Jesus é a revelação do caminho para o Pai.

Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
Mateus 3:16‭-‬17 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.3.16-17.ARA

Jesus é o Filho de Deus que encarnou para nos trazer vida abundante! Seu batismo nos revelou sua natureza, a Trindade, sua supremacia e sua humildade. Jesus Cristo sendo Deus viveu entre nós para nos mostrar o caminho para o Pai!

Jesus é o Cristo, o Messias prometido, o Senhor e Salvador, aquele a quem devemos ouvir e seguir. Nos passos de Jesus iremos morrer para este mundo e ressuscitar com ele para o vindouro, eterno, espiritual, sendo justificados e restaurados segundo a imagem e semelhança de Deus!

Deus se revelou no Filho e se alegrou pela obediência, que culminou com o sacrifício da morte, mas também na glória da ressurreição. No poder divino seremos seus discípulos e também cumpriremos sua justiça. É tempo do corpo de Cristo atuar nesta terra, exprimindo o amor de Deus para com a humanidade.

Jesus é amado e seremos também. Jesus alegra o Pai e a nossa obediência O alegrará também:

Respondeu Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.
João 14:23 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.14.23.ARA

A morada de Deus em nós, através de seu Espírito Santo é manifestação do amor dEle para conosco. O amor reside em nos ter enviado Jesus Cristo e nos revelar o caminho da salvação. Sem este caminho não retornamos para Deus. Neste caminho já estamos restabelecidos e seremos conformados com o Filho. Guardemos as palavras do Senhor, que significa ouvir, entender, concordar e praticar o evangelho da graça!

Ano 2#281

Nenhum pecado resiste a Cristo!

Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.
Mateus 11:28‭-‬30 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.11.28-30.ARA

Há várias circunstâncias que trazem julgo e cansaço sobre as nossas vidas. Tudo isto por causa do pecado que começou na queda do homem no Éden. Até então o homem trabalhava no jardim e não se cansava. Não era escravo do pecado pois não havia rompido com a aliança e nem desobedecera a Deus. O pecado veio pela desobediência de Adão, assim como a graça veio pela obediência de Cristo!

Justamente porque Jesus obedeceu até a morte de cruz, tornando-se justificador de nossos pecados é que podemos ter esta promessa por certa. Ao vivermos por Cristo, com Cristo e em Cristo teremos vida nele, seu jugo é suave e seu fardo é leve. Ainda que hoje pareça ser mais trabalhoso e cansativo ao servirmos ao próximo, o gozo espiritual nos traz um descanso para a alma que uma praia, piscina ou rede na sombra jamais trará. Estas últimas são passageiras, mas as feitas em Cristo são eternas!

Aprendamos com o Senhor e nos entreguemos a ele de corpo, alma e espírito. Não há melhor caminho e nem outro que nos leve de volta aos braços do Pai. Nele acharemos o descanso desejado, imerecido e maravilhoso. Nele estaremos eternamente trabalhando com alegria e felicidade e não nos cansaremos de fazer o bem ao nosso próximo. Lá só há gratidão pelo renovo e restabelecimento da vida que nos foi extirpada pelo pecado, mas devolvida em Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Ano 2#278

Cristo estabelece o seu reino!

Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
Mateus 11:25‭-‬27 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.11.25-27.ARA

Há um plano de revelação de Deus para o mundo e este está no controle de Cristo, o Filho! Jesus entregou-se na cruz para nos dar a salvação através da fé, mas os sábios e grandes, que alcançaram suas posições por mérito, não confiam que a salvação seja de outra maneira que não a deles. Para alguém racional, como posso ser justificado se não mereço justiça?

A esperança dos humildes é justamente poderem contar com a misericórdia e a graça de Deus. Sabem que não merecem, mas entregam-se nas mãos daquele que os pode livrar do mal. Nosso maior perigo espiritual é esperar contar com a nossa própria justiça ou obras para sermos felizes ou abençoados. Se reconheço que tudo procede de Deus, então vivo sabendo que a minha benção provém da misericórdia e da graça dEle e não do meu mérito. Afinal, minha constituição física é proveniente do imponderável e só Deus para saber porque tenho ou não alguma capacidade intelectual, artística, atlética, etc.

