#3_331 Bebamos da fonte de Cristo!

Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
João 4:10 ARA
https://bible.com/pt/bible/1608/jhn.4.10.ARA

Imagine se encontrar com Jesus sem saber quem ele é? Imagine ele lhe pedir um copo de água em um lugar onde você é uma mulher de uma outra nação, debaixo de uma sociedade machista e já no quinto relacionamento tendo sido infeliz nos outros quatro? E este quinto ainda é um romance não aprovado pela sociedade de então?

Você está buscando água da fonte local, sem encanamentos, sem ajuda e um forasteiro da nação vizinha indesejada lhe pede água para beber. Este homem lhe apresenta uma oportunidade de abrir um diálogo para transformar a vida daquela mulher para todo o sempre!

As águas que Cristo nos propõe nos devolve a autoestima. Retira o julgo da sociedade à nossa volta porque participaremos de um corpo onde as pessoas se enxergam iguais espiritualmente (ou deveriam). Tira de nós a dependência de relacionamentos destrutivos e nos trás a dependência de relacionamento com Deus.

As águas de Cristo trazem restauração às nossas mentes ao encontrarmos esperança, alento, amor, busca de justiça e liberdade. Tais águas se tornam rios de águas vivas a transbordarem de nós pois iremos viver de maneira a expô-las ao mundo. É uma transformação interior que se expressa em testemunho de vida.

As águas de Cristo são vida, pois estão vivas. Geram vida, geram amor, geram transformação em todo lugar. Não deixe de ouvir este chamado e nem de beber destas águas. Não importa quem somos, de onde viemos ou que vida levamos até bebermos destas águas. Importa quem nos tornaremos desde então. Importa que as águas são de Cristo, vivas, e nos tirarão a sede espiritual que está em nós!