#3_119 Provérbios 1:32-33

Os ingênuos são mortos porque se desviam da sabedoria; os tolos são destruídos por estarem satisfeitos consigo mesmos. Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranquilo e sem temor do mal.”
Provérbios 1:32‭-‬33 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.1.32-33.NAA

Temos sido ingênuos, tolos ou ouvintes a respeito das coisas de Deus? Difícil responder sem recaírmos em algum grau de vaidade. E a vaidade nos leva à tolice. Ser tolo é confiar em si mesmo por causa de experiências vividas.

Vejamos o caso de Saul. Em 1 Samuel 28 o então rei Saul consulta os mortos, algo condenado por Deus desde o princípio em sua palavra, e recebe uma resposta indesejada do além. Não havia recebido de Deus fosse por sonhos, profecia ou por sorte. Então decide fazer o proibido, como se Deus desejasse se comunicar pela forma como já havia condenado.

A experiência do rei não lhe deu resposta melhor do que tinha e piorou sua condição pecaminosa diante de Deus, ainda que confiasse no que estava fazendo. Isto é uma forma de sermos tolos, desobedecendo a Deus para provarmos um entendimento que temos a respeito da vida.

Como podemos evitar sermos ingênuos e tolos? Conhecendo a vontade de Deus pelas escrituras! Deus se revela em Cristo e o evangelho nos fala dos ensinos de Jesus para a igreja. Ouvi-lo sem obedecer é outra tolice. Não ouvi-lo é permanecer na ingenuidade. Obedecê-lo é o único caminho para a verdade.

Oremos para que a nossa vaidade seja retirada de nós, junto com a nossa natureza para o pecado. Jesus se revela em nós por nossa própria obediência. Quando nos rendemos aos pés da cruz é que começamos a entender o seu chamado. Quando respondemos positivamente nos tornamos discípulos.

Mostrar piedade é mais fácil do que segui-lo. Os tolos estão mostrando piedade para esfregar na cara de Jesus que ele não precisava morrer e dar a vida por nós. Esquecem-se de ler as escrituras e entender que salvação não é ganha por obras de musericórdia, mas por vontade de Deus. Por isso a justiça divina não será feita sem que a motivação das obras sejam levadas em consideração.

O ingênuo nem está preocupado com a questão do céu vs inferno, e sua ruína será perceber tarde demais que sem um salvador não há saída para o pecador. Quem não tem pecados? Todos precisaremos de um defensor no Tribunal de Deus!

#3_117 Marcos 9:23

Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes! Tudo é possível ao que crê.
Marcos 9:23 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.9.23.ARA

Um pai entendia que seu filho poderia ser curado se o levasse até Jesus. Como os discípulos não puderam resolver a questão já estava achando que não daria certo. Jesus pergunta o que estava ocorrendo e, ao explicar a situação, o homem pergunta se realmente Jesus poderia cura-lo.

A resposta é clara e mostra como muitas vezes pensamos em desistir de uma mudança em nossas vidas porque confiamos no poder errado. Não será pelo governo, ou chefia, ou médicos, mas pelo poder de Deus que receberemos a resposta de nossas necesidades. Se não tivermos a fé na ação divina a nosso favor sucumbiremos às expectativas não atingidas.

Cristo nos mostra que a fé é perseverante e está suportada pela ação divina, ainda que se manifeste ou se traduza por atividades humanas. Em Deus tudo é possível quando Ele determina a benção sobre nós. Cabe-nos pedir e esperar a resposta. O sim de Deus é certeza para nós, ainda que o quando nos seja encoberto!

Fé é a certeza de que receberemos o que Deus estabeleceu para nós, não duvidando. Tudo é possível ao que crê nas promessas de Deus! Precisamos clamar por estas promessas e aguardar o cumprimento. Só pede quem sabe que pode pedir, ou só pega aquele que sabe que pode pegar. Fé é, antes de tudo, compreender Deus e sua vontade para nossas vidas e saber que Ele se agrada em dar a quem lhE pede!

#3_115 Mateus 10:39

Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á.
Mateus 10:39 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.10.39.ARA

Perder a vida por amor de Cristo não é joga-la fora ou ser displicente com ela. Pelo contrário, é ter disciplina em não usá-la mais para si mesmo. Achar a vida, portanto, é viver segundo a nossa vontade e em favor apenas do que a nossa razão humana entende como prioridade.

