#3_37 Jó 28:25-28

Quando regulou o peso do vento e fixou a medida das águas; quando determinou leis para a chuva e caminho para o relâmpago dos trovões, então, viu ele a sabedoria e a manifestou; estabeleceu-a e também a esquadrinhou. E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e o apartar-se do mal é o entendimento.

Jó 28:25-28

O relativismo ajuda-nos a caminhar a curto prazo, a partir de algo que vimos e queremos nos afastar ou aproximar. No entanto, não conseguimos ter o entendimento completo das coisas e este relativismo não nos ajuda a longo prazo, quando falamos de moral e ética para as nossas vidas. Basta mudar de país ou grupo de pessoas e conhecer novos valores e começamos a duvidar do que é fazer o bem ou mal em relação a onde estávamos.

Deus estabeleceu todas as coisas e constituiu uma lei universal. Nela temos o absoluto e temê-lo é, em primeira instância, fixar nossos valores no que Ele estabeleceu como bem e mal. Temer a Deus é obedecê-lo nos valores morais que foram definidos em sua lei, é nos deixar guiar por seu Espírito Santo, é não relativizar como o mundo faz.

Onde está a definição de mal para que eu me afaste? É o aborto um mal? Ter relações sexuais com o mesmo sexo um mal? Definir minha própria sexualidade é um mal? Tirar algo de alguém para resolver um problema maior é um mal? Matar alguém em legítima defesa é um mal? Matar alguém que matou outro é um mal? Cada cabeça dará uma resposta. Cada cultura terá suas percepções sobre esta e outras questões. Há sociedades onde podemos ter mais de um cônjuge, outras em que o casamento é proibido.

Tal relativização não é benéfica para a humanidade e a lei de Deus é nosso único ponto de apoio, nossa grade de navegação, para podermos atingir todo o potencial da nossa raça. Sem o temor do Senhor não há verdadeira sabedoria e nem conhecimento do bem e do mal. Já que assim decidimos no Éden, o podermos decidir nossos destinos, hoje só podemos fazer o caminho inverso e decidir obedecer à vontade de Deus. É deixar de relativizar e buscar o conhecimento absoluto da vontade d´Ele.

Em Cristo temos este caminho de volta, nosso ponto de origem e um navegador para nos balizar o caminho:

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos. Salmos 119:105

Não há outro caminho a seguir. Todos os demais nos levarão à prática de coisas más diante de Deus. Uma mesma ação pode significar muitas coisas, mas pelo direcionamento divino será justiça. Se estivermos fora dos caminhos do Senhor estaremos fazendo pelo nosso braço, servindo apenas ao nosso egoísmo prático. Não sejamos assim, mas aqueles que caminharão sem dúvidas neste mundo que é relativo e sem interesse em estar ordenado. Os caminhos de Deus são superiores e nos levarão ao alto! E isto começa temendo-o, nos submetendo ao conhecimento verdadeiro que está nas Escrituras.

#3_35 Marcos 12:24

Respondeu-lhes Jesus: Não provém o vosso erro de não conhecerdes as Escrituras, nem o poder de Deus?

Marcos 12:24

Precisamos de equilíbrio e buscar tanto as escrituras quanto o poder de Deus! Ao buscar seu poder, sem as escrituras, acabo por esquecer o motivo do poder. Sem buscar o poder, mas as escrituras, deixo de lado o poder que impacta o mundo e olho apenas para mim. Deus fez os dois para que sejamos impactados e possamos revelar o seu poder através de nossas vidas. Ao buscarmos em separado estamos mais preocupados conosco. O evangelho é servir e, para isto, precisamos conhecer tudo o que o Senhor nos disponibiliza para a sua obra. Deus seja louvado!

#3_05 Salmos 19:7-8

7 A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos símplices.8 Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro e ilumina os olhos.

Salmos 19:7-8

A palavra de Deus é perfeita. Por ela somos transformados quando o Espírito Santo de Deus nos ensina e a praticamos. Nos restaura a alma no momento em que a entendemos e ela se torna parte de nossas vidas. Até quem não tem estudo se torna sábio e nossas vidas serão edificadas. Que possamos dar mais atenção e importância, pois é o próprio Senhor se revelando a nós!

