#3_216 Ouçamos e atentemos ao bom conselho!

Assim digo para que ninguém vos engane com raciocínios falazes.
Colossenses 2:4 ARA
https://bible.com/bible/1608/col.2.4.ARA

Há uma guerra de informações acontecendo à nossa volta. O preconceito e a cultura de não investigarmos antes de assumir uma posição nos tornam alvos fáceis de sermos manipulados por quem tem boa argumentação.

Até dentro das igrejas corremos o risco da manipulação doutrinária quando não temos o pleno conhecimento de quem é Cristo! Podemos pedir em nome de algum outro nome, homem ou mulher que já passou por esta terra, sem ser no nome de Jesus? Onde está escrito isto na Bíblia?

Podemos considerar que seremos ricos e abastados porque entregamos dízimos e ofertas na igreja? Riqueza é diferente de prosperidade! Há ensinos que desviam o povo e pessoas que se julgam Cristãs sem conhecer o mestre!

A igreja de Laodicéia recebeu de Paulo esta diretiva e no Apocalipse é esta a orientação de Jesus para tal igreja:

Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca; pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu. Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas. Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.
Apocalipse 3:15‭-‬19 ARA
https://bible.com/bible/1608/rev.3.15-19.ARA

Precisamos de Cristo e não de raciocínios falazes. Precisamos de intimidade com o mestre sob o risco de não o conhecermos de verdade e não sermos suas ovelhas, mas apenas interessados em doutrinas. Isto serve para todos que, na vaidade, consideram-se ricos de palavras, doutrinas e recursos deste mundo, mas ignorantes e pobres em Cristo!

Não há maior perigo do que se amparar no conhecimento proveniente de outros sem que busquemos experimentar a verdade do evangelho. Erramos quando não conhecemos as escrituras e o poder de Deus. As escrituras precisam ser estudadas por cada um de nós, para podermos confrontar com as experiências que teremos em Cristo ou fora dele.

Como saber se Deus está em um negócio ou na igreja? Quando os seus preceitos estão sendo obedecidos e não ofendidos. Como saberei sem conhecer a palavra? Como saber se a experiência de alguém será repetida em minha vida? Sem intimidade com o Senhor, entenda-se comprar dele a sabedoria, não saberemos ao certo.

Estejamos atentos em todas as áreas de nossas vidas, pois muitos desejam nos enganar e nos desviar do caminho da sã doutrina. Cristo avisa as igrejas antes de sua volta para que estejamos bem atentos. Parece que Laodicéia é o tipo de igreja que não ouviu o conselho de Paulo!

#3_212 Façamos sempre o que é bom!

Ora, quem é que vos há de maltratar, se fordes zelosos do que é bom? Mas, ainda que venhais a sofrer por causa da justiça, bem-aventurados sois. Não vos amedronteis, portanto, com as suas ameaças, nem fiqueis alarmados;
1Pedro 3:13‭-‬14 ARA
https://bible.com/bible/1608/1pe.3.13-14.ARA

Podemos nos preocupar com os efeitos de nossas ações, mas se estivermos fazendo o que é bom diante de Deus, então não devemos temer o que acontecerá conosco. Precisamos sim temer se estivermos fazendo o mal, pois será o próprio Deus quem nos julgará.

Muitos estão se preocupando mais com que o mundo deseja do que com o que Deus nos mandou fazer. E esta é a principal causa da desobediência e rebeldia. As consequências virão e ninguém poderá reclamar depois.

Agora, se sofro por causa do que é verdadeiro não serei encontrado em falta para com Deus, enquanto os meus perseguidores serão. Ái daquele que cair nas mãos de Deus e sua justiça!!!! Quem obedece ao Senhor está debaixo de suas poderosas mãos e o que lhe acontecer foi por permissão de Deus. Não será por pecado, mas para crescimento e testemunho.

Os apóstolos foram perseguidos e martirizado, assim como os primeiros Cristãos. Muitos foram usados como tochas em Roma, lançados como diversão aos leões, destruídos por sua fé no Senhor. Não importa, pois seus nomes estão escritos no Livro da Vida e aguardam o julgamento deste mundo.

Temos a opção de sermos verdadeiros crentes e testemunhas de Cristo ou nos escondermos por trás de máscaras, a hipocrisia. Deus a tudo vê e a todos julgará. A opção nos é dada todos os dias e quem nos chama como testemunhas é maravilhoso e digno do nosso melhor.

