#3_142 Lucas 9:7-8

Ora, o tetrarca Herodes soube de tudo o que se passava e ficou perplexo, porque alguns diziam: João ressuscitou dentre os mortos; outros: Elias apareceu; e outros: Ressurgiu um dos antigos profetas.
Lucas 9:7‭-‬8 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.9.7-8.ARA

Desde novo aprendemos que quem não deve não teme. Herodes ficou com medo pois havia mandado matar a João Batista e não estava entendendo o poder de Jesus naqueles dias. Saber que fizemos algo de errado traz o peso da justiça divina sobre as nossas vidas.

A grande questão é quando já não nos importamos mais com isto. É quando continuamos a viver sem considerar que em um determinado momento seremos chamados a justificar nossos pecados. Outra questão ocorre quando, mesmo conscientes de nossa condição não deixamos de realizar as obras do pecado, aumentando a conta da injustiça contra nós mesmos.

E foi isto que ocorreu com Herodes. Ainda que soubesse o mal que praticou não deixou de continuar na mesma vida. Teve vontade de ver a Cristo, mas não de conhecê-lo pessoalmente como o Filho de Deus. Se Jesus for uma mera doutrina, ou literatura, ou um talismã, ou apenas mais um profeta ou guru, de nada valerá em nossas vidas.

As palavras de Jesus só nos dão poder de transformação interior quando ele se torna nosso salvador e Senhor. Se Cristo não se revelar pessoalmente a nós não haverá mudança de vida e nos decepcionaremos com ele e seus discípulos.

Sem sermos transformados pelo perdão de nossos pecados continuaremos apenas a sentir o julgamento que nos aguarda, um vazio interior e o medo do dia da morte que se aproxima. Há uma consciência interior que nos revela que é verdade, que um dia prestaremos conta ao criador. Importa conhecermos a Cristo, a salvação vinda de Deus, para remissão de pecados, não uma doutrina, regras de bem viver, mas o próprio salvador do mundo!

Se estamos com medo de Jesus então é hora de pedirmos perdão dos nossos pecados, pois foi para isto mesmo que ele se revelou para todos nós. No perdão de Cristo há salvação eterna, justificação divina para o pecador. Nele não somos mais cobrados pelo pecado praticado, mas passamos a ser impulsionados para as obras de arrependimento.

Cristo é Senhor e devemos ir aos seus pés! Na sua cruz somos sarados, perdoados, justificados, regenerados e santificados! Sem ele permaneceremos culpados e sem esperança, o medo permanece e a incerteza da vida eterna…

#3_128 Eclesiastes 3:14

Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar e nada lhe tirar; e isto faz Deus para que os homens temam diante dele.
Eclesiastes 3:14 ARA
https://bible.com/bible/1608/ecc.3.14.ARA

Eternidade para nós é um conceito difícil de entender. Pensamos em um tempo que não terá fim, mas para Deus não há tempo. Deus não existe em nossos parâmetros, Ele É, antes de nossa existência, durante e depois.

Sabermos que fomos criados significa que para nós há uma origem e muito possivelmente haverá um fim, ainda que dure tanto que pareça uma eternidade. Nunca seremos como Deus, mas poderemos estar com Ele de maneira mais próxima.

Tal conhecimento aumenta nossa percepção de como o Senhor construiu e sustenta a criação e a nossa importância em tudo isto. Há um propósito para nós nesse contexto e bom será se soubermos executa-lo.

Temos o desejo de nos tornarmos superpoderosos, criadores, estabelecedores de destinos e transformadores de nossos dias. A verdade é que isto também é vaidade porque todos desejam a mesma coisa e nada poderemos fazer que Deus já não o tenha feito e permitido que fizéssemos.

Como um pai participa do desenvolvimento do filho cuidando para que a criança cresça no caminho desejado, assim é Deus para com seus filhos. Nem todos são filhos de Deus, mas os que crêem nele através de Jesus. A estes há um tratamento de Pai e tudo que lhes ocorre é para que cheguem na presença dEle aprovados.

