Precisamos ter a Palavra de Deus como nosso pão diário!

E logo, durante a noite, os irmãos enviaram Paulo e Silas para Bereia; ali chegados, dirigiram-se à sinagoga dos judeus. Ora, estes de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim.
‭‭Atos‬ ‭17:10-11‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.17.10-11.ara

Como temos recebido as mensagens evangelísticas a respeito do reino de Deus? Absorvemos sem ver se estão amparadas nas Escrituras? Tenho enviado mensagens a diversas pessoas há mais de um ano e pergunto se os que as estão lendo estão verificando se estou sendo bíblico ou falo por ignorância. Devemos reter apenas o que é segundo o que Cristo, seus profetas e seus apóstolos nos ensinam. Doutrinas humanas podem nos afastar do caminho. Jesus Cristo é o único caminho, conforme ele mesmo declara em João 14.6, o autor da carta aos Hebreus em Hebreus 9.27 e muitos outros textos!

É necessário que conheçamos as escrituras para não seguirmos por achismos pessoas, ou pior, por achismos alheios. Os ouvintes de Bereia foram chamados de mais nobres porque buscavam confirmar e ouviam com avidez. Este deve ser o nosso proceder em relação às Escrituras. Importa-nos conhecer a vontade de Deus. Fazendo isto, não nos desviaremos e nem iremos desviar pessoas.

Quantas vezes já lemos a Bíblia em nossas vidas? Podemos dizer que conhecemos todo o texto bíblico e somos capazes de analisar uma pregação? Pelo Espírito Santo podemos buscar entendimento destas palavras, mas muito mais em com ele em estudos bíblicos onde podemos analisar até diferenças de entendimento das correntes teológicas Cristãs. Se em nossos corações não estamos vivendo o amor e a transformação diária é porque não estamos nos permitindo ter contato com a Palavra de Deus que deveria ser nosso pão diário.

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido.
‭‭Salmos‬ ‭1:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.1.1-3.ara

Há vida em meditar sobre a Palavra de Deus! Não ignoremos a importância de conhece-la. Isto será vida, sucesso espiritual e segurança para a eternidade, tanto nossa quanto dos que estão à nossa volta.

Ano 2#8

Proclamemos os feitos do Senhor!

O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; e que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel a Deus.
‭‭Salmos‬ ‭78:3-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.78.3-8.ara

A humanidade cresce em conhecimento quando os registramos e ensinamos às gerações futuras. A gestão do conhecimento é também uma ciência, pois há que se escrever o que deu certo e o que deu errado e disseminar as boas práticas como lições aprendidas. A Bíblia é justamente um conjunto de livros que ensina a fé em Deus e o que acontece com quem tem fé nEle e com quem não tem esta fé. Como viver nas boas práticos e o que é estar fora delas.

A Palavra de Deus é um legado tão poderoso que apenas o Antigo Testamento manteve uma nação unida em propósito por quase 2000 anos sem ter o próprio território, mas com os mesmos valores, tradições e fé! O Novo Testamento gerou uma infinidade de filhos na fé de Abraão e que servem ao Senhor sendo uma só família em Cristo!

Não importa quanto tempo passe, sendo a humanidade a mesma desde Adão, o que serviu antes continua servindo hoje e servirá amanhã. Recebemos o legado e o passaremos a outros. Somos os mensageiros de nossa geração, mas que a mensagem não seja apenas repetida, mas vivida! Falar de boca para fora não nos transformará, ainda que outros possam ouvi-la e serem bons executores.

Precisamos passar pelo processo e experimentar cada exercício proposto. O primeiro é a fé e depois vem o amor! Sem estes dois não entenderemos o conteúdo e seremos apenas papagaios a repetir coisas desconexas, imitando sons sem lhes entender a motivação e significados. Sons não mudam nosso ser, mas atitudes!

