Estejamos sujeitos à Deus!

Porque para todo propósito há tempo e modo; porquanto é grande o mal que pesa sobre o homem. Porque este não sabe o que há de suceder; e, como há de ser, ninguém há que lho declare. Não há nenhum homem que tenha domínio sobre o vento para o reter; nem tampouco tem ele poder sobre o dia da morte; nem há tréguas nesta peleja; nem tampouco a perversidade livrará aquele que a ela se entrega. Tudo isto vi quando me apliquei a toda obra que se faz debaixo do sol; há tempo em que um homem tem domínio sobre outro homem, para arruiná-lo.
‭‭Eclesiastes‬ ‭8:6-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.8.6-9.ara

Não sabemos o que há de ocorrer no dia de amanhã! Muitos gastam fortunas tentando entender ciência e paranormalidade para, de alguma forma, obter previsibilidade dos fatos que irão acontecer. É assim nas guerras, mundo dos negócios e para que governos se preparem para os dias que virão.

A pandemia que estamos vivendo foi anunciada, pois o homem busca desenvolver vírus há tempos e houve até datas e locais de previsão. Da mesma forma, a Bíblia nos ensina a olharmos para as coisas a nossa volta porque muitas delas podem ser observadas em sua evolução e saberemos esperar desdobramentos. No entanto, esta palavra fala de imponderáveis, daquilo que não se pode prever ou dominar.

Ainda que façamos de tudo pela segurança de voo, do trabalho, equipamentos mais seguros, Air-bags, ABS, acidentes fatais continuam ocorrendo. Desenvolvemos vacinas, mas vírus se transformam nos corpos e podem se tornar mais fortes que nossas defesas. A verdade é que não temos certeza de nada, somente que todos os que nasceram neste mundo irão partir dele um dia! Não sabemos o como e nem quando e isto tem se tornado um motivo para o domínio das pessoas.

Religiões auxiliam na descoberta de como será após a morte ou como vivermos aqui para podermos viver “melhor” depois, ou se existe ou não um depois. A vida e a morte são condicionadas a acesso à àgua, alimentos, moradia e saúde. Em todas estas áreas há homens controlando homens, dominando e arruinando vidas. Estamos vivendo tempos extremamente complexos em um cabo de guerra entre homens que na sua vaidade acreditam possuir a solução do que não se pode solucionar pela razão do homem. Nesta luta pelo domínio ninguém está a salvo.

Sempre foi e será assim até que Jesus venha em seu trono de glória e estabeleça seu reino na Terra. Aqui teremos direção certeira, conhecimento do amanhã, cuidado espiritual e físico, sem lutas por conquistas ou domínio de homens sobre homens. Teremos equilíbrio e paz, até que venha o momento de nova oportunidade de por a prova as escolhas dos homens. Infelizmente Deus já escreveu que sempre tentaremos nos dominar uns aos outros enquanto não tivermos nossos corações voltados para Ele.

A saída é crer em Cristo e nos submetermos à ele. E em Cristo não temos de dominar ninguém, ou forçar ninguém para qualquer caminho, pois o Espírito Santo é quem confirma nos corações os dons e propósitos de cada um. Não devemos estabelecer separações baseadas nas nossas determinações, mas nas de Deus! Senão, de que adiantou termos o Espírito Santo se ainda dominamos homens? Isto será destruição para todos.

Portanto, confiemos em Deus e não em nós mesmos, homens. Prossigamos em conhecer o Senhor e vivamos em harmonia, uns para com os outros, revelando a graça e a misericórdia de Deus em um mundo atribulado pela ignorância das verdades contidas no Pai! Não sejamos dominadores, mas aqueles que apontam o caminho para Cristo, o Senhor!

Haverá autoridades constituídas sobre nós, para que haja regras e respeito às leis, mas não significa domínio, mas serviço. Os que estão investidos de autoridade são servos e merecem respeito. E servir não é dominar! Precisamos estar debaixo do domínio de Deus, para que possamos servir melhor e nos submetermos às autoridades. Isto trará benefício a todos!

Ano 2#9

Proclamemos os feitos do Senhor!

O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; e que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel a Deus.
‭‭Salmos‬ ‭78:3-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.78.3-8.ara

A humanidade cresce em conhecimento quando os registramos e ensinamos às gerações futuras. A gestão do conhecimento é também uma ciência, pois há que se escrever o que deu certo e o que deu errado e disseminar as boas práticas como lições aprendidas. A Bíblia é justamente um conjunto de livros que ensina a fé em Deus e o que acontece com quem tem fé nEle e com quem não tem esta fé. Como viver nas boas práticos e o que é estar fora delas.