Aos demais caberá buscarem ou permanecerem afastados de Deus. Há um tempo enorme a nos esperar depois que morrermos aqui. A decisão de como o passaremos vai depender apenas desta vida, não nos deixemos enganar. O temor a Deus é porque sabemos que haverá justiça e esta não será feita pelo que consideramos, mas pela soberania do criador.

Deus seja louvado pela criação da vida. A Ele toda a glória, eternamente, amém!

Aflições não impedem a regeneração no evangelho de Cristo!

Disse Deus mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, e todas as árvores em que há fruto que dê semente; ser-vos-ão para mantimento. A todos os animais selvagens, e a todas as aves do céu, e a tudo que se arrasta sobre a terra, em que há vida, tenho dado todas as ervas verdes para lhes servirem de mantimento; e assim se fez.
Gênesis 1:29‭-‬30 TB
https://bible.com/bible/277/gen.1.29-30.TB

Todos os animais foram criados herbívoros. O desvio do homem fez com que a criação sofresse a transformação da maldição trazida pelo pecado. O sangue é precioso aos olhos de Deus e não se deveria derrama-lo. Hoje temos a opção de comer carne e faz parte da nossa vida, mas não era para ter sido assim. Da mesma forma o desejo da mulher hoje está submetido à seu marido, mas não era para ter sido assim.

O pecado transtornou o mundo como somos hoje como humanidade. Estes desvios só serão anulados quando houver a manifestação da glória de Deus e do seu povo.

A ardente expectativa da criação aguarda a manifestação dos filhos de Deus. Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Ora, sabemos que toda a criação, juntamente, geme e está com dores de parto até agora;
Romanos 8:19‭-‬22 TB
https://bible.com/bible/277/rom.8.19-22.TB

Há tantas coisas que não deveriam ser como são, mas que hoje padecemos por causa do pecado original em Adão. Teremos que conviver com estas dificuldades, ainda que creiamos e nos santifiquemos. Estamos em um mundo corrompido pelo pecado e ainda que nos transformemos no evangelho estaremos lutando com as dificuldades impostas pela condição que o mundo está.

Assim, vivamos conscientes de que ainda há morte, doenças e diversos problemas e aflições a serem enfrentadas. É a condição de todo ser vivente. Salomão já declarava que debaixo do sol era praticamente igual para todos os viventes, servos ou não de Deus. Verdadeiramente o Sol brilha e a chuva cai para todos, as pandemias mataram e matam pessoas de todas as classes, etnias, países e religiões, não escolhendo determinada condição. O evangelho faz diferença no hoje porque transforma os homens sem fazer separação também, trazendo paz, prosperidade e vida abundante no Espírito.

Jesus deixou claro que o reino dele não era daqui, pois que este reino está caído. No tempo do fim haverá um novo céu e uma nova terra, sendo que o jardim de Deus estará novamente disponível para todos os povos! Grande será a manifestação do poder de Deus na criação para que tenhamos novamente acesso a tudo o que Deus planejou para nós. Até lá o nosso papel é o de buscar a nossa transformação diária em preparação aos novos tempos que viveremos. O pecado não entrará neste novo lugar e nem o pecador não justificado.

Não devemos dar a desculpa de que o mundo nos aflige, pois o Espírito Santo está derramado para ser recebido por fé em Jesus e habilitar esta transformação. O mundo ainda permanecerá assim por um tempo, mas nós não devemos permanecer como estamos. A conversão por arrependimento é necessária e Jesus já nos deu o escape. Cada um faça a sua parte e busquemos fortalecer uns aos outros durante as aflições que nos cercam e cercarão até a manifestação da glória de Deus!

Ano 2#239

Aprendamos com a criação!!!!

Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia profere palavras a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há fala, nem palavras; não se lhe ouve a voz. Por toda a terra estende-se a sua linha, e as suas palavras vão até os confins do mundo. Neles, pôs uma tenda para o sol, o qual, como noivo que sai do seu tálamo, se regozija, como herói, para correr a sua carreira.
Salmos 19:1‭-‬5 TB
https://bible.com/bible/277/psa.19.1-5.TB

A beleza da criação fala sozinha do poderio de Deus. O universo proclama a maravilha do que podemos enxergar da manifestação do que o Todo-Poderoso preparou para a nossa vida neste plano de existência. Não temos noção do que será na eternidade, pois se já é difícil conhecermos o que é visível, o invisível se torna ainda mais misterioso em nossas mentes limitadas.

No entanto, a beleza, o critério, o cuidado, o amor, a precisão dos eventos cósmicos nos revelam que será ainda mais espetacular o que nos aguarda. Ainda assim devemos usufruir de todo o mundo criado, experimentando a graça e o amor de Deus. Observar a criação é também um gesto de adoração a Deus, em gratidão. Sabemos que nem todos os lugares são agradáveis de viver por causa da interferência humana, mas outros se tornaram agradáveis por causa dela

Séculos atrás seria inviável viver no deserto ou ilhas isoladas, mas hoje temos a capacidade de tornar estes lugares habitáveis. Multiplicar-se e ocupar toda a terra foi uma ordenança divina. Não há lugar proibido senão aquele que se torna um ídolo em nossas vidas. A criação deve nos lembrar de Deus, não ser adorada no lugar de Deus! Agradar-se do que agradou a Deus é dar valor ao que Ele dá!

Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. Houve tarde e houve manhã, dia sexto.
Gênesis 1:31 TB
https://bible.com/bible/277/gen.1.31.TB

Cuidemos da criação, pois também é uma ordenança. É usufruir de maneira racional e transformar em um ambiente que gera vida e sustenta a vida. Precisamos de sabedoria de Deus para que isto seja possível sem termos de viver como índios, pois também devemos nos multiplicar na terra e não há conquista sem retirar plantas e montes para gerar habitação. O segredo é olhar para o Criador e entender Sua mensagem. Um dia revela o que se aprendeu para o dia seguinte, pois a gestão do conhecimento nos ajudará a não repetirmos os erros do passado.

Homens ignoraram os desígnios de Deus e se destruíram e destruíram a criação. Sem amor continuaremos a não valorizar onde vivemos e com quem convivemos. Sem olharmos para Deus nos esqueceremos de quem somos e por que estamos vivendo aqui. O risco de se viver sem Deus é permanecer na eternidade desta mesma forma!

Ano 2#238

Busquemos a revelação de Deus!

Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João, o qual atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu. Bem-aventurados aqueles que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.”
‭‭Apocalipse‬ ‭1:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.1.1-3.ARA

A revelação é um processo que se inicia em Deus e culmina com a entrega para o ser humano das verdades que transformarão a nossa vida. As revelações contidas em Apocalipse, o livro das revelações, colocam a pessoa de Jesus Cristo como mediador entre Deus e os homens, da mesma forma que em 1 Timóteo 2.5. Deus dá a Jesus uma revelação a ser transmitida. O anjo de Jesus expõe a revelação ao homem João em seu estado espiritual, que as escreve para que a humanidade pudesse ter acesso em todos os tempos.

A linguagem usada por João precisa ser recheada de significações para poder ser interpretada por todas as gerações, pois a mensagem é bendita e deve ser guardada pelos que a recebem e buscam entende-la. Há uma chave aqui, pois é para os servos do Senhor a interpretação! Portanto, recebe-la e considera-la já é um benefício e graça!

Há diversas formas de se interpretar as revelações em Apocalipse e não caberia neste espaço diário considera-las. Há cursos teológicos e diversas linhas que trazem profundas discussões a respeito, sendo que nosso intuito aqui é dar a importância a este tema que muitos não se preocupam em se aprofundar. Se a mensagem vem de Deus para os seus servos, então é importante. Se Jesus Cristo nos ensina para que possamos entender os tempos é porque importa para nós fazermos a correta distinção.

