#3_134 Judas 1:4

Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo.
Judas 1:4 ARA
https://bible.com/bible/1608/jud.1.4.ARA

Continuamos na luta em expor que há um grave erro quando se declara que todos os “caminhos” levam a Deus. Jesus veio porque isto não é verdade. Se fosse ele não precisaria vir! Se todos somos filhos de Deus então nenhum sacrifício do Filho Unigênito seria necessário!

Há uma busca em todos os tempos de se desviar o entendimento da graça em Cristo, seu senhorio e na impossibilidade de chegarmos a Deus a não ser por ele. Jesus é o único caminho para a entrada no reino celestial e precisamos dele desesperadamente!

O Senhor construiu a ponte que faltava, o meio pelo qual podemos passar pelo abismo criado pelos nossos pecados para nos achegamos ao Deus santíssimo! Transformar em libertinagem a graça é considera-la acessível de maneira comum, sem a obra redentora de Cristo.

A impiedade é manter-se alheio ao perdão divino em Jesus e perseverar em alcançar mérito para obter esta graça. Somos vaidosos e perversos. Basta uma oportunidade e viramos as costas para os que nos ajudam e ajudaram. Quem pode manter-se santo por si mesmo?

A impiedade levará os que a abraçam para um destino muito diferente. É tempo de nos desviarmos dela e abraçarmos a Cristo, o único e suficiente salvador! Ele é Soberano e Senhor!!!!

Deus é soberano!

Que diremos, então? Que Deus é injusto? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: “Terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e terei compaixão de quem eu tiver compaixão.” Assim, pois, isto não depende de quem quer ou de quem corre, mas de Deus, que tem misericórdia.
Romanos 9:14‭-‬16 NAA
https://bible.com/bible/1840/rom.9.14-16.NAA

Temos escrito sobre não termos nenhum mérito diante de Deus que nos favoreça à vida eterna. Se não for Deus a nos salvar pereceremos todos, pois somos pecadores e apartados de Deus. Não é à toa que fazemos guerras entre nós, violências uns contra os outros, por vaidade, vingança e luxúria. Nosso mal nos torna incompatíveis com a santidade de Deus.

A misericórdia de Deus veio a todo o mundo através de Cristo. Sem o evangelho estaremos fadados a não assumirmos nossos pecados e buscarmos por arrependimento. Sem Jesus não há o derramar do Espírito Santo em nossos corações e não mudaremos de atitude diante de nossa natureza carnal. Engana-se aquele que se acha capaz de fazer isto por muito contribuir com a vida alheia. Ter o Espírito é fruto da fé e não de obras.

Deus é soberano e determina o derramar do seu Espírito a quem lhe interessar. Se não o recebemos ainda precisamos nos humilhar, pois a justiça virá e ai de quem não estiver justificado. Se já recebemos o Espírito, sejamos gratos e vivamos em temor, pois a dádiva da salvação não aconteceu para todos os viventes. Deus não se obriga a salvar a todos que permanecem em desobediência, muito pelo contrário.

Assim, Ele dá oportunidade de arrependimento a todo ser humano e busca verdadeiros adoradores para lhe adorarem em Espírito e em verdade. Ser alcançado por tamanha graça é uma dádiva. Estamos agradecidos e usando esta graça para a glória de Deus ou estamos desperdiçando nossas vidas sem propósito algum?

Deus tem misericórdia com quem quer porque ninguém a merece. Portanto, quem não recebeu não pode reclamar e quem recebeu não deve parar de agradecer, pois é um privilégio! Sejamos gratos e sinceros, atentos ao Todo-Poderoso, com alegria e temor, humildade e amor.

Deus é soberano e não depende de nós se Ele fará ou não, mas depende de nós a reação a respeito do que já recebemos. Nossa gratidão ou ingratidão são fruto do que reconhecemos desta soberania. Se enxergamos a misericórdia seremos eternamente gratos!

Ano 2#356

Mulheres são o apoio imprescindível!

Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.
‭‭Gênesis‬ ‭2:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.2.18.ara

Homens precisam das mulheres, ainda que não lhes dê atenção ou importância. Deus construiu a humanidade para que houvesse dependência mútua.

O termo auxiliadora idônea significa alguém necessário para alcançar êxito, sem o qual não conseguirá atingir a meta. Portanto, são imprescindíveis!

