#3_266 Fé e humildade andam juntas!

A mulher disse: — É verdade, Senhor, pois os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. Então Jesus exclamou: — Mulher, que grande fé você tem! Que seja feito como você quer. E, desde aquele momento, a filha dela ficou curada.
Mateus 15:27‭-‬28 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.15.27-28.NAA

A mulher cananéia foi até Jesus chamando-lhe Filho de Davi, clamando sem cessar por sua filha. Foi persistente por reconhecer que Cristo é misericordioso e bondoso. Sua fé no Senhor reforçou sua esperança de não sair de mãos vazias da presença dele, posicionando-se como quem não merecia receber mas desejava ardentemente.

Sua postura provocou uma resposta de Cristo que lhe deu a cura para a sua filha endemoniada. Vemos como a humildade e a fé combinadas trouxeram a existência o milagre através de Cristo. Assim também ocorreu com a mulher do fluxo de sangue, o cego no caminho de Jericó, o cego no monte, os dez leprosos e tantos outros registros do Novo Testamento.

Quando entendemos nossa dependência de Deus (humildade) e unimos com o reconhecimento do poder de Deus e sua misericórdia (fé), passamos a não ver impedimento para nenhuma circunstância que estejamos passando. Para rompermos de vez nos faltará a convicção de nosso propósito, pois precisaremos do motivo para pedirmos ao Senhor.

Não há limites a serem atingidos em Deus. Não há nada que o Senhor não tenha poder para fazer, segundo a Sua Palavra. Portanto, que nos enxerguemos em nossa condição e busquemos o propósito. As petições não serão necessariamente a nosso favor, mas para aqueles que estão no nosso caminho enquanto seguimos a direção de Deus.

Se complementarmos com a ousadia do Espírito Santo, tudo será possível enquanto vontade do Senhor. Nas escrituras sabemos que Ele está procurando pessoas com este perfil para poder delegar a elas o poder e autoridade para conquistarem vidas para o Reino dos Céus. Quem se candidata? Precisaremos da coragem de Pedro ao pedir para caminhar sobre as águas!

#3_257 Tratemos bem os que nos servem!

Senhores, tratem os seus servos com justiça e igualdade, sabendo que também vocês têm um Senhor no céu.
Colossenses 4:1 NAA
https://bible.com/bible/1840/col.4.1.NAA

Como temos tratado aqueles que trabalham para nós? A Bíblia nos ensina a tratá-los com justiça e igualdade. Justiça porque merecem receber pelo que estão fazendo, inclusive o reconhecimento. Igualdade porque sempre tem alguém acima de nós e gostaríamos de receber um bom tratamento deles. Assim, que possamos semear o que queremos colher!

Temos um Senhor no céu que a tudo observa e nos recompensará pela nossa maneira de tratar o nosso próximo. Podemos fazer como Deus que é misericordioso e ter paciência com os que estão aprendendo o ofício e não simplesmente destratar quando erram. Quem não é paciente busca os que já estão prontos e não necessariamente obterão melhor resultado.

A verdade é que pessoas podem ser ingratas mesmo recebendo o que é justo ou por terem sido tratadas com misericórdia. Não devemos fazer de acordo com as atitudes delas, mas de acordo com o que o evangelho nos ensina. No final, seremos julgados não pelo que os outros fizeram por nós ou contra nós, mas pelo que nós fizemos para com os outros!

Portanto, preparemos o ambiente para que aqueles que trabalhem conosco sejam envergonhados quando tentarem falar ou agir contra nós. Ser justo só nos trará benefícios, ainda que riem-se de nós ou nos chamem de trouxas ou tolos em um mundo onde a lei é do mais esperto. Este mundo não é nosso destino final, só estamos de passagem!

#3_234 A alegria da salvação!

Tenho grande alegria no Senhor! A minha alma se alegra no meu Deus, porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com o manto de justiça, como noivo que se adorna de turbante, como noiva que se enfeita com as suas joias.
Isaías 61:10 NAA
https://bible.com/bible/1840/isa.61.10.NAA

Quanto mais enxergamos o abismo, nossas práticas pecaminosas, a santidade de Deus, mais nós damos conta do tamanho da graça e da misericórdia que recebemos através de Cristo!

Porque a humanidade ignora esta santidade é que não se ocupa de buscar a Deus. Ao nos colocarmos como o centro de nossas vidas não temos a convicção de que estamos errados. Mas, se temermos a Deus, tudo muda. Por isso as Escrituras nos ensinam que o temor ao Senhor é o princípio da sabedoria!

