Primeiramente obedeçamos a Deus!

Trouxeram os apóstolos, apresentando-os ao Sinédrio. E o sumo sacerdote os interrogou, dizendo: — Não é verdade que ordenamos expressamente que vocês não ensinassem nesse nome? No entanto, vocês encheram Jerusalém com a doutrina de vocês e ainda querem lançar sobre nós o sangue desse homem. Então Pedro e os demais apóstolos afirmaram: — É mais importante obedecer a Deus do que aos homens. O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vocês mataram, pendurando-o num madeiro. Deus, porém, com a sua mão direita, o exaltou a Príncipe e Salvador, a fim de conceder a Israel o arrependimento e a remissão de pecados. E nós somos testemunhas destes fatos — nós e o Espírito Santo, que Deus deu aos que lhe obedecem.
Atos 5:27‭-‬32 NAA
https://bible.com/bible/1840/act.5.27-32.NAA

É mais importante obedecer a Deus que aos homens. Alguns pedirão que contemos mentira, outros que roubemos por eles, outros que deixemos de fazer algo para que possam usufruir de alguma vantagem. Mas, se o fizermos estaremos pecando contra Deus.

Importa conhecer a Sua vontade e obedece-la e não ao que os homens desejam. Tudo que nos dizem a fazer que nos leva a pecar contra Deus deve ser evitado. Cuidemos, portanto, de como obedecemos aos homens.

Pior é quando ensinamos nossos filhos a mentir quando pedimos a eles que digam ao telefone que não estamos para alguém em específico. Pior ainda quando destruímos amizades e relacionamentos para que tenhamos alguma vantagem com outras pessoas.

Seis coisas o Senhor Deus odeia, e uma sétima a sua alma detesta: olhos cheios de orgulho, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que faz planos perversos, pés que se apressam a fazer o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia discórdia entre irmãos.
Provérbios 6:16‭-‬19 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.6.16-19.NAA

Recebe o Espírito Santo quem obedece a Deus ao se arrepender de seus pecados encontrando salvação em Cristo! Estes não temerão a justiça de Deus, pois já estão justificados. Ainda que o mundo se levante contra, e se levantará, será limitada a perseguição a este mundo. No vindoura será livre em adoração e alegria na presença de Deus!

Homens desejam viver por seu orgulho, mas devemos primeiro agradarmos a Deus e não a nós mesmos. Cuidemos do que estamos fazendo e vejamos a quem estamos verdadeiramente obedecendo!

Ano 2#332

Prestemos atenção na mensagem do Senhor!

O Senhor, Deus de seus pais, começando de madrugada, falou-lhes por intermédio dos seus mensageiros, porque se compadecera do seu povo e da sua própria morada. Eles, porém, zombavam dos mensageiros, desprezavam as palavras de Deus e mofavam dos seus profetas, até que subiu a ira do Senhor contra o seu povo, e não houve remédio algum.
2Crônicas 36:15‭-‬16 ARA
https://bible.com/bible/1608/2ch.36.15-16.ARA

Deus não se agrada de pecados e nem de pecadores. O inferno existe porque será o cárcere dos iníquos, daqueles que não foram ou serão perdoados de seus pecados. Os mensageiros de Deus, que se aplicam em dar o alarme do juízo de Deus são desprezados por muitos, senão a maioria. Se não fosse a misericórdia de Deus este mundo já teria sido destruído de novo e o será segundo o Livro das Revelações do Apocalipse.

Deus criou um mundo bom e não será diferente no reino celestial. Lá a maldade não prevalece. Aqui é lugar de separação, um tempo de preparação para a vida que virá. Assim como os pais e autoridades aplicam castigos, multas e todo tipo de correção, Deus também o faz para que voltemos para o bom caminho. No entanto Ele foi além. Veio até nós para nos mostrar como sermos segundo a Sua vontade.

Em Cristo temos a solução para os nossos desvios de caráter e personalidade. Nele temos a transformação diária que nos capacita a sermos como ele é. Em Jesus Cristo recebemos a justificação de nossos pecados e um novo tempo para vivermos de forma diferente. Cristo é o nosso reset para sairmos da situação de pecado constante para pecados acidentais.

