#3_178 Refletindo a glória do Pai

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.
Marcos 16:15‭-‬16 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.16.15-16.ARA

A pregação do Evangelho é feita segundo uma vontade interior sujeita ao Espírito Santo. Filhos tem semelhança com seus pais e acabam por refletir características deles sem que nem percebam. Outras são mais perceptíveis e não são questionadas.

Assim é o testemunhar de Deus! Nossa semelhança se torna visível quando nos importa que outras vidas conheçam a verdade em Cristo. Quem se cala sabendo que a salvação vem do Senhor não se deu conta do seu chamado. Se apenas em Cristo há salvação, como deixar pessoas ignorarem sua única opção?

Pense por um minuto que você conhece onde há uma fonte inesgotável de água em meio ao deserto. Você deixaria as pessoas morrerem de sede? Se pensar como homem poderá julgar decidindo quem merece e quem não merece viver, mas não é este o papel do pregador!

Deus julgará a todos, mas quem conhece o caminho e se cala terá sido justo? O justificado por Cristo sabe que também não merecia e já não se ocupa de julgar a ninguém!

Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.]
João 8:10‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.8.10-11.ARA

Cristo sendo justo veio trazer salvação e nós devemos querer o mesmo. Apontemos para Cristo e prossigamos em caminhar nos seus passos, pois os filhos do Altíssimo devem refletir a sua glória!

Creiamos em Jesus se desejamos ressuscitar para a vida eterna!

De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.”
‭‭João‬ ‭6:40‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.40.ARA

Se quisermos a vida eterna devemos buscar a Jesus, o Cristo! Nele reside a graça e o amor do Pai. Nele há a expressão da misericórdia e da esperança, boas novas para o perdido, cansado e desenganado da vida em um mundo caótica e desesperado.

Se alguém acha que hoje as coisas estão ruins, pense em 2000 anos atrás. Havia um império tomando conta de diversas nações, forçando-as a pagar tributo, com leis marciais, sem liberdade de expressão, com guerras e pestes espalhadas por todos os cantos, sem aposentadoria, férias, garantias de apoio institucional, apenas a vontade de viver sobrepujando as dificuldades da vida e até a escravidão.

Distâncias enormes percorridas a pé, línguas diferenciadas em cada localidade, intempéries de todo tipo como ainda temos hoje, sem esperança de dias melhores ou a confiança em uma vida eterna. A certeza de que havia algum tipo de divindade que deveria ser agradada para trazer algum benefício ou não ser desagradada para não receber malefícios. Pior, dezenas de divindades diferentes a rodear sem saber em qual confiar…

Jesus Cristo veio ao mundo para apontar o caminho para o Deus único, o Pai, que definiu, criou e sustenta todo o universo, Aquele que não pode ser assistido por mãos humanas ou ensinado pela sabedoria humana. Aquele que nos criou e não deseja que nos desviemos do propósito de nossa criação, fazendo-se conhecido em todas as eras, mas agora, pelo Filho, deu-se a conhecer em profundidade!

Em Jesus Cristo temos a revelação do modelo de Adão, como deveríamos viver entre nós e com Deus! Nos servindo uns aos outros e nos relacionando com o Senhor, de podermos conversar com Ele em todo tempo. Jesus veio explicitar a graça e nos ensinar a vida com Deus e com o próximo, doando sua vida para que recebêssemos a nossa, levando sobre si nossos pecados para podermos ser justificados e encontrados limpos diante de Deus, O Santo!

Sem Jesus permaneceremos em nossos pecados e impossibilitados de viver com o Senhor. Através de Cristo somos habilitados e reconciliados com o Pai! Com Jesus ressuscitaremos, mas sem ele pereceremos. Ele é o único caminho, pois nenhum outro nos torna dignos de estarmos na presença do Senhor. Não há o que façamos que nos torne aptos a vermos a face de Deus senão o próprio Deus tirando de nós a nossa iniquidade. Quem tentar se auto-justificar falhará, quem for justificado por Cristo por ele ressurgirá para toda a eternidade!

