Estamos limpos e prontos para sermos transformados?

Jesus sabia que o Pai lhe dera autoridade sobre todas as coisas e que viera de Deus e voltaria para Deus. Assim, levantou-se da mesa, tirou a capa e enrolou uma toalha na cintura. Depois, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés de seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura.
‭‭João‬ ‭13:3-5‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jhn.13.3-5.nvt

Na noite em que Jesus foi traído ele tomou a ceia com os seus discípulos e explicou sobre o que iria ocorrer com ele no dia seguinte. É um momento poderoso descrito em vários capítulos pelo apóstolo João que detalha cada palavra deixada por Cristo. É impressionante a expressão de amor de Jesus para com eles, sendo a preparação para que entendessem o ministério de Jesus e deles próprios na Terra.

Jesus passa a lavar os pés dos discípulos que estiveram com ele todo aquele tempo e era hora da despedida. Judas ainda estava entre eles, e ainda não havia ido entrega-lo aos Fariseus a troco de 30 moedas de prata. Pedro não se achou digno de receber este presente, e realmente não era. Mas, Cristo deixou claro que se ele não fizesse isto a Pedro, então Pedro não teria parte com ele no reino. É importante entendermos que é Jesus quem nos escolhe e completa a sua obra em nós. Se Jesus não nos justificar, de modo nenhum poderemos estar com ele, ainda que tenhamos partido o pão na ceia.

Judas teve a mesma oportunidade de estar e ser servido por Jesus e ainda assim o negou! Nega-lo é não confiar nele como Filho de Deus que nos perdoa de nossos pecados e nos trás um reino de paz. Judas quis um outro reino e não seguiu com Cristo. Ele não estava limpo como os demais, pois a Palavra da fé não entrou em seu coração. Pedro rapidamente desiste de teimar e aceita de bom grado este amor de Jesus para com os seus discípulos! Verdadeiramente a graça de Deus está em Jesus, pois não somos dignos dele, mas ele nos ama, nos chama e nos limpa de nossos pecados.

Jesus mostrou o que é servir com amor e por amor e seus discípulos entenderam quando chegou a hora de servirem também. Com exceção de Judas que se matou por te-lo negado e de João a quem não conseguiram martirizar e que viveu exilado no fim da vida, todos eles acabaram sendo perseguidos e mortos também, pois amaram as pessoas a ponto de perderem suas vidas por elas! O amor de Jesus é transcendental, trazendo poder para transformar aqueles que são tocados por Cristo.

Naquela noite, Jesus intercedeu diante de Deus por aqueles que permaneceram e pelos que viriam a crer nele, e foi para o monte orar em preparação à todo o sofrimento que teria de passar. Seus discípulos estiveram com ele até o momento em que foi preso e levado diante dos religiosos que detinham o poder em Jerusalém. Foi levado porque ele assim permitiu, para que se tornasse o sacrifício perfeito. Seu sangue tornou-se a Nova Aliança, para com os homens a quem ele quer bem!

Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e o abençoou. Em seguida, partiu-o em pedaços e deu aos discípulos, dizendo: “Tomem e comam, porque este é o meu corpo”. Então tomou o cálice de vinho e agradeceu a Deus. Depois, entregou-o aos discípulos e disse: “Cada um beba dele, porque este é o meu sangue, que confirma a aliança. Ele é derramado como sacrifício para perdoar os pecados de muitos.
‭‭Mateus‬ ‭26:26-28‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.26.26-28.nvt

Temos uma nova aliança em Cristo, uma aliança construída na fé daquele que morreu para nos dar vida abundante. Não poderíamos comprar com obras a nossa justificação. Não há como pagar pelos pecados que praticamos. Não há obra nossa que possa cobrir pecados se não for no amor que o próprio Jesus nos entregou na cruz! Estas obras de amor sim, cobrirão e perdoarão pecados de outros, pois estaremos lavando os pés uns dos outros, mas não os nossos próprios! (Tiago 5.20)

Temos de refletir neste presente a nós entregue por Deus, em Cristo Jesus, para que possamos viver na plenitude da graça e leva-la a outros. Assim recebemos, assim entregaremos! Grande é o amor de Deus por nós! Esta aliança é perpétua e dependeu de Deus e não de nós! Se a recebermos, ninguém poderá tira-la de nós. Mas nem todos a receberão, pois procuram um outro reino que é baseado nos valores terrenos da ganância e da vaidade. Estes, ainda que tenham tomado a ceia do Senhor, não estão limpos pois não se deixaram transformar pelo Verbo da vida!

