Procuremos a glória de Deus e não a dos homens!

Como podeis crer, vós os que aceitais glória uns dos outros e, contudo, não procurais a glória que vem do Deus único? Não penseis que eu vos acusarei perante o Pai; quem vos acusa é Moisés, em quem tendes firmado a vossa confiança.
‭‭João‬ ‭5:44-45‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.5.44-45.ara

O crer em Jesus provém de confiarmos em Deus, pois desde os fundamentos do mundo proclamou a nossa redenção através de Cristo! Moisés descreveu como seria o santuário, os sacrifícios e as festas religiosas que já declaramos estarem sendo cumpridas em Cristo! Portanto, Moisés significa a Lei que apontava para Jesus!

Se alguém ainda deseja viver pela Lei que não aperfeiçoa, esta Lei lhe acusará no Dia do Julgamento, pois Leis mostram a transgressão, mas não tem poder de transformar o transgressor. Assim, quem viver pela Lei será condenado por ela. Olhar para a Lei é como se olhar mo espelho e nos encontrar transgressores. Olhar para Cristo é encontrar a transformação para que sejamos aptos a viver para Deus.

Jesus Cristo cumpriu a Lei e está a nosso favor para ser condenado em nosso lugar, pois em nossas fraquezas jamais conseguiríamos cumpri-la. Sendo assim recebedores da graça de Deus, pela morada do Espírito Santo em nós, pela fé em Jesus, passaremos a cumprir a Lei de coração e não mais de obrigação!

Por isto recebemos as condições para vivermos segundo a vontade de Deus! Sem Jesus não há como vivermos assim, pois a graça provém dele, bem como a visitação do Espírito Santo depende de aceita-lo como Senhor e salvador!

Aceitarmos a glória que vem do Deus único é nos sujeitarmos às Suas promessas e vivermos segundo o padrão bíblico. Se aceitarmos apenas a glória dos homens, viveremos por ela e nada de melhor irá nos acontecer, pois homens não possuem em si mesmos a glória do SENHOR. Portanto, olhemos para Deus e mudemos o nosso foco de busca e de vida.

Estamos muito agarrados as coisas comuns e pouco nos importamos com as coisas celestiais. No entanto são estas que importam para a vida eterna. Enquanto olharmos para o mundo estaremos buscando a glória dos homens e, nesta busca, seremos derrotados. Busquemos as coisas do alto, onde Deus habita e busquemos a Sua glória! Isto é sabedoria e trará a verdadeira vida!

Ano 2#60

Não há impunidade na justiça de Deus!

Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento; e não comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.
‭‭Mateus‬ ‭3:7-10‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.3.7-10.ara

Estamos assistindo por todo o mundo situações de impunidade, onde homens que haviam sido condenados em várias instâncias, e até mesmo presos, estão recebendo a anulação de suas condenações. São vários os motivos para estas anulações, mas isto significa que estavam decididos a negarem a culpa e buscarem todas as oportunidades de ampla defesa, e possuíam recursos para pagarem altas contas de advogados.

Quem olha de fora não enxerga justiça, mas impunidade. Isto porque há provas de desvios, assassinatos, mentiras, adultérios, corrupções e todo tipo de pecados que foram observados mas não assumidos, julgados culpados mas decisões foram retiradas e canceladas em seus processos. Alguns serão julgados novamente em outros fóruns, mas outros sequer serão questionados novamente. A justiça dos homens pode ser falha e condescendente, mas a de Deus não é assim!!!

Após atingirmos uma noção de bem e mal começamos a pensar e praticar atos considerados pecaminosos na Lei de Deus. Tudo o que pensamos, falamos e fazemos fica registrado diante de Deus e não há como considerar isto como obtenção ilícita de provas. Deus é autoridade e o Big Brother que tudo ouve, vê e sabe! Não há como escaparmos de seu sistema de gravação e já nascemos com esta consciência. Ninguém poderá negar o que pensou, falou ou fez, pois o sistema é a prova de falhas, hackers e adulteração!

Bem, ao longo da vida iremos praticar pecados e somos considerados pecadores e dignos de punição de morte. Todo pecado leva à morte espiritual, seja uma pequena mentira ou o assassinato de muitas pessoas. No sistema de justiça de Deus já estamos condenados e no corredor da morte! Em nossas mortes físicas o que nos espera será o julgamento para ida direto à prisão chamada inferno! Enquanto estamos vivos cometendo pecados e não nos arrependemos, estamos aguardando nosso julgamento “em liberdade”, mas só aumentando o número de provas contra nós.

Neste processo não temos como fugir do julgamento e nem como nos defendermos. Tudo está claro diante de Deus. O que ocorre na justiça dos homens, em que está definido que uma pessoa comete um crime se este está previsto no código penal, ainda que ela não o saiba, ocorre também no código de Deus. Não haverá desculpas de não sabermos, pois todos serão julgados debaixo da mesma Lei! Não haverá redução de pena se a pessoa desconhecia o assunto, só assumiu viver uma vida ignorando a vontade da autoridade máxima sobre a sua vida.

