Cristo é o único salvador!

Todo o povo que o ouviu e até os publicanos reconheceram a justiça de Deus, tendo sido batizados com o batismo de João; mas os fariseus e os intérpretes da Lei rejeitaram, quanto a si mesmos, o desígnio de Deus, não tendo sido batizados por ele.
Lucas 7:29‭-‬30 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.7.29-30.ARA

O evangelho veio trazer justiça para o injusto arrependido, mas condenação para os que vivem uma religiosidade só de aparência. Enquanto João Batista pregou arrependimento de pecados, preparando o caminho para Jesus, os pecadores assumidos receberam o batismo de arrependimento, enquanto os fariseus ignoraram o chamado.

Certo é que todos nascemos pecadores e sem merecimento à salvação. Não há obras que possamos fazer que venham a cobrir nossos pecados, muito menos orações a nosso favor depois que já morremos. Arrependimento se faz em vida e as obras que se seguirão somente serão consideradas boas obras se feitas na direção de Deus!

A justiça de Deus foi apresentada a todos, mas nem todos a receberão. Muitos se acham justos por serem bons cidadãos, mas só é cidadão do reino de Deus os que foram justificados por Cristo. Não importa o que fizemos ou o que faremos. Se Cristo não é nosso Senhor, então continuamos condenados ao fogo eterno. Da mesma forma, se Cristo é Senhor de nossas vidas, então já temos a vida eterna, independentemente do que fizemos ou faremos.

A chave da justiça de Deus é Ele próprio ser o redentor, o reconciliador, o justificador de nossas vidas, e assim sendo, já passamos da morte para a vida:

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?
João 11:25‭-‬26 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.11.25-26.ARA

Tremendo é saber que somos salvos pelo que Jesus, o Cristo, fez na cruz por nós e não pelo que fazemos ou deixamos de fazer. A eternidade está ao alcance de todos os que têm sua fé depositada no Cristo salvador. Nele somos chamados de filhos de Deus, e não mais do diabo. A religiosidade dirá que precisamos fazer isto ou aquilo, que o sacrifício de Cristo não é suficiente e que se fizermos bem alcançaremos o mérito da salvação. Não se engane, sem Jesus não há salvação, ainda que venhamos a dar nossas vidas por alguém ou todos os nossos recursos.

O sacrifício que salva é o do Filho de Deus, porque viveu sem pecado, executando toda a lei de Deus. Sem isto não há remissão de pecados. Nosso arrependimento serve para enxergarmos a necessidade do salvador Jesus. Sem isto, não acharemos ser necessário um Cristo e poderei viver buscando meu aperfeiçoamento por mim mesmo, ou através de qualquer coisa ou pessoa que não Jesus.

Olhemos para as nossas vidas e tenhamos certeza do fundamento que só há salvação em Cristo e, uma vez que fomos justificados, já não há mais condenação sobre nós. O Senhor fará a separação entre os justificados e os não justificados. Aí daquele que confia em sua própria capacidade…

Ano 2#308

O Senhor é a luz que nos guiará em todo tempo!

O Senhor é Deus, ele é a nossa luz; adornai a festa com ramos até às pontas do altar. Tu és o meu Deus, render-te-ei graças; tu és o meu Deus, quero exaltar-te. Rendei graças ao Senhor, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.
Salmos 118:27‭-‬29 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.118.27-29.ARA

Não haverá Feliz Ano Novo se Deus não operar suas bênçãos em nossas vidas. Ele é o Senhor e a nossa luz. Não são os fogos de artifício a queimarem nos céus por fração de segundos que iluminarão nossos caminhos e nem que nos trarão a esperança de dias melhores. Só em Deus temos estas coisas!

Deus é bom e as suas misericórdias duram para sempre, nos favorecendo ainda quando não merecemos. Por isto há esperança de dias melhores, porquanto esperamos nEle e na sua boa mão e não em nossas capacidades!

Que em cada dia possamos render graças ao Senhor, nos alegrando nEle, independentemente das circunstâncias. Guardemos nossos corações em Deus, coloquemos nossos sonhos e desejos em suas mãos. Nos dediquemos a viver um ano com propósito de agrada-lo e ofereçamos nossas vidas em sacrifício santo e agradável a Deus.

