#3_293 Ao amar podemos sofrer!

Do céu olha o Senhor para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.
Salmos 14:2‭-‬3 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/psa.14.2-3.ARA

Temos um sério problema a respeito de como somos constituídos. Ao nascermos em pecado teremos sempre a tendência em pecar. Vemos o pecado o tempo todo e acabamos por absorver como as coisas acontecem e tendemos a fazer de maneira semelhante.

Por se multiplicar o pecado o amor de muitos se esfriará (Mateus 24:12). Vivemos nos defendendo uns dos outros. Às vezes começamos sem nenhum medo, mas com o tempo começamos a construir muralhas para que não sejamos ameaçados por perigos futuros.

Tal preocupação nos impede de seguirmos ajudando pessoas. E se usarem isto contra mim? E se eu abir a porta de minha casa não intentarão algum mal? Verdadeiramente estas coisas podem acontecer ao que ajuda, mas como o inseto que voa para a luz a bondade não resiste em ajudar.

Se deixamos de ajudar é porque a bondade já saiu de nós. Nossa preocupação em nos defender já é maior do que a importância em ajudar o próximo. Na parábola do bom Samaritano Jesus expôs esta verdade. Os religiosos passaram ao largo enquanto o bom homem estrangeiro ajudou o necessitado.

Se não confiarmos na eternidade continuaremos construindo trincheiras. Difícil é confiarmos no que não vemos. Por isto a fé nas escrituras e nas promessas de Deus são tão importantes. Jesus sofreu para nos dar o melhor. Precisamos também buscar seguir seus passos!

#3_272 Sejamos “úteis”!

Eu queria conservá-lo comigo, para que ele me servisse em seu lugar nas algemas que carrego por causa do evangelho. Mas não quis fazer nada sem o seu consentimento, para que a sua bondade não venha a ser como que uma obrigação, mas algo que é feito de livre vontade.
Filemom 1:13‭-‬14 NAA
https://bible.com/bible/1840/phm.1.13-14.NAA

No evangelho não deve haver atos por obrigação, mas porque amamos ou enxergamos a demanda como parte das nossas tarefas a serem realizadas. Por que fazemos algo para alguém? Por que doamos nosso tempo ou recursos financeiros? Por que abrimos mão de uma mudança de trabalho ou de uma promoção?

Nada destas coisas deve ser feito por obrigação, mas de coração. Algumas vezes tenderemos a obedecer porque sabemos que a palavra nas escrituras nos diz para fazermos mas, sem o pleno entendimento, cedo ou tarde jogaremos na cara de alguém que o fizemos por culpa ou obrigação.

Paulo envia o escravo de um amigo de volta a ele sem que usufruísse deste escravo para que seu amigo pudesse lhe dar a alforria. Não o obrigou a nada, mas mostrou que seria o certo a fazer neste caso. Muitas vezes seremos confrontados pelo evangelho a fazermos o que não queremos. Como iremos reagir? A obediência cega não é vantajosa em muitas das vezes, embora seja necessária em alguns casos. Nem sempre entendemos a tempo de decidirmos.

A grande questão é conhecermos os preceitos de Deus e o seguirmos. Com o tempo iremos reduzir nossas dúvidas e estaremos caminhando nos passos de Cristo. Quando tivermos dúvidas oremos e consultemos os seus ensinos. O evangelho é vida e nos trará paz, ainda que tenhamos de fazer muito do que não gostamos à princípio. Na caminhada deixaremos para traz o egoísmo, a vaidade e tantas outras coisas que nos impedem de fazermos o bem a quem precisa.

O que estiver ao nosso alcance para benefício do reino deve ser feito. Podemos contender com Deus, mas ele sempre tem razão. A sabedoria divina nos transforma e nos desafia. Hoje somos os Onésimos, úteis ao propósito de Deus, aqueles a quem o Senhor delegou seus recursos para ampliarmos seu reino espiritual. Que seja isto o nosso norte nas nossas decisões e não a obrigação em fazê-lo.

Seremos realmente bondosos quando isto for parte de nós, o querer fazer o bem. Cristo nos chama para isto e ele nos capacita pelo Espírito a chegarmos lá. É um dom, um fruto, é divino!

#3_212 Façamos sempre o que é bom!

Ora, quem é que vos há de maltratar, se fordes zelosos do que é bom? Mas, ainda que venhais a sofrer por causa da justiça, bem-aventurados sois. Não vos amedronteis, portanto, com as suas ameaças, nem fiqueis alarmados;
1Pedro 3:13‭-‬14 ARA
https://bible.com/bible/1608/1pe.3.13-14.ARA

Podemos nos preocupar com os efeitos de nossas ações, mas se estivermos fazendo o que é bom diante de Deus, então não devemos temer o que acontecerá conosco. Precisamos sim temer se estivermos fazendo o mal, pois será o próprio Deus quem nos julgará.

Muitos estão se preocupando mais com que o mundo deseja do que com o que Deus nos mandou fazer. E esta é a principal causa da desobediência e rebeldia. As consequências virão e ninguém poderá reclamar depois.