Temer a Deus faz com que o coloquemos acima de nós e, portanto, começamos a valorizar mais quem Ele É! Ao enxergarmos Sua vontade e a nossa atitude perceberemos que não conseguimos viver pelos preceitos divinos. Estamos caídos, afastados por um abismo. No Evangelho aprendemos que somente Cristo é a ponte para nos reconectar, nos dando capacidade de vivermos em santidade!

Deus nos cobre de vestes de salvação, santidade e justiça através de Cristo! É para nos alegramos e comemorarmos, como em uma festa de casamento! Nunca mais nos separaremos dEle e viveremos na Sua presença! Grande e maravilhosa é está visão, da promessa se cumprindo a todo o que nele crê!

Alegremo-nos hoje pela salvação alcançada! Se ainda não a alcançamos então comecemos a olhar para Deus e temê-lo! Seu amor trará justiça e os justos entrarão para as bodas. De fora ficarão os não justificados em seu Filho!

#3_228 Nenhuma injustiça ficará impune!

A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e injustiça dos seres humanos que, por meio da sua injustiça, suprimem a verdade.
Romanos 1:18 NAA
https://bible.com/bible/1840/rom.1.18.NAA

Deus está irado com a injustiça humana. Se não estivesse não precisaríamos falar sobre a sua misericórdia, paciência e graça. Não precisaríamos de um salvador e nem do evangelho. Sem a compreensão da sua santidade e ira contra o pecado as Escrituras não passam de estórias que muitos não acreditam.

Deus também é amor e, por isso, nos enviou Jesus. Mas, também é justo e não deixará impune as nossas transgressões se não houver justificação! A obra de Cristo em nós está justamente na nossa necessidade de sermos restaurados em nosso relacionamento com Deus. Foi rompido no Éden e continua até o momento em que cada um é justificado em Cristo.

Sem esta justificação não há perdão. Sem perdão a justiça virá contra nós e seremos lançados no cárcere eterno, sem visitas, saídas ou pena reduzida. É só imaginar que a companhia no cárcere será o diabo e seus anjos que estarão sendo atormentados também! Tal entendimento deveria nos trazer temor.

Aqueles que não tem suprimem esta verdade e fazem de conta de que nada vai acontecer. Sabem que vai, mas vivem como se tudo fosse terminar bem. Não será assim, mas o cálice da ira será derramado sobre esta terra. O evangelho é o que de mais precioso poderia haver. É a saída, nosso passaporte para a liberdade, a visão do céu e nosso alívio!

Cristo é a resposta da ira, a misericórdia que veio até nós, nossa segurança para que não sejamos contados com os injustos, ainda que tenhamos sido de igual forma. Quando Jesus justifica é para sempre e não precisaremos de outro advogado. Não há prisão eterna com Cristo, mas liberdade eterna!

No temor seremos gratos por termos sido salvos e nos preocuparemos em levar este entendimento a outros. Cristo veio para buscar um número de pessoas que desconhecemos e a justiça virá quando este número for atingido. Até lá vivamos em santificação e obediência de quem é grato.

Nossas obras não salvam e nem nos mantém salvos, só Cristo o faz. Mas um coração agradecido opera a graça e a misericórdia recebidas. Arrependimento é mudar de comportamento e amar é o símbolo da nova vida dada por Cristo. Quem suprime a verdade não ama, é descrente e carregará sobre si todo o mal que pratica. Nenhuma injustiça ficará impune!

#3_198 A compaixão divina está em Cristo!

Profundamente compadecido, Jesus tocou nos olhos deles. E imediatamente recuperaram a vista e o seguiram.
Mateus 20:34 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.20.34.NAA

Cristo não olha com indiferença para o necessitado. Sua misericórdia é tremenda! Não importa se somos responsáveis ou não pela condição em que nos encontramos pois ele quer nos abençoar!

Importa buscarmos a Cristo da maneira como estamos. Depois de termos um encontro com ele não sairemos da mesma forma se formos com o coração sensível. O jovem rico buscou-o e voltou triste porque não queria se desfazer do deus da riqueza em seu coração.

Termos Cristo em nós exigirá abrir mão dos outros ídolos que não resolvem as nossas questões fundamentais do pecado e da orfandade espiritual que todo ser humano enfrenta.

Cristo veio nos reconciliar com Deus e, por isso, compadece-se de todos nós. Nossas necessidades nos movem em direção à Jesus? Não ache que é um problema, mas a solução. Muitas vezes só olhamos para Deus quando estamos em situações desvantajosas.

Importa termos este encontro com o mestre e sermos regenerados em Cristo. Depois deste encontro iremos querer andar com ele. Com Jesus no barco as tempestades serão acalmadas. Ainda assim é bom termos fé para podermos andar sobre as águas! Em sua compaixão estaremos guardados e encontraremos descanso!