Que possamos tomar a ceia de coração e mentes abertos ao amor de Deus e sua obra redentora. Pela fé em Cristo seremos salvos e seu amor estará para sempre em nós, um amor transformador e impactante! Esta é a aliança prometida em Cristo e está disponível a todos! Creiamos nele e sejamos limpos e sirvamos uns aos outros em amor fraternal!

Ano 2#35

Afinal, estamos realmente obedecendo a Deus e o seu chamado ou apenas fingimos?

““O que acham disto? Um homem que tinha dois filhos disse ao mais velho: ‘Filho, vá trabalhar no vinhedo hoje’. O filho respondeu: ‘Não vou’, mas depois mudou de ideia e foi. Então o pai disse ao outro filho: ‘Vá você’, e ele respondeu: ‘Sim senhor, eu vou’, mas não foi. “Qual dos dois obedeceu ao pai?” Eles responderam: “O primeiro”. Então Jesus explicou: “Eu lhes digo a verdade: cobradores de impostos e prostitutas entrarão no reino de Deus antes de vocês. Pois João veio e mostrou o caminho da justiça, mas vocês não creram nele, enquanto cobradores de impostos e prostitutas creram. E, mesmo depois de verem isso, vocês se recusaram a mudar de ideia e crer nele.”
‭‭Mateus‬ ‭21:28-32‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.21.28-32.nvt

Na semana da crucificação, no dia em que alguns dizem ser na Terça-Feira daquela semana, Jesus foi até o templo e os religiosos o combateram a fim de provoca-lo de todas as formas e encontrarem ocasião de prende-lo. Jesus aproveitou para lhes mostrar a cegueira espiritual em que se encontravam. Mostrou que não adianta dizer que irá fazer algo se não fizer verdadeiramente. É falar de boca para fora.

Havia no templo o grupo de pessoas que estava ali para pedir perdão por seus pecados e os religiosos que faziam seus trabalhos devocionais. Jesus compara os dois grupos com dois filhos. O grupo de pecadores ao filho que disse que não iria fazer a vontade do pai mas se arrepende e faz, e o grupo dos religiosos que disse que iria fazer e acabou por não fazer o que deveria.

Ora, pecadores que se arrependem e passam a crer na salvação em Jesus entrarão no Reino de Deus, ao passo dos que se dizem tementes a Deus e não dão crédito ao evangelho continuam a desobedecer o Pai. Crer é atender o chamado da fé e passar a viver conforme este chamado. Ter fé é praticar segundo conhecemos. Sem fé em Jesus irei praticar o que conheço, mas longe do que Jesus nos ensina. A religiosidade nos leva a práticas que não trazem vida para nós e nem às pessoas à nossa volta. Religiosidade traz apenas peso e não nos transforma interiormente.

Jesus, entre este dia e a sua entrada em Jerusalém já havia condenado a figueira infrutífera e mostrou que uma árvore sem frutos não serve para nada!

De manhã, enquanto voltava para Jerusalém, Jesus teve fome. Encontrando uma figueira à beira do caminho, foi ver se havia figos, mas só encontrou folhas. Então, disse à figueira: “Nunca mais dê frutos!”. E, no mesmo instante, a figueira secou.
‭‭Mateus‬ ‭21:18-19‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.21.18-19.nvt

Não dar frutos é não produzir obras que glorifiquem a Deus. Muitos confiam em suas obras, mas Deus julga todas as coisas. Precisamos julgar se nossas obras são em obediência que glorifica a Deus ou em desobediência que só interessa a nós mesmos. Se fazemos para que vidas sejam edificadas ou porque as controlamos ou desejamos ter controle sobre elas.

Em uma semana conturbada precisamos verificar se nosso interesse é o de reconstruir uma nação ou resolver os nossos desejos. Se vamos edificar uma nação onde se possui Deus no centro ou os poderes dos homens. Estamos sendo testados e seremos cobrados por Deus pelas atitudes que tomarmos. Ele nos chamou para que vivêssemos em comunhão e unidade, que tivéssemos Jesus como líder e as pessoas como irmãos e irmãs.