Sejamos fiéis a Deus como Ele é para conosco. Conheçamos os seus feitos e preceitos e os declaremos às gerações futuras. Isto transformará a nós e ao nosso mundo. Se falharmos nisto estaremos nos preparando para vivermos na falta de amor e desconhecimento de Deus, em meio a guerras, fomes e violências. O mundo permanece no caos enquanto desconhecer a Deus e Sua vontade! A escolha é nossa!

Ano 2#8

Não deixe o pre-conceito lhe impedir de conhecer o evangelho!

Então, o sumo sacerdote interrogou a Jesus acerca dos seus discípulos e da sua doutrina. Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto. Por que me interrogas? Pergunta aos que ouviram o que lhes falei; bem sabem eles o que eu disse.
‭‭João‬ ‭18:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.18.19-21.ara

Jesus, ao ser preso, foi interrogado de maneira a buscarem com que lhe incriminar. Mas ele deixou bem claro que não haveria como incrimina-lo, pois nada havia sido falado em oculto e nem eram coisas de teor fora do contexto religioso ou inadequado. Jesus pregou nas sinagogas a respeito do reino de Deus, trazendo a verdade sobre o Cristo que havia de vir e veio em sua pessoa.

Enquanto as pessoas não enxergarem a verdade irão questionar a fé Cristã, pois não conseguirão entender graça salvífica e o caminho proposto por Cristo. A ignorância humana a respeito da santidade de Deus e do Seu amor pela criação chega a nos fazer seguir caminhos opostos aos dEle. Nossa intuição à respeito de Deus nos fala de algo tremendo e inatingível, mas na verdade está ao nosso alcance em Jesus!

Será que estamos questionando os ensinos de Jesus apenas por contrariedade? Por que antes de destruir suas palavras não vamos ouvi-las buscando entende-las? Jesus nos convida a perguntarmos aos que ouviram suas palavras se são de morte ou de vida, de guerra ou de paz, de maldição ou de benção, de destruição ou edificação.

Há muito pre-conceito contra o evangelho de Cristo e muitos motivos para tal, mas deixemos tudo de lado e busquemos nos aprofundar em seu entendimento. Fazendo assim iremos entender o poder da Palavra e do amor do Pai para conosco!

Ano 2#6

Somos órfãos espirituais?

Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros.
‭‭João‬ ‭14:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.14.18.ara

O que é ser órfão? É não ter paternidade sobre as nossas vidas. É não ter orientação, carinho e proteção de um adulto da família em nossa fase de criança e adolescente. É não ter a segurança de ser amado e não possuir a herança da convivência do seio familiar.

Bem, se não conhecemos e não estamos vivenciando isto com Deus é porque somos órfãos espirituais. Devido ao pecado de Adão e Eva nascemos com o desejo de abandonar a casa do Pai desde nossa tenra idade. Na primeira oportunidade de escolha espiritual acabamos por sair pela porta dos fundos, escondidos, porque não desejamos ficar debaixo de seus preceitos e acabamos por abandonar nossa casa e vivemos como órfãos, por nossa própria escolha!

Muitas vezes culpamos Deus de estarmos nos sentindo sozinhos, abatidos, desmotivados, mas nunca nos questionamos sobre o por que deste vazio interior, desta carência espiritual. Se olharmos para Deus veremos que Ele nunca nos fechou a porta e está esperando de braços abertos a nossa volta.

Voltar custa abandonar nosso ego, reconhecer nossa arrogância, perceber a desvantagem de continuarmos sozinhos, com fome espiritual, desnudos e sem esperança de dias melhores. Ainda que estejamos sendo cuidados por quem está disposto a nos ajudar, permanecemos sem o lar, o aconchego da família e da referência de ser esperado voltar da escola com um prato de alimento feito com carinho.

Orfandade gera insegurança, necessidade de se auto-proteger, desconfiar de quem está ao nosso lado, esperar o pior das pessoas e do futuro. Orfandade espiritual existe porque estamos fugindo do Pai que nos ama de verdade! Mas isto não precisa ser assim! Jesus declarou para nós que ele voltará e não nos deixará órfãos! Ele está preparando lugar na casa do Pai, para que moremos com ele para sempre!

