Todo trabalho no reino importa. Mas, estamos interessados?

Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele. Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar e a exercer a autoridade de expelir demônios.
‭‭Marcos‬ ‭3:13-15‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.3.13-15.ara

Muitos enxergaram em Jesus o Cristo, mas apenas 12 foram escolhidos por ele para andarem juntos e terem um treinamento mais específico. Jesus tinha seguidores, discípulos e apóstolos.

Os seguidores eram os que necessitavam de uma cura ou eram curiosos. Os discípulos eram os que desejavam aprender com ele. Já os apóstolos foram comissionados por ele, recebendo também autoridade sobre demônios.

Qual a nossa situação hoje? Em que grupo estamos? Dos necessitados e curiosos? Dos interessados apenas na doutrina? Fomos chamados para expor o evangelho e libertar os cativos?

Esta é uma das perguntas que devemos responder a nós mesmos antes de continuarmos a caminhada na terra. Deus nos criou para multiplicarmos a Sua imagem e semelhança. Ele tem zelo pela criação e é comprometido com ela.

Estamos comprometidos como o Senhor? Ou estamos satisfeitos em conhecer a doutrina e viver para nós mesmos? Qual a diferença que nossas vidas estão fazendo neste mundo? Somos curiosos ou transformadores?

Jesus veio nos dar a filiação e o compromisso de construirmos um reino celestial nos corações. Importa irmos com Jesus. Ele escolhe dentre os que trabalham e se empenham em algo. Os descompromissados não se interessam por nada e nem ninguém.

Olhemos para o alto e peçamos a Deus a oportunidade de vivermos para Ele. Estejamos preparados para sermos comissionados, pois o que não falta é trabalho! Alguns serão simples e parecerão sem importância, mas tudo importa no reino! Até um copo d’água para alguém que precisa não será ignorado pelo Senhor!

Somos cooperadores da obra de Deus!

“Saiu aquele que estivera morto, tendo os pés e as mãos ligados com ataduras e o rosto envolto num lenço. Então, lhes ordenou Jesus: Desatai-o e deixai-o ir.”
‭‭João‬ ‭11:44‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.11.44.ara

Toda vez que leio esta passagem fico maravilhado ao imaginar o evento, presenciando o espanto e admiração, o milagre e a euforia dos amigos e familiares, da satisfação de Cristo ao ver a alegria tomar conta da tristeza!

Cristo veio para dar vida. Temos visto tanto sofrimento neste mundo porque a humanidade não busca a Deus. Não há interesse em crescer ajudando, mas destruir outros para reinar sobre eles.

Nossos corações precisam estar preparados para não nos alegrarmos na tristeza dos outros, mas chorar com eles. Muitas empresas fecharam e pessoas foram demitidas. Não é tempo ainda de comemorarmos porque subsistimos como empresas e muito menos porque somos dos poucos que agora poderão crescer em um mercado com menos competição.

Precisamos crescer por competência e não na alegria da derrota dos demais. Precisamos ser éticos e deixar os costumes do mundo para trás. É tempo de luto enquanto trabalhamos para levantar os que caíram. É tempo de trabalhar para que eles possam voltar.

Uma nação forte é aquela em que os cidadãos trabalham para que ela se fortaleça e não na que estes se enriquecem para levar para fora as riquezas. Se estamos pensando em enriquecer neste país apenas para podermos ir para outro, estamos enganados.

Podemos até ir para fora, mas a nossa motivação deve ser a de levar o amor de Deus e não de buscar conforto em outro lugar. Somos chamados a sermos edificadores aonde estivermos e não meros consumidores. Na velhice ainda daremos frutos e em todo tempo poderemos ser luz para os que se perdem.

Sejamos gratos se permanecemos de pé e humildes para pedir ajuda se cairmos. Nesse tempo, tenhamos compaixão uns pelos outros, crendo e trabalhando para termos dias melhores!

