#3_254 Cuidando de quem nos ensina!

Mas aquele que está sendo instruído na palavra compartilhe todas as coisas boas com aquele que o instrui. Não se enganem: de Deus não se zomba. Pois aquilo que a pessoa semear, isso também colherá.
Gálatas 6:6‭-‬7 NAA
https://bible.com/bible/1840/gal.6.6-7.NAA

Lembro-me de ser uma prática comum as mães mandarem presentes para as professoras de seus filhos. Também, dos instrutores de voo militares ganharem garrafas de bebida quando os seus alunos saiam com o brevê de voo. Ainda é muito comum alguns orientados de pós-graduação também darem agrados aos seus orientadores ao saírem mestres e doutores.

Esta prática tem fundamento bíblico, onde quem recebe o ensino agradece ao seu(sua) instrutor(a). Na Igreja a orientação é que não se deixe de praticá-lo, pois é zombar de Deus além de sermos ingratos!

Paulo explica que fortalecer quem instrui é participar da semeadura. Se tivermos instrutores que não passem necessidade muito provavelmente teremos um ensino de qualidade. Se as nações praticassem isto os professores teriam salários superiores a muitas outras profissões!

Quem ensina bem proporciona uma geração preparada e capaz de atingir os seus objetivos. Fortalecer a condição do educador é, portanto, estratégico. Que possamos dar mais valor àqueles que nos ajudam a crescer no evangelho. São especiais, são semeadores e assim também seremos aos nos associarmos com eles, para a glória de Deus!

#3_242 Exortação pelo ensino!

para que se lembrem das palavras que, anteriormente, foram ditas pelos santos profetas, e também se lembrem do mandamento do Senhor e Salvador, que os apóstolos de vocês lhes ensinaram.
2Pedro 3:2 NAA
https://bible.com/bible/1840/2pe.3.2.NAA

É muito importante não esquecermos a mensagem do evangelho. Ela é vida, esperança, poder e capacitadora para a boa obra! Há que nos esforçarmos para não perdermos as lembranças. Nossa memória falha com o tempo e precisamos perseverar no ensino das escrituras e na operação das obras.

Pedro sabe disto e provoca seu leitor para que entendam o seu esforço no ensino e dediquem-se ao que receberam dos apóstolos. Como é necessário ensinar e exortar para que o ensino seja seguido!

Cada geração precisa fazer o mesmo. As escolas não param. Ano a ano realizam o mesmo trabalho, pois ninguém nasce sabendo. Assim somos nós que nascemos pecadores e não conhecemos a santidade de Deus! É preciso conhecê-la e entender nosso destino se a ignorarmos.

Estamos na escola do evangelho e suas lições diárias apelam para o amor a Deus e ao próximo. Se não entendermos este plano de aula iremos repetir de ano até que o aprendamos ou sejamos reprovados para sempre.

Importa-nos que o mestre nos capacita pelo Espírito a sermos alcançados por este amor e passemos a experimentá-lo em nossas vidas. Muitos não chegaram até aí e outros estão abandonando o laboratório da vida. Pedro nos lembra a não abandonarmos nossa carreira e estarmos atentos ao conhecimento adquirido.

Bom é podermos dar graças a Deus por termos sido chamados para a sua escola. Nenhuma outra ensina a vida eterna trazida por Cristo e nem faz com que seus alunos sejam justificados em suas faltas. A escola de Cristo é maravilhosa!!!!

Podemos receber e ajudar o reino de Deus!

Nesse meio tempo, chegou a Éfeso um judeu, natural de Alexandria, chamado Apolo, homem eloquente e poderoso nas Escrituras. Era ele instruído no caminho do Senhor; e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão a respeito de Jesus, conhecendo apenas o batismo de João. Ele, pois, começou a falar ousadamente na sinagoga. Ouvindo-o, porém, Priscila e Áquila, tomaram-no consigo e, com mais exatidão, lhe expuseram o caminho de Deus. Querendo ele percorrer a Acaia, animaram-no os irmãos e escreveram aos discípulos para o receberem. Tendo chegado, auxiliou muito aqueles que, mediante a graça, haviam crido; porque, com grande poder, convencia publicamente os judeus, provando, por meio das Escrituras, que o Cristo é Jesus.
‭‭Atos‬ ‭18:24-28‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.18.24-28.ARA

Pelos filmes de cinema feitos em Hollywood aprendemos sobre a capacidade de advogados de acusação e defesa em proferirem discursos eloquentes que estabelecem uma linha de raciocínio que nos leva às conclusões que eles desejam que cheguemos. Esta capacidade em mostrar fatos, levantar questões e defender uma linha de raciocínio de maneira extraordinária era a capacidade de Apolo. Homem eloquente, poderoso nas Escrituras e conhecedor do caminho do Senhor.