Se desejamos ressuscitar para a eternidade com o Pai, creiamos no Filho. Ele tomou a chave da morte e do inferno e levou consigo o cativeiro e destruirá todos os inimigos de nossas vidas, inclusive a morte. Então veremos a glória e viveremos com o Senhor! Lindo será se confiarmos nesta palavra!

Ano 2#226

Seguimos doutrinas que nos levam a Cristo?

Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé;
‭‭1Coríntios‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.15.12-14.ARA

Doutrinas fazem diferença e criam-se denominações e linhas teológicas tão díspares que muitos não se enxergam irmãos em Cristo por entenderem o sacrifício de Jesus de maneiras tão diferentes. Não só o sacrifício, mas a ressurreição, a graça, predestinação, o reino milenar de Cristo e tantas outras questões que têm gerado inúmeras complicações na hora de nos reunirmos como igreja. Ao mesmo tempo, quando não há concordância, como caminhar juntos?

Se não há ressurreição de mortos, então não há vida após a morte e não faz sentido falarmos de céu e inferno, salvação e santificação, sendo o sacrifício de Cristo desnecessário. Por isso Paulo declara que se isto fosse verdade, então não faria sentido pregar o evangelho, e viver pelo evangelho não traria vantagem alguma neste mundo. Ora, então se há ressurreição de mortos, a salvação faz todo sentido se nos enxergarmos pecadores afastados de Deus. E por aí vai a questão da doutrina!

Doutrinas são conjuntos de procedimentos para vivermos sob um determinado comportamento estabelecido por um conjunto de pessoas. Por isso igrejas usam doutrinas para estabelecerem seu comportamento geral e sem um corpo doutrinário fica difícil haver concordância entre os membros na hora de agirem como um corpo. Ao mesmo tempo, há assuntos que mais dividem do que ajuntam as pessoas, sendo necessário mergulharmos um pouco mais no conhecimento de Cristo para que haja alguma edificação na sua discussão.

Portanto, é necessário que cristãos conheçam o evangelho e se aprofundem nas questões doutrinárias para não sermos levados por tendências que desvirtuam a graça e os ensinamentos de Jesus! Como podemos pregar a salvação pelas obras tendo Jesus vindo a Terra para nos mostrar o Pai e se entregar na cruz por nós? Faz sentido dizermos para as pessoas que Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sendo o salvador e ao mesmo tempo dizer que não precisa crer nele como salvador, bastando apresentar boas obras na hora do julgamento de Deus?

Faz sentido dizermos que o batismo de arrependimento ensinado por João Batista pode ser efetuado por crianças que nem sabem seu próprio nome ou o que é pecado? A comissão que foi dada à igreja é a de fazer discípulos e batizar. Quem precisa pedir perdão pelos seus pecados é quem tem condição de entender seus atos e isto não ocorre antes de uma certa idade. Doutrinas estão se multiplicando e sem buscarmos o conhecimento de Cristo poderemos estar ensinando um Jesus diferente da bíblia.

Precisamos crer em Jesus como Senhor e salvador. Esta é a questão fundamental. Precisamos viver os dons e Fruto do Espírito, pois isto nos capacitará a apresentarmos as boas obras do novo nascimento, o produto de uma vida transformada pela ação do Espírito Santo em nós. Jesus está voltando para buscar a sua noiva, a igreja do Senhor, e em sua memória nos reunimos na Ceia do Senhor, até que ele venha. Não sabemos quando, mas importa saber que voltará e de sermos achados fiéis em servir ao Senhor e ao próximo. Estas questões geram um comportamento esperado dos cristãos, através de quem teremos novas conversões e expansão do reino de Deus.

Que doutrinas estamos seguindo? Sabemos o que significam? Temos expressado concordância com as nossas vidas? Quando Jesus Cristo voltar só haverá uma igreja, a do Cordeiro. Todas as questões subsidiárias serão deixadas de lado. Sem o Espírito Santo o cristão não é cristão, mas um interessado na doutrina. Importa-nos buscar aquele que morreu por nós e ressuscitou para que morrêssemos e ressuscitássemos com ele. Nesta busca seremos peregrinos e atuantes, vidas usadas por Deus para a glória dele. Todo o resto torna-se espírito de religiosidade que não transforma nem as nossas vidas e nem a daqueles que estamos buscando ensinar. Que aprendamos e mergulhemos no pleno conhecimento de Cristo que nos traz a vida eterna!

