#3_314 O mal não fica impune!

Tendo Jesus entrado no templo, expulsou todos os que ali vendiam e compravam; também derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; vós, porém, a transformais em covil de salteadores.
Mateus 21:12‭-‬13 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/mat.21.12-13.ARA

Jesus expulsou aqueles que estavam fazendo comércio no templo. É dito que sacerdotes estavam em conluio com os vendedores para que as pessoas só pudessem fazer os sacrifícios se usassem os animais vendidos no templo. Também que tais animais não valiam tanto quanto pediam e até não eram perfeitos como a lei mandava.

Assim, faziam comércio para o mal e não para o bem, desviavam a conduta da lei e se apossaram daquilo que devia ser sagrado. Não ficaram impunes nas mãos de Jesus. Ele os tocou de lá e não foi verbalmente, mas com uso da força. Erra quem acredita que Jesus não usa de força para deter a iniquidade.

Em alguns milagres de cura Jesus usou o natural para fazer o sobrenatural. Por isso existe um corpo de Cristo na terra, para que através de pessoas haja pregação e ministração da graça e da misericórdia de Deus! Nem todas as curas são ministrações puramente sobrenaturais, pois anjos não pregam a palavra de Deus e não temos visto mais alimentos caindo dos céus.

Deus espera que nos posicionemos de maneira adequada quanto ao reino. Que deixemos nossos pecados e iniquidades, que larguemos a corrupção, que sejamos justos e façamos justiça. E haverá o momento em que possivelmente teremos de usar a força também. Policiais são a força do Estado para que bandidos sejam capturados. Os juristas são a força para julgamento e os legisladores para constituir a lei.

Cada poder constituído é feito para exercer sua função e, se houver desvio, deverá ser corrigido. Oremos para que não seja necessário uso da força para correção, mas isto só virá do arrependimento de quem está errando. Sem tal atitude a força será necessária, senão o mal continuará desviando o propósito e causando situações terríveis para todos os que ali viverem.

Cristo tem toda autoridade nos céus e na terra e constitui e derruba reis. Ele o faz de maneira sobrenatural, mas também usa o natural. Estejamos atentos ao mundo e comecemos a limpeza do templo de nossos corações. Duro será ser enxotado por Cristo por estarmos atuando com injustiça ou por negligenciarmos a justiça de Deus para com o pobre e necessitado!

#3_312 As tribulações serão vencidas com Cristo!

O Senhor está longe dos perversos, mas atende à oração dos justos.
Provérbios 15:29 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/pro.15.29.ARA

Sabemos que temos os dias contados na terra e não adianta orarmos pedindo para sermos imortais na carne. No entanto, os que crêem em Jesus já são justificados e possuem a vida eterna espiritual.

O verso de Provérbios fala de coisas do cotidiano, das nossas necessidades comuns. Cristo nos ensinou a buscarmos em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, pois estas coisas nos seriam dadas naturalmente (Mateus 6:33).

Isto não nos impede de participarmos à Deus das nossas aflições. Muito pelo contrário, elas são outras oportunidades de vermos como Deus está atento e cuidando de nós. Devemos participar com ações de graça, pois cremos que receberemos a resposta (Filipenses 4:6).

Assim, ouçamos o que o Evangelho nos ensina. Sermos justos por justificação em Cristo nos traz a oportunidade de sermos ouvidos por Deus. Façamos uso das orações e súplicas com agradecimento e vejamos a mão do Senhor operar à nosso favor.

Ele tem prazer em galardoar aos que lhe buscam com fé. Então, é necessário que assim entendamos e nos comportemos (Hebreus 11:6).

Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.
João 16:33 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/jhn.16.33.ARA

Seja que tribulação estejamos passando, tenhamos bom ânimo. Venceremos com Cristo!

#3_310 Não há escassez no reino de Deus!!!

E vieram a ele muitas multidões trazendo consigo coxos, aleijados, cegos, mudos e outros muitos e os largaram junto aos pés de Jesus; e ele os curou.
Mateus 15:30 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/mat.15.30.ARA

Quando vamos a um supermercado em dias normais para adquirir um produto que sabemos lá existir já vamos para comprar, a não ser que queiramos fazer tomada de preços. As pessoas iam até Jesus, em sua maioria, já para receberem a cura, não para procurá-la se Jesus pudesse curar.

Hoje temos visto esta mudança de comportamento no meio dos Cristãos. Muitos se achegam a igrejas ou a grupos de oração pois talvez ali possam encontrar a sua cura. Obviamente nem todos serão curados ainda que tenham fé para isto, pois Deus é soberano, mas buscar cura sem fé é o mesmo que ir ao supermercado procurar um produto ao invés de ir com a certeza de comprá-lo.