A Palavra de Deus é um legado tão poderoso que apenas o Antigo Testamento manteve uma nação unida em propósito por quase 2000 anos sem ter o próprio território, mas com os mesmos valores, tradições e fé! O Novo Testamento gerou uma infinidade de filhos na fé de Abraão e que servem ao Senhor sendo uma só família em Cristo!

Não importa quanto tempo passe, sendo a humanidade a mesma desde Adão, o que serviu antes continua servindo hoje e servirá amanhã. Recebemos o legado e o passaremos a outros. Somos os mensageiros de nossa geração, mas que a mensagem não seja apenas repetida, mas vivida! Falar de boca para fora não nos transformará, ainda que outros possam ouvi-la e serem bons executores.

Precisamos passar pelo processo e experimentar cada exercício proposto. O primeiro é a fé e depois vem o amor! Sem estes dois não entenderemos o conteúdo e seremos apenas papagaios a repetir coisas desconexas, imitando sons sem lhes entender a motivação e significados. Sons não mudam nosso ser, mas atitudes!

Sejamos fiéis a Deus como Ele é para conosco. Conheçamos os seus feitos e preceitos e os declaremos às gerações futuras. Isto transformará a nós e ao nosso mundo. Se falharmos nisto estaremos nos preparando para vivermos na falta de amor e desconhecimento de Deus, em meio a guerras, fomes e violências. O mundo permanece no caos enquanto desconhecer a Deus e Sua vontade! A escolha é nossa!

Ano 2#8

Olhemos para o autor da fé!

Responderam-lhe: Se este não fosse malfeitor, não to entregaríamos. Replicou-lhes, pois, Pilatos: Tomai-o vós outros e julgai-o segundo a vossa lei. Responderam-lhe os judeus: A nós não nos é lícito matar ninguém; para que se cumprisse a palavra de Jesus, significando o modo por que havia de morrer.”
‭‭João‬ ‭18:30-32‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.18.30-32.ara

Era comum os Judeus apedrejarem os que eram enquadrados em pecados para a morte definidos na Lei trazida por Moisés no monte de Deus! Iam apedrejar a mulher adúltera quando Jesus declarou para lançar a primeira pedra aquele que não tivesse pecado algum (João 8.7) e Estêvão foi martirizado por apedrejamento como descrito em Atos 7.58.

Jesus havia falado a Nicodemos em João 3.14 que assim como a serpente de bronze foi levantada no deserto para a cura do povo o Filho do Homem seria levantado para salvação dos que cressem nele. E ser levantado significava ser crucificado, não apedrejado. Jesus viu a sua morte e a profetizou. O poder de se olhar para o alto, a partir de um sacrifício pessoal daquele que tem poder para não ser tocado por nenhum homem, mas entregou-se como uma ovelha muda, é uma mensagem tremenda!

Jesus poderia ter sido apedrejado e martirizado como Estêvão, mas foi crucificado e levantado para que todos os que olhem para o seu sacrifício e o recebam como salvador tenham a remissão de seus pecados! Jesus é o sacrifício dado por Deus para cumprir sua justiça para com Ele mesmo! Para louvor de Seu nome ele nos deu o seu Filho e hoje temos a oportunidade de sermos salvos através dele!

Ouvi uma parábola nestes dias que nos ensina que, por causa do sacrifício de Jesus estar disponível a todos, ninguém irá para o inferno por ter cometido pecados, mas porque não desejou receber o perdão através de Cristo! Negá-lo é permanecer em nossos pecados, mas crer em sua redenção é “resetar” (recomeçar do zero) a vida espiritual com Deus!

Os Judeus não quiseram sujar as mãos, embora tenham assumido por toda a humanidade a responsabilidade do sangue derramado de Cristo. Pilatos lavou as mãos por ter reconhecido ser sangue inocente. E nós? O que faremos a respeito? Cuspiremos na cara de Jesus e zombaremos dele por também achar que ele é impostor e não precisamos de sua salvação? Vamos concordar em dizer que é uma farsa e gritar crucifica-o como os religiosos da época fizeram?