O Senhor possui prioridades diferentes das nossas. Seremos chamados para sermos discipuladores em um mundo que não deseja ser discipulado. Iremos querer satisfazer mais aos nossos familiares do que a Deus.

Será que hoje permitiríamos que nossas famílias fossem violadas por causa da nossa forma de pensar e agir ou ficaríamos calados para não sermos atacados, acusados, caluniados, cancelados e até perseguidos?

Deixar de fazer o que deve ser feito por medo é diferente de se ter a estratégia certa para realizar nosso chamado. Achar a vida passa a ser um subterfúgio para evitarmos os conflitos por causa da nossa fé. É querer preservar a vida aqui nesta terra em detrimento da eterna nos céus.

Deus busca os que se apegam a Ele. Muitos que crêem deixaram família para segui-lo pois entenderam que era necessário dedicação exclusiva. Não podemos ignorar que primeiramente a humanidade precisa se desenvolver e crescer, e isso significa multiplicar-se. Deus espera que esta multiplicação seja debaixo do conhecimento a seu respeito.

Como isto aconteceria se todos os que o buscam deixassem de casar e constituir família? Há dons e dons, sendo um deles o de estabelecer a obra de Deus como única atividade por toda a vida. Não é para muitos. Ao mesmo tempo, viver a vida apenas do lar e do trabalho não é para muitos. Temos a necessidade de termos uma vida na terra e vivermos para a glória de Deus, sendo a segunda a nossa maior prioridade.

Ao glorificarmos a Deus teremos estabelecido uma dinâmica de buscar antes a sua palavra e aplica-la em nossas vidas. Cada um tenha este relacionamento com o Senhor e aplique os seus dons para que outros sejam beneficiados.

Ganhar e aplicar dons para apenas a família é um desvio do entendimento da obra de Deus. Nossa família é nossa obrigação imediata, mas não é a única. Se esquecermos disto estaremos buscando apenas para nós mesmos, garantindo nossa continuidade e vaidade. Isto já é encontrar a sua vida e não perde-la em prol do Senhor.

Deixar de lado nossa vontade e fazer a do Senhor é tomar a cruz e segui-lo. Ele nos chama para estabelecermos um reino de seguidores da graça e da misericórdia, mas também dá fé e do amor a Deus e ao próximo. Não é fácil e nem simples, pois exige desistir de nos justificarmos e vingarmos o mal recebido.

Não nos fechemos em conchas, pois quem assim o faz ignora o chamado. Sejamos corajosos e ousados como o mestre e vivamos para maximizar a edificação do reino de Deus. Nossas famílias serão cuidadas pelo próprio Senhor durante a nossa caminhada. É ele quem garante a nossa segurança e permanência nesta terra segundo o querer dEle!

#3_114 Marcos 11:25

E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas.
Marcos 11:25 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.11.25.ARA

Sim, é difícil, mas necessário. Assim é no Reino, recebemos perdão e, por isso, aprendemos a perdoar. Quem não perdoa não receberá perdão. E como somos pecadores, como adentrar na presença de Deus se não houver perdão para os nossos pecados?

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Mateus 5:7 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.5.7.ARA

Misericórdia é não pagar o mal com mal, mas com o bem. É justamente perdoar primeiro e parar com a maquinação em como dar o troco. Temos um Deus que a todos julga e dá segundo nosso proceder para com os outros.

Salvação é dom de Deus, pela fé. Quem a recebe é transformado interiormente e passa a viver segundo os preceitos divinos. Quem é alcançado também é perdoado e deve sempre se lembrar que não merecia tal benefício. Como cobrar de alguém diferente do que recebemos?

Obviamente há danos mais fáceis de serem perdoados que outros. Mas assim como há pecados que geram um mal maior para muitos e outros menores para poucos, todo pecado precisa de perdão. Precisamos aprender a perdoar.

Perdão passa por abrirmos mão de executarmos a nossa justiça própria e entregá-la nas mãos de Deus. Quando não perdoamos podemos até gerar males maiores do que os que nos foram feitos. Misericórdia é, sobretudo, não desejar se assemelhar com o que pratica a iniquidade. E isto agrada a Deus!

