Muitos vivem um inferno enquanto não perdoam.

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.
‭‭Mateus‬ ‭5:43-48‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.43-48.ara

Até a vinda de Jesus mal seríamos capazes de amar o nosso próximo. Em verdade, ainda estamos lutando contra nosso ser interior que muitas vezes deseja para si o que precisa ser para nós. Na Lei seríamos cobrados para amarmos somente o nosso próximo, mas em Cristo somos chamados para perdoar quem nos ofende e ama-los também!

Em Cristo somos influenciados diretamente pelo Espírito Santo e passamos a olhar a humanidade com os olhos do Senhor. Passamos a entender a dificuldade humana em viver para a edificação do coletivo, pouco presente na cultura ocidental. A oriental já possui uma vantagem estabelecida de que a coletividade possui importância maior que o indivíduo, mas nem sempre ensina sobre o Deus Todo-Poderoso, o criador do universo. É uma vantagem, mas não a verdade.

Assim ocorre com muitas doutrinas que ensinam preceitos importantes da Bíblia, sem ensinarem a verdadeira motivação para fazermos isto. Muitas vezes ensinam que praticando estas coisas nos tornaremos melhores e até subiremos de patamar espiritual. Ora, quem define os níveis a serem atingidos não seriam também criados? E quem estaria acima deles? Está longe demais para ser acessado e muitas vezes não deve ser incomodado…

A Bíblia nos ensina sobre Deus triuno: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, um Deus de relacionamento pessoal, ao nosso alcance por uma simples oração, que se interessa por cada um de nós e deseja salvar a todos. Um Deus justo que salvará quem responder ao Seu chamado em Cristo, mas permitirá a vida errática de quem não desejar viver por meio de Seus preceitos, vindo a deixa-los no exílio espiritual eterno do fogo que não se apaga.

Temos um Deus que se importa com cada um e deseja que nos amemos de verdade, ainda que estejamos inimigos uns dos outros. Por que? Porque se amarmos nossos inimigos amaremos a todos. Inimigos amados se tornam novos amigos e a edificação será de todos. Em Cristo conquistamos o poder de viver desta forma, glorificando a Deus!

Seremos perfeitos com a presença de Deus em nós. Não devemos nos preocupar com o aspecto de ceder para alguém que nos fez mal. O amor destrói todo o pecado cometido contra nossas vidas e restaura no mundo espiritual o que foi destruído aqui. Isto é o que importa. Não é um caminho fácil, mas é transformador e edificante. É a saída para um mundo transtornado pelo ódio, vaidade e egoísmo. Temos escolha porque Jesus nos deu, não porque somos capazes de sozinhos alcançarmos, mas porque o Espírito de Deus nos capacita.

Hoje devemos tomar a decisão de mudar de atitude e confiar em Deus. Perdoemos nossos ofensores, se dentro da família ou fora. Se na área sentimental, espiritual, sexual ou material não importa, pois o resultado será o mesmo e seremos libertos daquilo que nos prende aos pensamentos de vingança e maldição. Ou nos agarramos à saída em Cristo ou seremos eternamente acorrentados aos pensamentos ruins do que nos arrasta em masmorras da tristeza e inconformismo com o mal recebido.

É tempo de destruir as correntes do mal feito contra nós e isto só é possível perdoando e amando (não é gostar, mas decidir fazer-lhe o bem e esquecer o mal feito). Perdoar é esquecer e não imputar mais o mal. É poder conviver sem apontar ou sentir o terror retornando, porque a ofensa foi esquecida. Perdoar é saber expor a dor e colocar para fora toda a sujeira do corte que foi feito. A cicatriz fica, mas não irá doer mais e nem precisará ser protegida.

Cada um sabe a dor que sente e dos horrores que viveu. Não é melhor perdoar e esquecer do que viver o terror eternamente? Quem perdoa já se livrou do inferno de se lembrar eternamente do mal e deixa de sofrer o pecado recebido. Quem perdoa será também perdoado por Deus. Será um duplo livramento do inferno!