As revelações se iniciam expondo a visão de um Cristo em sua glória e de muitas advertências para a igreja antes de expor o julgamento que o mundo enfrentará. Jesus começa julgando a própria igreja antes de olhar para o mundo. E o que estamos vendo hoje é a prova de que realmente a igreja precisa se consertar com Deus. Movimentos de cristãos entre denominações e linhas nunca tiveram tantos números. Quantos católicos estão se tornando protestantes? Por que isto? Quantos protestantes estão mudando de denominação protestante? Por que isto? Quantos líderes religiosos sendo questionados por sua conduta diante do rebanho de Deus?

Importa conhecermos esta mensagem o quanto antes! Se não a conhecermos estaremos a mercê dos falsos profetas, do anticristo e dos movimentos bestiais que estão ocorrendo em nossos dias. Os servos do Senhor não serão confundidos porque estão se ocupando nos avisos e na busca de perseverar em viver pela verdade do evangelho. Há igrejas sendo formadas por ex-integrantes de igrejas porque líderes estão se perdendo na conduta do rebanho e as ovelhas estão sendo destruídas e mal-tratadas. Há que se voltar ao primeiro amor, fugir das falsas doutrinas, perseverar na verdade do evangelho antes que o Senhor volte e retire o candelabro, trazendo justiça para que os eleitos não se percam.

Que mensagem estamos seguindo? Que vida estamos levando? Nossas obras refletem tudo isto e queremos acertar, não é verdade?! Portanto, prossigamos em conhecer a mensagem revelada e cuidar de nossas vidas e apontar para Cristo, nosso mestre e Senhor que nos levará até dentro dos portões celestiais. O tempo se abrevia e devemos ser diligentes!

Ano 2#234

Creiamos em Jesus se desejamos ressuscitar para a vida eterna!

De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.”
‭‭João‬ ‭6:40‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.40.ARA

Se quisermos a vida eterna devemos buscar a Jesus, o Cristo! Nele reside a graça e o amor do Pai. Nele há a expressão da misericórdia e da esperança, boas novas para o perdido, cansado e desenganado da vida em um mundo caótica e desesperado.

Se alguém acha que hoje as coisas estão ruins, pense em 2000 anos atrás. Havia um império tomando conta de diversas nações, forçando-as a pagar tributo, com leis marciais, sem liberdade de expressão, com guerras e pestes espalhadas por todos os cantos, sem aposentadoria, férias, garantias de apoio institucional, apenas a vontade de viver sobrepujando as dificuldades da vida e até a escravidão.

Distâncias enormes percorridas a pé, línguas diferenciadas em cada localidade, intempéries de todo tipo como ainda temos hoje, sem esperança de dias melhores ou a confiança em uma vida eterna. A certeza de que havia algum tipo de divindade que deveria ser agradada para trazer algum benefício ou não ser desagradada para não receber malefícios. Pior, dezenas de divindades diferentes a rodear sem saber em qual confiar…

Jesus Cristo veio ao mundo para apontar o caminho para o Deus único, o Pai, que definiu, criou e sustenta todo o universo, Aquele que não pode ser assistido por mãos humanas ou ensinado pela sabedoria humana. Aquele que nos criou e não deseja que nos desviemos do propósito de nossa criação, fazendo-se conhecido em todas as eras, mas agora, pelo Filho, deu-se a conhecer em profundidade!

Em Jesus Cristo temos a revelação do modelo de Adão, como deveríamos viver entre nós e com Deus! Nos servindo uns aos outros e nos relacionando com o Senhor, de podermos conversar com Ele em todo tempo. Jesus veio explicitar a graça e nos ensinar a vida com Deus e com o próximo, doando sua vida para que recebêssemos a nossa, levando sobre si nossos pecados para podermos ser justificados e encontrados limpos diante de Deus, O Santo!

