Tradição ou mandamento? O que é realmente importante?

“Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos, quando comem. Ele, porém, lhes respondeu: Por que transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa da vossa tradição?”
‭‭Mateus‬ ‭15:2-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.15.2-3.ara

O que é mais importante: o mandamento de Deus ou a tradição religiosa? Em muitas denominações é necessário fazer um curso de Batismo antes das pessoas se batizarem, mas a Bíblia só nos declara que o único pré-requisito para o Batismo é crer em Jesus Cristo como Filho de Deus de todo o coração (Atos 8.37). E ainda assim é um versículo que não está em todos os manuscritos da carta de Atos encontrados!

Não pretendo questionar a tradição e doutrinas das denominações Cristãs, mas não podemos cair no mesmo erro dos anciãos Judeus e impedir que pessoas que desejem ter uma comunhão maior com Deus sejam bloqueadas por processos construídos por religiosidade. Nada na Palavra impede que um fumante ou alguém que ainda tome bebidas alcólicas seja batizado. Nada na Bíblia impede um homem que fuma ser um diácono em uma igreja. Homens que costumamos ler nos dias de hoje e que sustentaram teologias que praticamos hoje fumavam e bebiam, e isto não era escândalo no tempo deles.

Não estou dizendo que fumar e beber é boa coisa, apenas que não nos impedem de buscar a Deus. Tudo em excesso e descontrole é prejudicial à saúde e vai contra a direção de Deus para nossas vidas. Aquele que bebe e sai de sua consciência normal irá praticar pecados e levar o pecado para a vida de outros. Gerar doutrinas para cercar esta circunstância na vida não resolvem a questão e podem até impedir que tais situações sejam resolvidas na vida daqueles que desejam parar e não têm forças.

Temos doutrinas para nos ajudar em processos internos, mas precisamos julgar se tais processos estabelecidos não estão indo contra o princípio bíblico de que Jesus veio para salvar os enfermos! Ora, se sou enfermo e preciso de um médico, como posso ser afastado do médico por causa da minha enfermidade? A não ser que seja perigosa para a vida do médico, nada deve me impedir de busca-lo.

Jesus é o médico dos médicos e a Igreja é o seu corpo. Se a Igreja não consegue se purificar de seus pecados através do Espírito Santo, então vai construir barreiras para que pecadores convivam com seus membros. A Igreja precisa buscar a santidade para impactar o mundo. Se não se santificar, vai viver reclusa entre quatro paredes para não ser impactada pelo mundo e não alcançará o seu propósito.

Jesus está nos chamando para sermos santos como ele é santo. Para sermos justos como ele é justo. Para termos misericórdia como ele tem misericórdia! O que vamos fazer? Buscar sermos como Cristo e trazer ao mundo a graça de Deus ou fugiremos do mundo com medo de continuarmos pecando com o mundo? Ser separado para Deus, santo, é estarmos em Deus, não sendo amigos do mundo.

Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade.
‭‭João‬ ‭17:15-19‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.17.15-19.ara

Nossa santificação é resposta nossa à palavra de Deus! Não é vivermos reclusos, mas termos esta palavra nos transformando dia após dia. Que a palavra seja mais importante do que nossa religiosidade. Importa atendermos a Deus e não a homens. Importa vivermos o evangelho, pela fé em Jesus Cristo!

Ano 2#4

Sem Cristo não há Cristianismo!

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
‭‭João‬ ‭14:6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.14.6.ara

Esta declaração de Cristo é a base do Cristianismo. Sem ela, poderíamos dizer que bastava seguir as orientações de Cristo que seríamos pessoas melhores. Mas não, a partir do entendimento desta passagem não podemos seguir uma doutrina, mas mergulhar no relacionamento com o próprio Cristo!

Jesus não é um mero conjunto de superstições, um ídolo feito por mãos humanas para ser adorado, um ser extraterrestre que nos visitou 2000 anos atrás ou um super-humano com capacidades extra-sensoriais. Jesus é Deus! Ele criou todas as coisas. Dele provém a criação e a orientação de tudo o que conhecemos.

Quando Jesus fala a respeito de quem ele é, declara que é o próprio caminho para o Pai. Diz isto porque o seu sacrifício na cruz é o que nos habilita à salvação e ao recebimento do Espírito Santo! Através dele somos redimidos e restaurados à condição espiritual de podermos nos relacionar diretamente com Deus!

Esta capacidade de nos tornar filhos de Deus a partir do senhorio de Cristo é a maior revelação que poderíamos ter. Até então, somente pelo esforço individual em praticar boas obras nos daria acesso aos céus. Contudo, vivíamos sem saber o quanto bastava. Hoje, a partir da fé em Jesus Cristo como Senhor e salvador já recebemos a condição de salvos e santos. Na vivência do Espírito Santo em nós é que estaremos praticando as boas obras.

Estas obras já não são por nosso exclusivo mérito, mas porque somos colaboradores do Reino de Deus, à serviço do Pai. Usaremos nossa herança com sabedoria e propósito, não apenas porque é nossa e faremos do nosso jeito, mas porque sabemos o que Deus espera que façamos com ela.

Ter um Senhor nos dá propósito, missão e sabedoria na mordomia do que está nas nossas mãos. Sem isto corremos o risco de fazer mal uso das bençãos de Deus. O Pai espera que sejamos maduros, ainda que dependentes dele, e isto é o que Cristo nos ensinou em sua passagem terrena.

Temos um Senhor, irmão, amigo, advogado, maravilhoso conselheiro, Deus forte, pai da eternidade, príncipe da paz e muito mais em Jesus Cristo!

Nada escapa de suas mãos e tudo é por meio dele, por ele e para ele! Que possamos entender esta verdade tão importante e que divide pessoas, nações e derruba o mal em nossos corações!

Jesus é o único caminho! Ninguém se torna filho de Deus sem conhecer o Filho de Deus!