#3_203 Da liberdade

Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
Gálatas 5:1 ARA
https://bible.com/bible/1608/gal.5.1.ARA

A coisa mais fácil de ocorrer depois da conversão é pensarmos novamente que se não fizermos isto ou aquilo não merecemos a salvação. Por isto há tantas regras e costumes em igrejas, mas se Cristo é Senhor em nossas vidas isto se torna rudimentos.

O princípio não é a roupa que usamos ou deixamos de usar, mas o converter nossos olhos e pensamentos. Homens foram acostumados no mundo a olharem pornografia e agora querem que as mulheres dentro das igrejas andem com o corpo coberto, como se isto os impedissem de olharem com desejo para suas formas.

Santidade é, principalmente, um processo de perdermos a malícia do mundo, voltando a sermos como crianças que não vêem maldade nas coisas. Precisamos ter e viver na liberdade que Cristo nos trás, mas isto só é possível quando o Fruto do Espírito se manifesta em nós.

Santificação é buscar viver no Espírito, andar no Espírito, ter novos olhos e nova mente, que não pecam ao olharem ou falarem. Isto é um processo divino no homem e erraremos se tentarmos nas nossas forças. Precisamos perseverar sim, mas sempre olhando para o Senhor e clamando por misericórdia.

Por isso sempre lembramos que a caminhada Cristã começa na cruz ao invés de terminar nela. Jesus é o caminho, a verdade e a vida! Por ele viveremos e com ele ressuscitaremos! Nossa perseverança também vem deste relacionamento com o Senhor.

É fácil perceber que o grupo com o qual andamos influencia nossa forma de pensar e agir. Ande com quem ora, medita, estuda e louva a Palavra de Deus e estaremos fazendo o mesmo. Se andarmos com quem se prostitui iremos começar a avaliar a possibilidade e, quem sabe, provar das experiências. Tudo é uma questão de alinhamento emocional e espiritual.

Jesus quebra os laços do pecado em nossas vidas, mas podemos querer manter os laços anteriores ou seguir um caminho diferente do evangelho. Cuidemos de como estamos andando. Jesus nos ensina a buscarmos a face de Deus e sermos como crianças no coração. Para isto precisamos amadurecer em nossos relacionamentos e isto significa andar com pessoas maduras no evangelho.

Com quem estamos andando? Se estivermos em um ambiente religioso colheremos e espalharemos religiosidade sufocante. Se estamos em um ambiente sadio em Cristo estaremos colhendo e espalhando o verdadeiro amor. A diferença é estar sendo movido pelo Espírito ou querendo agradar a homens. Fará toda a diferença hoje e amanhã quando o Senhor voltar!

#3_193 A perseverança dos santos

Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum. Pois desta maneira é que vos será amplamente suprida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
2Pedro 1:10‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/2pe.1.10-11.ARA

Pedro nos ensina a perseverarmos no evangelho de Cristo. Nesta atitude estaremos confirmando nosso chamado, realizando o que é agradável a Deus porquanto estamos sendo trabalhados pelo Espírito Santo.

Podemos cansar, ficarmos paralisados por um tempo, mas não de maneira definitiva. Os chamados e eleitos são insatisfeitos com seu estado espiritual porque olham para o mestre e enxergam sua glória, desejando parecer mais e mais com ele.

Isto é impossível sem a própria ajuda do Senhor. Perseverar inicia com santidade, o conhecimento de Cristo, prossegue com a fé, a piedade, o domínio próprio, a fraternidade, isto tudo com o propósito de nos tornarmos semelhantes ao próprio Jesus Cristo!

Nossa alegria é que ele está conosco em cada passo do processo que pode ser interrompido a qualquer momento se morrermos neste mundo. Importa saber que do outro lado veremos a nossa semelhança, independentemente de o quanto já havermos conquistado aqui.

Pervererar é não desistir, ainda que tudo esteja difícil. Olhemos para o mestre e não para as circunstâncias. Ele é Senhor e Salvador e está pronto para nos socorrer a todo momento. Confiemos nele e perseveremos em seus passos!

#3_181 Cuidemos do templo

E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; vós, porém, a transformais em covil de salteadores.
Mateus 21:13 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.21.13.ARA

O templo de Jerusalém tornara-se um local de interesses comerciais ao invés do culto ao SENHOR. Os próprios sacerdotes estavam de acordo com as práticas naquele lugar ao invés de garantirem um serviço sem a corrupção do povo ou do lugar. Jesus ali chegou e dispersou com energia aos que estavam praticando o erro no lugar sagrado.

