#3_327 Façamos planos!

O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor.
Provérbios 16:1 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/pro.16.1.ARA

Planos são importantes. Ao menos sabemos quão perto ou distantes estamos de nossos objetivos e para onde irmos. Viver sem planos é não buscar objetivos e deixar a vida passar. É não conseguirmos quantificar nosso sucesso ou fracasso diante de propósitos.

No entanto, nossos planos não necessariamente são bons. E mesmo que sejam, não é certo que conseguiremos executá-los como desejamos. Deus tem seus planos para nós e iremos seguir o que já está de certa forma definido. É o que se chama destino.

Deus considera nossos planos e nos ajuda a realizar aqueles que são segundo a sua vontade. Quando vivemos buscando a Deus será mais comum que nossos planos comecem a se alinhar com os de Deus. Mesmo assim não conseguiremos isto em todo tempo.

Ao fazermos planos podemos estabelecer metas, prioridades, rotinas, cronogramas e pedir ao Senhor sabedoria para atingir tudo isto. Mas lembremos que nosso propósito sempre será glorificar a Deus com as nossas vidas.

Quais são as metas que apresentaremos diante de Deus? São agradáveis ao Senhor? Estamos prontos para não sermos ajudados a atingí-las? E se nenhuma delas conseguirmos alcançar? Nossa frustração nos levará mais para perto ou longe de Deus?

Cristo é o plano de Deus para a salvação de todos nós. Se nossos planos não envolvem Cristo então estamos planejando de maneira errada. Se Cristo faz parte do plano, então ele manda nos resultados. Estejamos felizes por participarmos da obra de Deus, pois nem todos terão esta oportunidade.

Que perseveremos em construir planos para a glória de Deus e nos deleitemos com cada resultado alcançado. Não nos entristeçamos se não der certo. Basta entregarmos para Deus e continuarmos a jornada. Deus está conduzindo nossas vidas por caminhos que nem sempre entendemos, mas no final serão melhores que os nossos. A última palavra sempre é do Senhor!

#3_320 Não confie no que é transitório!

Uns confiam em carros, outros, em cavalos; nós, porém, nos gloriaremos em o nome do Senhor, nosso Deus.
Salmos 20:7 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/psa.20.7.ARA

Por que confiamos no transitório? Por que confiamos no que não tem como nos dar garantia de resultados? Confiança depende de termos certeza, de esperarmos que aconteça conforme nossas expectativas. Mas, não basta nossa esperança, pois nosso julgamento é baseado no que vemos e experimentamos, ou no que outros propagandeiam a nós.

Só há um que pode garantir que sua palavra será cumprida e este é Deus! Nada foge ao seu controle, visão, conhecimento e poder. Tudo está sob seu cuidado e nada lhe escapa ao acaso. Como confiar em pessoas que estão aprendendo com a vida? Hoje é e amanhã já não é mais, enganei-me sob tal assunto…

Mas, Deus não age assim. Tudo sabe, conhece e determina. Nosso arbítrio não é livre porque não conhecemos todas as opções para podermos decidir pela melhor. Assim, decidimos com parcialidade. O Senhor tudo conhece e define para o bem das nossas vidas.

Portanto, na hora de confiar não devemos fazê-lo baseando-nos no que sabemos sobre a situação, mas a partir do que Deus declara em sua palavra a respeito de nossas vidas. Quando confiamos nEle então todas as coisas cooperam para o nosso bem, até aquelas que não esperávamos e nos parecem desvantagem. Desistiríamos se olhássemos para as circunstâncias. Mas, se Deus manda continuar, confiaremos no que não temos, ou no que temos, ou confiaremos no Senhor?

Isto é ser provado na fé, quando a nossa confiança sai do que temos ou não temos e recai naquEle que tudo pode! Que sejamos mais fervorosos e confiemos em Deus! Ele nos enviou Jesus Cristo para que vivêssemos no caminho certo, na trilha dos que são justificados e santificados porque confiam em Deus. Aqueles que confiam em si mesmos permanecem nos caminhos do inferno, a começar pelos desgostos que viverá nesta terra.