Deus zela por seus decretos, seu nome, seu reino e sua criação. Não deixará impunes os que buscam ir de forma contrária aos seus mandamentos. Nos céus não entrarão os pecadores não arrependidos que ignoraram o Cordeiro de Deus! É tempo de parar e analizar nossos empreendimentos, se feitos em Deus, através de Cristo, ou feitos através de Satanás, a consciência dos tempos contrários a Deus. Não há meio-termo.

De Deus não se zomba, não se ignora, não se foge. Certamente seremos chamados a mostrarmos nossas obras e motivações. Os que estiverem em Cristo já estão semeando para a vida eterna. Os que ainda não estão em Cristo continuam trabalhando para viverem no fogo eterno. Aqui não será como lá. Não existe escape depois da morte, ou iremos para um caminho ou para o outro. Não há lugar de repescagem, somente a justiça que segue a morte.

Entreguemos nossas vidas ao Cristo de Deus, vivamos em santidade, honrando o nome do Senhor. Comecemos hoje o que esperamos viver no reino. Busquemos um encontro com Deus e isto começa prestando atenção na sua mensagem. Quem ouve a voz de Deus já está buscando viver com Ele. Começa nas pequenas coisas. Se ignorarmos as pequenas também iremos ignorar as grandes. Terrível será viver afastados de Deus eternamente…

Ano 2#309

Precisamos perdoar ou sermos perdoados?

Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, bem como aos malfeitores, um à direita, outro à esquerda. Contudo, Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. Então, repartindo as vestes dele, lançaram sortes.
Lucas 23:33‭-‬34 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.23.33-34.ARA

O perdão de Cristo é para toda a humanidade que se refugie nele. Foi crucificado por causa de nossos pecados, indo até a cruz, entregando sua vida por nós. Não pecou, mas tornou-se maldito por causa de nossas transgressões, levando sobre ele todas as nossas iniquidades.

Cristo veio nos revelar a nossa condição de pecadores ignorantes e afastados de Deus. Por isso declarou que deveria haver perdão pela ignorância das ações de seus algozes. Muitas pessoas nos ofendem sem reconhecer o que estão fazendo, seja por motivo fútil ou por desconhecerem o que é bondade. Certo é que precisamos aprender a perdoá-los.

O perdão é um obstáculo espiritual nas nossas vidas. Enquanto não o superamos permanecemos na frustração, raiva e não conseguimos abrir nossos corações para outras possibilidades. Perdoar é um processo que deve se basear na fé em Deus e não em nós ou naqueles que nos importunaram.

O verdadeiro perdão nos traz alívio e vida de liberdade. Nos sentimos capazes de viver na plenitude do que somos em Deus, ainda que consequências ruins tenham ocorrido em nossas vidas. Não é fácil, mas é necessário. Perdoar é um exercício de corrida com obstáculos. Se não saltarmos em cada momento de ofensa acabaremos por ficar paralisados na nossa corrida espiritual.

Precisamos lembrar do perdão dado na cruz. Se fomos perdoados por nossas iniquidades, então também precisamos perdoar aqueles que estão na mesma situação que nós. Nossa luta não é contra as pessoas, mas contra Satanás que usa a vida delas contra nós ou a nossa contra elas. Se não somos servos de Deus, salvos em Cristo, permanecemos servos de Satanás, queiramos ou não.

Enquanto não somos perdoados por Cristo estamos sendo instrumento do diabo neste mundo. Assim, precisamos perdoar como fomos perdoados, se fomos perdoados pela fé no Senhor! Quem precisamos perdoar? A quem precisamos pedir perdão? Que o ano não termine sem resolvermos estas questões! No perdão começaremos um novo ano, com uma nova perspectiva, para a glória de Deus!

Ano 2#304

Cristo é a resposta de Deus para a iniquidade da humanidade!

