#3_265 Deus não se esquece dos filhos!

O Senhor responde: “Será que uma mulher pode se esquecer do filho que ainda mama, de maneira que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, porém, não me esquecerei de você.
Isaías 49:15 NAA
https://bible.com/bible/1840/isa.49.15.NAA

Temos a promessa do Pai. Seus filhos nunca serão abandonados, pois no Filho estão todos em suas mãos! Os filhos de Deus são aqueles que crêem na obra redentora de Cristo. Este é o evangelho. Quem não crê e morre permanece a ira de Deus sobre a sua vida. Mas, aquele que creu em Jesus como Senhor já não está mais sob a ira e sim sob justificação eterna!

Por isso é tão urgente que o evangelho seja pregado em todo o mundo, em todas as gerações. De todas as maneiras, línguas, expressões e sinais Cristo está sendo ensinado. O Espírito Santo está tocando corações para conversão de caráter e natureza. Assim, os filhos se tornam, cada dia mais, parecidos com o Senhor!

Bem, ainda que os discípulos não consigam fazer bem a sua parte em discipular o verdadeiro pedagogo é o Espírito Santo de Deus. Não estaremos nunca esquecidos ou ignorados. O Espírito nos ajudará em todo o tempo. Esta promessa é nosso consolo, pois ainda que enfrentemos tempos difíceis em isolamento, teremos a presença de Deus em nossas vidas. E ela é suficiente para superarmos toda e qualquer dificuldade.

Olhemos para esta promessa e nos agarremos a ela a todo tempo, pois Jesus nos garantiu que estará conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Andemos firmes nos caminhos do Senhor, sem olhar para trás ou duvidar de seguirmos em frente. Nossa segurança não está no que vemos, mas na palavra de segurança recebida dele!

#3_262 Trigo ou palha? Cristo é quem define!

Eu batizo vocês com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de carregar as sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele tem a pá em suas mãos, limpará a sua eira e recolherá o seu trigo no celeiro; porém queimará a palha num fogo que nunca se apaga.
Mateus 3:11‭-‬12 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.3.11-12.NAA

Cristo veio como homem e como Deus. Não nasceu em pecado e viveu sem pecado. Ele, portanto, tornou-se o sacrifício perfeito que pôde servir de justificação para todos os que ele chama para a salvação. É ele quem recolhe o trigo e queima a palha, é sua obra e nada podemos fazer para contrariar isto!

O poder está nas mãos de Jesus Cristo, o Filho de Deus! Muitos querem amenizar a situação dizendo que todos irão para o céu, que Deus não é mau e não enviará ninguém para o inferno, alguns dizem até que não há inferno e outros confiam em quem não é Jesus para obterem salvação.

Na Bíblia está bem claro que só há um caminho e somente em Cristo chegaremos ao Pai. Não podemos confiar em quem prega diferente disto, em quem crê diferente disto e quem age diferente disto. Não é Cristão, não é irmão de fé, ainda!

Isto não impede de respeitarmos como pessoas, indivíduos, familiares, colegas ou até amigos. Mas não estão no mesmo corpo espiritual e não comungam da seiva da videira em Cristo Jesus. Quem não confessa Jesus como Senhor não é dele, não é de Cristo, não é Cristão. Jesus morreu para ser Senhor da vida daqueles a quem chama. Assim ele os justifica e regenera, santifica e protege. De fora ainda estão os não alcançados.

Jesus separa hoje o trigo e a palha. Não podemos ignorar que há separação e, após a nossa morte, será eterna e sem volta. Hoje temos ainda a oportunidade de sermos alcançados, após a morte não. Não há como nos arrependermos se não estivermos aqui para falar ou agir com um novo coração. Se as obras falam a respeito de mente e coração, como ter obras depois de mortos?