Ano 2#220

Sejamos justificados em Cristo!

Filhinhos, não vos deixeis enganar por ninguém; aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo. Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão.
1João 3:7‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/1jn.3.7-10.ARA

Há uma diferenciação dentre os homens entre filhos de Deus e filhos do diabo. Esta se refere à prática ou não de pecados. O viver pecando é não conseguir viver da maneira justa, segundo os preceitos de Deus. A lei aponta o erro, mas não nos impede de errarmos. A lei aponta para o alvo, mas o acertar o alvo depende da flecha voar de maneira estável e corrigindo os efeitos de vento e gravidade durante o voo.

Setas tortas não acertam o alvo, ainda que o arqueiro tente corrigir a trajetória, pois não há como corrigir o efeito de uma estrutura corrompida. A seta torta não atingirá o alvo pois não tem correção e isto, em medidas espirituais, chama-se iniquidade.

O pecador que vive pecando é uma flecha torta, não possuindo capacidade de acertar o alvo, ou seja, deixar de pecar. A obra do Espírito Santo é retificar nossas vidas, nos tornando aptos a acertarmos o alvo. Conquistamos isto através de Cristo! No Senhor estamos aptos a amar e viver justamente. O que nos era impossível agora é possível, pela misericórdia de Deus!

Nossa vida de pecados deve ser deixada para trás, nos tornando discípulos de Jesus, e filhos de Deus. Se permanecermos em nossos pecados permaneceremos como filhos do diabo e a justiça de Deus nos lançará junto com o diabo no lago de fogo de onde não haverá escape. Hoje podemos decidir e está claro o que devemos fazer. Que tomemos a decisão de pertencemos à família de Deus e sermos chamados de Seus filhos!

Honremos o sacrifício de Cristo e busquemos viver de maneira justa. Por gratidão e consciência glorifiquemos o nome do Pai! As obras do diabo podem e serão destruídas nas nossas vidas se assim escolhermos. Deus é bom e não desampara a ninguém que lhE busca! Decidir viver justamente é ouvir a voz do Espírito Santo e ignorar a voz do diabo. É sermos capazes de dizer não à velha natureza e sim à nova. É buscar fazer o certo para agradar a Deus e resistir ao diabo.

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
‭‭Tiago‬ ‭4:7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jas.4.7.ARA

Agradeçamos pela graça e a misericórdia de Deus em nossas vidas que nos capacitam a sermos justos porque Cristo nos revelou e nos deu o poder de Deus para sermos transformados e libertos do cativeiro do pecado!

Ano 2#201

O Espírito Santo é a chave para a conexão com Deus!

Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Ouvindo esta a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre; então, Isabel ficou possuída do Espírito Santo. E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre! E de onde me provém que me venha visitar a mãe do meu Senhor? Pois, logo que me chegou aos ouvidos a voz da tua saudação, a criança estremeceu de alegria dentro de mim. Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor.”
‭‭Lucas‬ ‭1:39-45‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.39-45.ARA

Isabel recebe o Espírito Santo, juntamente com o filho no seu ventre que era João Batista, no momento em que Maria lhe saúda! Houve ali uma transmissão diretamente de Deus sobre a condição de Maria que conceberia o Senhor do mundo! Isabel conheceu a verdade instantaneamente e a declarou, confirmando as palavras do anjo Gabriel à Maria!

O Espírito Santo, que conhece todas as coisas, é como uma conexão “de banda larga” entre todos os que são de Deus, que o receberam por graça, dom, direcionamento e fé. Deus revela a sua pessoa e a sua vontade através do Espírito Santo em contato com o nosso espírito. Aí há toda a transformação espiritual em nossas vidas.