Precisamos olhar para esta nação como a oportunidade de vivermos o verdadeiro evangelho. Vidas estão perecendo enquanto autoridades discutem quem manda mais. Pessoas estão com fome enquanto muitos estão vivendo uma vida normal isolados do resto da sociedade e não estão enxergando as mazelas sociais. Pessoas estão nas ruas tentando defender seus direitos sem conseguir resolver a questão, pois quem poderia comprar delas está dentro de casa e guardando dinheiro para um futuro incerto.

Se cremos em Jesus vamos primeiro estabelecer um reino espiritual em nossas vidas. Se Deus não estiver no centro, nada será resolvido. Não adiantará vacina, testes, isolamentos, economia voltando ao normal, etc. Aqui não é o destino final de nossas almas. Aqui é apenas um teste para a fase futura e não passa no teste quem busca viver para este mundo. Não frutifica aqui quem se preocupa com o viver melhor aqui, pois não há a verdadeira justiça enquanto não se conhece a Deus.

Precisamos crer e obedecer. Confiar e caminhar na direção de Deus. É Ele quem muda as circunstâncias, quem irá varrer esta praga, quem irá restaurar governos e restabelecer economias. Não será o homem sem Deus que conseguirá isto, pois Ele não permitirá que a maldade seja vencedora e a injustiça prevaleça. Ainda não chegou a hora da prestação de contas, mas não tardará!

O mundo tem a oportunidade de enxergar todos os danos que provocou e continua provocando a si mesmo por causa da vaidade. Que possamos ouvir a Deus e pedirmos perdão pelos nossos pecados e nos arrependermos de verdade. Assim poderemos voltar ao caminho e produzir frutos dignos, porque Deus É santo e merecedor do nosso esforço para a glória dEle!

Ano 2#34

Jesus, nossa redenção!

No dia seguinte, a numerosa multidão que viera à festa, tendo ouvido que Jesus estava de caminho para Jerusalém, tomou ramos de palmeiras e saiu ao seu encontro, clamando: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e que é Rei de Israel! E Jesus, tendo conseguido um jumentinho, montou-o, segundo está escrito: Não temas, filha de Sião, eis que o teu Rei aí vem, montado em um filho de jumenta. Seus discípulos a princípio não compreenderam isto; quando, porém, Jesus foi glorificado, então, eles se lembraram de que estas coisas estavam escritas a respeito dele e também de que isso lhe fizeram.
‭‭João‬ ‭12:12-16‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.12.12-16.ara

No Domingo que antecede a sua paixão, Jesus vai em direção à Jerusalém para a festa da Páscoa. Sua chegada triunfal estava prevista pelos profetas, mas foi ignorada pelos mesmos grupos religiosos que ignoraram seu nascimento. Afinal, religiosidade é guardar regras ao invés do ensino e isto acaba cegando quando se ignora o motivo pelo qual a regra foi criada.

Jesus foi recebido pelo povo com alegria, mas no final da mesma semana seria morto e crucificado pelos que o receberam na porta da cidade. Queriam um rei que os livraria da mão dos Romanos, mas Jesus trouxe a verdadeira libertação que não é a respeito de inimigos, mas da nossa natureza de pecado. Jesus é rei em todas as dimensões, mas naquele momento trouxe um reino espiritual que as pessoas não estavam procurando.

Para muitos, Jesus Cristo foi um coitado que não conseguiu o que queria e acabou sendo crucificado. No entanto, a todo momento no Evangelho Jesus deixou claro que sabia como seria morto e glorificado por Deus! Sua morte foi, na verdade, a maneira que Deus concebeu para que a Sua justiça fosse satisfeita. O Cordeiro de Deus tira o pecado do mundo dando a sua própria vida em nosso favor.

Cristo não é um coitado na cruz, mas O vencedor do pecado e da morte, tornando o diabo mais uma vez humilhado e sem esperança, pois todo aquele que crer na redenção proveniente do sacrifício da cruz será perdoado de seus pecados e já não morrerá no inferno!