Não envergonhemos o nome do Senhor. Quem omite a verdade do evangelho por medo das sanções de um mundo que não deseja ouvir tais verdades já negou a fé! Já não é testemunha e se tornou pior que o mundo que ainda não conheceu a verdade e precisa da luz.

Que as palavras do evangelho ecoem como no tempo dos primeiros Cristãos e ninguém tenha sua vida por mais preciosa que a do próprio Cristo. Afinal, sem o verdadeiro testemunho de fé não há impacto e não existe maior escândalo do que um morrer por todos!

Sem testemunho quem ouvirá de Cristo? Façamos o que é bom e isto significa apontar para o salvador do mundo, Jesus Cristo o Filho de Deus!

#3_210 Bom é estar servindo na vinha de Deus!

Responderam-lhe: Porque ninguém nos contratou. Então, lhes disse ele: Ide também vós para a vinha.
Mateus 20:7 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.20.7.ARA

Deus está sempre olhando para todos na Terra e buscando corações para si. Não importa quanto tempo ou onde estejamos, de uma hora para outra podemos ser vistos e tocados por Ele!

A graça mostrada nas Escrituras está presente do Gênesis ao Apocalipse e Deus sempre se mostrou forte e misericordioso. Cristo veio nos mostrar o caminho e um relacionamento mais profundo, alterando nossa forma de proceder diante da vontade de Deus.

Antes éramos rebeldes sem causa, agora podemos ser obedientes com propósito. Qual a diferença? Em Cristo não temos como defender nossa ignorância. Ele nos revelou o Pai e já não há mais desculpas para nossa rebeldia. Não há mais ignorância para quem se encontrou com Jesus!

A Lei trazia peso, mas Cristo traz libertação. A Lei mostrou a morte, mas Cristo revelou a vida eterna nele. Na Lei morremos em nossos pecados, mas em Cristo temos redenção e salvação! A Lei já ensinava sobre rebeldia, obediência, salvação e inferno, mas somente em Cristo pudemos também entender a extensão do amor de Deus!

Somos chamados para a vinha do Senhor, alguns bem cedo, outros no fim do dia. Importa entrarmos na vinha! Alguns últimos serão primeiros, pois nem sempre quem chegou antes trabalhou mais. O galardão vem depois da salvação, mas impacta no Reino e serve de entesouramento para a eternidade. O salário da salvação será o mesmo, mas não a atividade que cada um realizará na vinha.

Que possamos buscar o dono da vinha e oferecer nossos serviços. A recompensa é total e não deixaremos de nos alegrarmos com o trabalho a ser realizado. O Reino de Deus é precioso e encontrá-lo é fruto da revelação do próprio Senhor. Alegre-se quem põe a mão no arado de Deus!

#3_209 Nosso compromisso é primeiramente com o Senhor!

E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna.
Mateus 19:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.19.29.ARA

Graça é favor imerecido, mas não significa que não gere uma demanda para quem a recebe. Há um custo para quem segue a Cristo e isto é colocar Deus em primeiro lugar. Significa repriorizar nossas vidas, construí-la com o foco no evangelho.

Para alguns trará a necessidade de mudar de trabalho, cidade, deixar para trás pessoas, parentes e familiares. Pode ser que as promessas de Deus para nós se traduzam em uma guinada no caminho que pensávamos para nós.

Alguns discípulos precisaram abandonar tudo o que faziam como Pedro, Tiago e João que deixaram o ofício de pescadores e Mateus o de cobrador de impostos. Servir a Cristo pode ter um custo alto se compararmos com o nosso desejo de coração, mas é ínfimo se olharmos para a eternidade!

Precisamos confiar em Cristo quando formos desafiados a termos uma mudança de vida diante do serviço e da santificação. Já não podemos viver apenas para nós e nem de qualquer maneira. Isto irá gerar oposição até dentro de casa e precisaremos decidir a quem atender.

Por isso Jesus declarou que quem decidisse por ele jamais perderia, ainda que a nossa família não concorde à primeira vista. As coisas espirituais se discernem no espírito e quem da nossa família não estiver na mesma visão estará contra nós.

Não nos assustamos com a oposição, pois no poder de Cristo seremos vencedores. Importa obedecermos pois assim estaremos preparando o campo para que nossos entes queridos vejam o nosso testemunho e possam também seguir o mesmo caminho.