Nossa vida terrena é como se fôssemos computadores ligados à redes locais, entre os humanos, sem conexão com a rede de Deus. Pelo Espírito Santo somos ligados à rede privativa do céu, uma conexão especial que nos dá acesso à conteúdos maravilhosos e transformadores! Sem o “token”, a chave eletrônica espiritual, não conseguimos acessar este conteúdo. A grande questão é que não podemos comprar ou fazer por mérito algo que nos dê esta chave, pois a recebemos por fé!

Isabel recebeu esta chave e imediatamente acessou o conhecimento de que o salvador, o Messias prometido, estava sendo gerado em Maria e a cumprimentou com grande alegria! Houve ali grande emoção pelo entendimento do que Deus estava fazendo através da vida de ambas. Aliás, Maria foi guiada pelo Espírito Santo para ir até a sua prima Isabel e terem este momento juntas.

Maria e Isabel estavam conectadas pelo Espírito Santo e assim é com todos os que O recebem! O Espírito é a chave, o passaporte, o selo, a confirmação de nossa filiação a Deus. Sem Ele não temos acesso ao conhecimento divino, das coisas sobrenaturais, do propósito de Deus para nós e nem da sabedoria para as questões diárias.

O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.
‭‭Romanos‬ ‭8:16‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rom.8.16.ARA

Receber Jesus como Senhor nos traz esta conexão, a chave e o selo para a vida eterna. Em Jesus temos acesso ao Pai de maneira extraordinária, por amor de Deus para conosco. Antes de Jesus o Espírito Santo era dado por porção para alguns homens e por tempo determinado. Depois do sacrifício de Jesus Cristo o Espírito foi derramado sobre toda a Terra e está disponível a todos os que crerem no Cristo de Deus!

Importa que creiamos e venhamos a receber o Espírito Santo. Deus o derramou para que todos tivéssemos acesso em Cristo, independentemente de nossas ações anteriores. Importa recebe-lo, ouvi-lo e mante-lo aceso em nós para que nossa conexão seja permanentemente utilizada para a glória de Deus! Se desejamos isto, então entreguemos nossa vida a Jesus. Não importa o ontem, mas o a partir de agora! Como será a nossa vida amanhã? Salvos em Cristo ou desconectados de Deus? A decisão é nossa e urgente!

Ano 2#170

Confiemos no amor de Deus!

Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai;
‭‭Lucas‬ ‭1:31-32‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.31-32.ARA

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si. Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.
‭‭Isaías‬ ‭53:10-12‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/isa.53.10-12.ARA

Jesus é rei, sacerdote, Filho e Servo do Deus altíssimo. Veio para reinar, por ser descendente de Davi e descendente de Deus. Veio para dar a vida e servir à humanidade, de maneira a transformar a todos que crerem nele. O reinado de Cristo é, primeiramente, espiritual e assim tem se desenvolvido, mas será também físico quando na sua vinda futura. As Escrituras irão se cumprir cabalmente, pois Deus presenciou o futuro e nos avisou no passado!

Jesus reina e reinará para todo o sempre. João disse que tudo foi feito através dele. Isaías atesta o propósito de sua primeira vinda quando carregaria sobre si todo o pecado do mundo, sendo contado com os transgressores e tornando-se nosso intercessor. O escritor de Hebreus nos ensina sobre o sacerdócio eterno de Cristo e Paulo nos lembra que nele já vencemos o pecado e a morte!

Pedro nos fortalece ao incluir nossa parte ao olharmos para ele e o seguirmos, enquanto Lucas registrou tudo de todos para evidenciar o que a fé em Jesus proporcionou aos que se uniram aos discípulos. Toda a Bíblia foi escrita para exaltar a obra de Deus através de Cristo, pois nós caímos em Adão e fomos restaurados em Jesus. O único porém das escrituras é que atestam que nem todos verão esta glória porque não creram no Filho. Jesus é Senhor de muitos, mas não de todos. É Senhor daqueles que se submeterem ao seu ensino, sacerdócio e reinado, que forem adotados pelo Pai a partir do Filho, e não serão todos que farão esta aliança bendita.

