#3_129 Lucas 22:28-30

Vós sois os que tendes permanecido comigo nas minhas tentações. Assim como meu Pai me confiou um reino, eu vo-lo confio, para que comais e bebais à minha mesa no meu reino; e vos assentareis em tronos para julgar as doze tribos de Israel.
Lucas 22:28‭-‬30 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.22.28-30.ARA

A fidelidade é algo precioso. A quem vamos confiar nossos bens mais preciosos? Àqueles que merecem nossa confiança. Os que andam conosco e são verdadeiros.

Podemos confundir as coisas quando colocamos os mais chegados todos na mesma conta. Tiago e Judas andavam com Jesus, mas Judas o traiu. Trair é, primeiramente, desejar o mal contra uma pessoa e executar o plano.

Fidelidade é o oposto. É desejar o bem e buscar cooperar para que este bem permaneça na vida de uma pessoa. Nem sempre seremos compreendidos, mas o tempo dirá. Os fiéis o são por natureza, assim como os infiéis.

Somos concebidos na infidelidade humana e somente em Deus poderemos realmente nos tornarmos fiéis uns para com os outros e, principalmente, para com o Senhor!

Permanecer fiel a alguém enquanto esta passa por lutas e dificuldades é ainda mais precioso. Mas, a fidelidade não se deixa corromper pelo mal caminho, pelo contrário. Os fiéis desejam que a bondade prevaleça e não a maldade. Fidelidade ao mal é satânico e longe dos caminhos de Deus.

Um coração que ignora tais caminhos não tem como se fidelizar ao Senhor. Precisamos ser achados pela misericórdia divina e capacitados em toda obra na fidelidade. E isto não virá sem a perseverança e o amor.

Portanto, os fiéis herdarão o reino de Deus e os infiéis permanecerão afastados do Senhor para todo o sempre. Exerçamos a fidelidade para com Deus, buscando-o em primeiro lugar!!!!

#3_82 Permaneçamos na videira verdadeira!

Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 15:5

O fruto é consequência da saúde do pé de onde provém e não de si mesmo. Cristo nos lembra que sem o pé o fruto não existe, não se sustenta e não tem como ter crescimento. Assim ele nos compara a ramos de vários tipos que, conectados à videira, produzirá muito fruto.

Ainda assim ele nos alerta que o ramo que não produz é cortado. Como não produzir se estaríamos conectados ao corpo de Cristo? Justamente por não recebermos o alimento através do corpo. Muitos hoje acreditam que estar fora de uma igreja é melhor do que estar dentro. Na verdade o que ocorre que há igrejas que não são igrejas de Cristo.

Esta passagem nos revela que o amor é a fonte do conhecimento do discipulado em Cristo e não há desenvolvimento do amor estando isolados do corpo e do mundo. Já falamos sobre os que deixaram igrejas para não perderem a fé por causa de situações adversas no meio da assembleia, mas existem questões que exigem perdão e outras que nos revelam a verdadeira natureza da assembleia em que estamos vivendo.

O corpo de Cristo ama e produz amor. Não é lugar de produzir medo ou estabelecer ditaduras religiosas ou mesmo um clube de amigos de Cristo, mas um lugar onde pessoas que foram resgatados por Cristo crescem juntas em santificação e amor. Onde o amor de Cristo não é vivido não há igreja de Cristo e, portanto, estamos desconectados da videira verdadeira.

Não nos enganemos, há muitos falsos mestres e falsos pastores, ainda que conheçam a palavra e sejam constituídos líderes em suas denominações. Pelo fruto conhecereis a árvore diz o Senhor. Ele julgará o fruto de cada um de nós e cabe aos seus seguidores reconhecer o Senhor em nossos caminhos. Não adianta se ligar a um ramo desconectado de Cristo!

A Igreja será julgada antes do mundo, como estabelecido no livro de Apocalipse. Cada igreja observe como anda diante do Senhor. Ele está alertando a cada uma segundo o seu procedimento. Nós somos a igreja, cada um que se conecta a uma assembleia em nome de Cristo.