Sem Jesus permaneceremos em nossos pecados e impossibilitados de viver com o Senhor. Através de Cristo somos habilitados e reconciliados com o Pai! Com Jesus ressuscitaremos, mas sem ele pereceremos. Ele é o único caminho, pois nenhum outro nos torna dignos de estarmos na presença do Senhor. Não há o que façamos que nos torne aptos a vermos a face de Deus senão o próprio Deus tirando de nós a nossa iniquidade. Quem tentar se auto-justificar falhará, quem for justificado por Cristo por ele ressurgirá para toda a eternidade!

Se desejamos ressuscitar para a eternidade com o Pai, creiamos no Filho. Ele tomou a chave da morte e do inferno e levou consigo o cativeiro e destruirá todos os inimigos de nossas vidas, inclusive a morte. Então veremos a glória e viveremos com o Senhor! Lindo será se confiarmos nesta palavra!

Ano 2#226

Seremos separados pela nossa natureza!

O reino dos céus é ainda semelhante a uma rede que, lançada ao mar, recolhe peixes de toda espécie. E, quando já está cheia, os pescadores arrastam-na para a praia e, assentados, escolhem os bons para os cestos e os ruins deitam fora. Assim será na consumação do século: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes.
‭‭Mateus‬ ‭13:47-50‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mat.13.47-50.ARA

Peixes se alimentam e crescem livremente em um lago ou mar, sendo pescados em qualquer fase da vida por meio de redes. Os pequenos passam pelos furos, mas os grandes permanecem e são capturados. Em algum momento os pescadores separam a pesca a partir das características do peixe que o tornam bom ou ruim para o consumo.

Jesus nos explica que assim é na separação para a eternidade. Estamos livres para vivermos à nossa maneira no mundo, mas no momento da separação os que não servirem para adentrar no céu serão lançados fora. Assim, nossa natureza em desenvolvimento é que fará a separação no final. Agora é o tempo para que iniciemos o processo de transformação espiritual, não na hora da separação.

Jesus Cristo veio para que a nossa natureza espiritual pudesse ser mudada, pois nascemos com a natureza carnal preservada e a espiritual cauterizada pelo pecado. É necessário que nos reconectemos à fonte espiritual divina, pois é este alimento espiritual que nos tornará aptos a adentrarmos o reino de Deus! Sem alimento espiritual permanecemos carnais e impróprios para entrarmos nos céus!

No sacrifício de Cristo está o portal para o alimento espiritual. Em Cristo temos acesso ao Espírito Santo e nele somos transformados de dentro para fora. Sem esta transformação diária permanecemos maus e nossas atitudes más permanecem em pensamentos e ações que realizamos neste mundo. No dia da separação os que estão em Cristo serão separados para entrarem com ele nos portões celestiais. Sem o alimento espiritual verdadeiro não teremos o aspecto esperado e não seremos semelhantes ao Senhor.

Se fizermos um experimento de tratar diferentemente dois grupos de seres vivos veremos que com o tempo seus aspectos se tornam diferentes. Uns podem ficar mais fortes e vistosos e outros com formato e coloração diferentes. Há um padrão celestial e apenas quem se alimenta do Espírito Santo se tornará semelhante à Cristo. Não haverá escape na hora da separação.

Em quem estamos colocando a nossa confiança? Do que estamos nos alimentando? Se desejamos ir para o céu precisamos de Jesus! Nele somos feitos a imagem e semelhança de Deus, com perdão de pecados e nova natureza. O mundo não é assim e não está buscando a Deus. A escolha é nossa e a rede já está vindo para nos capturar e separar!

Ano 2#210

Estamos prontos a dizer: – Eis-me aqui?

