Por que profetizar?

Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizeis. Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, edificando, exortando e consolando.
‭‭1Coríntios‬ ‭14:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.14.1-3.ara

Paulo aconselha a igreja de Corinto a se aperfeiçoar a partir do amor, buscando dons espirituais com zelo. Amar é agir a favor do próximo e, se quisermos ajuda-los espiritualmente, precisamos exercer dons espirituais. Paulo menciona dois deles, o de falar em língua espiritual e o de profetizar.

Falar em língua espiritual nos permite falar com Deus sem a interpretação da alma (nossa mente), pois é o nosso espírito falando diretamente com o Senhor. Assim, nos edificamos e os outros não entenderão se não houver quem a interprete, e até mesmo nós não teremos ciência do que estamos falando em muitas das vezes. Já o dom de profecia é trazer aos homens a direção de Deus para as suas vidas, mostrando o caminho e o propósito das circunstâncias ou apenas mostrar, de antemão, o que irá ocorrer para que as pessoas estejam preparadas quando acontecer.

Profetizar é falar do que é proveniente de Deus, para conselho assertivo (exortação), edificação e consolo. O profeta aponta o pecado, mas também o caminho. Aponta o problema e a solução. Quando traz a antecipação dos fatos, também fala da providência ou a solução de Deus, para que não haja dúvidas, quando ocorrer o desfecho, de que foi Deus quem falou.

O maior problema sobre este dom é quando ele é confundido na mente de quem deseja possui-lo e está envolvido emocionalmente nas questões alheias. É muito fácil pegar uma promessa bíblica e falar para alguém de que Deus a está abençoando porque na Sua palavra existe aquela promessa e esta pessoa deve tomar posse dela.

Existe a palavra logos e a rhema. Logos é tudo o que podemos conhecer do que nos é ensinado nas escrituras, enquanto rhema é esta palavra no momento e a forma de aplica-la. Jesus andou sobre o mar e chamou Pedro quando este solicitou que o permitisse ir até ele. A palavra de vir e andar sobre as águas com Jesus foi uma afirmação rhema, onde Pedro pode aplica-la e nenhum outro discípulo presente pode exerce-la, pois foi dada a Pedro naquele momento. Alguém mais andou sobre as águas porque leu estas palavras na Bíblia?

Profetas trazem a palavra rhema a quem está precisando ouvi-la, ainda que haja o logos envolvido. Se eu apenas pregar o texto bíblico não estarei profetizando, mas pregando, levando conhecimento das coisas de Deus para as pessoas. Profetizar é trazer algo que seja para a condução das ações de quem precisa agir ou se preparar, construir uma estratégia ou ser consolado quando nada mais há que se fazer a respeito. Profetas nem sempre são bem recebidos, pois dizem o que deve ser dito, custe o que custar para ele e aos ouvintes.

Assim, profetizar é trazer vantagem para as pessoas, pois terão orientação de Deus para suas necessidades particulares, daquilo que elas estão colocando diante do Senhor. Falar da intimidade das pessoas com Deus é um dom que acrescenta fé e consola, pois as pessoas se sentem amadas pelo Senhor ao receberem uma orientação direta para aquilo que estão pedindo em oração e, na maioria das vezes, só elas e Deus sabem. Por isso a sensação do cuidado, carinho e certeza de estarem sendo ouvidas em suas orações e que a profecia será cumprida em suas vidas.

Devemos cuidar de como profetizar, pois no desejo de ajudar podemos falar o logos, daquilo que conhecemos da palavra, mas a profecia é a palavra de Deus para aquela situação específica daquela vida, do que ela e Deus estão sabendo e a resposta está sendo dada através de nossas vidas. Ainda assim devemos buscar o dom de profecia, pois traz a certeza do cuidado de Deus e direciona as pessoas para o propósito dEle em suas vidas. Não busquemos o dom por vaidade, mas como Paulo inicia a orientação, busquemos por amor às vidas que são preciosas para Deus e devem ser para nós também!