Agora, se sofro por causa do que é verdadeiro não serei encontrado em falta para com Deus, enquanto os meus perseguidores serão. Ái daquele que cair nas mãos de Deus e sua justiça!!!! Quem obedece ao Senhor está debaixo de suas poderosas mãos e o que lhe acontecer foi por permissão de Deus. Não será por pecado, mas para crescimento e testemunho.

Os apóstolos foram perseguidos e martirizado, assim como os primeiros Cristãos. Muitos foram usados como tochas em Roma, lançados como diversão aos leões, destruídos por sua fé no Senhor. Não importa, pois seus nomes estão escritos no Livro da Vida e aguardam o julgamento deste mundo.

Temos a opção de sermos verdadeiros crentes e testemunhas de Cristo ou nos escondermos por trás de máscaras, a hipocrisia. Deus a tudo vê e a todos julgará. A opção nos é dada todos os dias e quem nos chama como testemunhas é maravilhoso e digno do nosso melhor.

Não envergonhemos o nome do Senhor. Quem omite a verdade do evangelho por medo das sanções de um mundo que não deseja ouvir tais verdades já negou a fé! Já não é testemunha e se tornou pior que o mundo que ainda não conheceu a verdade e precisa da luz.

Que as palavras do evangelho ecoem como no tempo dos primeiros Cristãos e ninguém tenha sua vida por mais preciosa que a do próprio Cristo. Afinal, sem o verdadeiro testemunho de fé não há impacto e não existe maior escândalo do que um morrer por todos!

Sem testemunho quem ouvirá de Cristo? Façamos o que é bom e isto significa apontar para o salvador do mundo, Jesus Cristo o Filho de Deus!

Não adianta mudar a verdade de Deus!

Os temores do perverso se tornarão realidade; as esperanças dos justos lhe serão concedidas.
Provérbios 10:24 NVT
https://bible.com/bible/1930/pro.10.24.NVT

Não há como fugirmos daquilo que entendemos ser razoável de acontecer segundo as nossas atitudes. Ainda que o perverso seja hábil em fugir da repreensão, uma hora ela o alcançará. Da mesma forma, os justos também serão alcançados pelos resultados de seus esforços!

Ainda que na atualidade a sociedade esteja tentando mudar a verdade de Deus através de filmes e novelas, o mal não prevalecerá no final e o pecador não arrependido irá para o inferno.

Nunca houve tantas mudanças nos filmes como estamos vendo hoje. Remakes trazem os dantes malvados se tornarem produto da sociedade e até coitados, sendo protagonistas e até aclamados. Vejam os personagens Coringa e Malévola. Não só os personagens ganharam maior destaque em nosso tempo como tiveram seus papéis mudados. Coringa e Malévola eram o mal encarnado e agora são seres incompreendidos e ovacionados como perspicazes e inspiradores do comportamento juvenil.

Antes eram personagens tidos como aqueles que devemos evitar e agora são possuidores de interesse na sua psiquê por suportarem a maldade contra eles mesmos. Portanto, deveríamos ter pena e aceitarmos este comportamento por ser fruto de uma sociedade conservadora arraigada em seu furor por maltratar os incompreendidos.

A verdade é que devemos ser justos, misericordiosos e amorosos para com todos, mas não confundirmos nada disto com aceitar que o mal seja propagado como aceitável ou deixarmos tudo para a justiça de Deus. Se nos calarmos agora as pessoas de bem não serão honradas e as do mal sim. A família é muito importante, mas posso matar a família de muitas pessoas para preservar a minha? Posso tudo em nome da minha família? Pelos “Velozes e Furiosos” eu posso!

E assim temos assistido calados a filmes e mais filmes que estabelecem novos valores sociais e são aclamados por muitos. É com isto que concordamos? Não confiemos no mundo porque Deus dará o pagamento certo e este não será como o mundo de hoje prega. Sou do tempo que bandido era mesmo bandido e sempre se dava mal no final. O bandido dos filmes de hoje se torna o mocinho na continuação da saga e me pergunto o que as crianças estão aprendendo e criando em suas mentes com isto?

Não caiamos no erro de achar que a vida espiritual segue o que se está construindo por estas coisas. Tanto o temor do perverso como a esperança do justo estão determinados por Deus e no Dia do Julgamento não adiantará dizer que aprendeu com Hollywood e filmes de TV. O evangelho está sendo pregado e não esconde nada de nós, mas pelo contrário. Deus é justo e o pecador não sairá impune, a menos que se arrependa a tempo!

Jesus Cristo veio para que o arrependido encontre justificação e mudança de vida. Não seremos coitados, mas novas criaturas que deixaram a maldade para viverem a virtude, saíram da injustiça para vivermos como justos diante de Deus. É tempo de arrepender-se e não temer o juízo pois este é certo que virá sobre todos!

Ano 2#139

Há boas novas em todo tempo, pois Deus proveu saída para nós!

Nós também temos confiança em vós no Senhor, de que não só estais praticando as coisas que vos ordenamos, como também continuareis a fazê-las. Ora, o Senhor conduza o vosso coração ao amor de Deus e à constância de Cristo.”
‭‭2Tessalonicenses‬ ‭3:4-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2th.3.4-5.ara

A perseverança é uma qualidade de quem é paciente. É não desistir, dando continuidade a uma atividade até momento oportuno de para-la. Se pararmos antes de atingir o objetivo então não tivemos paciência de chegar até lá.

