#3_116 João 16:8-11

Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado.
João 16:8‭-‬11 ARA
https://bible.com/bible/1608/jhn.16.8-11.ARA

Há três verdades declaradas nesta passagem. O pecado permanece naquele que não crê em Cristo, o Salvador! Cristo é Deus e reina soberanamente! Satanás já está condenado e não tem poder sobre Deus, ainda que possua influência em nosso plano terreno.

Quem não crê em Cristo está igualmente julgado e condenado, tendo o mesmo destino no lago de fogo! Quem nos revela tudo isto é o Espírito Santo de Deus, que nos convencerá de todas estas coisas!

Se somos convencidos só haverá uma saída: concordar! Ninguém poderá dizer que não entendeu a questão. O que estamos vendo hoje é a vaidade humana sobrepujar o entendimento a respeito de Deus. Povos mais antigos esperavam de uma força superior a ajuda para os seus desafios.

A tecnologia desenvolvida pela humanidade está se tornando o Deus moderno. Só nos dobramos quando esta ainda não resolve as questões que nos abalam como guerras e doenças. Não é a toa que estes sinais serão mais presentes daqui para a frente, pois só assim as pessoas se voltarão ao Criador!

Não por vontade dEle, mas porque a própria humanidade só pára para pensar e sentir nestas horas da calamidade e, ao nos provocarmos neste nível é quando paramos para ver o mal que fizemos. Até lá não há freio que nos faça repensar nossos modos contra nós mesmos. Deus está permitindo que façamos isto pois assim o Espírito Santo fala e há quem o ouça!

Sem a manifestação de Deus nos destruiríamos sempre. Glórias a Deus por sua misericórdia! Oremos pela situação do mundo. Já nos destruímos demais para continuarmos surdos ao que o Senhor está nos dizendo todo o tempo! Em Cristo somos regenerados e o final é diferente. Sem ele nos resta o mal que fazemos a nós mesmos e ao próximo. Já é o prelúdio do inferno que será infinitamente pior, pois não terá fim!