Deixemos a preguiça e leiamos a Bíblia!

Cuide dos seus negócios lá fora, apronte a lavoura no campo e, depois, edifique a sua casa.
Provérbios 24:27 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.24.27.NAA

A sabedoria da palavra de Deus é inesgotável. Em um versículo percebemos quão densa é no conteúdo, pois livros precisam ser escritos para que um versículo possa ser bem realizado em nossas vidas.

Vejamos a condição financeira. Este versículo nos ensina o que livros como “Pai Rico e Pai Pobre” nos falam de maneira mais detalhada. Mas, no final, o que aprendemos é que os ativos devem ser construídos para depois adquirirmos os passivos.

No versículo acima somos orientados a primeiro gerarmos renda a partir de negócios, sejam na lavoura ou outro que tenhamos. Devemos cuidar deles e, só então, edificar uma casa, uma família.

Inverta a ordem e veja o que irá acontecer. O tempo todo teremos de correr para pagar contas, lutando com dificuldades até conseguir subir de vida e dar melhores condições à família.

A Bíblia é a palavra de Deus e sabedoria do alto. Deus nos revela como bem viver em sociedade, conosco e com Ele. Ignorar o que está nela escrito é não querer dar ouvidos ao criador! O que muitos livros ensinam a Bíblia também o faz, mas ela vai além, pois traz uma sabedoria que só Deus pode ensinar pelo Espírito Santo, o verdadeiro autor.

Engana-se quem acha que a Bíblia é ultrapassada e que apenas contém a palavra de Deus. Ela é a palavra de Deus, a nossa porção. É infalível! Muitos tentam provar o contrário com suas teorias, acreditando mais na ciência do que no Criador do Universo.

O tempo dirá, pois as conquistas científicas mostram a magnífica criação, como há uma inteligência na forma como tudo existe. Não podemos acreditar que um moderno aparelho de celular é fruto do acaso. Por que o fazemos com o universo a nossa volta? Por querermos ditar nossas regras e não querermos viver pelas do Criador.

No final perderemos o cabo de guerra com Ele, pois é impossível ir contra o Todo-Poderoso. Melhor aprender com Ele, pois teremos muito mais do que muitos livros nos proporcionam, pois nenhum outro é tão completo e poderoso que nos traga o conhecimento do Altíssimo como a Bíblia! Deixemos de ser preguiçosos e nos debrucemos no poder da Palavra de Deus!

Ano 2#351

Qual a nossa crença a respeito de Cristo?

Tendo Jesus partido dali, foi para a sua terra, e os seus discípulos o acompanharam. Chegando o sábado, passou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se maravilhavam, dizendo: Donde vêm a este estas coisas? Que sabedoria é esta que lhe foi dada? E como se fazem tais maravilhas por suas mãos? Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, José, Judas e Simão? E não vivem aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, senão na sua terra, entre os seus parentes e na sua casa. Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. Admirou-se da incredulidade deles. Contudo, percorria as aldeias circunvizinhas, a ensinar.
Marcos 6:1‭-‬6 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.6.1-6.ARA

Continuando a falar sobre a fé, se bloqueamos a fonte, então não nos encheremos. Como estávamos falando ontem, tenho minha fé acrescentada pela oportunidade de conhecer a respeito de quem a gera em mim. Se não acredito na fonte, então está fé não é acrescida em mim. Foi isto o que ocorreu na região onde Jesus nasceu e cresceu. Embora as pessoas estivessem ouvindo e não entendendo como aquele que cresceu entre eles estava demonstrando tanta sabedoria, decidiram confiar no que sabiam a respeito de onde viera e sua família.