Teremos a proteção ininterrupta de Deus, Sua presença, alimento puro, descanso da fadiga emocional e espiritual deste mundo, a amizade de uma família espiritual numerosa, acesso ao conhecimento da herança familiar e espiritual separada para nós e muito amor!

Somos órfãos espirituais porque escolhemos ser enquanto fugimos de Deus. Temos dado mais importância em viver alheios so Pai do que nos braços dEle. Acreditamos que nossas escolhas são melhores que as dEle e não queremos ouvir o que Ele deseja para nós. Temos dado as costas para a herança guardada para cada um de nós para buscarmos os valores do mundo. No final, os órfãos permanecerão órfãos, enquanto os que desejam um Pai o terão eternamente.

Continuaremos escolhendo viver longe do Pai? Ou reconheceremos a nossa rebeldia? Deus está enviando sua mensagem de busca por cada um de nós, mas Ele não nos trará à força. Enviou o Filho para que os demais se voltassem e se tornassem irmãos por atenderem ao chamado. Não há inclusão sem a vontade de quem fugiu de retornar ao Pai. Voltar para casa é decidir viver com o Pai e Sua natureza Santa. Muitos ainda desejam curtir o mundo e a sua orfandade permanece.

Oremos por nossas vidas e vejamos se ainda somos órfãos ou temos o Pai a cuidar de nós!

Mensagem Ano 2#1

Muitos vivem um inferno enquanto não perdoam.

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.
‭‭Mateus‬ ‭5:43-48‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.43-48.ara

Até a vinda de Jesus mal seríamos capazes de amar o nosso próximo. Em verdade, ainda estamos lutando contra nosso ser interior que muitas vezes deseja para si o que precisa ser para nós. Na Lei seríamos cobrados para amarmos somente o nosso próximo, mas em Cristo somos chamados para perdoar quem nos ofende e ama-los também!

Em Cristo somos influenciados diretamente pelo Espírito Santo e passamos a olhar a humanidade com os olhos do Senhor. Passamos a entender a dificuldade humana em viver para a edificação do coletivo, pouco presente na cultura ocidental. A oriental já possui uma vantagem estabelecida de que a coletividade possui importância maior que o indivíduo, mas nem sempre ensina sobre o Deus Todo-Poderoso, o criador do universo. É uma vantagem, mas não a verdade.

Assim ocorre com muitas doutrinas que ensinam preceitos importantes da Bíblia, sem ensinarem a verdadeira motivação para fazermos isto. Muitas vezes ensinam que praticando estas coisas nos tornaremos melhores e até subiremos de patamar espiritual. Ora, quem define os níveis a serem atingidos não seriam também criados? E quem estaria acima deles? Está longe demais para ser acessado e muitas vezes não deve ser incomodado…

A Bíblia nos ensina sobre Deus triuno: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, um Deus de relacionamento pessoal, ao nosso alcance por uma simples oração, que se interessa por cada um de nós e deseja salvar a todos. Um Deus justo que salvará quem responder ao Seu chamado em Cristo, mas permitirá a vida errática de quem não desejar viver por meio de Seus preceitos, vindo a deixa-los no exílio espiritual eterno do fogo que não se apaga.

Temos um Deus que se importa com cada um e deseja que nos amemos de verdade, ainda que estejamos inimigos uns dos outros. Por que? Porque se amarmos nossos inimigos amaremos a todos. Inimigos amados se tornam novos amigos e a edificação será de todos. Em Cristo conquistamos o poder de viver desta forma, glorificando a Deus!