O Senhor tem o melhor para nós, ainda que a princípio precisemos nos afastar um pouco daqueles que amamos. No servir estaremos gerando no reino espiritual as condições para que eles também sejam alcançados pelo Reino de Deus! Não é isto o que realmente importa?!

#3_207 Da explanação

E com muitas parábolas semelhantes lhes expunha a palavra, conforme o permitia a capacidade dos ouvintes.
Marcos 4:33 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.4.33.ARA

Um preletor alcança sucesso ao adaptar a mensagem à sua audiência. Não é possível que alguém dê os mesmos exemplos para crianças e adultos, médicos e motoristas e obtenha o mesmo fator de sucesso. A não ser que a mensagem seja extremamente simples.

Jesus sabe disto e expressou o evangelho da forma mais simples possível, usando muitas vezes a natureza como base das explanações a respeito do reino de Deus para uma geração pastoral e agrícola.

Hoje precisamos estar mais perto destes elementos para obtermos um entendimento maior sobre a mensagem, mas o próprio evangelho informa que cada um tem uma capacidade de entendimento sobre um assunto.

Quem faz a ponte para nós é o Espírito Santo de Deus! Conhecedor da verdade e do nosso homem interior é quem traduzirá no tempo e na condição oportuna o correto entendimento sobre o que Cristo nos levou em suas palavras.

Jesus vai além da Lei, alterando nossa percepção sobre regras para preceitos fundamentais. Vejamos sobre o divórcio. Em Mateus 19 Jesus diz:

Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério].
Mateus 19:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.19.9.ARA

Não importa como os homens interpretaram a Lei até então. Jesus estabeleceu um novo ponto quando diz que quem largar da mulher sem ser por causa de imoralidades sexuais que ela tenha realizado se torna adúlturo se contrair novo matrimônio, bem como exporá ao adultério a ela e o novo marido se ela fizer o mesmo.

Ele nos explica de maneira direta, mas o nosso pecado nos faz querer justificar nossos atos a partir de nossas próprias traduções do evangelho. Precisamos nos adequar ao evangelho e não torná-lo adequado a nós mesmos.

Jesus deixou um ensino prático para que todas as futuras gerações não fizessem a leitura errada da Lei, destruindo a religiosidade distorcida e trazendo o Espírito Santo como nosso pedagogo. Na singeleza de coração podemos aprender com o mestre, mas se quisermos adequar o evangelho à nossa vontade jamais aprenderemos!

Que possamos buscar o entendimento e sabedoria, crescendo no conhecimento de Cristo e nos fortalecendo na prática do evangelho da salvação!

#3_204 Da obediência

Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.
Atos 5:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.5.29.ARA

Difícil se torna obedecer a Deus quando queremos agradar aos homens e mulheres. Invariavelmente chegaremos a um impasse quando se tratar de doutrinas e teologias. Aí termos de obedecer a quem nos é por liderança enquanto estamos vivendo na submissão de um sistema religioso.

Cristo combateu este sistema que acabou por lhe armar a morte. As cartas às igrejas no Apocalipse também se preocupam em falar sobre erros de doutrina que continuam a nos rodear. Não há igreja perfeita porque é feita de seres humanos.

O problema ocorre quando a doutrina vai na contramão dos fundamentos deixados por Cristo. Jesus nos ensinou que:

– Não precisamos deixar de comer nenhum tipo de alimento;

– Embora tenhamos funções de liderança ninguém é maior que ninguém;

– A salvação é somente por fé em Cristo e não por obras humanas que nos fazem ignorar que o poder é do Senhor;

– Se não mudarmos nossas mentes então não adianta determinarmos usos e costumes, pois desejaremos porque temos inveja e luxúria no coração.

Cristo nos traz novos fundamentos e liberdade de vida. Quem busca agradar aos homens arma laço para os amigos e não é leal. A verdade pode machucar e não concordar é melhor do que permitir e andar no erro. Que possamos buscar toda a verdade do evangelho e proclamamos as boas novas. Certamente os erros se tornarão visíveis e a oportunidade de nos consertarmos surgirão.

Que olhemos para a palavra do Senhor que nos ensina o certo e o errado. Ser conivente com o erro é pecado, assim como poder fazer o bem e não fazermos. A omissão é um grave exercício da passividade diante das coisas erradas e custará caro a todos nós quando tais erros nos prejudicarem. Que o Senhor nos dê forças para falarmos em nome dEle, para a Glória do Pai, sendo obedientes a Ele em primeiro lugar!

