Nem ansiedade e nem procrastinação. No tempo de Deus estaremos certos!

Mas o que agredia o próximo o repeliu, dizendo: Quem te constituiu autoridade e juiz sobre nós? Acaso, queres matar-me, como fizeste ontem ao egípcio? A estas palavras Moisés fugiu e tornou-se peregrino na terra de Midiã, onde lhe nasceram dois filhos.
‭‭Atos‬ ‭7:27-29‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.7.27-29.ara

Tudo tem um tempo certo em nossas vidas. Moisés tinha a percepção de um chamado diferenciado e queria defender o seu povo. Cometeu homicídio no zelo e isto serviu de empecilho para o momento em que vivia. Não foi aceito pelos seus e ainda buscou fugir temendo a própria vida. Foi para um lugar distante onde nem os egípcios e nem ninguém mais lhe encontraria e permaneceu lá pelos mesmos 40 anos que havia vivido até então!

Depois de todo este tempo já não se lembrava mais de ter alguma responsabilidade pelo seu povo e tentou argumentar com Deus para não voltar mais ali, porém sem sucesso. Moisés não só libertou seu povo a partir dos sinais que Deus fez através dele, mas também os guiou por outros 40 anos. Um homem com um chamado, um libertador e apascentador!

Há um tempo certo para todas as coisas que buscarmos fazer. A nossa ansiedade ou a nossa leniência em realizar o que deve ser feito hoje é que muitas vezes atrapalham a realização deste propósito em nossas vidas. Como em um mercado precisamos ter o produto e a demanda pelo produto para obtermos algum lucro, o produzir além do necessário por ansiedade nos trará perdas e o deixar para depois para produzi-lo também! O tempo certo é importante para nossas vidas!

O que precisamos fazer hoje e não estamos fazendo? O que estamos fazendo agora que não deveríamos estar fazendo porque não chegou a hora? Deus nos dá do Seu Espírito Santo para buscarmos nele a direção para todas as coisas em nossas vidas. Não importam as condições, precisamos ter o discernimento que só a sabedoria de Deus nos traz. Moisés precisou aprender muitas coisas para poder liderar um povo saído da escravidão e que não sabia pensar como povo e nem estrategicamente. Algumas mudanças demoram, principalmente quando não são amparadas na fé em Deus!

Temos um Senhor que nos lidera e que está disposto a nos capacitar. Precisamos nos dispor a ouvir e aprender. Não adianta estarmos ansiosos e nem ignorarmos os momentos. Precisamos ser diligentes e sensatos. O tempo certo é o de Deus e não o nosso! Só Ele sabe a hora da vitória. Olhemos então para o Senhor e sigamos na direção por ele proposta!

Ano 2#19

Seguimos regras ou vivemos pela sabedoria do Espírito?

Aconteceu que, num sábado, passando Jesus pelas searas, os seus discípulos colhiam e comiam espigas, debulhando-as com as mãos. E alguns dos fariseus lhes disseram: Por que fazeis o que não é lícito aos sábados? Respondeu-lhes Jesus: Nem ao menos tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e seus companheiros? Como entrou na casa de Deus, tomou, e comeu os pães da proposição, e os deu aos que com ele estavam, pães que não lhes era lícito comer, mas exclusivamente aos sacerdotes? E acrescentou-lhes: O Filho do Homem é senhor do sábado.
‭‭Lucas‬ ‭6:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.6.1-5.ara

Você está de madrugada levando alguém que se acidentou gravemente para o hospital mais próximo e tem de passar por vários faróis/sinais de transito. Não há ninguém nos cruzamentos, mas os sinais estão vermelhos. Você para ou passa no vermelho?

Nossos princípios são de preservar a vida. Ora, se para salvar uma vida eu crio acidentes e potencial de matar outras, então eu paro. Mas se não há ninguém para preservar nos cruzamentos, o farol/sinal vermelho não está atendendo ao seu propósito e logo a vida acidentada sendo levada no carro passa a ter precedência.

Assim é com os preceitos de Deus! Tenho de honrar pai e mãe, mas quando caso eu os deixo para constituir a minha casa e meu/minha cônjuge passa a ter precedência em nossa casa em relação aos meus pais. Continuo os honrando, mas já não posso fazer tudo da mesma forma que antes.