O Espírito Santo é dado aos eleitos que viverão em amor. Ainda vivos darão frutos, ainda que por pouco tempo. Importa sermos achados por Cristo e confiarmos em suas palavras. Nele acharemos consolo, descanso, paz, vida, fidelidade e o verdadeiro amor. Cristo é o evangelho que revela a nossa natureza. Cristo é quem nos traz a verdadeira transformação. Fora dele continuaremos pecadores, palha para o fogo inestinguível.

#3_261 Precisamos do batismo de Jesus!

Naqueles dias, apareceu João Batista pregando no deserto da Judeia. Ele dizia: — Arrependam-se, porque está próximo o Reino dos Céus.
Mateus 3:1‭-‬2 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.3.1-2.NAA

Cada dia está mais próximo o Reino dos Céus. Esta é a pregação que também precisamos ouvir. Cada geração precisa ouvir! Arrependimento é o que nos torna aptos a entendermos o sacrifício de Cristo que nos é oferecido!

O arrependido é aquele(a) que sente culpa pelo pecado praticado e tomou a atitude de não pecar mais. Obviamente precisará de ajuda para esta tarefa. Mas, não consegue sozinho, percebe sua incapacidade e a dor do pecado se torna um fardo insuportável. Daí precisa de uma saída!

Nestas circunstâncias é que Jesus Cristo se revela como o Cordeiro de Deus que perdoa nossos pecados e nos regenera. Traz novamente a comunhão com o Espírito Santo de Deus e nos concede a graça da santificação. Arrependidos estão desesperados por salvação e a encontram somente em Cristo!

Qualquer outro meio para chegar ao Pai não existe. Poderemos estar arrependidos mas não conseguiremos justificação. Só aumentará a dor e o desespero da vinda do Reino e do Inferno. E o arrependido sabe que irá para o Inferno. Se não fosse por Cristo não encontraríamos paz. Qualquer outra religião traz a promessa mas os corações não encontram o verdadeiro alento sem o Messias prometido!

João Batista pregou no deserto apontando para aquele que viria após ele batizando com o Espírito Santo. Sem este batismo só teremos arrependimento, que é o de João. Precisamos verdadeiramente do batismo de Jesus. Este nos trará a convicção da salvação, vida eterna e a paz que o mundo não dá.

#3_260 Confiemos no SENHOR!

Tornei-me objeto de deboche para todos os meus adversários, de espanto para os meus vizinhos e de horror para os meus conhecidos; os que me veem na rua fogem de mim. Estou esquecido no coração deles, como morto; sou como vaso quebrado.
Salmos 31:11‭-‬12 NAA
https://bible.com/bible/1840/psa.31.11-12.NAA

Vários motivos podem levar uma pessoa a se sentir como a pior pessoa do mundo. Situações não controladas podem ter levado uma pessoa ao colapso seja por drogas, violência, abusos, dívidas, etc., que as impede de viverem vidas prósperas.

Davi se tornou rei, mas na sua caminhada passou por esta situação. Já possuía a promessa de se tornar o rei de Israel, mas vivia perseguido por Saul e pelos inimigos. Passou anos no deserto em fuga, não tendo tranquilidade nem para dormir. Mas, as promessas de Deus se cumpriram na vida dele e vão se cumprir nas nossas também!

Quando olhamos para as circunstâncias podemos cair no erro de acharmos que só há saída vindo de alguma brecha que elas possam trazer. No entanto, Deus traz a solução de lugares que nem sempre estão envolvidos por estas circunstâncias. Precisamos entender que o SENHOR não é limitado pelos nossos parâmetros!

Esperar em Deus significa continuar lutando sabendo que dele virá a saída, principalmente quando não estamos enxergando! Fé é confiar sem ver, baseando-nos nas promessas de Deus. Hoje podemos contar com as misericórdias e graça divinas, sem sermos merecedores delas. Deus é bom e em Cristo nos amou enquanto ainda pecadores!

Olhemos para Deus agora. Não importa que situação estamos vivendo, nele acharemos saída. A morte ocorre para todos nós, mas só Deus pode permitir tirar as nossas vidas. Não é nossa, temos um propósito e devemos perseverar em alcançá-lo. Está difícil, glorifiquemos a Deus. Perdemos tudo, glorifiquemos a Deus. Estamos acorrentados, glorifiquemos a Deus!