#3_309 Busquemos viver em comunhão!

Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração.
Colossenses 3:16 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/col.3.16.ARA

Esta instrução dada por Paulo é atingida em uma comunidade Cristã. Sozinhos seríamos todos capazes de aprender, cantar, tocar, louvar e nos mantermos com a fé em alta diante das dificuldades? Como nos aconselharmos mutuamente sozinhos? Paulo, evidentemente, expôs a necessidade de caminharmos juntos.

Também, mostrou como esta unidade pode se beneficiar da multidão de dons. Cada pessoa trará uma face da graça de Deus através de suas ações para com o grupo. E se é um grupo Cristão estaremos entre a busca do benefício geral e a transformação individual na caminhada da santificação.

Somos pecadores em constante trabalho interior para mudarmos de conduta, pensamentos e nossa própria natureza. Não fazemos isto totalmente de uma hora para outra. Por isso precisamos uns dos outros para nos ajudarmos na caminhada. Não há igreja perfeita porque sempre estamos aprendendo a negar o pecado que ainda existe em cada um de nós.

Precisaremos perseverar na comunhão, nas reuniões de aprendizado do evangelho, nas orações individuais e comunitárias, além de prestarmos em grupo nosso culto ao Senhor. Em cada atividade estaremos nos ajustando à vida Cristã e à cidadania celestial. No céu não ficaremos inertes, mas trabalharemos em conjunto para continuarmos a viver o reino de Deus!

Nosso desejo de estarmos vivendo estas palavras precisa dominar o medo dos fracassos que podemos ter vivido anteriormente. Deus constituiu sim igrejas na face da terra capazes de ter seu amor e fazer a sua vontade. E isto depende de cada um que foi chamado pelo Senhor.

Confiemos no evangelho, confiemos na sabedoria de Deus e busquemos viver estas palavras. A partir de nosso conhecimento das escrituras poderemos enxergar os desvios e acertos, o amor e a vaidade. No louvor a Deus cresceremos em fé e alegria, superando as dificuldades do mundo. Os portões do inferno não prevalecerão contra a igreja (Mateus 16:18).

#3_304 Nem todo amor é de Deus!

Ora, além da filha de Faraó, amou Salomão muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e heteias, mulheres das nações de que havia o Senhor dito aos filhos de Israel: Não caseis com elas, nem casem elas convosco, pois vos perverteriam o coração, para seguirdes os seus deuses. A estas se apegou Salomão pelo amor.
1Reis 11:1‭-‬2 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/1ki.11.1-2.ARA

Erra quem acha que todo amor é de Deus. Salomão amou quem não deveria. Não era um amor puramente sexual, mas um que lhe levou a deixar a lei de Deus para atender os anseios de suas mulheres. Quando fazemos assim, deixando de obedecermos a Deus para irmos atrás dos desejos das pessoas, até amando-as, estamos pecando!

Adultério e outras relações sexuais ilícitas, idolatria para com pessoas da família ou do trabalho, tudo isto é transgressão e apartar-se de Deus. Precisamos enxergar antes que seja tarde demais. Tais situações prejudicam a vida daquele que havia decidido seguir ao Senhor, mas desviou-se do caminho da verdade.

O evangelho nos dá saída quando nos traz o juízo na luz da verdade de Cristo. O Espírito Santo nos manifesta nossos pecados e nos revela o arrependimento e o perdão em Jesus. Sem isto, nem o homem mais sábio do mundo pode subsistir à própria natureza de pecado que há em nós!

Graças a Deus que nos trouxe a salvação e trabalha a nosso favor. No entanto, cabe a cada um de nós buscar permanecer no caminho da santificação. Deus é bom e misericordioso, mas também é justiça e juízo. Não permanecerão em Sua presença os que se mantém na iniquidade.