Fazendo assim, no final do ano poderemos olhar para trás com maior certeza de estarmos no caminho, pois não apontamos para os nossos desejos e sim para o evangelho da graça. Seguir o caminho do Senhor é infinitamente melhor que seguir nossos corações sem direção alguma. Certo é que Deus sabe o que é melhor para cada um de nós!

Exaltemos ao Senhor em todos os dias de nossas vidas e estaremos nos preparando para a vida eterna com Ele. Isto é ser feliz todo ano e não apenas em pequenos momentos da vida!

Ano 2#306

Declaremos as bençãos de Deus sobre as vidas!

Abençoaram a Rebeca e lhe disseram: És nossa irmã; sê tu a mãe de milhares de milhares, e que a tua descendência possua a porta dos seus inimigos.
Gênesis 24:60 ARA
https://bible.com/bible/1608/gen.24.60.ARA

Como abençoamos e a quem abençoamos? Rebeca recebeu um convite de casamento e o aceitou. Seus parentes, então, a abençoaram e declararam que ela fosse próspera na terra para onde iria ser desposada. Rebeca casou-se com Isaque, o filho da promessa e se tornou a mãe de Esaú e Jacó, sendo mãe de muitos milhares pois sua descendência se tornou a própria nação de Israel.

O que temos desejado e declarado na vida de nossos entes queridos? Que são pestes? Que não darão em nada? Que são insolentes? Ignorantes? Ou declaramos sobre eles as bençãos de Deus? Precisamos quebrar este ciclo de maldições que tendemos a verbalizar e fazer como ensinado na Palavra de Deus. Que das nossas bocas não saiam bençãos e maldições, apenas as bençãos!

Isaque abençoou a Jacó e este foi o pai dos doze patriarcas. Jacó, antes de morrer, profetizou sobre seus filhos e netos, abrindo o reino espiritual para que suas palavras fossem realizadas no mundo físico. Nossas palavras tem poder e precisamos cuidar do que e como falamos.

Que neste ano que se aproxima tenhamos boas palavras para com o nosso próximo. Desejemos aos nossos o que há de melhor e veremos no mundo espiritual as condições para que ocorram de maneira favorável. Em Cristo podemos pedir ao Pai as benção derramadas sobre Abraão. É herança dos que crêem. Tomemos posse e abençoemos as pessoas! Que seja uma semeadura abençoada, no nome de Jesus!

Ano 2#302

Por que só Jesus salva?

Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar. Com muitas outras palavras deu testemunho e exortava-os, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa. Então, os que lhe aceitaram a palavra foram batizados, havendo um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas.
Atos 2:36‭-‬41 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.2.36-41.ARA

Jesus é Senhor e Cristo para nosso benefício. Foi crucificado, morto e sepultado, mas a morte não o podia reter porque é santo e não pecador! Jesus Cristo ressuscitou para ser Senhor, o Messias anunciado, aquele por quem fomos chamados à mesma santidade! Ele cumpriu os mandamentos da Lei e se tornou o sacrifício perfeito. Em seu sangue há remissão de todos os pecados!

Ao crermos em Jesus recebemos o dom do Espírito Santo como anunciado por Pedro no dia de Pentecostes. Este é o dom que faz toda a diferença em nossas vidas. Através do Espírito Santo é que a santificação prossegue. Em Cristo somos salvos e com o dom do Espírito nos santificamos. Não recebemos o dom e nem a salvação se não cremos em Jesus e ele não se torna nosso Senhor e Salvador pessoal.

Batizar-se é uma consequência da fé, um testemunho para todos os que nos cercam. Nos batizamos para morrermos e ressuscitarmos com Cristo de maneira simbólica, mas poderosa. O arrependimento é o processo que passamos por reconhecermos nossos pecados, entendermos que sem Cristo não estamos aptos aos céus e que dependemos dele para a salvação. Também é a atitude tomada de deixarmos os nossos pecados, atendendo ao chamado divino.

Sem Cristo estaríamos condenados ao fogo eterno,mas com ele estamos seguros pela promessa feita em seu sangue. Não é mérito nosso, mas totalmente dele. Não somos salvos por nossas obras e nem nos mantemos salvos por elas. É pela graça e misericórdia de Deus! Santificar-se sem Deus também seria impossível. Portanto, sejamos humildes, agradecidos e obedientes, pois grande foi o livramento recebido através de Cristo.