Paulo escreveu palavras de consolo enquanto estava preso. Suas correntes eram apenas físicas, mas seu coração e mente estavam livres em Cristo! Morreu assassinado por seus inimigos, mas glorificou a Deus até o fim e hoje está vivo aguardando a ressurreição dos justos em Jesus!

Se estivermos centrados no SENHOR seremos vitoriosos nesta vida e alcançaremos a eternidade prometida. Tenho outra boa notícia, o próprio SENHOR é quem se aproxima para nos reanimar. Chamemo-lo e confiemos em suas palavras. Davi confiou e se tornou rei, fez diferença em sua e todas as gerações seguintes, ele que estava em condição de amargura e depressão foi o maior rei da história da Bíblia!

#3_248 Precisamos dos dons da Igreja!

A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando um fim proveitoso. Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento. A um é dada, no mesmo Espírito, a fé; a outro, no mesmo Espírito, dons de curar;
1Coríntios 12:7‭-‬9 NAA
https://bible.com/bible/1840/1co.12.7-9.NAA

O Espírito Santo distribui no corpo de Cristo, a Igreja, os dons espirituais. São dados com o propósito de abençoarem o mundo com a graça de Deus. O dom se manifesta onde há a necessidade das pessoas, para que onde não há provisão do mundo venha a existir a provisão de Deus!

Por isto aprendemos que onde abunda o pecado superabunda a graça de Deus pois, onde os homens não conseguem resolver por si mesmos as suas muitas dificuldades geradas pelo pecado, Deus se manifesta pela graça e traz a solução sobrenatural.

Assim vemos nascer o bem no meio de onde só havia o mal, curas onde só havia doenças, alegria onde só havia dor e recursos onde só havia misérias! Deus traz à existência o que não existe a partir de situações onde o sobrenatural se manifesta mediante sua palavra, dons e misericórdia para com a humanidade.

Quando o mundo veio a conhecer o primeiro pecado Deus prometeu o redentor. No primeiro homicídio a misericórdia. Estas coisas não existem primeiramente em corações inclinados ao pecado, mas são graça abundante de Deus derramada sobre nós.

Assim são os dons no seio da Igreja. Tais dons estão disponíveis e podem ser usados para alcançar o necessitado. Não há pré-requisito para receber senão precisar receber! Só que um doente só procura o médico quando percebe a sua doença e muitos necessitados nem sabem onde procurar assistência.

A Igreja de Cristo é ponto de apoio quando manifesta ao mundo o poder de Cristo, a partir dos dons que foram distribuídos dentre os irmãos. O Senhor ensinou que um velador não deve ser colocado debaixo da cama, pois terá pouca serventia para iluminar o cômodo. Assim são os dons que não devem estar escondidos para que ninguém possa usufruir deles.

Os dons para a edificação da Igreja são para lhe fazer multiplicar enquanto os dons de misericórdia são para alcançar vidas necessitadas. Muitas vezes a Igreja condiciona entregar o dom de misericórdia em troca de fazer um novo prosélito, mas isto não é o que o mestre fazia. Jesus curou e libertou quantos precisavam e não condicionou a seguí-lo. Para alguns alertou que não continuassem no pecado porque haveriam de colher algo pior ou não teriam uma segunda chance!

Os dons de edificação da Igreja são para que cresça de maneira saudável e não é algo a ser usado para com o descrente. Curar é para todos, mas ensinar a como evangelizar não faz sentido fora da Igreja. Muitos são os dons e nenhum deve ser ignorado para que não venhamos a enterrar dons preciosos como o dinheiro enterrado na parábola das minas ou dos talentos de prata.

Que possamos ser mordomos também dos dons recebidos pois são distribuídos onde há necessitados e na multidão de dons que a Igreja possui todos servirão e serão servidos quando precisarmos. Esta é a beleza da Igreja que não subsiste em um indivíduo, mas na coletividade. Nem os portões do inferno prevalecerão quando o propósito for executado em cada crente no Senhor!

