#3_268 Os sinais dos tempos são discernidos pelo espírito!

Mas Jesus respondeu: — Chegada a tarde, vocês dizem: “Teremos tempo bom, porque o céu está avermelhado.” E, pela manhã, vocês dizem: “Hoje teremos tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio.” Na verdade, vocês sabem interpretar a aparência do céu. Então como não são capazes de interpretar os sinais dos tempos?
Mateus 16:2‭-‬3 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.16.2-3.NAA

Conhecimento do mundo não representa capacidade de enxergar o espiritual. Quanto mais conhecemos sobre os fenômenos naturais mais caímos na arrogância de acharmos que o mundo espiritual segue as mesmas leis que regem o físico.

Aqui só os fortes deveriam sobreviver, como acontece no reino animal onde os fracos são abandonados ou comidos para não perpetuar a fraqueza na espécie. No entanto, no Reino de Deus os fracos devem ser protegidos e cuidados para se tornarem fortes (Romanos 14 e 15).

No mundo espera-se que o mal recebido posso ser pago com vingança, a partir de quem foi ofendido. Cristo nos chama para darmos a outra face, pagar o mal com o bem, amarmos nosso inimigo, dar-lhe um banquete! Não é a toa que o evangelho é loucura para o mundo.

Se olharmos com os olhos naturais teremos muita dificuldade até mesmo de entender porque um mal nos sobrevém enquanto estamos em obediência e santidade diante de Deus. Nossa ignorância em termos espirituais é enorme e precisamos buscar a sabedoria que vem do alto, senão não suportaremos nem o dia mal.

O mundo murmura enquanto sofre. No Espírito Santo estaremos agradecendo pelo bem ou mal pelos quais já passamos. Estaremos olhando para o resultado da obra de Cristo em nós e não nas circunstâncias. Não é fácil, certamente, mas é possível com o Senhor. Discernimento do mundo espiritual só é possível através de uma vida espiritual.

Mudemos nossa forma racional de vivermos neste mundo. Paulo nos ensina no capítulo 12 de Romanos que apenas pelo enxergar do espírito viveremos em sacrifício santo e agradável a Deus, o que se tornará o nosso culto (logikos). Não deveremos nos amoldar a este mundo e nossa mente e espírito serão expandidos espiritualmente.

Olhemos e busquemos as coisas do alto e coloquemos nelas o nosso coração. Assim estaremos em condição de entendermos os sinais dos tempos já preparados por nosso Senhor que é bom e misericordioso! Tudo está preparado e os sinais estão presentes. Será que os estamos enxergando? Estamos preparados? Maranata ora vem Senhor Jesus!

#3_147 Mateus 23:23-24

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas! Guias cegos, que coais o mosquito e engolis o camelo!
Mateus 23:23‭-‬24 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.23.23-24.ARA

Não compreender os fundamentos da fé nos tira do caminho deixado por Cristo. Se não estivermos sendo transformados em pessoas justas, santas e misericordiosas de nada valerá nossas obras para edificação nossa e de outras pessoas. Estamos sempre lembrando que obras só abençoam se feitas pelos preceitos de Deus. Obra para ser visto e adorado por homens não são obras de justiça e nem de misericórdia.

Ao mesmo tempo, quem está se tornando mais santo e misericordioso não deixará de abençoar vidas que estão necessitadas. A motivação certa só é vista por Deus e estaremos julgando uns aos outros se tentarmos classificar pelo que vemos. Nem todo o que professa ser Cristão o é, mas aquele em que o Espírito Santo está se movendo pela fé em Cristo!

Em nossos dias a dificuldade é a mesma dos tempos antigos. Entregar a outros nosso tempo e recursos financeiros por amor é e sempre será o desafio do Cristão. Só conseguimos superá-lo quando olhamos para Cristo que deu tudo de si por nós e ficamos constrangidos a fazer o mesmo. A religiosidade não age assim, mas espera obter algum tipo de vantagem ao ajudar na obra. Seja alcançar uma posição entre os homens e/ou obter favores de Deus.

O Senhor está vendo e computando, separando as motivações e alertando sobre o nosso erro. Consideremos o que o mestre nos ensina e nos arrependamos de nossas estratégias mundanas. Tudo vem de Deus e é para Deus. O que temos é a oportunidade de gerenciarmos o que está em nossas mãos a favor dos que estão à nossa volta. Deus espera que façamos da maneira certa e recompensará o obediente. De resto, alegremo-nos por tamanha graça em poder cooperar com o Reino de Deus. O que passar disso é vaidade e religiosidade!