Seremos perfeitos com a presença de Deus em nós. Não devemos nos preocupar com o aspecto de ceder para alguém que nos fez mal. O amor destrói todo o pecado cometido contra nossas vidas e restaura no mundo espiritual o que foi destruído aqui. Isto é o que importa. Não é um caminho fácil, mas é transformador e edificante. É a saída para um mundo transtornado pelo ódio, vaidade e egoísmo. Temos escolha porque Jesus nos deu, não porque somos capazes de sozinhos alcançarmos, mas porque o Espírito de Deus nos capacita.

Hoje devemos tomar a decisão de mudar de atitude e confiar em Deus. Perdoemos nossos ofensores, se dentro da família ou fora. Se na área sentimental, espiritual, sexual ou material não importa, pois o resultado será o mesmo e seremos libertos daquilo que nos prende aos pensamentos de vingança e maldição. Ou nos agarramos à saída em Cristo ou seremos eternamente acorrentados aos pensamentos ruins do que nos arrasta em masmorras da tristeza e inconformismo com o mal recebido.

É tempo de destruir as correntes do mal feito contra nós e isto só é possível perdoando e amando (não é gostar, mas decidir fazer-lhe o bem e esquecer o mal feito). Perdoar é esquecer e não imputar mais o mal. É poder conviver sem apontar ou sentir o terror retornando, porque a ofensa foi esquecida. Perdoar é saber expor a dor e colocar para fora toda a sujeira do corte que foi feito. A cicatriz fica, mas não irá doer mais e nem precisará ser protegida.

Cada um sabe a dor que sente e dos horrores que viveu. Não é melhor perdoar e esquecer do que viver o terror eternamente? Quem perdoa já se livrou do inferno de se lembrar eternamente do mal e deixa de sofrer o pecado recebido. Quem perdoa será também perdoado por Deus. Será um duplo livramento do inferno!

Cuidemos dos sinais. Que sejam fruto da fé e boas obras em Cristo!

Novamente, se retirou para além do Jordão, para o lugar onde João batizava no princípio; e ali permaneceu. E iam muitos ter com ele e diziam: Realmente, João não fez nenhum sinal, porém tudo quanto disse a respeito deste era verdade. E muitos ali creram nele.
‭‭João‬ ‭10:40-42‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.10.40-42.ara

Há os que creem pelo que ouvem e leem e há os que creem por ver os sinais. Há os que não creem ouvindo e/ou vendo e os que nunca viram e nem ouviram falar de Jesus Cristo. Em meio a tantas circunstâncias diferentes há ainda os que viram e creram e, depois, se desviaram e buscam desviar a outros. Afinal, qual é a verdade à respeito de Jesus? Onde obte-la?

Jesus está explicado e apontado nas Escrituras Sagradas. Ele é revelado na Bíblia para que possamos entender o Pai. Sem conhecermos Jesus continuaremos na ignorância de Deus e do propósito da humanidade. Profetas apontaram o desvio do caminho, e João Batista apontou o caminho, pois o viu em vida! Jesus fez mais que os profetas, pois além de mostrar o caminho para o Pai ainda libertou cativos espirituais e curou enfermidades de todos os tipos.

Ainda hoje Jesus continua esta obra a partir da igreja instituída em seu sangue, seu sacrifício, para que possamos participar do seu corpo e da eternidade com ele. Se a igreja mostra o caminho e pratica os sinais, então vidas serão alcançadas e transformadas. Se os que se chamam de igreja não viverem como Jesus viveu, então não importará os sinais realizados diante dos homens.

Sem transformação interior não haverá ganho algum pelos sinais. A Bíblia ensina que o diabo faz sinais também. Ensina que no nome de Jesus, ainda que vivamos em pecado, poderemos expressar sinais:

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.
‭‭Mateus‬ ‭7:21-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.21-23.ara

Temos sido exaustivos sobre a salvação ser estabelecida pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras. Mas a resposta da fé em Jesus são obras! Elas são a consequência da salvação. Quem recebe o Espírito Santo por ter sido salvo não permanece praticando pecados, pois passou das trevas para a luz. Já não precisa se esconder, pois em sua transformação interna passa a desejar as boas obras!