Em Jesus temos acesso ao Pai. Sem ele, não! Os humildes invocarão o nome de Cristo, os poderosos e sábios do mundo o resistirão. Mas, um dia poderão se sentir vulneráveis e tanto o orgulho da posição, riquezas e sabedoria não lhes trarão alegria, paz ou satisfação. Estas coisas só alcançamos plenamente em Jesus! Aí terão oportunidade de enxergar a Cristo!

Graças a Deus que enviou o Filho para nos reconciliar consigo e nos aproximar dEle. Em Jesus teremos a salvação prometida e a paz desejada. Ele está semeando o evangelho da graça entre nós, a todo momento. O que estamos esperando ou fazendo? Ouvindo, entendendo, concordando e praticando ou simplesmente refutando? Nossa resposta hoje refletirá na eternidade. Não há apenas este tempo de vida na terra. Há uma vida eterna a ser vivida e nossa resposta hoje refletirá como viveremos no futuro. Os sábios e instruídos confiam apenas no que enxergam, já os pequeninos em Deus! Em quem confiamos hoje?

Ano 2#277

Riquezas e saúde são efêmeras diante do conhecer a Cristo!

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho. E bem-aventurado é aquele que não achar em mim motivo de tropeço.
Mateus 11:4‭-‬6 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.11.4-6.ARA

O evangelho pregado não é substituído por obras de caridade ou de cura. Estas são presentes na pregação do evangelho, mas não são o evangelho! Muitos se enganam ao encarar o evangelho como uma atividade de ajudar o próximo. Esta ajuda é extremamente importante, mas primeiro vem a salvação e esta não ocorre pelas obras sociais ou de cura milagrosa!

A salvação ocorre pela fé em Jesus. Muitas vezes as pessoas estão bem financeiramente e não sentem necessidade de salvação por acharem que o obter muitos recursos ou estar com saúde é resultado da aprovação de Deus. Por isso faz parecer que só os pobres e doentes precisam do remédio espiritual do evangelho para lhes trazer consolo pela pobreza material. Acontece que os menos favorecidos estão mais dispostos a receber ajuda e acabam se abrindo para ouvir o evangelho, mas na antiguidade os pobres eram ignorados.

Jesus mostra como o amor de Deus está disponível para pobres e ricos, doentes e sãos, e não só os privilegiados terão acesso à informação sobre a salvação como ocorre com todo o resto. Hoje parece que as coisas se inverteram e muitos se opõem a se pregar o evangelho no meio dos ricos e saudáveis, mas isto seria fazer ascepção de pessoas e abandonar o rico por ser rico, ao seu próprio infortúnio, por ter consolo em seus muito recursos. Ou o são porque não passa dificuldades na saúde.

O evangelho é para todos, e os pobres e doentes são muitas vezes alcançados no meio de assistências sociais e ações de cura, seja pelas missões de homens com o dom de cura ou por médicos assistencialistas. Só não podemos ignorar a necessidade da salvação. Todos iremos morrer um dia e se fomos ricos ou pobres, doentes ou saudáveis, não importará se tivermos Cristo em nossos corações. A ausência dele é que é o problema, não o ter ou não dinheiro e saúde!

Ano 2#276

Em Cristo temos tudo o que precisamos!

Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim; e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á.
Mateus 10:37‭-‬39 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.10.37-39.ARA

Por quantos anos muitos de nós buscamos ignorar o evangelho para termos a vida que queríamos porque achávamos que iríamos perder a nossa liberdade se nos entregássemos a Cristo? Só não sabíamos que já éramos escravos do pecado e que Satanás encontrava oportunidade o tempo todo para nos manter cativos neles.

Ao querermos reter nossa “liberdade” acabamos por perdê-la, pois o pecado não dá liberdade a ninguém, muito pelo contrário. Isto é o que Jesus chama de “achar a sua vida”, ou seja, ter o controle dela sem Cristo. Vivemos querendo agradar nossos entes queridos e parentes, mas eles só serão felizes se estiverem em Cristo. Assim também deve ser a nossa vida, centralizada no Senhor!