O que temos produzido? Fruto digno de arrependimento? Confusões? Edificamos pessoas ou as empurramos para fora da igreja? Estamos conectados na videira? Que o Senhor, em sua misericórdia, nos limpe e nos encha de sua seiva maravilhosa. É tempo de vivermos para o Senhor e isto significa estar ligado em seu corpo, em sua palavra, em sua assembleia!

#3_42 Lucas 21:19

É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma.

Lucas 21:19

A perseverança dos santos é uma característica dos que recebem o Espírito Santo. Como perseverar debaixo de perseguições, lutas, fome e pandemias? A depressão vem, o desânimo, o cansaço, mas não há desistência. Paulo também nos diz para permanecermos vigilantes após a vitória, para que não venhamos a desanimar quando a situação difícil passar, como acontece com muitas pessoas.

Jesus nos avisa que teremos aflições no mundo, que seremos perseguidos e até traídos por familiares e amigos nas situações que antecederão a perseguição por causa do seu nome. Ser Cristão é defender a visão do reino de Deus e esta é divergente do que o mundo está buscando viver. O Cristão não se amolda à sociedade à sua volta, mas ao evangelho. Se torna diferente e não se encaixa nas percepções dos demais. É impossível que o Cristão permaneça calado por muito tempo onde há maldade, descaso ou injustiça. Portanto, faremos inimizades, cedo ou tarde!

É nessa perseverança de não esmorecermos para a visão do mundo que nos moldará na condição de moradores do céu. Será que sem o Espírito Santo isto é possível? Será que sem o chamado do Senhor seremos capazes de defender o reino de Deus? O tempo se aproxima onde estas questões serão levantadas novamente. Em vários países já é uma realidade e não demorará para que a igreja seja perseguida onde estivermos. Não nos enganemos, o inimigo trabalha para destruir a obra de Deus e cabe a cada um de nós trabalhar para estender o reino. Se não fizermos a nossa parte o reino recuará até que o Senhor tenha de destruir aquele que se levantou contra a sua obra.

Que sejamos encontrados fiéis ao chamado, tanto agora quanto na perseguição! Afinal, a perseguição se torna maior quando estamos em números inferiores. Imagine se perseverarmos como deveríamos estar fazendo! Por causa da iniquidade o amor está se esfriando e parecemos estar mais calados do que nunca. Nada que não tenha sido avisado pelo Senhor Jesus! A hora está próxima…

Não durmamos sem o óleo do Senhor!

Então o Reino dos Céus será semelhante a dez virgens que, pegando as suas lamparinas, saíram a encontrar-se com o noivo. Cinco delas eram imprudentes, e cinco, prudentes. As imprudentes, ao pegar as suas lamparinas, não levaram óleo consigo, mas as prudentes, além das lamparinas, levaram óleo nas vasilhas. E, como o noivo estava demorando, todas ficaram sonolentas e adormeceram.
Mateus 25:1‭-‬5 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.25.1-5.NAA

Jesus nos alerta para a questão temporal, que precisamos esperar seu retorno, mas precisamos também do óleo. Muitos pregadores dizem que as virgens são pessoas que creram mas não perseveram no amor, outros que não eram todas crentes, apenas as prudentes seriam.

A verdade é que Jesus está falando para pessoas separadas, pois são virgens, aguardando a volta do noivo. O que significa o óleo se cremos que os que são salvos estarão preparados? Aqui cabe a reflexão de como o Senhor sempre falava a respeito da religiosidade. Tanto nos Evangelhos como no livro do Apocalipse o Senhor evidência o problema de nos vermos de maneira diferente da qual ele nos vê.

Se o óleo é o Espírito Santo, então só é prudente quem o possui. Não adiantará estar no mesmo lugar dos que o possuem, acreditando poder entrar com o noivo. Se ter o óleo é a diferença entre conseguir entrar e não, então precisamos deste óleo para não ficarmos de fora do reino! Jesus declara ser possível adquirí-lo, só não haveria tempo quando ele retornar. Então como adquirir?