Jesus Cristo veio para nos dar a vida eterna. Foi contado entre dois transgressores, os que foram crucificados junto com ele. Os dois refletem bem a nossa condição de que qualquer um pode receber a vida eterna em Cristo e que nem todos decidirão por ela. Os dois eram pecadores e tiveram a mesma oportunidade. Um arrependeu-se e pediu para estar com Cristo na eternidade, enquanto o outro o desprezou. Ambos morreram a primeira morte, mas aquele que recebeu a Cristo como Senhor já não verá a segunda morte!!!!

Jesus intercede por nós e já deu sua vida na cruz. Não há impedimento algum para o recebermos como Senhor, salvador, rei, amigo, irmão, mestre, conselheiro, aquele que nos resgatou das trevas para a sua maravilhosa luz. Nele não há pecado e, por isso, venceu a morte. Nele somos aperfeiçoados e transformados para sermos conforme ele é e não seremos envergonhados no Dia do Senhor. Pelo contrário, seremos justificados por aquele que deu a vida por nós, para que através dele sejamos santos e santificados por toda a eternidade!

Cristo está sendo anunciado e muitos o receberão com alegria. Façamos parte deste grupo e vivamos sem temer a morte, pois já foi vencida por ele e nós também a venceremos por causa dele! Ele carregou com os nossos pecados e intercede por todos. Não ignoremos esta dádiva, pois quem assim fizer estará vivendo por sua própria força e fora da vontade do Pai. Foi o Senhor que se agradou em moê-lo para que tivéssemos vida, para que tivéssemos oportunidade de perdão e restauração, para que finalmente pudéssemos retornar para os braços do Pai. Sim, Deus nos deu o Seu Filho para que pudéssemos nos tornar filhos também e esta graça bendita está ao alcance de todos que crerem nela.

Confiemos no amor de Deus! Que Cristo viva em cada coração e sejamos família espiritual, em nome de Jesus!

Ano 2#168

A que pai estamos honrando?

Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
‭‭João‬ ‭14:8-9‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.14.8-9.ARA

Somos 50% da carga genética de cada um de nossos pais biológicos. Assim, somos descendentes e herança genética de nosso pai e de nossa mãe. Seremos semelhantes em características de um e do outro, em formas de agir, pensar e até fisicamente.

Filipe pede a Jesus para mostrar o Pai e Jesus responde dizendo-lhe que ele, Jesus, é semelhante ao Pai. Se conhecermos a Jesus estaremos conhecendo o Pai, porque Jesus Cristo é Filho, legítimo, espiritual, proveniente de Deus! Jesus tem poder e autoridade concedidos por Deus para conduzir toda a humanidade de volta ao caminho da vida eterna, da filiação por novo nascimento em Espírito, para sermos a imagem e semelhança de Deus como fomos criados no Éden.

Em Jesus temos o resgate da natureza divina que perdêramos quando a humanidade pecou contra Deus. Ficamos apegados com a parte carnal, pois a espiritual deixou de ter comunhão com o Pai, e isto precisava ser concertado. Jesus veio restaurar nossa comunhão com Deus, sendo o caminho de volta, nossa luz na escuridão, nosso irmão mais velho que cuida dos pequenos!

A quem temos por Pai? Se Cristo é nosso irmão, então teremos semelhança com ele, em amor, paciência, graça e misericórdia. Mas se continuamos a roubar, defraldar, trair, adulterar e mentir sem sentirmos nenhum remorso, então temos por pai o diabo! Nossas ações acabam por refletir a nossa paternidade espiritual. Nossas atitudes são reflexo do relacionamento espiritual que temos nas regiões celestiais. E neste campo recebemos direcionamento de quem desejamos obedecer.

Nossa filiação espiritual foi comprometida no Éden pois havíamos sido criados para sermos filhos de Deus, até que tomamos outro caminho. A que pai desejamos nos assemelhar? A quem estamos seguindo? A quem estamos honrando? Se Deus é nosso Pai, seguiremos Sua direção e Cristo é nosso irmão. Temos esta segurança? Se ainda não temos, entreguemos hoje nossas vidas através de Cristo e recebamos roupas novas, uma aliança eterna, herança espiritual e um propósito maravilhoso!