E para os nossos dias, como damos a leitura desta passagem? Primeiro importa sabermos que os convertidos se tornaram o templo do Espírito Santo e os prédios onde os convertidos se reúnem não são templos a Deus. A Igreja é a assembleia e os crentes convertidos se tornam o foco desta passagem.

Precisamos olhar para as nossas vidas e reconhecer se estamos verdadeiramente preocupados com o culto ao SENHOR ou em nos corrompermos, maculando os membros do corpo de Cristo. Prostituição do corpo, palavrões, mentiras, sensualidade exarcebada, glutonaria, bebedices e todo tipo de uso indevido do corpo é semelhante ao que se fazia no templo. Assim, não é a venda para arrecadar fundos para obra missionária após o culto que deve ser combatida, muito pelo contrário, pois visa ajudar a obra.

Precisamos entender que nossos corpos devem ser santificados e que a ausência da oração em nossas vidas vai permeando a oportunidade de nos entregarmos a comportamentos repreensiveis. Pensamentos abrem oportunidades a ações e se não forem construídas em submissão ao Espírito iremos relaxar e começar a facilitar o uso indevido do nosso templo.

Cuidemos de nossas vidas espirituais. Esta passagem nos lembra que o Senhor Jesus leva à sério o uso do templo e fará o que for necessário para nos alinhar com os propósitos de Deus! O Senhor repreende a quem ama e não deixará que sua noiva se desvie do caminho. Que nos consagramos por completo a Deus, fazendo as boas obras.

A venda nos prédios onde a igreja se reúne não é o mesmo que no templo e não devemos confundir as coisas. No entanto, não façamos o que desagrada a Deus, transformando a sua obra em ganho pessoal. Afinal, comerciantes e sacerdotes visaram o lucro pessoal e não a glorificarem a Deus. Santidade se pratica dentro e fora do corpo!

#3_111 2 Tessalonicenses 3:5

Ora, o Senhor conduza o vosso coração ao amor de Deus e à constância de Cristo.
2Tessalonicenses 3:5 ARA
https://bible.com/bible/1608/2th.3.5.ARA

Sempre parte do Senhor a condução ao amor de Deus! Nossa necessidade de acreditarmos em nossa participação inicial no conhecimento de Deus nos afasta dEle.

Ficamos frustrados ao tentarmos sermos melhores para mostrar algo de bom e dificilmente conseguimos fazer algo melhor por esforço unicamente próprio. Sempre caímos na armadilha da vaidade porque olhamos primeiro para a nossa condição e nos medimos.

Adoção parte dos pais e não dos filhos. Somos primeiramente amados e só então reagimos em gratidão ao amor recebido. Deus nos amou primeiro, nós que costumeiramente pecamos contra o SENHOR, não tendo como contrabalancear o mal que causamos em relação ao bem que efetuamos. Sempre ficamos em haver enquanto o amor de Deus não nos cobre com o perdão de pecados.

Paulo ora para que os Tessalonicenses encontrem este amor proveniente de Deus e sejam constantes em Cristo. Que esta oração também nos alcance e nos transforme diariamente na semelhança do Filho para que glorifiquemos a Deus!

#3_80 Lucas 23:42-43

E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.

Lucas 23:42-43

Esta passagem ilustra as Boas Novas da salvação em Cristo Jesus! Um ladrão vil e mal, sendo crucificado por seus erros e delitos, reconhece o senhorio de Cristo e se rende nos seus momentos finais de vida. Não há tempo de se redimir, seu fim é iminente, não haverá boas obras. O mal já está feito, mas a salvação está ao seu alcance.

A justiça de Deus não é como a nossa. Para o SENHOR todos nascemos em maldade, afastados dele, sentenciados ao inferno. Ainda não evidenciamos externamente o pecado mas iremos fazê-lo, será questão de tempo. Em nosso interior estamos afastados dele. Assim, fazendo muito mal ou pouco mal não há distinção para quem É Santo! Nós é que nos achamos justos ou bons, mas não há ninguém bom!

Em termos espirituais estamos mortos, precisando de um salvador. Em termos carnais podemos até ser considerados bons cidadãos, mas o cidadão celestial tem Jesus Cristo como seu salvador e o Espírito Santo como seu penhor. Os filhos de Deus são os que creem nele e passam a buscar esta vida sem pecados, ainda que pequem de uma maneira ou de outra.