Perder a vida por causa de Jesus é colocá-lo no centro, no controle de nossas vidas, como modelo a seguir e Senhor da nossa vontade. É viver por seus preceitos, encontrando a paz, o amor e a alegria por agora sermos cuidados pelo Bom Pastor, de termos a herança espiritual dada pelo Pai, sendo conduzidos no Espírito Santo que nos fortalece contra o pecado que se oferece diante de nós.

Antes éramos fracos e cedíamos ao pecado, agora temos a liberdade de dizer não para ele. Até então éramos escravos do pecado, agora só pecaremos se não lutarmos contra nossos desejos. No Espírito Santo ganhamos o livre-arbítrio para servirmos, que significa decidir termos um Senhor. Assim como Cristo veio até nós, decidindo por nos servir, deixando a sua glória junto do Pai.

Tremenda é esta revelação de que perdemos para ganhar, que retendo perderemos e nada será melhor para nossos familiares que nos rendamos à Cristo. No final, só o Senhor é o necessário e plenamente suficiente para termos a verdadeira vida!

Ano 2#275

Cristo é a nossa salvação!

Então, lhes perguntou: Mas vós, quem dizeis que eu sou? Respondendo, Pedro lhe disse: Tu és o Cristo.
Marcos 8:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.8.29.ARA

Pedro teve a profunda revelação espiritual a respeito de Jesus. Tal revelação é dada pelo Espírito Santo, pois as coisas espirituais só se discernem espiritualmente. João Batista também teve esta revelação e como Pedro reconheceu o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Por causa da forma como é revelada, a partir de Deus, é que muitos possuem restrições para acreditarem. Mas, ignoram que só se conhece o que a nós é revelado. Se ninguém nunca entrou em uma biblioteca ou nunca acessou ferramentas de busca online, como conhecer outros países, culturas, planetas, fauna, flora e o reino mineral? Assim também o reino de Deus precisa ser exposto para ser conhecido.

E Deus está enviando mulheres e homens para esta tarefa, em todas as nações existentes. Ainda há muitas pessoas não alcançadas e a cada dia nascem mais. Onde o evangelho foi mais difundido, como na Europa, agora são outras religiões que estão prosperando. Importa que a revelação recebida por Pedro seja recebida por muitos, para que o mundo se converta ao Senhor.

Pedro teve a oportunidade de ver o verbo encarnado, sendo testemunha ocular dos milagres e maravilhas, bem como tantas outras pessoas. Isto não significa que todos os que viram o reconheceram. Quem não crer no Cristo enviado não participará de sua salvação. Quem crer e for batizado será salvo por meio de seu sacrifício redentor.

Qual a nossa participação nisto? Se cremos então entendemos a importância de compartilhar a nossa fé com quem ainda não teve a oportunidade de conhecer e decidir por Cristo. Quem não creu ainda é hora de pedir a misericórdia de Deus, pois não há outro caminho para a salvação eterna. O tempo se abrevia e cada dia pode ser nossa última chance de declarar nossa decisão. Todos podem ser salvos, mas somente os que estão acolhendo a revelação o serão.

Cristo é Senhor e salvador. Só precisa de salvador quem se reconhece afastado de Deus por seus pecados. A chave está em olhar para si e para Deus e entender que Ele É santo e, por isso, não há o que façamos para merecermos sua presença. Precisamos desta graça, senão permaneceremos apartados e inimigos de Deus. Sem remissão de pecados não há reconciliação!

Ano 2#274

Cuidemos do que é importante na vida Cristã!

Preveniu-os Jesus, dizendo: Vede, guardai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes.
Marcos 8:15 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.8.15.ARA

Jesus nos exorta a termos a perspectiva correta sobre a quem devemos honrar. Se me ocupo de agradar a homens por causa de sua forma de viver religiosamente posso ofender a Deus. Ora, se Deus nos criou para adora-lo, cumpre-nos a obediência primeiramente a Ele e não aos homens.

