Estamos comprometidos com a obra de Deus?

A saudação é de próprio punho: Paulo. Lembrai-vos das minhas algemas. A graça seja convosco.
‭‭Colossenses‬ ‭4:18‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/col.4.18.ARA

Paulo termina a carta aos Colossenses pedindo que se lembrem das suas algemas. Ou seja, do seu esforço, desprendimento, comprometimento com a obra de Deus, dando a própria vida pelo evangelho como Cristo fez por nós. Temos lembrado de Jesus em nossa comunhão na Ceia do Senhor, nos examinando para buscarmos arrependimento e cura, e devemos lembrar do esforço de nossos irmãos, nos unindo a eles para que o evangelho seja pregado em todos os lugares neste mundo.

Associar-se com um preso religioso é estar sob a mira de seus perseguidores. É se colocar também em risco. Não há dúvidas de que a igreja sempre será perseguida se estiver indo onde outras religiões fundamentalistas estiverem sedimentadas na sociedade. É de se esperar a resistência e até violência em alguns casos. Os apóstolos foram mortos por causa do evangelho e muitos cristãos também serão.

Paulo é um exemplo de dedicação e seu fim foi a morte após ter sido preso por duas vezes. Poderia ter parado após a primeira prisão, mas seguiu fielmente a Cristo. Hoje temos muitos ensinamentos através de seu testemunho e experiências compartilhadas. Nossa disposição depende do nosso comprometimento com Cristo. Assim como um casamento dura segundo o comprometimento do casal, assim é a nossa aliança com o Senhor.

Estamos prontos a irmos até a morte? Estamos preocupados com as vidas que seguem para o inferno? Desejamos de verdade sermos luz e sal, discípulos de Jesus? Isto exige preparo, disposição e perseverança. Deus busca os verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade, sendo isto a expressão do nosso interesse em viver para Ele!

Ano 2#229

Memoriais nos ajudam a não esquecermos as importantes lições aprendidas!

O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez.
‭‭Salmos‬ ‭78:3-4‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.78.3-4.ARA

Temos nos preocupado em expor o poder de Deus para as futuras gerações. O povo de Israel foi se esquecendo de sua aliança com Deus e passou a viver de maneira a não agradar o Senhor e cometer pecados piores do que o povo do qual deveria ter se distanciado. Ao invés de servir de guia passou a ser um mal exemplo.

Se não aprendermos com a geração anterior e não ensinarmos à geração futura acabaremos por reviver as transgressões e pecados que a humanidade insiste em praticar. Houve diversos problemas, guerras e crises mundiais que não podem ser esquecidas, senão a história mostrará a repetição de tais eventos, para vergonha nossa.

Jesus nos chama a relembrarmos do seu sacrifício e do seu retorno, pois isto nos dará a oportunidade de evitarmos permanecer em nossos pecados e sermos condenados com o mundo. Ao praticarmos a comunhão da Ceia do Senhor estaremos lembrando do mestre e do serviço ao próximo, dos nossos pecados e da necessidade de arrependimento e do perdão divino. Estas coisas nos impedirão de repetirmos nossos erros do passado e viveremos pelas pegadas do mestre:

Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha. Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem. Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando julgados, somos disciplinados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.
‭‭1Coríntios‬ ‭11:23-32‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.11.23-32.ARA

A disciplina do Senhor é boa e nos impede de errarmos novamente. Ensinemos isto às gerações futuras praticando este memorial! É vida e segurança para os que creem!

Ano 2#228

Tudo é passageiro!

Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento. Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas. Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão.
‭‭2Pedro‬ ‭3:9-12‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2pe.3.9-12.ARA

Há um processo ocorrendo na humanidade e é como se fosse um processo químico onde catalisadores apressam a transformação dos elementos na solução. Viver segundo a vontade de Deus é ser este catalisador, apressando o resultado esperado, o retorno de Cristo.