Não há situação que permaneça ruim se temos Deus conosco, Emanuel, Jesus Cristo! Vamos desatar os panos que cobriram os que estão mortos, pois o Senhor está chamando à vida! Somos dos que abrem as portas dos túmulos e tiram as ataduras.

O milagre do ressuscitar é de Cristo! Somos cooperadores dele! Iremos nos alegrar quando a vida voltar e presenciarmos o agir de Deus em nosso meio! Isso é prosperidade!

Devemos ter misericórdia também para quem trabalha para nós.

Senhores, tratai os servos com justiça e com equidade, certos de que também vós tendes Senhor no céu.
‭‭Colossenses‬ ‭4:1‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/col.4.1.ara

A Bíblia nos ensina que Deus vê tudo e a todos. Temer a Deus é, em primeiro lugar, ter esta consciência de que nada fica sem registro nos céus e ninguém gostaria de que o que fez de errado fosse visto por outros, certo?!

Assim, empregadores são senhores e devem lembrar que há o Senhor a observar do alto a forma de trabalho de todos.

Este sentimento de estar sendo monitorado pode ser bom ou ruim. Há pessoas que se intimidam e outras que desejam se mostrar. Ora, se estamos a viver para Deus, não devemos nos preocupar com nada disto.

Importa-se com monitoramento quem não consegue se controlar e tem medo de errar. Se o Espírito nos conduz, não há nada a esconder porque estamos buscando fazer o certo, e não há nada para mostrar porque o próprio Deus nos ajudou a faze-lo! Isto tira de nós toda a pressão do monitoramento.

Assim deveria ser nas empresas e organizações de todo tipo. Se os empregadores estão apoiando as atividades de seus empregados, o monitoramento não é para identificar a falha dos indivíduos, mas para acompanhar a eficiência geral do processo.

Precisamos aprender com o Senhor que nos ama e busca a nossa edificação. Se Deus fosse apenas um cobrador de eficiência espiritual, nenhum de nós adentraria os céus!

Todos estamos em aprendizado, e todos precisamos da graça e da misericórdia. Assim, que esta misericórdia também esteja presente em nossos trabalhos! Isto é bom e Deus se alegrará ao ver isto acontecer!

Se estamos com dificuldade em perdoar e dar outra oportunidade, peçamos a Cristo que nos ajude e oriente. Embora não tenhamos recursos para perder, não está fácil se alguém perder o emprego.

Podemos edificar bons profissionais ou apenas cobrar desempenho. Como queremos ser tratados deve ser a nossa forma de tratar! Estamos semeando para colher!

Habilidades e recursos são necessários para todo tipo de trabalho!

Eis que lhe dei por companheiro Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã; e dei habilidade a todos os homens hábeis, para que me façam tudo o que tenho ordenado:
‭‭Êxodo‬ ‭31:6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/exo.31.6.ara

Esta passagem está no contexto de Deus definindo o trabalho que deveria ser feito para se guardarem as Tábuas da Lei, dadas a Moisés. Trabalho que exigiria pessoas com talento e habilidades diferenciadas.

Todo o material já estava nas mãos do povo de Israel quando saiu da terra do Egito. Receberam ouro, prata, animais e muito tecido, tudo que puderam carregar da terra de sua escravidão.

É certo que quem disse que Deus capacita os escolhidos e que, por isso, só depende de nós o querer realizar e perseverar foi Albert Einstein.

No entanto, Einstein tem razão também nesta colocação. A obra do Tabernáculo, para se guardar a Arca da Aliança com as Tábuas da Lei, foi o primeiro trabalho dado à Israel por Deus.

O Senhor diz a Moisés que as habilidades foram dadas por ele, os dons que cada um recebe de nascença. Ora, habilidades são desenvolvidas, de acordo com o aperfeiçoamento individual.

Temos esportistas, músicos, artistas que começaram desde cedo a praticar seu talento e são mulheres e homens que transformam algo simples em coisas extraordinárias!