A semana começa com a chegada de Jesus em Jerusalém e começam os preparativos para a Páscoa. As pessoas estão se reunindo, enquanto Jesus prepara seus discípulos para o momento em que irão compreender todo o aspecto espiritual. Durante esta semana vamos discutir os aspectos fundamentais do por que Jesus foi crucificado para nos dar a vida eterna!

Que possamos abrir nossos corações e sermos fortalecidos em tão grande amor por toda a humanidade!

E, como Moisés, no deserto, levantou a serpente de bronze numa estaca, também é necessário que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nele crer tenha a vida eterna. “Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Deus enviou seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para salvá-lo por meio dele.
‭‭João‬ ‭3:14-17‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jhn.3.14-17.nvt

Jesus veio trazer salvação. Por isso sofreu e abriu o caminho para que pudéssemos caminhar com ele de volta a presença de Deus da qual estávamos separados desde a queda de Adão e Eva!

Agora, porém, conforme prometido na lei de Moisés e nos profetas, Deus nos mostrou como somos declarados justos diante dele sem as exigências da lei: somos declarados justos diante de Deus por meio da fé em Jesus Cristo, e isso se aplica a todos que creem, sem nenhuma distinção. Pois todos pecaram e não alcançam o padrão da glória de Deus, mas ele, em sua graça, nos declara justos por meio de Cristo Jesus, que nos resgatou do castigo por nossos pecados. Deus apresentou Jesus como sacrifício pelo pecado, com o sangue que ele derramou, mostrando assim sua justiça em favor dos que creem. No passado ele se conteve e não castigou os pecados antes cometidos, pois planejava revelar sua justiça no tempo presente. Com isso, Deus se mostrou justo, condenando o pecado, e justificador, declarando justo o pecador que crê em Jesus.
‭‭Romanos‬ ‭3:21-26‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/rom.3.21-26.nvt

Tempo de refletirmos sobre as nossas vidas e pedirmos perdão por nossos pecados e nos entregarmos a Jesus, o Salvador e Senhor. Nele somos justificados e transformados para a glória de Deus! Quão grande é a misericórdia do SENHOR!

Ano 2#33

Jesus traz vida abundante para toda a eternidade!

Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo. Então, lhe disseram: Senhor, dá-nos sempre desse pão. Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.
‭‭João‬ ‭6:33-35‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.6.33-35.ara

Há um pão que vem de Deus e dá vida ao mundo. É Jesus Cristo, o Filho de Deus! Jesus é santo, maravilhoso conselheiro, o Senhor da graça, o amigo, o libertador, nosso advogado, mas nesta passagem desejamos destacar o alimento que sustenta a nossa vida!

Esta vida possui um significado mais expressivo do que apenas a espiritual. Nada acontece no mundo natural sem que tenha sido designado no espiritual. Somos seres espirituais habitando em corpos materiais e precisamos do alimento espiritual para alcançarmos nosso propósito de vida.

Por que muitas vezes andamos sem saber para onde, ou o que devemos estar fazendo, ou quem somos? Isto ocorre por falta do alimento espiritual que nos traz entendimento, propósito e paz!

Jesus é este alimento que nos direciona e sustenta, que nos capacita a uma vida abundante. Sem ele parece que tudo é aleatório, que não há sentido nas coisas que acontecem a nossa volta e que estamos desamparados.

Não, há sim uma direção a ser tomada, um caminho a seguir, um lugar a alcançarmos que nos traz paz, segurança e descanso! Jesus é alimento e bebida aos que estão cansados e abatidos, aos tristes e desesperançados. Ele é abrigo na tormenta e salvação para os que fogem da morte!

Não há outro que seja tanto para nós. Ele recebeu de Deus este cargo, esta responsabilidade e esta autoridade. Ele é Deus e nos trata como irmãos, vindo encher a casa do Pai com aqueles que ele mesmo busca dentre nós. A festa está sendo preparada e nunca mais teremos fome e sede de justiça e nem dormiremos sentindo um vazio dentro de nós.

Esta pandemia irá passar, mas Jesus permanecerá como o único caminho de vida eterna. Entremos e vivamos por este caminho. Basta crer e caminhar com ele. Não haverá melhor parceiro de caminhada, ainda que andemos pelo vale da sombra da morte. Com ele chegaremos às águas tranquilas e pastos verdejantes como ovelhas bem cuidadas.

