#3_208 Das riquezas

E eu vos recomendo: das riquezas de origem iníqua fazei amigos; para que, quando aquelas vos faltarem, esses amigos vos recebam nos tabernáculos eternos.
Lucas 16:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.16.9.ARA

Como usamos as riquezas adquiridas neste mundo? Geralmente para benefício próprio. Jesus descreve uma situação onde um administrador usou o dinheiro do seu senhor para construir uma condição vantajosa para si e para aqueles com os quais se relaciona.

Mostrou como as pessoas que estão vivendo para este mundo conseguem tirar vantagem das circunstâncias para construírem um bem estar para si. Comparou com os que desejam viver para Deus e declarou que estes nem sempre conseguem desenvolver a mesma estratégia do ganho comum a partir dos recursos do mundo.

Uma distorção destas palavras de Cristo tem sido a teoria da prosperidade, onde Cristãos teriam o poder de serem ricos e usufruírem hoje das bençãos de Deus como padrão. Jesus aponta o foco das riquezas do crente como o serviço ao próximo e não para si mesmo. Portanto, podemos possuir recursos deste mundo em abundância, mas não devemos retê-los vendo os irmãos sofrendo à nossa volta.

Fazer amigos para as moradas eternas é compartilhar do que temos para mostrar a graça de Deus. Quando damos algo para alguém que não mereceu recebê-lo estamos demonstrando o amor de Deus que enviou Jesus para salvar pecadores que não mereciam perdão. Enviou porque tem misericórdia de nós e devemos ser a imagem e semelhança de Deus em todos os seus aspectos.

Já mencionamos a questão da generosidade, mas queremos enfocar a estratégia de usar os recursos do mundo para crescimento do Reino de Deus. É uma questão de investimento no mundo vindouro:

Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
Mateus 6:19‭-‬21 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.6.19-21.ARA

A sabedoria é usarmos os recursos para a glória de Deus. Será graça, misericórdia, generosidade, prosperidade e mordomia. Lembrando que tudo o que temos vem de Deus estaremos multiplicando os rendimentos divinos a 30, 60 ou 100 por 1!

Que possamos ter estratégia e não a vaidade a respeito dos recursos do mundo. Na sabedoria encheremis o Reino dos Céus e seremos abençoadores e abençoados desde agora. Esta é a verdadeira prosperidade bíblica, quando os recursos que temos transformam para melhor onde habitamos com o Senhor!

Queres ser abençoado? Teme a Deus!

Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente. Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram. Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora. Com este, deu Jesus princípio a seus sinais em Caná da Galileia; manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.
João 2:7‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.2.7-11.ARA

Jesus manifestou sinais pela primeira vez em um casamento. Deus não faz nada ao acaso. Jesus foi convidado pelos noivos à cerimônia e até hoje somos abençoados se entendermos que um casamento precisa que Jesus esteja nele.

Como serei um bom marido se meu coração não estiver direcionado por Deus? Se minha esposa é serva do Deus altíssimo como eu poderia pensar em praticar algum mal contra ela, desprezar-lhe ou usá-la como objeto sexual? Jamais! Se o casal é santificado para Deus haverá honra e santidade entre os dois, um propósito de construir o reino de Deus na Terra.

Um casal onde Jesus está presente passa por lutas mas o Senhor os ajuda. Milagres acontecem para que superem as dificuldades quando o “vinho faltar”. Filhos se tornam presentes de Deus a serem conduzidos ao Senhor. Temos zelo na formação deles e somos mordomos e não donos destas vidas. Com amor cuidaremos dos pequenos e lhes ensinaremos o caminho do Senhor. No temor a Deus a família será sadia!

Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor! O Senhor te abençoe desde Sião, para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida, vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel!
Salmos 128:1‭-‬6 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.128.1-6.ARA

Vivamos no temor e alegria do Senhor! Nos deleitemos em seus braços, aprendendo dEle e caminhando com e para Ele. Nossos dias, ainda que difíceis, serão dias de vitória e não de derrota. Teremos o que comemorar e compartilhar. Com o Senhor tudo vale à pena!!!

Ano 2#312

A misericórdia de Deus tem nome: Jesus Cristo!!!

