#3_209 Nosso compromisso é primeiramente com o Senhor!

E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna.
Mateus 19:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.19.29.ARA

Graça é favor imerecido, mas não significa que não gere uma demanda para quem a recebe. Há um custo para quem segue a Cristo e isto é colocar Deus em primeiro lugar. Significa repriorizar nossas vidas, construí-la com o foco no evangelho.

Para alguns trará a necessidade de mudar de trabalho, cidade, deixar para trás pessoas, parentes e familiares. Pode ser que as promessas de Deus para nós se traduzam em uma guinada no caminho que pensávamos para nós.

Alguns discípulos precisaram abandonar tudo o que faziam como Pedro, Tiago e João que deixaram o ofício de pescadores e Mateus o de cobrador de impostos. Servir a Cristo pode ter um custo alto se compararmos com o nosso desejo de coração, mas é ínfimo se olharmos para a eternidade!

Precisamos confiar em Cristo quando formos desafiados a termos uma mudança de vida diante do serviço e da santificação. Já não podemos viver apenas para nós e nem de qualquer maneira. Isto irá gerar oposição até dentro de casa e precisaremos decidir a quem atender.

Por isso Jesus declarou que quem decidisse por ele jamais perderia, ainda que a nossa família não concorde à primeira vista. As coisas espirituais se discernem no espírito e quem da nossa família não estiver na mesma visão estará contra nós.

Não nos assustamos com a oposição, pois no poder de Cristo seremos vencedores. Importa obedecermos pois assim estaremos preparando o campo para que nossos entes queridos vejam o nosso testemunho e possam também seguir o mesmo caminho.

O Senhor tem o melhor para nós, ainda que a princípio precisemos nos afastar um pouco daqueles que amamos. No servir estaremos gerando no reino espiritual as condições para que eles também sejam alcançados pelo Reino de Deus! Não é isto o que realmente importa?!

#3_205 Do testemunho

Ora, nós somos testemunhas destes fatos, e bem assim o Espírito Santo, que Deus outorgou aos que lhe obedecem.
Atos 5:32 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.5.32.ARA

Como obedecer se não conhecermos o que é para ser obedecido? Ignorância é propensão à desobediência e só não desobedece na ignorância quanto se desenvolveu um hábito virtuoso.

Deus ensina a não sermos maledicentes. Quem é calado consegue obedecer, mas isto não significa que não desejou em seu coração falar mal de alguém para outras pessoas.

Precisamos do Espírito Santo para obtermos a sabedoria celestial e conhecermos os caminhos de Deus. Somente pelo Espírito conseguiremos ser plenamente obedientes!

Mas o Espírito também testemunha da glória de Deus entre nós e nos capacita nesta caminhada. Nos dá autoridade no evangelho e ousadia para pregarmos sobre a salvação em Cristo.

Andar e viver no Espírito Santo deve ser o nosso cotidiano. Qualquer coisa diferente disto é caminhar em áreas movediças, em um mundo de atrativos e desvios. Nem tudo no mundo é ruim e o mundo tem muitas armadilhas. Se cairmos no caminho é porque calamos o Espírito e desobedecemos de alguma forma.

Nossa segurança é termos a direção do Espírito a nós outorgado quando Cristo se tornou nosso salvador. A partir de então seremos os que testemunham dos feitos até agora recebidos e, principalmente, confiando na salvação prometida. Cada dia traz novos desafios e a caminhada é por toda a eternidade. Lindo será adentrar os portões celestiais!!!!

#3_204 Da obediência

Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.
Atos 5:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.5.29.ARA

Difícil se torna obedecer a Deus quando queremos agradar aos homens e mulheres. Invariavelmente chegaremos a um impasse quando se tratar de doutrinas e teologias. Aí termos de obedecer a quem nos é por liderança enquanto estamos vivendo na submissão de um sistema religioso.

Cristo combateu este sistema que acabou por lhe armar a morte. As cartas às igrejas no Apocalipse também se preocupam em falar sobre erros de doutrina que continuam a nos rodear. Não há igreja perfeita porque é feita de seres humanos.

O problema ocorre quando a doutrina vai na contramão dos fundamentos deixados por Cristo. Jesus nos ensinou que:

– Não precisamos deixar de comer nenhum tipo de alimento;

– Embora tenhamos funções de liderança ninguém é maior que ninguém;

– A salvação é somente por fé em Cristo e não por obras humanas que nos fazem ignorar que o poder é do Senhor;

– Se não mudarmos nossas mentes então não adianta determinarmos usos e costumes, pois desejaremos porque temos inveja e luxúria no coração.