Pedro fala deste viver, como podemos apressar a volta de Cristo ao nos conduzirmos como seus discípulos. O mundo é transformado pelo mover do Espírito Santo a partir da igreja, sendo necessária a participação dos santos na manifestação do poder de Deus na terra. Santos estes que vivem para expressar a chegada do reino de Deus!

Deus está aguardando o mover do Espírito pela igreja para alcançar o número por Ele determinado, quando então julgará a todos. Haverá transformação dos céus e da terra e nada será como hoje conhecemos. Portanto, não permaneçamos ligados no que é passageiro, mas vivamos como peregrinos que se preparam para a viagem eterna junto do Pai!

Precisamos nos conduzir como os arautos da transformação do mundo pelo evangelho. Haverá um novo céu e uma nova terra porque nossa constituição física também será renovada e viveremos em corpos glorificados. Importa trazermos conosco a presença de Deus hoje, pois nos preparará para o Dia do Juízo. Não sabemos quando será, portanto, que possamos estar prontos hoje mesmo!

Que Deus seja louvado e glorificado através das nossas vidas e possamos conhecer o amor e a bondade a ponto de sermos instrumentos da graça do Senhor! Que nossos dias aqui sejam de expressar este amor e vivamos nos esforçando para alimentar a fé dos que estão ao nosso alcance. Paz seja com todos!

Ano 2#228

Há estratégia em como viver e pregar o evangelho!

Passadas estas coisas, Jesus andava pela Galileia, porque não desejava percorrer a Judeia, visto que os judeus procuravam matá-lo.
‭‭João‬ ‭7:1‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.7.1.ARA

Jesus como Filho de Deus poderia exercer poder como Eliseu ao trazer cegueira para o exército Sírio que o pressionava, ou como Elias que trouxe fogo do céu e destruiu dezenas de soldados que queriam lhe levar à força e também destruiu centenas de sacerdotes de Baal à espada pelas suas próprias mãos. Mas não, o Filho de Deus não exerceu este tipo de poder entre nós. Não desejava que seu poder fosse confundido com um reino semelhante ao do mundo!

Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui. Então, lhe disse Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.”
‭‭João‬ ‭18:36-37‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.18.36-37.ARA

O reino de Cristo é espiritual. Muitos hoje esperam que Jesus apareça novamente para exercer um reino milenar entre nós com cetro de ferro, mas a verdade é que ele já está reinando em nossos corações se o tivermos por Senhor! Se o estivermos aguardando somente para a sua volta podemos cair no erro dos falsos religiosos e não permitirmos que reine agora em nossas vidas, trazendo um mau testemunho para o mundo.

Não devemos dominar pessoas ou força-las a terem a fé em Cristo ou queima-las por pensarem diferente a respeito do reino. Jesus discipulou e evidenciou a graça do Pai, a partir do seu serviço, trazendo o fogo do Espírito Santo para as nossas vidas, não para nos matar, mas para nos dar a vida eterna!

Não devemos ser dos que usam das armas do mundo contra o mundo, mas das armas espirituais à favor do mundo. Se somos exército de Deus então buscaremos trazer a paz através de nossas atitudes de perdão e amor, paciência e oração contínua para que as potestades malignas de Satanás sejam debeladas, em o nome de Jesus!

Como estamos vivendo às oposições contra nós? Como Pedro usando espada para cortar a orelha dos opositores ou como o Senhor, resplandecendo a graça e a misericórdia de Deus? Tenhamos primeiro a inteligência espiritual de Cristo que se movia de maneira inteligente, sabendo onde estavam os opositores que poderiam trazer maior dificuldade. A revelação do poder é feita com estratégia do Espírito Santo, não ao nosso prazer ou vontade pessoal.