Jesus Cristo veio revelar esta situação ao mundo, onde as pessoas se julgavam religiosas o suficiente para serem consideradas livres de seus pecados, mas não funciona assim! Sem arrependimento de pecados não haverá perdão de pecados. Sem a pessoa reconhecer seu estado de pecado, ou seja, considerar-se culpada diante de Deus, não haverá a oportunidade de receber perdão do juiz. Assim, todos estamos seguindo para a condenação eterna se não for pela intervenção de Cristo!

Jesus nos alertou para isto e nos trouxe a oportunidade de reconhecermos nossos pecados e de te-lo como nosso advogado diante do Pai. Pela justiça praticada por Jesus, ele mesmo se coloca em nosso lugar no dia do julgamento, o justo se colocando como injusto em nosso lugar, para que nós injustos sejamos considerados justos e justificados em Cristo!

Porque nos reconhecemos pecadores e nos arrependemos por isto, por confiar em Jesus como o Justo Filho de Deus e te-lo como nosso advogado, a um preço impagável que foi o derramar do próprio sangue dele, temos a única forma de termos nossos pecados perdoados e nossa sentença executada em Cristo. A justiça acontece quando reconhecemos nossos erros e somos justificados em Jesus. Não houve impunidade, pois Jesus Cristo foi condenado em nosso lugar. Houve condenação e não cancelamento de provas ou de processos. Houve justiça de Deus para com Ele mesmo!

Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.
‭‭Romanos‬ ‭3:21-26‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.3.21-26.ara

Sem arrependimento de pecados e fé em Jesus não há remissão de pecados. Sem reconhecimento de pecados não se busca salvação! Se não estamos arrependidos é porque ainda não reconhecemos os nossos erros e continuamos no corredor da morte. Só Jesus pode nos trazer o perdão pois ele mesmo se colocará em nosso lugar. No sistema judiciário de Deus os pecados são pagos com sangue, com a vida de quem pecou ou com o sangue do Cordeiro de Deus. O machado já está posto à raiz para cortar e lançar no fogo eterno. Portanto, precisamos nos arrepender agora pois não sabemos o dia do julgamento! E não haverá oportunidade de se comprar resultados, pois o juiz é justo e o preço do advogado é a fé em arrependimento!

Ano 2#17

Seguimos regras ou vivemos pela sabedoria do Espírito?

Aconteceu que, num sábado, passando Jesus pelas searas, os seus discípulos colhiam e comiam espigas, debulhando-as com as mãos. E alguns dos fariseus lhes disseram: Por que fazeis o que não é lícito aos sábados? Respondeu-lhes Jesus: Nem ao menos tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e seus companheiros? Como entrou na casa de Deus, tomou, e comeu os pães da proposição, e os deu aos que com ele estavam, pães que não lhes era lícito comer, mas exclusivamente aos sacerdotes? E acrescentou-lhes: O Filho do Homem é senhor do sábado.
‭‭Lucas‬ ‭6:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.6.1-5.ara

Você está de madrugada levando alguém que se acidentou gravemente para o hospital mais próximo e tem de passar por vários faróis/sinais de transito. Não há ninguém nos cruzamentos, mas os sinais estão vermelhos. Você para ou passa no vermelho?

Nossos princípios são de preservar a vida. Ora, se para salvar uma vida eu crio acidentes e potencial de matar outras, então eu paro. Mas se não há ninguém para preservar nos cruzamentos, o farol/sinal vermelho não está atendendo ao seu propósito e logo a vida acidentada sendo levada no carro passa a ter precedência.

Assim é com os preceitos de Deus! Tenho de honrar pai e mãe, mas quando caso eu os deixo para constituir a minha casa e meu/minha cônjuge passa a ter precedência em nossa casa em relação aos meus pais. Continuo os honrando, mas já não posso fazer tudo da mesma forma que antes.

Servir a Deus exige entender princípios, não simplesmente obedecer regras. Nosso culto precisa ser racional no espiritual (logikosRomanos 12.1). Jesus sustenta que no dia para termos mais comunhão com Deus podemos ainda realizar o que for necessário em amor ou cuidado pelas vidas.

Jesus foi confrontado pelos religiosos que achavam que seguir leis era tudo o que precisava ser feito, mas sem entender os princípios, escolhiam leis que lhes davam guarida para esconder outros erros. Leis existem para nos ajudar, mas toda lei pode ter exceção quando os seus efeitos são mais prejudiciais aos que precisam dela.

Jesus tornou todos os alimentos puros enquanto os judeus guardavam-se de comer certos alimentos. Jesus executava serviços às pessoas enquanto nada devia ser feito no Sábado. Jesus nos declara que a licitude está na necessidade de fazermos a vontade de Deus que é o amor ao próximo. Claro que precisamos ter a noção de prioridades!

Por isso é que precisamos ter um relacionamento profundo com o Senhor, para que não tenhamos dúvidas sobre o que fazer quando estivermos em um conflito de regras. Como dar a própria vida por outros? Quando a vida dos outros se torna mais importante que a nossa. Assim que entendermos isto conseguiremos viver segundo a vontade de Deus!