Porque as nossas transgressões se multiplicam perante ti, e os nossos pecados testificam contra nós; porque as nossas transgressões estão conosco, e conhecemos as nossas iniquidades, como o prevaricar, o mentir contra o Senhor, o retirarmo-nos do nosso Deus, o pregar opressão e rebeldia, o conceber e proferir do coração palavras de falsidade. Pelo que o direito se retirou, e a justiça se pôs de longe; porque a verdade anda tropeçando pelas praças, e a retidão não pode entrar. Sim, a verdade sumiu, e quem se desvia do mal é tratado como presa. O Senhor viu isso e desaprovou o não haver justiça. Viu que não havia ajudador algum e maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; pelo que o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve.
Isaías 59:12‭-‬16 ARA
https://bible.com/bible/1608/isa.59.12-16.ARA

A humanidade caminha na injustiça e acredita estar escolhendo o que é melhor para si. Acredita no livre-arbítrio, mas como dizer que há liberdade de escolha sem ter todas as opções à disposição? Em um mundo caótico e problemático, sem o conhecimento do verdadeiro Deus, as pessoas estão escolhendo pelo que conhecem. Por isso a importância de falarmos a respeito da salvação em Cristo!

Somente Deus poderia realizar este ato, nos capacitando a cumprir nossos propósitos. A humanidade precisa de um ajudador para lhe conduzir no processo de santificação e um intercessor para que nossos pecados fossem perdoados diante de Deus. Assim Cristo veio até nós e nos ensinou o caminho, morreu para nos dar vida, perdoou nossos pecados, ressuscitou para vencer sobre a morte e enviou o Espírito Santo para nos ajudar em nossa caminhada espiritual até a Jerusalém celestial.

Jesus está preparando lugar para nós que éramos pecadores despreparados, ignorantes, sem mérito para recebermos salvação, mas nos chamou para si como o sumo sacerdote, Senhor e intercessor!  Não há outro como Cristo e nunca haverá! Não há outro capaz de nos trazer a vida de santidade que buscávamos e não conseguíamos atingir. Com Cristo vencemos a morte e estamos na caminhada da santificação. Com Cristo já vencemos a morte!

Já estamos vivendo com Cristo ou ainda estamos tentando fugir do seu senhorio? Ou estamos em Cristo ou continuamos em pecado, pois não há outro nome pela qual possamos clamar por perdão. A equação fica simples de resolver, basta nos entregarmos ao convite do Senhor para podermos entender nossa nova condição. Que possamos ter entendimento e sermos recebidos com amor por aquele que está à direita do Pai, pois para isto fez todas as coisas!

Ano 2#284

Cristo é fiel e justo para nos perdoar nossos pecados!

Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
1João 1:6‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.1.6-10.ARA

O apóstolo João, assim como Paulo, declaram explicitamente a condição de pecadores enquanto estivermos neste corpo imperfeito, mas que em Jesus Cristo temos o perdão de nossos pecados. Glórias a Deus que há escape para nós pecadores!!!!!!

Vivenciei meu próprio preconceito a respeito dos convertidos onde acreditava que se a pessoa se achava salva, então não deveria pecar mais. Que o santo não pode pecar! Ora, faltava-me o correto entendimento sobre os tempos da salvação.

Assim como vemos uma criança ainda indefesa e incapaz e conseguimos projetar sobre ela um futuro profissional dedicado em alguma área, assim é o Senhor ao olhar para nós em nossa caminhada da santificação. Mesmo justificados por Cristo no momento em que recebemos a salvação pela fé ainda estamos suscetíveis a cometermos pecados. Estamos em crescimento espiritual a respeito de Cristo. Cometemos pecados em nossas mentes e ainda estamos sendo depurados nos pensamentos impuros que ainda construímos.

Paulo detalha este processo e nos esclarece como devemos buscar a restauração de nossas mentes a cada dia pela ação do Espírito Santo de Deus. João nos tranquiliza deixando claro que Jesus nos perdoa de todos os nossos pecados confessados em todos os tempos, mas que não devemos ser dos que permanecem pecando. Após sermos livres do senhorio do pecado mediante a conversão em Cristo nosso proceder deve evitar pecados, podendo ocorrer ocasionalmente, pois não atingimos a perfeição ainda.

Jesus Cristo nos chama a vivermos uma vida de adoração para louvor a Deus. Nos capacita a seguirmos nos seus passos. Jesus nos trouxe o poder de sermos feitos filhos de Deus e termos novamente acesso ao Pai! Isto nos dá toda a oportunidade de vivermos em comunhão uns com os outros e teremos mais vontade para isto. Nas trevas queremos apenas fazer o mal entre nós, mas na luz o bem! Esta mudança só ocorre em Cristo, pois em seu sangue somos purificados de toda a maldade.