Sistemas religiosos podem criar armadilhas e perdermos o foco na adoração verdadeira. Devemos satisfazer primeiramente a Deus e não aos homens. Por exemplo, se nos dizem que não podemos comer ou beber determinado alimento ou bebida e isto nos impede de estarmos com pessoas que necessitam ouvir o evangelho, de que serve tal ensino?

Se nos impedem de sermos membros de uma determinada congregação por causa disto e até se levantam contra nós, devemos lembrar dos evangelhos e ver como Jesus Cristo, aquele que deixou sua glória nos céus e veio habitar entre nós, realizou.

Chamaram-no de glutão e beberrão, aquele que não lavava as mãos antes de comer, que se assentava com publicanos e pecadores e fazia curas e milagres nos dias do Sábado sagrado. Cristo é graça e ensina que as pessoas são importantes e precisam do evangelho para a sua salvação. Ensina que, ao crermos nele, estaremos sendo capacitados no Espírito Santo para a vida santa e não por meio de comidas, bebidas ou pessoas a nossa volta.

Se o nosso interior não for renovado de nada valerá observar estas coisas exteriores. A religiosidade destrói o evangelho e a fé em Jesus Cristo. Confiemos antes em Deus e nos seus ensinos e não em doutrinas de homens que podem nos levar à falharmos na fé salvífica em Cristo. Se algo se torna motivo de salvação que não a fé em Jesus e somos forçados por homens a nos conduzirmos assim, então já estamos no caminho da idolatria e ignorância.

Governos estão destruindo a fé das pessoas ao impedirem de confiar em Jesus. A morte do corpo tem solução na eternidade onde receberemos um novo corpo muito superior a este. Sem a salvação não só morreremos, mas teremos uma sentença de fogo eterno por não crermos no salvador. Importa buscarmos o Cristo enviado a nosso favor ao invés de atender homens vaidosos pelo controle de vidas.

É fácil de se reconhecer tal vaidade. Basta observar se tais homens apontam Jesus como Senhor de suas vidas e permitem que Jesus seja o líder ou tomam para si a liderança e tudo deve ser como querem que seja. Dominar sobre homens é exercer poder e isto tem sido comum também dentro das igrejas de Cristo.

Jesus obedeceu o Pai até a morte de cruz e apontou o caminho para nós. Ele se importou com a vida dos pecadores e não com a religiosidade daqueles que o mandaram para a cruz. O governador local foi manipulado pela religiosidade e assim ainda ocorre hoje. Oremos e permaneçamos no único caminho para a salvação. Muitos desejam nos tirar dele, mas o Senhor Jesus impedirá que isto ocorra! Ele É o bom pastor!

Ano 2#273

A verdadeira justiça começa no nosso interior!

Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus.
Mateus 5:20 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.5.20.ARA

Escribas e fariseus buscavam viver de maneira irrepreensível pela lei de Deus dada através de Moisés. Como superar em muito a justiça de pessoas que viviam desta maneira?

Jesus Cristo passa a revelar como a lei descrevia o que fazer e estabelece um proceder ainda mais elevado, aquele que se revela em nossos pensamentos. Desta forma Jesus mostra que o que se vê no exterior não é o que necessariamente se passa no interior de cada um de nós.

Muitos já pensaram em matar e não mataram. Muitos já pensaram em adulterar mas não o fizeram. Cristo diz que a justiça maior é a que ocorre tanto no pensamento como nas ações. Portanto, o pensar no mal torna-se importante, pois revela a verdadeira natureza da alma.

Exceder em muito o que escribas e fariseus faziam é possuir um coração transformado, apto a viver tanto internamente como externamente a lei de Deus.

Como isto é possível? Jesus nos revela que o Espírito Santo viria a todo o que crer em seu sacrifício e nos ajudaria nesta tarefa. Assim, aquele que está em Cristo recebe o poder de transformação espiritual que o capacita a viver esta nova realidade.