Jesus desceu para nos dar vida e nos levar com ele um dia. Quando chegar a hora subiremos triunfantes, sem medo, pois fomos cuidados e tratados para adentrarmos em um reino celestial e não para ficarmos decadentes em um reino material. Aqui o alimento produz vida por um pequeno momento, mas o alimento celestial produz vida por toda a eternidade. Jesus é o pão que desceu do céu. Que venhamos a nos alimentar dele todos os dias, para a glória de Deus!

Ano 2#32

Uma fornalha acesa cumpre o seu propósito. Apagada, não!

Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus; e os que a ouvirem viverão.
‭‭João‬ ‭5:24-25‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.5.24-25.ara

Jesus é aquele que traz vida em Deus. Estar morto é estar afastado de Deus. Jesus nos reconecta ao Pai, pois através do seu sacrifício nos traz perdão e somos feitos justos diante de Deus. O pecado gera morte e quem vive pecando permanece morto. Esta justiça de Deus não pode ser mudada.

Ouvir a voz de Jesus é saber a respeito da salvação que ele nos trouxe. É receber esta salvação e o Espírito Santo vir fazer morada em nós. Sermos o templo do Espírito Santo e passarmos a estar vivos diante de Deus.

Uma fornalha sem fogo dentro está apagada e morta. Ao acendermos o fogo dentro dela passa a ter vida por realizar o seu propósito. Assim é o Espírito Santo em nós que nos acende quando cremos em Jesus!

Pai, Filho e Espírito Santo agindo na salvação dos que estão mortos espiritualmente! Jesus veio há 2000 anos atrás e continua falando aos corações de nós homens e mulheres para que não permaneçamos mortos e apagados.

Que toda dúvida seja retirada de nossos corações e possamos acessar tão grande salvação prometida desde os tempos do Éden, repetida em Abraão e confirmada em Cristo! Deus nos convida a vivermos com ele agora e sempre. Esta vida em carne será breve, mas é nela que temos a oferta da vida eterna no Espírito. Somos escolhidos de Deus para ouvirmos e aceitarmos, não desperdicemos as oportunidades, pois somente na carne poderemos dar o passo de fé!

Sejamos acesos e cumpramos o nosso propósito, para a glória de Deus!

Ano 2#31

Por que regras possuem exceções?

Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não somente violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus.
‭‭João‬ ‭5:17-18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.5.17-18.ara

Jesus combateu a religiosidade mostrando a hipocrisia dos homens religiosos. Por isto foi tão perseguido! Fazia curas nos dias de sábado e acabou sendo jurado de morte, pois a Lei dizia que não se devia fazer atividade alguma nos dias de sábado. Ora, por que então os animais eram tratados naquele dia sem que as pessoas fossem condenadas à morte? Se podiam cuidar dos animais, por que então não se poderia fazer o bem curando ou ajudando pessoas que são mais importantes que os animais?

Disse-lhe, porém, o Senhor: Hipócritas, cada um de vós não desprende da manjedoura, no sábado, o seu boi ou o seu jumento, para levá-lo a beber? Por que motivo não se devia livrar deste cativeiro, em dia de sábado, esta filha de Abraão, a quem Satanás trazia presa há dezoito anos?
‭‭Lucas‬ ‭13:15-16‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.13.15-16.ara

Muitas pessoas estão esquecendo o que mais importa e estão mais preocupadas com regras e definições de grupos. O que é mais importante, seguir uma regra e pessoas morrerem ou usar um tratamento ainda não recomendado mas que pode salvar vidas, mesmo que não possamos comprovar a eficácia? Se há uma chance, por que não tentar? Vamos manter um protocolo que nos levará ao colapso?

Precisamos olhar o aspecto geral da obra de Deus. Religiosos diriam que não entram em bares porque estariam em um lugar de má fama e de pessoas não comprometidas com Deus. Jesus entraria lá porque é lá onde as vidas machucadas estão buscando esquecer ou até mesmo desistir da vida. Jesus não está preocupado com o que vão falar dele, e até já morreu justamente por causa dos que não lhe entenderam. Mas ressuscitou e nos chama à vida, principalmente quando mais precisamos, não importando onde estejamos.

