#3_268 Os sinais dos tempos são discernidos pelo espírito!

Mas Jesus respondeu: — Chegada a tarde, vocês dizem: “Teremos tempo bom, porque o céu está avermelhado.” E, pela manhã, vocês dizem: “Hoje teremos tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio.” Na verdade, vocês sabem interpretar a aparência do céu. Então como não são capazes de interpretar os sinais dos tempos?
Mateus 16:2‭-‬3 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.16.2-3.NAA

Conhecimento do mundo não representa capacidade de enxergar o espiritual. Quanto mais conhecemos sobre os fenômenos naturais mais caímos na arrogância de acharmos que o mundo espiritual segue as mesmas leis que regem o físico.

Aqui só os fortes deveriam sobreviver, como acontece no reino animal onde os fracos são abandonados ou comidos para não perpetuar a fraqueza na espécie. No entanto, no Reino de Deus os fracos devem ser protegidos e cuidados para se tornarem fortes (Romanos 14 e 15).

No mundo espera-se que o mal recebido posso ser pago com vingança, a partir de quem foi ofendido. Cristo nos chama para darmos a outra face, pagar o mal com o bem, amarmos nosso inimigo, dar-lhe um banquete! Não é a toa que o evangelho é loucura para o mundo.

Se olharmos com os olhos naturais teremos muita dificuldade até mesmo de entender porque um mal nos sobrevém enquanto estamos em obediência e santidade diante de Deus. Nossa ignorância em termos espirituais é enorme e precisamos buscar a sabedoria que vem do alto, senão não suportaremos nem o dia mal.

O mundo murmura enquanto sofre. No Espírito Santo estaremos agradecendo pelo bem ou mal pelos quais já passamos. Estaremos olhando para o resultado da obra de Cristo em nós e não nas circunstâncias. Não é fácil, certamente, mas é possível com o Senhor. Discernimento do mundo espiritual só é possível através de uma vida espiritual.

Mudemos nossa forma racional de vivermos neste mundo. Paulo nos ensina no capítulo 12 de Romanos que apenas pelo enxergar do espírito viveremos em sacrifício santo e agradável a Deus, o que se tornará o nosso culto (logikos). Não deveremos nos amoldar a este mundo e nossa mente e espírito serão expandidos espiritualmente.

Olhemos e busquemos as coisas do alto e coloquemos nelas o nosso coração. Assim estaremos em condição de entendermos os sinais dos tempos já preparados por nosso Senhor que é bom e misericordioso! Tudo está preparado e os sinais estão presentes. Será que os estamos enxergando? Estamos preparados? Maranata ora vem Senhor Jesus!

#3_174 Na nossa ignorância

Na verdade, sei que assim é; porque, como pode o homem ser justo para com Deus? Se quiser contender com ele, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder.
Jó 9:2‭-‬3 ARA
https://bible.com/bible/1608/job.9.2-3.ARA

Nada sabemos a respeito de muitas coisas. Por isso precisamos ter humildade para com Deus. Como um adulto em relação a um bebê, somos completamente inexperientes a respeito da eternidade do Senhor. Como discutir com Ele a respeito de nossa criação? Nossa constituição? Das mazelas da vida? Da maldade que reina à nossa volta?

Na soberania divina precisamos reconhecer sua majestade e poderio. Não devemos confiar na nossa pequena experiência de vida para julgarmos a Deus em sua sabedoria. Por que, então, costumamos fazer isto? Somos teimosos em acreditar que já sabemos o bastante, e isto é pura vaidade.

Nestas horas é que devemos nos humilhar diante de Deus e buscar ouví-lo, não para experimentá-lo, mas para sermos edificados pelas suas misericórdias. Deus possui atributos revelados pessoalmente e não há quem não possa conhecê-lo em algum grau de medida. Nisto há sabedoria, que no ajuntamento dos que o buscam teremos uma melhor compreensão da vida.

As diversas manifestações de Deus nos revelam características que não devem ser isoladas. Deus não é só amor, nem só justiça e nem só misericórdia. Ele É isto e muito mais e não conseguimos entender o quadro geral justamente porque não temos capacidade para isto. Somos limitados no tempo e no espaço enquanto ele não. Nada pode um círculo entender de uma esfera a não ser a sua circunferência. Mas a circunferência é apenas um atributo revelado no papel em 2 D.

Que possamos nos submeter ao que conhecemos de Deus e buscar conhecê-lo cada vez mais. Nisto não erraremos, mas nunca atingiremos a plenitude do conhecimento. Ainda assim será proveitoso porque estaremos no caminho certo. E isto conta para Deus. Se assim não fosse Ele não se preocuparia em se revelar à nos. Cristo é o que conseguimos conhecer de Deus, a revelação para a humanidade a respeito da justiça e do amor divinos.

Prossigamos em conhecer Jesus e caminhar em seus passos. Viveremos o melhor de nossas vidas e estaremos glorificando o Senhor. Em Cristo somos transformados a cada dia para atendermos ao chamado divino. Não estaremos discutindo, mas obedecendo. No Senhor Jesus seremos edificados a verdadeira imagem e semelhança de Deus!