#3_145 Primeiros e Últimos

E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe [ou mulher], ou filhos, ou campos, por causa do meu nome, receberá muitas vezes mais e herdará a vida eterna. Porém muitos primeiros serão últimos; e os últimos, primeiros.
Mateus 19:29‭-‬30 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.19.29-30.ARA

Jesus usa uma forma de linguagem que nos confunde em nossa língua. Como últimos podem ser primeiros e primeiros últimos? Ele está a dizer a respeito de momento de chegada no Reino versus posicionamento em autoridade no Reino de Deus.

Dependendo de quando eu me converto posso chegar muito mais cedo do que outras pessoas, mas posso exercer minimamente o poder espiritual e ter pouca efetividade no Reino de Deus. Entendendo que Jesus sempre nos fala que haverá diferença de galardão e posicionamento no Reino, entendemos que haverá graduação de responsabilidades de acordo com o desempenho que aqui obtemos para a obra de Deus.

Assim, as obras feitas em vida trazem um acúmulo de galardão no céu. Como usamos os recursos aqui refletirão em nossas vidas lá. Não para salvação, mas para galardão. Ser último ou primeiro de chegada não importará lá nos céus, pois só depende de quando Deus se revela para nós aqui. Ser último ou primeiro lá, vai depender do esforço empregado depois de nossa conversão.

Qual o nosso empenho para o Reino de Deus? Para alguns é apenas um lugar recebido de graça. Para outros é o maior tesouro que poderíamos receber! Como enxergamos o Reino faz toda a diferença em nossa conduta hoje e amanhã. Quem mais reconhece seus pecados perdoados terá maior empenho em gratidão.

Importa olharmos para o mestre e entendermos nosso chamado. Alguns de nós precisarão deixar tudo, outros nem tanto. Mas, acabaremos por deixar para trás pessoas ou empregos ou circunstâncias para podermos atingir nosso propósito e isto é abrir mão de nossas vidas. Em maior ou menor grau estaremos colaborando com o Reino e atingiremos alguma escala de galardão.

Verdadeiramente não devemos nos importar com o quanto atingimos, pois sempre poderemos fazer mais ou menos, mas se estamos onde o mestre espera que estejamos. Com ele estaremos eternamente e é bom que entendamos isto desde já!

#3_144 Mateus 18:3

E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.
Mateus 18:3 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.18.3.ARA

Converter-se e se tornar como uma criança são demonstrações de uma nova vida em Cristo. Nele é que podemos fazer estas coisas. Que obras faríamos para nos tornarmos como crianças? Com este pensamento é que Nicodemos (João 3) perguntou a Jesus como alguém poderia nascer de novo já sendo velho.

Isto é espiritual e não carnal. Não são obras de ações feitas pela mão do homem, mas pela regeneração só existente em Cristo. Ser criança é ter um coração sem malícia, sem maquinar o mal e nem guardar o mal recebido. É poder iniciar o dia sem as marcas do dia anterior.

Crianças não estão em busca de poder, posição ou condição social. Vivem pelo prazer e brincam sem se importar a respeito de onde veio a outra criança. Os que já estão pensando nestas coisas já deixaram de ser crianças pois já se preocupam com coisas de adulto malicioso. Crianças que são racistas, ou isolam os menos favorecidos, já não andam em pureza de coração.

Se deixamos a fase da inocência então precisamos nos converter de nossos pensamentos e ações. Se não formos como crianças não poderemos adentrar no Reino de Deus. E para o sermos precisamos de Cristo, o Salvador e Senhor! Sem Cristo continuaremos adultos maliciosos e de fora do Reino. Importa-nos buscar a Cristo!

#3_105 Mateus 7:12

Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.
Mateus 7:12 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.7.12.ARA

O evangelho nos ensina a semear o que desejamos colher. Muitos se entristecem por não receberem o que desejam onde estão e saem para buscar em outros lugares. Esquecem-se que se não mudarmos esta questão continuará sendo assim depois de nós. Temos uma opção em nossas vidas, de reclamarmos ou começarmos a fazer o que acreditamos que devia ser feito.