É um processo a ser desenvolvido depois que passamos a crer em Cristo. Ninguém se torna santo por suas próprias obras, mas as obras do Espírito Santo é que tornam o santo apto às boas obras. Os homens e mulheres que fizeram e fazem milagres no Senhor são os que creem nele, não os que são bons o suficiente para merecerem fazer tais sinais.

No Egito, enquanto Moisés fazia os sinais e maravilhas diante de faraó, alguns destes sinais foram replicados pelos feiticeiros do faraó. Nem todo sinal e milagre provém de Deus, mas a salvação vem somente das mãos dEle. Não nos enganemos, nossa percepção de justiça é falha. Só há salvação a partir de Deus, e Cristo é o caminho a verdade e a vida!

Não há outra oração a ser feita que não esta, que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas e nos leve para seu reino de paz, pois Ele É o único que pode nos dar esta dádiva! Sejamos humildes e crentes no Senhor. Louvemos a Deus, pois a sua misericórdia dura para sempre!

Reina o Senhor!

Reina o Senhor; tremam os povos. Ele está entronizado acima dos querubins; abale-se a terra. O Senhor é grande em Sião e sobremodo elevado acima de todos os povos. Celebrem eles o teu nome grande e tremendo, porque é santo.
Salmos 99:1‭-‬3 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.99.1-3.ARA

Deus é santo e Todo-Poderoso. Isto basta para que o adoremos. Não importa o que somos, temos ou almejamos, isto não mudará quem Ele É! Só isto é suficiente para que o adoremos! Não pelo que alcançamos, mas porque Deus é tudo para nós.

Deus não é um gênio da lâmpada para ficarmos orando só fazendo pedidos para serem respondidos. Se assim pensarmos, acabaremos por responsabiliza-lo por tudo que não acontecer segundo lhe pedimos! Não somos filhos mimados que basta chorarmos e receberemos. Ele faz o que faz porque deve ser feito!

A grande questão é podermos celebrar o Deus que criou todas as coisas e tem domínio sobre todas elas. Ele é justo, ainda que homens não sejam e transtornem a vida de outros. Muitos questionam por que Deus permite que a maldade prospere, mas a verdade é que nós homens desejamos a maldade e Ele está aguardando nosso arrependimento.

Muitos perguntam por que o Senhor não executa sua justiça contra os maldosos e permite que continuam vivos fazendo mal a outros? É porque todos somos maus diante da santidade dEle! Não há nenhuma pessoa que seja impecável e se há algum pecado então não é boa genuinamente. Portanto, toda a humanidade seria aniquilada.

Aquilo que para um povo é liberdade, para outro pode ser imoralidade. O que para um é justiça, para outro abuso de autoridade. E por aí vai! Nós nos condenaríamos uns aos outros. Isto acontece até entre religiões. Ninguém se salvaria se não fosse pela intervenção do próprio Deus!

Qual o padrão então? O de Deus! O que fazer então? Seguir os seus preceitos! Qual é a obra de Deus? Isto perguntaram ao próprio Cristo:

Dirigiram-se, pois, a ele, perguntando: Que faremos para realizar as obras de Deus? Respondeu-lhes Jesus: A obra de Deus é esta: que creiais naquele que por ele foi enviado.
João 6:28‭-‬29 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.28-29.ARA

Se desejamos verdadeiramente adorarmos a Deus devemos seguir a Jesus, conhecendo o evangelho e o compartilhando. Fazendo assim o adoraremos por quem Ele É, buscando conhecer e praticar sua vontade. No final, buscaremos adora-lo nos amando como Jesus nos amou, e isto é abandonar nossa vontade em primeiro lugar e colocar a do Senhor na frente da nossa, ajudando ao invés de pedirmos ajuda, dando ao invés de pedirmos, visitando ao invés de pedirmos visita.

O reino de Deus é estendido quando adoramos a Deus por quem Ele É, fazendo a sua obra sobre as vidas de quem está próximo de nós em primeiro lugar. Importa o hoje, quem está perto, nossas responsabilidades. Se agirmos com graça faremos o que agrada a Deus e assim glorificamos o Seu nome. Esta é a oração do servo, para que outros possam receber o que o Senhor lhes entregou para a eternidade!

Deus seja louvado a todo tempo. Assim entraremos na vida eterna com Ele e continuaremos a fazer com alegria porque Ele É santo e bom, imutável e Todo-Poderoso! Louvemos ao Senhor!

Ano 2#323

Prestemos atenção na mensagem do Senhor!