Muitas vezes bloqueamos nosso conhecimento a respeito de Jesus porque familiares ou pessoas influentes sobre nós trazem uma perspectiva que ofusca o verdadeiro conhecimento de Cristo. Isto bloqueia a fé e impede que possamos usufruir do poder que há no nome de Jesus! Como temos ouvido sobre Cristo? Alguém que sofreu na cruz e não tem poder para nos salvar a ponto de termos de fazer obras para alcançar a nossa salvação? O que estamos ouvindo e acreditando a respeito de Jesus impactará nossa vida para toda a eternidade e ela já está em andamento hoje!

Temos entendido que a salvação só é possível mediante o ato redentor de Cristo, ao se oferecer como sacrifício para justificar nossos pecados. Ora, se Jesus tem todo este poder então tudo muda e passo a viver sob outra perspectiva. Se ainda não confio neste salvador, permaneço na condição que estou, e esta não deve estar muito melhor que ontem… A fé em Cristo Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo é o divisor de águas na vida de todo ser humano. Sem o entendimento certo sobre este assunto corremos o risco de abandonarmos o único meio de alcançarmos a eternidade na presença de Deus.

Abrir mão por não conhecê-lo é ignorar todos os avisos, placas, leis, testemunhos, apitos e mensagens disponíveis pelos tempos vividos. Há quem possa dizer que não ouviu falar em Jesus ainda, mas os que ouviram falar, qual a postura adotada? Acreditou na fonte de que forma? Investigou a respeito ou só está replicando o que ouviu? Ter fé é crer de verdade, não é repetir algo que desconhecemos e nos convencermos de seu poder. É poder olhar e confiar que Cristo é Senhor e salvador de todo o que nele crê. Sem esta certeza nossas vidas não terão melhoria alguma espiritualmente falando, mas nela teremos um grande júbilo, indizível surpresa diária de comunhão com o Senhor!

Qual a nossa atitude a respeito de Cristo? Estamos dando de ombros por não acreditar no Filho de Deus? Estamos dando crédito a quem? No mínimo podemos abrir as Escrituras e buscar conhecê-lo mais a fundo. Uma dica, peçamos a Deus que nos mostre a verdade, pois Ele dá a quem pede. Você acredita nisto?

Ano 2#245

O Renovo é Cristo!

Ouve, pois, Josué, sumo sacerdote, tu e os teus companheiros que se assentam diante de ti, porque são homens de presságio; eis que eu farei vir o meu servo, o Renovo. Porque eis aqui a pedra que pus diante de Josué; sobre esta pedra única estão sete olhos; eis que eu lavrarei a sua escultura, diz o Senhor dos Exércitos, e tirarei a iniquidade desta terra, num só dia. Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, cada um de vós convidará ao seu próximo para debaixo da vide e para debaixo da figueira.
Zacarias 3:8‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/zec.3.8-10.ARA

São tantas as promessas de Deus a respeito de Cristo que percebemos quanto cuidado o Senhor teve em confirmar que nEle teríamos a salvação. Deus deu a visão ao profeta Zacarias a respeito do sacerdote Josué, onde o anjo de Deus repreende Satanás, manda que as vestes sujas do sacerdote sejam trocadas por limpas e declara a promessa do Renovo, a pedra onde haveria a edificação de um novo povo. Este povo viveria em comunhão uns com os outros, sem malícia ou maldade.

Grandes são os benefícios prometidos por Deus sobre o povo de Sua aliança. É inquestionável que tenhamos nossas vestes limpas pelo Santo. Quem pode dizer que é santo sem ser vaidoso e cair de sua santidade? Assim, todo o santo é reconhecido por intermédio de outro e só se torna santo o que crê em Jesus Cristo e realiza as obras e os sinais que ele prometeu a todos que se tornassem seus discípulos.

Nossa maior dificuldade é enxergarmos a verdade do pecado e suas consequências, a necessidade do perdão de Deus. Sem está percepção não iremos buscar arrependimento e salvação. Sem reconhecermos a santidade de Deus e nossa óbvia separação do Senhor por causa disto não precisaremos do evangelho. A causa é simples. Tire o valor das Escrituras Sagradas e as torne um livro de homens. Assim ninguém se ocupará em achar que é mais importante que qualquer outro conhecimento advindo de livros.