E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu. E, tendo contornado Mísia, desceram a Trôade. À noite, sobreveio a Paulo uma visão na qual um varão macedônio estava em pé e lhe rogava, dizendo: Passa à Macedônia e ajuda-nos. Assim que teve a visão, imediatamente, procuramos partir para aquele destino, concluindo que Deus nos havia chamado para lhes anunciar o evangelho.
‭‭Atos‬ ‭16:6-10‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.16.6-10.ARA

Peçamos a sabedoria de Cristo e vivamos o evangelho da paz! No discernimento trazido pelo Espírito Santo teremos vitória contra os inimigos da verdade. Paulo viveu esta palavra e precisamos vive-la também. A eternidade já está ao alcance dos que creem e devemos leva-la aos que ainda não a conhecem. Faremos isto, de acordo com a vontade de Deus e a direção do Espírito. Há estratégia na divulgação do evangelho!

Ano 2#227

Jesus é o pão da vida!

Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne.
‭‭João‬ ‭6:50-51‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.50-51.ARA

Já fizemos esta pergunta antes e continuaremos a fazê-la. Para você, por que Jesus Cristo precisou descer até nós, encarnar e nos mostrar o caminho até o Pai? Nossas obras não seriam suficientes para nos capacitar aos céus?

Quando o povo saído do Egito com Moisés estava no deserto não havia condições de se desenvolver agricultura e pecuária. Seria necessário entrar em locais com recursos hídricos e terreno capaz de produzir alimento para o povo e os animais. Não havia tecnologia para que fossem nômades e tivessem a capacidade de obter alimentos. Assim o povo passou 40 anos dependendo do maná, um tipo de pó que acumulava ao cair do orvalho e se podia juntar e fazer pão. Deus fez cair este “pão” dos céus para dar vida a um povo rebelde até que pudessem adentrar na Terra Prometida.

Não há como produzirmos o alimento espiritual necessário para a nossa vida sem o pão diário trazido pelo Espírito Santo enquanto estamos vivendo em rebeldia e neste mundo. As misericórdias do Senhor se renovam a cada dia sobre nós e temos a oportunidade de orarmos e buscarmos a Deus de maneira mais profunda diariamente, pois Ele nos traz do Seu pão! Jesus Cristo se sacrificou para que, na cruz, nossos pecados fossem perdoados. O castigo que nos traz a paz estava sobre ele e sobre as suas dores e feridas nós somos restaurados (Isaías 53.5).

Não está em nós este poder, mas em Deus! Se fôssemos capazes de produzir este amadurecimento espiritual não teria sido necessário nova interferência divina. Noé sobreviveu com sua família pois um mundo rebelde precisava ser destruído e refeito a partir de sua obediência e semente. Novamente a desobediência presente na natureza humana tomou conta e a Lei trazida no tempo de Moisés foi introduzida para nos mostrar a nossa inaptidão para vivermos segundo a vontade de Deus. Somos egoístas e mal agradecidos, mas Deus quer que todos sejamos salvos!

Jesus veio há 2000 anos para nos trazer o pão definitivo, para que quem dele se alimente não deixe de crescer espiritualmente e tenha seus pecados perdoados e uma vida transformada segundo a vontade de Deus! Em Cristo seremos recebidos nos céus, mas sem ele só nos restará o inferno. Deus separará os maus dos bons e não há nenhum bom se não comer do pão de Deus!

A mesa está posta. Alguns comeram das migalhas e se satisfizeram, mas há muito mais. Outros não quiseram provar e há os que estão no banquete espiritual preparado para os que creem. Qual será a nossa postura diante de tal graça?

Ano 2#227

Creiamos em Jesus se desejamos ressuscitar para a vida eterna!

De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.”
‭‭João‬ ‭6:40‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.40.ARA

Se quisermos a vida eterna devemos buscar a Jesus, o Cristo! Nele reside a graça e o amor do Pai. Nele há a expressão da misericórdia e da esperança, boas novas para o perdido, cansado e desenganado da vida em um mundo caótica e desesperado.