#3_133 Lucas 1:77-79

“para dar ao seu povo conhecimento da salvação, no redimi-lo dos seus pecados, graças à entranhável misericórdia de nosso Deus, pela qual nos visitará o sol nascente das alturas, para alumiar os que jazem nas trevas e na sombra da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz.”
Lucas 1:77‭-‬79 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.1.77-79.ARA

Zacarias, pai de João Batista, profetiza a obra de seu filho e do Messias. Lindas palavras que traduzem de maneira direta e simples o evangelho da salvação.

A salvação é o processo de redimir o pecador através do perdão de seus pecados. É graça de Deus, desejo dele para com os que não merecem tal benefício porquanto ainda pecam.

A visitação de Deus pela presença de Cristo entre nós é um choque para a humanidade. Todas as perspectivas anteriores era proveniente de um contato de curta duração através de aparições do anjo de Deus ou de profecias dadas aos homens através de um ou outro profeta.

Agora o Filho de revela, evidenciando a obra de Deus de maneira mais profunda e com benefícios que antes não tínhamos acesso. Cristo nos deu poder de falarmos com Deus sem precisarmos de outro intermediário e nem de um local específico.

Nele somos o próprio templo onde o Espírito Santo passa a habitar. Nos tornamos também sacerdotes e temos o privilégio de receber de Deus as palavras de vida para cada um de nós.

Uma mudança de aliança que gera uma mudança de comportamento. A santidade passa a ser fator de manutenção desta comunhão e vontade de alegrar o coração de Deus por tamanha misericórdia recebida.

A luz veio e trouxe a verdade de Deus. Cristo salva o pecador!!!! Quem se esconde da luz permanece nas trevas do pecado. A luz é boa, embora nos revele nosso estado. Importa enxergarmos e termos acesso ao tratamento do que ignora-lo e morrermos por medo de encarar a verdade.

Olhemos para a luz como os insetos se deixam enredar por ela! Que Cristo nos magnetize para a sua presença e sejamos mortos para nossos pecados e alcancemos a vida eterna com ele. A luz de Cristo é a graça de Deus para todo o que crê!

#3_119 Provérbios 1:32-33

Os ingênuos são mortos porque se desviam da sabedoria; os tolos são destruídos por estarem satisfeitos consigo mesmos. Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranquilo e sem temor do mal.”
Provérbios 1:32‭-‬33 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.1.32-33.NAA

Temos sido ingênuos, tolos ou ouvintes a respeito das coisas de Deus? Difícil responder sem recaírmos em algum grau de vaidade. E a vaidade nos leva à tolice. Ser tolo é confiar em si mesmo por causa de experiências vividas.

Vejamos o caso de Saul. Em 1 Samuel 28 o então rei Saul consulta os mortos, algo condenado por Deus desde o princípio em sua palavra, e recebe uma resposta indesejada do além. Não havia recebido de Deus fosse por sonhos, profecia ou por sorte. Então decide fazer o proibido, como se Deus desejasse se comunicar pela forma como já havia condenado.

A experiência do rei não lhe deu resposta melhor do que tinha e piorou sua condição pecaminosa diante de Deus, ainda que confiasse no que estava fazendo. Isto é uma forma de sermos tolos, desobedecendo a Deus para provarmos um entendimento que temos a respeito da vida.

Como podemos evitar sermos ingênuos e tolos? Conhecendo a vontade de Deus pelas escrituras! Deus se revela em Cristo e o evangelho nos fala dos ensinos de Jesus para a igreja. Ouvi-lo sem obedecer é outra tolice. Não ouvi-lo é permanecer na ingenuidade. Obedecê-lo é o único caminho para a verdade.

Oremos para que a nossa vaidade seja retirada de nós, junto com a nossa natureza para o pecado. Jesus se revela em nós por nossa própria obediência. Quando nos rendemos aos pés da cruz é que começamos a entender o seu chamado. Quando respondemos positivamente nos tornamos discípulos.

Mostrar piedade é mais fácil do que segui-lo. Os tolos estão mostrando piedade para esfregar na cara de Jesus que ele não precisava morrer e dar a vida por nós. Esquecem-se de ler as escrituras e entender que salvação não é ganha por obras de musericórdia, mas por vontade de Deus. Por isso a justiça divina não será feita sem que a motivação das obras sejam levadas em consideração.

O ingênuo nem está preocupado com a questão do céu vs inferno, e sua ruína será perceber tarde demais que sem um salvador não há saída para o pecador. Quem não tem pecados? Todos precisaremos de um defensor no Tribunal de Deus!