Uma profecia de Deus não irá contra o logos. O Senhor não vai contra a Sua palavra. Profecias que levam a pecados declarados não são profecias e nem logos, mas a vaidade de quem está falando e deseja influenciar os ouvintes. Não são mensageiros legítimos e não devem ser ouvidos. Toda profecia recebida deve ser tratada com respeito e analisada segundo as escrituras. Ouçamos, analisemos, oremos para que o Espírito Santo confirme em nossos corações e, somente então, que possamos agir no tempo para a qual esta palavra rhema nos foi dada.

Agir antes ou depois não trará muita serventia e depois não poderemos condenar o profeta e nem duvidar da profecia, pois não a atendemos. Assim foi na Velha Aliança quando o Senhor avisou sobre o castigo da desobediência e as gerações não ouviram. Há profecias para hoje, para amanhã e para daqui há cem anos. Todas são importantes e devem ser trabalhadas com zelo. Importa obedecermos a palavra recebida de Deus para nossas vidas, sempre que tivermos esta confirmação do Espírito Santo!

Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz.
‭‭Provérbios‬ ‭29:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/pro.29.18.ara

Ano 2#146

Não economizemos as flechas de vitória!

Quando Eliseu estava sofrendo da doença da qual morreria, Jeoás, rei de Israel, o visitou e chorou por ele, dizendo: “Meu pai, meu pai! Você era como os carros de guerra de Israel e seus cavaleiros!”. Eliseu lhe disse: “Pegue um arco e algumas flechas”, e o rei fez o que ele pediu. Então Eliseu lhe disse: “Ponha a mão sobre o arco”, e pôs suas mãos sobre as mãos do rei. Em seguida, ordenou: “Abra a janela que dá para o leste”, e o rei a abriu. Depois, Eliseu disse: “Atire!”, e o rei atirou uma flecha. “Essa é a flecha do Senhor”, anunciou Eliseu. “É uma flecha de vitória sobre a Síria, pois você conquistará completamente os sírios em Afeque.” Depois, Eliseu disse: “Agora pegue as outras flechas e atire-as contra o chão”. O rei pegou as flechas e atirou-as contra o chão três vezes. O homem de Deus se irou com ele. “Você deveria ter atirado contra o chão cinco ou seis vezes!”, exclamou. “Assim, teria ferido os sírios até que fossem completamente destruídos. Agora você será vitorioso apenas três vezes.””
‭‭2Reis‬ ‭13:14-19‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/2ki.13.14-19.nvt

Eliseu irou-se porque o rei não soube usufruir da palavra profética. Assim tem sido a vida do Cristão que não usufrui da condição da nova vida que possui. Somos feitos novas criaturas porque renascidos do Espírito e do fogo, não mais errantes no pecado de outrora. Não estamos mais como escravos do pecado e nem servindo a Satanás, mas agora temos um Senhor e estamos fazendo parte do Exército de Deus para destruir as potestades do mal.

Temos palavras proféticas em toda a Bíblia e acabamos por não tomar posse delas. Chegamos a obedecer em parte, mas ainda tímidos em executar em toda a sua plenitude como o rei Jeoás. E por que? Ora, por causa da nossa falta de visão espiritual daquilo que Deus separou para cada um de nós. Somos chamados agora de filhos de Deus, herdeiros das promessas e justificados em Cristo. Como cavaleiros cabe a nós a condução das batalhas da vida para nos defendermos e defender àqueles que amamos.

E o que temos feito? Quando muito pedimos ajuda para uma cura ou uma benção material, como se isto fosse tudo de sobrenatural que passou a estar em nosso alcance. Jesus nos diz que a autoridade que está sobre ele agora também está sendo colocada sobre nós, seu corpo. Tudo o que ligarmos na Terra, o que concordarmos segundo o seu propósito, para a glória de Deus e edificação do Reino de Deus, está ao nosso alcance.

Mas, temos lançado duas ou três flechas, dando espaço para o inimigo permanecer na luta contra nós. Hoje é dia de mudarmos esta história. Temos um Senhor que nos comissionou a conquistarmos o mundo e já temos tudo de que precisamos, ou seja, do Espírito Santo depositado em nós! Devemos fazer com que o Fruto do Espírito gere seus rendimentos em nossas vidas e venhamos a desenvolver plenamente as obras de fé. Em Cristo somos mais que vencedores, ainda que enfrentando as mesmas doenças, dificuldades financeiras, perseguições e lutas que todos a nossa volta. Pelo Espírito podemos profetizar a mudança das circunstâncias e enfrentar de frente todos os desafios.