Quem não acredita no inferno não precisa de um salvador. Por isso a salvação começa pelo entendimento da santidade de Deus e do pecado que nos afasta dEle. Sem isto não há arrependimento. Cristo veio nos ajudar a enxergarmos nossa religiosidade que nos dava falsa segurança, evidenciando uma vida de hipocrisia e insensatez. Olhemos para nós mesmos e avaliaemos nossos corações. Quem não tiver pecados que atire pedras nos Cristãos, pois estes somos os que enxergaram seus pecados e se humilharam diante do Deus da graça e do amor, através de Cristo Jesus!

Ano 2#301

Cristo não é um sobrenome de Jesus, é o seu título de Messias!

tendo-o encontrado, levou-o para Antioquia. E, por todo um ano, se reuniram naquela igreja e ensinaram numerosa multidão. Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.
Atos 11:26 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.11.26.ARA

Jesus é Cristo, o Messias prometido, aquele que traria a solução para nossos pecados, o rei que reinará sobre todos nós! Cristo é o título dado a Jesus por ser nosso resgatador, redentor, salvador! Jesus é Senhor!

Ser cristão é ser discípulo de Cristo. É ser um pequeno Cristo, fazer o que ele fez, seguindo seus passos. Muitos se chamam de cristãos, mas o ser cristão é ser discípulo, é ter o mesmo pensamento, não apenas as mesmas obras.

A feitiçaria e o curandeirismo podem gerar cura em alguém. Por vários motivos alguém pode morrer no lugar de um ou de muitos. Mas, só Jesus nasceu da concepção de uma virgem a partir de Deus, viveu sem pecados, sendo também Deus. Só ele, tendo vivido entre nós de maneira perfeita era capaz de nos dar a remissão de nossos pecados por meio de seu sacrifício. Só Jesus é o Cordeiro de Deus que pode tirar o pecado do mundo!

Por isso só ele é o Cristo e o que melhor podemos fazer é sermos discípulos que crêem em sua obra, recebem do seu Espírito e reproduzem os ensinos do mestre.

Pai justo, o mundo não te conheceu; eu, porém, te conheci, e também estes compreenderam que tu me enviaste. Eu lhes fiz conhecer o teu nome e ainda o farei conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles, e eu neles esteja.
João 17:25‭-‬26 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.17.25-26.ARA

Ser cristão é receber e dar o amor que vem de Deus. É viver para Deus e ser instrumento dele na vida de outros. Cristão é um pequeno Cristo e, para isto, precisa ser transformado e santificado. Não é pelas obras que realizamos, mas pela fé e conhecimento de Cristo. Se Cristo não nascer em nossos corações seremos apenas interessados na doutrina, querendo viver por um coaching e não por um salvador e Senhor.

Cristão aponta para Cristo e leva outros a conhecerem o mestre. Ser um bom cidadão do mundo não nos torna cristãos, mas o crer e viver com Cristo! Todo cidadão deve obedecer leis e ser respeitoso com autoridades e ser bom pagador. Achar que ser cristão é ser um bom cidadão do mundo é reduzir ao natural a expressão máxima do espiritual. Cristão é cidadão celestial, aquele que confessa Jesus como Senhor e possui o Espírito Santo. Este está se preparando para viver a vida eterna e não a que é deste mundo.

Cristo deu a vida por nós, viveu entre nós para nos reconciliar com Deus. Assim deve ser todo cristão, um reconciador no amor, na paz e na misericórdia. Isto não é produzido por obras, mas pela fé no Cristo, aquele que está assentado à direita de Deus Pai! Que caiam todas as nossas vaidades e pecados diante daquele que sustenta o universo por sua infinita bondade!

Cristo é Senhor e Jesus é o Cristo! E nós, quem temos sido?

Ano 2#295

Aproveitemos a misericórdia de Deus!

