje! Se você já tomou, então convide a outros a buscarem este Deus maravilhoso. Se não, reflita em suas decisões e analise a questão principal: “Onde passarei a eternidade quando morrer?” Se ainda não tens certeza, então é hora de conversar com Jesus e entregar sua vida a ele!

Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode vir ao Pai senão por mim.
‭‭João‬ ‭14:6‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jhn.14.6.nvt

Ano 2#108

Quem ama não será esquecido!

Ora, estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher, trazendo um vaso de alabastro cheio de precioso bálsamo, que lhe derramou sobre a cabeça, estando ele à mesa. Vendo isto, indignaram-se os discípulos e disseram: Para que este desperdício? Pois este perfume podia ser vendido por muito dinheiro e dar-se aos pobres. Mas Jesus, sabendo disto, disse-lhes: Por que molestais esta mulher? Ela praticou boa ação para comigo. Porque os pobres, sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes; pois, derramando este perfume sobre o meu corpo, ela o fez para o meu sepultamento. Em verdade vos digo: Onde for pregado em todo o mundo este evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua.”
‭‭Mateus‬ ‭26:6-13‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.26.6-13.ara

Jesus prenunciara que em todo o mundo seria pregado o evangelho. E isto ocorreu porque os discípulos obedeceram e morreram contando, testemunhando e compartilhando sobre as boas novas da salvação. E por que fizeram? Pela mesma causa desta mulher, por amor ao mestre, por terem sido salvos da condenação do mundo, por se sentirem amados de Deus a ponto de não terem nada mais precioso do que a Sua presença!

Esta mulher já não se importava mais com as suas economias e os discípulos foram até o final, com o sacrifício da própria vida. Qual o valor de nosso encontro com Jesus? Será que entendemos de verdade o que ganhamos ao conhece-lo? Será que a percepção de valor deste amor nos fará chegar nas mesmas atitudes que essas pessoas tiveram após conhece-lo?

Os mesmos discípulos que criticaram a mulher tiveram dois comportamentos distintos. Um deles vendeu o mestre por 30 moedas de prata e os demais se tornaram apóstolos e pregadores do evangelho. Não há quem fique no meio do caminho, pois se não testemunharmos a favor de Cristo então não temos a percepção de que fomos perdoados e deixaremos de buscar agradar ao Senhor eternamente.

Ora, se não desejo agrada-lo por toda a eternidade, por buscar viver uma vida justa e santificada, por que deveria ser forçado então? Deus não nos obriga e não obrigará. Cada um terá a sua oportunidade de mostrar o que deseja fazer em sua eternidade após passar por este breve período nesta terra. Aqui é um teste e cada um passa de maneiras diferentes. Poucos possuem muito e serão tentados a viverem regaladamente esquecendo-se dos que estão necessitados. Outros vivem em miséria e tormentas, podendo amaldiçoar a Deus ou buscar consolo nEle.

Nossa resposta ao evangelho é que nos trará a presença ainda maior de Deus ou nos afastará por completo dEle. A indiferença é também uma ação de não buscar aproximação. Ora, será que ter saúde em uma pandemia, recursos em um mundo de dificuldades, educação onde muitos não aprenderam a ler e escrever, conhecimento de que há um Deus que salva, cura e transforma no meio da escuridão espiritual não é motivo para estarmos desejosos de agrada-lo e adora-lo?

Aquela mulher sentiu-se liberta e amada, não foi julgada por Cristo embora julgada pelo mundo! Ela que muito havia pecado, agora muito amava o mestre e sua atitude ficou registrada para a eternidade porque assim declarou o Senhor! Quem ama não será esquecido e nem abandonado do Senhor! Estará com Ele eternamente! Podemos chorar hoje, mas a certeza do amanhã glorioso nos capacita a desejar glorificar a Deus a todo o tempo. Então comecemos agora, entoando cânticos de louvor e adoração porque Ele é santo e merecedor de toda honra!

Ano 2#105

Misericórdia não se recebe por mérito, senão seria chamada de pagamento!

Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão. Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia.
‭‭Romanos‬ ‭9:14-16‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.9.14-16.ara

Quanto mais buscamos a Deus mais ficaremos agradecidos por sua misericórdia. Ora, se alguém recebe algo por mérito é porque mereceu receber, mas quem recebe sem merecer só pode estar agradecido pela misericórdia alcançada!

Quanto mais enxergamos a glória de Deus mais percebemos o quanto não merecemos a sua benevolência. Se não temos vivido conforme a vontade do Senhor mas temos violências, prostituições, roubos, mentiras, falta de perdão e arrependimento entre nós, por que Deus nos daria boas coisas? Ainda assim recebemos dos céus operações de milagres e curas!