Pessoas que se preocupam demais com suas carreiras e nomes, e deixam de fazer o bem que deveriam fazer, acabam por se esquecerem do porque estão onde estão. Regras existem para organizar o caos e devem ser seguidas tanto quanto possível, mas todo legislador sabe que regras não atendem 100% dos casos e, quando são quebradas, precisam ser analisadas. Jesus quebrou a regra do sábado sempre que uma vida precisava ser salva. O sábado foi feito para o homem e não o contrário. Regras não vieram para nos destruir, mas para nos ajudar. Se estão nos destruindo, então perderam suas finalidades ou estamos totalmente fora da realidade para a qual foram estabelecidas, o que também é um grande problema!

Peçamos sabedoria de Deus para não sermos religiosos em nossas vidas. Não é só no aspecto espiritual, mas também na vida cotidiana. Para toda regra há exceções, que existem para casos especiais. Não usemos da exceção como regra e nem ignoremos as exceções. Precisamos amar mais e neglicenciar menos as necessidades das pessoas. Jesus nos ensinou isto e devemos seguir os seus passos. Seguir Jesus é ter a mente dele, que conhece a vontade de Deus para que todos sejam salvos!

Ano 2#30

Com fé superaremos as dificuldades e ainda ajudaremos a outros!

Por fim, tenham todos o mesmo modo de pensar. Sejam cheios de compaixão uns pelos outros. Amem uns aos outros como irmãos. Mostrem misericórdia e humildade. Não retribuam mal por mal, nem insulto com insulto. Ao contrário, retribuam com uma bênção. Foi para isso que vocês foram chamados, e a bênção lhes será concedida.
‭‭1Pedro‬ ‭3:8-9‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/1pe.3.8-9.nvt

Cristão raiz sofre mas não desiste de suportar por amor a Deus e ao próximo. Retribuir o mal com o bem é sofrer o dano e seguir em frente. A misericórdia é justamente não responder o mal com o mal. Se Deus fizesse isto conosco, já teríamos sido destruídos!

As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;
‭‭Lamentações‬ ‭3:22‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/lam.3.22.ara

Felizes os misericordiosos, pois serão tratados com misericórdia.
‭‭Mateus‬ ‭5:7‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.5.7.nvt

É tempo de suportarmos uns aos outros para podermos nos ajudar mutuamente. No entanto, devemos buscar não fazer o mal nem primeiro e nem em resposta ao mal recebido. Misericórdia vem antes de sacrifícios e agrada a Deus como já escrevemos inúmeras vezes. Jesus trouxe esta direção confirmando os profetas que ensinavam Israel, mas preferiam pecar e sacrificar à obedecerem os preceitos de Deus.

Adianta pagarmos o mal com o mal e depois irmos ao culto dar uma oferta em dinheiro ou dar aos pobres esperando perdão pelo mal que fizemos? Melhor é perdoar do que tentar cobrir o erro com obras humanas. Adianta ficar indo aos cultos ou missas fielmente mas sermos intransigentes com a família ou ficarmos falando mal dos outros ou mentir?

De que adianta prestar um culto com os lábios mas agir contrário ao que se está ensinando no evangelho? A quem estamos enganando? Nem a nós mesmos… Precisamos parar de tentar nos enganar. Não enganamos a Deus e nem aos homens. Pelas nossas atitudes demonstramos a nossa fé. Quem é fiel a Deus obedece aos seus ensinos. Quem não é fiel a Deus também não será ao seu próximo e isto é facilmente verificável.

Oremos e peçamos ao Espírito Santo de Deus que nos revele e nos convença de nossa religiosidade e possamos verdadeiramente atender ao chamado de Deus!

Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.
‭‭1João‬ ‭4:20‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1jn.4.20.ara

Nunca estivemos tão demandados sobre esta palavra. Quanto mais as dificuldades se avizinham mais somos exigidos em nossa atitude para com Deus e o próximo. Não desesperemos, pois Deus trará a saída, basta ter fé!

Jesus traz poder em nossas vidas e o que recebemos através dele nos capacita a ajudar e ainda termos para nós. Em Cristo nos tornamos fonte de vida e prosperaremos sempre que nos mantivermos na presença do Senhor. Que a paz de Deus através de Cristo nos fortaleça e ilumine, em nome de Jesus e sejamos pessoas que edificam e abençoam, ainda que em tempos bem difíceis!