Se alguém acha que hoje as coisas estão ruins, pense em 2000 anos atrás. Havia um império tomando conta de diversas nações, forçando-as a pagar tributo, com leis marciais, sem liberdade de expressão, com guerras e pestes espalhadas por todos os cantos, sem aposentadoria, férias, garantias de apoio institucional, apenas a vontade de viver sobrepujando as dificuldades da vida e até a escravidão.

Distâncias enormes percorridas a pé, línguas diferenciadas em cada localidade, intempéries de todo tipo como ainda temos hoje, sem esperança de dias melhores ou a confiança em uma vida eterna. A certeza de que havia algum tipo de divindade que deveria ser agradada para trazer algum benefício ou não ser desagradada para não receber malefícios. Pior, dezenas de divindades diferentes a rodear sem saber em qual confiar…

Jesus Cristo veio ao mundo para apontar o caminho para o Deus único, o Pai, que definiu, criou e sustenta todo o universo, Aquele que não pode ser assistido por mãos humanas ou ensinado pela sabedoria humana. Aquele que nos criou e não deseja que nos desviemos do propósito de nossa criação, fazendo-se conhecido em todas as eras, mas agora, pelo Filho, deu-se a conhecer em profundidade!

Em Jesus Cristo temos a revelação do modelo de Adão, como deveríamos viver entre nós e com Deus! Nos servindo uns aos outros e nos relacionando com o Senhor, de podermos conversar com Ele em todo tempo. Jesus veio explicitar a graça e nos ensinar a vida com Deus e com o próximo, doando sua vida para que recebêssemos a nossa, levando sobre si nossos pecados para podermos ser justificados e encontrados limpos diante de Deus, O Santo!

Sem Jesus permaneceremos em nossos pecados e impossibilitados de viver com o Senhor. Através de Cristo somos habilitados e reconciliados com o Pai! Com Jesus ressuscitaremos, mas sem ele pereceremos. Ele é o único caminho, pois nenhum outro nos torna dignos de estarmos na presença do Senhor. Não há o que façamos que nos torne aptos a vermos a face de Deus senão o próprio Deus tirando de nós a nossa iniquidade. Quem tentar se auto-justificar falhará, quem for justificado por Cristo por ele ressurgirá para toda a eternidade!

Se desejamos ressuscitar para a eternidade com o Pai, creiamos no Filho. Ele tomou a chave da morte e do inferno e levou consigo o cativeiro e destruirá todos os inimigos de nossas vidas, inclusive a morte. Então veremos a glória e viveremos com o Senhor! Lindo será se confiarmos nesta palavra!

Ano 2#226

A palavra de Deus é direção para as nossas vidas!

No primeiro ano de Dario, filho de Assuero, da linhagem dos medos, o qual foi constituído rei sobre o reino dos caldeus, no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos livros, que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de Jerusalém, era de setenta anos. Voltei o rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, pano de saco e cinza.
‭‭Daniel‬ ‭9:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/dan.9.1-3.ARA

Daniel recebia visita de anjos e tinha direção de Deus para os reis, sabendo desvendar-lhes os sonhos, com profecias e uma vida de oração. No entanto, não ignorava que Deus fala através da Sua palavra escrita através dos escritores dos livros da Bíblia dos quais Daniel se tornou um deles.

Lendo o profeta Jeremias Daniel entendeu a direção de Deus para o seu povo. A palavra de Deus é direção segura para todos nós e precisamos meditar nela em todo tempo. Muitos vão atrás de profetas ou esperam anjos dizerem algo para decidirem o que fazer, mas muitas vezes Deus já respondeu na Sua palavra escrita e bendita!

A Bíblia revela que Pedro andou sobre as águas, mas isto não significa que é só ter fé que andaremos, mas que houve uma condição específica para que aquele fato ocorresse. Andar sobre as águas, para nós, pode ter outro significado, mas precisaremos entendê-lo com a ajuda do Espírito Santo!