Pelas misericórdias de Deus o mundo tem sido poupado! Já foi destruído uma vez e será novamente em um tempo futuro por causa da desobediência humana. Mas, neste período ao qual chamamos de “Era da Graça” ou o “Tempo dos Gentios” temos a oportunidade de nos arrependermos ao enxergarmos a graça de Deus através do sacrifício de Jesus.

Paulo, explicando aos romanos, nos ensina que a misericórdia é dada a quem não merece. Portanto, se não há mérito é então pela vontade e escolha de quem dá e isto não gera injustiça, pois não há obrigação de ser para com todos! Assim, se todos pecamos diante de Deus e ninguém merece a salvação, esta será alcançada por quem conseguir acessa-la através do sacrifício de Jesus Cristo, em todos os tempos, pelo nome que conheceram, conhecemos e conhecerão!

Todos os povos verão Jesus Cristo voltar e os que creram o exaltarão, enquanto os que não creram lamentarão! Há três religiões provenientes de Abraão, pai da fé e quem primeiro recebeu a promessa. Todos os descendentes na fé de Abraão esperam um messias, aquele que colocará tudo em ordem. Para os cristãos é Jesus quem veio e retornará! No seu retorno tudo será entendido e até lá esperaremos vivendo pela fé, graça e gratidão por toda a benção recebida de Deus!

Importa que o Senhor seja engrandecido e tenhamos respeito uns pelos outros porquanto enxergar a Cristo não é por mérito, mas um exercício de Deus em nossas vidas que exige a nossa sensibilidade. Por isso quem já creu deve insistir para com quem ainda não, exercendo a misericórdia de Deus em cada vida. Sejamos instrumentos divinos nas mãos do Senhor e levemos a palavra de fé que salva e transforma o pecador!

Se desejamos um mundo melhor então precisamos de Deus conosco, Emanuel, o nome de Jesus Cristo nas escrituras! Deus conosco é o ponto de inflexão, quando o calendário ocidental foi transformado e nunca mais será ditado por outro deus ou evento que deu origem a algum povo em especial. É quando o “Tempo dos Gentios” e da graça foi inaugurado e já está se encerrando. Depois deste tempo tudo será ainda mais difícil e quem conseguirá fugir da ira vindoura? Bom é aproveitarmos da misericórdia enquanto podemos alcança-la, pois não estará disponível para sempre e em qualquer lugar. Não merecemos, portanto, não contemos com a certeza de recebe-la depois que a porta se fechar…

E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço.
‭‭Mateus‬ ‭25:10-12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.25.10-12.ara

Ano 2#104

Não existe liberdade sem limites!

Respondeu Moisés: Seiscentos mil homens de pé é este povo no meio do qual estou; e tu disseste: Dar-lhes-ei carne, e a comerão um mês inteiro. Matar-se-ão para eles rebanhos de ovelhas e de gado que lhes bastem? Ou se ajuntarão para eles todos os peixes do mar que lhes bastem? Porém o Senhor respondeu a Moisés: Ter-se-ia encurtado a mão do Senhor? Agora mesmo, verás se se cumprirá ou não a minha palavra! Então, soprou um vento do Senhor, e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de um dia, ao seu redor, cerca de dois côvados sobre a terra.
‭‭Números‬ ‭11:21-23, 31‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/num.11.21-23,31.ara

O impossível para o homem é possível para Deus. Ainda que este sinal tivesse sido feito em favor do povo isto não agradou a Deus. O povo reclamou de não ter carne para comer no deserto e fartura de carne lhe foi dada até que não conseguiam comer mais.

Deus pode nos conceder o que desejamos, mas a nossa arrogância pode nos trazer dano. Deus deu uma lição de falta de fé e vaidade do povo e, por isto, atendeu-lhes o pedido. Será que desejamos receber tudo o que pedimos? Ou precisamos aprender a pedir o que agrada a Deus e ao nosso propósito?

Jesus traz uma visão melhor para nós, para que não caiamos no erro do povo no deserto que permitiu que a saudade do que comia no tempo da escravidão superasse a alegria da comida comum no tempo da liberdade. Em Cristo aprendemos que as coisas são passageiras e não devem nos controlar. Se um desejo me controla então não sou livre.

Liberdade é podermos dizer não aos nossos desejos e sim para Deus. Quando não conseguimos fazer isto é porque ainda não somos dependentes do Pai. Quando somos livres do mundo e nos tornamos para Deus estamos dizendo que fomos comprados por seu amor e agora desejamos lhe servir. Ser livre do pecado é ser cativo de Deus. Só nEle podemos experimentar a verdadeira liberdade espiritual, mas isto não significa não ter de obedece-lo.