Cristo nos traz novos fundamentos e liberdade de vida. Quem busca agradar aos homens arma laço para os amigos e não é leal. A verdade pode machucar e não concordar é melhor do que permitir e andar no erro. Que possamos buscar toda a verdade do evangelho e proclamamos as boas novas. Certamente os erros se tornarão visíveis e a oportunidade de nos consertarmos surgirão.

Que olhemos para a palavra do Senhor que nos ensina o certo e o errado. Ser conivente com o erro é pecado, assim como poder fazer o bem e não fazermos. A omissão é um grave exercício da passividade diante das coisas erradas e custará caro a todos nós quando tais erros nos prejudicarem. Que o Senhor nos dê forças para falarmos em nome dEle, para a Glória do Pai, sendo obedientes a Ele em primeiro lugar!

#3_194 O Espírito intercede por nós!

E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.
Romanos 8:27 ARA
https://bible.com/bible/1608/rom.8.27.ARA

A intercessão à nosso favor não é segundo a nossa vontade, mas na vontade de Deus que é boa, agradável e perfeita. Se não fosse assim não alcançariamos o bem que almejamos.

Tal intercessão faz com que o mundo trabalhe para que as circunstâncias favoreçam um plano maior para todos nós. Sim, é bem aproximado à ideia de destino, sorte, predestinação, mas é o que é. Se fosse do jeito de cada um de nós como daria certo quando ninguém concorda entre si?

Deus possue um plano maior que não pode ser desfeito e planos para cada um de nós que pode ser alterado segundo a fé que possuímos. Nossa obediência ou rebeldia altera tais planos e Deus concede ou muda segundo o plano maior.

Vemos na Bíblia reis e profetas que foram confirmados ou destituídos por causa disto, quando seguiram os planos de Deus ou foram contra a vontade de Deus. O próprio povo fez como quis até que Deus os reorientou de forma dura para que pudessem voltar ao caminho da aliança.

Nossa desobediência pode nos fazer andar por desertos mas também a outros que não precisariam passar por isto. Estamos todos envolvidos nos planos de Deus e somos ou temos parte uns com os outros. Quando ensino alguém participo da edificação de sua vida e, quando peco, do desvio de muitos à minha volta.

Se possuo a intercessão do Espírito Santo então posso contar que meu erro trará consequências para meu ensino e retorno ao caminho e o meu acerto para ajuda e posicionamento na trajetória que devo percorrer. Assim tudo irá cooperar para o meu bem, ainda que eu esteja sofrendo as consequências do erro.

Esta certeza deve nos trazer consolo e alegria, pois é certeza de que Deus está no controle e nos ajudando a alcançarmos as benção preparadas para nós. Cristo nos chama a ouvir e obedecer como ele fez, pois na obediência dele fomos sarados e regenerados. Nossa obediência abençoará muitas vidas também.

Glorifiquemos a Deus por sua bondade, misericórdia e providência, nos auxiliando em todo tempo, ainda que possamos estar em meio a tribulações. Deus é bom e temos intercessão do próprio Deus a nosso favor!

#3_182 Alinhemos nossos planos

Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado.
Jó 42:2 ARA
https://bible.com/bible/1608/job.42.2.ARA

Os planos de Deus não falham jamais. Não importa o que façamos sempre estaremos contribuindo para a execução da vontade de Deus. Destino é diferente de sorte, mas ambos falam do fim a que somos submetidos. Deus permite que façamos planos e nos ajuda a executá-los e é sempre maravilhoso quando alinhamos nossas vontades às dEle.

Como uma criança que não consegue se manter sozinha e deve se submeter aos seus pais assim somos nós durante a nossa vida terrena. Brincamos à nossa maneira mas vamos ao colégio que nossos pais nos matriculam. Constituímos amigos e estudamos mais ou menos, mas comparecemos ao hospital de acordo com o julgamento de saúde feito por nossos pais.

Ao crescermos temos mais autonomia, mas como garantimos que estamos fazendo o que é da nossa exclusiva vontade? Acabamos aprendendo que Deus cuida de seus filhos e que estamos debaixo de suas mãos poderosas e nada do que acontece está de fora de seus planos.

Por que então vivemos como se nossas vidas dependessem apenas das nossas decisões?

O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor.
Provérbios 16:1 ARA
https://bible.com/bible/1608/pro.16.1.ARA

Sejamos mais humildes e peçamos a ajuda de Deus. Ao confiarmos em seus planos conseguiremos viver com menos ansiedade e mais alegria. Não é melhor planejar e conquistar do que ver seus planos sempre frustrados? Filhos rebeldes se tornam cada vez mais estressados porque buscam confrontar seus pais ao invés de entender seus propósitos.