Ora, este é o grande problema, pois não depende de poder aquisitivo, mas de se desejar receber de Deus e do Senhor dar. Ainda que queiramos receber não temos nenhum poder de comprá-lo, pois é graça de Deus. É sair todos os dias de casa a buscar alimento sem ter dinheiro no bolso e esperar que haja um milagre em nossas vidas e recebamos o provento do céu. Não é à toa que Deus ensinou o seu povo por 40 anos no deserto nesta dependência com o Maná.

Só recebe quem Deus dá e só tem o óleo quem aprendeu a recebê-lo diariamente pela graça. A fé é construída no coração do crente e a manifestação do Espírito Santo é o óleo que fará a diferença na espera da volta de Cristo. Não haverá oportunidade de consegui-lo no retorno do mestre e não é possível dar a quem quisermos, pois isto é dádiva apenas do Senhor!

Hoje ainda é tempo de arrependimento e clamor. Importa buscar o reino sem a religiosidade, pois isto não traz proveito. Todas que esperaram acabaram por pegar no sono, mas as prudentes possuíam o óleo que permitirá andar na escuridão, encontrar-se com o noivo e participar do iluminar do caminho.

Que o Senhor estenda sua mão de misericórdia e distribua do óleo precioso. Não há busca mais importante que esta em nossas vidas. Cristo está voltando e como o estamos esperando? Cuidado para não adormecer sem o óleo, sem o Espírito Santo que nos é o selo da salvação em Cristo Jesus!

Ano 2#364

Deus cuida de nós!

O Senhor respondeu: — Passe adiante do povo e leve com você alguns dos anciãos de Israel. Leve também o bordão com que você feriu o rio Nilo e siga em frente. Eis que estarei ali diante de você sobre a rocha em Horebe. Bata na rocha, e dela sairá água; e o povo beberá. Moisés assim o fez na presença dos anciãos de Israel. E chamou o nome daquele lugar Massá e Meribá, por causa da discussão dos filhos de Israel e porque tentaram o Senhor, dizendo: — Está o Senhor no meio de nós ou não?
Êxodo 17:5‭-‬7 NAA
https://bible.com/bible/1840/exo.17.5-7.NAA

Muitas vezes questionamos Deus em nossas dificuldades. Na luta contra um câncer, na traição recebida ou pela ingratidão de alguém nos deparamos com o momento em que estamos reclamando com o Senhor pela situação sendo vivida. Pensamos se Ele está vendo e deixando tudo acontecer de propósito e se não seria melhor ter permanecido onde estávamos antes da conversão ao evangelho.

Tal situação é fruto da falta de fé em nossos corações! Se temos o Espírito Santo então Deus está conosco! Jesus Cristo é o Emanuel prometido, a presença de Deus no meio do povo. O Espírito Santo é a garantia de Deus estar em nossas vidas e não devemos duvidar disto. Viver nesta questão nos tira a oportunidade de ir mais a fundo no relacionamento com Ele.

Quando duvidamos de alguém acabamos por nos afastar desta pessoa. Deus se aproximou de nós através de Jesus e não é porque iremos carregar nossas cruzes que nos afastaremos novamente!

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Romanos 8:28 NAA
https://bible.com/bible/1840/rom.8.28.NAA

Não há nada que possa destruir a boa vontade de Deus para conosco senão a nossa falta de fé para com Ele! Porque duvidaremos, murmuraremos, seremos rebeldes e fugiremos do nosso propósito. Em Massa e Meribá o povo reclamou de água. Em outra ocasião pelo relatório dos espias, na entrada da Terra Prometida, reclamaram dos inimigos que teriam de enfrentar. Importa se Deus está conosco ou não e esta é a questão que levantaram porque estavam com sede e medo.

Confiar em Deus é conhecer e reconhecer a Sua presença. O SENHOR prometeu que estará conosco todos os dias até a consumação dos séculos (Mateus 28.30). Portanto, sejamos fortalecidos por esta promessa e não deixemos as circunstâncias tirarem a fé de nossos corações. Na hora das lutas lembremos que Deus é infinitamente maior que todas elas e não estamos sozinhos, mas sendo cuidados até no vale da sombra da morte!!!!

Ano 2#342

Não vivamos pelo olhar da circunstância!

