#3_206 Dos espíritos malignos

Também os espíritos imundos, quando o viam, prostravam-se diante dele e exclamavam: Tu és o Filho de Deus! Mas Jesus lhes advertia severamente que o não expusessem à publicidade.
Marcos 3:11‭-‬12 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.3.11-12.ARA

A Bíblia não descreve espíritos de mortos convivendo no mesmo corpo que os espíritos dos vivos. Mas, expõe como o Espírito Santo pode fazê-lo bem como os espíritos imundos também. E estes, ao verem Jesus Cristo se prostravam diante dele. São os chamados demônios.

Os espíritos dos mortos, pela descrição bíblica, até podem ser acessados como ocorreu em 1 Samuel 28. No entanto Deus condena o falar com os mortos. Assim, Jesus não estava se referindo a espíritos de pecadores já mortos, mas de anjos do mal incorporados naquelas pessoas.

Demônios conseguem entrar nas pessoas porque estas estão propensas pelo pecado. Jesus veio para libertar os que também estão cativos por demônios, pois estes espíritos imundos tomam conta da vida das pessoas e lhes dominam. Maria Madalena chegou a conviver com sete em seu corpo, enquanto o endemoniado Gadareno com uma legião.

Em Cristo somos libertos. Ao nos tornarmos novas criaturas recebemos poder de não pecarmos mais. Esta é uma ação do Espírito Santo que passa a coabitar com o nosso espírito. Onde o Espírito Santo habita não há espaço para os espíritos imundos.

Assim, que busquemos ser a habitação do Espírito Santo e não de demônios. Que alcancemos a plena liberdade nos oferecida em Cristo para não pecarmos mais contra Deus. Os demônios podem estar por aí, mas quem anda no Espírito Santo não tem de se preocupar, pois já está sendo santificado.

Quem está sofrendo influência de demônios deve cuidar de pedir libertação em Cristo. Só nele temos a verdadeira liberdade, pois ele é Senhor e todos os espíritos se prostram diante de sua majestade!