Isto deve ocorrer em todas as áreas de nossas vidas! Se em nosso trabalho não há gentileza, sejamos gentis. Se não há lealdade, sejamos leais. Se em minha família não há amor, que amemos primeiro. Se não recebi perdão, perdoarei primeiro.

Fomos colocados por Deus nesta vida para fazermos diferença e não para sermos mais um a reclamarmos. Aliás, murmuração é coisa do diabo e seus seguidores. Se sou de Cristo darei fruto onde estiver.

Não preciso sair de meu país apenas para ser melhor ou apenas receber o que desejo, mas posso e devo sair se for para me tornar melhor e voltar para transformar aqueles que não tiveram a mesma oportunidade. Também podemos ir para transformar aquele lugar, mas isto significa que os que lá estão não deram este passo primeiro.

Precisamos decidir a respeito de nosso egoísmo. Se vivo para mim, então minhas decisões de vida serão para maximizar a minha satisfação pessoal. Se vivo para Cristo, iremos decidir maximizar os efeitos para o reino. Isto significa ir na contramão da razão meramente humana, autopreservação e tantas outras coisas que nos tornam nossos senhores. Se sou de Cristo já não decido para mim, mas por causa dele.

Podemos enriquecer, mas para que seja para enriquecer a outros também. Podemos crescer em todas as áreas para que Deus seja glorificado através de nossas vidas, mas isto certamente significará ser útil para as pessoas. Olhemos para as nossas decisões e vejamos por que estamos onde estamos. Se não for para o Senhor então é para nós, e isto mostra que ainda precisamos nos render aos seus pés.

Cristo deu sua vida para que nós tivéssemos vida e cabe a cada um de seus discípulos entregar nosso tempo e recursos para que o reino cresça de todas as formas. Desenvolvemos um mundo melhor, para que outros recebam como gostaríamos de tê-lo encontrado! Assim Deus é glorificado e nosso legado preservado para toda a eternidade.

#3_80 Lucas 23:42-43

E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.

Lucas 23:42-43

Esta passagem ilustra as Boas Novas da salvação em Cristo Jesus! Um ladrão vil e mal, sendo crucificado por seus erros e delitos, reconhece o senhorio de Cristo e se rende nos seus momentos finais de vida. Não há tempo de se redimir, seu fim é iminente, não haverá boas obras. O mal já está feito, mas a salvação está ao seu alcance.

A justiça de Deus não é como a nossa. Para o SENHOR todos nascemos em maldade, afastados dele, sentenciados ao inferno. Ainda não evidenciamos externamente o pecado mas iremos fazê-lo, será questão de tempo. Em nosso interior estamos afastados dele. Assim, fazendo muito mal ou pouco mal não há distinção para quem É Santo! Nós é que nos achamos justos ou bons, mas não há ninguém bom!

Em termos espirituais estamos mortos, precisando de um salvador. Em termos carnais podemos até ser considerados bons cidadãos, mas o cidadão celestial tem Jesus Cristo como seu salvador e o Espírito Santo como seu penhor. Os filhos de Deus são os que creem nele e passam a buscar esta vida sem pecados, ainda que pequem de uma maneira ou de outra.

É um processo a ser desenvolvido depois que passamos a crer em Cristo. Ninguém se torna santo por suas próprias obras, mas as obras do Espírito Santo é que tornam o santo apto às boas obras. Os homens e mulheres que fizeram e fazem milagres no Senhor são os que creem nele, não os que são bons o suficiente para merecerem fazer tais sinais.

No Egito, enquanto Moisés fazia os sinais e maravilhas diante de faraó, alguns destes sinais foram replicados pelos feiticeiros do faraó. Nem todo sinal e milagre provém de Deus, mas a salvação vem somente das mãos dEle. Não nos enganemos, nossa percepção de justiça é falha. Só há salvação a partir de Deus, e Cristo é o caminho a verdade e a vida!

Não há outra oração a ser feita que não esta, que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas e nos leve para seu reino de paz, pois Ele É o único que pode nos dar esta dádiva! Sejamos humildes e crentes no Senhor. Louvemos a Deus, pois a sua misericórdia dura para sempre!

#3_79 Mateus 24:42-44

Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa. Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.

Mateus 24:42-44

Jesus é Senhor! Ainda que o tenhamos como amigo, mestre e irmão ele também é Senhor em nossas vidas. Precisamos lembrar que todo cristão é servo e que um dia o Senhor voltará. Nossas obras serão o nosso legado e a forma de evidenciarmos o quanto nos preocupamos em honrar a Deus e glorificar Seu nome entre nós.