O mesmo acontece com empregos, relacionamentos, estudos, etc. Deus nos deu autoridade sobre a terra e, como embaixadores de Cristo, devemos agir em favor do reino de Deus. Estamos agindo como se em nossas mãos houvesse apenas o que enxergamos ou usamos todas as ferramentas espirituais já prometidas a nós? Estamos vivendo pela lei ou pela graça?

A diferença de se viver pela lei é que só atuamos mediante a nossa justiça enquanto pela graça atuamos pela justiça de Deus! Na graça o mérito não é nosso e encontramos graça onde o pecado ainda existe. Podemos pedir a Deus a cura para quem não merece, a salvação para o perdido, o alimento para quem não semeou. O justo é Deus e passamos a ser instrumentos para que a graça alcance a todos.

Hoje a igreja de Deus é o supermercado dos pobres, o hospital dos que precisam de cura, a escola dos analfabetos espirituais e a guarida dos sem-teto. Mas, ela é muito mais que isto, é o corpo de Cristo para salvação do pecador, o caminho para o mestre, a mão de Deus para a mudança das nações. Na igreja não há escassez espiritual porque o Senhor é o cabeça e a estabeleceu.

Portanto, olhemos para a igreja não como um simples ajuntamento de pessoas que crêem na mesma religião. É um corpo capaz de realizar as promessas de Deus na Terra, capaz de produzir todos os sinais e maravilhas definidos no Evangelho da graça! Olhemos com fé para este corpo e busquemos viver o poder de Deus através dele. Não há escassez no reino de Deus. Por que então continuamos a mendigar na porta do templo?

Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós. Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa. Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda! E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram; de um salto se pôs em pé, passou a andar e entrou com eles no templo, saltando e louvando a Deus.
Atos 3:4‭-‬8 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/act.3.4-8.ARA

Louvemos a Deus que determinou que tais coisas sejam feitas pela igreja através do nome de Jesus. É tempo de buscarmos fazer a obra que nos foi determinada de pregarmos o evangelho e levarmos a graça a quem precisa. A igreja não é uma pequena barraca, mas o poder infinito de Deus sobre a face da terra. Nossos olhos e corações precisam mudar de consciência e devemos nos posicionar neste século. Temos sido pouco audaciosos e estamos enterrando o talento dado sabendo que o Senhor irá voltar!

#3_282 Sejamos filhos de Deus!

Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida.
Mateus 18:26‭-‬27 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.18.26-27.ARA

A vida Cristã baseia-se fortemente no entendimento de nossa dívida para com a graça de Deus! Reconhecemos que fomos perdoados por nossas transgressões e que não havia como pagarmos por isto. Jesus Cristo entregou-se para pagar a nossa dívida e se tornou nosso redentor. Fez porque nos ama e nos quer bem e reunidos com o Pai.

Se fomos perdoados por preço tão alto, como não perdoar os erros “mais baratos”? Ofender a santidade de Deus, traí-lo, magoá-lo e ignorá-lo é infinitamente mais forte do que sermos traídos, mortos e ofendidos. Esta falta de temor gera nossa falta de gratidão!

Se enxergamos a graça viveremos para termos paz com o nosso próximo. Iremos buscar santidade e justiça. Não significa evitar conflitos, mas resolvê-los com prudência e respeito ao próximo. Deixaremos nossa vaidade e usaremos da misericórdia para resolvermos conflitos.

Jesus nos mostra como a nossa tendência é contrária a tudo isto e que o final será terrível se não nos convertermos. Ele nos deu sua vida para que pudéssemos receber as nossas de volta e devemos fazer isto para que outros também possam viver! Reciprocidade da graça é característica Cristã que evidencia aqueles que nasceram de novo.

Neste final de ano vamos olhar para trás e escrutinar nossas vidas em busca de oportunidades de perdão. Resolvamos conflitos tanto quanto possível. Bom é poder virar os dias e anos exercendo graça e misericórdia. Sejamos filhos de Deus!

#3_257 Tratemos bem os que nos servem!

Senhores, tratem os seus servos com justiça e igualdade, sabendo que também vocês têm um Senhor no céu.
Colossenses 4:1 NAA
https://bible.com/bible/1840/col.4.1.NAA

Como temos tratado aqueles que trabalham para nós? A Bíblia nos ensina a tratá-los com justiça e igualdade. Justiça porque merecem receber pelo que estão fazendo, inclusive o reconhecimento. Igualdade porque sempre tem alguém acima de nós e gostaríamos de receber um bom tratamento deles. Assim, que possamos semear o que queremos colher!

