Deus é soberano!

Que diremos, então? Que Deus é injusto? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: “Terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia e terei compaixão de quem eu tiver compaixão.” Assim, pois, isto não depende de quem quer ou de quem corre, mas de Deus, que tem misericórdia.
Romanos 9:14‭-‬16 NAA
https://bible.com/bible/1840/rom.9.14-16.NAA

Temos escrito sobre não termos nenhum mérito diante de Deus que nos favoreça à vida eterna. Se não for Deus a nos salvar pereceremos todos, pois somos pecadores e apartados de Deus. Não é à toa que fazemos guerras entre nós, violências uns contra os outros, por vaidade, vingança e luxúria. Nosso mal nos torna incompatíveis com a santidade de Deus.

A misericórdia de Deus veio a todo o mundo através de Cristo. Sem o evangelho estaremos fadados a não assumirmos nossos pecados e buscarmos por arrependimento. Sem Jesus não há o derramar do Espírito Santo em nossos corações e não mudaremos de atitude diante de nossa natureza carnal. Engana-se aquele que se acha capaz de fazer isto por muito contribuir com a vida alheia. Ter o Espírito é fruto da fé e não de obras.

Deus é soberano e determina o derramar do seu Espírito a quem lhe interessar. Se não o recebemos ainda precisamos nos humilhar, pois a justiça virá e ai de quem não estiver justificado. Se já recebemos o Espírito, sejamos gratos e vivamos em temor, pois a dádiva da salvação não aconteceu para todos os viventes. Deus não se obriga a salvar a todos que permanecem em desobediência, muito pelo contrário.

Assim, Ele dá oportunidade de arrependimento a todo ser humano e busca verdadeiros adoradores para lhe adorarem em Espírito e em verdade. Ser alcançado por tamanha graça é uma dádiva. Estamos agradecidos e usando esta graça para a glória de Deus ou estamos desperdiçando nossas vidas sem propósito algum?

Deus tem misericórdia com quem quer porque ninguém a merece. Portanto, quem não recebeu não pode reclamar e quem recebeu não deve parar de agradecer, pois é um privilégio! Sejamos gratos e sinceros, atentos ao Todo-Poderoso, com alegria e temor, humildade e amor.

Deus é soberano e não depende de nós se Ele fará ou não, mas depende de nós a reação a respeito do que já recebemos. Nossa gratidão ou ingratidão são fruto do que reconhecemos desta soberania. Se enxergamos a misericórdia seremos eternamente gratos!

Ano 2#356