O Mar Vermelho se abriu para um povo passar, e isto pode significar espiritualmente outras coisas em nossas vidas, por isso a importância da meditação diária e a revelação de Deus através da palavra. Pregadores falam ilustrando a respeito do assunto e podemos fazer uso destas palavras, mas são para nós apenas porque chegou aos nossos ouvidos? A meditação com o Espírito Santo nos traz a direção certa, no momento certo. Cada momento de nossa vida pode trazer a interpretação diferente de um mesmo versículo. Chamamos isto de palavra viva, pois é dependente do contexto e momento de cada indivíduo que a recebe.

Daniel entendeu naquele momento a respeito do que o profeta Jeremias havia revelado e isto trouxe um novo sentido para a sua vida. Daniel preparou gerações para os eventos que estão ocorrendo até hoje porque confiamos que a palavra que Deus revelou através dele possui impacto em nossas vidas hoje e amanhã.

Oremos e busquemos nos aprofundar na leitura da palavra de Deus, pois são vida para quem as lê, base sólida para caminharmos e luz para os nossos caminhos!

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.
‭‭Salmos‬ ‭119:105‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.119.105.ARA

Ano 2#225

O verdadeiro arrependimento nos leva á cruz de Cristo!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
‭‭Salmos‬ ‭32:3-7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.32.3-7.ARA

Davi já ensinava no Salmos 32 que a confissão de nossos pecados à Deus é o caminho do arrependimento que traz a salvação. Nos tempos de Davi era o que se podia fazer, pois sem o Espírito Santo para nos trazer o poder de refrear nosso ímpeto do pecado precisaríamos de sacrifícios constantes para aplacar a ira de Deus contra nós!

Veio o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, o descendente prometido à Davi que se tornou o rei eterno e fez o sacrifício perfeito, trazendo sobre os que nele creem a salvação definitiva. Pagou com o seu próprio sangue toda a dívida que o nosso pecado gera diante de Deus. Todo pecador ofende a santidade do Senhor e é inimigo de Deus. Sem o sacrifício de Cristo, que nos justifica de nossos pecados, não teremos comunhão eterna, mas castigo eterno.

É tempo de nos arrependermos, pois está próximo o reino dos céus! Jesus Cristo já fez o sacrifício definitivo e nele somos perdoados de nossos pecados confessados. Venhamos à presença do Senhor enquanto é tempo. Não sabemos o dia de amanhã, se estaremos vivos ou não. Obtenhamos o perdão hoje mesmo e passemos a viver em paz com Deus. Paremos de errar e passemos a glorifica-lo com a nova vida que levaremos.

Ganharemos uma vida abundante na presença de Deus, ainda que nossa vida neste mundo venha a se tornar mais difícil. Aqueles que abandonam seus caminhos de pecado se tornam amigos de Deus e inimigos do mundo. Haverá dificuldades, mas Jesus venceu a todas e está conosco nos ajudando a vencer as nossas batalhas. Nele somos feitos filhos de Deus e herdeiros das promessas! Temos livramento e novas alegrias e as cantaremos para que outros venham a conhecer e também a se agarrar a estas promessas.

Façamos do Senhor o nosso refúgio e isto começa ao nos arrependermos daquilo que nos mantem afastados e inimigos dEle!

Ano 2#224

Deus nos traz sabedoria para mudarmos o mundo!

Este lhe disse: Tive um sonho, e não há quem o interprete. Ouvi dizer, porém, a teu respeito que, quando ouves um sonho, podes interpretá-lo. Respondeu-lhe José: Não está isso em mim; mas Deus dará resposta favorável a Faraó.
‭‭Gênesis‬ ‭41:15-16‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/gen.41.15-16.ARA

Temos insistido que os dons que recebemos não são para nós, mas recebidos de Deus para ajudar ao próximo. José recebeu sonhos e não sabia como interpreta-los para a sua própria vida, mas podia dar a interpretação dos sonhos de outros, o que significava ter a direção de Deus para as vidas à sua volta. Tal dom lhe deu a oportunidade de se tornar o governador de todo o Egito e circunvizinhança, sendo poderoso na terra e temido!