Busquemos a Jesus a todo o tempo, amando-o em primeiro lugar. Este amor sim é de Deus e nos fará amar o nosso próximo da maneira certa. Cuidemos de como e quem amamos, pois há o amor da amizade, da filiação, o sexual e aquele que é para com o nosso Deus e o próximo. Cada tipo de amor deve ser canalizado da maneira certa e para as pessoas certas. Em Cristo entenderemos as diferenças e faremos da maneira certa!

#3_277 Confessemos nossos pecados a Cristo!

Porque da janela da minha casa, olhando pela grade, vi entre os ingênuos, e descobri entre os jovens um que não tinha juízo.
Provérbios 7:6‭-‬7 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.7.6-7.NAA

Sempre alguém estará nos observando. Principalmente Deus! Nada passa despercebido neste mundo e certas atitudes nossas nos trarão malefícios inimagináveis. Esta passagem bíblica se refere à mulher adúltera caçando um jovem desavisado, mas poderia ser a respeito de corrupção no meio empresarial ou governamental. Serve-nos em muitos contextos.

Muitas vezes podemos cair em ciladas sem estarmos conscientes de sermos observados. Mas, se pudermos lembrar e nos preocupar se isto agrada ou não a Deus nos servirá de regra para tudo o que fizermos na vida. Falta apenas conhecer os mandamentos do Senhor e não erraremos se os obedecermos.

Agora, qual o nosso papel quando vemos alguém cair em ciladas? Podemos interferir na vida alheia? Devemos ou não fazê-lo? A Bíblia nos evidencia que dentro da igreja somos como irmãos e temos obrigação em livrar nossos familiares da fé de todo erro. Para com os de fora da fé irá depender de quão sábios são. Aqueles que estão tentando viver sabiamente nos ouvirão, enquanto os que riem-se do evangelho não.

O que fazer? Só conseguimos ajudar quando entendemos que, em qualquer dituação, mostrar Cristo é a solução. Quando o incauto cair na cilada que não quis confiar no conselho se lembrará que Cristo tem saída. É quando enxergamos nossos pecados e situação em que estamos que entendemos a necessidade de um salvador.

Busquemos o Senhor Jesus em todo tempo. Melhor quando estamos a nos encher de sua sabedoria nas escrituras, mas importa recebermos misericórdia e graça nos dias em que falharmos em obedecer seus ensinos. Que possamos hoje nos arrepender de nossos erros e procurar a Cristo. Ele viu tudo de errado que fizemos e perdoa os pecados do arrependido que o busca e o encontra. Pecado não perdoado é o pecado não confessado!

#3_269 A sabedoria vem de Deus!

Chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga, e muitos, ouvindo-o, se maravilhavam, dizendo: — De onde lhe vem tudo isso? Que sabedoria é esta que lhe foi dada? E como se fazem tais maravilhas por suas mãos?
Marcos 6:2 NAA
https://bible.com/bible/1840/mrk.6.2.NAA

Como uma criança pode nos dar lições de vida? Como uma pessoa sem muito conhecimento entende as grandezas de Deus? Temos repetido insistentemente para não confundirmos conhecimento com sabedoria. Também não podemos ignorar que aprendemos através de experiências compartilhadas.

Deus se manifesta em nossas vidas e em sua soberania nos capacita. Nos enganaremos achando que uma pessoa humilde que não possui sucesso, financeiramente falando, não teria condições de nos dar palavras de sabedoria. Muitos acreditam que dinheiro corrompe o coração e preferem viver uma vida mais simples, pois sustentar grandes estruturas nos tira tempo e saúde.

Já outros usam estas estruturas para melhorar a vida de muitos desgastando-se para ajudar o próximo. É uma questão de propósito e dom, chamados diferentes segundo a vontade de Deus! Importa entendermos que o importante é estarmos seguindo o caminho para o qual fomos chamados e ajudarmos segundo o que está ao nosso alcance.