Os próprios profetas já escreveram que para Deus era melhor ter misericórdia do que lhe oferecer sacrifícios por pecados realizados. Deus deseja que cresçamos espiritualmente e isto só acontece quando deixamos regras e vivemos pelos verdadeiros princípios. O Espírito Santo veio para isto, ser em nós os princípios de Deus. Aquele que vive pelos princípios realizará a vontade de Deus e, de quebra, estará cumprindo as regras estabelecidas da maneira mais efetiva possível, sem se preocupar com isto!

Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações. E é por intermédio de Cristo que temos tal confiança em Deus; não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus, o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica.
‭‭2Coríntios‬ ‭3:2-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2co.3.2-6.ara

A letra mata se forem regras seguidas de maneira ignorante. O espírito é quem traz a verdadeira aplicação da regra. Portanto, busquemos a sabedoria de Deus através do Seu Espírito Santo!

Jesus é nosso advogado enquanto nos santificamos para Deus!

Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela se utiliza de modo legítimo, tendo em vista que não se promulga lei para quem é justo, mas para transgressores e rebeldes, irreverentes e pecadores, ímpios e profanos, parricidas e matricidas, homicidas, impuros, sodomitas, raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina, segundo o evangelho da glória do Deus bendito, do qual fui encarregado.
‭‭1Timóteo‬ ‭1:8-11‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1ti.1.8-11.ara

É certo que quem obedece às leis não está preocupado com multas, fiscalização ou qualquer tipo de ação do estado contra sua vida ou o seu negócio. Quem se preocupa com isto é o transgressor, que ainda fica procurando um jeito de burlar a lei.

Da mesma forma é a vida do pecador em relação à palavra de Deus, seus desígnios e sua santidade. Sem santidade ninguém verá a Deus. Sem vivermos segundo os preceitos de Deus, não seremos cidadãos celestiais!

Ou conseguimos viver segundo os mandamentos ou somos transgressores, pecadores e iníquos. O Velho Testamento estabeleceu os mandamentos e suas penalidades. Vigorou até Jesus Cristo e só mostrou que o homem não tem poder de seguir estes mandamentos por si mesmo.

Jesus Cristo, Deus encarnado, veio como homem para cumprir a Lei e nos trazer uma Nova Aliança, em seu sangue, sacrifício na cruz, para que todos que crerem nele pela fé recebam o Espírito Santo de Deus e sejam aptos a viverem dentro da Lei!

Aquele que está em Cristo já não vive em constante pecado, pois o Espírito lhe capacita a viver segundo os mandamentos de Deus! Já não há tristeza pela transgressão, mas a alegria pela libertação do pecado!

A graça não é autorização de Deus para pecarmos com alívio da sentença prevista na Lei, muito pelo contrário. Graça é poder de Deus para que sejamos aptos a vivermos segundo os seus preceitos, sendo santos! Pela graça somos salvos porque Deus nos dá os dons do Espírito mediante a fé em Cristo!

O evangelho é esta explicação maravilhosa que não é obvia aos nossos olhos, pois somos ensinados a burlarmos leis que não desejamos obedecer! Não somos naturalmente ensinados a nos doutrinar a ponto de sermos capazes de viver pela doutrina. Isto é coisa de quartel ou de religiosos. Mas temos visto como mesmo nestes ambientes as transgressões existem e como as pessoas muitas vezes são expulsas por não se enquadrarem.

Não se entra no reino de Deus sendo um pecador sem redenção. Se não tivermos em nós a semente do Espírito Santo a desenvolver a salvação continuaremos a ser transgressores espirituais, ainda que na cidadania do mundo sejamos pessoas corretas. Diante de Deus ninguém está livre da Lei, pois todos nascemos na transgressão espiritual realizada no Éden. Assim, já nascemos para desobediência espiritual e precisaremos de Cristo para nos devolver a ligação espiritual com o Pai que nos reabilitara a vivermos segundo o propósito dele para nós.

Sem Jesus Cristo não há como obtermos esta salvação. Por ele temos acesso ao Pai, sem ele continuaremos transgressores, tentando achar brechas na Lei para nos defendermos perante o juiz. Ei, eu tenho mais uma boa notícia:

Jesus é também advogado diante de Deus, e nos ajudará enquanto continuamos a errar, enquanto estamos nos santificando. Afinal, no aprendizado espiritual ainda poderemos errar, mas agora teremos um advogado que intercede por nós, porquanto confiamos nele que provém do próprio Deus!

Precisamos de Cristo, para santificação e devesa diante do justo juiz! Ele é o nosso advogado se precisarmos, mas o melhor é que nos trouxe a salvação de nossos pecados pelo Espírito Santo que nos convence e capacita a vivermos sem transgredirmos a Lei de Deus!

Busquemos a Cristo hoje mesmo. A sentença já é contrária a nós e sem Jesus não haverá escapatória. A sentença já foi dada à humanidade, mas Jesus é o único advogado capaz de mudar a sentença, pois ele se fez transgressor em nosso lugar, para que nós transgressores pudéssemos ser santificados através dele mesmo! Isto é a graça que se recebe mediante a fé em Cristo!