#3_107 Lucas 13:23-24

E alguém lhe perguntou: Senhor, são poucos os que são salvos? Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.
Lucas 13:23‭-‬24 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.13.23-24.ARA

Muitos acreditam que não haverá inferno ou tribunal, mas que Deus salvará a todos no fim. Jesus deixou claro que não será assim. Não é ignorando Deus e seus preceitos, o próximo e a criação, vivendo de qualquer maneira que alcançaremos o céu e estaremos livres do inferno.

Ao mesmo tempo fomos ensinados pelo mestre que se o próprio Deus não manifestasse a sua glória e expressasse o seu desejo de salvar, ninguém poderia ser salvo. Assim, há escape providenciado por Deus, mas nem todos conseguirão achar a saída deste mundo para a entrada na eternidade com o Senhor.

É como se estivéssemos em um transporte e houvesse poucas saídas de emergência e estivéssemos na iminência de um terrível acidente. Haverá fogo e o transporte será destruído e nem todos terão tempo de escapar. Quem souber para onde ir e estiver perto da porta conseguirá sair e estará a salvo.

Onde estamos sentados no transporte da vida? Estamos dormindo, sem prestar atenção no caminho e na saída de emergência? Ouvimos atentamente as orientações do responsável pelo transporte a respeito das ações em emergência? Vimos para onde correr se o acidente acontecer?

Muitos prestam atenção nestas coisas apenas para esta vida, mas a Palavra de Deus é o manual do vivente espiritual. Nela estão contidas as orientações para não ficarmos desatentos e estarmos preparados ao ouvirmos o sinal. A porta de saída desta vida é a de entrada para a próxima. Ela é estreita para os céus, larga para o inferno, e precisamos saber para onde ir quando o momento chegar.

Jesus está dando as instruções e é melhor ficarmos atentos! Nele encontraremos a saída e a salvação. Sem ele estaremos perdidos e morreremos quando o fogo chegar!

#3_106 Sabedoria é dada por Deus!

Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; pois quem poderia julgar a este grande povo?
1Reis 3:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/1ki.3.9.ARA

Desde novo Salomão entendeu que a grande dificuldade é saber discernir entre o bem e o mal. Esta questão tirou Adão e Eva do Paraíso e tira a todos os que desejam, por si mesmos, encontrarem a resposta. Diferentemente de Adão, Salomão pediu que o Senhor lhe desse tal capacidade.

Nossa vida é cheia de decisões que não conseguimos alcançar o fruto. Fazer curso A ou B, trabalhar na área X ou Y? Continuar um relacionamento ou permanecer em um emprego exigente de horas extras? Mudar-se ou permanecer onde estamos?

Noemi e sua família mudaram-se durante a seca que houve em Israel achando que dias melhores viriam na outra terra, mas foi de mal a pior. Saiu rica e com a família, mas voltou pobre e sem marido ou filhos. No entanto conheceu Rute que lhe gerou descendência, a raiz de Davi!

Nossas decisões devem ser feitas em Deus, pois na nossa pequena capacidade de ver os fatos não conseguiremos perceber o que ocorrerá depois de alguns anos. Se formos imediatistas podemos viver para aquilo que enxergamos e se formos preocupados com o que está longe podemos ignorar necessidades urgentes dos que estão a nossa volta.

Por isso importa-nos fazer como Salomão. Que a cada dia busquemos de Deus a direção a tomar e confiemos nela. Difícil é ouvir a princípio, mas com uma vida de leitura das escrituras e oração não seremos confundidos. A palavra nos ensinará os caminhos que não deveremos seguir e nas orações o que Deus tem para as nossas vidas.

Bom é sabermos que Deus se preocupa em nos ajudar, pois é misericordioso. Será que temos o desejo de ouvi-lo antes de decidirmos ou queremos ser como Adão e Eva que desejaram conhecer o bem e o mal para decidirem por si mesmos? Quem depende de Deus permanece no templo e quem deseja decidir por si mesmo fica do lado de fora!

#3_96 Atos 2:4

Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.
Atos 2:4 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.2.4.ARA

Enquanto em Babel Deus confundiu as línguas para que os homens pudessem cobrir a face da Terra, no Pentecostes Deus nos deu o Espírito Santo para nos congregarmos diante de sua glória.

No Espírito Santo temos uma só língua e um só entendimento, unidade com o Senhor! Pentecostes significa podermos ouvir a Deus, restauração de comunhão com Ele.

Sem a descida do Espírito Santo ainda estaríamos batalhando com as nossas próprias forças contra o pecado. Seríamos insensíveis a voz do Senhor. Não teríamos o selo em nossas vidas que nos marcam para a entrada na vida eterna.

Pentecostes é cumprimento de promessas, garantia de vida para todo o que crê! Que possamos nos alegrar neste momento, pois Deus reúne o seu povo por meio de sua misericórdia!