Devemos buscar o alimento divino!

Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo.
‭‭João‬ ‭6:27‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.6.27.ara

Não podemos ficar sem nos lembrarmos do verdadeiro foco em nossas vidas. Temos muitas atividades, fazemos muitas coisas e nossas mentes não param de pensar o tempo todo. Mas, por que fazemos o que fazemos e para quem estamos fazendo?

Jesus Cristo nos ensina a não fazermos as coisas no automático, para que não caiamos no erro de vivermos pelas coisas visíveis e naturais. Nosso foco deve ser sempre em agradar a Deus, buscando as coisas do alto, nos alimentando espiritualmente e trabalhando para conquistarmos estas coisas.

Se ficarmos olhando apenas para este mundo a fim de conquista-lo em termos materiais, então faremos muito pouco ainda que sejamos bem sucedidos. O verdadeiro sucesso é vivermos para Deus, neste mundo, para que ganhemos para o próximo que virá. Aqui é só o início de uma jornada, que prosseguirá em um ambiente totalmente diferente.

Estamos vivendo como uma lagarta que em breve entrará em um casulo aguardando a transformação de nossos corpos mortais em corpos imortais. Hoje estamos nos arrastando pela terra, preocupados em comer folhas, mas estamos sendo chamados para voarmos!

Enquanto “comedores de folhas”, olhemos para os céus, para que estejamos atentos a buscarmos as folhas certas e levarmos outros conosco para a presença daquele que é o único que pode transformar lagartas em borboletas.

Muitos na tentativa de apenas comer se esqueceram do seu propósito e não estão atentos ao processo. As crisálidas não surgirão em volta de todas as lagartas, pois não estão se alimentando das folhas certas. Busquemos a Cristo e sejamos sadios para a vinda vindoura! Sem ele, estaremos fracos e doentes e não conseguiremos fazer a transição…

Ano 2#63

Olhe para Jesus e não para os problemas!

Respondeu-lhe Filipe: Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço.
‭‭João‬ ‭6:7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.6.7.ara

As multiplicações de pães e peixes que Jesus fez nos declaram que não importam as circunstâncias que nos encontramos se Jesus está conosco! Da mesma forma milagrosa houve libertação de demônios e curas de todos os tipos. Não há nada impossível para Cristo!

Ora, se é assim, por que resistimos em ir-lhe ao encontro? Quanto pre-conceito há contra Jesus até os dias de hoje. Importa conhece-lo e ter um encontro genuíno com ele! Portanto, busquemos estar onde Jesus está passando e isto está ocorrendo em todo momento em que alguém fala do amor de Deus através de Jesus, o Evangelho da graça e a cada momento em que alguém traz a graça de Deus na vida do seu próximo.

Não olhe para o tamanho do seu problema, busque o Deus Todo-Poderoso e ouça a sua voz! Que o Senhor nos fortaleça e nos encaminhe para os dias que virão, pois trarão a necessidade de estarmos firmes em Suas promessas!

Ano 2#61

Procuremos a glória de Deus e não a dos homens!

Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros e, contudo, não procurais a glória que vem do Deus único? Não penseis que eu vos acusarei perante o Pai; quem vos acusa é Moisés, em quem tendes firmado a vossa confiança.
‭‭João‬ ‭5:44-45‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.5.44-45.ara

O crer em Jesus provém de confiarmos em Deus, pois desde os fundamentos do mundo proclamou a nossa redenção através de Cristo! Moisés descreveu como seria o santuário, os sacrifícios e as festas religiosas que já declaramos estarem sendo cumpridas em Cristo! Portanto, Moisés significa a Lei que apontava para Jesus!

Se alguém ainda deseja viver pela Lei que não aperfeiçoa, esta Lei lhe acusará no Dia do Julgamento, pois Leis mostram a transgressão, mas não tem poder de transformar o transgressor. Assim, quem viver pela Lei será condenado por ela. Olhar para a Lei é como se olhar mo espelho e nos encontrar transgressores. Olhar para Cristo é encontrar a transformação para que sejamos aptos a viver para Deus.