Busquemos esta comunhão e conhecimento pleno do Senhor. Nossas vidas serão mudadas e impactadas ao fazermos o bem ao próximo e vivermos para Deus. Teremos alegrias e dificuldades, mas a paz do Senhor nunca mais se apartará de nós. Em Cristo somos purificados de toda injustiça, ainda que não sejamos maduros e completos. Esta benção só recebemos em Cristo, o salvador, Justo e mediador entre Deus e os homens!

Ano 2#279

Cristo é a nossa salvação!

Então, lhes perguntou: Mas vós, quem dizeis que eu sou? Respondendo, Pedro lhe disse: Tu és o Cristo.
Marcos 8:29 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.8.29.ARA

Pedro teve a profunda revelação espiritual a respeito de Jesus. Tal revelação é dada pelo Espírito Santo, pois as coisas espirituais só se discernem espiritualmente. João Batista também teve esta revelação e como Pedro reconheceu o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Por causa da forma como é revelada, a partir de Deus, é que muitos possuem restrições para acreditarem. Mas, ignoram que só se conhece o que a nós é revelado. Se ninguém nunca entrou em uma biblioteca ou nunca acessou ferramentas de busca online, como conhecer outros países, culturas, planetas, fauna, flora e o reino mineral? Assim também o reino de Deus precisa ser exposto para ser conhecido.

E Deus está enviando mulheres e homens para esta tarefa, em todas as nações existentes. Ainda há muitas pessoas não alcançadas e a cada dia nascem mais. Onde o evangelho foi mais difundido, como na Europa, agora são outras religiões que estão prosperando. Importa que a revelação recebida por Pedro seja recebida por muitos, para que o mundo se converta ao Senhor.

Pedro teve a oportunidade de ver o verbo encarnado, sendo testemunha ocular dos milagres e maravilhas, bem como tantas outras pessoas. Isto não significa que todos os que viram o reconheceram. Quem não crer no Cristo enviado não participará de sua salvação. Quem crer e for batizado será salvo por meio de seu sacrifício redentor.

Qual a nossa participação nisto? Se cremos então entendemos a importância de compartilhar a nossa fé com quem ainda não teve a oportunidade de conhecer e decidir por Cristo. Quem não creu ainda é hora de pedir a misericórdia de Deus, pois não há outro caminho para a salvação eterna. O tempo se abrevia e cada dia pode ser nossa última chance de declarar nossa decisão. Todos podem ser salvos, mas somente os que estão acolhendo a revelação o serão.

Cristo é Senhor e salvador. Só precisa de salvador quem se reconhece afastado de Deus por seus pecados. A chave está em olhar para si e para Deus e entender que Ele É santo e, por isso, não há o que façamos para merecermos sua presença. Precisamos desta graça, senão permaneceremos apartados e inimigos de Deus. Sem remissão de pecados não há reconciliação!

Ano 2#274

A graça supera o pecado!

Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos. Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a graça, a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.
Romanos 5:18‭-‬21 ARA
https://bible.com/bible/1608/rom.5.18-21.ARA

Pela desobediência de Adão nos sobreveio o pecado e a condenação. Pela obediência de Cristo temos acesso à salvação e a reconciliação. Estas são premissas do evangelho, que norteiam a graça redentora de Deus para o homem.

Difícil entender que alguém que viveu tantos anos atrás gerou a morte para a minha vida sem que eu tivesse alguma responsabilidade por isso, mas o nosso DNA foi comprometido pelo pecado de Adão e, por isso, somos pecadores.

Difícil entender também que alguém que morreu há dois mil anos atrás gerou a vida para a minha morte sem que eu tivesse algum mérito para isso, mas o sacrifício de Cristo apaga todo o pecado que eu tenha cometido como herdeiro de Adão.

Passamos a ser herdeiros com Cristo, filhos de Deus, não mais inimigos! Se não entendermos a ofensa de Adão e nossa condição humana não entenderemos também a graça em Jesus e a nova condição de filho de Deus. Além de entendermos precisaremos aceitar e tomar posição. A indiferença nos fará permanecermos na injustiça.