Torne as Escrituras Sagradas como o manual de fé e regra, as disposições divinas para a humanidade, as prescrições de um Deus eterno e Todo-Poderoso, teremos temor e desejo de buscá-lo. Sem a pregação do evangelho não há quem ouça a condenação do pecador. Toda vez que esquecermos quem somos e quem Deus É teremos a tendência de nos mantermos distantes de seus preceitos. Enquanto temos identidade em Cristo sabemos por quem e por que fomos chamados à uma vida santa.

Essa santificação começa com Deus trocando as nossas vestes e nos edificando sobre a rocha, o servo, o Renovo. Somos feitos novas criaturas, não mais nascidos da carne, mas do Espírito. Esta nova realidade deve ser vivida na plenitude da comunhão com o corpo de Cristo, a igreja, onde cada um chama o seu companheiro para estarem juntos por toda a eternidade. Estamos buscando viver assim? Estamos ouvindo o chamado e chamando outros? Bom será se estivermos, pois o que está para vir será ainda melhor!!!!

Ano 2#240

Olhemos para Cristo!

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.”
‭‭Apocalipse‬ ‭2:7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.2.7.ARA

Acredito que a migração de cristãos de umas igrejas a outras está ocorrendo porque muitas das igrejas que antes estavam cuidando com zelo de seus membros o deixaram de fazer. A grande questão é que igrejas são feitas de pessoas além de seus líderes, mas quem define a conduta da igreja é a liderança! Muitos líderes estão se esquecendo de que são servos de Deus e que as ovelhas são de Deus. Estão se esquecendo que sua liderança está condicionada ao tempo, não sendo mas estando! Se mudarmos de cidade, ou de nação, ou passarmos por problemas de saúde prolongados não permaneceremos no mesmo “posto” e não estaremos mais realizando aquela atividade. Então não somos, mas estamos. Entender isto é entender mordomia em todas as áreas de nossas vidas.

Líderes espirituais não devem liderar por obrigação e muito menos dominando as ovelhas de Cristo (1 Pedro 5.1-4). Dominar é não lhes dar a chance de viver por escolha ou liberdade, mas oprimidas pela forma de liderança que não pode ser nem discutida por ser considerada rebeldia. A verdade é que o Novo Testamento nos revela uma liderança participativa onde um grupo fica ao encargo da palavra e oração e outro do cuidado dos membros, isto tudo com a concordância dos membros, sendo Cristo o único cabeça! Qualquer modelo diferente se torna uma oportunidade de surgirem dinastias episcopais, ditaduras espirituais e todo tipo de situação onde até mesmo a própria igreja define o que o pastor deve pregar sob coação de ser abandonado ou demitido.

Jesus deixa um recado bem claro à igreja, a começar pela sua liderança:

“Ao anjo da igreja escreve:…”

Líderes são os responsáveis pela condução do rebanho. Eli era juiz de Israel e sua família já estava há pelo menos 700 anos cuidando do tabernáculo do Senhor quando Deus tirou dele e de seus descendentes a continuidade do cuidado das coisas de Deus (1 Samuel 1-5). Avisou-o e cumpriu sua determinação, ficando Israel sem a arca em Siló por longo tempo. No Apocalipse Jesus avisa às igrejas que se ocupem em voltar para Deus, identificando em si o erro ou o acerto, perseverando na manutenção da fé e buscando a verdade do evangelho.

Como cristãos devemos servir a Deus e ao próximo em amor e santidade. Quando permanecer na congregação está mais difícil que servir, então algo não está certo. A oração nos fortalece em todas as atividades que devemos realizar no Senhor. Se estamos passando mais tempo orando para conseguirmos permanecer debaixo de uma liderança espiritual que não concordamos, então precisamos buscar ajuda. A obra de Deus traz desafios e, muitas vezes, atrito entre os cristãos como foi com Paulo e Barnabé a respeito de Marcos acompanha-los ou não, mas não era uma situação doutrinária (Atos 15.39). Cada um seguiu o seu caminho e continuaram a obra de Deus! O problema é quando a desavença paralisa esta bendita obra em nossos corações!

