#3_326 Os verdadeiros arrependidos andam em união!!!

Os ninivitas creram em Deus, e proclamaram um jejum, e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até o menor. Chegou esta notícia ao rei de Nínive; ele levantou-se do seu trono, tirou de si as vestes reais, cobriu-se de pano de saco e assentou-se sobre cinza.
Jonas 3:5‭-‬6 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/jon.3.5-6.ARA

Arrependimento está acompanhado de contrição. Ao reconhecermos nosso erro para com Deus não há como não entender a ofensa para com a bondade do Pai. Se não doeu então não nos arrependemos. Se não incomodou então não entendemos nosso estado de rebeldia.

Um povo terrível ouviu a sentença de sua destruição e buscou o verdadeiro arrependimento. Todos se uniram para buscar mudança de vida e não passaram desapercebidos por Deus que a todos perdoou. Importante é entendermos que não houve distinção de classes, tendo todos o mesmo procedimento, pois todos provocaram o mal entre si.

Quando o Espírito Santo trata conosco devemos ouvir a voz divina e buscar reconhecermos nossos passos. Que venhamos a errar cada vez menos, a nos unirmos na caminhada da santificação que nos é proposta. É mais fácil quando estamos unidos no reconhecimento de que todos pecamos e precisamos da misericórdia de Deus.

A maior diferença entre os que estão dentro das igrejas do Senhor e os que estão de fora é que os de dentro reconhecem que não conseguirão sozinhos e que não há igreja perfeita. No entanto não nos enganemos, pois nem todos estão em coletividades que podem ser chamadas de igrejas. E não é difícil perceber a diferença. Onde não se busca união, onde não há o compartilhar das dificuldades, onde as pessoas não são ouvidas e onde quem sai não faz falta não pode ser chamada de igreja de Cristo.

Se há separação de classes entre os arrependidos então não há verdadeira unidade. Cristo veio chamar um povo arrependido e, neste caso, não há maior ou menor. Se onde você serve a Deus há “estrelas” ou castas, há necessidade de arrependimento genuíno.

Que possamos alcançar a benção de pertencemos a uma igreja de Cristo. Nela seremos experimentados e conheceremos a graça e a beleza de caminharmos juntos para a cidade celestial. Nela os individualistas não entrarão, aqueles que se acham melhores ou merecedores, mas apenas os chamados e remidos pelo sangue do Cordeiro!

#3_310 Não há escassez no reino de Deus!!!

E vieram a ele muitas multidões trazendo consigo coxos, aleijados, cegos, mudos e outros muitos e os largaram junto aos pés de Jesus; e ele os curou.
Mateus 15:30 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/mat.15.30.ARA

Quando vamos a um supermercado em dias normais para adquirir um produto que sabemos lá existir já vamos para comprar, a não ser que queiramos fazer tomada de preços. As pessoas iam até Jesus, em sua maioria, já para receberem a cura, não para procurá-la se Jesus pudesse curar.

Hoje temos visto esta mudança de comportamento no meio dos Cristãos. Muitos se achegam a igrejas ou a grupos de oração pois talvez ali possam encontrar a sua cura. Obviamente nem todos serão curados ainda que tenham fé para isto, pois Deus é soberano, mas buscar cura sem fé é o mesmo que ir ao supermercado procurar um produto ao invés de ir com a certeza de comprá-lo.

O mesmo acontece com empregos, relacionamentos, estudos, etc. Deus nos deu autoridade sobre a terra e, como embaixadores de Cristo, devemos agir em favor do reino de Deus. Estamos agindo como se em nossas mãos houvesse apenas o que enxergamos ou usamos todas as ferramentas espirituais já prometidas a nós? Estamos vivendo pela lei ou pela graça?

A diferença de se viver pela lei é que só atuamos mediante a nossa justiça enquanto pela graça atuamos pela justiça de Deus! Na graça o mérito não é nosso e encontramos graça onde o pecado ainda existe. Podemos pedir a Deus a cura para quem não merece, a salvação para o perdido, o alimento para quem não semeou. O justo é Deus e passamos a ser instrumentos para que a graça alcance a todos.

Hoje a igreja de Deus é o supermercado dos pobres, o hospital dos que precisam de cura, a escola dos analfabetos espirituais e a guarida dos sem-teto. Mas, ela é muito mais que isto, é o corpo de Cristo para salvação do pecador, o caminho para o mestre, a mão de Deus para a mudança das nações. Na igreja não há escassez espiritual porque o Senhor é o cabeça e a estabeleceu.