Apolo ainda não havia recebido o batismo no Espírito Santo, mas colaborava com o reino. Precisava conhecer mais o poder de Deus, mas com o que sabia das Escrituras já fazia diferença! Assim é a vida cristã! Cada um tem um nível de conhecimento das Escrituras e do poder de Deus. Erramos quando não estamos caminhando no crescimento de ambos. Apolo foi efetivo em ajudar os judeus, pois ao conhecer as Escrituras, os convencia na própria cultura, usando as profecias e detalhes que apenas judeus conseguiram entender. Ao faze-lo, reduzia a tensão sobre os convertidos, trazendo ânimo a todos.

Já participei de ministrações de um mestre judeu convertido ao cristianismo, e a profundidade das suas explicações dos textos do Antigo Testamento ainda não encontrei igual! No entanto, se não houver o conhecimento profundo de Cristo, seremos como os judeus e não haverá o aproveitamento da Nova Aliança! Tanto Apolo como este mestre fizeram a transição e conseguiram ensinar e demonstrar nas Escrituras a graça de Deus através de Jesus.

Paulo fora combatido ali, mas Apolo obteve maior êxito no convencimento dos judeus. Cada um de nós possui um dom a ser usado em favor do reino de Deus. Paulo era usado não só na palavra, mas também em sinais e prodígios, enquanto Apolo era útil no ministério do ensino. Importa-nos fazer o melhor daquilo que somos capazes! Apolo desejou e foi enviado a ajudar, o que fez com esmero. Serviu ao seu povo e aos gentios. Foi instrumento de benção na vida das pessoas.

Aquila e Priscila também foram importantes no apoio a Apolo, ao ministério de Paulo e a tantos outros. Estiveram sempre ajudando em várias cidades e seus nomes estão registrados como grandes apoiadores da disseminação do evangelho!

Assim como eles, busquemos conhecer a Cristo para podermos ser discípulos e discipuladores. Devemos buscar o ensino e a prática das Escrituras e do poder de Deus disponível aos que crêem. Praticar é servir ao próximo e levar o amor e a graça de Deus a quem precisa. Não nos tornamos atletas apenas olhando alguém praticar esportes, mas praticando e buscando fazer o melhor.

Jesus Cristo é a luz do mundo. Veio anunciar o evangelho e conta conosco para este empreendimento. Podemos receber e ajudar o reino de Deus! É uma alegria e um privilégio e nos fará compreender ainda mais a graça e o amor do Pai!

Ano 2#159

Ensinar e testemunhar andam juntos!

Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca. Abrirei os lábios em parábolas e publicarei enigmas dos tempos antigos. O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez.
‭‭Salmos‬ ‭78:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.78.1-4.ARA

Ensinar e testemunhar andam juntos. O que é a experimentação em um laboratório senão estabelecer uma prática que traga uma pessoa a testemunhar o fenômeno e interiorizar o que percebeu e os efeitos do que realizou? Assim, a História procura registrar os feitos da humanidade, a motivação e as consequências. A Filosofia, como o homem pensa e como o pensamento nos leva a linhas diferentes por causa dos conceitos e cultura.

Não é diferente para com o aprendizado da Palavra de Deus. Tudo foi registrado para nosso ensino. A experiência de Abraão, Isaque e Jacó, a luta de Josué e Calebe, a vida de Davi e tantos outros que experimentaram a presença de Deus em suas vidas ficaram registradas em todos os aspectos. Inclusive, quando fizeram conforme a vontade de Deus e quando não fizeram. A Bíblia torna-se também as lições aprendidas por homens e até alguns seres celestiais. O que se deve conhecer do Deus único ali está, para nosso benefício!