Líderes devem construir discípulos de Cristo e, para isto, devem ser discípulos e discipuladores. Portanto, Cristo deve ser o modelo da liderança a partir do amor fraternal, da graça e da misericórdia. Quando o líder e suas convicções se tornam a única palavra verdadeira e a ser seguida no meio de tantos outros servos de Deus que também são membros do mesmo corpo e possuem experiência de conexão com o mesmo Espírito Santo e não são ouvidos ou, ao menos, podem expressar suas dificuldades em entender o posicionamento do líder, então temos o início da queda, o líder subiu em seu pedestal, tirou Cristo do trono da igreja e agora deseja ser adorado! Tudo passa a ser por ele e, no final das contas, mesmo que não queira considerar, para ele! Jesus não é mais o centro!

Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.”
‭‭Apocalipse‬ ‭2:4-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.2.4-5.ARA

Muitas vidas estão machucadas por causa de seus líderes e se foram das igrejas. Não é que elas não entendem o que é o corpo de Cristo, e sim os líderes é que estão se esquecendo do que isto significa. Nunca vi tantas pessoas mudando de igreja como nos últimos anos. Muitas também deixaram de congregar e se tornaram “desigrejados” para não perderem a fé em Cristo! Isto não deve ser assim! Os tempos são muito difíceis, mas devemos perseverar até o fim! A coroa da vida já está prometida aos que não esmorecerem, mas ai dos líderes que estão empurrando para fora das portas da igreja as ovelhas do Senhor. Pior ainda é quando acham que estão fazendo por amor a Deus, separando o joio do trigo!

Oremos pela grave situação que a igreja de Cristo está passando em nossos dias, pois a perseguição espiritual não é fácil de se sobrepujar, mas veja que das 7 igrejas das cartas somente uma igreja estava sendo verdadeiramente perseguida enquanto 5 estavam fora dos caminhos que o Senhor espera dos que dizem segui-lo! Todas foram encaminhadas à liderança e em todas os membros são mencionados. O Espírito Santo está falando em nossos dias para nos voltarmos enquanto é tempo! Atentemos para Cristo e não erraremos. Se olharmos para os homens veremos o nosso erro. Sejamos cristãos tementes a Deus e não ao homem. Se não obedecermos a Deus estaremos ofertando nossas vidas de adoração a algum ídolo…

Ano 2#236

Busquemos a revelação de Deus!

Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João, o qual atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu. Bem-aventurados aqueles que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.”
‭‭Apocalipse‬ ‭1:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.1.1-3.ARA

A revelação é um processo que se inicia em Deus e culmina com a entrega para o ser humano das verdades que transformarão a nossa vida. As revelações contidas em Apocalipse, o livro das revelações, colocam a pessoa de Jesus Cristo como mediador entre Deus e os homens, da mesma forma que em 1 Timóteo 2.5. Deus dá a Jesus uma revelação a ser transmitida. O anjo de Jesus expõe a revelação ao homem João em seu estado espiritual, que as escreve para que a humanidade pudesse ter acesso em todos os tempos.

A linguagem usada por João precisa ser recheada de significações para poder ser interpretada por todas as gerações, pois a mensagem é bendita e deve ser guardada pelos que a recebem e buscam entende-la. Há uma chave aqui, pois é para os servos do Senhor a interpretação! Portanto, recebe-la e considera-la já é um benefício e graça!

Há diversas formas de se interpretar as revelações em Apocalipse e não caberia neste espaço diário considera-las. Há cursos teológicos e diversas linhas que trazem profundas discussões a respeito, sendo que nosso intuito aqui é dar a importância a este tema que muitos não se preocupam em se aprofundar. Se a mensagem vem de Deus para os seus servos, então é importante. Se Jesus Cristo nos ensina para que possamos entender os tempos é porque importa para nós fazermos a correta distinção.