Jesus Cristo cumpriu a Lei e está a nosso favor para ser condenado em nosso lugar, pois em nossas fraquezas jamais conseguiríamos cumpri-la. Sendo assim recebedores da graça de Deus, pela morada do Espírito Santo em nós, pela fé em Jesus, passaremos a cumprir a Lei de coração e não mais de obrigação!

Por isto recebemos as condições para vivermos segundo a vontade de Deus! Sem Jesus não há como vivermos assim, pois a graça provém dele, bem como a visitação do Espírito Santo depende de aceita-lo como Senhor e salvador!

Aceitarmos a glória que vem do Deus único é nos sujeitarmos às Suas promessas e vivermos segundo o padrão bíblico. Se aceitarmos apenas a glória dos homens, viveremos por ela e nada de melhor irá nos acontecer, pois homens não possuem em si mesmos a glória do SENHOR. Portanto, olhemos para Deus e mudemos o nosso foco de busca e de vida.

Estamos muito agarrados as coisas comuns e pouco nos importamos com as coisas celestiais. No entanto são estas que importam para a vida eterna. Enquanto olharmos para o mundo estaremos buscando a glória dos homens e, nesta busca, seremos derrotados. Busquemos as coisas do alto, onde Deus habita e busquemos a Sua glória! Isto é sabedoria e trará a verdadeira vida!

Ano 2#60

Jesus está chamando trabalhadores!

Ao cair da tarde, disse o senhor da vinha ao seu administrador: Chama os trabalhadores e paga-lhes o salário, começando pelos últimos, indo até aos primeiros. Vindo os da hora undécima, recebeu cada um deles um denário. Ao chegarem os primeiros, pensaram que receberiam mais; porém também estes receberam um denário cada um. Mas, tendo-o recebido, murmuravam contra o dono da casa, dizendo: Estes últimos trabalharam apenas uma hora; contudo, os igualaste a nós, que suportamos a fadiga e o calor do dia. Mas o proprietário, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não combinaste comigo um denário? Toma o que é teu e vai-te; pois quero dar a este último tanto quanto a ti. Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou bom? Assim, os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos [porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos].
‭‭Mateus‬ ‭20:8-16‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.20.8-16.ara

A cultura do mérito para recebimento nos dificulta entendermos o amor a nós dirigido por Deus. Enquanto estivermos nos comparando uns aos outros iremos achar que há um descompasso entre o que fazemos e o que recebemos de Deus. Por isso a graça é dificilmente entendida pelo mundo. O receber de Deus a salvação pela fé recai nesta visão da parábola acima recortada das escrituras. Muitos que creram logo no início de suas vidas terão o mesmo resultado que os que creram apenas no final, pois todos estes serão salvos.

Ora, por que então crer logo cedo? Por que enfrentar o calor e a fadiga de servir a Deus? Por vários motivos. O primeiro é que, enquanto não o servimos estamos como os que estavam de braços cruzados, sem propósito, sem tarefa, sem recompensa. Em segundo, depois que o Senhor passa buscando por trabalhadores, ninguém garante que passará novamente por nós! E em terceiro, quando não estamos dispostos a trabalhar para o Senhor não significa que ele insistirá e poderá ter sido a nossa única oportunidade.

O que sabemos é que se tivermos a oportunidade, então melhor é a abraçarmos antes que seja tarde demais! Oportunidade como esta não se encontra no mundo, somente em Deus e Ele quer que todos se salvem, mas nem todos entenderão a importância do chamado! O trabalho é algo que todos queremos, mas nem todos se dispõem por medo de perderem a sua liberdade. A verdade é que a liberdade que o mundo diz oferecer não é verdadeira, pois depende das alegrias que devem ser conquistadas com dinheiro ou algum tipo de serviço pessoal. No fim, será apenas uma fantasia proveniente de orgulho e vaidade.