Portanto, olhemos para a igreja não como um simples ajuntamento de pessoas que crêem na mesma religião. É um corpo capaz de realizar as promessas de Deus na Terra, capaz de produzir todos os sinais e maravilhas definidos no Evangelho da graça! Olhemos com fé para este corpo e busquemos viver o poder de Deus através dele. Não há escassez no reino de Deus. Por que então continuamos a mendigar na porta do templo?

Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós. Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa. Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda! E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram; de um salto se pôs em pé, passou a andar e entrou com eles no templo, saltando e louvando a Deus.
Atos 3:4‭-‬8 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/act.3.4-8.ARA

Louvemos a Deus que determinou que tais coisas sejam feitas pela igreja através do nome de Jesus. É tempo de buscarmos fazer a obra que nos foi determinada de pregarmos o evangelho e levarmos a graça a quem precisa. A igreja não é uma pequena barraca, mas o poder infinito de Deus sobre a face da terra. Nossos olhos e corações precisam mudar de consciência e devemos nos posicionar neste século. Temos sido pouco audaciosos e estamos enterrando o talento dado sabendo que o Senhor irá voltar!

#3_309 Busquemos viver em comunhão!

Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.
Colossenses 3:16 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/col.3.16.ARA

Esta instrução dada por Paulo é atingida em uma comunidade Cristã. Sozinhos seríamos todos capazes de aprender, cantar, tocar, louvar e nos mantermos com a fé em alta diante das dificuldades? Como nos aconselharmos mutuamente sozinhos? Paulo, evidentemente, expôs a necessidade de caminharmos juntos.

Também, mostrou como esta unidade pode se beneficiar da multidão de dons. Cada pessoa trará uma face da graça de Deus através de suas ações para com o grupo. E se é um grupo Cristão estaremos entre a busca do benefício geral e a transformação individual na caminhada da santificação.

Somos pecadores em constante trabalho interior para mudarmos de conduta, pensamentos e nossa própria natureza. Não fazemos isto totalmente de uma hora para outra. Por isso precisamos uns dos outros para nos ajudarmos na caminhada. Não há igreja perfeita porque sempre estamos aprendendo a negar o pecado que ainda existe em cada um de nós.

Precisaremos perseverar na comunhão, nas reuniões de aprendizado do evangelho, nas orações individuais e comunitárias, além de prestarmos em grupo nosso culto ao Senhor. Em cada atividade estaremos nos ajustando à vida Cristã e à cidadania celestial. No céu não ficaremos inertes, mas trabalharemos em conjunto para continuarmos a viver o reino de Deus!

Nosso desejo de estarmos vivendo estas palavras precisa dominar o medo dos fracassos que podemos ter vivido anteriormente. Deus constituiu sim igrejas na face da terra capazes de ter seu amor e fazer a sua vontade. E isto depende de cada um que foi chamado pelo Senhor.

Confiemos no evangelho, confiemos na sabedoria de Deus e busquemos viver estas palavras. A partir de nosso conhecimento das escrituras poderemos enxergar os desvios e acertos, o amor e a vaidade. No louvor a Deus cresceremos em fé e alegria, superando as dificuldades do mundo. Os portões do inferno não prevalecerão contra a igreja (Mateus 16:18).

#3_294 Nossos inimigos caem diante de Deus!

Enforcaram, pois, Hamã na forca que ele tinha preparado para Mordecai. Então, o furor do rei se aplacou.
Ester 7:10 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/est.7.10.ARA

Há situações em que nos preparam armadilhas para nos destruírem. No entanto, Deus entra com providência para nos livrar de todas elas. Se fizemos o bem para com o “rei” e não fomos agraciados por isto, o invejoso que nos preparou a “forca” será destruído em seu próprio laço. O “rei” usará o próprio inimigo para nos exaltar como aconteceu no caso entre Hamã e Mordecai.

Mordecai foi fiel a Deus e não à Hamã. Este se enfureceu por isto e preparou uma forca para Mordecai e um plano para destruir o povo dele e da rainha Ester. Só não contava que Ester era do mesmo povo e que Deus tinha uma aliança com eles.

Assim, se temos a mesma aliança com o Deus Todo-Poderoso, não importa se Hamãs se levantam contra nós e nosso povo. Teremos nosso livramento, lutando por nossas vidas com todas as nossas forças. Sim, teremos de nos defender, mas teremos sucesso. Na unidade somos mais fortes, em nossas parcerias somos como um corpo. O que falta em um membro o outro possui.