A sabedoria é divina e podemos ouví-la de diversas origens se estivermos atentos. A Bíblia nos ensina a observarmos a natureza e dela tirarmos novos ensinamentos. Também nos revela que a humildade nos ajudará a obtermos sabedoria, pois aprende quem reconhece que não sabe tudo. Aliás, nossa percepção de ignorância se amplia quando vamos tendo contato com novos entendimentos. “Os sábios sabem que não sabem”, enquanto “os ignorantes ignoram que não sabem”!

Cristo conhece todas as coisas e nos convida a sermos sábios pelo Espírito Santo. A sabedoria espiritual só pode ser alcançada no Espírito e nos enganaremos em buscá-la nos livros e na própria Escritura se não formos guiados pelo Senhor. Ficaremos maravilhados com as descobertas individuais enquanto o Espírito trata conosco e ainda mais quando percebermos que a igreja está sendo conduzida em conjunto pelo mesmo caminho.

Sinais e maravilhas são experiências a serem vividas por interesse do Senhor, para que as manifestações produzam em nós temor e confiança. Jesus compartilha conosco sua autoridade e espera que a usemos com a mesma sabedoria. O sábio a usará para abençoar vidas, enquanto o ignorante irá usar em proveito próprio.

Que Deus seja glorificado enquanto nos tornamos sábios espiritualmente. Sejamos gratos pelos dons e sabedoria depositados em nós através do Espirito Santo.

#3_268 Os sinais dos tempos são discernidos pelo espírito!

Mas Jesus respondeu: — Chegada a tarde, vocês dizem: “Teremos tempo bom, porque o céu está avermelhado.” E, pela manhã, vocês dizem: “Hoje teremos tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio.” Na verdade, vocês sabem interpretar a aparência do céu. Então como não são capazes de interpretar os sinais dos tempos?
Mateus 16:2‭-‬3 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.16.2-3.NAA

Conhecimento do mundo não representa capacidade de enxergar o espiritual. Quanto mais conhecemos sobre os fenômenos naturais mais caímos na arrogância de acharmos que o mundo espiritual segue as mesmas leis que regem o físico.

Aqui só os fortes deveriam sobreviver, como acontece no reino animal onde os fracos são abandonados ou comidos para não perpetuar a fraqueza na espécie. No entanto, no Reino de Deus os fracos devem ser protegidos e cuidados para se tornarem fortes (Romanos 14 e 15).

No mundo espera-se que o mal recebido posso ser pago com vingança, a partir de quem foi ofendido. Cristo nos chama para darmos a outra face, pagar o mal com o bem, amarmos nosso inimigo, dar-lhe um banquete! Não é a toa que o evangelho é loucura para o mundo.

Se olharmos com os olhos naturais teremos muita dificuldade até mesmo de entender porque um mal nos sobrevém enquanto estamos em obediência e santidade diante de Deus. Nossa ignorância em termos espirituais é enorme e precisamos buscar a sabedoria que vem do alto, senão não suportaremos nem o dia mal.

O mundo murmura enquanto sofre. No Espírito Santo estaremos agradecendo pelo bem ou mal pelos quais já passamos. Estaremos olhando para o resultado da obra de Cristo em nós e não nas circunstâncias. Não é fácil, certamente, mas é possível com o Senhor. Discernimento do mundo espiritual só é possível através de uma vida espiritual.

Mudemos nossa forma racional de vivermos neste mundo. Paulo nos ensina no capítulo 12 de Romanos que apenas pelo enxergar do espírito viveremos em sacrifício santo e agradável a Deus, o que se tornará o nosso culto (logikos). Não deveremos nos amoldar a este mundo e nossa mente e espírito serão expandidos espiritualmente.

Olhemos e busquemos as coisas do alto e coloquemos nelas o nosso coração. Assim estaremos em condição de entendermos os sinais dos tempos já preparados por nosso Senhor que é bom e misericordioso! Tudo está preparado e os sinais estão presentes. Será que os estamos enxergando? Estamos preparados? Maranata ora vem Senhor Jesus!

#3_264 A misericórdia de Cristo é a chave para a edificação!