O Senhor, Deus de seus pais, começando de madrugada, falou-lhes por intermédio dos seus mensageiros, porque se compadecera do seu povo e da sua própria morada. Eles, porém, zombavam dos mensageiros, desprezavam as palavras de Deus e mofavam dos seus profetas, até que subiu a ira do Senhor contra o seu povo, e não houve remédio algum.
2Crônicas 36:15‭-‬16 ARA
https://bible.com/bible/1608/2ch.36.15-16.ARA

Deus não se agrada de pecados e nem de pecadores. O inferno existe porque será o cárcere dos iníquos, daqueles que não foram ou serão perdoados de seus pecados. Os mensageiros de Deus, que se aplicam em dar o alarme do juízo de Deus são desprezados por muitos, senão a maioria. Se não fosse a misericórdia de Deus este mundo já teria sido destruído de novo e o será segundo o Livro das Revelações do Apocalipse.

Deus criou um mundo bom e não será diferente no reino celestial. Lá a maldade não prevalece. Aqui é lugar de separação, um tempo de preparação para a vida que virá. Assim como os pais e autoridades aplicam castigos, multas e todo tipo de correção, Deus também o faz para que voltemos para o bom caminho. No entanto Ele foi além. Veio até nós para nos mostrar como sermos segundo a Sua vontade.

Em Cristo temos a solução para os nossos desvios de caráter e personalidade. Nele temos a transformação diária que nos capacita a sermos como ele é. Em Jesus Cristo recebemos a justificação de nossos pecados e um novo tempo para vivermos de forma diferente. Cristo é o nosso reset para sairmos da situação de pecado constante para pecados acidentais.

Deus zela por seus decretos, seu nome, seu reino e sua criação. Não deixará impunes os que buscam ir de forma contrária aos seus mandamentos. Nos céus não entrarão os pecadores não arrependidos que ignoraram o Cordeiro de Deus! É tempo de parar e analizar nossos empreendimentos, se feitos em Deus, através de Cristo, ou feitos através de Satanás, a consciência dos tempos contrários a Deus. Não há meio-termo.

De Deus não se zomba, não se ignora, não se foge. Certamente seremos chamados a mostrarmos nossas obras e motivações. Os que estiverem em Cristo já estão semeando para a vida eterna. Os que ainda não estão em Cristo continuam trabalhando para viverem no fogo eterno. Aqui não será como lá. Não existe escape depois da morte, ou iremos para um caminho ou para o outro. Não há lugar de repescagem, somente a justiça que segue a morte.

Entreguemos nossas vidas ao Cristo de Deus, vivamos em santidade, honrando o nome do Senhor. Comecemos hoje o que esperamos viver no reino. Busquemos um encontro com Deus e isto começa prestando atenção na sua mensagem. Quem ouve a voz de Deus já está buscando viver com Ele. Começa nas pequenas coisas. Se ignorarmos as pequenas também iremos ignorar as grandes. Terrível será viver afastados de Deus eternamente…

Ano 2#309

Novo ciclo, novas oportunidades!

Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado. Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade.
1Coríntios 5:7‭-‬8 ARA
https://bible.com/bible/1608/1co.5.7-8.ARA

Novo ciclo, novas oportunidades de fazermos diferente. Ao recebermos o Espírito Santo devemos deixar a velha natureza do pecado e vivermos a nova natureza da santidade de Deus. Assim deve ser também nas mudanças de ciclos. Devemos refletir nos erros e acertos, buscando corrigir e evitar cometer os mesmos erros de então.

Olhemos para a nossa falta de fé, nas más palavras, na falta de paciência e vejamos por que agimos assim para com as pessoas. Peçamos ao Espírito Santo que nos ajude a superar estas tendências e nos fortaleça na bondade, misericórdia e amor para com as pessoas nos dias que se apresentam à nossa frente. Importa vivermos tempos melhores e isto significa um maior esforço de nossa parte.

O mundo à nossa volta é sensível ao que fazemos. Uma palavra de carinho e conforto pode mudar uma vida. Imagine fazer isto por todo um ano, toda uma vida! Seremos instrumentos de Deus para mudarmos o mundo. Olhemos para Cristo e seus discípulos que transformam o mundo pelo evangelho do reino e sigamos seus passos. Ao final de mais um ano veremos menos erros e mais alegrias para agradecermos a Deus!

Agradeço a todos que nos acompanham neste pequeno esforço de compartilhar as mensagens do evangelho. Que o Senhor lhes fortaleça e abençoe agora e sempre, em nome de Jesus!

Ano 2#305