Sem o Espírito Santo continuaremos na hipocrisia de revelarmos boas obras sem termos a verdadeira motivação no amor. Faremos por vaidade ou por motivações não coerentes com a verdade divina, enganando aos outros mas não a Deus.

As obras revelam uma educação para fazermos a coisa certa, mas não garantem um coração transformado. Que busquemos as duas coisas para glorificarmos a Deus! Recebamos Cristo como Senhor e desenvolvemos a salvação por ele trazida. Assim cumpriremos a justiça de Deus de maneira plena! Sem isto, não importará as obras externas quando as apresentarmos no dia do juízo.

Ano 2#272

Cristo é fiel!

Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo.
Mateus 8:7 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.8.7.ARA

Esta promessa foi feita a um gentio, alguém que não era judeu, mas que confiava no Deus de Israel. Este homem era centurião romano e pediu a Jesus que curasse o seu servo. Novamente abordando esta passagem, a respeito de Cristo, aquele que tem poder para curar, percebemos como a fé na promessa faz diferença. Assim como na mensagem 2#252, insistimos na fé como meio de vivermos o sobrenatural em nossas vidas.

Jesus olhou para aquele homem e declarou a cura para o servo dele. Tal resposta já dava o veredicto do pedido feito em favor do que estava doente. A promessa de Jesus iria se cumprir! O centurião entendeu que já era mais que suficiente esta palavra, pois reconhecia a autoridade de Jesus no mundo e não esperou que Jesus fosse até a casa para atendê-lo. Ali mesmo reconheceu a benção recebida!

Está é a real questão para as nossas vidas. Pedro perguntou a Jesus se poderia ir até ele por sobre as água e Jesus disse que sim. Pedro andou por um tempo e começou a duvidar, vindo a afundar. Como estamos então vivendo as promessas de Jesus? Confiando a ponto de não esperar ver o resultado e já agradecer ou estamos duvidando no meio do caminho?

Jesus não mudou e nem as suas promessas. Algumas são gerais e outras pessoais, mas se foram prometidas verdadeiramente se cumprirão. Confiemos no Filho de Deus que declarou que daria sua vida para que tivéssemos a eternidade. Não é tempo de abandonarmos esta segurança e voltarmos aos rudimentos da religiosidade. Ou confiamos que o sacrifício de Cristo é completo e suficiente para nos salvar ou vamos criar subterfúgios para darmos uma “mãozinha” para ele!

Cristo é Senhor e salvador e nele estamos justificados. Confiemos nele e vivamos segundo a vontade de Deus. Nesta caminhada já poderemos agradecer pela eternidade, pois quem prometeu é fiel para cumprir!

Ano 2#271

Bom é conhecermos o evangelho desde cedo!

Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.
Provérbios 22:6 ARA
https://bible.com/bible/1608/pro.22.6.ARA

Aprendemos muitas coisas quando somos pequenos em tamanho e bem novos em idade. Uma criança é como uma folha em branco. Ensine-a o bem e ela saberá o que é certo a fazer. Ensine-a o mal e ela saberá como realizar maldades.

Quando vemos uma criança pequena realizar algo de ruim é porque aprendeu com alguém e está repetindo o que viu, leu ou ouviu. Construir um cidadão é ensina-lo a viver pelas regras da sociedade. Construir um cidadão celestial é ensina-lo na fé em Jesus Cristo!

Abandonar os caminhos de Jesus é nos desviarmos da verdade e da bondade de Deus. Se eu perder a fé no Deus Todo-Poderoso, o que me resta senão a vida de pecados? Por isso devemos ensinar desde cedo os pequenos a terem fé naquele que deu a vida por nós pecadores. As crianças deixarão de ser inocentes e pecarão, mas se já conhecem o Cristo poderão entregar suas vidas a ele e se arrependerem dos maus caminhos.

O Espírito Santo nos ajuda a não nos desviar do caminho do Senhor. Quando aprendemos isto não queremos outra forma de viver. Ensine isto a uma criança e ela terá plenitude de vida desde cedo. Sem fé no salvador não resistiremos às tentações do mundo!

Ano 2#269