A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata a derruba com as próprias mãos.
Provérbios 14:1 NAA
https://bible.com/bible/1840/pro.14.1.NAA

Mulheres tendem a não serem misericordiosas. Levam para o lado pessoal e dificilmente separam amizades de negócios. Isto também ocorre quando não obtém concordância naquilo que desejam realizar, adotando uma postura de quem é indesejada porque não foi atendida em seu anseio. Homens também podem assumir esta postura, mas são mais comuns entre as mulheres.

Outras situações podem lhe colocar em altos cargos e o mesmo acontecerá. Se alguém for contra a sua vontade possivelmente será descartado(a) sem misericórdia. O problema é que nos relacionamentos nem sempre obteremos concordância e a nossa capacidade em separarmos o interesse pessoal da pessoa com quem nos relacionamos fará toda a diferença depois de cada negociação.

Se eu for bater em meus filhos toda vez que me desobedeceram se tornarão carrascos ou medrosos na vida. Será que todas as ordens que eu lhes dou está correta? Estão sendo rebeldes sem causa? Ou estou sendo intransigente? Só a minha vontade deve prevalecer?

Se o cônjuge não concorda com nada do que eu desejo fazer não adianta dar um passo a mais sozinhos. Casa dividida não prospera. Se não alinharmos as vontades não teremos paz, apenas discussões. Quando o respeito terminar o que restará do relacionamento?

Se o cônjuge não é pessoa decente, tornou-se agora ou já era assim? Casou-se por que? Foi rebelde contra a familia não ouvindo os conselhos e agora quer forçar a mudança no cônjuge? E nos negócios? Acreditou que poderia contornar e fazer diferente com aqueles que já haviam definido seus pontos de vista? Por que cobra deles uma mudança?

Seja em casa ou nos negócios, se não separarmos os relacionamentos das questões dificilmente sobreviveremos às discussões. Não seremos capazes de negociar da próxima vez e certamente ficará inviável prosseguir juntos.

O destruir a casa com as próprias mãos começa quando não aceitamos ter nossa posição questionada. Se não buscar o equilíbrio antes de discutir e se a outra parte de antemão já mostrou a mesma disposição, então seria melhor não ter começado juntos.

Casamentos e sociedades exigem comprometimento, alianças, e estas são baseadas na vontade comum de irem até o fim de seus contratos. O casamento é para toda a vida, segundo a vontade de Deus! O que semearmos hoje colheremos amanhã. Os misericordiosos colherão misericórdia. Se não perdoar hoje como poderei exigir perdão amanhã? Ninguém está livre do pecado.

Para edificar será necessário ceder. Na concordância iremos mais longe, ainda que mais demorado. Não tenhamos pressa. Importa atingir a comunhão para podermos começar a desenvolver as atividades. Não acredite que é possível trocar a roda com o carro andando. O acidente virá e poderá ser fatal.

Busquemos em Cristo a saída. Ele traz a concordância, nele está a sabedoria, a misericórdia e o perdão que precisamos para nos curar e dar ao próximo. Quando entendo que preciso mais que os outros de misericórdia passo a ser misericordioso. Esta é a chave para relacionamentos e negócios duradouros.

#3_236 Não tememos o mal!

Ouve, Senhor, a minha oração, escuta-me quando grito por socorro. Não fiques insensível às minhas lágrimas, porque sou forasteiro diante de ti, peregrino como todos os meus pais o foram. Desvia de mim o olhar, para que eu tome alento, antes que eu passe e deixe de existir.
Salmos 39:12‭-‬13 NAA
https://bible.com/bible/1840/psa.39.12-13.NAA

Nosso tempo aqui é curto e temos apenas algumas oportunidades de alegrarmos o coração de Deus. Em tempos difíceis fazemos mediante a fé e também é assim na facilidade, pois não nos esquecemos de quem nos deu.

Na vaidade da humanidade ocorrem muitas situações de conflito e podemos nos calar ou nos posicionar contra os que desejam e realizam o mal. Quem se levanta será perseguido e quem se cala ficará pressionado. Um pode ser morto imediatamente o outro o será aos poucos.