Oremos hoje para que os Hamãs que se levantaram sejam destruídos. Deus é socorro e nos livra em todas as circunstâncias. Creia e receba, em nome de Jesus!

#3_267 Jesus proverá!

Mas os discípulos lhe disseram: — Onde haverá neste deserto pão suficiente para saciar tão grande multidão?
Mateus 15:33 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.15.33.NAA

Muitas vezes nos perguntamos como resolver uma situação difícil. E também acontece quando estamos obedecendo ao nosso propósito. Os discípulos precisavam distribuir pães a uma multidão e só enxergavam o deserto. Não sabiam que em Jesus estava a resposta e ele estava ao lado deles. Olharam para o problema e não para a solução!

Hoje temos a mesma situação ocorrendo ao nosso redor. Se é um emprego, desafio para uma nova sede de uma igreja, saúde, fome ou qualquer outro precisamos nos posicionar buscando o que estiver a nossas mãos e colocar diante de Jesus. Ele é multiplicador de pães, provedor de vida, saúde, abre portas, ressuscita os mortos, abre a vista aos cegos, expulsa demônios, gera do nada um universo e está sempre conosco!

Que problemas precisamos resolver? Mostremos a nossa fé em Cristo. Esta fé servirá como serviram os poucos pães e peixes para que ele manifeste a sua glória. Muitas vidas serão abençoadas, estaremos cooperando com o Reino e não desfaleceremos diante das circunstâncias! Jesus é provedor, não tenhamos dúvidas. Levemos até ele o que tivermos e nos preparemos para distribuir. Afinal, nosso propósito é compartilhar o que temos recebido de suas mãos (diakonos)!

#3_263 Cristo não se deixa intimidar!

Ao ouvir que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia. E, deixando Nazaré, foi morar em Cafarnaum, situada à beira-mar, na região de Zebulom e Naftali.
Mateus 4:12‭-‬13 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.4.12-13.NAA

Jesus morou por algum tempo em uma cidade chamada Cafarnaum. Tinha um ponto de apoio, um local de repouso conhecido por muitas pessoas que se amontoavam para poderem receber um milagre vindo do Senhor.

Hoje o corpo de Cristo, a sua Igreja, está espalhada em prédios e casas, locais acessíveis onde há liberdade de culto. Nestes lugares os discípulos estarão preocupados em receber as vidas impactadas que precisam de milagres, mas também estarão ensinando o evangelho. Podemos alcançar milagres sem crermos na salvação, e esta é mais importante que a benção recebida.

Ir até Jesus, ou a sua Igreja, ocorre pela nossa necessidade. O importante é termos um lugar onde podemos encontrar o agir de Deus para as nossas vidas. Ouvir a doutrina do Senhor, ser tocado por ele, curado, liberto, amado nos dá uma oportunidade de vislumbrarmos a vida eterna.

Se precisamos de Cristo, então precisamos da sua Igreja. Ela é a presença do Senhor na Terra. Busquemos Jesus, caminhemos ao seu encontro e vivamos em comunhão e unidade. Como Jesus saiu de sua cidade natal e foi para uma cidade de maior circulação, assim a Igreja busca estar em lugar de maior oportunidade de expor o evangelho.

Nosso Senhor está disponível e quer ser encontrado. Só espera que venhamos ao seu encontro, nos chamando para sermos abençoados. Não importa se seus anunciadores foram presos e calados, ele virá e fará com que o evangelho chegue a quem precise. Confiemos em Cristo, pois ele é o nosso salvador!

#3_249 Não confie em edificações do mundo.

Quando Jesus estava saindo do templo, um dos seus discípulos lhe disse: — Mestre! Que pedras, que construções! Mas Jesus respondeu: — Você está vendo estas grandes construções? Não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.
Marcos 13:1‭-‬2 NAA
https://bible.com/bible/1840/mrk.13.1-2.NAA

Construções podem ser destruídas. Basta um terremoto, cataclisma ou mesmo a natureza retomar uma área que estas deixam de mostrar o seu vigor ou beleza. A única edificação que permanece é o evangelho em nossos corações.

Por isso não devemos confiar na indestrutibilidade das coisas, mas devemos atentar ao poder do evangelho! Na Igreja, cada membro é uma pedra na edificação, sendo Cristo a pedra angular, a principal que sustenta toda o edifício.