Então, disse Maria ao anjo: Como será isto, pois não tenho relação com homem algum? Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus. E Isabel, tua parenta, igualmente concebeu um filho na sua velhice, sendo este já o sexto mês para aquela que diziam ser estéril. Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas. Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela.
‭‭Lucas‬ ‭1:34-38‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.34-38.ARA

Gabriel esclarece a forma como Maria conceberia um ente santo, como a promessa de Deus seria cumprida em sua vida, tendo de tomar uma decisão que mudaria para sempre a sua vida e a de toda a humanidade. Maria tinha a opção de escolha e decidiu confiar e executar a tarefa a ela apresentada. Confiou em Deus e até hoje é conhecida como a mãe de Jesus! Se não houvera aceito a oferta conheceríamos a mãe do mestre por outro nome!

Assim Deus faz para com todos os que Ele apresenta o evangelho da graça. Há a mensagem de aliança, a promessa de recebermos o Espírito Santo e gerarmos santidade. Podemos confiar ou não no mensageiro, pois a decisão é nossa. Quando confiamos somos tremendamente abençoados e temos a oportunidade de mudarmos o mundo! Estaremos gerando filhos na fé em Jesus Cristo!

Há o momento de decidirmos e dizermos aqui está a serva ou o servo do Senhor! Este é o momento mais importante, pois estaremos decidindo confiar 100% no chamado, na aliança a nós apresentada, passando a viver por ela e para a glória de Deus! Que tremenda oferta, nos dada através da vinda de Cristo! Até aquele momento isto não seria possível. Até Jesus nos trazer a salvação por meio de seu sacrifício estávamos vivendo no desespero de estarmos no rio caudaloso da vida e enxergarmos a cachoeira da morte eterna e não termos força para remar contra a queda ou chegar até às margens da salvação.

Em Cristo temos a vida eterna. Deus está enviando mensageiros a todas as vidas para que sejamos alcançados pelo Seu amor e nos tornemos filhos da graça e geradores de outros filhos de Deus! Isto é também ser bem-aventurado, pois veremos o trabalho de nossas mãos recompensados na eternidade!

Ouçamos atentamente ao convite! Recebamos a Jesus Cristo como Senhor dizendo a Deus: – Eis aqui o servo (a serva) do Senhor. Que se cumpra em mim a tua vontade, conforme a tua palavra! Perdoe os meus pecados através do sacrifício de Cristo e que o meu nome seja escrito no Livro da Vida e eu seja útil para a tua obra, em nome de Jesus!

Haverá festa nos céus para cada um que fizer de coração esta oração de entrega e muitas outras virão ao nos propormos em vive-la todos os dias de nossas vidas aqui e no reino de Deus! Que o Senhor seja louvado em todo tempo!

Ano 2#169

Confiemos no amor de Deus!

Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai;
‭‭Lucas‬ ‭1:31-32‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.31-32.ARA

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si. Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.
‭‭Isaías‬ ‭53:10-12‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/isa.53.10-12.ARA

Jesus é rei, sacerdote, Filho e Servo do Deus altíssimo. Veio para reinar, por ser descendente de Davi e descendente de Deus. Veio para dar a vida e servir à humanidade, de maneira a transformar a todos que crerem nele. O reinado de Cristo é, primeiramente, espiritual e assim tem se desenvolvido, mas será também físico quando na sua vinda futura. As Escrituras irão se cumprir cabalmente, pois Deus presenciou o futuro e nos avisou no passado!

Jesus reina e reinará para todo o sempre. João disse que tudo foi feito através dele. Isaías atesta o propósito de sua primeira vinda quando carregaria sobre si todo o pecado do mundo, sendo contado com os transgressores e tornando-se nosso intercessor. O escritor de Hebreus nos ensina sobre o sacerdócio eterno de Cristo e Paulo nos lembra que nele já vencemos o pecado e a morte!

Pedro nos fortalece ao incluir nossa parte ao olharmos para ele e o seguirmos, enquanto Lucas registrou tudo de todos para evidenciar o que a fé em Jesus proporcionou aos que se uniram aos discípulos. Toda a Bíblia foi escrita para exaltar a obra de Deus através de Cristo, pois nós caímos em Adão e fomos restaurados em Jesus. O único porém das escrituras é que atestam que nem todos verão esta glória porque não creram no Filho. Jesus é Senhor de muitos, mas não de todos. É Senhor daqueles que se submeterem ao seu ensino, sacerdócio e reinado, que forem adotados pelo Pai a partir do Filho, e não serão todos que farão esta aliança bendita.