Assim, a Igreja é a graça de Deus na Terra e bom será usufruímos dela enquanto cada um faz a própria parte. Glórias a Deus por termos esta oportunidade de recebermos e darmos, no amor de Cristo Jesus!

#3_224 Ter o Filho é ter o Pai!

Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas-vindas. Porquanto aquele que lhe dá boas-vindas faz-se cúmplice das suas obras más.
2João 1:9‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/2jn.1.9-11.ARA

Esta mensagem do apóstolo João é clara e direta. O anticristo nega que Jesus veio em carne para sacrificar-se por nós. Nega que Jesus é salvador. Portanto destrói a visão do Filho de Deus como Senhor da Aliança!

Não é este o evangelho de Cristo. O verdadeiro evangelho é centrado na pessoa do Messias ungido, o Cordeiro de Deus! Aquele que tira o pecado do mundo! Se Jesus não veio em carne, era somente um espírito evoluído e materializado, ou um anjo, ou apenas a expressão visível da natureza divina que não nasceu como homem, sofrendo e mantendo-se santo, então não seria o salvador.

E aqui é onde muitos estão se deixando arrastar. Se não creio na obra redentora de Cristo, então não recebo sua salvação. E não há outra! O anticristo está mentindo para que vidas continuem no caminho do inferno. Se permitirmos isto, então estaremos participando de suas obras más.

Não podemos dar oportunidade de pessoas que assim pensam destruir a obra do evangelho nos corações das vidas que continuam na ignorância do autor da vida. Portanto, não há como partilhar desta convicção e nem apoiá-la. Ser Cristão nos leva a ter uma postura determinada em falar o que vem de Deus e não compactuar com as obras do diabo. Não há como sair água doce e salgada da mesma fonte!

Uma coisa é conviver com pessoas que não crêem como nós, outra é dar-lhes a oportunidade de desfazer a obra do evangelho em nosso meio. Dar boas-vindas significa concordar com seu modo de vida e pensamento. Um amigo alerta e ajuda, mas não caminha nos erros do outro e nem pode parabenizar o erro. Vejamos se estamos sendo verdadeiros amigos ou interesseiros!

Ter o Filho é ter o Pai. Se não tenho Cristo não entrarei nos céus. Não há outro caminho senão Cristo para a eternidade com Deus!

#3_196 Irmãos não devem dominar sobre irmãos!

Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos.
Mateus 23:8 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.23.8.ARA

Irmãos são da mesma família e estão debaixo da mesma autoridade familiar. Os que são mais velhos cuidam dos mais novos e assim deve ser em toda família. Os mais novos aprendem com os mais velhos e os respeitam. Respeitar é diferente de ser governado por alguém que é da mesma família. Quem governa são os pais e não os filhos.

Há um erro nos dias de hoje onde autoridades eclesiásticas se colocam como reis e autoridades espirituais, os mestres, os pais da família. Cristo negou esta forma dentro da igreja. Deixou claro para que não chamassemos ninguém de pai a não ser Deus e ninguém se fizesse superior dentro do corpo de Cristo.

É a vaidade humana que faz com que líderes se exaltem e pessoas assistidas por eles os idolatrem. Este erro destrói a fé de muitos e desvia o povo de Deus. Só há um Mestre, um Senhor e um Pai. Cristãos são irmãos e vivem em comunhão para assistirem uns aos outros nas necessidades, movendo os céus a favor de pecadores em busca do reencontro com o Pai!

Fujamos da vaidade e construamos um ambiente de respeito mútuo. Há líderes chamando as pessoas de burros. Tais pessoas deveriam antes dar o exemplo de estudo bíblico e não se pautarem nas pregações distorcidas de outros. Na sua arrogância destroem as ovelhas e as subjulgam. Deveria tomar cuidado com o dono da Seara, pois este irá cobrar o fruto quando voltar!

