#3_196 Irmãos não devem dominar sobre irmãos!

Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos.
Mateus 23:8 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.23.8.ARA

Irmãos são da mesma família e estão debaixo da mesma autoridade familiar. Os que são mais velhos cuidam dos mais novos e assim deve ser em toda família. Os mais novos aprendem com os mais velhos e os respeitam. Respeitar é diferente de ser governado por alguém que é da mesma família. Quem governa são os pais e não os filhos.

Há um erro nos dias de hoje onde autoridades eclesiásticas se colocam como reis e autoridades espirituais, os mestres, os pais da família. Cristo negou esta forma dentro da igreja. Deixou claro para que não chamassemos ninguém de pai a não ser Deus e ninguém se fizesse superior dentro do corpo de Cristo.

É a vaidade humana que faz com que líderes se exaltem e pessoas assistidas por eles os idolatrem. Este erro destrói a fé de muitos e desvia o povo de Deus. Só há um Mestre, um Senhor e um Pai. Cristãos são irmãos e vivem em comunhão para assistirem uns aos outros nas necessidades, movendo os céus a favor de pecadores em busca do reencontro com o Pai!

Fujamos da vaidade e construamos um ambiente de respeito mútuo. Há líderes chamando as pessoas de burros. Tais pessoas deveriam antes dar o exemplo de estudo bíblico e não se pautarem nas pregações distorcidas de outros. Na sua arrogância destroem as ovelhas e as subjulgam. Deveria tomar cuidado com o dono da Seara, pois este irá cobrar o fruto quando voltar!

A Palavra de Deus nos ensina e adverte:

Rogo, pois, aos presbíteros que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda coparticipante da glória que há de ser revelada: pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória.
1Pedro 5:1‭-‬4 ARA
https://bible.com/bible/1608/1pe.5.1-4.ARA

Parece lindo dizer que não queria ser pastor mas foi constrangido a ser. Deus não quer isto. Pior é quando estes se tornam dominadores a ponto de expulsar os que não concordam com sua postura. Deixou de ser igreja de Cristo, passando a ser uma seita. É fácil observar que tal lugar se torna um câncer e mata aqueles que ali permanecem. Não crescerá por muito tempo pois o Senhor não enviará vidas para serem destruídas ali.

Que possamos fugir da vaidade no seio da igreja. Cada um possui um dom dado por Deus e todos devemos ser iguais aos nossos olhos. No verdadeiro evangelho somos todos servos a serviço do mestre e apontamos para a sua gloria! Quem é a autoridade máxima é Deus e não o homem. Aí daqueles que perseverarem neste caminho e destruírem os pequeninos…

Irmãos devem se amar!

Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.
Lucas 15:31‭-‬32 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.15.31-32.ARA

Para um pai não há nada mais importante que ter os seus filhos a salvo. Não importa quanto os irmãos não tenham um bom relacionamento, mas que não estejam perdidos em seus caminhos.

Muitos que se chamam cristãos estão declarando uma irmandade, mas nem sempre estão tendo um bom convívio. Às vezes um tem um procedimento que não nos agrada, ou fez algo de que não gostamos, ou nos ofendeu, e isto nos faz viver afastados. Pode ser que tenha feito de propósito ou não, mas o fato é que a atitude não gerou um bom resultado entre eles.

O que fazer quando aquele que gerou o conflito retorna? A visão do pai que os ama é a de reconciliação. Quando há arrependimento do erro cometido, ainda que a ofensa tenha sido contra o pai, este recebe de volta porque ama. O irmão mais velho que também se sentiu ofendido deveria também perdoar o erro. Não perdoar não faz sentido, pois o irmão que ficou não teve prejuízo algum em nenhum momento.

Muitos hoje estão se ofendendo com situações entre denominações ou mesmo dentro da congregação, mas a verdade é que a ofensa é antes para com o Senhor. Se ele nos perdoa, então devemos nos perdoar também. A parábola do filho pródigo nos ensina que importa reconhecermos o amor do Pai e a nossa herança, não a usando de maneira indevida, seja por egoísmo ou ignorância.

Se amarmos o Pai não seremos herdeiros negligentes. Importa agradarmos o coração do Senhor e isto faremos quando reconhecermos a importância do depósito confiado aos que crêem em Cristo! O amor entre irmãos deve prevalecer, pois é mandamento do Senhor. Oremos para que as confusões sejam resolvidas no seio da comunidade cristã!

Ano 2#265