Mas a misericórdia do Senhor é de eternidade a eternidade, sobre os que o temem, e a sua justiça, sobre os filhos dos filhos, para com os que guardam a sua aliança e para com os que se lembram dos seus preceitos e os cumprem.
Salmos 103:17‭-‬18 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.103.17-18.ARA

O mundo não conseguia se lembrar e praticar os preceitos de Deus para que pudesse receber da Sua justiça. Por isso era necessário que o próprio Deus nos visitasse em carne e sangue, cumprisse seus preceitos e nos capacitar a andar em seus caminhos.

Como em um esporte não adianta termos apenas as regras, mas escolas para formar atletas que saibam praticar o esporte segundo tais regras, assim o Espírito Santo é o nosso técnico e preparador para praticarmos a santidade. Não estávamos nem interessados na nossa santificação quando fomos recrutados por Deus para corrermos o caminho da salvação!

Isso é a misericórdia de Deus, que só é possível porque ama o Seu nome a ponto de nos capacitar naquilo em que éramos desprovidos de ânimo e motivação. Em Cristo passamos a ser discípulos, caminhando com o Senhor para a vida eterna. Sem Cristo continuaríamos no caminho da perdição e morte eterna, sem esperança e bem desejo de viver para Deus.

A vinda de Jesus Cristo é tão maravilhosa que marca os tempos da humanidade entre antes e depois. Ignorávamos o amor e a misericórdia de Deus para com a humanidade, mas agora podemos viver com Ele, por Ele e para Ele! Que neste Natal também muitos tenham um encontro com o Senhor Jesus e tenham esta mudança de estado de consciência. Que haja perdão, paz, restauração, saúde e prosperidade em nossos corações, não apenas por uma noite, mas para todo o sempre!

Assim, guardaremos a aliança do Senhor e estaremos em Suas mãos por toda a eternidade!!!!

Ano 2#298

A prosperidade vem do Senhor!

Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa; dela me agradarei e serei glorificado, diz o Senhor. Esperastes o muito, e eis que veio a ser pouco, e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu com um assopro o dissipei. Por quê? — diz o Senhor dos Exércitos; por causa da minha casa, que permanece em ruínas, ao passo que cada um de vós corre por causa de sua própria casa.
‭‭Ageu‬ ‭1:7-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/hag.1.7-9.ara

No embate de fazermos a nossa vontade e ignorarmos a de Deus sairemos derrotados. Quando Deus está em primeiro lugar em nossas vidas seremos sempre vitoriosos! A presença de Deus é o maior tesouro que se pode encontrar. Enquanto não entendermos isto não seremos verdadeiramente felizes!

Ageu traz a palavra do Senhor no tempo em que todos se ocupavam de estabelecer as suas casas sem restabelecer o templo. Estavam mais preocupados com a instauração de um estilo de vida onde Deus não estava fazendo parte. E o que isto estava trazendo de benefício? Nada de verdade. Estavam se esforçando e não conseguiam prosperar.

A prosperidade vem do Senhor! Não controlamos o tempo, chuvas, negócios, pandemias, nada! Como iremos colocar nosso esforço para dependermos do imponderável? Mas, em Deus temos a oportunidade de exercermos fé! Estaremos trabalhando e produzindo da mesma forma, mas colocando a nossa confiança naquele que determina os tempos e pode mudar a nossa sorte!

Jesus Cristo nos ensina de maneira clara:

Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
‭‭Mateus‬ ‭6:31-33‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.6.31-33.ara

Não é à toa que muitas religiões nasceram da necessidade de se obter o favor de um deus para que a prosperidade viesse sobre as pessoas, mas não é a criação que ordena a si mesma. Não é o Sol que se rege ou a lua, animais ou qualquer outra obra que o único Deus tenha feito que possa nos trazer algum benefício. Basta Ele ordenar e os céus se fecham ou se abrem! A criação se rende à sua glória!

Ter Deus em primeiro lugar é buscar ouvir a sua voz e seguir os seus conselhos e ordenanças. É seguir o evangelho a todo tempo, usufruindo das promessas e exercendo nosso papel social. Evangelho é vida de fé, não caminhando pelo que se vê, mas pelo que o Senhor declara. Sem fé não agradamos a Deus e não estaremos recebendo as promessas, porque vivendo na nossa força e não pelo Seu poder!

Colocar o Senhor em primeiro lugar é estabelece-lo em nossos corações como prioridade. Só depois vêm a família, o trabalho e a igreja. Sem o Senhor no coração não serei bom esposo ou pai, meu trabalho será prioridade ao invés de oportunidade e a igreja será um peso e não uma família. Não há prosperidade quando Deus não é prioridade, só canseira e enfado!