Na confiança em Deus tanto um como o outro só morrerá aqui, pois na eternidade não há morte. Resistência ao mal é uma característica do Cristão. Não nos curvamos diante da injustiça e nem podemos nos calar. Se o fizermos estaremos pecando por omissão.

Há tempo de falar e tempo de calar. Tudo vai depender da sabedoria que vem do alto. O Senhor nos ensinou que a respeito da nossa fé iríamos até às autoridades e lá o Espírito Santo nos ensinaria o que dizer. Nossos heróis da fé foram presos e soltos e outros martirizado, mas nenhum negou a fé ou se calou por causa dela.

Nosso silêncio só abre espaço para que o mal propagandeie o mal. E isso é o que esperamos que o mal faça. Agora se somos pessoas de bem como entregaremos o fruto do trabalho de tantos nas mãos do mal? Faça isto hoje e amanhã não teremos o que comer. O mal é devorador e não semeador. Come do que outros produziram e ainda fala mal do produtor.

O mal só se interessa na maldade e se finge de bem, mas o fim dele será terrível, bem como o daqueles que se aliam e concordam com a maldade. Concorde com o aborto, com a injustiça, com a maledicência, corrupção, imoralidade sexual e prepare-se para o inferno, a começar aqui na terra.

Deus é amor, mas também é fogo consumidor e a igreja irá prevalecer sobre as portas do inferno porque é poderosa em Cristo! Não temas, Cristão, nossos dias aqui são poucos e temos a oportunidade de combater o mal a cada dia, para a glória de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo!

#3_208 Das riquezas

E eu vos recomendo: das riquezas de origem iníqua fazei amigos; para que, quando aquelas vos faltarem, esses amigos vos recebam nos tabernáculos eternos.
Lucas 16:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.16.9.ARA

Como usamos as riquezas adquiridas neste mundo? Geralmente para benefício próprio. Jesus descreve uma situação onde um administrador usou o dinheiro do seu senhor para construir uma condição vantajosa para si e para aqueles com os quais se relaciona.

Mostrou como as pessoas que estão vivendo para este mundo conseguem tirar vantagem das circunstâncias para construírem um bem estar para si. Comparou com os que desejam viver para Deus e declarou que estes nem sempre conseguem desenvolver a mesma estratégia do ganho comum a partir dos recursos do mundo.

Uma distorção destas palavras de Cristo tem sido a teoria da prosperidade, onde Cristãos teriam o poder de serem ricos e usufruírem hoje das bençãos de Deus como padrão. Jesus aponta o foco das riquezas do crente como o serviço ao próximo e não para si mesmo. Portanto, podemos possuir recursos deste mundo em abundância, mas não devemos retê-los vendo os irmãos sofrendo à nossa volta.

Fazer amigos para as moradas eternas é compartilhar do que temos para mostrar a graça de Deus. Quando damos algo para alguém que não mereceu recebê-lo estamos demonstrando o amor de Deus que enviou Jesus para salvar pecadores que não mereciam perdão. Enviou porque tem misericórdia de nós e devemos ser a imagem e semelhança de Deus em todos os seus aspectos.

Já mencionamos a questão da generosidade, mas queremos enfocar a estratégia de usar os recursos do mundo para crescimento do Reino de Deus. É uma questão de investimento no mundo vindouro:

Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
Mateus 6:19‭-‬21 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.6.19-21.ARA

A sabedoria é usarmos os recursos para a glória de Deus. Será graça, misericórdia, generosidade, prosperidade e mordomia. Lembrando que tudo o que temos vem de Deus estaremos multiplicando os rendimentos divinos a 30, 60 ou 100 por 1!

Que possamos ter estratégia e não a vaidade a respeito dos recursos do mundo. Na sabedoria encheremis o Reino dos Céus e seremos abençoadores e abençoados desde agora. Esta é a verdadeira prosperidade bíblica, quando os recursos que temos transformam para melhor onde habitamos com o Senhor!