O servir a Deus nos traz a oportunidade de vivermos com Deus e para Deus. A liberdade que o Senhor nos dá é a de fazermos em amor, não em obrigação, pois a recompensa será a mesma para todos neste mundo. A diferenciação virá na eternidade, onde as novas funções dependerão do que cada um praticou enquanto esteve aqui neste mundo. Lá o mérito se encarregará de nos diferenciar, mas aqui não. É um depósito a se fazer para um mundo que ainda não conhecemos. Pela fé somos salvos e na fé trabalhamos, pois tudo provém de promessa de uma herança espiritual em Cristo!

Que possamos investir cada vez mais no reino de Deus, pois os dias se abreviam e as oportunidades diminuem!

Ano 2#60

Casamentos são preciosos aos olhos de Deus!

Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
‭‭Mateus‬ ‭19:4-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.19.4-6.ara

Aos casados pergunto: Estamos vivendo a realidade de que não somos dois, mas uma só carne com nossos cônjuges? Deus está no centro de nossas vidas? Estas duas perguntas são o cerne do relacionamento conjugal. Se Deus não estiver em primeiro lugar, não temos como nos amalgamar com o nosso cônjuge. Não haveria a mistura de nossos espíritos, pois ainda somos seres independentes de Deus.

O casamento no civil veio quando a autoridade de Deus não foi aceita no meio dos homens, ainda que entendam a função procriadora do casamento. O projeto divino é muito maior! Casamentos, na concepção de Deus, são vidas que se unem em um mesmo propósito de glorificarem juntos a Deus, através de projetos comuns e vida em comunhão com o SENHOR. O primeiro casal perdeu a comunhão com Deus e, por isso, até hoje a humanidade tem dificuldade com a execução do projeto divino.

Quem se casa apenas no civil pode achar que a sua atitude não tem a mesma importância diante de Deus, mas tem. Casamentos se dão entre as pessoas e quando não pedimos a benção de Deus estamos começando sem o elemento principal que nos dá o poder de irmos até o fim. Por isso é tão comum quando se apenas assina um contrato pensar que este possua cláusulas de cancelamento e finalização do acordo.

Mas, não era assim desde o princípio. Para Deus os casamentos são indissolúveis, ainda que as pessoas acreditem que tenham todo o direito de se separarem. Este é um conceito do mundo, mas estamos falando do Evangelho. A Mensagem do Evangelho é que casamentos devem ser feitos diante de Deus para toda a vida do casal. Este é o princípio e, se quisermos agradar a Deus, assim devemos planejar e realizar. Necessário será conhecermos a pessoa, não praticar imoralidades com ela antes do casamento, pois isto pode gerar filhos ou um relacionamento inadequado antes de firmarem a aliança.

O mundo pode dizer o que quiser, mas diante de Deus o casamento continua sendo uma aliança comparável a que temos com o SENHOR, inseparável, que não deve ser negociada e nem adulterada. Aos solteiros sugiro pensarem bem com quem irão se casar e o que estão fazendo em seus namoros. Casamento é para toda a vida e com quem iremos passa-la? O que semearmos iremos colher!

Que Deus abençoe os casamentos dos que realmente buscam uma aliança e abra o entendimento dos que ainda não enxergaram a importância! Tudo seja para a honra e glória do SENHOR, pois o casal unido em Deus é poder dos céus na Terra e um lugar de vida para os filhos que virão, em nome de Jesus!

Ano 2#59

A correção deve ser com espírito de brandura.

Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo. Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana. Mas prove cada um o seu labor e, então, terá motivo de gloriar-se unicamente em si e não em outro. Porque cada um levará o seu próprio fardo.
‭‭Gálatas‬ ‭6:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.6.1-5.ara

Precisamos estar atentos às nossas vidas antes de dar conselho aos outros, pois todos somos tentados naquilo que nos agradou no mundo. E continuamos neste mundo, não é verdade! Logo, se estamos nos sentindo fortalecidos espiritualmente que possamos aconselhar quem esteja mais fraco, mas com brandura. Não só porque poderemos cair na mesma situação se enfraquecermos, mas porque não é bom ser ríspido e rígido com quem já está passando por dificuldades. O mundo já é mal o suficiente e ainda vamos tacar pedra em quem precisa de uma mão?

Muitos ainda querem conduzir o processo de restauração de outras vidas e gloriar-se por ter ajudado. Ora, é bom ajudar, mas não tomar para si a glória da melhora do irmão. Sem o Espírito Santo não há verdadeira restauração. Então, alegremo-nos em poder ajudar, mas não tomemos para nós o crédito. Isto também nos ajudará se alguém não aceitar nossos conselhos! Importa oferecermos a ajuda e o Espírito fazer a obra!

No final, a escolha é do indivíduo e cada um de nós estará diante de Deus para dar conta somente do que fizemos e deixamos de fazer em vida com os dons e oportunidades que nos foram dados. O nosso fardo é só nosso! Glórias a Deus que Jesus nos deu um fardo leve quando se ofereceu como sacrifício em nosso lugar! Ainda assim, podemos ajudar a carregar a carga uns dos outros, vivendo a plenitude do chamado em Cristo! Que Deus seja louvado e vivamos em amor!

Ano 2#58

Somos chamados à liberdade em Cristo!

Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
‭‭Gálatas‬ ‭5:1‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.5.1.ara

Paulo se desgasta com os crentes de Gálatas pois estavam passando a adotar a conduta de quem vivia pela lei, como se a observação das práticas da lei fossem essenciais para a manutenção da salvação. Esta carta é crucial para entendermos que a graça da salvação é plena, nos trazendo hoje com efeito futuro. Santificação não é o mesmo que guardar práticas da lei para nos “mantermos” salvos, senão estaríamos de novo cancelando o poder do sacrifício de Jesus na cruz!

Há muitos crentes preocupados em guardar datas, festas, luas, leis, mas a verdade é que se recebemos o Espírito Santo já temos o passaporte eterno e o que devemos fazer é prosseguir em conhecer a Cristo. O pleno conhecimento é o que nos transforma diariamente, pois devemos ser como ele é! Olhar para placas de transito e segui-las não me torna um condutor veicular melhor, mas sim o me preocupar com o bem estar geral enquanto sigo o fluxo dos veículos. Nem sempre a placa nos dá toda a informação, é só uma ajuda. Assim foi a lei para o homem!

A presença do Espírito Santo é o diferencial da santificação, sem a qual ninguém verá o SENHOR (Hebreus 12.14). Não importa guardar as leis para ser salvo e nem para continuar salvo. Importa termos o Espírito Santo que nos conduzirá em todo o processo a fazermos tudo que Deus esperar de nós. Vamos errar aqui e ali, mas é assim em todo processo de aprendizado, mas queremos ser perfeitos, como o Senhor É!

Estar na liberdade é não se escravizar por preceitos. A santificação não é escravidão, mas submissão em amor e gratidão provenientes da fé. Servir ao próximo não é se escravizar e nem perder a personalidade, mas sim o exercício da fé e aperfeiçoamento dos dons espirituais em nossas vidas. E isto é se tornar cada vez mais parecido com Jesus que veio servir e não para ser servido!