A igreja transformada faz a diferença onde estiver. A não transformada nem igreja é! Não podemos viver pelo nome de Cristo e não sermos convertidos de verdade, como convencidos. O convertido vive para Deus e tem compaixão pelo seu próximo. Não vira os olhos para o perdido e não se alegra com a maldade. Deseja ver um mundo melhor e participa desta construção. Calar-se e ignorar tudo à volta é omissão e não é característica do povo de Deus.

Jesus fez sinais e maravilhas e muitos creram nele. No entanto, hoje muitos podem fazer o mesmo em seu nome. Não podemos nos amparar apenas neste quesito para concordarmos com a santidade de quem opera tais milagres. Jesus é santo. Deus é santo e somos chamados a sermos santos. Os sinais seguirão os que creem, ainda que estejam deixando a santidade.

Precisamos cuidar de nossas vidas e conhecer Jesus Cristo profundamente. Fazendo assim não iremos nos esquecer de quem somos e como precisamos dele. Iremos cuidar de fazer a sua obra e amar o próximo. Iremos usufruir do amor de Deus e da vida eterna. Seremos luz e sal para que outros sejam abençoados! Seremos justos e poderemos alcançar superior conhecimento de Deus. Alegraremos o coração do Pai e não desviaremos ninguém da presença dEle!

Quem se esconde nas trevas, nelas viverá pela eternidade…

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.
‭‭João‬ ‭3:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.3.19-21.ara

Adão e Eva se esconderam de Deus logo que pecaram. Nosso reconhecimento do mal praticado nos faz querer que tais coisas fiquem em segredo. Alguém que rouba esconde a prática, da mesma forma que o vício da bebida, drogas e sexo não são comumente praticados de dia, na frente de qualquer pessoa.

Tais atos, no entanto, já estão ficando comuns de se ver de noite. Pessoas se prostituem e se drogam em áreas públicas, sem se darem conta de terem perdido a vergonha de esconderem seus atos. O mesmo está acontecendo na corrupção, onde receber “propina” se tornou algo comum, sem nem mais esconderem de juízes e promotores, alegando ser a prática adotada por todos.

Ora, se todos fazem, então deixou de ser um problema, certo? Errado! Pecado continua sendo pecado, erro continua sendo erro, corrupção continua sendo corrupção, bem como prostituição, adultério e mentiras, para enumerarmos alguns pecados. O viver deste modo é amar as trevas ao invés da luz. É amar as obras do diabo e ignorar as de Jesus!

Cristo veio trazer a única forma de vivermos com Deus, pois se continuamos a viver em pecado, jamais entraremos no reino dos céus. Sem o sacrifício de Cristo não poderíamos receber a justificação de nossos pecados, zerar a conta. Como pagar uma dívida quando estamos cheios de dívidas? Mas se alguém pagar as anteriores e pararmos de ter de pagar os juros, não será possível honrar novos compromissos?

Sem o perdão de nossos pecados não haveria como deixarmos de pecar. Com o Espírito Santo em nós, seremos capazes de dizer sim para Deus e não para o pecado. Viveremos na luz e não nas trevas, amaremos a verdade e não a mentira, a santidade ao invés das mazelas do pecado!

Sem Cristo não seremos transformados e continuaremos nas trevas. Ama-lo é amar a luz. Ignorar sua redenção é amar as trevas, pois não estamos desejando mudar de atitude diante de Deus. Haverá um dia em que seremos julgados, na luz, onde tudo o que tivermos feito e não tiver sido perdoado será usado para nos mostrar que não desejamos a luz e seremos mantidos nas trevas que desejamos ficar. O inferno é o lugar onde os que vivem nas trevas permanecerão por toda a eternidade, dentro do lago de fogo, pois é o desejo de quem preferiu viver afastado de Deus.