Ano 2#29

O inferno não foi feito para os homens, mas também os receberá!

“Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.”
‭‭Mateus‬ ‭25:41‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.25.41.ara

Perdição na Bíblia significa perder-se em seus próprios pecados, vivendo nas trevas da maldade. Não se chega nesta condição por acaso e nem de uma hora para a outra. São ações e decisões sucessivas que produzem este estado de espírito. Por isso não haverá perdão se não houver arrependimento genuíno diante de Deus.

Este estado é semelhante ao dos espíritos malignos e, por isso, o castigo será o mesmo. Satanás procura aumentar a quantidade dos que estarão com ele sendo atormentados como ele mesmo será por toda a eternidade. O castigo dele será o mesmo daqueles que promoverem o que ele promove: destruição de vidas e propósitos, buscando para si a glória que deveria ser apenas de Deus!

A iniquidade é o sucessivo proceder em pecado, sem nenhuma perspectiva de mudança. A pior condição ocorre quando não há mais a percepção de se estar em pecado, fruto de uma total surdez espiritual. E isto pode ocorrer com aqueles que também se chamam de Cristãos mas não são de verdade:

Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.
‭‭Mateus‬ ‭7:22-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.22-23.ara

Não ser conhecido de Jesus é justamente não seguir os seus ensinos. É não ter fé em suas palavras e nem praticar o amor ao próximo. É viver uma vida egoísta e ajudar nominalmente, recebendo a glória dos homens ao invés de declarar a glória de Deus que lhe moveu a fazer o que fez para os homens.

Tudo conta para Deus e devemos avaliar nossas atitudes diante do Evangelho. Jesus veio para nos mostrar o Pai e foi humilde ao glorifica-lo em todas as circunstâncias. Assim como Jesus fez devemos fazer também. Se fazemos por amor então não vamos anunciar aos que não viram. O primeiro passo da vaidade é querer receber tapas nas costas por fazer algo por outrem. Isto é o princípio da queda!

Satanás quis a glória para si e acabará no inferno. Aqueles que seguirem este caminho irão para lá também. Devemos ajudar sempre, mas não por receber palmas, mas porque as pessoas realmente estão necessitadas. Ajudemos porque isto também é amar e que a glória seja apenas do Senhor!

Jesus deu a vida por nós para que recebêssemos a eternidade. Não teve vaidade e nos revelou o Pai. Que nossas ações também sejam para evidenciarmos o amor de Deus, Sua graça e misericórdias, para que o mundo seja transformado e edificado, por amor ao nome dEle. Em Jesus somos salvos e não estaremos nos enganando a nós mesmos e nem a ninguém. Ele nos dá a verdadeira vida!

De fora ficarão os que buscarem para si mesmos a glória, e estarão separados de Deus por toda a eternidade. Ao buscarmos a glória para nós não perceberemos como estaremos usando as pessoas, ainda que pareça estarmos fazendo atos de bondade.

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.
‭‭1Coríntios‬ ‭13:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.13.1-3.ara

O diabo não ama, assim como os seus seguidores. Cuidemos de olhar para Cristo e seu amor e não para o diabo e suas paixões. A escolha é nossa!

Ano 2#28

Não esqueçamos do Pai!

Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.
‭‭Tiago‬ ‭1:22-25‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jas.1.22-25.ara

Já tivemos a oportunidade de falarmos desta passagem, mas é realmente importante voltarmos nela. Precisamos considerar que a falta de prática não nos melhora em nada. Sem uma boa palavra a alguém, como esta pessoa saberá que está sendo considerada? Sem um abraço, como uma criança saberá que é amada? Sem orarmos a Deus, como estaremos falando com Ele e pedindo direção para as nossas vidas?

Atitudes representam condições mentais. Ações expressam nossas intenções. Não fazer, expressa a atitude de aguardar. Portanto, ações que tomamos irão representar nossa natureza interior e se não fazemos o que está ensinado na Palavra de Deus, então estamos deixando de ser o que ela nos diz para sermos.