Ainda somos ignorantes a respeito das características de Deus!

Então, Paulo, levantando-se no meio do Areópago, disse: Senhores atenienses! Em tudo vos vejo acentuadamente religiosos; porque, passando e observando os objetos de vosso culto, encontrei também um altar no qual está inscrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Pois esse que adorais sem conhecer é precisamente aquele que eu vos anuncio. O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas. Nem é servido por mãos humanas, como se de alguma coisa precisasse; pois ele mesmo é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais;
‭‭Atos‬ ‭17:22-25‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.17.22-25.ara

A perspectiva da vida é peculiar a cada indivíduo, baseado em sua cultura, crenças, formação e até mesmo do DNA recebido de seus pais. Portanto, um mesmo objeto pode ser visto de maneiras diferentes e, por isso, entendido e classificado de maneiras diferentes.

Imaginemos, então, como é impossível termos todos a mesma visão à respeito de Deus! Há tantas teorias, doutrinas e religiões e, até mesmo, quem ignore ou negue a existência de uma força superior, na construção, organização e manutenção do universo em que vivemos.

Os astros eram vistos de maneiras diferentes e já acreditamos que a Terra era o centro do universo e o Sol girava ao redor dela. Já acreditamos que a Terra era plana e que tinha quatro cantos, por causa de uma interpretação literária a respeito da Palavra de Deus! Ainda hoje muitos estão ignorando a realidade e isto não traz benefício algum para a vida eterna de todos nós.

Jesus Cristo veio justamente trazer a unificação do entendimento à respeito de Deus. Veio nos mostrar o Pai, sua obra e seu amor para com a sua criação. Veio confirmar a visão Judaica de um Deus Todo-Poderoso, mas também mostrar que a religiosidade nos afasta uns dos outros quando nos fechamos em nós mesmos e acreditamos que somos os únicos que merecem salvação.

Por isto Jesus mostra que todos precisamos da graça e da misericórdia de Deus e que, através de seu sacrifício, todos podemos alcançar esta misericórdia e voltarmos a ter comunhão com o Santo! Era necessária a vinda de Jesus para que todas as outras percepções incompletas pudessem receber a completude do evangelho. Deus é Santo, Amor, Justiça, Espírito, Verdade, onisciente, onipresente e onipotente, que sempre esteve e estará, sem início ou fim, que tem o controle de todas as coisas e que nos criou para a sua glória. Ele é muito mais do que podemos descrever, porque só enxergamos uma pequena parte de Suas características.

Por isso, precisamos conhece-lo no espiritual, pois se tentarmos apenas pelo racional deste mundo iremos ignorar seus predicados mais importantes. A figura deste texto é um cilindro com as suas projeções perpendiculares. Há a visão de um círculo para quem olha de cima, de um retângulo para quem olha de lado e do cilindro para quem observa em perspectiva. Quem está certo? Quem terá mais chances de entender melhor a respeito da realidade? Quem sabe tudo a respeito dela? Certamente nenhum terá todas as respostas somente pela vista, ainda que alguém conheça mais que os outros!

Neste plano só enxergamos o natural. O sobrenatural fica de fora de nossas percepções comuns. Jesus é o Filho e conhece o Pai. Trouxe-nos o conhecimento do Pai, coisa que nenhum outro, nenhuma doutrina é capaz de chegar perto. Muitos irão explicar sobre um mundo espiritual com regras estabelecidas por Deus, mas nos dirão que é necessário termos obras para acessarmos a escala evolutiva. Outros dirão que aqueles que tiveram fé e fizeram milagres em nosso meio enquanto vivos podem trazer milagres até nós depois de mortos.

Jesus estabeleceu que somente nele temos acesso aos milagres em nossas vidas e que por seu sacrifício temos livre acesso a Deus e à salvação. Jesus ensinou que, porque temos a salvação juntamente com o Espírito Santo, podemos fazer obras maiores que as dele e poderemos sim galgar posições elevadas quando seu reino se manifestar na Terra de maneira visível. No entanto, não é para salvação que estamos fazendo as boas obras, mas para a consolidação do reino. A justiça de Deus trará o mérito a cada um na posição que ocupará quando Jesus reinar aqui!

Tudo isto explica a Bíblia, a Palavra de Deus escrita para enxergarmos melhor os vários aspectos que Deus manifesta em nosso meio. Ainda assim, muitos tentarão expor visões míopes a respeito desta palavra. Por isso, é necessário que cada um de nós conheça a Deus o máximo que puder e, então, regozijarmos na presença dEle!

Deus é um só, assim como a salvação veio por Cristo. Há muitas visões incompletas de Deus e precisamos conhecer Jesus Cristo ainda mais, pois nele conheceremos a Deus e seremos como Deus nos criou para sermos. Nossas crenças nos deram visões diferentes e é tempo de as alinharmos. Somente em Cristo isso será possível. Prossigamos em conhecer o Filho!

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Se vós me tivésseis conhecido, conheceríeis também a meu Pai. Desde agora o conheceis e o tendes visto.
‭‭João‬ ‭14:6-7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.14.6-7.ara