O primeiro passo do perdão é olharmos para nós e vermos quão abençoados somos pelo perdão que recebemos ao longo da vida. É permitir que outros o recebam de nós. É desistir de executar nossa sentença e libertar nossos corações e mentes da ofensa recebida. É viver sem olhar para o que aconteceu, na esperança de dias onde nada disto ocorrerá novamente porque o Senhor assim prometeu.

Precisamos perdoar, é urgente. Façamos a lista e comecemos agora mesmo. Não nos enganemos, temos situações que ainda nos prendem ao passado e é hora de seguirmos em frente. Não conseguiremos sem também recebermos perdão do Senhor!

#3_92 Atos 1:9

Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos.
Atos 1:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.1.9.ARA

Entre a ascensão de Cristo e o dia de Pentecostes as escrituras relatam a escolha do décimo segundo apóstolo que ficou no lugar de Judas, o traidor, e o esforço de ficarem juntos em oração.

Aprendemos com os apóstolos a necessidade de perseverar na missão, andando em unidade e aguardando o direcionamento de Deus para as nossas vidas. Em oração permaneceram juntos até a descida do Espírito Santo.

O que isto nos importa? Porque na unidade receberemos poder do alto. Tem sido assim desde o nascimento da Igreja no Pentecostes. Não é no isolamento ou na rebeldia, mas na comunhão de oração em paciência.

Nos reunamos em oração agora e sempre. O Espírito Santo já foi derramado e não precisamos de outro Pentecostes para recebê-lo. Mas ainda precisamos da comunhão dos santos para a operação de milagres e o primeiro é a conversão de almas a Cristo!

#3_91 2 Timóteo 1:12

e, por isso, estou sofrendo estas coisas; todavia, não me envergonho, porque sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia.
2Timóteo 1:12 ARA
https://bible.com/bible/1608/2ti.1.12.ARA

Qual a sua esperança? Se não tivermos em quem confiar na terra, só podemos confiar em quem tudo criou. Há que estarmos amparado em Deus que É imutável. Sem um parâmetro nos perderemos diante das dificuldades da vida.

Podemos enfrentar todas as coisas quando temos propósito, mas sem um até viver se torna difícil. Se vivermos para o que é passageiro estaremos o tempo todo precisando mudar de propósito. Paulo encontrou no evangelho o seu e está convidando Timóteo a fazer o mesmo.

Até alguém como Timóteo estava perdendo o propósito e Paulo mostra como estar em Cristo é superior a tudo e nos traz coragem e alento diante da perseguição e algemas.

Tudo podemos com Cristo, mas sem ele estaremos abalados por qualquer alteração no mundo. Onde está a nossa esperança? Guerras e pandemia destruirão nossa coragem se não olharmos para Deus com confiança.

#3_86 Salmos 119:7-8

Render-te-ei graças com integridade de coração, quando tiver aprendido os teus retos juízos. Cumprirei os teus decretos; não me desampares jamais.

Salmos 119:7-8

Enquanto não aprendemos uma língua não conseguimos entender o que está escrito. Deixamos de aprender muitas outras coisas quando não sabemos o básico nas diversas áreas do conhecimento. Assim também ocorre quando não conhecemos os preceitos de Deus.

Sem termos a noção básica de quem É Deus, sua obra, seus mandamentos, não conseguimos viver de maneira a honra-lo e nem vivemos da melhor forma possível entre nós. A falta de entendimento da vida espiritual está levando o mundo para a destruição, havendo sempre a intervenção divina para que isto não ocorra muito antes do tempo.

Glórias a Deus por sua paciência. É como um professor que não se cansa de ensinar as primeiras letras para sua sala. É tremendo ver o brilho nos olhos de quem entende a primeira palavra e passa a ler os letreiros nos caminhos. Nunca mais nos tornamos os mesmos.

O analfabetismo espiritual é ainda mais perigoso. Podemos até não sabermos ler, mas podemos ouvir a Palavra de Deus para nos desviarmos dos nossos maus caminhos. O pior analfabeto é o que não deseja ouvir para aprender, mantendo-se cego diante das oportunidades da vida e surdo para a maldade praticada em seu meio.

Cristo veio para nos dar nova vida, através do evangelho. Deus não desampara aquele que busca viver os seus preceitos. Os imprimirá em nossos corações para não nos afastarmos dEle novamente. Seremos transformados pelo conhecimento do SENHOR e viveremos uma nova vida abençoada por Ele.