Servir a Deus exige entender princípios, não simplesmente obedecer regras. Nosso culto precisa ser racional no espiritual (logikosRomanos 12.1). Jesus sustenta que no dia para termos mais comunhão com Deus podemos ainda realizar o que for necessário em amor ou cuidado pelas vidas.

Jesus foi confrontado pelos religiosos que achavam que seguir leis era tudo o que precisava ser feito, mas sem entender os princípios, escolhiam leis que lhes davam guarida para esconder outros erros. Leis existem para nos ajudar, mas toda lei pode ter exceção quando os seus efeitos são mais prejudiciais aos que precisam dela.

Jesus tornou todos os alimentos puros enquanto os judeus guardavam-se de comer certos alimentos. Jesus executava serviços às pessoas enquanto nada devia ser feito no Sábado. Jesus nos declara que a licitude está na necessidade de fazermos a vontade de Deus que é o amor ao próximo. Claro que precisamos ter a noção de prioridades!

Por isso é que precisamos ter um relacionamento profundo com o Senhor, para que não tenhamos dúvidas sobre o que fazer quando estivermos em um conflito de regras. Como dar a própria vida por outros? Quando a vida dos outros se torna mais importante que a nossa. Assim que entendermos isto conseguiremos viver segundo a vontade de Deus!

Os próprios profetas já escreveram que para Deus era melhor ter misericórdia do que lhe oferecer sacrifícios por pecados realizados. Deus deseja que cresçamos espiritualmente e isto só acontece quando deixamos regras e vivemos pelos verdadeiros princípios. O Espírito Santo veio para isto, ser em nós os princípios de Deus. Aquele que vive pelos princípios realizará a vontade de Deus e, de quebra, estará cumprindo as regras estabelecidas da maneira mais efetiva possível, sem se preocupar com isto!

Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações. E é por intermédio de Cristo que temos tal confiança em Deus; não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus, o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica.
‭‭2Coríntios‬ ‭3:2-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2co.3.2-6.ara

A letra mata se forem regras seguidas de maneira ignorante. O espírito é quem traz a verdadeira aplicação da regra. Portanto, busquemos a sabedoria de Deus através do Seu Espírito Santo!

Troquemos a sabedoria do mundo pela de Cristo!

Ninguém se engane a si mesmo: se alguém dentre vós se tem por sábio neste século, faça-se estulto para se tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; porquanto está escrito: Ele apanha os sábios na própria astúcia deles. E outra vez: O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são pensamentos vãos.
‭‭1Coríntios‬ ‭3:18-20‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.3.18-20.ara

Precisamos nos despir de nossa sabedoria carnal e vestir a espiritual. As coisas de Deus só são entendidas através do Espírito Santo. Sem o Espírito continuaremos a não enxergar o que está preparado para os seus filhos! (1 Coríntios 2:9,10)

A ignorância a respeito de Deus é diminuída gradativamente enquanto nos relacionamos com Ele. Nas nossas orações iremos ouvir Sua vontade e nos sujeitaremos a ela. Enquanto ficamos apenas na experimentação dentro da nossa racionalidade carnal estaremos perpetuando o modelo aprendido no mundo.

A transformação da mente explicada por Paulo em Romanos 2:2 ocorre justamente por recebermos no Espírito o entendimento da vontade de Deus que é boa, agradável e perfeita! Só assim para nos alinharmos como cidadãos celestiais.

E o Espírito Santo é presente de Cristo para aqueles que o recebem como Senhor! Na salvação em Cristo somos abençoados com a filiação e o “kit filho”, os dons do Espírito Santo, que nos aparelha para a vida enquanto tivermos fôlego aqui!

Ainda não teremos atingido nossa capacidade total porquanto a nossa carne imperfeita nos restringe. Mas também seremos transformados na volta de Cristo para que a obra se complete em nós.

Esta é a vontade de Deus revelada pelo Espírito Santo e que a humanidade desconhecia até o derramar do Espírito proporcionado pela redenção em Cristo.

Fomos comprados por um alto preço! A graça é favor imerecido mas não é de graça, pois tem custo. O de Cristo foi dar a vida por nós e o nosso é dar a vida pelas pessoas, assim como Jesus fez! Não merecíamos ter acesso ao Pai, mas agora que temos, somos filhos com a mesma missão do Filho!