A escravização descrita por Paulo é do tipo: “Não faça isto, não coma aquilo, deixe de beber isto, senão você não será salvo!” Ora, se Jesus já nos tirou da morte para a vida, por que estas coisas me colocariam de volta na morte? Quem é nascido de novo terá a oportunidade de entender se estas coisas devem ou não permanecer em suas vidas, mas nada nos é proibido. A conveniência é fruto de amadurecimento e faz certo quem olha para Cristo e não para a lei. Jesus curou no Sábado, dia em que era proibido fazer qualquer tipo de obra na Lei Judáica…

Portanto, vivamos na liberdade do Evangelho, não na libertinagem, mas com a consciência de que somos embaixadores de Cristo e devemos levar o bom nome do Senhor a ser glorificado através das nossas vidas. Como? A cada dia os seus desafios! Tenhamos fé, pois o próprio Senhor está conosco através do Seu Espírito em nós!

Ano 2#57

Perseveremos em conhecer a Cristo!

Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
‭‭Gálatas‬ ‭3:19‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.3.19.ara

Muitas vezes já nos perguntamos porque a lei foi trazida por Moisés, já que há tanta confusão entre a fé que salva e a lei que nos mata! Ora, a lei veio para que a humanidade pudesse enxergar suas transgressões. Portanto, quando Jesus Cristo veio a terra, passou a cumprir a promessa da salvação feita a Abraão e que a lei não podia cumprir, mas apontava para ele!

Jesus é a promessa e a Nova Aliança para todo o que nele crer! Tão maravilhosa promessa nos tornou filhos na fé de Abraão e agora pertencemos ao rol celestial dos que aguardam firmemente a manifestação nos ares de Jesus Cristo que virá reunir a sua igreja. Somos também herdeiros com Cristo, aleluias!

Até o seu retorno estamos pregando a Mensagem do Evangelho, buscando expor parte das Escrituras, mais especificamente descrevendo a ação de Cristo em nosso favor. Há muito o que ser dito, pois Cristo é infinito em seus predicados e nunca conseguiremos expo-lo completamente, até porque não compreendemos todas as coisas ainda!

Importa buscarmos conhece-lo a cada dia mais, experimentar da sua graça, do amor de Deus e as consolações do Espírito Santo. Nossa busca será abençoada porque é o nosso propósito de vida. Nada é mais importante do que conhecer a Deus, pois na Sua revelação somos transformados de glória em glória!

Que possamos perseverar no Senhor, adorando-o em Espírito e em verdade! Grandes coisas nos aguardam!

Ano 2#56

Sejamos humildes em todo tempo!

E, para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.
‭‭2Coríntios‬ ‭12:7-10‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2co.12.7-10.ara

Quando estamos na dependência da graça e misericórdia de Deus diante das circunstâncias é que nos tornamos humildes. Quando estamos enfrentando as situações com facilidade nos tornamos arrogantes e, pior, tenderemos a julgar as pessoas que estão sucumbindo às mesmas pressões que nós! Paulo precisou passar por esta experiência para não viver por vaidade. O Senhor não permitiu, para que ele sempre se lembrasse que a nossa vitória vem de Cristo e não das nossas capacidades. Aliás, toda capacidade vem de Deus e usa-la sabiamente é também um dom.

Humildade depende da nossa percepção de quem efetivamente controla as circunstâncias. Quando achamos que temos o poder de transformar tudo a nossa volta então vamos perdendo a humildade. Quanto mais enxergamos que somos veículos e recebedores da graça, mais humildes nos tornaremos. Bom é termos a nossa fé estabelecida nAquele que pode todas as coisas, no Senhor que estabeleceu os céus e a terra!

Nos tempos que estamos vivendo podemos ser arrogantes por estarmos resistindo à doença porque estamos isolados e/ou porque estamos fortes fisiologicamente. Nossa fé pode nos livrar da doença desde que o Senhor determine que assim seja. Muitos homens de fé já morreram e não podemos dizer que não creram na própria cura. Assim, cuidemos de não cair na arrogância de nos esquecermos de quem é que nos sustenta e nos livra do mal. Que nossa confiança permaneça em Deus e não duvidemos da nossa cura, mas não julguemos quem está passando pela enfermidade!