Mas, quando estamos em Cristo e pondo-o como cabeça e líder em nossas vidas, começamos a buscar mais de Deus. A presença do Pai traz a alegria dos frutos produzidos com a Sua ajuda. Frutos abençoadores para nós e aos que estão conosco. Em Deus há abundância, mas sem Ele só escassez. Que possamos busca-lo todos os dias em primeiro lugar. Sempre o encontraremos de braços abertos e com um presente que fará a alegria de muitos que dependem da nossa fé para terem um dia melhor!

Ano 2#120

Sempre é tempo de ajudar!

De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.
‭‭1Timóteo‬ ‭6:6-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1ti.6.6-8.ara

Antes da pandemia havia cem milhões de pessoas que não possuíam onde morar em todo o mundo e 1 bilhão de pessoas morando de maneira inadequada. Em 2019, em torno de 690 milhões de pessoas passaram fome em todo o mundo e a perspectiva é de agravamento por causa da pandemia. No site worldometers.info temos a informação de que já houve mais de 5 milhões de mortos por todo o tipo de doenças infecciosas em todo o mundo neste ano, inclusive de COVID-19 e mais de 17 milhões de abortos. Mais de 3 milhões de crianças com menos de 5 anos já morreram em 2021 e os números não param de aumentar.

Não são apenas estatísticas, mas a constatação de uma difícil realidade a nossa volta que pode estar passando despercebido se estivermos em uma condição privilegiada. São pessoas que morreram ou estão morrendo por causa das dificuldades da vida. Certa vez ouvi dizer que apenas 8% da população mundial tinha moradia satisfatória e um salário no final do mês. Estes eram tidos como os ricos em nosso tempo. Portanto, se estamos nestes 8% sejamos mais que agradecidos, pois os tempos são difíceis e não sabemos como as coisas serão.

Em toda esta manifestação de pobreza e dificuldades as bolsas de valores não param de bater recordes. O movimento financeiro só mostra que a riqueza continua acumulada por poucos e que estes estão cada vez mais ricos. Sabemos, no entanto, que isto não é sustentável e que em algum momento haverá nova “bolha” estourando. Perspectivas de melhora trazem aumento de valor de papéis e moedas que nem estão sustentadas em algo real, portanto mera especulação para alegria de poucos.

Nas mesas ainda faltam alimentos, quando há mesas para se comer. Paulo ensina a Timóteo que se ocupe em fazer a obra de Deus e não se preocupar além do alimento e vestimenta, pois que nada trouxemos ou levaremos desta vida. Para quem não vive dedicado à obra de Deus podemos aprender que há como sermos mais piedosos, exercitando o compartilhar de recursos que adquirimos. Viver com menos é saber usar o dinheiro com mais prudência. É um exercício de minimização de supérfluos para que possamos viver com dignidade e ajudar a outros.

O evangelho não nos ensina a sermos pobres e nem a vivermos como pobres, mas de sabermos compartilhar para que os que não tem possam ter contentamento, e quem tem prosperidade a alegria de poder ajudar ao próximo. Que aprendamos que a unidade traz vitória a todos e cada um contribua com alegria naquilo que está a seu alcance. Somos a solução de Deus para a vida de alguém! Nunca houve tantas pessoas deslocadas de suas nações e sendo estrangeiro. Há muitos órfãos e viúvas. Há muitos que perderam emprego. Não faltam oportunidades de ajudarmos pessoas e glorificarmos a Deus. Sejamos discípulos de Cristo, sejamos gratos e ajudemos. No final estaremos ainda mais ricos em fé e piedade e isto levaremos até a eternidade!

Ano 2#98

O que precisamos e queremos alcançar?

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais. Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.
‭‭Jeremias‬ ‭29:11-13‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jer.29.11-13.ara

Um pai tem um interesse pessoal a respeito de seu filho(a) e se compromete com a sua felicidade. Muitas vezes o filho(a) não sabe o que deseja e o pai acaba direcionando de alguma forma para que seu filho(a) consiga achar seu próprio caminho.

Não é diferente com o Pai! Ele tem o maior interesse em nos abençoar em nossos propósitos! O que muitas vezes acontece é que não sabemos o que fazer ou desejar fazer… Nossa falta de determinação nos paralisa no mundo espiritual e deixamos de participar ou de desenvolver atividades de nosso interesse e do interesse do Senhor!