#3_85 Amar é ordenança!

Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.

1 João 4:10-11

O amor não é um desejo, mas uma ordem de Deus para nós. Por que estamos casados ou enamorados? Por que a pessoa ao meu lado é desejável? Por que cuida de mim? Por que lhe sou grato pelo que já vivemos juntos? E os amigos? Penso o mesmo sobre eles? E meus familiares?

Estamos vivendo um tempo onde não estamos conseguindo reagir às ofensas que recebemos sem nos afastar das pessoas. As ofensas se tornaram fortes porque nossos egos falam mais alto. Da mesma forma se as pessoas não me agradam não desejo estar perto delas. Se deixaram de fazer para comigo algo que eu esperava, também não desejo procurar-lhes nem mesmo para saber o motivo.

Não somos desejáveis para Deus, pois o ofendemos todos os dias a partir de nossos pecados. Deixamos de fazer a sua vontade, não desejamos estar perto dEle e nem nos preocupamos com o que Ele espera de nós. Ainda assim as Escrituras nos declaram que Ele nos amou. Não dependeu de nós, do que fizemos ou deixamos de fazer, mas da vontade dEle para conosco.

Este amor é ainda o que torna as escolhas de Deus justas, pois Ele escolhe se aproximar de nós através de Jesus Cristo, expiando nossos pecados por meio de seu sacrifício. Como podemos ir até as pessoas que agem conosco da mesma forma que agimos com Deus? Através do sacrifício de Cristo recebemos o dom do amor, da fé, da alegria, da paz, por meio do Espírito Santo.

Deus derramou sobre os que creem em Jesus a mesma capacidade de amar, de ir até os que nos ofendem, aos que nos ignoram e estender a mão (Romanos 5.5). Começa pelos nossos entes queridos, de onde provém a maior dor, pois são os que esperamos que nos amem mais e acabam por serem os que nos ofendem ou ignoram mais o que se passa conosco.

Depois são os amigos que deveriam ter feito isto ou aquilo e não fizeram, e estamos afastados por não lhes dar o crédito de que são tão humanos quanto nós e que dependem do mesmo amor para se aproximar de nós que não somos diferentes deles!

Se hoje estamos passando por esta luta interior paremos e olhemos para o exemplo de Cristo. Ele perdoou ao ser crucificado. Perdoou todos aqueles que o prenderam e açoitaram, a mim e a você que o ignoram quando ele nos chama para amar e adorar a Deus e também amar ao próximo.

#3_84 Isaías 57:18-19

Tenho visto os seus caminhos e o sararei; também o guiarei e lhe tornarei a dar consolação, a saber, aos que dele choram. Como fruto dos seus lábios criei a paz, paz para os que estão longe e para os que estão perto, diz o SENHOR, e eu o sararei.

Isaías 57:18-19

Há um caminho de paz para os que estão arrependidos de seus pecados. Isaías anuncia os planos de Deus de enviar socorro, consolo, restauração, cura e direção. Cristo é a execução dos planos de Deus!!!

Não há distância que nos separe desta verdade, nem tempo ou ser. Há o Deus Todo-Poderoso que olha dos céus e derrama da sua graça sobre nós. Sua misericórdia se renova a cada dia e vemos como de toda maldade que há no mundo há os que se separam dela e buscam a verdade vinda dos céus.

Esta bondade do Senhor é para todos, mas nem todos se agarram a ela. Preferem a mentira, o ódio, a falsidade, a violência, a imoralidade, o escárnio e a escuridão, ao invés da paz e da vida! Não demorará a vir a justiça de Deus sobre toda a humanidade. O escape já foi dado e chama-se Jesus Cristo!

#3_83 João 17:17-19

Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.  Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.  E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade.

João 17:17-19

Jesus é o verbo, a verdade e nos traz a santificação através dele mesmo. No conhecimento da palavra de Deus somos convencidos de nossos pecados e, através do exemplo de Cristo, temos um caminho a seguir.

Importa-nos conhece-lo, praticar sua verdade e permanecermos nela. Grande ajuda temos ao caminharmos juntos por este caminho. Sozinhos é difícil e penoso, mas em comunhão com o corpo de Cristo vencemos e permanecemos unidos pelo Espírito Santo.

Enviados ao mundo através do poder do evangelho, unidos por um propósito, cuidados pelo Senhor. Não há prazer maior!