Dons de Deus nos ajudam a estabelecer melhorias na vida das pessoas, é uma forma de lhes ajudar a resolver questões fundamentais como saúde, relacionamentos, finanças e estrutura familiar e/ou de negócios. Nestas questões onde o natural traz limitações o conhecimento de Deus é essencial para termos a capacidade de solucionarmos os problemas. Nem sempre faremos uso do sobrenatural para resolve-los, pois não será necessário. Mas o espiritual trará a resposta certa a ser usada no material e esta vantagem competitiva não está à disposição de todos.

Deus se agrada daqueles que o buscam e o salmista deixou claro que há uma revelação pessoal do Senhor para as nossas vidas:

A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.”
‭‭Salmos‬ ‭25:14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.25.14.ARA

Com a aliança o Senhor nos revelará as profundezas espirituais e uma sabedoria não disponível aos que vivem pelo natural. Estas coisas nos permitirão ir além do que o homem natural poderia fazer em termos de vida com Deus. Não falo a respeito de sucesso ou riquezas, mas de sabedoria, paz, amor, felicidade e os demais aspectos do Fruto do Espírito.

A amizade de Deus é o nosso maior bem, sua herança, sacrifício e salvação em Cristo nos transforma e eleva em amadurecimento de vida. Estas coisas não são aprendidas sem a presença de Deus e não há proveito em se ter uma vida sem estas verdades. A virtude maior é justamente buscarmos o Senhor e o Seu reino, pois nele viveremos eternamente. Não conhece-lo é desperdiçar nosso tempo nesta vida passageira e não nos prepararmos para a que virá.

José viveu em grandes apuros após ser vendido como escravo, mas pode ser usado por Deus e transformar a vida de milhares de pessoas, senão milhões. Na sabedoria de Deus viveu e fez que muitos vivessem, abençoando e sendo abençoado na terra de suas peregrinações. Sejamos como José, buscando conhecer e viver para Deus. Do Senhor virá o que será necessário para as nossas vidas e seremos felizes despenseiros de Sua graça e misericórdia para o mundo!

Ano 2#223

Em Cristo geraremos famílias abençoadas!

Rúben, o primogênito de Jacó, Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zebulom, filhos de Lia; José e Benjamim, filhos de Raquel; Dã e Naftali, filhos de Bila, serva de Raquel; e Gade e Aser, filhos de Zilpa, serva de Lia. São estes os filhos de Jacó, que lhe nasceram em Padã-Arã. Veio Jacó a Isaque, seu pai, a Manre, a Quiriate-Arba (que é Hebrom), onde peregrinaram Abraão e Isaque. Foram os dias de Isaque cento e oitenta anos. Velho e farto de dias, expirou Isaque e morreu, sendo recolhido ao seu povo; e Esaú e Jacó, seus filhos, o sepultaram.
‭‭Gênesis‬ ‭35:23-29‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/gen.35.23-29.ARA

Os eventos bíblicos marcam os momentos mais importantes e que foram registrados para podermos reconhecer e entender a forma como os homens e mulheres viviam e respondiam ao chamado de Deus em seus dias. Vemos Jacó, agora chamado por Deus de Israel, visitar a seu pai e sepulta-lo depois que já havia tido os seus doze filhos. Seu pai já estava com 180 anos quando morreu, sendo que a última informação anterior a respeito de Isaque fora no dia em que Jacó fugiu ao ter negociado e enganado para obter as bençãos espirituais da primogenitura de seu irmão.