O Pai está de braços abertos e nos justificará. Não importa o pecado que praticamos até aqui, pois a salvação é pela vontade de Deus para conosco. Senão, ninguém se salvaria. Se fosse possível sem a ação de Deus Jesus não precisaria vir para nos mostrar o caminho. Veio porque é necessário e nos ama! Que honremos este amor sacrificial que nos transforma em semelhantes ao Altíssimo porque receberemos a semente espiritual em nós, o Espírito Santo de Deus! Assim nos tornaremos semelhantes e começaremos a agir como Cristo, e alegraremos o coração do Pai!

O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.
‭‭Lucas‬ ‭15:22-24‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.15.22-24.ARA

Ano 2#165

Como temos confessado a Cristo?

Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.
‭‭Mateus‬ ‭10:32-33‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.10.32-33.ara

Estes versículos têm sido utilizados de muitas formas e confesso que já me incomodei diversas vezes quando os leio em correntes de evangelismo por mensagens em redes sociais. Ao invés de promoverem a conscientização das pessoas se tornam armadilhas emocionais, forçando aquele que recebeu a retransmiti-la de maneira irracional quando não entendeu o recado.

O que é confessar a Cristo diante dos homens senão viver como ele viveu e não ter vergonha de ser chamado Cristão? Será que a transmissão de versos e mensagens me tornam um? Claro que se a mensagem é do evangelho e cremos em Jesus não teremos dificuldade em repassa-la, mas e se vem acorrentada com estas palavras de peso? Deixei de ser Cristão porque não concordo em repassar uma corrente onde não vejo o amor de quem a enviou?

Temos combatido a religiosidade do falar de Jesus sem entender a mensagem do evangelho. Não se vive o Cristianismo por aparência ou por mensagens apenas faladas ou escritas, mas por atitudes que refletem a nossa fé naquele que deu a vida por nós:

Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta. Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.
‭‭Tiago‬ ‭2:17-18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jas.2.17-18.ara

Confessar a Jesus diante dos homens é amar ao próximo como ele nos ama e dar o crédito a ele, pelo Espírito Santo que nos foi dado por crermos no sacrifício da cruz! É sermos a graça de Deus na vida das pessoas e termos uma palavra de vida, de fé e gratidão pelo Senhor que nos deu a oportunidade de restauração espiritual. É podermos falar de Jesus como a luz do mundo, o médico dos médicos, a última palavra quando nenhuma mais o homem pode nos dar a nosso favor.

Jesus é Senhor e salvador e não será repassando versículos que o estarei confessando se no meu íntimo eu o rejeito dia após dia. Que possamos examinar os nossos corações e nos alinharmos com o amor do Pai que nos enviou o Filho para nos abrir a porta para sermos família celestial. Se isto for verdade em nossas vidas, então teremos alegria em compartilhar o evangelho, ainda que tenhamos espadas ao nosso pescoço. Se não for verdade, de que adiantará repassar versículos por vergonha se não repassa-los?

O Senhor olha os nossos corações para provar se nossas obras são do interior ou apenas do exterior. Oremos para que o Espírito Santo nos transforme a cada dia mais como o mestre Jesus, pois não seremos confundidos e nem confundiremos as pessoas com as nossas atitudes e estaremos confessando o Senhor e glorificando o nome dele!

Ano 2#148

Não economizemos as flechas de vitória!