Em Cristo somos salvos e livres do nosso pecado, pela fé no Senhor. Não há outra mensagem no evangelho, pois Cristo é a mensagem. Onde abundou o pecado é também onde superabundou a graça! Deus nos livra de nossos pecados. Que o Senhor Todo-Poderoso seja louvado eternamente, amém!

Ano 2#256

Jesus venceu a morte!

Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade. E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.
https://bible.com/bible/1608/1co.15.51-57.ARA

A morte existe porque existe o pecado. Quando o pecado entrou no mundo a raça humana passou a ter seus dias contados. Chegou a morte com todas as suas mazelas e tristezas. Temos vontade de viver para sempre, mas não será neste corpo que degenera e é corruptível. Por causa do pecado veio a primeira morte, a do corpo, que é inevitável! No entanto, Paulo fala de um evento onde uma trombeta tocará e haverá a transformação corporal dos viventes e a ressurreição dos mortos. Tal evento é um acontecimento onde a morte terá sido destruída e a humanidade terá outra constituição.

Jesus Cristo é a única resposta para a morte, tanto da primeira quanto da segunda. Temos a fé de que ressuscitaremos para sermos recebidos por ele no céu e não seremos lançados no inferno, que é a segunda morte. Se tememos a primeira morte, a segunda é muito pior. Sem Jesus, quem passará na balança da justiça de Deus? Que obras levaremos conosco que sejam justas e feitas apenas por nossa capacidade? Aliás, nossas capacidades são nossas ou as herdamos? Temos poder até que ponto a respeito da inteligência e modelo de decisão que temos?

Nossas decisões são pautadas na experiência e na herança física e ambas não estão no nosso total controle. Por isso necessitamos de Deus para encontrarmos o caminho e não nos desviarmos dele. Por isso Jesus Cristo veio nos mostrar O caminho que não está escrito nos corações do homem porque corrompidos fomos pelo pecado. A lei mostra o pecado, mas não tem poder de mudar o nosso comportamento. Aponta o erro e a consequência, mas não transforma. Somente em Jesus recebemos a ajuda e a justificação.

Neste dia em que lembramos da morte, lembremos do autor da vida, Jesus Cristo! Com ele esta morte passará e a outra não chegará. Seremos todos transformados ou ressuscitaremos para as moradas eternas com o Pai! Não haverá choro ou saudade, tristeza ou luto, mas a alegria de estarmos juntos para sempre debaixo da luz de Deus! Olhemos para as nossas vidas e busquemos a Cristo que nos livra do pecado e do inferno. Ajudemos os vivos que estão de luto, pois não só a saudade dói, mas as lutas do mundo ficam mais difíceis quando passamos sozinhos. E não deixemos de olhar para Jesus, a graça de Deus, que nos dá vitória sobre a morte eterna!

Ano 2#248

Em Cristo somos aperfeiçoados!

Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus, aguardando, daí em diante, até que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés. Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados. E disto nos dá testemunho também o Espírito Santo; porquanto, após ter dito: Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei, acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniquidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado.
Hebreus 10:12‭-‬18 ARA
https://bible.com/bible/1608/heb.10.12-18.ARA

O Espírito Santo traz ao coração daquele que crê em Jesus Cristo a lei de Deus, não para serem seguidas como uma regra a ser observada por obrigação, mas para ser executada como algo agora natural. Se antes era uma obrigação não ofender, agora não se pensa em causar mal a alguém e, portanto, o ofender deixa de ser uma opção em nossas vidas.

A mudança trazida pelo Espírito Santo é o que Jesus chama de novo nascimento, uma nova natureza que passamos a ter porque o recebemos em nós. A presença do Espírito Santo nos transforma. Agora, se resistirmos ao Espírito, nenhuma vantagem resta para as nossas vidas, mas pelo contrário. Teremos uma consciência a nos acusar e a mostrar o nosso erro. Jesus Cristo fez a parte que só ele poderia fazer e agora espera que façamos a nossa parte. O poder nos foi concedido e devemos batalhar para derrubar os inimigos que se levantam contra o Senhor!