A paciência (ou longanimidade) proveniente do Espírito Santo está conjugada de outros aspectos como a bondade e o amor. Também com o domínio próprio que nos capacita a definir as prioridades em nossas vidas espirituais. Assim, o fruto do Espírito nos fará alcançar a constância em Cristo.

Esta é uma questão fundamental, pois o fruto cresce por inteiro como uma semente quando se transforma na planta. O fruto será completo em nós para que nos tornemos como Cristo é! Sem a semente do Espírito Santo não chegaremos à imagem e semelhança prometida por Deus. Dependemos dEle para que venhamos a manifestar a Sua natureza.

Portanto, a confiança de que alguém pratica e permanecerá praticando a vida espiritual em Cristo é proveniente da revelação de que o Espírito Santo está transformando aquela vida. Que sinais mostram isto?

Novamente iremos declarar que são as expressões do fruto do Espírito descritas em Gálatas:

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.
‭‭Gálatas‬ ‭5:22-24‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.5.22-24.ara

Aqui está a métrica para nos auto-analisarmos. Estas coisas crescendo em nós de maneira simétrica, ao mesmo tempo, denotam a capacitação trazida pelo Espírito em nós. Sem isto, permanecemos em nossas próprias forças e não iremos crescer como convém.

Se não estamos mais pacientes, nem benignos, nem alegres e nem sentindo mais paz que há tempos atrás, então é tempo de clamarmos a Deus pedindo pela graça da salvação em Cristo. Este termômetro espiritual aponta para uma situação de distanciamento de Deus, que nos levará à morte eterna.

A boa notícia é que Cristo nos deu a salvação e o Espírito Santo através de seu sacrifício! Temos a graça de podermos nos entregar a ele e sermos restabelecidos em Deus por toda a eternidade!

Podemos nos alegrar e nos fortalecer em Deus ainda que sejamos pecadores. Cristo morreu por nós pecadores para que pelo Espírito Santo sejamos santificados para Deus. É obra de Deus em nós, mas a decisão é nossa!

Que hoje possamos ser pacientes e continuarmos na busca contínua de nos aproximarmos desta graça eterna, olhando para o Senhor e Pai!

Aleluias! Temos um salvador! Não precisamos viver afastados de Deus, pois Ele mesmo nos proveu a saída!

Frutificando no Espírito Santo!

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.
‭‭Gálatas‬ ‭5:22-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gal.5.22-23.ara

Nosso amadurecimento espiritual pode ser medido pela nossa capacidade em expor os nove gomos do fruto do Espírito.

Se é em fruto então significa a manifestação do propósito do indivíduo. O fruto do abacateiro é um abacate. O fruto de um discípulo de Jesus é o fruto do Espírito Santo.

O amor, a alegria e a paz são estados interiores que provém do conhecimento da graça de Deus para as nossas vidas. Se reconhecemos a nossa situação espiritual anterior à salvação em Cristo, então seremos gratos à Deus, estaremos em paz pois sabemos para onde iremos, a alegria da salvação nos manterá firmes nas lutas e o amor do Senhor será compartilhado porque a graça dEle nos constrange a não sermos egoístas!

Longanimidade (paciência), benignidade (pensar no bem) e bondade (fazer o bem) serão consequências de uma vida de quem busca levar o amor a outras pessoas. Quem pensa fazer o bem a alguém e procura fazer da maneira certa, tem de suportar o humor ou a ignorância daquele a quem queremos prestar o serviço. Nem todos entendem o bem que podemos querer fazer e muitas vezes não seremos bem recebidos ou receberemos gratidão de quem quisermos ajudar. Mas a abnegação de Cristo está inclusa nisto!

Fidelidade (ou fé), mansidão e domínio próprio são os aspectos visíveis e exteriores daquele que frutifica no Espírito. Sou do tempo em que havia uma expressão sobre alguém que hoje chamamos de “ponta firme”. A gente dizia que “colocava fé” no fulano porque sabia que ele não nos deixaria na mão. Uma pessoa fiel produz fé no coração daqueles que o conhecem! Ser manso e ter domínio próprio são capacidades de controlar o estado emocional e buscar tratar os outros com ar humilde e brando.

Contra estas coisas não há lei, o que significa que estão acima de qualquer lei religiosa e que nenhuma doutrina é capaz de supera-las! Exige conhecimento e relacionamento com o Espírito Santo, não um mero proceder religioso baseado em faça isto e não faça aquilo.

Crer em Jesus e receber o Espírito Santo é viver diariamente sendo transformado em seres espirituais maduros, ainda que em algumas áreas tenhamos mais dificuldades. Certamente viveremos pelo melhor de Deus e estaremos ajudando a transformar o mundo à nossa volta.

Creia em Jesus Cristo e serás salvo tu e tua casa (Atos 16.31), pois o fruto do Espírito Santo será manifesto em nós e através de nós, para a glória de Deus!