E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias.
Joel 2:28‭-‬29 ARA
https://bible.com/bible/1608/jol.2.28-29.ARA

O profeta Joel profetizou a respeito da seca espiritual de Israel, seu estado de desolação, afastamento e iminente destruição proveniente de Deus. Ao mesmo tempo, revelou a misericórdia do Senhor, pois haveria tempo de arrependimento, conversão e restauração antes do Dia do Senhor!

Nestes versos do capítulo 2 de Joel vemos a declaração da vinda do Espírito Santo ocorrida no Dia de Pentecostes, uma semana depois de Jesus ter subido aos céus, para preparar lugar no reino de Deus para todos os que crerem nele como Senhor e salvador.

Neste tempo da graça, enquanto o Espírito Santo está agindo de forma tremenda, pessoas estão sendo usadas em profecias, visões, curas e milagres para glória de Deus e revelação do poder do Senhor sobre toda a Terra.

Muitos questionam se os sinais e maravilhas poderiam estar sendo manifestos depois dos apóstolos que conviveram com Jesus, mas a verdade é que já em Paulo, que não conhecera o Cristo, o poder no Espírito já estava sendo manifesto por muitos discípulos que obedeceram à grande comissão de levar o evangelho por todo o mundo.

O Espírito Santo está se manifestando em todos os lugares. Não há limite e nem impedimento para a sua obra. Que os nossos corações sejam tocados, que possamos nos arrepender e nos convertermos ao Deus Todo-Poderoso. O grande Dia do Senhor está próximo e só os que receberam deste Espírito adentrarão os céus, pois ele é o penhor, o passaporte, a confirmação da fé em Cristo Jesus, a presença de Deus em nós para toda a eternidade.

Cristo nos trouxe esta oportunidade. Sem o Espírito Santo de Deus continuaremos em nossos caminhos de pecado. Com ele temos poder de dizer não ao pecado e sim ao amor de Deus, realizando as boas obras porque santificados e gratos pela misericórdia alcançada.

Tempo de reflexão e entrega. Tempo de arrependimento e ouvir a voz do Espírito Santo. Tempo de chamar Jesus Cristo de Senhor!

Ano 2#290

Onde buscamos proteção?

Eu te amo, ó Senhor, força minha. O Senhor é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte.
Salmos 18:1‭-‬2 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.18.1-2.ARA

O salmista Davi, que ainda não era rei ao escrever este salmo, mas perseguido por Saul e pelos filisteus, sabia bem o que era estar protegido nas mãos de Deus! Por várias vezes esteve cercado por diversos inimigos, mas o Senhor o livrou de todas. A emboscada em que Davi não foi vitorioso foi quando permaneceu no palácio e desejou a mulher de um de seus guerreiros. Seus olhos se desviaram de Deus e seu coração se esqueceu dos mandamentos do Todo-Poderoso.

Ainda assim encontrou misericórdia, mas as consequências foram terríveis. A história de Davi nos ensina que onde estiver o nosso coração de lá teremos vitórias ou derrotas. Se em Deus, seremos vitoriosos nas grandes questões da vida e daremos orgulho ao Senhor. Se no mundo, nossas vitórias serão para nosso orgulho e vaidade e não nos lembraremos do Deus da graça e da misericórdia.

Importa estarmos mergulhados nos braços do Pai, pois assim prosperaremos em todas as nossas campanhas! Deus guerreia as nossas lutas quando confiamos nEle! Que lutas temos hoje à nossa frente? Por quem lutamos? Qual o objetivo delas? Se não for para a glória de Deus, então não vale à pena lutar!

Em Cristo somos mais que vencedores e chamados para estar na sua linha de frente. Lá as lutas não são contra pessoas, mas contra poderes espirituais. Tais poderes impactam a vida das pessoas, inclusive as nossas, e no Senhor temos as armas espirituais para combater o bom combate da fé! Sem Cristo somos apenas vítimas da guerra, espólio do inimigo e a mercê da invasão iminente.

No exército de Deus há miríades de anjos a nos ajudar, bem como o próprio Senhor:

O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra.
Salmos 34:7 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.34.7.ARA

Oremos e busquemos o Senhor em todo tempo. NEle encontraremos refúgio, descanso e paz. No mundo só teremos aflições. Com Jesus iremos vencer todas elas!!!

Ano 2#288

Comunhão é fundamental para um reino próspero!