Um filho de Deus deve ser obediente a Cristo, pois o resultado engrandece ao Senhor e todos acabam por ganhar. Felicidade é viver recebendo de Deus a graça e a misericórdia, alcançando objetivos e favorecendo a todos à nossa volta. Todos terão sacrifícios, mas na obediência gerarão bons frutos!

#3_175 Salvos em Cristo

Porque não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade,
2Pedro 1:16 ARA
https://bible.com/bible/1608/2pe.1.16.ARA

O testemunho dos apóstolos e discípulos de Jesus deu início ao que chamamos hoje de Cristianismo. Não foi por contos mirabolantes, mas pelo expor do poder, glória e majestade do Filho de Deus entre nós!

Outras doutrinas e religiões passam pelo mesmo processo, em que possuem experiências sobrenaturais e discipulam pessoas. Não é à toa que muitos estão em outras religiões e doutrinas, pois a experiência pessoal fala muito alto.

A questão principal é para onde elas levam? Nem toda doutrina fala de Deus e nem uma outra religião expõe o Senhor trazendo salvação através do Filho. Nem mesmo o reconhecem como Filho de Deus ou profeta.

E é esta a diferença do Cristianismo. Jesus Cristo veio para nos mostrar o caminho para o Pai, sendo ele próprio este caminho. O Cristianismo foi inicialmente tratado como a seita do caminho entre os Judeus e o Povo do Livro é a forma como somos conhecidos dentro do povo Muçulmano. Por que isto?

Sendo Cristo o caminho já não é pelas obras a entrada nos céus. O Evangelho nos ensina que em Jesus somos regenerados e salvos para sempre. Nenhuma outra abordagem religiosa prega isto. Na Bíblia temos a explicação de que nos tempos futuros todos os povos e nações verão Jesus voltando em sua glória e, por esta experiência coletiva, todos os joelhos se dobrarão e toda língua confessará o seu senhorio.

Sim, só em Cristo teremos uma só religião e um só governo. Não será terreno, mas espiritual. Portanto, cuidado com experiências espirituais condenadas pelas Escrituras como o falar com os mortos. Deus não se agrada e nos diz para não o fazermos. Nos ensina a confiarmos em sua palavra e em seu Filho. Bem faremos e salvo estaremos se assim obedecermos!

#3_119 Provérbios 1:32-33

Os ingênuos são mortos porque se desviam da sabedoria; os tolos são destruídos por estarem satisfeitos consigo mesmos. Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranquilo e sem temor do mal.”
Provérbios 1:32‭-‬33 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.1.32-33.NAA

Temos sido ingênuos, tolos ou ouvintes a respeito das coisas de Deus? Difícil responder sem recaírmos em algum grau de vaidade. E a vaidade nos leva à tolice. Ser tolo é confiar em si mesmo por causa de experiências vividas.

Vejamos o caso de Saul. Em 1 Samuel 28 o então rei Saul consulta os mortos, algo condenado por Deus desde o princípio em sua palavra, e recebe uma resposta indesejada do além. Não havia recebido de Deus fosse por sonhos, profecia ou por sorte. Então decide fazer o proibido, como se Deus desejasse se comunicar pela forma como já havia condenado.

A experiência do rei não lhe deu resposta melhor do que tinha e piorou sua condição pecaminosa diante de Deus, ainda que confiasse no que estava fazendo. Isto é uma forma de sermos tolos, desobedecendo a Deus para provarmos um entendimento que temos a respeito da vida.

Como podemos evitar sermos ingênuos e tolos? Conhecendo a vontade de Deus pelas escrituras! Deus se revela em Cristo e o evangelho nos fala dos ensinos de Jesus para a igreja. Ouvi-lo sem obedecer é outra tolice. Não ouvi-lo é permanecer na ingenuidade. Obedecê-lo é o único caminho para a verdade.

Oremos para que a nossa vaidade seja retirada de nós, junto com a nossa natureza para o pecado. Jesus se revela em nós por nossa própria obediência. Quando nos rendemos aos pés da cruz é que começamos a entender o seu chamado. Quando respondemos positivamente nos tornamos discípulos.

Mostrar piedade é mais fácil do que segui-lo. Os tolos estão mostrando piedade para esfregar na cara de Jesus que ele não precisava morrer e dar a vida por nós. Esquecem-se de ler as escrituras e entender que salvação não é ganha por obras de musericórdia, mas por vontade de Deus. Por isso a justiça divina não será feita sem que a motivação das obras sejam levadas em consideração.