Quando nos aproximamos de alguma autoridade ela sempre espera que tragamos as nossas demandas. Semelhantemente, um pai espera também que um filho venha para receber amor, carinho e atenção do pai. Nossa aproximação para com Deus tem esta dupla função de estarmos perto dAquele que nos ama e quer o nosso bem e de fazermos petições para recebermos ajuda em nossos propósitos.

Um pai ajuda um filho nas suas lutas e projetos. Que projeto hoje temos para colocar diante do Pai? É nessa hora que precisamos enxergar se estamos buscando ter uma vida produtiva ou apenas consumir o que está disponível. Deus tem pensamentos bons a nosso respeito, para nos fazer bem a todo tempo. Busquemos edificar para a glória do Pai e vejamos como teremos muita ajuda e força espiritual a nosso favor!

Sejamos sábios e diligentes, pois se não estamos crescendo em nossas vidas, possivelmente não estamos buscando nenhum fim a alcançar ou não estamos nos empenhando a alcançar o que desejamos. Ajuda do Pai teremos se o buscarmos, mas o que pretendemos alcançar? Do que estamos precisando? Coloquemos estas causas diante do Senhor, pois Ele tem cuidado de nós!

Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver. Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus estrada fora.
‭‭Marcos‬ ‭10:51-52‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.10.51-52.ara

Ano 2#76

Somos desejáveis ou não? Isso tem a ver com fé?

Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os jovens; desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento, e o seu fruto é doce ao meu paladar.
‭‭Cântico‬ ‭2:3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/sng.2.3.ara

O relacionamento homem e mulher é a força da humanidade em progredir não só na sua multiplicação, mas também no conhecimento do nosso propósito. Já discutimos que o homem e a mulher tem em si características de Deus que se complementam e que em determinadas situações nos ajudam a ter um entendimento melhor a respeito do Senhor.

Mas, hoje queremos lembrar que a humanidade não foi criada em pecado ou para o pecado, pois tudo o que Deus fez foi classificado como bom. Assim, o namoro e o romance são coisas boas para o relacionamento do futuro casal e na permanência destes no propósito do casamento.

O homem e a mulher se desenvolvem ao ponto de possuirem características que agradem ao outro. Seja a forma, inteligência, carinho, atenção, integridade ou qualquer elemento do caráter e da personalidade que se destacam, será isto que chamará a atenção do(a) possível parceiro(a).

Estas características são formadas no DNA e também pela experiência de vida. Ocorre que estas duas circunstâncias podem ser boas ou ruins, dependendo de como viveram e vivem nossos pais. Há um fator que ajuda ou atrapalha dependendo de onde nascemos e vivemos. Mas, há outra boa notícia em Jesus, pois nele somos transformados, libertos e reconstruídos, ainda que tenhamos de lutar contra experiências negativas em nossas vidas.

Servir a Deus nos transforma em pessoas com qualidades positivas para todo tipo de relacionamento e a confiança em Deus canaliza a presença dEle em nós, edificando-nos pela fé em pessoas que darão frutos espirituais e servirão de um núcleo melhor para as gerações futuras. Mulheres espirituais desejam homens espirituais e vice-versa, mas não podemos esquecer que homens e mulheres vivem ainda na carne e pela carne são experimentados e trabalhados.

Nossa espiritualidade enxerga a nossa natureza e aprende a usa-la em benefício de nossos relacionamentos. Só a religiosidade critica a sexualidade humana em prol do relacionamento, mas que fique claro que Deus não fez o homem para a promiscuidade, pornografia ou prostituição. A vida a dois é boa no casamento, mas transtorna relacionamentos que não possuem aliança e acaba por desviar o coração humano para o pecado. Por isso aprendemos que o sexo é bom no casamento e deve ficar dentro desta aliança.

Amar em todos os sentidos o cônjuge é muito bom e nos dará relacionamentos maravilhosos. Que possamos usufruir das boas coisas que recebemos de Deus, lideradas pelo Espírito, para nos desenvolvermos em todas as áreas e podermos ser apreciados em nosso caráter, personalidade e fé, para a glória de Deus!

Sim, a fé nos tornará ainda mais desejáveis porque buscaremos viver como Deus nos formou. Pela fé estaremos nos desenvolvendo como o homem e a mulher devem se desenvolver. Uma fé genuína, na oração e busca de Deus trará o coração do Senhor em nossas vidas e isto também atrairá as pessoas até nós. Sejamos fiéis ao Senhor e à Sua palavra e teremos a parceria desejada e abençoada por Deus.

