#3_272 Sejamos “úteis”!

Eu queria conservá-lo comigo, para que ele me servisse em seu lugar nas algemas que carrego por causa do evangelho. Mas não quis fazer nada sem o seu consentimento, para que a sua bondade não venha a ser como que uma obrigação, mas algo que é feito de livre vontade.
Filemom 1:13‭-‬14 NAA
https://bible.com/bible/1840/phm.1.13-14.NAA

No evangelho não deve haver atos por obrigação, mas porque amamos ou enxergamos a demanda como parte das nossas tarefas a serem realizadas. Por que fazemos algo para alguém? Por que doamos nosso tempo ou recursos financeiros? Por que abrimos mão de uma mudança de trabalho ou de uma promoção?

Nada destas coisas deve ser feito por obrigação, mas de coração. Algumas vezes tenderemos a obedecer porque sabemos que a palavra nas escrituras nos diz para fazermos mas, sem o pleno entendimento, cedo ou tarde jogaremos na cara de alguém que o fizemos por culpa ou obrigação.

Paulo envia o escravo de um amigo de volta a ele sem que usufruísse deste escravo para que seu amigo pudesse lhe dar a alforria. Não o obrigou a nada, mas mostrou que seria o certo a fazer neste caso. Muitas vezes seremos confrontados pelo evangelho a fazermos o que não queremos. Como iremos reagir? A obediência cega não é vantajosa em muitas das vezes, embora seja necessária em alguns casos. Nem sempre entendemos a tempo de decidirmos.

A grande questão é conhecermos os preceitos de Deus e o seguirmos. Com o tempo iremos reduzir nossas dúvidas e estaremos caminhando nos passos de Cristo. Quando tivermos dúvidas oremos e consultemos os seus ensinos. O evangelho é vida e nos trará paz, ainda que tenhamos de fazer muito do que não gostamos à princípio. Na caminhada deixaremos para traz o egoísmo, a vaidade e tantas outras coisas que nos impedem de fazermos o bem a quem precisa.

O que estiver ao nosso alcance para benefício do reino deve ser feito. Podemos contender com Deus, mas ele sempre tem razão. A sabedoria divina nos transforma e nos desafia. Hoje somos os Onésimos, úteis ao propósito de Deus, aqueles a quem o Senhor delegou seus recursos para ampliarmos seu reino espiritual. Que seja isto o nosso norte nas nossas decisões e não a obrigação em fazê-lo.

Seremos realmente bondosos quando isto for parte de nós, o querer fazer o bem. Cristo nos chama para isto e ele nos capacita pelo Espírito a chegarmos lá. É um dom, um fruto, é divino!

Nossa língua precisa ser dominada!

Ora, a língua é um fogo; é um mundo de maldade. A língua está situada entre os membros do nosso corpo e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também ela mesma é posta em chamas pelo inferno. Pois toda espécie de animais, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano, mas a língua ninguém é capaz de domar; é mal incontido, cheio de veneno mortal. Com ela, bendizemos o Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos as pessoas, criadas à semelhança de Deus. De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, isso não deveria ser assim.
Tiago 3:6‭-‬10 NAA
https://bible.com/bible/1840/jas.3.6-10.NAA

Engana-se quem acha que o que falamos não tem importância. Mas no reino celestial tem, e muita! Nossas palavras geram benção e maldição, ajudam e atrapalham dependendo do que e como as empregamos. Muitos acreditam que o falar a verdade é suficiente, mas se usamos a verdade para machucar, não fizemos o bem.

Mentiras serão sempre um problema, pois gerarão falsas informações que representam a atividade de Satanás neste mundo. Ora, se ele é o pai da mentira, quem mente se torna seu filho. Fofoqueiros são terríveis ao espalharem assuntos que geram mal estar entre as pessoas, ainda mais porque destróem relacionamentos.

Domar a língua é, portanto, procurar evitar gerar situações ruins para as pessoas e buscar edificar a sociedade. Saber falar a coisa certa, na hora certa, com o propósito de abençoar é, então, um dom! Jesus nos mostrou este dom em todo o evangelho. Foi duro com quem precisava ouvir e manso com o necessitado.

Lembrando que todos somos pecadores em maior ou menor escala, apontar o erro dos outros é fácil, difícil é saber fazê-lo sem ofender ou nos colocar em posição superior. Por isso devemos nos analisar primeiro, pois reconheceremos em nós que também temos pecado e não seremos intransigentes e nem arrogantes no falar.