Jesus Cristo veio para nos dar a vida eterna. Foi contado entre dois transgressores, os que foram crucificados junto com ele. Os dois refletem bem a nossa condição de que qualquer um pode receber a vida eterna em Cristo e que nem todos decidirão por ela. Os dois eram pecadores e tiveram a mesma oportunidade. Um arrependeu-se e pediu para estar com Cristo na eternidade, enquanto o outro o desprezou. Ambos morreram a primeira morte, mas aquele que recebeu a Cristo como Senhor já não verá a segunda morte!!!!

Jesus intercede por nós e já deu sua vida na cruz. Não há impedimento algum para o recebermos como Senhor, salvador, rei, amigo, irmão, mestre, conselheiro, aquele que nos resgatou das trevas para a sua maravilhosa luz. Nele não há pecado e, por isso, venceu a morte. Nele somos aperfeiçoados e transformados para sermos conforme ele é e não seremos envergonhados no Dia do Senhor. Pelo contrário, seremos justificados por aquele que deu a vida por nós, para que através dele sejamos santos e santificados por toda a eternidade!

Cristo está sendo anunciado e muitos o receberão com alegria. Façamos parte deste grupo e vivamos sem temer a morte, pois já foi vencida por ele e nós também a venceremos por causa dele! Ele carregou com os nossos pecados e intercede por todos. Não ignoremos esta dádiva, pois quem assim fizer estará vivendo por sua própria força e fora da vontade do Pai. Foi o Senhor que se agradou em moê-lo para que tivéssemos vida, para que tivéssemos oportunidade de perdão e restauração, para que finalmente pudéssemos retornar para os braços do Pai. Sim, Deus nos deu o Seu Filho para que pudéssemos nos tornar filhos também e esta graça bendita está ao alcance de todos que crerem nela.

Confiemos no amor de Deus! Que Cristo viva em cada coração e sejamos família espiritual, em nome de Jesus!

Ano 2#168

Temos um embaixador celestial!

Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus. Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dentre os mortos; e este, dizia ele, é o Cristo, Jesus, que eu vos anuncio.”
‭‭Atos‬ ‭17:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.17.1-3.ARA

É necessário entender o papel de Cristo. É necessário entender por que Cristo padeceu e ressuscitou dentre os mortos. É necessário entender que Jesus é o Cristo que havia de vir! Quando se nasce em um lugar onde este ensino é praticado crescemos sem nos dar conta de que este conhecimento não é comum. Mas, há o porém de como Cristo tem sido ensinado e como as pessoas entendem a respeito dele.

Muitos hoje não entendem por que era necessário Cristo padecer em uma cruz de forma tão brutal se ele é Deus! Para que deixar a glória dos céus e se tornar homem, vivendo entre nós? Pelo mesmo motivo que uma nação estabelece uma embaixada/consulado em nações com quem pretende manter relações diplomáticas. É mostrar o que a nação visitada tem a ganhar se relacionando com a que possui o emissário e estabelecer uma parceria duradoura com vantagem mútua.

A grande diferença é que Cristo não foi bem recebido e nem desejaram manter relações duradouras com ele, pois não entenderam a mudança das relações espirituais que ele estava trazendo para nós. Ao invés de termos sacerdotes específicos a levarem nossas ofertas pelos nossos pecados, agora seríamos o próprio sacerdote que deve se santificar e dar a própria vida em sacrifício pelos outros, como Jesus fez!