Ensinar e discipular pressupõe conhecer e praticar. Só transferimos conhecimento daquilo que efetivamente conhecemos. Como não temos a verdade absoluta sem que o Espírito Santo traga esta verdade, enquanto só conhecemos de ler e meditar não conseguiremos explorar em profundidade. Nossas experiências serão superficiais e conheceremos de ouvir falar. Vejamos o que Jó, um homem justo nas palavras de Deus, disse sobre isto:

Então, respondeu Jó ao Senhor: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Quem é aquele, como disseste, que sem conhecimento encobre o conselho? Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia. Escuta-me, pois, havias dito, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem. Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.
‭‭Jó‬ ‭42:1-6‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/job.42.1-6.ARA

No relacionamento com Deus, no envolvimento diário em nossas situações em que as apresentamos diante dEle e esperamos Sua direção, é que iremos verdadeiramente conhece-lO. O SENHOR manifesta-se de muitas formas e quer que o vejamos em cada detalhe, do pequeno ao grande. Nas leis da Física, na Matemática, nas Artes, Literatura, em todas estas áreas podemos ver e ouvir o SENHOR. Todas as coisas manifestam a Sua glória e o Seu desejo para nós!

Estejamos atentos, buscando experiências mais profundas, e quando as aprendermos, testemunhemos para que outros aprendam e tenham fé! A humanidade aprende por compartilhar experiências. Onde a experiência não é compartilhada a tendência é a estagnação e reversão das condições alcançadas. Diferentemente dos insetos e boa parte dos animais nascemos despreparados, indefesos e ignorantes de tudo. Não sabemos andar ou falar e nem controlar nosso próprio corpo. O mesmo ocorre na fé!

Que possamos viver com Cristo e testemunhar nossas experiências. Será isto que irá mudar o mundo à nossa volta, impactando com o amor de Deus, a graça e a misericórdia. Onde o amor não é vivido, praticado e ensinado, o ódio e a violência tomam conta. Se não repassarmos o evangelho não veremos dias melhores e nossos descendentes sofrerão as consequências.

Jesus Cristo é o caminho a verdade e a vida e muitos ainda não conhecem esta verdade. E você? Já a conhece? Se não, deseja conhece-la? Se sim, está retransmitindo e testemunhando a respeito? Se quisermos dias melhores para quem amamos precisamos agir em favor deles, levando-os ao Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade e Príncipe da Paz, Jesus o Cristo!

Ano 2#155

Foto retirada de: https://imagens-brasil-elpais-com.cdn.ampproject.org/ii/F2/s/imagens.brasil.elpais.com/resizer/_UcVUU36fvx91lbXs6eIN-UwQtg=/414×0/arc-anglerfish-eu-central-1-prod-prisa.s3.amazonaws.com/public/4KTSPL3PGQDYMU654ABDE5VHIY.jpg

Não deixe o pre-conceito lhe impedir de conhecer o evangelho!

Então, o sumo sacerdote interrogou a Jesus acerca dos seus discípulos e da sua doutrina. Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em oculto. Por que me interrogas? Pergunta aos que ouviram o que lhes falei; bem sabem eles o que eu disse.
‭‭João‬ ‭18:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.18.19-21.ara

Jesus, ao ser preso, foi interrogado de maneira a buscarem com que lhe incriminar. Mas ele deixou bem claro que não haveria como incrimina-lo, pois nada havia sido falado em oculto e nem eram coisas de teor fora do contexto religioso ou inadequado. Jesus pregou nas sinagogas a respeito do reino de Deus, trazendo a verdade sobre o Cristo que havia de vir e veio em sua pessoa.

Enquanto as pessoas não enxergarem a verdade irão questionar a fé Cristã, pois não conseguirão entender graça salvífica e o caminho proposto por Cristo. A ignorância humana a respeito da santidade de Deus e do Seu amor pela criação chega a nos fazer seguir caminhos opostos aos dEle. Nossa intuição à respeito de Deus nos fala de algo tremendo e inatingível, mas na verdade está ao nosso alcance em Jesus!

Será que estamos questionando os ensinos de Jesus apenas por contrariedade? Por que antes de destruir suas palavras não vamos ouvi-las buscando entende-las? Jesus nos convida a perguntarmos aos que ouviram suas palavras se são de morte ou de vida, de guerra ou de paz, de maldição ou de benção, de destruição ou edificação.

Há muito pre-conceito contra o evangelho de Cristo e muitos motivos para tal, mas deixemos tudo de lado e busquemos nos aprofundar em seu entendimento. Fazendo assim iremos entender o poder da Palavra e do amor do Pai para conosco!

Ano 2#6