São tempos de unidade, compaixão e ajuda, tempos de oração e fortalecimento mútuo, pois os dias são difíceis. Não há idade e nem condição financeira que impeça esta pandemia. Ricos e pobres estão passando pelas mesmas situações de perderem entes queridos, seus negócios e sonhos. Portanto, cuidemos de nos unir em humildade, sabendo que em todo o mundo as pessoas estão passando por situações semelhantes.

Oremos por aqueles que na ignorância estão perseguindo raças e matando pessoas que nada tem a ver com o que está acontecendo. Sejamos servos uns dos outros e não aniquiladores. O mundo já está caótico e precisamos é reconhecer a nossa pequenez diante do Altíssimo. Se assim procedermos não cairemos na arrogância e nem chegaremos a perseguir o nosso próximo. Precisamos mesmo clamar pelas vidas que estão sendo impactadas por tanta perseguição, até de governos que impuseram restrições severas à circulação.

Agora é a hora de nos fortalecermos no Senhor, certos de que seremos vitoriosos pela fé acrescida e por termos suportado porque o vimos caminhar ao nosso lado! Jesus nos deixou palavras de ânimo porque ele é vencedor. Nele venceremos também! Sejamos humildes e ousados. É um equilíbrio conseguido pela experiência. Caminhemos com o Senhor!

Ano 2#55

Desejamos cear com Jesus!

E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós.
‭‭Lucas‬ ‭22:19-20‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.22.19-20.ara

Como perpetuar a memória de alguém por mais de 2000 anos? Jesus Cristo determinou a Ceia do Senhor como um memorial até que ele volte! Assim temos feito e não nos esquecemos da aliança bendita feita em seu sangue, ainda que seja para a nossa vergonha pois foi por causa de nossos próprios pecados. Mas esta vergonha se transforma em gratidão, pois ninguém seria capaz de se auto-salvar através das obras da Lei!

Deus estabeleceu todas as coisas debaixo de ordem e obediência. A queda de Adão e Eva nos tirou do paraíso e nos transtornou a ponto de não conseguirmos mais viver conforme a vontade de Deus. Em pouco tempo a civilização humana se desviava e Deus providenciava uma maneira de realinhar o coração da humanidade, até que a plenitude dos tempos chegou em Jesus.

Cristo é a solução definitiva prometida na queda de Adão, quando o SENHOR disse que o descendente do homem pisaria na cabeça da serpente. Esta é a redenção prometida em Cristo e que já dura dois milênios! Ainda há um tempo para se completar o ciclo do tempo dos gentios, quando então o SENHOR resolverá as questões em aberto com o povo de Israel.

Estamos vivendo o final do tempo dos gentios, o que significa que Israel começará a ser alvo cada vez maior de perseguições. Assim também estamos no princípio das dores, quando as repetições de casos como vulcões, terremotos, fomes, pestes e guerras se multiplicam em maior frequências a nossa volta. Em breve Jesus voltará e a Ceia do Senhor será tomada com ele no céu, finalmente!

Enquanto isto, continuemos a nos lembrar de tão grande obra redentora, maravilhosamente escondida do mundo e que até hoje causa escândalos até mesmo dentro de famílias consideradas Cristãs. A salvação pela fé em Cristo é uma revelação dos Evangelhos e não está tão clara no Antigo Testamento. Em Cristo fomos aperfeiçoados e quem vive na Lei não conseguirá jamais entender a graça salvífica se Cristo não lhe mostrar!

Oremos para que muitas vidas tenham este encontro com o Senhor e sejam salvas, em nome de Jesus! As boas obras devem seguir por gratidão da salvação recebida e não como moeda de troca com Deus. Afinal, o Senhor não é obrigado a nos dar nada, pois já nos deu tudo e nós é que estamos a usar mal as dádivas recebidas! A graça superabundou onde abundou o pecado!!!

Ano 2#53