Quando Eliseu estava sofrendo da doença da qual morreria, Jeoás, rei de Israel, o visitou e chorou por ele, dizendo: “Meu pai, meu pai! Você era como os carros de guerra de Israel e seus cavaleiros!”. Eliseu lhe disse: “Pegue um arco e algumas flechas”, e o rei fez o que ele pediu. Então Eliseu lhe disse: “Ponha a mão sobre o arco”, e pôs suas mãos sobre as mãos do rei. Em seguida, ordenou: “Abra a janela que dá para o leste”, e o rei a abriu. Depois, Eliseu disse: “Atire!”, e o rei atirou uma flecha. “Essa é a flecha do Senhor”, anunciou Eliseu. “É uma flecha de vitória sobre a Síria, pois você conquistará completamente os sírios em Afeque.” Depois, Eliseu disse: “Agora pegue as outras flechas e atire-as contra o chão”. O rei pegou as flechas e atirou-as contra o chão três vezes. O homem de Deus se irou com ele. “Você deveria ter atirado contra o chão cinco ou seis vezes!”, exclamou. “Assim, teria ferido os sírios até que fossem completamente destruídos. Agora você será vitorioso apenas três vezes.””
‭‭2Reis‬ ‭13:14-19‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/2ki.13.14-19.nvt

Eliseu irou-se porque o rei não soube usufruir da palavra profética. Assim tem sido a vida do Cristão que não usufrui da condição da nova vida que possui. Somos feitos novas criaturas porque renascidos do Espírito e do fogo, não mais errantes no pecado de outrora. Não estamos mais como escravos do pecado e nem servindo a Satanás, mas agora temos um Senhor e estamos fazendo parte do Exército de Deus para destruir as potestades do mal.

Temos palavras proféticas em toda a Bíblia e acabamos por não tomar posse delas. Chegamos a obedecer em parte, mas ainda tímidos em executar em toda a sua plenitude como o rei Jeoás. E por que? Ora, por causa da nossa falta de visão espiritual daquilo que Deus separou para cada um de nós. Somos chamados agora de filhos de Deus, herdeiros das promessas e justificados em Cristo. Como cavaleiros cabe a nós a condução das batalhas da vida para nos defendermos e defender àqueles que amamos.

E o que temos feito? Quando muito pedimos ajuda para uma cura ou uma benção material, como se isto fosse tudo de sobrenatural que passou a estar em nosso alcance. Jesus nos diz que a autoridade que está sobre ele agora também está sendo colocada sobre nós, seu corpo. Tudo o que ligarmos na Terra, o que concordarmos segundo o seu propósito, para a glória de Deus e edificação do Reino de Deus, está ao nosso alcance.

Mas, temos lançado duas ou três flechas, dando espaço para o inimigo permanecer na luta contra nós. Hoje é dia de mudarmos esta história. Temos um Senhor que nos comissionou a conquistarmos o mundo e já temos tudo de que precisamos, ou seja, do Espírito Santo depositado em nós! Devemos fazer com que o Fruto do Espírito gere seus rendimentos em nossas vidas e venhamos a desenvolver plenamente as obras de fé. Em Cristo somos mais que vencedores, ainda que enfrentando as mesmas doenças, dificuldades financeiras, perseguições e lutas que todos a nossa volta. Pelo Espírito podemos profetizar a mudança das circunstâncias e enfrentar de frente todos os desafios.

Não importa se desejam nos destruir ou calar, dificultar a nossa vida ou trazer dor, importa que a eternidade já nos está prometida em Cristo e devemos compartilhar esta fé em todo tempo e lugar. O custo pode ser o da nossa própria vida, mas é investimento para a vida eterna. A vitória é daqueles que creem nas promessas e atiram as flechas espirituais a destruírem as obras do mal. O inimigo não tem poder contra elas e não as temos lançado como deveríamos.

O que gostaríamos de fazer para Deus e estamos tímidos para fazer? Oremos e peguemos o arco e as flechas, declaremos a vitória sobre o inimigo de nossas vidas, lancemos em sua direção e partamos para o ataque! É na fé que venceremos. Em Cristo estabeleceremos um reino de paz nos corações e mentes e Deus será glorificado por um exército que confiou nas armas e na cobertura espiritual enviada.

Não tema. O Salmo 91 nos ensinou que no esconderijo do Altíssimo não seremos abalados, mas nós que abalaremos o mundo à nossa volta. Creia e lance as flechas da vitória sem dó do diabo e seus anjos!

Ano 2#132