Jacó peregrinou por muitos lugares com a sua família e viveu muitas dificuldades, mas também prosperou em todo o caminho. Teve 12 filhos e 1 filha com 4 mulheres, sendo duas esposas e duas concubinas. De Raquel teve José e Benjamim, os filhos mais novos, sendo que Raquel morreu após o parto de Benjamim. Uma família grande e com muitos conflitos internos, intrigas e filhos que ora obedeciam, ora criavam sérios problemas dentro e fora da família. A competição entre irmãos já era coisa herdada do pai Jacó e dificilmente seria diferente entre eles.

Temos muito de nossos pais em nosso DNA e se for algo bom, será desenvolvido pelo Espírito. Se for algo que não traz edificação, precisa ser deixado para trás em nosso caráter e forma de vivermos. Cabe a nós controlarmos no Espírito (domínio próprio) nossas atitudes que não glorificam a Deus e trazem problemas para a nossa família, seja a carnal e/ou a espiritual. As doze tribos cresceram e se tornaram o povo de Deus, com as suas características individuais e as coletivas. As individuais permitiram definir as responsabilidades de cada família, enquanto as coletivas os tornavam um mesmo povo.

Assim são as igrejas de hoje, com qualidades individuais e coletivas. Cada uma com suas características denominacionais e outras a partir da liderança que as conduz. Cada liderança traz um traço de seu caráter e personaliza aquele grupo. As denominações trazem a característica de apoio local, missões, ação social ou curas e libertações. Embora sejam capazes de atuar em todas as áreas acabam por expor uma área principal, onde seus líderes se especializaram. Uma igreja onde todas estas atividades estão presentes geralmente possuem vários líderes e acabam gerando ministérios internamente e possuem um número maior de membros.

O reino de Deus apresenta-se na terra pelo crescimento das igrejas, no ajuntamento dos que creem no Senhor e passam a viverem debaixo destas assembléias. Muitas pessoas que passaram por igrejas estão vivenciando um momento de afastamento delas, seja por causa da pandemia, perda da comunhão com a igreja, perda da confiança na liderança, rebeldia ou falta de fé na estrutura que uma igreja representa em sua vida, dentre outros motivos. Estar fora de uma igreja é decidir viver sem acompanhamento de um grupo, é decidir peregrinar por conta própria. Na vida espiritual é melhor sempre estarmos juntos de outros que estão passando pelas mesmas dificuldades que nós e termos a oportunidade de superarmos cada uma delas.

Os irmãos de José lhe causaram muitos danos, mas o proveito final era para a sobrevivência de todos. Muitas vezes sofremos por causa da família espiritual e/ou a carnal, mas temos por importante o que Deus nos ensina a respeito da vida. Haverá tempos de estarmos juntos e haverá o tempo de gerarmos nossa própria família. Irmãos crescem e geram suas próprias família e assim são as igrejas. Se são saudáveis crescerão e prosperarão como Jacó e as doze tribos. Se são doentes ou desobedientes perecerão pelo deserto.

A tribo de Benjamim cometeu um terrível pecado e foi praticamente aniquilada pelos seus próprios irmãos, mas tiveram compaixão e permitiram que sobrevivesse por amor a Deus (Juízes 19-21). Há que se corrigir o mal no seio da igreja, para que não haja desvios e o nome do Senhor seja denegrido, mas há o zelo, o amor e a compaixão que trazem a misericórdia sobre as vidas. Quem ama corrige, mas primeiro ama. Corrigir sem amar é apenas bater sem trazer correção. Isto é trazer o mal e desviar a conduta do povo. Deus sempre corrigiu por amor e, por isso, nos enviou o próprio Filho para trazer a luz ao mundo.

Que possamos ser filhos obedientes e saudáveis, cuidando das coisas do Pai e buscando multiplicar em prosperidade espiritual. Assim desenvolveremos nossas famílias e igrejas, glorificando a Deus em o nome de Jesus! Cuidemos para não multiplicarmos o erro, mas o amor que nos foi dado. Em Cristo geraremos famílias abençoadas e prósperas, como ele é!

Ano 2#222