#3_148 Mateus 24:4-6

E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim.
Mateus 24:4‭-‬6 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.24.4-6.ARA

No Sermão do Templo Jesus anuncia eventos futuros e suas consequências. O que isto nos diz respeito? Em primeiro lugar que o Cristianismo seria banalizado e a verdade do evangelho seria transformada em vários tipos de engano. Podemos pontuar alguns:

1 – Toda religião é boa e salva o pecador, basta ele segui-la pois Deus ama a todos;

2 – O evangelho proporciona riquezas a quem da dinheiro na igreja, proporcionando ao crente uma linha de crédito com Deus;

3 – Cuidado com os acontecimentos atuais para que você não seja deixado para trás quando Jesus voltar;

e muitos mais…..

Acontece que Jesus é Senhor e salvador daquele que nele crê e está separado por ele. Este torna-se filho de Deus e somente em Cristo isto ocorre. Assim a primeira assertiva é falsa.

Deus promete que as necessidades básicas dos crentes serão atendidas dentro do povo de Deus. A igreja de Cristo se preocupa com os seus e os mais ricos contribuem mais e os menos ricos com menos, de forma que todos tenham condições de vida satisfatória no tempo e local onde vivem. Não se contribue para barganhar com Deus, mas porque somos mordomos do que Ele já nos deu. Portanto a segunda assertiva está errada e erra quem busca a igreja para se tornar rico, ainda que isto venha a ocorrer com alguns pela vontade de Deus.

A terceira assertiva deixa um monte de pessoas em polvorosa quando uma guerra ocorre ou uma pandemia ou evento catastrófico. Parece que se a pessoa não se penitenciar quando isto ocorre ela não vai conseguir entrar no céu. Pior, precisaríamos ficar atentos para levantar um clamor para que Deus derrame um avivamento espiritual em toda a terra. A terceira assertiva é um erro porque o Senhor tem os seus eleitos em suas mãos e não os deixará para trás. Os eleitos de Cristo perseveram em santificação, ainda que cometam um deslize aqui ou ali e peçam perdão.

Avivamento vem de Deus para a humanidade e não há avivamento que tenha começado por causa do fim do mundo, mas por causa da humanidade que ainda está se perdendo. Assim, a tendência da humanidade é se esquecer de quem é Cristo e seu papel fundamental e exclusivo na salvação. Destruir este conhecimento é o objetivo de Satanás e Jesus só está dizendo que estas coisas vão ocorrer em todos os tempos até que ele volte para encerrar o próprio Satanás nas prisões espirituais.

Até lá precisamos discernir que evangelho estamos seguindo, o do mundo ou o de Cristo. No final dos tempos o que chamamos de igreja estará tão dividida que os próprios crentes terão dificuldade de se chamarem de irmãos, pois os fundamentos em Cristo serão muito diferentes. Este é o verdadeiro perigo para o qual o Senhor voltará, pois não deixará os seus se perderem e sua Igreja jamais será destruída!