Aprendamos a viver pela fé e pelo amor, sem esquecermos das boas coisas criadas por Deus para que possamos usufruir de nossas vidas passageiras nesta terra. Não sejamos ignorantes e nem egoístas, pois a vida agradável é mutuamente vivida pelos dois e não apenas por um! O versículo fala da esposa admirando as qualidades do esposo. Somos desejáveis assim? Alguém que provê conforto e alegria para a pessoa amada! Que grande benção!

Empreendedores do reino ou farsantes?

Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse: Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste, receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu. Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez. Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.”
‭‭Mateus‬ ‭25:24-30‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.25.24-30.ara

Muitos se intrigam porque Jesus ora fala de um reino de abundância e outra hora do inferno, onde haverá choro e ranger de dentes, fora dos céus!

A questão acaba sendo simples quando se entende que o reino espiritual é binário, só existindo a situação de salvo e de não salvo. Ou se tem ou não se tem. Ou se é ou se não é. É sim sim ou não não, não havendo tons de cinza. Nada no céu é ambíguo ou indistinguível. Deus já estabeleceu todas as coisas.

Jesus sempre declara o que permite enxergarmos como estamos em relação ao reino de Deus. O evangelho torna-se, portanto, um termômetro espiritual.

Nesta parábola dos talentos o Senhor jesus aponta uma vida de procrastinação e de mau uso dos recursos, dons e ministério de quem os recebeu e não usou à serviço do reino. É alguém que tem uma missão e não a realiza, não entendendo a necessidade e nem o valor daquilo que está em suas mãos.

Havia três servos e cada um recebeu de acordo com a sua capacidade naquele momento. Um recebeu 5 talentos, outro recebeu 2 e este último 1. Um talento era muito dinheiro e podemos dizer que é algo acima de 30 mil dólares em dinheiro de hoje.

Portanto, mesmo o que recebera menos recebeu muito e poderia ter feito muita coisa. Ainda que achemos que um recurso não é muito, conhecemos pessoas que começaram com muito pouco e se transfomaram em pessoas bem sucedidas. Não só isto, mas em Deus buscaram a sabedoria para transformar o pouco em muito como Jesus fez na multiplicação de pães e peixes.

O que nos impede de aplicar um pequeno recurso? Medo de perder o pouco que conquistamos? Esperar o pior a todo tempo nos impedirá de alcançar coisas maiores. Quem olha para o tempo não semeia. Quem espera que a situação melhore para investir já perdeu a oportunidade de auferir maiores ganhos.

Deus confia em nós para empreendermos. Quem não for empreendedor no reino não conquistará muitas coisas e pode até ser que enterre o talento recebido. Esta mensagem é um alerta, para que possamos dar valor a tudo o que obtemos das mãos de Deus. Tanto o que recebeu 5 e ganhou mais 5 como o que recebeu 2 e ganhou mais dois foram recebidos com a mesma satisfação pelo senhor. Cada um faça com o que tem na mão. A fidelidade trará ainda mais oportunidades enquanto a infidelidade nos mostrará que ainda não estamos com o coração no reino, mas fora dele.

Atitudes demostram a nossa condição espiritual. Que cada um examine-se a si mesmo e busque em Deus a transformação que nos traz o Espírito Santo. Sejamos empreendedores do reino de Deus e não servos farçantes que não têm compromisso com a obra do evangelho. Quem tem o Filho tem o Pai e o mesmo compromisso de trazer a salvação ao mundo.

O evangelho é pregado com recursos financeiros. Uns pregam enquanto outros os enviam a pregar. Precisamos cuidar dos feridos, pobres, viúvas e órfãos, de todo tipo de situação. E isto custa dinheiro. Deus é dono de todo ouro e toda a prata e distribuiu no ceio dos seus filhos que estarão multiplicando esta graça sobre outras vidas.

Quem multiplica mais recebe mais. Quem multiplica menos recebe menos e quem não multiplica não entendeu seu chamado e está perdendo tempo! Urge fazermos a obra de Deus! Não sejamos servos inúteis e nem filhos descuidados dos interesses da família. Quem cuida da herança não é só o Pai, mas também os filhos, pois são estes que precisam entender o valor para poderem continuar a desenvolve-la!