Assim, o homem necessita da mulher para alcançar seus objetivos na Terra como humanidade! Porque os homens são mais fortes acabaram por subjugar as mulheres, mas isto não é porque Deus assim deseje.

Quando Eva pecou recebeu o direcionamento de Deus de que o seu desejo seria para o seu marido, ou seja, iria concordar em viver com ele, mas não significa ser subjugada. Há uma grande diferença aqui!

Casais existem para vencerem juntos as demandas da vida. A força do homem, unida a estratégia da mulher, fazem com que os dois alcancem mais longe em termos de subsistência.

Homens solteiros tendem a viver uma vida cujo propósito é maximizar o seu prazer e atingir suas metas no trabalho ou de vida. Já os casados pretendem alcançar êxito para que a família tenha oportunidade de ir mais longe. Deixa de pensar em si e passa a pensar no grupo.

A comunhão do casal é imprescindível para atravessarmos todos os problemas. A racionalidade do homem é o que permite irmos além quando o emocional da mulher cristaliza as suas atitudes, em meio aos fortes impactos da vida.

Um equilibra o outro e os dois atingem juntos os propósitos de Deus! Homens precisam das mulheres e as mulheres precisam dos homens, e todos precisamos de Deus!

Nem todos irão se casar e nem todos ficarão solteiros. Há um propósito em Deus para cada um de nós e iremos cumpri-lo segundo a ajuda que buscarmos nEle.

No trabalho as mulheres também fazem diferença, pois trazem um ponto de vista diferente e agregam valor naquilo que o homem não foi construído. Merecem estar em qualquer atividade da sociedade.

Não deveria haver machismo e nem feminismo. Isto só acontece por ignorância da cultura. Se entendermos o plano de Deus estas coisas perdem o sentido! Todos somos iguais perante Deus!

Em Cristo temos esta percepção, pois somos regenerados para alcançarmos nosso propósito. Que entendamos o papel das mulheres como as ajudadoras idôneas enviadas por Deus e vivamos a plenitude da humanidade!

A autonomia do homem é fruto da soberania de Deus!

De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos. Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti. Bendito és tu, Senhor; ensina-me os teus preceitos.
‭‭Salmos‬ ‭119:10-12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.119.10-12.ara

O salmista externa o seu apreço aos preceitos de Deus, seus mandamentos, a sua palavra! Chega a dizer que as guardou dentro do coração, internalizando a vontade de Deus para não se desviar do caminho.

A vontade de Deus para o homem é que todos sejam salvos e abençoados. Na sua soberania permitiu que o homem decidisse aceitar ou não seguir pelos seus preceitos. Logo no início Adão e Eva decidiram não seguir, perdendo a comunhão e muitas outras bençãos de Deus.

A soberania de Deus fez com que determinasse que não seríamos todos robôs na criação, mas seres pensantes e com autonomia. Nos fez como a Sua imagem e semelhança, poder de nos auto-determinar.

Muitos hoje criticam e questionam a Deus por que Ele nos deu esta autonomia já sabendo que iríamos decidir contra os seus preceitos. Este pensamento questiona a sabedoria de Deus e até a Sua benevolência, colocando na “conta” dele todo o mal que a humanidade pratica.

Ora, se eu educo meus filhos, dando-lhes toda a educação possível, e eles decidem praticar o mal, sou eu o responsável? Não mostrei o que era certo? Não lhes proporcionei o meu melhor? Se não lhes der opção de escolha, mas decidir tudo por eles, serei mais justo por isso? Quem estaria vivendo na verdade?

Somos responsáveis por nossas ações e não adiantará transferir a culpa para ninguém. Adão culpou Eva que culpou a serpente e acabaram todos saindo da presença de Deus. Com maiores poderes de decisão aumentam as responsabilidades.

Um adulto é responsável pelas suas atitudes e escolhas. Como as tomaremos? Pela experiência dos demais que não buscam a Deus? Se não mudarmos o processo não mudaremos nossos resultados! Somos todos iguais e as saídas dependerão das mudanças processuais que são modificadas quando conheço o que Deus planejou para nós.

O homem precisa buscar a Deus para manter um relacionamento com quem pode nos direcionar nas diversas etapas da vida. Este relacionamento começa na meditação das Escrituras, pois são as palavras de Deus para nós! Se buscarmos ouvi-lo de todo o nosso coração não erraremos, pois Ele estará conosco, nos guiando como o Bom Pastor!