Ele, por sua vez, se afastou um pouco, e, de joelhos, orava, dizendo: — Pai, se queres, afasta de mim este cálice! Contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua.
Lucas 22:41‭-‬42 NAA
https://bible.com/bible/1840/luk.22.41-42.NAA

Jesus declarou que a vontade de Deus deve prevalecer. A nossa vontade não deve ser superior a dEle. Em uma balança de vontades, a dEle é mais pesada por vários motivos.

Um deles é que os propósitos de Deus são muito maiores que os nossos. Vemos o agora, mas Deus vê o futuro e todas as implicações. Para nós o que hoje é perda pode ser o ponto de virada em nossas vidas. Uma doença transforma nosso ponto de vista e escala de valores.

Nosso livre-arbítrio será melhor empregado quando nos sujeitarmos à vontade do Senhor. Exercer o livre-arbítrio só funciona quando efetivamente sabemos os prós e contras, todas as opções e como julga-las. O problema é que não temos esta capacidade.

Vejamos a escolha de uma criança. Ela escolhe baseando-se na sua experiência. O quanto ela conhece da vida? Aparece um brinquedo novo na TV e logo seu desejo por aquilo se aguça, como se fosse a única coisa que importa e é boa. Não somos diferentes.

Nossas frustrações são decorrentes desta inaptidão e seremos mais felizes ao vivermos pelo propósito de Deus em nossas vidas. O que fazer? O que Jesus nos ensinou. Orar e entregar o controle nas mãos de Deus, perseverando em alcançar este propósito até o fim!

Todo cristão já morreu com Cristo e irá ressurgir com ele. Portanto, não importam a dor e sofrimento, elas serão passageiras e superáveis com o Senhor. Cuidado com a prosperidade porque nos desvia do foco e se torna uma pedra em nossos caminhos se não soubermos utilizá-la para o propósito.

Não é a falta ou a sobeja que se tornam os grandes problemas de nossas vidas, mas o não estar em Cristo. Cuidemos para sermos como ele é!

Digo isto, não porque esteja necessitado, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Sei o que é passar necessidade e sei também o que é ter em abundância; aprendi o segredo de toda e qualquer circunstância, tanto de estar alimentado como de ter fome, tanto de ter em abundância como de passar necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece.
Filipenses 4:11‭-‬13 NAA
https://bible.com/bible/1840/php.4.11-13.NAA

Ano 2#335

Podemos escolher entre reclamar e resolver!

Pela bênção que os retos suscitam, a cidade se exalta, mas pela boca dos perversos é derribada.
Provérbios 11:11 ARA
https://bible.com/bible/1608/pro.11.11.ARA

Quando um empreendimento é bem sucedido? Certamente não é aonde quem deve realizá-lo só reclama e maldiz. Vivemos tempos onde encontramos muitos indivíduos reclamando da sociedade em que vivem, mas esquencem-se que são parte dela e que a solução não é reclamar, mas fazer acontecer aquilo que gostariam de ver acontecer!

Jesus nos apresenta um caminho:

Digo-vos, porém, a vós outros que me ouvis: amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam; bendizei aos que vos maldizem, orai pelos que vos caluniam. Ao que te bate numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que tirar a tua capa, deixa-o levar também a túnica; dá a todo o que te pede; e, se alguém levar o que é teu, não entres em demanda. Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles.
Lucas 6:27‭-‬31 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.6.27-31.ARA

No verso 31 de Lucas 6 Jesus nos apresenta uma forma de semeadura que quebra todo o ciclo de maldição, invertendo a ordem e nos colocando como protagonistas da mudança, ao invés de sermos reativos e maldizentes: “Como quereis que os homens voz façam, assim fazei-o vos também a eles.” No jargão mais comum e conhecido, é dando que se recebe.

Se desejamos respeito, respeitemos. Se desejamos justiça, sejamos justos. Queremos amor, amemos! O que estamos fazendo para mudar o mundo à nossa volta? Só murmurando contra ele ou semeando a mudança? Jesus transformou o mundo pelo seu exemplo de vida, morte e ressurreição. Não ficou reclamando de um mundo que queria destrui-lo e que ignorava a sua palavra. Deu sua vida por nós após ter vindo até nós para que hoje pudéssemos enxergar o caminho.