A misericórdia existe através de pessoas conscientes das bençãos de Deus em suas vidas!

Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra; e, ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pede e não voltes as costas ao que deseja que lhe emprestes.
‭‭Mateus‬ ‭5:39-42‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.39-42.ara

Cristo altera o nosso entendimento à respeito de como enxergar um ato agressivo contra nós. Ele estabelece que o reino de Deus está dentro de nós e que temos as bençãos de Deus conosco. A partir disto, o mesmo Espírito que concedeu o perdão à toda a humanidade fará com que sejamos capazes de não enxergarmos a ofensa, mas a misericórdia!

Perdoar é possível quando a ofensa não entra e destrói nossa boa vontade para com as pessoas. Ser capaz de dar a outra face é, antes de tudo, ter ânimo de poder receber outra ofensa novamente, mas estaremos dando a oportunidade da pessoa não faze-lo. Nossa misericórdia é oportunidade de arrependimento para outros, assim como Cristo fez conosco!

Ele vai mais longe, mostrando que podemos e devemos ajudar a todos que nos pedem algo, inclusive emprestado. Jesus declara que é melhor dar do que receber, pois significa que temos o que compartilhar. Quem pede não tem…

Precisamos enxergar onde estamos, o que temos de Deus e termos fé de que Ele é quem nos sustenta. Se sabemos que Ele não deixa faltar nada porque é nosso pastor (Salmos 23.1), então não podemos temer ajudar alguém com medo de que falte para nós e nossos filhos. Pelo contrário, aquele que ajuda os outros não ficará desamparado pelo Senhor!

Distribui, dá aos pobres; a sua justiça permanece para sempre, e o seu poder se exaltará em glória.
‭‭Salmos‬ ‭112:9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.112.9.ara

Oremos para que possamos entender a profundidade das bençãos que possuímos e que podemos e devemos compartilhar, em nome de Jesus! Isto nos dará a capacidade tanto de perdoar como de ajudar a quem pede, inclusive alguém que nos feriu e ainda precisa que o ajudemos…

As respostas estão todas em Cristo! Pergunte a ele!

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.”
‭‭Isaías‬ ‭53:6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/isa.53.6.ara

As boas novas do evangelho significam que a salvação e sua manutenção não dependem do que fizermos, mas do que Cristo fez por nós! Ele já fez! Carregou sobre si as nossas iniquidades!

A maior dificuldade nossa é justamente compreender a graça de Deus! A ação do Espírito Santo na vida dos homens nos capacita a vivermos pelo amor, gratidão e fé. A identidade cristã permite nos enxergarmos como filhos de Deus, herdeiros de Deus, co-herdeiros de Cristo, a imagem e semelhança de Deus.

Isto foi possível porque Jesus nos trouxe de volta ao estado de religamento espiritual com Deus. Sem o Espírito Santo continuamos longe de Deus, incapazes de nos relacionarmos com Ele, de adora-lo como Ele merece, e nos sentindo impotentes ainda que consigamos realizar boas obras.

A tristeza que podemos sentir na tentativa de agradar a Deus é a mesma de um filho que busca agradar ao seu pai achando que será amado apenas se fizer desenhos, tirar boas notas ou se sair bem nas atividades do dia-a-dia. Um verdadeiro pai ama seus filhos independentemente de desempenho. Ama porque vieram de si, da sua semente!

Não amar a própria semente é não amar a si mesmo. Deus nos ama também porque Ele é amor e estabeleceu todas as coisas em amor. Assim, no plano de Deus deveria haver a oportunidade de restabelecer a comunhão eterna. Em todos os tempos temos relatos da revelação de Deus aos homens, fosse pela natureza, por doutrinas recebidas do alto ou aparições sobrenaturais de Deus.