A obra de Deus é amor e usar o talento é transforma-lo em atitudes de amor e abençoar vidas. Como multiplicar? Perguntemos ao Senhor que nos deu tanto o querer como o realizar. Cada um terá uma maneira de fazer, segundo a orientação de Deus!

Não devemos procurar a riqueza para nós, mas a riqueza que produz bençãos para muitos. Isto poderá nos tornar até ricos, mas nosso coração não estará nas riquezas deste mundo, mas do vindouro. Portanto, não temamos a riqueza se estamos multiplicando no reino! Quem assim faz é servo e será recebido nas moradas eternas, seja rico ou pobre na terra, pois é rico para com o Senhor!

Somos cooperadores da obra de Deus!

“Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.”
‭‭João‬ ‭11:44‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.11.44.ara

Toda vez que leio esta passagem fico maravilhado ao imaginar o evento, presenciando o espanto e admiração, o milagre e a euforia dos amigos e familiares, da satisfação de Cristo ao ver a alegria tomar conta da tristeza!

Cristo veio para dar vida. Temos visto tanto sofrimento neste mundo porque a humanidade não busca a Deus. Não há interesse em crescer ajudando, mas destruir outros para reinar sobre eles.

Nossos corações precisam estar preparados para não nos alegrarmos na tristeza dos outros, mas chorar com eles. Muitas empresas fecharam e pessoas foram demitidas. Não é tempo ainda de comemorarmos porque subsistimos como empresas e muito menos porque somos dos poucos que agora poderão crescer em um mercado com menos competição.

Precisamos crescer por competência e não na alegria da derrota dos demais. Precisamos ser éticos e deixar os costumes do mundo para trás. É tempo de luto enquanto trabalhamos para levantar os que caíram. É tempo de trabalhar para que eles possam voltar.

Uma nação forte é aquela em que os cidadãos trabalham para que ela se fortaleça e não na que estes se enriquecem para levar para fora as riquezas. Se estamos pensando em enriquecer neste país apenas para podermos ir para outro, estamos enganados.

Podemos até ir para fora, mas a nossa motivação deve ser a de levar o amor de Deus e não de buscar conforto em outro lugar. Somos chamados a sermos edificadores aonde estivermos e não meros consumidores. Na velhice ainda daremos frutos e em todo tempo poderemos ser luz para os que se perdem.

Sejamos gratos se permanecemos de pé e humildes para pedir ajuda se cairmos. Nesse tempo, tenhamos compaixão uns pelos outros, crendo e trabalhando para termos dias melhores!

Não há situação que permaneça ruim se temos Deus conosco, Emanuel, Jesus Cristo! Vamos desatar os panos que cobriram os que estão mortos, pois o Senhor está chamando à vida! Somos dos que abrem as portas dos túmulos e tiram as ataduras.

O milagre do ressuscitar é de Cristo! Somos cooperadores dele! Iremos nos alegrar quando a vida voltar e presenciarmos o agir de Deus em nosso meio! Isso é prosperidade!

O perdão é também a percepção da graça de Deus em nossas vidas!

Disse José a seus irmãos: Agora, chegai-vos a mim. E chegaram-se. Então, disse: Eu sou José, vosso irmão, a quem vendestes para o Egito. Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos irriteis contra vós mesmos por me haverdes vendido para aqui; porque, para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós.
‭‭Gênesis‬ ‭45:4-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.45.4-5.ara

O perdão de José para os irmãos é um dos momentos mais marcantes da Bíblia. Somente um coração transformado por Deus consegue perdoar tamanha traição.

José entendeu que o ocorrido foi usado por Deus para proveito de toda a família dele. O erro havia sido transformado por Deus em oportunidade.

Assim, José tornou-se instrumento da graça para todos os povos da região, não apenas para o seu. Deus é poderoso para mudar situações que eram contra nós em algo favorável.

O perdão é enxergar a misericórdia de Deus e ter a Sua natureza. Não pagar o mal com o mal é divino! José restaurou toda a casa de Israel e sob sua governança tornou-se povo numeroso, conforme Deus havia descrito a Abraão.

Deus usa as situações criadas pelo homem para executar os Seus propósitos. Portanto, confiemos em Deus em todo tempo!

Em Jesus temos a oportunidade de glorificarmos a Deus pela fé! Devemos buscar a face do Senhor a todo momento, derramando sobre ele toda a nossa ansiedade, porque ele tem cuidado de nós! (1 Pedro 5.7)