O Cordeiro de Deus foi crucificado, morto e sepultado, mas ressuscitou ao terceiro dia e está à direita de Deus Pai aguardando o tempo de sua volta. Olhemos para o autor e consumador da fé no momento de sua crucificação e creiamos nele, pois ele venceu a morte e é poderoso para perdoar pecados e nos dar a salvação eterna! Quem nele crer nunca morrerá espiritualmente pois ele cuidará de suas ovelhas por toda a eternidade!

Ano 2#7

Não deixe o pre-conceito lhe impedir de conhecer o evangelho!

Então, o sumo sacerdote interrogou a Jesus acerca dos seus discípulos e da sua doutrina. Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto. Por que me interrogas? Pergunta aos que ouviram o que lhes falei; bem sabem eles o que eu disse.
‭‭João‬ ‭18:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.18.19-21.ara

Jesus, ao ser preso, foi interrogado de maneira a buscarem com que lhe incriminar. Mas ele deixou bem claro que não haveria como incrimina-lo, pois nada havia sido falado em oculto e nem eram coisas de teor fora do contexto religioso ou inadequado. Jesus pregou nas sinagogas a respeito do reino de Deus, trazendo a verdade sobre o Cristo que havia de vir e veio em sua pessoa.

Enquanto as pessoas não enxergarem a verdade irão questionar a fé Cristã, pois não conseguirão entender graça salvífica e o caminho proposto por Cristo. A ignorância humana a respeito da santidade de Deus e do Seu amor pela criação chega a nos fazer seguir caminhos opostos aos dEle. Nossa intuição à respeito de Deus nos fala de algo tremendo e inatingível, mas na verdade está ao nosso alcance em Jesus!

Será que estamos questionando os ensinos de Jesus apenas por contrariedade? Por que antes de destruir suas palavras não vamos ouvi-las buscando entende-las? Jesus nos convida a perguntarmos aos que ouviram suas palavras se são de morte ou de vida, de guerra ou de paz, de maldição ou de benção, de destruição ou edificação.

Há muito pre-conceito contra o evangelho de Cristo e muitos motivos para tal, mas deixemos tudo de lado e busquemos nos aprofundar em seu entendimento. Fazendo assim iremos entender o poder da Palavra e do amor do Pai para conosco!

Ano 2#6

Tradição ou mandamento? O que é realmente importante?

“Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos, quando comem. Ele, porém, lhes respondeu: Por que transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa da vossa tradição?”
‭‭Mateus‬ ‭15:2-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.15.2-3.ara

O que é mais importante: o mandamento de Deus ou a tradição religiosa? Em muitas denominações é necessário fazer um curso de Batismo antes das pessoas se batizarem, mas a Bíblia só nos declara que o único pré-requisito para o Batismo é crer em Jesus Cristo como Filho de Deus de todo o coração (Atos 8.37). E ainda assim é um versículo que não está em todos os manuscritos da carta de Atos encontrados!

Não pretendo questionar a tradição e doutrinas das denominações Cristãs, mas não podemos cair no mesmo erro dos anciãos Judeus e impedir que pessoas que desejem ter uma comunhão maior com Deus sejam bloqueadas por processos construídos por religiosidade. Nada na Palavra impede que um fumante ou alguém que ainda tome bebidas alcólicas seja batizado. Nada na Bíblia impede um homem que fuma ser um diácono em uma igreja. Homens que costumamos ler nos dias de hoje e que sustentaram teologias que praticamos hoje fumavam e bebiam, e isto não era escândalo no tempo deles.

Não estou dizendo que fumar e beber é boa coisa, apenas que não nos impedem de buscar a Deus. Tudo em excesso e descontrole é prejudicial à saúde e vai contra a direção de Deus para nossas vidas. Aquele que bebe e sai de sua consciência normal irá praticar pecados e levar o pecado para a vida de outros. Gerar doutrinas para cercar esta circunstância na vida não resolvem a questão e podem até impedir que tais situações sejam resolvidas na vida daqueles que desejam parar e não têm forças.

Temos doutrinas para nos ajudar em processos internos, mas precisamos julgar se tais processos estabelecidos não estão indo contra o princípio bíblico de que Jesus veio para salvar os enfermos! Ora, se sou enfermo e preciso de um médico, como posso ser afastado do médico por causa da minha enfermidade? A não ser que seja perigosa para a vida do médico, nada deve me impedir de busca-lo.