Todas, no entanto, precisam ser confirmadas por Deus através do Filho. Jesus encerra em si todas as demandas por revelações de Deus para os homens. Nenhuma delas é superior ao sacrifício que nos traz a reconciliação com Deus. Em nenhuma outra revelação há o perdão eterno ou a possibilidade de vivermos com Deus pelo que Ele fez por nós!

Assim, o evangelho de Cristo nos traz o perdão e o Espírito de filiação que nos move a vivermos como Jesus viveu entre nós. É uma caminho sem volta, caminho de transformação, uma vereda para a luz divina, a percepção das verdadeiras prioridades, da alegria eterna, da consumação das coisas temporárias, a edificação de um querer viver em adoração e harmonia com toda a criação.

Não são necessárias várias passagens espirituais pela Terra, ou pagar dívidas espirituais adquiridas pelo pecado, ou experimentar cadeias espirituais eternas porque fizemos ou não por merecer. Nada disto importa quando recebemos o perdão em Cristo! Ele gerou o perdão em si mesmo, somos perdoados e justificados diante de Deus!

Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei, acrescenta: Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniquidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado.”
‭‭Hebreus‬ ‭10:16-18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/heb.10.16-18.ara

E também:

Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.”
‭‭Romanos‬ ‭8:1-2‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.8.1-2.ara

Portanto, se em Jesus Cristo estamos, já não está sobre nós a condenação eterna e não tenho mais de pagar qualquer dívida de pecado. Não há carma e nem obra que me torne digno ou indigno, pois em Cristo somos justificados e nivelados diante de Deus! Esta é a justiça do Pai onde todos somos iguais perante o Senhor. Ou somos pecadores arrependidos e salvos em Cristo ou continuamos apartados de Deus e condenados à morte eterna!

Boas novas é sabermos que em Cristo já temos a solução para a nossa vida espiritual. Nada se compara à sabedoria e à justiça de Deus! Creia no Senhor Jesus e serás salvo!

Somos justificados e santificados por Deus!

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.”
‭‭1Tessalonicenses‬ ‭5:23-24‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1th.5.23-24.ara

A visão e ensino dos apóstolos é sempre a de que seremos transformados por Deus e não pelo nosso esforço pessoal apenas.

Quem nos santifica? O Deus da paz! Quem nos cura? O Deus da criação! Quem nos conserva para o retorno de Cristo? O Deus da salvação!

Se Deus não nos criasse, não estaríamos aqui. Se não se revelasse, não o adoraríamos. Se não expusesse os nossos pecados e a salvação em Jesus, não nos arrependeríamos.

Sem o Espírito Santo não há santidade, fruto do Espírito ou segurança da salvação em nós! Sem Deus estamos a nossa própria sorte, sem finalidade ou esperança.

Com Ele há desenvolvimento, edificação, esperança e, o mais importante, a salvação. Será loucura achar que alguns irão para um lugar de comunhão com Deus e outros para um lugar sem a graça dEle?

Onde Deus estiver ali a Sua graça será manifesta. Onde Ele não estiver não haverá consolo. Se isto é razoável de se entender então podemos considerar a possibilidade de haver um paraíso e um inferno.

Cabe a cada um buscar a verdade entregue nas escrituras e decidir crer ou não nelas. Os que confiam o chamam de fiel e justo, e esperam a conclusão da obra espiritual que ocorrerá na volta de Jesus Cristo.

Qual a sua visão a respeito destas coisas? Saiba que nossa vida espiritual depende da decisão de acreditar nestas palavras dadas por Deus mediante Cristo. Esta é a fé que salva. Se ainda não a alcançou então peça, pois Deus a entrega a todos, sem acepção de pessoas.

Deus é bom, ainda que sejamos maus. A justiça é justamente dar a todos a mesma oportunidade de arrependimento. Não ignoremos a salvação, pois só em Deus ela existe e nos traz a paz de quem foi perdoado da impagável dívida do nosso pecado!

O perdão está ao nosso alcance!