#3_199 Cristão ou anticristo?

e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo.
1João 4:3 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.4.3.ARA

Jesus Cristo é o separador dos tempos, das alianças e das pessoas. A ignorância à respeito dele já é um juízo de Deus. Querendo ou não, sabendo ou não, conhecendo ou não ele é o Salvador do mundo!

Há urgência na pregação do evangelho e uma necessidade de todos conhecerem o plano da salvação em Cristo. Muitos se enganam achando que ele foi apenas um mestre, deixando uma doutrina de vida capaz de ser seguida por aqueles que se esforcem em viver por seus preceitos.

Ele é muito mais que isto, sendo o autor e consumador da fé, da vida, o construtor deste mundo, aquele que nos concede a vida eterna, o redentor e reconciliador de todos nós. Sem a obra espiritual de Cristo não temos como seguir o evangelho. Se não morrermos para os nossos pecados jamais poderemos ressuscitar com ele em nova vida.

Cristo é a porta, o pastor, o irmão, o amigo, nosso abrigo e Senhor. Quem não o vê desta forma ainda não foi restaurado e permanece sobre este a irá de Deus. Será alguém que não se ajuntou com o Senhor e acabará por ser destruído no fim dos tempos.

É urgente que vidas sejam alcançadas e a pregação do evangelho vem para isto. Se conhecemos alguém que ainda não entendeu o plano da salvação precisamos explicar para esta pessoa. Sem a conversão em Cristo o final é o Inferno. Não é brincadeira e não podemos ignorar a tragédia.

Todo Cristão é chamado a amar ao próximo e isto começa com o testemunho de quem é Cristo para nós. Não precisa ser teólogo, mas discípulo. Ele é mestre sim, mas muito mais que mestre. É quem nos dá vida abundante por graça e misericórdia. Jesus Cristo é o Filho de Deus e quem assim não o conhece se assemelha ao anticristo.

#3_187 Abramos as portas do evangelho

Suplicai, ao mesmo tempo, também por nós, para que Deus nos abra porta à palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual também estou algemado;
Colossenses 4:3 ARA
https://bible.com/bible/1608/col.4.3.ARA

Sabemos que as missões permitem que pessoas vivendo em ambientes fechados à novas culturas, religiões e pensamentos sejam expostas a estas novas informações. Jesus veio nos mostrar Deus e o plano da salvação de maneira que nos surpreendeu e abriu as portas do evangelho para todo o mundo.

Missões onde a igreja está localizada chama-se evangelismo, enquanto o termo específico missão acontece quando membros separados e preparados para transmitir e estruturar o evangelho se deslocam para outros ambientes, muitas das vezes distantes e sem acesso aos conhecimentos sobre Cristo.

Paulo fez missões e estabeleceu igrejas, diversas, não descansando enquanto o pode fazer. Dedicou-se a construir uma estrutura básica de discipulado onde o poder do Espírito Santo era compartilhado junto com a exposição do evangelho. Ensinou as Escrituras e o poder de Deus, trazendo os fundamentos que dariam suporte para o crescimento e disseminação do Cristianismo que hoje conhecemos.

E em sua humildade ele pediu oração para que as portas estivessem abertas ao evangelho e as portas do evangelho fossem abertas para aqueles que não o conheciam. Assim devemos perseverar em fazer o evangelho chegar a todos os lugares do mundo, pois só em Cristo acharemos a verdadeira salvação para as nossas almas.

Enquanto alguns vão para longe muitaos permanecem por perto, levantando recursos, orando e suportando os que se lançam no projeto missionário. Os que permanecem perto do núcleo da igreja local estão também proporcionando a abertura do evangelho para seus colegas, familiares e pessoas na região, fazendo com que o reino seja expandido e construindo o ambiente de liberdade e santidade proclamados por Deus.

A missão de ontem é a igreja de hoje que se transforma nas missões de amanhã. Igrejas sadias lançam missões e evangelizam, construindo um reino forte. Igrejas fracas lutam para se manterem de pé quando conseguem. A diferença? O propósito. As sadias se preocupam com o próximo e o expandir o reino, enquanto que as fracas se preocupam com o poder e autoridade entre seus membros.

Igrejas fortes podem enfraquecer com o tempo, pois a armadilha da prosperidade da igreja destrói a natureza original do objetivo. Paulo não passou por esta experiência, pois na glória do seu ministério terreno estava preso pelo sucesso da expansão do reino e não por desvio de conduta. Aliás, nas igrejas modernas os líderes que cometem grandes erros estão sendo blindados ao invés de reconhecerem suas falhas.