Não importa se desejam nos destruir ou calar, dificultar a nossa vida ou trazer dor, importa que a eternidade já nos está prometida em Cristo e devemos compartilhar esta fé em todo tempo e lugar. O custo pode ser o da nossa própria vida, mas é investimento para a vida eterna. A vitória é daqueles que creem nas promessas e atiram as flechas espirituais a destruírem as obras do mal. O inimigo não tem poder contra elas e não as temos lançado como deveríamos.

O que gostaríamos de fazer para Deus e estamos tímidos para fazer? Oremos e peguemos o arco e as flechas, declaremos a vitória sobre o inimigo de nossas vidas, lancemos em sua direção e partamos para o ataque! É na fé que venceremos. Em Cristo estabeleceremos um reino de paz nos corações e mentes e Deus será glorificado por um exército que confiou nas armas e na cobertura espiritual enviada.

Não tema. O Salmo 91 nos ensinou que no esconderijo do Altíssimo não seremos abalados, mas nós que abalaremos o mundo à nossa volta. Creia e lance as flechas da vitória sem dó do diabo e seus anjos!

Ano 2#132

Nossa fé abençoa a muitos!

Ao ver a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Homem, seus pecados estão perdoados”.
‭‭Lucas‬ ‭5:20‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/luk.5.20.nvt

Uma das coisas mais tremendas a respeito de Deus é que Ele responde à fé que temos em Suas promessas! Mais impressionante é o poder da fé que temos poder impactar positivamente aos que ainda não a tem! Jesus ressuscitou a Lázaro e a filha de Jairo e curou o cego de nascença sem que estes tivessem como mostrar fé para que tais milagres ocorressem em suas vidas e ainda assim receberam das mãos de Deus porque Jesus orou e exerceu fé para com a situação deles.

Isto aumenta a importância da fé que existe em nossas vidas. Podemos não só pedir por nós, mas também por outros. Este é o papel da Igreja que não está aqui pelo simples fato de ter fé em Jesus, mas porque tem esta fé pode e deve exerce-la em favor dos que ainda não a possuem. Os amigos do paralítico exerceram e lograram êxito em ter o seu amigo curado por Jesus, o Filho de Deus!

Hoje podemos pedir por nós e nossos amigos. Há sempre algo acontecendo a nossa volta pelo qual podemos exercer fé em favor de alguém. Ser instrumento de Deus é questão de fé na Sua palavra, pois não somos merecedores de nada. Ainda que sejamos muito aquém do que enxergamos em nós, o amor ao próximo cobre multidão de pecados e nos torna mais propícios a Deus por crermos no Seu poder em favor de outros. Nossa caminhada de santificação só termina ao darmos o último suspiro aqui e ainda estaremos lutando contra a nossa natureza de pecado.

Portanto, se olharmos para nós nunca exerceremos fé, pois nunca nos acharemos dignos. Por outro lado, Deus não é gênio da lâmpada que satisfaz a todos os nossos desejos porque pode faze-los. Assim, precisamos aprender que os nossos pedidos devem estar ligados aos planos de Deus que são de paz e bondade para todos os homens. Se assim entendermos, não haverá pedido de oração que o Senhor não se agrade em responder, porque feito para a Sua glória e por amor às pessoas.

Que as nossas orações venham ao encontro da vontade de Deus e sejamos instrumentos de Sua graça. Que possamos exercer fé em todas as circunstâncias, pois Deus tem cuidado de nós! Nesta pandemia precisamos cuidar de nossos familiares, amigos e colegas, orando em todo tempo para que a boa mão de Deus esteja livrando-os das situações difíceis. Embora o mundo esteja em crise devemos estar em Cristo, pois teremos paz, esperança e poder de Deus para mudar as circunstâncias a favor daqueles que oramos.