“Eu fiz a terra, o homem e os animais que estão sobre a face da terra, com o meu grande poder e com o meu braço estendido, e os dou àquele a quem for justo. Agora, eu entregarei todas estas terras ao poder de Nabucodonosor, rei da Babilônia, meu servo; e também lhe dei os animais do campo para que o sirvam.”
‭‭Jeremias‬ ‭27:5-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jer.27.5-6.ara

Deus é soberano e há coisas difíceis demais para entendermos. Há uma série de atrocidades cometidas por Nabucodonosor relatadas na na história e na Bíblia, mas ainda assim Deus o chamou de meu servo.

A moral é que não há pessoa que não possa se arrepender do mal que praticou ou situação que Deus não possa fazer uso para que os seus propósitos sejam cumpridos.

Não devemos julgar as pessoas espiritualmente porque não sabemos se ela se arrependerá no dia de amanhã. O ladrão que foi crucificado ao lado de Jesus era um condenado à morte. Era merecedor da cruz, mas recebeu a Cristo como Senhor e foi salvo pela fé!

Quem somos nós diante da nossa própria auto-crítica? Somos bons aos nossos próprios olhos? Ou já reconhecemos que não é a intensidade do pecado que nos torna pecadores?

Assim, todos precisamos de perdão e arrependimento. Do pior ao muito pior, não há quem escape da morte espiritual se não formos perdoados por Deus.

Davi errou e foi perdoado, ainda que seus pecados lhe tenham gerado grandes problemas e perdas. A justiça de Deus age no hoje e na eternidade. Somos perdoados para a vida eterna, mas o mundo físico trará a paga de nossos pecados na carne.

Sejamos crentes e obedientes a Deus, ainda que hoje tenhamos dificuldade em faze-lo. Deus é misericordioso e é o único juiz da humanidade. Portanto, tenhamos fé na graça e decidamos hoje pararmos de seguir no caminho do pecado.

Deus é santo e espera que sejamos também. Podemos começar agora mesmo. Basta orar e entregar nossas vidas à Jesus como Senhor e salvador. Não há outro pré-requisito a não ser estarmos vivos!

Quem ama também perdoa, porque nos importamos e queremos o bem.

Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete.”
‭‭Mateus‬ ‭18:21-22‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.18.21-22.ara

Perdoar é um ato de fé. É renovar a possibilidade de conviver com quem nos fez algo contra nós, seja com intenção ou não.

Por que perdoar indefinidamente? Não seria ensinar a pessoa a continuar cometendo estes erros para conosco?

Na verdade, continuamos errando para com Deus e vivemos pedindo perdão a Ele. Se recebemos perdão, então precisamos agir da mesma forma se Deus é o nosso Pai. Filhos agem à semelhança da sua criação por seus pais, tutores ou pelos que lhe testemunharam.

Ora, se somos constrangidos pelo amor de Deus e buscamos não cometer os mesmos erros, precisamos dar a mesma oportunidade a outros.

Jesus morreu e ressuscitou porque nos deu nova oportunidade. Se morrermos porque assim fizemos para com alguém, ainda que sejamos chamados de tolos, fizemos o que Jesus faria. Nos céus seremos abençoados por isto!

Perdão é zerar a conta de débito, é restabelecer a oportunidade do dano, é esquecer o que foi feito, é estar preparado para sofrer o dano de novo e de novo.

Não é dar oportunidade para errarem contra nós. Se alguém é violento, não vamos sair confrontando para sermos agredidos de novo. Se alguém roubou, não é para fazermos armadilhas para a pessoa cair novamente. Se alguém não pagou a dívida por sermos fiador, nem deveríamos ter sido, pois a Palavra diz para não sermos fiador de ninguém.

Se eu sigo a Palavra, estarei evitando que as pessoas errem contra mim. Mas, se errarem, deverei perdoa-las. Importa vivermos pelo amor e não pela obrigação. Fazendo assim, estaremos mostrando o caminho de Cristo para outros!