Interessante entendermos que no nome de Jesus podemos realizar as obras nesta terra. É uma autoridade, uma nobre missão e grande responsabilidade que deve ser assumida pelos seguidores de Cristo. Venceremos porque fomos justificados e estamos sendo preparados para vencer, no poder de Deus e não no nosso! Esta é a graça salvífica para transformação daquele que crê. O mundo precisa de Deus, ainda que não entenda ou o busque. Esta é a revelação trazida pelo evangelho, que Cristo veio ao mundo para salva-lo e agora o faz através da igreja.

Tempo da igreja realizar a sua parte. Tempo de haver transformação de vidas. Tempo de parar de pedir para termos o que já recebemos e fazer o que fomos chamados a fazer. Menos reclamação e mais ação em amor. Menos ofensas e mais cuidado. Menos preocupação com as quatro paredes e mais preocupação com as vidas que estão fora das paredes! Se não formos atrás dos descrentes o que resta a fazer? A obra é justamente discipular, cuidando dos que estão aprendendo a se santificar. Muitos acham que é apenas trazer para dentro e deixar se cuidar sozinho, outros acham que devem cuidar apenas dos que já estão dentro.

Vidas são indivíduos carentes de Deus que aprendem a graça e a misericórdia e passam a viver em gratidão. Não se usa vidas para serem manipuladas pelo evangelho, mas para viverem pelo evangelho. Precisamos muito aprender com Jesus, pois serviu o necessitado, o pecador, aquele que o cuspiu e negou, aquele que apenas esperava uma cura e a todos cuidou e trouxe alento, oportunidade e vida. Igrejas saudáveis multiplicam vida e não peso em se cuidar de vidas.

As dificuldades de cada ser humano são desafios a serem vencidos pela comunhão e não devem ser usadas contra as próprias pessoas que estão passando pela dificuldade. Isto quem faz é Satanás. Igreja gera vida em Cristo, o resto é ignorar o amor, o perdão e a graça. Usar o pecado contra as pessoas não é o que Cristo veio fazer em nosso meio, mas pelo contrário! Onde Cristo chega o pecado vai embora e já não há mais necessidade de sacrifícios pelo pecado!

Ano 2#237

O verdadeiro arrependimento nos leva á cruz de Cristo!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
‭‭Salmos‬ ‭32:3-7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.32.3-7.ARA

Davi já ensinava no Salmos 32 que a confissão de nossos pecados à Deus é o caminho do arrependimento que traz a salvação. Nos tempos de Davi era o que se podia fazer, pois sem o Espírito Santo para nos trazer o poder de refrear nosso ímpeto do pecado precisaríamos de sacrifícios constantes para aplacar a ira de Deus contra nós!

Veio o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, o descendente prometido à Davi que se tornou o rei eterno e fez o sacrifício perfeito, trazendo sobre os que nele creem a salvação definitiva. Pagou com o seu próprio sangue toda a dívida que o nosso pecado gera diante de Deus. Todo pecador ofende a santidade do Senhor e é inimigo de Deus. Sem o sacrifício de Cristo, que nos justifica de nossos pecados, não teremos comunhão eterna, mas castigo eterno.

É tempo de nos arrependermos, pois está próximo o reino dos céus! Jesus Cristo já fez o sacrifício definitivo e nele somos perdoados de nossos pecados confessados. Venhamos à presença do Senhor enquanto é tempo. Não sabemos o dia de amanhã, se estaremos vivos ou não. Obtenhamos o perdão hoje mesmo e passemos a viver em paz com Deus. Paremos de errar e passemos a glorifica-lo com a nova vida que levaremos.

Ganharemos uma vida abundante na presença de Deus, ainda que nossa vida neste mundo venha a se tornar mais difícil. Aqueles que abandonam seus caminhos de pecado se tornam amigos de Deus e inimigos do mundo. Haverá dificuldades, mas Jesus venceu a todas e está conosco nos ajudando a vencer as nossas batalhas. Nele somos feitos filhos de Deus e herdeiros das promessas! Temos livramento e novas alegrias e as cantaremos para que outros venham a conhecer e também a se agarrar a estas promessas.

Façamos do Senhor o nosso refúgio e isto começa ao nos arrependermos daquilo que nos mantem afastados e inimigos dEle!

Ano 2#224