Cristão não se preocupa com salvação ou morte, mas em como agradar o seu Senhor e amar ao próximo. Esta é a nossa perseverança e motivação. Nada mais deve importar, já que a eternidade é uma verdade que temos por certa em nossas vidas. O que estamos fazendo e por que? A quem estamos agradando e por que?

A vigilância é o processo em que mantemos nosso foco na graça e no poder de Deus a nós confiado como igreja do Senhor. É manter-se na busca de fortalecer o Reino de Deus e de impedir a ação do inimigo de nossas almas sobre aqueles que estão à nossa volta. Estar vigilante é manter-se ocupado com as coisas de Deus enquanto vivemos neste mundo.

Estar vigilante é estar preparado para a volta do Senhor e esta acontecerá sem que nenhum de nós saiba dia e hora. O amor é o meio pela qual vigiamos em todos os sentidos. Sem ele estaremos dispersos e preocupados com o que não edifica. Estejamos prontos e que sejamos encontrados fiéis, pois grande será o momento do reencontro!

#3_75 João 7:37-39

No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba.  Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.  Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado.

João 7:37-39

O Espírito Santo é referenciado muitas vezes como água nas escrituras. Jesus foi glorificado em sua morte e ressurreição e, no Dia de Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado sobre toda a Terra. Daquele dia em diante os que creram em Jesus recebem o Espírito Santo em seu interior! Rios de água viva fluem do dentro, conforme a promessa de Cristo, desenvolvendo o Fruto do Espírito naquele que o recebeu!

Isto é vida para si e para outros, ser fonte de vida porque Deus habita no que creu e se torna um servidor do Reino de Deus. O compromisso em viver como discípulo é uma fonte de vida para que outros se acheguem e também creiam. Jesus estabeleceu sua igreja a partir da fé em sua obra e assim o caminho para o Pai está estabeleceido.

Quem crer passou da morte para a vida e se torna uma fonte para outros. Quem não crê permanece morto em seus pecados. Dura são estas palavras, por isso precisamos tanto da salvação em Jesus. Os judeus o menosprezaram e hoje muitos continuam fazendo isto. Importa conhecê-lo e nos rendermos ao seu chamado!

#3_74 João 6:44-45

Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Portanto, todo aquele que da parte do Pai tem ouvido e aprendido, esse vem a mim.

João 6:44-45

Jesus é o caminho. Hoje temos esta oportunidade de nos achegarmos a Deus através do sacrifício de Cristo. Olhemos para o nosso salvador e Senhor!

#3_70 Mateus 13:16-17

Bem-aventurados, porém, os vossos olhos, porque veem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não viram; e ouvir o que ouvis e não ouviram.

Mateus 13:16-17

Hoje temos uma Bíblia compilada, disponibilizada para centenas de línguas, de maneira a termos acesso a todo o conhecimento deixado por Deus em vários séculos. Sabemos como o Velho Testamento apontava para Cristo e qual foi o significado de sua vinda.

Nada disto era possível no tempo dos profetas. Isaías profetizou sobre Cristo 700 anos antes de sua vinda. Muitos países não tem este tempo de existência e só isto nos dá uma mostra da coesão e do poder da Palavra de Deus que permanece até os dias de hoje!

Jesus ensinou a todos os que estavam ao seu redor, mas muitos estavam com os olhos e ouvidos tampados. As escamas espirituais não nos permitem enxergar ou ouvir as verdades de Deus quando não desejamos nos submeter ao Seu poder.

Nem todos serão alcançados pelo evangelho da graça, e ter entendimento sobre Cristo é um tesouro a ser festejado como o próprio Senhor ensina. Temos o falso entendimento de que todos serão salvos e ninguém vai para o inferno, mas isto não é verdade.

Se o transgressor não fosse preso, onde estaria a justiça? Como poderíamos desejar fazer o bem se o resultado de se fazer o bem ou o mal fosse o mesmo? Deus separará cada um no Dia do Juízo e não haverá apelação de sentença no tribunal do SENHOR.

Quem tem Jesus tem o advogado de que precisa para ser justificado e viverá na liberdade, mas quem não o tiver será sentenciado à morte eterna. Ali haverá choro e ranger de dentes, diz o Senhor!