Liberdade temos quando podemos exercer nossa cidadania com tranquilidade e isto nos custa respeitar a liberdade alheia. Não existe liberdade sem limites, pois onde isto ocorre significa que ninguém respeita mais o próximo. Portanto, se desejamos ser livres neste mundo nos submeteremos à vontade de Deus que nos ensina como amar e respeitar ao nosso próximo.

E quando reclamamos do que Deus está nos dando de subsistência começamos a nos levantar contra Ele. Será questão de tempo para duvidarmos de que receberemos cuidado e proteção e iremos buscar fazer do nosso jeito. Daí em diante será cada um por si e não esperemos que Deus seja por todos, pois não será para com um povo rebelde. A falta de contentamento para com o cuidado de Deus é o início da queda do homem, assim como foi com Adão e Eva!

Oremos e busquemos sabedoria para não confundirmos a dificuldade passageira com a ajuda de Deus como algo que será permanente e queiramos voltar às condições que o mundo nos dava antes de conhecer o poder de Deus em nossas vidas. Deus é bom e a sua benignidade dura para sempre. Que não provemos o Senhor em nossa rebeldia, pois isto é falta de fé e perseverança. Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião que não se abalam, mas permanecem para sempre (Salmos 125.1)!

Ano 2#101

Há um antes e um depois de conhecermos a Cristo!

Então, caí por terra, ouvindo uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Perguntei: quem és tu, Senhor? Ao que me respondeu: Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu persegues.
‭‭Atos‬ ‭22:7-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.22.7-8.ara

Paulo testemunhou muitas vezes a respeito do seu encontro com Jesus. Era um perseguidor de cristãos antes de conhecer a Cristo. Depois, passou a ser o maior evangelizador descrito na Bíblia. Assim como no calendário ocidental temos a escala temporal dividida em antes e depois da vinda de Cristo, assim será a vida de quem desconhecia e passa a conhecer o Senhor!

Jesus Cristo é a manifestação presente da graça de Deus em forma humana, em palavra, em ação, em misericórdia, redenção e amor dentre tantas outras manifestações possíveis de serem apontadas. Em Cristo recebemos a visão do que era para sermos na criação do mundo. O Filho tornou-se o modelo do Adão que não fora no Éden, da obediência até a morte para que a vida de todos os que creem seja preservada.

Antes da humanidade ser criada Cristo já existia e permanecerá para sempre, pois nele tudo que existe se mantém e no seu poder são geradas. Enquanto o desconhecemos não conseguimos estabelecer o entendimento de quem verdadeiramente somos e a natureza santa de Deus. É por isso que podemos nos desviar tanto ao ponto de perseguirmos aqueles que vivem para a glória do próprio Deus e achamos que também O estamos adorando!

Testemunhar o antes e depois de nosso encontro com Cristo é uma atividade perene na vida do cristão. É a oportunidade de ajudarmos a construir fé no coração dos desesperançados, dos que ignoram a oportunidade trazida por Cristo e a verdade do que espera a humanidade no Dia do Juízo de Deus. Jesus é a esperança dos que estão mortos em seus pecados e caminhando para a auto-destruição. É a virada na vida de todos nós, quem traz a verdadeira vida e que ilumina as trevas existentes em nossos corações e mentes.

Antes de Jesus estar em nós seremos egoístas e vaidosos. Não teremos a visão celestial e nossa lógica será a do mundo. Ao termos Jesus em nossos corações passaremos a buscar a natureza espiritual. Nossa lógica será a do Espírito e desejaremos sermos abençoadores de vidas. O mundo, ainda que sombrio, torna-se um lugar de exercícios, passa a possuir cores diferentes e apresenta novas oportunidades. A diferença agora está em nossa percepção de filiação e propósito e isto faz toda a diferença!

Com Cristo já vencemos o mundo, mas sem ele ainda estamos lutando pelo trivial, com desânimos e tribulações que parecem não ter solução. Quando o conhecemos tudo se transforma e até a tribulação se torna um trampolim para coisas maiores em nossas vidas. Quem deseja ter uma vida segundo a vontade de Deus precisa conhecer Jesus. Ignora-lo é permanecer sem esperança, com medo do amanhã e com a percepção do julgamento de Deus.

Conhecer Jesus Cristo é tudo de bom para as nossas vidas. Nele há salvação e vida eterna, alimento e descanso, segurança nas tribulações e a certeza de estarmos com Deus no Grande Dia! Busquemos ao Senhor!

Ano 2#100