Precisamos decidir se vamos continuar reclamando ou fazer acontecer o que desejamos. Oremos a Deus e peçamos sabedoria, pois há muitas formas de fazermos o que esperamos acontecer, mas não é de qualquer jeito que será um benefício para todos. Mas, sempre encontraremos os que preferem ver “o circo pegar fogo” do que ajudar a apagar o incêndio…

Cristo nos ensinou a amar o próximo e este é o amor que muda o mundo. Não disse que devíamos buscar o amor do próximo e sim decidir ama-lo. É unilateral, sem esperar em troca. É dar sem esperar resposta, é semear sem esperar o resultado, é desejar o melhor e trabalhar para que outros tenham o que gostaríamos de ter. Se apenas um fizer muitos serão abençoados, mas se todos fizermos, todos serão abençoados, pois todos deram e receberam. Esta é a justiça de Deus e seu amor através de nós. Isto é ser discípulo de Jesus.

Ano 2#313

Em tempo, a figura é de um desenho de Hanna Barbera e a hiena (Hardy) passava o episódio inteiro reclamando da vida ao invés de ajudar o seu amigo Leão (Lupy) que tinha de resolver tudo e ainda arrastar a hiena com ele…

Comunhão é fundamental para um reino próspero!

Então, lhe trouxeram um endemoninhado, cego e mudo; e ele o curou, passando o mudo a falar e a ver. E toda a multidão se admirava e dizia: É este, porventura, o Filho de Davi? Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios. Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse: Todo reino dividido contra si mesmo ficará deserto, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá. Se Satanás expele a Satanás, dividido está contra si mesmo; como, pois, subsistirá o seu reino?
Mateus 12:22‭-‬26 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.12.22-26.ARA

Jesus explica aos religiosos que o poder de cura dele vem de Deus e não como um servo de Satanás que desfaz as obras do próprio diabo. Ora, se o meu reino realiza um trabalho de destruição de vidas e eu as restituo em saúde, como estou favorecendo-o? Certamente estou contra a ideia do reino!

Essa explicação nos traz um princípio fundamental de que para sermos vitoriosos precisamos estar em comunhão de propósito. Assim, uma família deve procurar viver em harmonia e não em contradição. O mesmo devemos buscar em qualquer ajuntamento de pessoas, senão estaremos brigando entre nós.

Ora, como manter a comunhão e visão comum? Como convencer pessoas a terem a mesma visão que nós? Certamente não é as obrigando a concordarem conosco ou melhor irem embora. Falta de diálogo é a primeira causa de separação entre casais e sociedades. Não se fazer entender e não ouvir as pessoas em suas demandas cria uma barreira para que continuem a andar juntas.

Outro motivo é o desencontro de propósitos. Se temos diferentes ideias do que queremos fazer e não chegamos a um acordo em como podemos nos unir para nos ajudarmos a chegar lá, então dificilmente conseguiremos permanecer em sociedade. Não podemos achar que só o que acreditamos é importante e não o que os outros pensam e desejam. Sem expor, negociar e viver com integridade nos tornará pessoas insensíveis e passaremos a fazer apenas o que desejamos

Assim começa a destruição de alianças como do casamento e também da própria aliança com Deus. Se passo a ignorar o que Deus espera de mim e só faço a minha vontade, já não ando em comunhão com o Senhor e já estou fora dos propósitos do reino, espalhando e não ajuntando com Cristo!

Como tenho me comportado com o Senhor? E meu casamento? E meu trabalho/escola? Minha igreja? E a minha nação/sociedade? Só interessa fazer o que eu desejo e como desejo ou preciso negociar com os demais para chegarmos juntos onde pretendemos ir em comum acordo? Perigoso é o caminho do arrogante que acredita ser o dono da verdade e não ouve a ninguém, ainda mais ao Espírito Santo!