Deus se agrada quando exercemos fé e esta é uma característica de um filho que conhece a força do pai. Não terá medo quando estiver com ele e não duvidará de que ele pode fazer todas as coisas. A criança vê no pai um herói e é esta a característica do Cristão que conhece o Pai Todo-Poderoso!

Ano 2#125

Será que oramos como convém?

Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.
‭‭Romanos‬ ‭8:26-27‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.8.26-27.ara

Somos chamados a entrarmos em nossos aposentos e, em secreto, orarmos a Deus e termos um relacionamento de intimidade com Ele. Mas, muitas vezes não sabemos como iniciar a nossa conversa com o SENHOR. Nestas horas somos também auxiliados pelo Espírito Santo para levar e trazer a comunicação que desenvolverá a narrativa de nossas vidas espirituais.

Em nossa santificação buscamos a face de Deus e adentrar o Santo dos Santos. Em Jesus conquistamos esta condição de sacerdotes, mas acabamos por termos dificuldades em colocarmos diante de Deus as petições pelas quais adentramos em Sua presença. Para termos eficiência neste processo o Espírito Santo age em nosso fazer, fazendo a intercessão por nós e construindo a ponte para que consigamos expor diante de Deus as necessidades.

Lembro-me de meus dois filhos quando pequenos. Meu filho é mais novo que minha filha e quando tinha três anos ainda se expressava com muita dificuldade. A irmã entendia tudo o que ele precisava e falava por ele para nós. Enquanto ele balbuciava algumas coisas ela traduzia para nós o que o irmão desejava. O Espírito Santo age de outra forma, porque Deus nos entende enquanto ainda não sabemos nos expressar. Ele não é um tradutor como a minha filha, mas aquele que nos ajuda a pedir o que convém, a mudar as nossas petições para aquilo que realmente importa.

Sem a presença do Espírito Santo ficaríamos batendo na mesma tecla, clamando muitas vezes por coisas pelas quais não deveríamos estar nos ocupando. Pelo Espírito somos guiados a colocarmos diante de Deus o que importa para o nosso dia e aos que nos cercam. Recebemos uma intercessão que não entendemos, mas que faz toda a diferença. Há uma conexão espiritual pelo Espírito Santo que nos habilita a termos o que precisamos, ainda que não tenhamos a habilidade de pedir a coisa certa.

Com o aumento de nossa intimidade e crescimento espiritual iremos transformando o foco de nossas orações do pedir a Deus para o adora-lo. Ainda assim o Espírito intercederá por nós, pois a nossa maturidade muitas vezes nos fará apontar para um caminho que não é da vontade de Deus. Portanto, não devemos nos entristecer por sabermos que o Espírito Santo intercede por nós de maneira que não compreendemos, mas nos alegremos porque temos o Espírito para nos ajudar a atingirmos os propósitos de Deus!

Muitas vezes oraremos por um propósito e seremos convencidos a fazer outro. Chegaremos irados para reclamar com Deus e sairemos apaziguados, iremos buscar um palavra de espera e receberemos uma de caminhar. No Espírito estaremos em boas mãos! Por que se preocupar? Continuemos a orar a Deus da forma como sabemos fazer.

Nossas orações são a maneira de nos conectarmos ao SENHOR e com Ele desenvolvermos uma vida espiritual plena. Sem isto não teremos vida abundante e nem permaneceremos na fé que nos impulsiona à adoração! Oremos a todo tempo e obedeçamos a partir da resposta recebida. Será reconfortante e maravilhoso podermos contemplar a ação de Deus a nosso favor!

Ano 2#88

Estamos buscando as bençãos passageiras de Deus ou o Deus da benção eterna?

Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom. E eis que uma mulher cananeia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. Ele, porém, não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.
‭‭Mateus‬ ‭15:21-28‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.15.21-28.ara

Esta passagem muitas vezes nos causa estranheza pois Jesus agiu diferentemente para com esta mulher. O cego Bartimeu, no caminho de Jericó (Marcos 10.46-52) também clamou, também o chamou de Filho de Davi, também pediu compaixão de sua situação e também disse o que precisava. No entanto, Jesus não atendeu de imediato esta mulher, mas a pôs à prova, enquanto prontamente deu vista ao cego Bartimeu!