Temos um Senhor no céu que a tudo observa e nos recompensará pela nossa maneira de tratar o nosso próximo. Podemos fazer como Deus que é misericordioso e ter paciência com os que estão aprendendo o ofício e não simplesmente destratar quando erram. Quem não é paciente busca os que já estão prontos e não necessariamente obterão melhor resultado.

A verdade é que pessoas podem ser ingratas mesmo recebendo o que é justo ou por terem sido tratadas com misericórdia. Não devemos fazer de acordo com as atitudes delas, mas de acordo com o que o evangelho nos ensina. No final, seremos julgados não pelo que os outros fizeram por nós ou contra nós, mas pelo que nós fizemos para com os outros!

Portanto, preparemos o ambiente para que aqueles que trabalhem conosco sejam envergonhados quando tentarem falar ou agir contra nós. Ser justo só nos trará benefícios, ainda que riem-se de nós ou nos chamem de trouxas ou tolos em um mundo onde a lei é do mais esperto. Este mundo não é nosso destino final, só estamos de passagem!

#3_233 Deus ama a justiça!!!

Porque eu, o Senhor, amo a justiça e odeio a iniquidade do roubo; em fidelidade lhes darei a sua recompensa e com eles farei aliança eterna.
Isaías 61:8 NAA
https://bible.com/bible/1840/isa.61.8.NAA

Exemplos arrastam, como diz a sabedoria popular. Se vivemos em um meio que proporciona justiça não conheceremos a iniquidade do roubo e demais mazelas que andam juntas. Nascer em um ambiente estéril não permite construir anticorpos, pois não conheceremos microorganismos que podem gerar doenças. Isto só é ruim quando se espera ter contato com estes no futuro.

Não será assim no céu. Lá não haverá o mal. No primeiro contato do homem com a tentação não resistiu, caindo no pecado e perdendo a comunhão com Deus. Mas estamos sendo limpos por causa da nova Aliança. O sangue de Cristo derramado na cruz está limpando e gerando os anticorpos necessários para que a maldade pare de fluir em nós.

Seremos capazes de evitar o mal e praticar o bem! Estaremos gerando as condições ambientais para que a geração futura nasça em um ambiente mais favorável. Se nada fizéssemos que futuro deixaríamos? Mas nossa descendência não será como a do mundo, mas buscarão a justiça e a comunhão com Deus!

A alegria está onde Deus age a nosso favor! Haverá recompensa de Deus pela nossa perseverança em mudar a realidade em que vivemos pelo nome do Senhor. Seremos feitos família bendita de Deus por toda a eternidade!

#3_186 Injustiça não fica sem pagamento

pois aquele que faz injustiça receberá em troco a injustiça feita; e nisto não há acepção de pessoas.
Colossenses 3:25 ARA
https://bible.com/bible/1608/col.3.25.ARA

Há um ditado popular que diz “aqui se faz, aqui se paga”. Certamente é uma referência à lei da semeadura e da colheita espiritual, no sentido negativo. Deus é justo e executará sua justiça para com todos, sem exceção.

O que nos confunde é achar que a nossa salvação seja uma carta branca para o nosso viver. Se creio em Cristo e estou salvo, então meus pecados já não contam mais. Porém isto só significa que Cristo perdoou nossas transgressões para efeito de salvação, não necessariamente eliminou os demais efeitos que nossos pecados geraram.

E é simples de entender. Um criminoso que está regenerado no seu espírito pode ter se convertido na cadeia e ter muitos anos de pena a cumprir. Não é porque se converteu que será livre das cadeias. Um adultério onde uma criança foi concebida fora do casamento pode ser perdoado, mas a criança não deixará de viver por isto e as consequências permanecem.

Deus mantém a justiça sobre todas as coisas. E saibamos que a cobrança sobre a santidade começará pelos filhos de Deus. A igreja será a primeira a ser tratada antes do mundo ser julgado. Não haverá acepção de pessoas. Creio que quem tem maior conhecimento erra mais quando peca, pois sabia das consequências desde o princípio.

O erro não deixa de ser erro só porque teremos a oportunidade de arrependimento. A Bíblia condena o pecado feito com propósito, pois é certo que não edificará a ninguém, pelo contrário. Precisamos atentar para que a santidade de Deus não seja afetada, pois o estrago na vida das pessoas é sempre maior quando nossos erros afastam de Deus a quem nos observa.

Que olhemos para Cristo e nos submetemos à voz do Espírito Santo. Fazendo assim estaremos buscando caminhar nos passos do mestre e ele é justo, não tendo pecado algum. Os demais viventes não são o melhor parâmetro e nos decepcionaremos cedo ou tarde, inclusive conosco. Bom é o Senhor Jesus que nos mostra o caminho para o Pai!