E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum.
Atos 2:42‭-‬44 ARA
https://bible.com/bible/1608/act.2.42-44.ARA

Ter comunhão exige perseverança. Não é por obrigação, mas por submissão de uns aos outros que conquistaremos esta condição de vivermos bem juntos. Exige comprometimento de todos e não a vontade soberana de um. Se não tivermos comunhão no Espírito Santo com os demais cidadãos do reino acabaremos sendo um prejuízo para o próprio reino e não ajudaremos a crescê-lo, mas sim reduzi-lo.

Que possamos ser sensíveis ao Espírito Santo de Deus e perseveremos em andar juntos, termos a mesma doutrina, comermos juntos e adorarmos juntos a Deus. Que isto possa começar em casa e adentrar em nossas vidas com os membros da igreja e sociedade. Isolar-se das pessoas não traz comunhão. Cristo nos chama a termos a plena comunhão com ele pelo Espírito que nos deu ao crermos nele!

Ano 2#283

No Senhor temos ânimo para vencer os desafios!

Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento. Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.
Isaías 40:28‭-‬31 ARA
https://bible.com/bible/1608/isa.40.28-31.ARA

Eu sempre tive dificuldades em correr, pois mentalmente já saia cansado quando tinha de fazê-lo. Também me faltava condicionamento físico, mas ainda assim era necessário não querer parar para poder ir até o fim.

Deus É esta “força de vontade” em nossas vidas! Na hora difícil é quem nos socorre e nos traz a esperança e a força necessárias para irmos até o fim. Os jovens que possuem força irão se cansar também, pois muitos trabalhos estão além de nossas capacidades e precisarão da perseverança que muitas vezes só é obtida pela experiência com Deus.

Os mais velhos já aprenderam que não conseguem sozinhos, mas que na diligência da ajuda divina conseguimos alcançar os propósitos de Deus. Aqui está a sabedoria, que fazer com Deus pode até demorar, mas nos anima por termos êxito naquilo que realizamos com a ajuda dEle! Traz renovo, alegria e sensação de empoderamento, pois grandes coisas são e serão alcançadas desta maneira!

Qual o projeto que está lhe deixando exausto(a)? Deposite a confiança no Senhor! Peçamos a ajuda, orientação e recursos a Ele. Façamos da maneira dEle e não da nossa. Sejamos perseverantes, pacientes e fervorosos, pois isto nos trará vigor e altivez para irmos até o fim. Assim foi com Jesus Cristo que suportou a morte no madeiro. Um sofrimento terrível, mas que nos trouxe a salvação. Fez por amor a nós e suportou a morte para nos dar vida!

Jesus nos garante ajuda e que venceremos com ele as aflições do mundo. Pela fé no Cristo podemos enfrentar os desafios que estão a nossa frente! Sejamos corajosos e Caminhemos com o Senhor!

Ano 2#268

O esforço certo é recompensado!

Então, saindo, percorriam todas as aldeias, anunciando o evangelho e efetuando curas por toda parte. Ora, o tetrarca Herodes soube de tudo o que se passava e ficou perplexo, porque alguns diziam: João ressuscitou dentre os mortos; outros: Elias apareceu; e outros: Ressurgiu um dos antigos profetas. Herodes, porém, disse: Eu mandei decapitar a João; quem é, pois, este a respeito do qual tenho ouvido tais coisas? E se esforçava por vê-lo.
Lucas 9:6‭-‬9 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.9.6-9.ARA

O esforço do rei Herodes não foi suficiente para ouvir Jesus enquanto podia. Não deu a devida prioridade e, quando finalmente teve a oportunidade de estar com Jesus nada ouviu do mestre.

Muitos têm a oportunidade de ouvir o evangelho e não ouvem. Outros perseveram em buscar a Cristo, seja no deserto, nos montes ou nas cidades. Qual tem sido a importância do Senhor em nossas vidas? Busquemos enquanto podemos encontrá-lo, pois poderá haver novo silêncio quando Cristo voltar para buscar a sua igreja!

Enquanto isto a igreja continua a fazer curas e ministrar o evangelho da salvação em Cristo. As ocupações de rei atrapalharam Herodes ter com Jesus nas pregações do mestre. Qual a desculpa que estamos dando? Trabalho? Filhos? Estudos? Os campos já estão brancos e o mestre não tarda para voltar. Grande será a alegria dos que o esperam!

Ano 2#261