Que este mistério, agora esclarecido, seja libertador e transformador de nossas vidas, em Cristo Jesus. Não permaneçamos na sabedoria do mundo, mas busquemos a do alto, em Deus!

Deus está no controle de tudo!

Disse Daniel: Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes.
‭‭Daniel‬ ‭2:20-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/dan.2.20-21.ara

Daniel foi arrancado de sua terra natal e levado para a Babilônia no tempo de Nabucodonosor. Ali Deus usou sua vida de maneira poderosa e lhe deu sabedoria e longevidade. Dele são estas palavras que revelam paz interior e sabedoria dos propósitos de Deus.

Não importam os resultados das eleições nos Estados Unidos da América ou nas eleições municipais no Brasil. Deus está no controle e usará estas circunstâncias para realizar a sua obra. Se um povo está rebelde, permitirá que o seu líder os oprima para que se voltem a Deus. Se o povo se submete ao Senhor, colocará um líder que seja uma benção sobre todos e até mesmo que venha a levar este modo de vida para outros lugares.

Portanto, todas as coisas irão cooperar para o bem daqueles que tem propósito para com Deus (Romanos 8.28). Ainda que pareça ruim, tem ganho para o reino de Deus. Se tem ganho para o reino, então estejamos fortalecidos no Senhor. Assim devemos viver se acreditamos sermos peregrinos nesta terra.

Importa que vidas sejam salvas para a eternidade e Deus cuidará para que isto aconteça. Nosso problema é achar que amor é apenas gerar circunstâncias que tragam bem estar. No entanto, mudanças drásticas de comportamento ocorrem em situações de necessidade. E Deus sabe como transformar uma situação na outra.

José foi vendido como escravo para o Egito e ficou muitos anos como servo e preso. Ao final se tornou o segundo homem mais poderoso da terra e salvou toda a família da fome. Situações que parecem ruins e se transformam em benção (Gênesis 37-41).

Confiemos em Deus, pois Ele vê através do tempo e da dor, da facilidade e da dificuldade e nada lhe escapa. Tenhamos fé de que o que ocorre hoje está cooperando para o nosso bem no amanhã. Creiamos naquele que traz esta certeza a nós, Jesus Cristo, enviado para que pudéssemos receber esta promessa até a eternidade!

Falemos sim, mas com sabedoria!

Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente, disciplinando com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade.
‭‭2Timóteo‬ ‭2:24-26‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ti.2.24-26.ara

Indiscutivelmente é ruim estarmos envolvidos em brigas e confusões. Importa ainda que não sejamos aqueles que as provocam. Muitas vezes as brigas começam pela forma como tratamos as pessoas.

Não importa se temos razão ou não quando aquilo que estamos dizendo cria grande confusão. Há maneiras e maneiras de falarmos a mesma coisa. Há momentos em que devemos confrontar, mas nunca desonrar. Não se combate pessoas, mas ideias.

Há momento certo para resolvermos questões e nunca será na ocasião onde alguém seja envergonhado publicamente. Precisamos separar pessoas em dois grupos: um grupo dos que estão no entendimento espiritual e outros que não estão. Quem é apto para discernir que aborde da maneira certa.

Ser paciente é aguardar o momento certo de expor a situação, com mansidão e clareza. O evangelho expõe a condição do pecado das pessoas e ninguém gosta de ser confrontado com a verdade. Portanto, quem não entendeu ainda sua condição ficará incomodado e possivelmente responderá de maneira rude.

Quem fala do amor de Deus não aponta o pecado das pessoas, mas a santidade de Cristo. É o reflexo desta santidade na pessoa que ouve que exporá em seu espírito a verdade dos seus atos.

Exortamos porque amamos. Se nada fizermos, o diabo continuará a impactar as vidas. Assim como recebemos e nos rendemos a estas verdades, se perseveramos nelas devemos compartilhar com todos a nossa volta. Não é de qualquer maneira, mas com amor e graça. Nunca por raiva ou vaidade!

Os discípulos de Jesus são faróis que mostram a direção à seguir e não holofotes contra os olhos das pessoas. A diferença pode não parecer óbvia. Mostrar Cristo edifica, enquanto apontar todo o tempo os pecados de alguém a tornam cega e surda, cauterizada para o amor e para as boas novas da salvação.