#3_127 2 Pedro 2:5 Injustiça

e não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo de ímpios;
2Pedro 2:5 ARA
https://bible.com/bible/1608/2pe.2.5.ARA

Os injustos receberão a injustiça como salário por sua injustiça. Não seria isto justiça? Então porque a humanidade reclama das mazelas que está passando?

Rouba o próximo, deseja o que o outro tem, pensa em imoralidades ainda que não as cometa fisicamente, deseja o mal a outrem, mente, difama, e comete tantos outros erros que ninguém escapa a lista.

Deus ainda não destruiu novamente os injustos, mas o fará agora pelo inferno que aguarda a quem permanece na rebeldia. O inferno não é uma questão de maldade de Deus, mas justiça para com quem foi justificado e justiça para com quem não foi e permanece na injustiça.

Em Noé houve um reinício da obra e em nossos dias temos em Cristo a regeneração da espécie humana. Os não regenerados morrerão no lago de fogo. Importa alcançarmos tal regeneração, pois se nossa injustiça permanece, a justiça de Deus prevalecerá.

A misericórdia do Senhor ainda perdura. Aproveitemos o momento favorável a nós e nos arrependamos de nossos pecados. Deus é bom e recompensará os justos com a Sua eterna presença!!!!

#3_122 João 7:7

Não pode o mundo odiar-vos, mas a mim me odeia, porque eu dou testemunho a seu respeito de que as suas obras são más.
João 7:7 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.7.7.ARA

As obras mundanas são más, porque feitas por egoísmo, vaidade, rebeldia e impureza. Como nascemos em um mundo assim acabamos por achar que isto é o normal e não é ruim. Só que não é verdade.

Já discutimos o assunto de como há algoritmos de Inteligência Artificial que aprendem com dados não rotulados, isto é, dados que não possuem classificação de normal ou anormal. Tais algoritmos de aprendizagem não supervisionada aprendem que o normal é o comportamento identificado no maior conjunto de dados que possuem padrão comum. Assim também aprendemos.

Permita que uma criança conviva em um ambiente sujo e ela aprenderá que é normal um lugar ser sujo. Não irá se incomodar com isto em toda a sua vida. Só que ela estará exposta a vários perigos para a sua saúde sem saber ou achando que é assim mesmo. Não terá escolha diferente, pois nunca viu nada diferente.

Cristo veio nos mostrar que há uma vida diferente da que conhecemos, que estamos em um mundo “sujo” pelo pecado. Veio nos tirar desta imundície em que temos vivido espiritualmente e nos dar escolha, pois nos mostra a verdadeira vida onde Deus espera que vivamos.

Falar que o normal não é bom faz com quem se acostumou com aquilo nos chamar de loucos, arrogantes, ignorantes, ultrapassados e até ofensores das diversas minorias que continuam a criar modelos ainda mais distantes de Deus. O mundo odeia o Cristão porque este o lembra do pecado e da justiça divina que virá.

Odeia também porque sabe que saímos do contexto onde estão mas permanecemos no mesmo lugar para expor este novo contexto, como luz que incomoda as trevas. Jesus Cristo incomodou muita gente até ser aniquilado do meio de nós, mas ele ressuscitou porque não pertence a este mundo caído, é o criador da vida e o Filho de Deus!

Sua igreja está sendo perseguida mundo afora e o será até que ele volte, quando então constituirá o seu reino. Não tardará, pois os sinais estão surgindo aqui e acolá. Nos apressemos a mudar nossa percepção do mundo. Há como mudar nosso procedimento e deixar que as crianças aprendam o modelo de Deus. Senão estarão sofrendo as consequências de nossos pecados por várias gerações. Creiamos em Cristo!!!

#3_103 Eclesiastes 3:16

Vi ainda debaixo do sol que no lugar do juízo reinava a maldade e no lugar da justiça, maldade ainda.
Eclesiastes 3:16 ARA
https://bible.com/bible/1608/ecc.3.16.ARA

Infelizmente não só Salomão viu estas coisas, mas ainda vemos em nossos dias. Somos provados por nossos desejos de vermos a justiça segundo nossos interesses. Aos amigos tudo, aos indiferentes a lei, e aos inimigos os rigores da lei.

Mas a Palavra de Deus nos ensina a não torcermos a justiça, pois o próprio Deus julgará cada um neste quesito. Antes de apontarmos para as autoridades precisamos reconhecer em nós se já não andamos pelos mesmos caminhos. Elas saíram do meio de nós e serão muito semelhantes ao que somos como sociedade.

Não há como sair bom fruto de árvore ruim. Bendita é a nação cujo Deus é o SENHOR, pois haverá renovo e oportunidade de mudança de corações e mentes. Sem Deus estaremos fazendo como os homens de outrora, rebeldes às suas leis.