O ingênuo nem está preocupado com a questão do céu vs inferno, e sua ruína será perceber tarde demais que sem um salvador não há saída para o pecador. Quem não tem pecados? Todos precisaremos de um defensor no Tribunal de Deus!

#3_118 Lucas 17:14

Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.
Lucas 17:14 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.17.14.ARA

Fé, intrepidez, obediência e gratidão. Os dez leprosos creram que poderiam ser curados por Jesus. Aproveitaram a oportunidade e todos foram juntos pedir a cura. A fé se uniu à vontade e não ficaram com o medo de ouvirem o não que já tinham.

Quando Jesus lhes mandou seguir caminho até os sacerdotes não duvidaram em obedecê-lo, ainda que não tivessem visto a cura até aquele momento. Apenas ao obedecerem, no caminho, é que a cura veio!

Todos receberam igualmente a benção, mas apenas um voltou para agradecer a obra que foi feita em sua vida. Não achou que era merecedor, pois não tinha feito por onde receber e não havia como pagar pela cura.

Cuidemos em como estamos recebendo a graça, a misericórdia e outras bençãos de Deus. A gratidão é o termômetro de um coração que reconhece o valor daquilo que recebe por amor, sacrifício ou cuidado de Deus e do nosso próximo para conosco.

Ainda que um pai e uma mãe tenham uma obrigação moral no cuidado com os filhos eles já fizeram a parte impossível para nós que é nos dar a vida. Só por isso já merecem nossa gratidão por toda a vida. Colegas, amigos, parentes e vizinhos, como os tratamos pelo que fazem para conosco?

Gratidão não é apenas o ato de verbalizar o reconhecimento, mas fazê-lo porque fomos tocados pelo favor recebido. Que tenhamos a prática de agradecermos por tudo o que temos recebido. Ainda, Cristo está nos orientando a fazermos coisas que são resposta de nossas orações. Confiemos nele e obedeçamos, pois certamente receberemos ao longo do caminho!

Isolamento espiritual não aperfeiçoa!

O ferro se afia com ferro, e uma pessoa, pela presença do seu próximo.
Provérbios 27:17 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.27.17.NAA

Ser cristão vivendo isolado do mundo é não ter oportunidade de expor-se nas situações do dia-a-dia. É dizer que se é campeão sem entrar no ringue, é declarar-se forte sem fazer força. Muitos se isolam por acharem que assim estão se santificando, mas a verdade é que estão apenas preocupados em não pecar. É mais fácil dizer que somos puros vivendo isolados do que no meio das situações cotidianas onde teremos de resistir às tentações.

Ser um peregrino é diferente de ser um heremita. Peregrinos vivem no meio das pessoas sem pertencer ao lugar, enquanto heremitas vivem longe das pessoas procurando o lugar onde se esconder melhor. A verdade é que o evangelho é viver para Cristo evidenciando o reino. É ser embaixador da graça de Deus para os povos.

Portanto, ser cristão é viver no mundo sem pertencer a ele, é aprendendo a não pecar tendo a oportunidade de faze-lo, perdoando e sendo perdoado pelos erros cometidos. Cristão aprende a amar quem se torna seu inimigo, aprende a ser humilde e reconhecer seu erro quando peca contra alguém e é este processo que traz o verdadeiro crescimento em santidade.

Cristo é o maior exemplo por ter permanecido sem pecado em nosso meio. É o nosso padrão de conduta a ser alcançado. Viveu entre nós para evidenciar o Pai e sofreu nas mãos de quem deveria tê-lo amado. Foi rejeitado pelos seus, mas decidiu obedecer até a morte de cruz.

Faz parte da vida cristã vivermos em comunidade. Assistir cultos pela internet e ouvir sermões online sem participar do corpo de Cristo não é a melhor forma de sermos discípulos do mestre. Pode ser necessário em tempos de pandemia, mas não é o meio pelo qual devemos passar a viver. Que seja o menor tempo possível e voltemos à viver em comunhão com a igreja e com o nosso próximo.

É justamente nos momentos difíceis onde daremos o testemunho de fé, da graça e do amor. É assim que podemos ser sal e luz para o mundo. Sal guardado em vidro não serve para nada além de absorver água e estragar. Lâmpada acesa dentro de gaveta fechada não serve para ninguém enxergar o conteúdo.

Sem convivermos com as pessoas não aperfeiçoaremos e nem seremos aperfeiçoados. É na dificuldade gerada pelos relacionamentos que a verdadeira santidade é desenvolvida e daremos o verdadeiro testemunho de Cristo Jesus para o mundo!

Ano 2#357