Para os que já creem, a história já é outra. Não é mais ignorante e precisa amadurecer espiritualmente. Para estes, não é mais o caso de ficar cheio de dedos, pois precisamos viver conforme declaramos e testemunhamos publicamente.

Ainda assim, todos sejam tratados com dignidade, com o fim de chegarmos juntos no Dia do Senhor para a glória eterna e não para o castigo preparado para o diabo e seus seguidores.

A correção é para o bem. Sejamos sábios!

Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado.”
‭‭Gálatas‬ ‭6:1‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.6.1.ara

O evangelho nos ensina a sermos misericordiosos, tratando a todos de maneira espiritual.

A brandura é ter trato cordial. Neste caso aqui é ter esta postura ao encontrar alguém realizando algo errado, que venha a ser repreensível. Vejamos que não é com arrogância, pois todos estamos sujeitos às mesmas paixões e oportunidades!

Quem somos nós para afrontarmos quem errou? Não deve ser assim, ainda que estejamos trazendo entendimento e correção para esta pessoa.

No entanto, não podemos nos omitir. A pessoa deve ser corrigida para que não venha a continuar a fazer a mesma coisa. Não devemos fazer vista grossa, pois não ajudará a ninguém, nem a nós mesmos.

Evitar confrontos pessoais só denota falta de amor e lealdade nos nossos relacionamentos. Se quisermos ver o mal de alguém, basta nos calarmos. O bem virá se falarmos.

Se a pessoa não aceita repreensão, então não se entristeça, tão somente ore. Nosso papel é ajudar e não seremos os responsáveis pelas atitudes e decisões de outras pessoas que não nos ouvem.

Que o Senhor Jesus nos dê sabedoria para falarmos com alguém e quando alguém nos admoestar também. Se é para o nosso bem, ouçamos! Se é para o bem da pessoa, falemos!

Quem ama age para o bem!

Toda sabedoria vem de Deus!

Disse Faraó aos seus oficiais: Acharíamos, porventura, homem como este, em quem há o Espírito de Deus? Depois, disse Faraó a José: Visto que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão ajuizado e sábio como tu. Administrarás a minha casa, e à tua palavra obedecerá todo o meu povo; somente no trono eu serei maior do que tu.
‭‭Gênesis‬ ‭41:38-40‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.41.38-40.ara

É certo que Deus tinha propósito na vida de José com relação ao seu povo, mas José temeu a Deus e fez o que lhe agradava também.

A obediência aos preceitos de Deus gera bençãos em nossas vidas. Agir segundo o interesse de Deus abre oportunidade de sermos usados por Ele em seus propósitos.

José não perdeu as esperanças no seu Deus Todo-Poderoso e nem usurpou da glória que o Senhor lhe dava quando interpretava os sonhos das pessoas. À Faraó ele não se gabou, mas deixou claro que era Deus quem estava dando direção aos dois.

Esta humildade é característica dos sábios, das pessoas que entendem que não nascemos sabendo de tudo, que a nossa inteligência é fruto de um DNA recebido e o que aprendemos veio de alguém que nos ajudou.

Nossas atitudes é que nos marcam e podem nos tornar sábios se entendermos como o reino espiritual funciona. De lá vem a direção para cá. O que aconteceu a José até então deu oportunidade a todos de saberem que Deus era com ele e faria prosperar onde ele colocasse as mãos.

José acabou sendo o homem mais poderoso de seu tempo, pois era ele quem dava as ordens e não havia Democracia ou Parlamentarismo naquela época. Todo o poder era emanado dele!

Toda a terra do Egito e proximidades foi beneficiada na sua gestão e os povos não morreram de fome. A graça e a misericórdia de Deus vieram através de José!

Assim deve ser a vida do que crê em Deus e ouve, obedecendo aos Seus princípios. Deus age através daquele que recebe o Espírito Santo. Se desejamos ser usados por Deus, então precisamos fazer segundo a Sua justiça.

E a justiça de Deus se chama Jesus Cristo, aquele que deu a vida por nós pecadores, para que através do seu sacrifício tivéssemos nossos pecados perdoados.

A sabedoria que vem do alto é divina e está no Espírito Santo. Creiamos na obra de Deus para nós e sejamos sábios e instrumentos de Deus nesta geração!