Jesus é o médico dos médicos e a Igreja é o seu corpo. Se a Igreja não consegue se purificar de seus pecados através do Espírito Santo, então vai construir barreiras para que pecadores convivam com seus membros. A Igreja precisa buscar a santidade para impactar o mundo. Se não se santificar, vai viver reclusa entre quatro paredes para não ser impactada pelo mundo e não alcançará o seu propósito.

Jesus está nos chamando para sermos santos como ele é santo. Para sermos justos como ele é justo. Para termos misericórdia como ele tem misericórdia! O que vamos fazer? Buscar sermos como Cristo e trazer ao mundo a graça de Deus ou fugiremos do mundo com medo de continuarmos pecando com o mundo? Ser separado para Deus, santo, é estarmos em Deus, não sendo amigos do mundo.

Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade.
‭‭João‬ ‭17:15-19‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.17.15-19.ara

Nossa santificação é resposta nossa à palavra de Deus! Não é vivermos reclusos, mas termos esta palavra nos transformando dia após dia. Que a palavra seja mais importante do que nossa religiosidade. Importa atendermos a Deus e não a homens. Importa vivermos o evangelho, pela fé em Jesus Cristo!

Ano 2#4

Muitos vivem um inferno enquanto não perdoam.

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.
‭‭Mateus‬ ‭5:43-48‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.43-48.ara

Até a vinda de Jesus mal seríamos capazes de amar o nosso próximo. Em verdade, ainda estamos lutando contra nosso ser interior que muitas vezes deseja para si o que precisa ser para nós. Na Lei seríamos cobrados para amarmos somente o nosso próximo, mas em Cristo somos chamados para perdoar quem nos ofende e ama-los também!

Em Cristo somos influenciados diretamente pelo Espírito Santo e passamos a olhar a humanidade com os olhos do Senhor. Passamos a entender a dificuldade humana em viver para a edificação do coletivo, pouco presente na cultura ocidental. A oriental já possui uma vantagem estabelecida de que a coletividade possui importância maior que o indivíduo, mas nem sempre ensina sobre o Deus Todo-Poderoso, o criador do universo. É uma vantagem, mas não a verdade.

Assim ocorre com muitas doutrinas que ensinam preceitos importantes da Bíblia, sem ensinarem a verdadeira motivação para fazermos isto. Muitas vezes ensinam que praticando estas coisas nos tornaremos melhores e até subiremos de patamar espiritual. Ora, quem define os níveis a serem atingidos não seriam também criados? E quem estaria acima deles? Está longe demais para ser acessado e muitas vezes não deve ser incomodado…

A Bíblia nos ensina sobre Deus triuno: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, um Deus de relacionamento pessoal, ao nosso alcance por uma simples oração, que se interessa por cada um de nós e deseja salvar a todos. Um Deus justo que salvará quem responder ao Seu chamado em Cristo, mas permitirá a vida errática de quem não desejar viver por meio de Seus preceitos, vindo a deixa-los no exílio espiritual eterno do fogo que não se apaga.

Temos um Deus que se importa com cada um e deseja que nos amemos de verdade, ainda que estejamos inimigos uns dos outros. Por que? Porque se amarmos nossos inimigos amaremos a todos. Inimigos amados se tornam novos amigos e a edificação será de todos. Em Cristo conquistamos o poder de viver desta forma, glorificando a Deus!

Seremos perfeitos com a presença de Deus em nós. Não devemos nos preocupar com o aspecto de ceder para alguém que nos fez mal. O amor destrói todo o pecado cometido contra nossas vidas e restaura no mundo espiritual o que foi destruído aqui. Isto é o que importa. Não é um caminho fácil, mas é transformador e edificante. É a saída para um mundo transtornado pelo ódio, vaidade e egoísmo. Temos escolha porque Jesus nos deu, não porque somos capazes de sozinhos alcançarmos, mas porque o Espírito de Deus nos capacita.

Hoje devemos tomar a decisão de mudar de atitude e confiar em Deus. Perdoemos nossos ofensores, se dentro da família ou fora. Se na área sentimental, espiritual, sexual ou material não importa, pois o resultado será o mesmo e seremos libertos daquilo que nos prende aos pensamentos de vingança e maldição. Ou nos agarramos à saída em Cristo ou seremos eternamente acorrentados aos pensamentos ruins do que nos arrasta em masmorras da tristeza e inconformismo com o mal recebido.