Um desenho é feito com luz, lápis e papel; uma música depende de instrumentos musicais; um esporte, de um local também adequado. Assim, precisamos do esforço e do apoio da estrutura.

Empresas esperam que seus funcionários sejam bem sucedidos e, por isso, lhes proporcionam as condições adequadas para atingirem seus objetivos. De resto, é cada um fazendo o seu melhor para desenvolver a empresa, arte, esporte, seu chamado!

Igrejas não devem ser diferentes disso. Membros chegam com dons e há que se ter a oportunidade de desenvolve-los. Como esperar que um membro cresça espiritualmente sem lhe proporcionar os meios adequados?

Muitos líderes colocam isto na conta do Espírito Santo e só dão tempo aos membros para que eles surjam obreiros completos, profetas, missionários, pregadores e etc!

Até na vida militar há o aperfeiçoamento contínuo para que o soldado se torne um sargento e o tenente se torne um coronel. Toda a estrutura é feita para permitir o crescimento do indivíduo para atingir os objetivos das organizações.

O Espírito Santo nos ensina que a perseverança e a vontade é do homem, mas quem espera usufruir do resultado deve dar os meios!

Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.
‭‭Filipenses‬ ‭2:12-13‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/php.2.12-13.ara

A salvação também é um caminho de desenvolvimento pessoal que exige perseverança e esforço de cada um. No entanto, as ferramentas espirituais já foram dadas por Deus a cada um dos que receberam a Cristo como Senhor e salvador.

Importa termos os meios e nos esforçarmos para atingir os propósitos. Se na função de empregador, devemos prover os meios. Se na função de executor, busquemos fazer o melhor com os dons recebidos.

No final, todos colherão os bons frutos desenvolvidos! Assim Deus criou todas as coisas!

Nos incomoda ver “empregadores” que exigem resultados sem ter dado os meios e “executores” reclamando em fazer seu trabalho já tendo recebido o que era necessário.

Precisamos ser coerentes e usar as nossas habilidades e inteligência segundo cada papel a desempenhar. Isto trará benefícios a todos nós e glorificará a Deus!

Trabalhemos para Deus!

Então, considerei outra vaidade debaixo do sol, isto é, um homem sem ninguém, não tem filho nem irmã; contudo, não cessa de trabalhar, e seus olhos não se fartam de riquezas; e não diz: Para quem trabalho eu, se nego à minha alma os bens da vida? Também isto é vaidade e enfadonho trabalho.
‭‭Eclesiastes‬ ‭4:7-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.4.7-8.ara

No mundo há certas armadilhas fáceis de se cair. Uma delas é a do envolvimento com o trabalho para desafiar-nos a nós mesmos. Trabalhar para maximizar lucros, não tendo tempo para mais nada.

Ora, trabalhamos para termos o suficiente para nós e para os que dependem de nós. Se ninguém depende de nós em termos familiares ou comunitários, então por que tamanho sacrifício?

Nosso trabalho não é um fim em si mesmo, mas a estrutura para termos recursos e uma capacidade de autodesenvolvimento para que possamos suportar uma família. Fomos criados desta forma.

A vaidade pode nos desviar do foco. Ser alguém de muito sucesso sem ter para quem deixar é maximizar a nossa vida sem pensar no futuro. Sem herdeiros não haverá quem usufrua do nosso desgaste, a não ser nosso próprio orgulho.

A empresa pode ser uma família social, sendo herança para alguns. Pelo menos não será uma existência apenas para si, competindo com os colegas. Nossa vida é mais do que trabalho!

Jesus trouxe liberdade para todos nós. Trabalho é necessário mas não é o fim de cada um de nós. Nosso fim é na eternidade construindo o Reino de Deus. Que seja esta a nossa motivação no trabalho, fortalecer e construir o Reino na vida dos que nos cercam!

Trabalhemos para Deus, pois na eternidade veremos a verdadeira recompensa através da família celestial que teremos construído com Ele!