A Palavra de Deus nos ensina e adverte:

Rogo, pois, aos presbíteros que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda coparticipante da glória que há de ser revelada: pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória.
1Pedro 5:1‭-‬4 ARA
https://bible.com/bible/1608/1pe.5.1-4.ARA

Parece lindo dizer que não queria ser pastor mas foi constrangido a ser. Deus não quer isto. Pior é quando estes se tornam dominadores a ponto de expulsar os que não concordam com sua postura. Deixou de ser igreja de Cristo, passando a ser uma seita. É fácil observar que tal lugar se torna um câncer e mata aqueles que ali permanecem. Não crescerá por muito tempo pois o Senhor não enviará vidas para serem destruídas ali.

Que possamos fugir da vaidade no seio da igreja. Cada um possui um dom dado por Deus e todos devemos ser iguais aos nossos olhos. No verdadeiro evangelho somos todos servos a serviço do mestre e apontamos para a sua gloria! Quem é a autoridade máxima é Deus e não o homem. Aí daqueles que perseverarem neste caminho e destruírem os pequeninos…

#3_195 Salvação é pura graça!

Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado, a fim de que o preceito da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
Romanos 8:3‭-‬4 ARA
https://bible.com/bible/1608/rom.8.3-4.ARA

Na carta de Paulo aos Romanos vemos claramente a defesa da argumentação de que sem Cristo não há como o homem ser salvo. A lei mostrou o nosso pecado que efetuamos por não controlarmos os desejos da carne. Cairemos em algum aspecto seja por ação ou pensamento. Já nascemos, portanto, condenados!

Por isso Deus enviou Jesus Cristo para efetuar todos os preceitos da lei em nosso lugar e, através dele, podermos também sermos justificados pela Nova Aliança em seu sangue. As Boas Novas do Evangelho trazem esperança para nós que não andávamos na luz!

Nossas vidas são impactadas pelo Espírito Santo e saímos das trevas para a maravilhosa luz em Cristo, passando a andar pelo Espírito e não mais pelos preceitos da carne. Nesta santificação já não há mais condenação, ainda que tenhamos deslizes aqui e ali, pois estamos sendo reformados como uma obra de Deus!

E obras iniciadas já são consideradas prontas por seus idealizadores, sendo executadas passo a passo, mas já anunciadas e exibidas no seu estágio final. Deus faz isto conosco. Trabalha em nós ao mesmo tempo que já nos declara justificados. Mesmo não sendo justos ainda pelo Espírito já somos considerados assim, pois aquele que está em nós já é!

E assim seremos mesmo quando entrarmos na presença de Deus na eternidade. Lá estaremos completos e santificados, obra de Deus em nós. Foge do evangelho que confia em suas forças tentando gerar obras que o levem para perto de Deus. Mas o Senhor já nos deu o Filho que se aproximou de nós enquanto pecadores, pois não adentraremos os céus se não formos justificados.

Pecadores precisam de justificação e está só existe em Cristo. Sem o Filho não chegaremos nos céus. Não importa quanto lutemos com as próprias forças. Nossa carne não dá conta! Ser convertido é ser entregue a Cristo, o verdadeiro evangelho, deixando o pecado porque agora o Espírito comanda a carne. Esta salvação é pura graça, não pode ser comprada!

#3_194 O Espírito intercede por nós!

E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.
Romanos 8:27 ARA
https://bible.com/bible/1608/rom.8.27.ARA

A intercessão à nosso favor não é segundo a nossa vontade, mas na vontade de Deus que é boa, agradável e perfeita. Se não fosse assim não alcançariamos o bem que almejamos.

Tal intercessão faz com que o mundo trabalhe para que as circunstâncias favoreçam um plano maior para todos nós. Sim, é bem aproximado à ideia de destino, sorte, predestinação, mas é o que é. Se fosse do jeito de cada um de nós como daria certo quando ninguém concorda entre si?