Então, lhe trouxeram um endemoninhado, cego e mudo; e ele o curou, passando o mudo a falar e a ver. E toda a multidão se admirava e dizia: É este, porventura, o Filho de Davi? Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios. Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse: Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá. Se Satanás expele a Satanás, dividido está contra si mesmo; como, pois, subsistirá o seu reino?
Mateus 12:22‭-‬26 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.12.22-26.ARA

Jesus explica aos religiosos que o poder de cura dele vem de Deus e não como um servo de Satanás que desfaz as obras do próprio diabo. Ora, se o meu reino realiza um trabalho de destruição de vidas e eu as restituo em saúde, como estou favorecendo-o? Certamente estou contra a ideia do reino!

Essa explicação nos traz um princípio fundamental de que para sermos vitoriosos precisamos estar em comunhão de propósito. Assim, uma família deve procurar viver em harmonia e não em contradição. O mesmo devemos buscar em qualquer ajuntamento de pessoas, senão estaremos brigando entre nós.

Ora, como manter a comunhão e visão comum? Como convencer pessoas a terem a mesma visão que nós? Certamente não é as obrigando a concordarem conosco ou melhor irem embora. Falta de diálogo é a primeira causa de separação entre casais e sociedades. Não se fazer entender e não ouvir as pessoas em suas demandas cria uma barreira para que continuem a andar juntas.

Outro motivo é o desencontro de propósitos. Se temos diferentes ideias do que queremos fazer e não chegamos a um acordo em como podemos nos unir para nos ajudarmos a chegar lá, então dificilmente conseguiremos permanecer em sociedade. Não podemos achar que só o que acreditamos é importante e não o que os outros pensam e desejam. Sem expor, negociar e viver com integridade nos tornará pessoas insensíveis e passaremos a fazer apenas o que desejamos

Assim começa a destruição de alianças como do casamento e também da própria aliança com Deus. Se passo a ignorar o que Deus espera de mim e só faço a minha vontade, já não ando em comunhão com o Senhor e já estou fora dos propósitos do reino, espalhando e não ajuntando com Cristo!

Como tenho me comportado com o Senhor? E meu casamento? E meu trabalho/escola? Minha igreja? E a minha nação/sociedade? Só interessa fazer o que eu desejo e como desejo ou preciso negociar com os demais para chegarmos juntos onde pretendemos ir em comum acordo? Perigoso é o caminho do arrogante que acredita ser o dono da verdade e não ouve a ninguém, ainda mais ao Espírito Santo!

E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum.
Atos 2:42‭-‬44 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.2.42-44.ARA

Ter comunhão exige perseverança. Não é por obrigação, mas por submissão de uns aos outros que conquistaremos esta condição de vivermos bem juntos. Exige comprometimento de todos e não a vontade soberana de um. Se não tivermos comunhão no Espírito Santo com os demais cidadãos do reino acabaremos sendo um prejuízo para o próprio reino e não ajudaremos a crescê-lo, mas sim reduzi-lo.

Que possamos ser sensíveis ao Espírito Santo de Deus e perseveremos em andar juntos, termos a mesma doutrina, comermos juntos e adorarmos juntos a Deus. Que isto possa começar em casa e adentrar em nossas vidas com os membros da igreja e sociedade. Isolar-se das pessoas não traz comunhão. Cristo nos chama a termos a plena comunhão com ele pelo Espírito que nos deu ao crermos nele!

Ano 2#283

Se permanecemos em Deus guardamos seus mandamentos

Ora, o seu mandamento é este: que creiamos em o nome de seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o mandamento que nos ordenou. E aquele que guarda os seus mandamentos permanece em Deus, e Deus, nele. E nisto conhecemos que ele permanece em nós, pelo Espírito que nos deu.
1João 3:23‭-‬24 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.3.23-24.ARA

Ora, se temos o bom depósito do Espírito Santo em nós, então temos comunhão com Deus e com os demais filhos! Como saber que temos o Espírito Santo? Quando conseguimos dizer não ao pecado e sim ao senhorio de Cristo, buscando amar ao próximo.