Deus será justo com a humanidade, pois a ama enquanto pecadores somos, dando a todos a opção de irem para a luz através de Cristo ou permaneceram nas trevas por vontade própria. Não vai adiantar colocar a culpa no diabo, serpente ou Satanás, pois ele não decide em nosso lugar. Ele apenas coloca na nossa frente aquilo que nos faz desejar o erro, mas não faz por nós. Cada um examine-se a si mesmo e tome a decisão de sair das trevas para a luz!

A porta é estreita, mas ainda está aberta para a nossa salvação! E aí? Vamos busca-la ou permaneceremos escondidos de Deus para sempre?

Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.
‭‭João‬ ‭10:9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.10.9.ara

Qual o valor de uma vida para Deus? E para nós?

Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.
‭‭Gênesis‬ ‭2:7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.2.7.ara

Sempre pensamos em criar e construir coisas. Fomos criados a imagem e semelhança de Deus. Em nossas mentes criamos mundos e situações, ainda que não consigamos gera-las na vida real como Deus fez e faz!

Programadores de jogos eletrônicos criam cenários, enredos, seres eletrônicos de todos os tipos que obedecem a regras e padrões pre-estabelecidos, até que aprendam novos comportamentos em relação aos jogadores que se opõem ou colaboram nas tarefas dos jogos. Temos tentado estabelecer cópias de nós no mundo virtual, mas são muito aquém do que somos para Deus.

Nem de perto nossas criações possuem vida real ou tem o valor que temos, mas para o seu criador há toda a alegria de ver sua criação “vivendo” no mundo criado para ela. Outra grande diferença é que nossas cópias não possuem muitas diferenças entre si e acabam alcançando limitadas diferenças de comportamento nos computadores de cada jogador.

Deus nos criou com grande liberdade de expressão, adoração, alegria, funcionalidades, dons e toda a sorte de capacidades, ainda que acabemos por imitarmos uns aos outros e gerarmos comportamentos muito semelhantes em geral. Mas, a pior parte é que ainda não conseguimos valorizar a vida preciosa que temos. Por que digo isto? Por que, em geral, não nos importamos muito com o que está acontecendo fora das nossas vistas ou áreas de atuação. Não estamos comovidos com as milhares de mortes por pandemias ou fomes, e só culpamos governos e autoridades quando estas nos impactam diretamente.

Uma vida possui tudo o que o Criador idealizou e sua morte é a interrupção de infinitas possibilidades de transformação deste mundo. Indivíduos enfrentaram exércitos, descobriram vacinas, luz, comunicações, sistemas de transporte, arte, descreveram com palavras o mundo à nossa volta, registraram cenas que nos impactam até hoje, desbravaram novas fronteiras, mas também destruíram muitas vidas com suas vaidades e egoísmo.

E a nossa vida? Termina aqui ou há algo mais? Viveremos apenas para nós mesmos ou vivemos para expor nosso conteúdo guardado em nossos corações e mentes construídos pelo Criador? Iremos reclamar do cenário e nos atermos às limitações ou vamos buscar transformar o mundo à nossa volta para refletir o amor de Deus?

Quanto vale a nossa vida e a das outras pessoas?

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
‭‭João‬ ‭3:16‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.3.16.ara

Deus se importa com a sua criação e nos enviou o seu Filho para que nos lembrássemos do nosso valor como indivíduos e como coletividade! Há muito mais a ser feito através de nossas vidas, mas valor só é dado quando se compreende quem somos e o que se espera de nós. Deus enviou Jesus para que todos que crerem nele se tornem filhos de Deus, como na origem do mundo, com o propósito de amarmos e transformarmos esta Terra!

Assim, que possamos conhecer o Filho e o Pai, que possamos enxergar o valor de uma vida e nunca mais iremos ignorar o sofrimento alheio. Uma vida vale muito diante de Deus e deve valer para nós também. Confiemos no amor de Deus e o pratiquemos. Fazendo assim estaremos exercendo nossa filiação e valorizando a criação do Senhor para todo o sempre!

Somos amigos de Jesus?