A religiosidade começa na terceirização da culpa e da responsabilidade pelos meus atos e santificação. Quando ponho em alguém a responsabilidade de buscar a Deus e interceder em meu lugar, estou idolatrando e sendo religioso no aspecto de viver por regras e não por transformação pessoal. Cristo é aquele que traz até nós o reino de Deus, a compreensão do que teremos com o SENHOR se nos relacionarmos com Ele. Só temos a ganhar, nada a perder! Se deixarmos de fazer algo é porque há algo melhor a fazer e não pior!

Os valores do reino de Deus são diferentes do que a humanidade naturalmente deseja praticar. Era necessário que a santidade do SENHOR nos visitasse e falasse aos nossos corações como pessoas, a partir de um embaixador. Jesus veio até nós como homem, nascido de mulher a partir do relacionamento do Espírito Santo, não do ser humano, mas de Deus. Viveu entre nós para mostrar que, se tivermos relacionamento com o SENHOR, seremos capazes de vivermos em santidade. Ter morrido na cruz foi necessário para que se cumprisse a justiça de Deus de um cordeiro perfeito ser morto e seu sangue aspergido para justificação do pecador.

Sua ressurreição ocorreu porque nele não há pecado e a morte não tem poder sobre o justo. Em Cristo somos justificados e a morte não terá poder sobre nós também! Viu a importância de Cristo morrer e ressuscitar para mostrar o caminho para o Pai?! Este Cristo é Jesus de Nazaré, o rejeitado pelos homens, por aqueles que não enxergam o valor do verdadeiro relacionamento com Deus. Nossa cegueira deve ser rompida pela ação do Espírito Santo de Deus, a partir da acolhida da fé em Jesus Cristo.

Paulo explicou todas estas coisas entre os judeus, mas estes ainda não entenderam. Os gentios receberam e entraram antes na comunhão espiritual da família de Deus! A igreja é, majoritariamente, constituída por não judeus por causa desta questão de não entenderem a mensagem. Nos países cristãos muitos estão aprendendo de maneira errada a respeito de Cristo. Ainda hoje, pessoas que se chamam de cristãos, não entendem porque Jesus morreu na cruz, por que ele ressuscitou e quem é Cristo! Por isso não entregaram ainda as suas vidas e procuram viver pela submissão a regras e obras que não trazem a verdadeira transformação espiritual.

O relacionamento com Deus nos traz vida nova, mudança de pensamento, poder para viver de maneira mais alinhada com o reino de Deus, pois estamos sendo chamados a isto. Na embaixada de um país temos eventos para que os povos conheçam e possam aprender com a cultura evidenciada. Se não tivermos interesse de aprender não será por força que serei levado até aquele país. Entrar lá depende de sermos recebidos. Jesus trouxe a embaixada celestial para a Terra, para recebermos asilo na cidade celestial, mas só os que desejarem o visto para o passaporte lá chegarão. Não se recebe o visto se Jesus não der. Ele é o embaixador que concede o visto, o Espírito Santo. Ele recebeu este poder do Pai!

Busquemos o reino de Deus enquanto o SENHOR nos deu abertura em Cristo. Se dependermos de nosso desempenho estaremos fadados ao insucesso, pois estaremos buscando entrar através de invasão das fronteiras sem o visto de entrada. Seremos deportados e não seremos recebidos. Cristo morreu para nos dar acesso a Deus, sendo Jesus Cristo o nosso libertador e justificador! Ele é a porta de entrada ao reino de Deus! Não só o visto será dado, mas a cidadania, uma casa, uma herança e um serviço.

Muitos estão buscando fugir de seus países porque não possuem uma vida digna onde residem. Assim somos nós neste mundo. Não podemos nos sentir à vontade aqui. Nosso lugar definitivo é com o Pai, que espera que todos nos convertamos de nossos pecados e vivamos uma vida plena com Ele. Portanto, busquemos a Cristo Jesus, aquele que está preparando lugar para nos receber quando chegarmos nos portões celestiais. Lá só entrarão os justificados e que possuem o visto, o selo, o Espírito Santo dado através da fé em Jesus!

Ano 2#156