Jesus é imutável, indestrutível e não se move, fazendo com que a Igreja seja forte através dele! O Espírito Santo é como o material que nos une e está presente em todos nós, o que nos uniformiza e estrutura para toda boa obra.

Assim devemos olhar o edifício que Cristo constroe a partir da unidade dos Cristãos. Estes não serão destruídos ou derrubados, alterados na forma ou tamanho, pois quem edifica é o próprio Senhor.

Que sejamos edifícios bem ornados, úteis para sustentar vidas e promover sombra e paz. Que a Igreja do Senhor seja estendida sobre toda a Terra e muitos possam fazer parte desta estrutura. Cada geração tem a oportunidade de fazer parte da construção e bom será quando o Senhor voltar e se agradar da sua boa obra em nossas vidas!

#3_248 Precisamos dos dons da Igreja!

A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando um fim proveitoso. Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento. A um é dada, no mesmo Espírito, a fé; a outro, no mesmo Espírito, dons de curar;
1Coríntios 12:7‭-‬9 NAA
https://bible.com/bible/1840/1co.12.7-9.NAA

O Espírito Santo distribui no corpo de Cristo, a Igreja, os dons espirituais. São dados com o propósito de abençoarem o mundo com a graça de Deus. O dom se manifesta onde há a necessidade das pessoas, para que onde não há provisão do mundo venha a existir a provisão de Deus!

Por isto aprendemos que onde abunda o pecado superabunda a graça de Deus pois, onde os homens não conseguem resolver por si mesmos as suas muitas dificuldades geradas pelo pecado, Deus se manifesta pela graça e traz a solução sobrenatural.

Assim vemos nascer o bem no meio de onde só havia o mal, curas onde só havia doenças, alegria onde só havia dor e recursos onde só havia misérias! Deus traz à existência o que não existe a partir de situações onde o sobrenatural se manifesta mediante sua palavra, dons e misericórdia para com a humanidade.

Quando o mundo veio a conhecer o primeiro pecado Deus prometeu o redentor. No primeiro homicídio a misericórdia. Estas coisas não existem primeiramente em corações inclinados ao pecado, mas são graça abundante de Deus derramada sobre nós.

Assim são os dons no seio da Igreja. Tais dons estão disponíveis e podem ser usados para alcançar o necessitado. Não há pré-requisito para receber senão precisar receber! Só que um doente só procura o médico quando percebe a sua doença e muitos necessitados nem sabem onde procurar assistência.

A Igreja de Cristo é ponto de apoio quando manifesta ao mundo o poder de Cristo, a partir dos dons que foram distribuídos dentre os irmãos. O Senhor ensinou que um velador não deve ser colocado debaixo da cama, pois terá pouca serventia para iluminar o cômodo. Assim são os dons que não devem estar escondidos para que ninguém possa usufruir deles.

Os dons para a edificação da Igreja são para lhe fazer multiplicar enquanto os dons de misericórdia são para alcançar vidas necessitadas. Muitas vezes a Igreja condiciona entregar o dom de misericórdia em troca de fazer um novo prosélito, mas isto não é o que o mestre fazia. Jesus curou e libertou quantos precisavam e não condicionou a seguí-lo. Para alguns alertou que não continuassem no pecado porque haveriam de colher algo pior ou não teriam uma segunda chance!

Os dons de edificação da Igreja são para que cresça de maneira saudável e não é algo a ser usado para com o descrente. Curar é para todos, mas ensinar a como evangelizar não faz sentido fora da Igreja. Muitos são os dons e nenhum deve ser ignorado para que não venhamos a enterrar dons preciosos como o dinheiro enterrado na parábola das minas ou dos talentos de prata.

Que possamos ser mordomos também dos dons recebidos pois são distribuídos onde há necessitados e na multidão de dons que a Igreja possui todos servirão e serão servidos quando precisarmos. Esta é a beleza da Igreja que não subsiste em um indivíduo, mas na coletividade. Nem os portões do inferno prevalecerão quando o propósito for executado em cada crente no Senhor!

Assim, a Igreja é a graça de Deus na Terra e bom será usufruímos dela enquanto cada um faz a própria parte. Glórias a Deus por termos esta oportunidade de recebermos e darmos, no amor de Cristo Jesus!

#3_246 Oremos pelas dificuldades dos santos!

Irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e também pelo amor do Espírito, peço que lutem juntamente comigo nas orações a Deus a meu favor, para que eu me veja livre dos rebeldes que vivem na Judeia, e que este meu serviço em Jerusalém seja bem-aceito pelos santos.
Romanos 15:30‭-‬31 NAA
https://bible.com/bible/1840/rom.15.30-31.NAA

Paulo expõe a necessidade da igreja clamar em unidade. Ele precisava alcançar vidas para o reino e ser bem recebido em Jerusalém com as ofertas que estaria levando. Nem sempre temos certeza de que algo dará certo e orar a Deus para que nossos propósitos sejam bem sucedidos é uma estratégia a ser adotada.

Guerras possuem níveis de execução e muitas coisas são resolvidas no combate corpo a corpo, não nas salas de planejamento. Em termos espirituais planejamos e oramos, pois nossas orações são como as baterias de artilharia que destróem as forças inimigas e toda resistência antes da entrada das tropas. Quando unimos forças com nossos irmãos estamos multiplicando a força da “artilharia” quebrando resistências em nosso favor.

Sejamos sábios e busquemos orar em comunhão e unidade antes de irmos para as batalhas da vida. O inimigo é numeroso e perspicaz e muitas vezes tendemos a ir de peito aberto em campos minados e cheios de armadilhas. Nossa Inteligência de combate também virá das orações, quando Deus nos fala ou levanta alguém para nos mostrar as ciladas. Igreja unida vence os portões do inferno e nos unimos pela oração em comunhão.

Paulo nos ensina como entrar em batalhas. Vamos orar mais a favor uns dos outros, para que o evangelho seja mais divulgado e possamos impactar o mundo com a graça e a misericórdia de Deus! Sejamos sábios e obedientes. Colheremos muitas vitórias em combate! Sem isto estaremos ainda na dúvida e na dificuldade, sozinhos no meio das batalhas e sem apoio amigo! Em nome de Jesus seremos vencedores unidos em seu amor!

#3_174 Na nossa ignorância

Na verdade, sei que assim é; porque, como pode o homem ser justo para com Deus? Se quiser contender com ele, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder.
Jó 9:2‭-‬3 ARA
https://bible.com/bible/1608/job.9.2-3.ARA

Nada sabemos a respeito de muitas coisas. Por isso precisamos ter humildade para com Deus. Como um adulto em relação a um bebê, somos completamente inexperientes a respeito da eternidade do Senhor. Como discutir com Ele a respeito de nossa criação? Nossa constituição? Das mazelas da vida? Da maldade que reina à nossa volta?

Na soberania divina precisamos reconhecer sua majestade e poderio. Não devemos confiar na nossa pequena experiência de vida para julgarmos a Deus em sua sabedoria. Por que, então, costumamos fazer isto? Somos teimosos em acreditar que já sabemos o bastante, e isto é pura vaidade.

Nestas horas é que devemos nos humilhar diante de Deus e buscar ouví-lo, não para experimentá-lo, mas para sermos edificados pelas suas misericórdias. Deus possui atributos revelados pessoalmente e não há quem não possa conhecê-lo em algum grau de medida. Nisto há sabedoria, que no ajuntamento dos que o buscam teremos uma melhor compreensão da vida.

As diversas manifestações de Deus nos revelam características que não devem ser isoladas. Deus não é só amor, nem só justiça e nem só misericórdia. Ele É isto e muito mais e não conseguimos entender o quadro geral justamente porque não temos capacidade para isto. Somos limitados no tempo e no espaço enquanto ele não. Nada pode um círculo entender de uma esfera a não ser a sua circunferência. Mas a circunferência é apenas um atributo revelado no papel em 2 D.

Que possamos nos submeter ao que conhecemos de Deus e buscar conhecê-lo cada vez mais. Nisto não erraremos, mas nunca atingiremos a plenitude do conhecimento. Ainda assim será proveitoso porque estaremos no caminho certo. E isto conta para Deus. Se assim não fosse Ele não se preocuparia em se revelar à nos. Cristo é o que conseguimos conhecer de Deus, a revelação para a humanidade a respeito da justiça e do amor divinos.

Prossigamos em conhecer Jesus e caminhar em seus passos. Viveremos o melhor de nossas vidas e estaremos glorificando o Senhor. Em Cristo somos transformados a cada dia para atendermos ao chamado divino. Não estaremos discutindo, mas obedecendo. No Senhor Jesus seremos edificados a verdadeira imagem e semelhança de Deus!