Jesus disse que havia vindo para os da casa de Israel, não para os de fora. Que esta mulher, para eles, era como que um cachorrinho que não deveria ser considerado como os filhos de Israel, mas que permanecessem como animais de estimação, em segundo plano. Ora, dura foi esta palavra de Jesus, mas o contexto não nos permite entender os aspectos psicológicos da mulher ou refutar o que o apóstolo João declara no início de seu evangelho quando afirma que Jesus havia vindo para os seus, mas os seus não o receberam.

Bartimeu era israelita, esta mulher era cananeia. Mas podemos argumentar que Jesus curou todos os que lhe foram trazidos, de todas as regiões, inclusive de estrangeiros. Por que então dificultar para esta mulher? Jesus viu nela algo diferente que necessitava uma abordagem diferente. Um pai precisou pedir fé para que seu filho fosse curado depois que Jesus desceu do monte da transfiguração (Marcos 9.24). Esta mulher não precisou disto. Ela necessitou apenas se humilhar diante do Filho de Deus, daquele que tudo podia fazer mas era de um povo que possivelmente ela desdenhava.

Muitos querem a benção de Deus e não o senhorio dele. Muitos estão interessados em receber porque confiam que Deus fará, mas não desejam se sujeitar a serem servos do Senhor. Muitos estão desejosos de terem milagres à sua disposição, pois descobriram que Deus pode mudar as nossas vidas, mas ainda não entenderam que Ele opera para transformar a humanidade muito além de curas e sinais.

É necessário que ultrapassemos o estágio do pedido porque teremos graça a receber e operarmos no mundo pela fé que Jesus fará para trazer a existência um caminho frutífero em muitas vidas. A perseverança em humildade deu a esta mulher a condição de ter o resultado esperado. Talvez fosse alguém que desistisse fácil de seus sonhos, mas em prol da sua filha foi além. Mas Jesus a testou para produzir uma fé além da benção. O evangelho nos deixa uma pista, pois se sabemos no final que a filha foi curada é porque ela voltou para contar e muito possivelmente se tornou uma seguidora!

Hoje talvez nós estejamos pedindo algo a Deus mas não temos convicção de permanecer na benção pedida, seja um curso ou trabalho, mas Jesus poderá nos desafiar a irmos com mais convicção. Jesus age com cada um como precisamos que ele aja. No relacionamento com ele somos trabalhados como indivíduos, naquilo que precisamos e não do que queremos. O Senhor não vai responder igualmente a todos os que o buscam com uma frase construída. Cada oração, ainda que tenham as mesmas palavras, terá uma resposta adequada ao indivíduo que pede. Filhos tem uma resposta e estrangeiros outra. Todos são ouvidos, mas a prioridade é para os filhos.

Estrangeiros são os que ainda não se entregaram ao Senhor e estes precisam de uma fé para buscarem em Deus uma benção e de outra ainda maior para a salvação. Ainda que recebamos bençãos sem pedirmos a Deus, a salvação não funciona assim. Esta é mediante a fé no Filho, em seu sacrifício. As bençãos estão disponíveis aos que buscam a Deus e aos que não buscam. Deus se revela a todos, mas a salvação é a pedido, no relacionamento com Cristo!

A mulher cananeia veio pedir ajuda para sua filha e foi desafiada a ir além. Jesus nos desafia hoje também. Estamos buscando as bençãos passageiras de Deus ou o Deus da benção eterna? Que a nossa fé seja acrescentada para não ficarmos no nível da saciedade material, mas entrarmos nas profundezas espirituais em Cristo!

Ano 2#86

Tempo de clamar!

Até quando, Senhor? Esquecer-te-ás de mim para sempre? Até quando ocultarás de mim o rosto? Até quando estarei eu relutando dentro de minha alma, com tristeza no coração cada dia? Até quando se erguerá contra mim o meu inimigo? Atenta para mim, responde-me, Senhor, Deus meu! Ilumina-me os olhos, para que eu não durma o sono da morte; para que não diga o meu inimigo: Prevaleci contra ele; e não se regozijem os meus adversários, vindo eu a vacilar. No tocante a mim, confio na tua graça; regozije-se o meu coração na tua salvação. Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem.
‭‭Salmos‬ ‭13:1-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.13.1-6.ara

Há muitos clamando em meio ao desânimo, dor, fome e calamidades. Esta pandemia está destruindo sonhos e conquistas de muitas pessoas. Assim como o salmista ergueu sua voz a Deus para vir em seu socorro é hora de buscarmos a face do Altíssimo porquanto estas calamidades superam as nossas forças.