É tempo de destruir as correntes do mal feito contra nós e isto só é possível perdoando e amando (não é gostar, mas decidir fazer-lhe o bem e esquecer o mal feito). Perdoar é esquecer e não imputar mais o mal. É poder conviver sem apontar ou sentir o terror retornando, porque a ofensa foi esquecida. Perdoar é saber expor a dor e colocar para fora toda a sujeira do corte que foi feito. A cicatriz fica, mas não irá doer mais e nem precisará ser protegida.

Cada um sabe a dor que sente e dos horrores que viveu. Não é melhor perdoar e esquecer do que viver o terror eternamente? Quem perdoa já se livrou do inferno de se lembrar eternamente do mal e deixa de sofrer o pecado recebido. Quem perdoa será também perdoado por Deus. Será um duplo livramento do inferno!

Quem se esconde nas trevas, nelas viverá pela eternidade…

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.
‭‭João‬ ‭3:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.3.19-21.ara

Adão e Eva se esconderam de Deus logo que pecaram. Nosso reconhecimento do mal praticado nos faz querer que tais coisas fiquem em segredo. Alguém que rouba esconde a prática, da mesma forma que o vício da bebida, drogas e sexo não são comumente praticados de dia, na frente de qualquer pessoa.

Tais atos, no entanto, já estão ficando comuns de se ver de noite. Pessoas se prostituem e se drogam em áreas públicas, sem se darem conta de terem perdido a vergonha de esconderem seus atos. O mesmo está acontecendo na corrupção, onde receber “propina” se tornou algo comum, sem nem mais esconderem de juízes e promotores, alegando ser a prática adotada por todos.

Ora, se todos fazem, então deixou de ser um problema, certo? Errado! Pecado continua sendo pecado, erro continua sendo erro, corrupção continua sendo corrupção, bem como prostituição, adultério e mentiras, para enumerarmos alguns pecados. O viver deste modo é amar as trevas ao invés da luz. É amar as obras do diabo e ignorar as de Jesus!

Cristo veio trazer a única forma de vivermos com Deus, pois se continuamos a viver em pecado, jamais entraremos no reino dos céus. Sem o sacrifício de Cristo não poderíamos receber a justificação de nossos pecados, zerar a conta. Como pagar uma dívida quando estamos cheios de dívidas? Mas se alguém pagar as anteriores e pararmos de ter de pagar os juros, não será possível honrar novos compromissos?

Sem o perdão de nossos pecados não haveria como deixarmos de pecar. Com o Espírito Santo em nós, seremos capazes de dizer sim para Deus e não para o pecado. Viveremos na luz e não nas trevas, amaremos a verdade e não a mentira, a santidade ao invés das mazelas do pecado!

Sem Cristo não seremos transformados e continuaremos nas trevas. Ama-lo é amar a luz. Ignorar sua redenção é amar as trevas, pois não estamos desejando mudar de atitude diante de Deus. Haverá um dia em que seremos julgados, na luz, onde tudo o que tivermos feito e não tiver sido perdoado será usado para nos mostrar que não desejamos a luz e seremos mantidos nas trevas que desejamos ficar. O inferno é o lugar onde os que vivem nas trevas permanecerão por toda a eternidade, dentro do lago de fogo, pois é o desejo de quem preferiu viver afastado de Deus.

Deus será justo com a humanidade, pois a ama enquanto pecadores somos, dando a todos a opção de irem para a luz através de Cristo ou permaneceram nas trevas por vontade própria. Não vai adiantar colocar a culpa no diabo, serpente ou Satanás, pois ele não decide em nosso lugar. Ele apenas coloca na nossa frente aquilo que nos faz desejar o erro, mas não faz por nós. Cada um examine-se a si mesmo e tome a decisão de sair das trevas para a luz!

A porta é estreita, mas ainda está aberta para a nossa salvação! E aí? Vamos busca-la ou permaneceremos escondidos de Deus para sempre?

Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.
‭‭João‬ ‭10:9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.10.9.ara

Cristo é o maior pregador de todos os tempos!

Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina; porque ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.
‭‭Mateus‬ ‭7:28-29‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.28-29.ara

É fácil saber quando alguém entende ou não de um assunto durante a sua explicação. A naturalidade com que fala, as ideias bem estabelecidas e nossa facilidade em entender o que foi dito mostra a capacidade de síntese e transmissão de quem ensina um assunto. Quando não conhecemos é difícil explicar e até mesmo de fazer entender-se.