Importa pregarmos o evangelho seguindo a Cristo que deu sua vida por nós ao invés de se colocar como rei entre nós. Paulo seguiu o exemplo e todos os que foram apóstolos. Igrejas lançam apóstolos que abrem igrejas. Pastores, presbíteros e bispos cuidam das vidas e edificam novos missionários para o chamado do Senhor. Ninguém deve se julgar acima e nem mais poderoso, pois é Cristo a fonte do poder e a verdade da palavra.

Como Paulo sejamos humildes e peçamos oração e capacidade de abrirmos as portas do evangelho nos corações que, como nós, estavam impedidos de alcançar o entendimento do verdadeiro Deus!

#3_178 Refletindo a glória do Pai

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.
Marcos 16:15‭-‬16 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.16.15-16.ARA

A pregação do Evangelho é feita segundo uma vontade interior sujeita ao Espírito Santo. Filhos tem semelhança com seus pais e acabam por refletir características deles sem que nem percebam. Outras são mais perceptíveis e não são questionadas.

Assim é o testemunhar de Deus! Nossa semelhança se torna visível quando nos importa que outras vidas conheçam a verdade em Cristo. Quem se cala sabendo que a salvação vem do Senhor não se deu conta do seu chamado. Se apenas em Cristo há salvação, como deixar pessoas ignorarem sua única opção?

Pense por um minuto que você conhece onde há uma fonte inesgotável de água em meio ao deserto. Você deixaria as pessoas morrerem de sede? Se pensar como homem poderá julgar decidindo quem merece e quem não merece viver, mas não é este o papel do pregador!

Deus julgará a todos, mas quem conhece o caminho e se cala terá sido justo? O justificado por Cristo sabe que também não merecia e já não se ocupa de julgar a ninguém!

Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.]
João 8:10‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.8.10-11.ARA

Cristo sendo justo veio trazer salvação e nós devemos querer o mesmo. Apontemos para Cristo e prossigamos em caminhar nos seus passos, pois os filhos do Altíssimo devem refletir a sua glória!

#3_177 Cristo se revela

Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés e, voltando-se, vos dilacerem.
Mateus 7:6 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.7.6.ARA

Jesus estava no monte dando o seu sermão e acabara de falar para não julgarmos as pessoas porque seríamos julgados pelos mesmos parâmetros. Como então entender a sequência de sua fala quando declara que é perda de tempo falar com quem é cauterizado espiritualmente?

Julgamento é dar sentença, enquanto classificação vem da observação dos atos e palavras das pessoas. Podemos classificá-las mas não sentencia-las. Não está em nosso nível ainda o julgamento. Classificação depende de entendimento, regras bem estabelecidas e entendidas. Ou seja, depende de quem as definiu.

Cristo nos ensina a aprender com ele quem são os inimigos de Deus. Para estes não devemos gastar energia, pois irão se levantar contra nós e buscar nos destruir. Não entendem o valor do evangelho e não se submetem ao Senhor. Para estes resta a nossa oração, não a pregação. Será como jogar pérolas aos porcos que não as consumirão, mas as pisarão. Ou como dar o que é santo para que cães comam e eles se voltem contra os que lhes deram a comer para os dilacerar.

Dura é esta palavra, pois para nós a pregação do evangelho deveria vencer qualquer barreira, mas não é assim. A parábola do semeador já havia ensinado que vai depender da terra, do tipo de terreno em que irá cair. O preparo do terreno não é feito com a pregação e é aí onde erramos achando que conseguiremos convencer a todos só com a ministração da Palavra.

Há que se viver, interagir, descer e subir, enxergar a Deus e ter um encontro com Ele para estar preparado para receber a palavra de fé. Sem Cristo nossa fé se abala e vivemos ao sabor das circunstâncias. Com ele no nosso barco as tempestades se vão. Quem pode criticar seus discípulos? Quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito Santo.

Portanto, se o Espírito não tocou uma vida insistir com ela será prejuízo nosso. Tenhamos sabedoria no falar. Criar confusão na insistência é um desserviço ao reino e um laço do inimigo para nós. Ficaremos decepcionados e até colocaremos peso sobre pessoas. O papel do Cristão é apontar para Cristo e só o enxergará a quem o Senhor se revelar!