As revelações se iniciam expondo a visão de um Cristo em sua glória e de muitas advertências para a igreja antes de expor o julgamento que o mundo enfrentará. Jesus começa julgando a própria igreja antes de olhar para o mundo. E o que estamos vendo hoje é a prova de que realmente a igreja precisa se consertar com Deus. Movimentos de cristãos entre denominações e linhas nunca tiveram tantos números. Quantos católicos estão se tornando protestantes? Por que isto? Quantos protestantes estão mudando de denominação protestante? Por que isto? Quantos líderes religiosos sendo questionados por sua conduta diante do rebanho de Deus?

Importa conhecermos esta mensagem o quanto antes! Se não a conhecermos estaremos a mercê dos falsos profetas, do anticristo e dos movimentos bestiais que estão ocorrendo em nossos dias. Os servos do Senhor não serão confundidos porque estão se ocupando nos avisos e na busca de perseverar em viver pela verdade do evangelho. Há igrejas sendo formadas por ex-integrantes de igrejas porque líderes estão se perdendo na conduta do rebanho e as ovelhas estão sendo destruídas e mal-tratadas. Há que se voltar ao primeiro amor, fugir das falsas doutrinas, perseverar na verdade do evangelho antes que o Senhor volte e retire o candelabro, trazendo justiça para que os eleitos não se percam.

Que mensagem estamos seguindo? Que vida estamos levando? Nossas obras refletem tudo isto e queremos acertar, não é verdade?! Portanto, prossigamos em conhecer a mensagem revelada e cuidar de nossas vidas e apontar para Cristo, nosso mestre e Senhor que nos levará até dentro dos portões celestiais. O tempo se abrevia e devemos ser diligentes!

Ano 2#234

A palavra de Deus é direção para as nossas vidas!

No primeiro ano de Dario, filho de Assuero, da linhagem dos medos, o qual foi constituído rei sobre o reino dos caldeus, no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos livros, que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de Jerusalém, era de setenta anos. Voltei o rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, pano de saco e cinza.
‭‭Daniel‬ ‭9:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/dan.9.1-3.ARA

Daniel recebia visita de anjos e tinha direção de Deus para os reis, sabendo desvendar-lhes os sonhos, com profecias e uma vida de oração. No entanto, não ignorava que Deus fala através da Sua palavra escrita através dos escritores dos livros da Bíblia dos quais Daniel se tornou um deles.

Lendo o profeta Jeremias Daniel entendeu a direção de Deus para o seu povo. A palavra de Deus é direção segura para todos nós e precisamos meditar nela em todo tempo. Muitos vão atrás de profetas ou esperam anjos dizerem algo para decidirem o que fazer, mas muitas vezes Deus já respondeu na Sua palavra escrita e bendita!

A Bíblia revela que Pedro andou sobre as águas, mas isto não significa que é só ter fé que andaremos, mas que houve uma condição específica para que aquele fato ocorresse. Andar sobre as águas, para nós, pode ter outro significado, mas precisaremos entendê-lo com a ajuda do Espírito Santo!

O Mar Vermelho se abriu para um povo passar, e isto pode significar espiritualmente outras coisas em nossas vidas, por isso a importância da meditação diária e a revelação de Deus através da palavra. Pregadores falam ilustrando a respeito do assunto e podemos fazer uso destas palavras, mas são para nós apenas porque chegou aos nossos ouvidos? A meditação com o Espírito Santo nos traz a direção certa, no momento certo. Cada momento de nossa vida pode trazer a interpretação diferente de um mesmo versículo. Chamamos isto de palavra viva, pois é dependente do contexto e momento de cada indivíduo que a recebe.

Daniel entendeu naquele momento a respeito do que o profeta Jeremias havia revelado e isto trouxe um novo sentido para a sua vida. Daniel preparou gerações para os eventos que estão ocorrendo até hoje porque confiamos que a palavra que Deus revelou através dele possui impacto em nossas vidas hoje e amanhã.

Oremos e busquemos nos aprofundar na leitura da palavra de Deus, pois são vida para quem as lê, base sólida para caminharmos e luz para os nossos caminhos!

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.
‭‭Salmos‬ ‭119:105‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.119.105.ARA

Ano 2#225

Seguimos doutrinas que nos levam a Cristo?

Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé;
‭‭1Coríntios‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.15.12-14.ARA

Doutrinas fazem diferença e criam-se denominações e linhas teológicas tão díspares que muitos não se enxergam irmãos em Cristo por entenderem o sacrifício de Jesus de maneiras tão diferentes. Não só o sacrifício, mas a ressurreição, a graça, predestinação, o reino milenar de Cristo e tantas outras questões que têm gerado inúmeras complicações na hora de nos reunirmos como igreja. Ao mesmo tempo, quando não há concordância, como caminhar juntos?

Se não há ressurreição de mortos, então não há vida após a morte e não faz sentido falarmos de céu e inferno, salvação e santificação, sendo o sacrifício de Cristo desnecessário. Por isso Paulo declara que se isto fosse verdade, então não faria sentido pregar o evangelho, e viver pelo evangelho não traria vantagem alguma neste mundo. Ora, então se há ressurreição de mortos, a salvação faz todo sentido se nos enxergarmos pecadores afastados de Deus. E por aí vai a questão da doutrina!

Doutrinas são conjuntos de procedimentos para vivermos sob um determinado comportamento estabelecido por um conjunto de pessoas. Por isso igrejas usam doutrinas para estabelecerem seu comportamento geral e sem um corpo doutrinário fica difícil haver concordância entre os membros na hora de agirem como um corpo. Ao mesmo tempo, há assuntos que mais dividem do que ajuntam as pessoas, sendo necessário mergulharmos um pouco mais no conhecimento de Cristo para que haja alguma edificação na sua discussão.

Portanto, é necessário que cristãos conheçam o evangelho e se aprofundem nas questões doutrinárias para não sermos levados por tendências que desvirtuam a graça e os ensinamentos de Jesus! Como podemos pregar a salvação pelas obras tendo Jesus vindo a Terra para nos mostrar o Pai e se entregar na cruz por nós? Faz sentido dizermos para as pessoas que Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sendo o salvador e ao mesmo tempo dizer que não precisa crer nele como salvador, bastando apresentar boas obras na hora do julgamento de Deus?

Faz sentido dizermos que o batismo de arrependimento ensinado por João Batista pode ser efetuado por crianças que nem sabem seu próprio nome ou o que é pecado? A comissão que foi dada à igreja é a de fazer discípulos e batizar. Quem precisa pedir perdão pelos seus pecados é quem tem condição de entender seus atos e isto não ocorre antes de uma certa idade. Doutrinas estão se multiplicando e sem buscarmos o conhecimento de Cristo poderemos estar ensinando um Jesus diferente da bíblia.

Precisamos crer em Jesus como Senhor e salvador. Esta é a questão fundamental. Precisamos viver os dons e Fruto do Espírito, pois isto nos capacitará a apresentarmos as boas obras do novo nascimento, o produto de uma vida transformada pela ação do Espírito Santo em nós. Jesus está voltando para buscar a sua noiva, a igreja do Senhor, e em sua memória nos reunimos na Ceia do Senhor, até que ele venha. Não sabemos quando, mas importa saber que voltará e de sermos achados fiéis em servir ao Senhor e ao próximo. Estas questões geram um comportamento esperado dos cristãos, através de quem teremos novas conversões e expansão do reino de Deus.

Que doutrinas estamos seguindo? Sabemos o que significam? Temos expressado concordância com as nossas vidas? Quando Jesus Cristo voltar só haverá uma igreja, a do Cordeiro. Todas as questões subsidiárias serão deixadas de lado. Sem o Espírito Santo o cristão não é cristão, mas um interessado na doutrina. Importa-nos buscar aquele que morreu por nós e ressuscitou para que morrêssemos e ressuscitássemos com ele. Nesta busca seremos peregrinos e atuantes, vidas usadas por Deus para a glória dele. Todo o resto torna-se espírito de religiosidade que não transforma nem as nossas vidas e nem a daqueles que estamos buscando ensinar. Que aprendamos e mergulhemos no pleno conhecimento de Cristo que nos traz a vida eterna!

Ano 2#220