Jesus explicou sobre o reino de Deus de tantas maneiras que as pessoas se maravilhavam com ele. Usou de várias parábolas (ainda que o significado não fosse transparente para alguns propositalmente) entendia-se a comparação com as coisas do dia-a-dia, estabelecendo uma base para discussão. Falar do espiritual para pessoas carnais demandou um repertório notável do Senhor.

Jesus, sendo Deus e criador de todas as coisas sabe muito bem como falar de si mesmo e explicar as coisas que construiu. Os profetas foram inspirados por Deus e, portanto, souberam o que Cristo quis que soubessem e falaram dele mesmo. Não foi à toa que Jesus confirmou todos os profetas e livros da Lei. Jesus declarou que veio cumprir o que dele estava declarado e toda a Lei seria espiritualmente embutida no coração daqueles que cressem na sua pessoa.

Jesus é o cumprimento da própria palavra verbalizada nas escrituras. Por isso foi chamado de Verbo pelo apóstolo João! E o Verbo se fez carne e habitou entre nós (João 1.14a). Sua glória foi vista e agora é conhecida de todos que creem nele! Em Cristo temos a explanação da criação, queda e redenção da humanidade, também a direção, libertação e santificação. Nele reside toda a sabedoria e a paz que nos levam à adoração. Em Cristo temos o alimento e a bebida eternas que nunca mais permitirá termos fome ou sede.

Nele há justiça e poder, residem todas as misericórdias e tudo o que de bom possa existir. Ele também é nosso advogado e viveu uma vida humana para se tornar o primeiro dos filhos ao invés de ser o único Filho! Jesus sabe todas as coisas e, por isso, maravilha a todos que o ouvem até nos dias de hoje. Não há como não ser capturado por sua mensagem de amor e arrependimento de pecados, pois veio para salvar a nós pecadores através do seu próprio sacrifício!

Jesus tem toda autoridade para falar o que falou e estabelecer em nós o reino de Deus. Quem mais pode fazer isto por nós? os grandes pregadores falam do que vivem e conhecem. Portanto, não há maior pregador do que Cristo, pois conhece tudo e viveu plenamente a mensagem que deixou para nós! Ele é o mestre e se quisermos segui-lo iremos beber e comer de sua fonte inesgotável, vindo de sua própria pessoa!

Se permanecermos em nossos pecados não haverá desculpas no tribunal de Deus!

Não me repreendas, Senhor, na tua ira, nem me castigues no teu furor. Cravam-se em mim as tuas setas, e a tua mão recai sobre mim. Não há parte sã na minha carne, por causa da tua indignação; não há saúde nos meus ossos, por causa do meu pecado. Pois já se elevam acima de minha cabeça as minhas iniquidades; como fardos pesados, excedem as minhas forças.
‭‭Salmos‬ ‭38:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.38.1-4.ara

Continuamos enxergando a justiça divina como uma mensagem importante em nossos dias. Nascemos com uma orientação para o pecado encravada no nosso DNA. Ninguém nasce já cometendo pecados, mas nasce com a tendência para ele. Assim, quando chegamos na idade de escolhermos pratica-lo ou não teremos a inclinação de cair nas tentações.

O salmista estava se enxergando no tribunal divino, consciente de que não receberia livramento, mas estava condenado à ira de Deus. No entanto, conhecia a natureza do Senhor onde também há misericórdia.

Sem o auxílio divino ninguém será justificado, pois a nossa natureza caída em Adão não nos permite mais sermos santos como deveríamos. Sem que o Espírito Santo aja em nós não estaremos aptos a vivermos uma vida santa e muito menos dedicada ao Senhor.

Nossa salvação está em Deus, através de seu Filho Jesus Cristo. Em Jesus temos o amor de Deus que nos dá nova oportunidade para que nos arrependamos de nossos pecados e possamos novamente ter comunhão com Deus.

Em Cristo somos justificados e com ele santificados. Passamos da morte para a vida e nenhuma condenação haverá para os que creem! Sem Jesus não há outra oportunidade e os que não crerem já estão condenados.

Se você leu esta mensagem então espero ter compreendido porque Cristo disse que ele é o caminho e a verdade e a vida e ninguém vai ao Pai a não ser através ele (João 14.5). Também desejo sinceramente que tenha já tomado a sua decisão por segui-lo e entrar na eternidade. O dia de amanhã não temos, mas o agora ainda nos pertence. Depois da morte não há como decidir, será tarde demais.