Importa sermos sinceros da maneira certa e esta sabedoria vem de Deus. Busquemos nEle esta graça e saibamos o momento de abrir e fechar nossos lábios. O silêncio também fala quando olhamos com amor!

Mas Pedro insistiu: — Homem, não sei do que você está falando. E logo, enquanto Pedro ainda falava, o galo cantou. Então, o Senhor voltou-se e fixou os olhos em Pedro. E Pedro se lembrou da palavra do Senhor, como lhe tinha dito: “Hoje, antes que o galo cante, você me negará três vezes.” E Pedro, saindo dali, chorou amargamente.
Lucas 22:60‭-‬62 NAA
https://bible.com/bible/1840/luk.22.60-62.NAA

Ano 2#333

Hospedar é um dom e devemos compreende-lo!

Depois de ser batizada, ela e toda a sua casa, nos rogou, dizendo: Se julgais que eu sou fiel ao Senhor, entrai em minha casa e aí ficai. E nos constrangeu a isso.
‭‭Atos‬ ‭16:15‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.16.15.ARA

Lídia recebeu e atendeu ao chamado do evangelho, trazendo também a sua casa para ouvir e concordar com o caminho do Senhor. Ela e toda a sua casa desejaram hospedar os servos de Deus que pregaram o evangelho. Hospedar também é um dom e se resume a abrir as portas de nossas casas e servirmos a quem necessita de pousada e alimento por um período.

Certo dia, passou Eliseu por Suném, onde se achava uma mulher rica, a qual o constrangeu a comer pão. Daí, todas as vezes que passava por lá, entrava para comer.”
‭‭2Reis‬ ‭4:8‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2ki.4.8.ARA

O hospedeiro é quem arca com as despesas e sua maior preocupação é o bem estar dos hóspedes, em terem suas necessidades atendidas. Ou seja, é desejar servir a quem precisa naquele momento, sem receber algo em troca como é feito em hotéis e hospedarias em geral.

O que leva alguém a hospedar muitas vezes a desconhecidos ou pessoas recentemente conhecidas de quem não temos tanto histórico? A voz de Deus no coração dela e de sua família, que não deixa dúvidas de que é o que deve ser feito. Sem esta convicção estaremos abrindo as portas mas tratando com receio e restrições.

Ainda, percebamos que há tantas maldades sendo praticadas entre quatro paredes que entrar na casa de alguém desconhecido nunca foi também uma garantia de ser bem recebido. Para entrarmos e permanecermos há que se ter segurança de que não estamos em risco ao fecharmos nossos olhos. Lídia reconhece e lhes roga para que consultem seu entendimento de que ela era fiel a Deus para que pudessem ficar em sua casa com a consciência tranquila.

Hospedar é cuidar do hóspede e de suas necessidades. É abrir parte de nossa intimidade familiar para outras pessoas, tornando-lhes mais próximas de nós também. É uma oportunidade de compartilhar nossa fé e servir ao próximo em um momento em que podem estar precisando de um cuidado extra.

Precisamos reconhecer que estamos sendo hospedados pelo Espírito Santo, cuidados e tratados, servidos e alimentados, ainda que sejamos o seu templo. Não é o lugar que estabelece o serviço, mas quem serve. Somos servidos em nossas próprias vidas, quando ouvimos e recebemos o direcionamento, o consolo e o amor de Deus em nossas atividades e lutas diárias. Somos chamados a compartilhar tudo isto com o nosso próximo e faremos bem em fazê-lo quando direcionados por Deus!

Quem hoje precisa de cuidado a nossa volta? Quem o Senhor nos aponta a servirmos? Estejamos de coração aberto e espírito disposto a ajudar e servir. Somos instrumentos da graça de Deus e podemos ajudar de muitas formas. Ser hospedeiro é uma delas e uma das mais difíceis pois nos expomos em nossas casas e, por isso, o faremos somente com a certeza de que Deus mandou e estamos sendo fiéis ao chamado.

Que o Senhor abençoe àqueles que generosamente abrem suas casas para hospedar a quem precisa e os serve de todo coração! Grande recompensa os aguarda nos céus e algumas já serão experimentadas aqui mesmo!

Concebeu a mulher e deu à luz um filho, no tempo determinado, quando fez um ano, segundo Eliseu lhe dissera.
‭‭2Reis‬ ‭4:17‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2ki.4.17.ARA

Ano 2#195