Não fazer o que é esperado de nós significa a nossa falta de consideração para com o Senhor. Quando um filho ignora o que seu pai falou lhe declara que não se importa ou não concorda. Somos falhos assim como nossos pais terrenos, mas o Deus Pai não falha e se O tratamos da mesma forma, erramos!

Se somos filhos de Deus iremos agir como filhos, mas se não estamos agindo assim é porque já nos esquecemos de quem somos ou nunca soubemos! Filhos se parecem com seus pais, é só olhar no espelho. Se estamos esquecendo de nossas imagens no espelho, então estamos esquecendo de nossa paternidade também.

O que Deus espera de nós neste tempo? Como Jesus agiria durante estas condições? E o que iremos fazer? Cada um deve buscar refletir e olhar a sua volta. Nossa fé declara quem somos em Cristo. Podemos ficar apenas olhando o que Deus irá fazer neste tempo ou podemos participar da reconstrução do mundo. A pandemia paralisou as nações e muitos estão se esquecendo que há um Deus Todo-Poderoso que está movendo céus e Terra a favor dos que crêem nEle. Podemos nos esquecer de como éramos, mas isto só se esquecermos de quem Ele É!

Guardemos nossos corações de toda falta de fé e esperança. Deus não mudou e nos trará a saída. Continuemos firmes no propósito de adora-lo, pois esta é a nossa atitude mais sensata neste momento. Ajudemos nosso próximo e vivamos com fé no nosso Senhor! Com a atitude de filhos ajudaremos a muitos, e honraremos o nome do dEle!

Não há vergonha quando estamos em Cristo!

Muitos dos que creram vieram confessando e denunciando publicamente as suas próprias obras.”
‭‭Atos‬ ‭19:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.19.18.ara

Diferentemente do pecado, o perdão não nos envergonha. Viver em pecado traz peso e faz com que nos escondamos nas trevas. Quando todos pecam, já não há percepção de pecado e ninguém se esconde mais, o que chamamos iniquidade. Nesta passagem de Atos o evangelista Lucas descreve o momento em que houve o arrependimento de pecados pela fé em Cristo e os novos convertidos denunciavam os pecados que haviam deixado para trás, como vitória!

Sim, deixar o pecado é uma vitória e só se expõe o pecado aquele que foi liberto dele, pois tem certeza que não o cometerá novamente. A confissão de pecados traz cura interior e expressa a superação da questão. No meio de pessoas espirituais isto trará alegria a todos e ninguém irá julgar a ninguém, pois todos sabem de sua própria história e de quais pecados fora liberto!

Do lado da iniquidade, proclamar os pecados também é motivo de vanglória no meio dos iníquos, com a motivação da vaidade em se dizer quem é o maior transgressor. A diferença trazida na passagem de Atos está na palavra “denunciando”. Denunciar é expor o erro. Ou seja, entende-se que se está errado, portanto o seu apontamento se torna uma denúncia e não vanglória!

Muitos hoje expõem seus erros mas não há um tom de denúncia, mas às vezes até de auto-piedade como se tivesse sido conduzido irresistivelmente a praticar o ato do pecado. Pior é quando quem denuncia torna-se mais confrontado do que quem realizou o ato pecaminoso. Imagine uma adolescente expondo ter sido abusada por um tio ou outro parente? Muitas vezes será acusada de ter destruído a família ao invés do abusador receber a própria culpa. Há que se estabelecer os limites para não ocorrer tais desvios.

Estamos vivendo tempos onde ninguém assume suas responsabilidades e autoridades estão se esquivando de seus erros, não denunciando seus atos, mas buscando transferir a culpa. Isto não procede no comportamento Cristão e espiritualmente está sendo registrado diante de Deus. Não haverá nada escondido que não será exposto no tribunal do Justo juiz e todos saberão. Importa hoje nos arrependermos e recebermos o perdão divino enquanto há tempo.

Muitos dependem das nossas decisões e devemos assumir nossas responsabilidades. Melhor conhecer a Palavra de Deus que irá nos conduzir pelo reto caminho do que vivermos pecando, nos desviando e desviando outros. O evangelho nos traz a correção e a alegria de sabermos o caminho a seguir. Com Jesus teremos segurança em cada passo e não seremos envergonhados no Dia do Senhor, porque passamos da transgressão para a justiça, do pecado para a santidade, da morte para a vida!