Oro para que o Senhor venha a lhe impactar a cada dia mais e suas doces benção lhe mostrem o caminho a seguir, um caminho de paz e não de mal, pois Ele deseja que todos se salvem, mas não obriga a ninguém segui-lo. Não somos robôs, mas somos pecadores necessitados de um salvador. Se dissermos que não temos pecado O chamamos de mentiroso e a verdade não está em nós (1 João 1.8-10).

Que a graça de Deus nos alcance poderosamente, em nome de Jesus, aquele que deu sua vida por nós, pois não havia nenhuma outra forma de se atender a justiça de Deus!

A segunda morte é muito pior que a primeira.

E disse ainda: “Está terminado! Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. A quem tiver sede, darei de beber gratuitamente das fontes da água da vida. O vitorioso herdará todas essas bênçãos, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. “Mas os covardes, os incrédulos, os corruptos, os assassinos, os sexualmente impuros, os que praticam feitiçaria, os adoradores de ídolos e todos os mentirosos estão destinados ao lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte”.
‭‭Apocalipse‬ ‭21:6-8‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/rev.21.6-8.nvt

Nas escrituras temos claramente a visão de céu e inferno, um lugar de bençãos e outro de sofrimento. O lago de fogo foi criado para o diabo e seus anjos, mas os que não entrarem nos céus seguirão para lá também.

Entendemos vida e morte nas expressões da existência nesta terra. Se está aqui e respira então vive, mas se deixou de respirar e está paralisado e em decomposição, então, está morto.

Espiritualmente não é assim. O espírito não termina, uma vez que tenha sido criado. Portanto, vida é estar com Deus, sendo abençoado eternamente e morte é estar afastado de Deus, sendo consumido eternamente!

A segunda morte é justamente o momento em que os não salvos em Cristo serão encaminhados para o lago de fogo, por todos os aspectos mencionados no versículo, pois não houve arrependimento e nem conversão de caráter e coração.

Por que permanecer nos nossos pecados e sofrermos eternamente por decisões tomadas na ignorância? Porque não há ignorância de verdade. A partir de determinada idade, quando perdemos a inocência e enxergamos o bem e o mal, a partir de então passamos a escolher como vivermos neste mundo. O pecado gera a morte do espírito pois é a forma como Deus determinou.

Pequenas decisões em um tempo curto no Chronos (tempo da carne, do relógio) determinarão grandes acontecimentos no Kairós (tempo do espírito que na verdade não tem paralelo com este mundo, pois passado, presente e futuro não existem). Hoje ainda podemos escolher, mas após a morte somente teremos as consequências.

Terrível será a segunda morte, mais do que a do corpo, a primeira. A do corpo é um tempo curto, mas a segunda é eterna. Na primeira deixa-se este mundo e o corpo onde habitamos, mas na segunda entra-se no terrível tormento sem fim, sem esperança, sem benção, sem Deus!

Escolhamos hoje o único caminho que leva para o Pai:

““Entrem pela porta estreita. A estrada que conduz à destruição é ampla, e larga é sua porta, e muitos escolhem esse caminho. Mas a porta para a vida é estreita, e o caminho é difícil, e são poucos os que o encontram.”
‭‭Mateus‬ ‭7:13-14‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.7.13-14.nvt

Quem está nos caminhos do Senhor não teme a morte, nem a primeira e muito menos a segunda. Quem não estiver deve temer ambas, pois a primeira certamente chegará e não haverá como fugir da segunda. Deus é fiel à sua palavra e não deixará de cumprir seus estatutos. O inferno é como uma sentença à prisão perpétua sem oportunidade de receber misericórdia. Não há como fugir de lá e a dor nunca se apartará de quem lá permanecer.

““Eu lhes digo a verdade: quem ouve minha mensagem e crê naquele que me enviou tem a vida eterna. Jamais será condenado, mas já passou da morte para a vida.
‭‭João‬ ‭5:24‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jhn.5.24.nvt

Não há dúvidas de que em Jesus estamos livres desta terrível condenação, pois ele nos transformará como um mestre ensina aos discípulos, com amor e dedicação. Ouçamos ao chamado do Senhor e entremos pelo caminho da graça em Cristo Jesus!