Deus possue um plano maior que não pode ser desfeito e planos para cada um de nós que pode ser alterado segundo a fé que possuímos. Nossa obediência ou rebeldia altera tais planos e Deus concede ou muda segundo o plano maior.

Vemos na Bíblia reis e profetas que foram confirmados ou destituídos por causa disto, quando seguiram os planos de Deus ou foram contra a vontade de Deus. O próprio povo fez como quis até que Deus os reorientou de forma dura para que pudessem voltar ao caminho da aliança.

Nossa desobediência pode nos fazer andar por desertos mas também a outros que não precisariam passar por isto. Estamos todos envolvidos nos planos de Deus e somos ou temos parte uns com os outros. Quando ensino alguém participo da edificação de sua vida e, quando peco, do desvio de muitos à minha volta.

Se possuo a intercessão do Espírito Santo então posso contar que meu erro trará consequências para meu ensino e retorno ao caminho e o meu acerto para ajuda e posicionamento na trajetória que devo percorrer. Assim tudo irá cooperar para o meu bem, ainda que eu esteja sofrendo as consequências do erro.

Esta certeza deve nos trazer consolo e alegria, pois é certeza de que Deus está no controle e nos ajudando a alcançarmos as benção preparadas para nós. Cristo nos chama a ouvir e obedecer como ele fez, pois na obediência dele fomos sarados e regenerados. Nossa obediência abençoará muitas vidas também.

Glorifiquemos a Deus por sua bondade, misericórdia e providência, nos auxiliando em todo tempo, ainda que possamos estar em meio a tribulações. Deus é bom e temos intercessão do próprio Deus a nosso favor!

#3_188 Primeiro sirvamos a Deus!

Pois o judeu Mordecai foi o segundo depois do rei Assuero, e grande para com os judeus, e estimado pela multidão de seus irmãos, tendo procurado o bem-estar do seu povo e trabalhado pela prosperidade da sua nação.
Ester 10:3 NAA
https://bible.com/bible/1840/est.10.3.NAA

Mordecai era uma homem interessado nas coisas do governo para que seu povo não sofresse durante o período do cativeiro. Não se dobrava à homens e era leal ao seu Deus, ao governador e ao povo. Livrou o rei da morte e também influenciou o mundo ao seu redor, fazendo com que rainha fosse de seu povo. Pelas mãos de Deus a sua influência foi tão grande a ponto de, como José no Egito, assumir a segunda posição do maior império de sua época.

Mordecai era um político e um estadista, mas antes de tudo, um servo de Deus para o seu povo. Não precisou mentir, corromper ou matar ninguém em seu caminho como fez o seu opositor. Aprendemos com Mordecai que Deus é soberano e só está à espera de homens e mulheres que se dediquem a serví-lo para que o bem prevaleça.

Em tempos de eleição podemos buscar Mordecai e Ester no meio de nossos políticos, pessoas que irão servir à Deus para servir ao seu povo. Que possamos seguir seus exemplos, todos nós, para que haja bastante opção em futuras eleições e não fiquemos preocupados com o destino da nação.

A influência de um servo de Deus transforma tudo à sua volta e até os que não o servem se submetem porque vêem Deus nessas vidas. Jesus está assentado à destra de Deus, reinando sobre todo a criação. Ainda assim nos permite fazer a nossa parte até que ele venha.

Estamos em tempos de eleição e ele chamará para si aqueles que ele enxergar o potencial para o serviço à poderosa nação celestial! Seremos vistos como corruptos (servem a si mesmos) ou servos da nação?

A resposta é que não importa o agora se Jesus não se aproximar de nós. Somente nele deixamos de ser corruptos e passamos a ser servos! Nascemos corruptos e somos regenerados pela presença de Deus em nós.

Portanto, busquemos a Cristo primeiro e, só depois, busquemos servir ao próximo. Se invertermos a ordem seremos como outros antes de nós que, desejando fazer o certo, transtornaram as nações porque o poder, luxúria e dinheiro corrompem quem não está verdadeiramente estabelecido no Senhor!