A quem estamos servindo ou nos submetendo?

Achava-se na sinagoga um homem possesso de um espírito de demônio imundo, e bradou em alta voz: Ah! Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus! Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai deste homem. O demônio, depois de o ter lançado por terra no meio de todos, saiu dele sem lhe fazer mal. Todos ficaram grandemente admirados e comentavam entre si, dizendo: Que palavra é esta, pois, com autoridade e poder, ordena aos espíritos imundos, e eles saem? E a sua fama corria por todos os lugares da circunvizinhança.
Lucas 4:33‭-‬37 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.4.33-37.ARA

O cativeiro espiritual ocorre de maneira mais profunda quando demônios passam a habitar no corpo das pessoas. Começa por um pecado e acaba pela impotência em impedir que um ser espiritual invada o corpo. É terrível e comparado a uma batalha espiritual.

Nosso corpo deveria ser ocupado espiritualmente apenas por nosso espírito em estado de comunhão com Deus. Depois da queda de Adão e Eva houve a ruptura desta comunicação e o homem passou a estar suscetível a ser visitado por espíritos demoníacos. Se formos ver em Adão, a visita poderia ter sido repelida, mas foi recebida e aceita. A serpente sugeriu e eles aceitaram a sugestão, mesmo sabendo que estavam errados.

Demônios desejam destruir os homens, seja por desígnios ou inveja da condição humana. A verdade é que pretendem destruir a nossa carne para se gabarem entre si. Não são seres que se interessam pelo nosso bem estar, mas apenas em usufruir dos sentidos humanos que lhes são negados por constituição.

Anjos de Deus não tomam os nossos corpos, apenas demônios o fazem. O Espírito Santo pode nos tomar como fez com Sansão, mas será para exaltar nossos dons em proveito do reino, não para nossa destruição como homens e mulheres. Grande diferença há nestas condições de possessão espiritual e não devemos ser incautos e ignorantes sob como se assemelham.

Importa-nos não darmos guarida aos demônios e isto ocorre ao nos santificarmos para Deus. Significa não darmos alimento para o pecado que os mantém. Ao nos submetermos ao senhorio de Deus já estamos nos santificando e criando as barreiras espirituais contra estes espíritos imundos:

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração. Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.
Tiago 4:7‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/jas.4.7-10.ARA

Nossa humildade começa em reconhecermos Deus em nossas vidas, em sabermos como somos dependentes dele para vivermos bem e em comunhão com Ele! Na presença de Deus o mal não prospera. É com Cristo que estaremos na direção de Deus! Por isso o diabo não teve forças contra ele e não tem contra nós se estivermos nele! Com Jesus Cristo os demônios correm e somos libertos, curados e fortalecidos em Deus.

Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.
Mateus 12:30 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.12.30.ARA

Precisamos escolher se ainda desejamos ficar a mercê das entidades demoníacas ou se livres em Cristo para servirmos a Deus. Ou servimos ao Senhor ou aos demônios. Neste momento, ou estamos a serviço de Deus ou a serviço do diabo…

Ano 2#253

Cadeias espirituais não permanecem onde Jesus está!

Quando, de longe, viu Jesus, correu e o adorou, exclamando com alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Conjuro-te por Deus que não me atormentes! Porque Jesus lhe dissera: Espírito imundo, sai desse homem!
‭‭Marcos‬ ‭5:6-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.5.6-8.ara

Demônio é assim. Atormenta mas não quer ser atormentado. Ainda pior, faz todo o tipo de mal para as pessoas e com as pessoas, enquanto o simples fato de não ter a quem atormentar significa seu próprio tormento.

Você conhece pessoas assim, que não conseguem ficar sem atormentar outras pessoas, senão se sentem incompletas? Estão subjugadas por demônios! Um salvo não age assim. Quem é livre de demônios não vive atormentando as pessoas a sua volta.

Viver em Cristo é ter paz de espírito, é ter liberdade e sentir a felicidade nas pequenas coisas. Filhos de Deus não se alegram na adversidade alheia, mas pelo contrário. Não “infernizam” os outros com suas atitudes, desejos e manias. Não estão presos e a ninguém prendem.

Viver com Cristo nos dá a capacidade de enxergarmos a beleza a nossa volta, ainda que seja pequena, pois não nos atinaremos no que estamos vendo apenas neste momento, mas para onde as coisas caminham quando conduzidas por Deus.

Os demônios se dobram diante de Cristo e nada pode impedir o poder de libertação que há no nome dele, a não ser a falta de fé. Falar sem ter fé é recitar um poema sem senti-lo. É como fazer um convite de casamento sem amor, é como estar em uma praia olhando para o lixo que jogaram, não ter entendimento do valor do que está à nossa frente!

Demônios não permanecem onde Cristo está presente. Se a Igreja está em Cristo, então demônios serão destituídos de suas moradias nas pessoas. Sem Cristo, permanecerão como fortalezas.

Qual a nossa postura diante destes seres terríveis? Medo? Se houver medo é porque não andamos com Jesus. Busquemos o Senhor e o conheçamos.

Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;
‭‭Marcos‬ ‭16:17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.16.17.ara

Não devemos temer coisa alguma, a não ser vivermos separados de Cristo. Assim como uma criança tem medo de ficar sozinha quando vê sua mãe se afastando, assim devemos nos sentir ao percebermos nos afastar de Cristo!

Cadeias espirituais existem e podemos estar em situações semelhantes. Busquemos a Cristo e a sua Igreja. Há libertação no poder de Jesus Cristo, o Filho de Deus!