Nesta caminhada, ao guardarmos os mandamentos de Deus, temos o favorecimento das situações à nossa volta. Tudo coopera para o nosso bem, pois o Pai cuida dos filhos em todo tempo. Ainda que passemos lutas e dificuldades não seremos abalados, pois a boa mão de Deus está conosco. Cada dificuldade passa a ser superada com a presença de Deus cooperando em cada circunstância.

O evangelho se consolida em nossas vidas pela perseverança em santificação. Esta começa pela fé em Jesus e culmina com a nossa entrada no reino de Deus. Entre o início e o fim da caminhada está o Senhor a nos acompanhar. João nos lembra da obra de Deus que é conhecer e crer em Jesus Cristo, obedecendo aos seus mandamentos.

A presença do Espírito Santo em nós não é apenas a garantia da vida eterna, mas a da filiação a Deus, da herança espiritual, da co-participação do reinado com o Cordeiro, da experimentação da presença constante de Deus em nossas vidas, da certeza das promessas a nós estabelecidas, do amor de Deus para conosco, suas misericórdias e bem aventuranças, de sabermos que em nós está sendo estabelecida uma transformação diária para que sejamos como Jesus é, santos e justos diante de Deus!

A graça nos trouxe um benefício inalcançável por nós mesmos, a condição de conseguirmos amar a Deus e ao próximo. Não há maior mandamento e nem expectativa para conosco. Deus nos supriu de seu Espírito através de Cristo e podemos viver fortalecidos quando este está conosco. Busquemos o Senhor pela fé no Filho. Se temos o Filho, então temos também o Pai. Louvado seja Deus que nos enviou o Santo e verdadeiro, o autor da vida que nos traz a paz!

Ano 2#280

Cristo é fiel e justo para nos perdoar nossos pecados!

Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
1João 1:6‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.1.6-10.ARA

O apóstolo João, assim como Paulo, declaram explicitamente a condição de pecadores enquanto estivermos neste corpo imperfeito, mas que em Jesus Cristo temos o perdão de nossos pecados. Glórias a Deus que há escape para nós pecadores!!!!!!

Vivenciei meu próprio preconceito a respeito dos convertidos onde acreditava que se a pessoa se achava salva, então não deveria pecar mais. Que o santo não pode pecar! Ora, faltava-me o correto entendimento sobre os tempos da salvação.

Assim como vemos uma criança ainda indefesa e incapaz e conseguimos projetar sobre ela um futuro profissional dedicado em alguma área, assim é o Senhor ao olhar para nós em nossa caminhada da santificação. Mesmo justificados por Cristo no momento em que recebemos a salvação pela fé ainda estamos suscetíveis a cometermos pecados. Estamos em crescimento espiritual a respeito de Cristo. Cometemos pecados em nossas mentes e ainda estamos sendo depurados nos pensamentos impuros que ainda construímos.

Paulo detalha este processo e nos esclarece como devemos buscar a restauração de nossas mentes a cada dia pela ação do Espírito Santo de Deus. João nos tranquiliza deixando claro que Jesus nos perdoa de todos os nossos pecados confessados em todos os tempos, mas que não devemos ser dos que permanecem pecando. Após sermos livres do senhorio do pecado mediante a conversão em Cristo nosso proceder deve evitar pecados, podendo ocorrer ocasionalmente, pois não atingimos a perfeição ainda.

Jesus Cristo nos chama a vivermos uma vida de adoração para louvor a Deus. Nos capacita a seguirmos nos seus passos. Jesus nos trouxe o poder de sermos feitos filhos de Deus e termos novamente acesso ao Pai! Isto nos dá toda a oportunidade de vivermos em comunhão uns com os outros e teremos mais vontade para isto. Nas trevas queremos apenas fazer o mal entre nós, mas na luz o bem! Esta mudança só ocorre em Cristo, pois em seu sangue somos purificados de toda a maldade.

Busquemos esta comunhão e conhecimento pleno do Senhor. Nossas vidas serão mudadas e impactadas ao fazermos o bem ao próximo e vivermos para Deus. Teremos alegrias e dificuldades, mas a paz do Senhor nunca mais se apartará de nós. Em Cristo somos purificados de toda injustiça, ainda que não sejamos maduros e completos. Esta benção só recebemos em Cristo, o salvador, Justo e mediador entre Deus e os homens!

Ano 2#279