Jesus Cristo vive porque nos amou a ponto de vir até nós e nos perdoar pela sua morte. Ressuscitou para mostrar que o perdão traz vida e não permaneceremos na morte se assim vivermos. Quem perdoa é perdoado e viverá eternamente. Quem não ama, não perdoa.

Ao invés de atirar pedras, vivamos em amor!

Os escribas e fariseus trouxeram à sua presença uma mulher surpreendida em adultério e, fazendo-a ficar de pé no meio de todos, disseram a Jesus: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes?
‭‭João‬ ‭8:3-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.8.3-5.ara

Jesus responde de maneira simples, se alguém que não tivesse nenhum pecado teria a capacidade de lançar a primeira pedra.

Temos a tendência de vermos os pecados dos outros e julgar as pessoas, mas esquecemos que também pecamos. Jesus também ensina que se medirmos as pessoas também seremos medidos pelo mesmo padrão.

Não que devemos ignorar erros e pecados, mas que comecemos a transformação por mós mesmos, servindo de exemplo. Através de nosso testemunho é que haverá a transformação de outras vidas.

Por isso é tão importante o testemunho, e quanto mais pessoas agirem certo, mais pessoas terão a liberdade de faze-lo também.

Crianças reproduzem comportamentos e adultos também. More em um bairro onde não há sujeira no chão e será vergonhoso até mesmo jogar qualquer coisa nas ruas!

Jesus veio trazer vida e não morte. Por isso ele não condenou a ninguém, mas libertou, curou e salvou. Nosso papel de discípulos é mostrar o caminho da vida!

Assim, que possamos testemunhar a glória de Deus recebida no Espírito e evidenciada nas boas obras. Contra o amor não haverá argumentos que se sustentem e todos verão a verdade de Cristo!

Temos uma aliança que traz perdão e vida!

Ora, a Páscoa, festa dos judeus, estava próxima.
‭‭João‬ ‭6:4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.6.4.ara

Para quem ainda tem dúvidas o apóstolo João deixou bem claro que a Páscoa é uma festa dos judeus e não da Igreja Cristã. Se fosse da Igreja ele o diria.

Páscoa se refere à passagem do anjo da morte no Egito, quando o povo foi então liberado para ir embora com Moisés após a morte dos primogênitos dos egípcios.

Jesus morreu na Páscoa como cordeiro perfeito para sinal entre os judeus, mas eles não creram. Jesus nos deu uma nova aliança, já agora no seu sangue, para que não precisássemos mais de sangue de animais sacrificados.

Não faz mais sentido para o Cristão festejar a Páscoa, mas sim a Ceia do Senhor em memória do seu sacrifício na cruz. E esta não ocorre uma vez por ano apenas e nem está atrelada a nenhuma festa mundana como a do carnaval.

A Ceia do Senhor nos oferece o momento ideal de entendermos a graça recebida e o propósito do corpo de Cristo, sua Igreja. Tomar a Ceia é enxergar a graça através dos servos de Deus, das muitas formas de se servir.

É darmos valor em estarmos com os que professam a mesma fé. Ainda que não sejamos perfeitos e ainda cometamos deslizes (pecados), serão acidentais e pediremos perdão. No meio do povo veremos as maravilhas da graça e da misericórdia do Pai!

Jesus veio trazer vida e é este memorial que precisamos guardar! Ele nos tirou da escravidão do pecado e nos trouxe para a sua maravilhosa luz!

Comamos e bebamos juntos para celebramos a graça e a salvação em Cristo Jesus! Mesmo que mantendo o afastamento social demandado pelos protocolos de saúde, estaremos buscando a comunhão!

Importa lembrarmos da aliança, pois esta vence a tudo e a todos! Ele morreu uma única vez e ressuscitou dos mortos, para que não mais precisemos de nenhum sacrifício que cubra pecados. Ele nos perdoou todos os nossos pecados!