O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando.
‭‭João‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.15.12-14.ara

Jesus destaca que o sinal que confirma a nossa amizade para com ele é o amor ao próximo. Mas, vejamos que é no nível que Jesus alcançou, a ponto de darmos a própria vida por eles. Isto significa dedicação, compromisso e atitude para com quem está próximo a nós.

Sempre falamos que a família, vizinhos, colegas de trabalho ou de estudo são os nossos próximos mais próximos e são destes que Jesus está falando para nós. É neste contexto que somos afligidos pelas discussões, traições, maledicências, tristezas, mas também na oportunidade de nos alegrarmos, abençoarmos, apoiarmos e vencermos juntos!

Se não amamos, então não somos amigos de ninguém, muito menos de Jesus! Se não amo a quem está próximo e por quem posso fazer diferença, por que acho que posso convencer Jesus de que sou seu discípulo? Ele morreu sendo esbofeteado, machucado, pregado na cruz, por todos aqueles que fizeram isto a ele também! Temos sofrido neste nível? Será que a ofensa é superior à de Cristo? Se for, será uma grande oportunidade de revelar ao reino espiritual como Cristo em nós vence qualquer dor e escárnio que possamos sofrer.

Não podemos permitir que a maldade continue em nosso meio. Não podemos nos calar sobre pessoas sofrendo ao nosso lado, bulling, assédios, estupros, violência doméstica, não podemos fechar os olhos e a boca contra estas mazelas. Se amamos ajudaremos na cura e libertação e não iremos proporcionar nada disto à ninguém, muito pelo contrário.

Por nossas ações mostraremos nosso amor, não pela omissão. É ajudando que confirmamos nossa amizade, e isto tem valor espiritual muito grande para todos que participam desta história a ser contada pela eternidade. Que Jesus tenha muitos amigos e que estejamos no grupo, pois aprendemos que o amor apaga multidão de pecados e na amizade entraremos juntos pelos portões celestiais dos justificados pela graça e pelo amor de Deus!

Gratidão gera perseverança na operação espiritual!

Respondeu João: O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.
‭‭João‬ ‭3:27‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.3.27.ara

Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
‭‭João‬ ‭15:5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.15.5.ara

João Batista reconhece que seus dons de profeta vieram de Deus e somente dEle é que recebemos as coisas espirituais. Jesus confirma que na obra de Deus a ser feita devemos estar conectados nele, pois sem ele nada poderemos fazer para a glória de Deus!

Esta consciência deve nos trazer a gratidão sobre o que temos recebido de Deus, pois se algo temos é porque o Senhor deseja que participemos com Ele em Sua obra. É um privilégio e oportunidade de fazermos cada vez mais e prosperarmos espiritualmente.

João Batista possuiu o ministério de divulgar a chegada de Cristo em seu reino espiritual. Viu o cumprimento das promessas de Deus e foi chamado de o maior no reino dos homens. Alegrou-se com a chegada do Senhor entre nós e fez até o fim a sua parte.

Precisamos ser gratos e aptos a buscarmos no Senhor tudo o que for necessário para cumprirmos nosso propósito. Jesus é o detentor dos recursos, o direcionador, co-participante quando estamos em dificuldade e nosso protetor quando o inimigo tenta nos desanimar e atrapalhar a nossa fé.

Em gratidão não nos exaltaremos, estaremos com os corações estabelecidos no amor de Deus e seremos perseverantes em ajudar a quem estiver precisando de nós. A quem estamos sendo gratos estaremos com uma dívida de fé, pois todo amor gera uma contrapartida em quem recebeu, algo da parte de Deus que incita à retribuição.

Ainda que não respondamos à quem nos deu, poderemos gerar esta resposta no coração de outros, favorecendo um ciclo virtuoso à nossa volta. Sejamos gratos a Deus pelo dom da vida e de tudo o que temos recebido nas regiões celestiais pela fé em Jesus Cristo e sejamos úteis nas mãos do Senhor!