Cidades estão ainda com atividades reduzidas, pessoas perdendo saúde e até a vida, negócios fechando, salários atrasados e governantes atônitos por reconhecerem que não conseguem resolver o problema. Infelizmente muitos estão colocando nas vacinas a sua fé, mas não podem considerar que estas segurarão o vírus. Na verdade, só podemos esperar que a mão do SENHOR transforme esta circunstância.

Clamemos sem cessar pelo Rei dos reis e Senhor dos senhores que tudo pode e tudo fez, aquele que tem poder para restaurar todas as coisas. É tempo de nos humilharmos pois tentamos por um ano do nosso jeito, mas ainda não paramos para fazermos do jeito dEle!

se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.
‭‭2Crônicas‬ ‭7:14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ch.7.14.ara

Hoje é momento de pararmos tudo e clamarmos a Deus por socorro. O mundo está à beira de um colapso financeiro onde podemos ficar como em tempos de guerra. Fragilidade das nações é possuirmos muitas pessoas sem apoio a passar fome enquanto outros não perderam nada. A multidão de necessitados precisa de ajuda e os governos não darão conta de resolverem a situação por eles mesmos criada. Há quem diga que era interesse de poderosos, mas no final todos irão perder se nada for feito, inclusive os poderosos que ignorarem a perspectiva de Deus!

A iniquidade pode surgir em massa e dias sombrios se seguirão se nada for feito nos próximos dias. Que possamos olhar para o SENHOR que sempre tem a saída, que restaura o que se imaginava irreparável, que traz vida onde só havia morte e que abençoa onde só havia maldição!

Oremos e busquemos a Deus! Ainda há tempo! Jesus Cristo é a resposta para o mundo e a confiança de que há uma solução para a humanidade porque Deus nos amou e nos enviou Seu Filho!

Ano 2#50

Mudança de vida exige atitude e esforço!

Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.
‭‭Efésios‬ ‭4:20-24‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/eph.4.20-24.ara

Já sabemos que precisamos mudar quando decidimos por seguir a vontade de Deus. O problema ocorre quando queremos fazer isto sem entender o como, fazendo na própria força, a partir do próprio entendimento.

Ser Cristão não é ter de deixar de fazer uma coisa ou outra de que gostávamos. É entender nossa filiação e propósito em primeiro lugar e, então, viver naturalmente neste novo paradigma.

Sem o Espírito Santo jamais conseguiríamos dar este passo, pois vem de Deus o conhecimento do pecado, da justiça e do juízo a que estamos submetidos quando continuamos a viver como quem só tem vida neste mundo físico.

Aprender a Cristo é, em primeiro lugar, entender que ele veio de Deus e voltou para Deus e está preparando moradas nas regiões celestiais para todos os que viverão com ele. Portanto, haverá uma vida espiritual a ser vivida depois desta e depende de uma preparação.

Não importa quanto tempo tivemos de preparo ou nível atingido, pois ninguém será mesmo perfeito até chegarmos lá. A questão bíblica sempre está na atitude de coração e mente! Sem querermos chegar lá não daremos o primeiro passo!

Despir-se do velho homem exige abandonar o sistema vivido até então. É resolver deixar para trás, abrindo caminho para adotar as práticas de Cristo, através das experiências com o Espírito Santo. Isto também é santificação!

E a santificação visa nos tornarmos como Cristo. Assim, seremos como Cristo quando vivermos segundo seus preceitos em amor e fé. Deixar de ser o velho homem consiste em deixar para trás sim o que não é mais importante para a vida eterna. Não significa deixar de gostar de TV, videogames, etc. Consiste em olharmos para o alvo e levarmos apenas aquilo que nos fará chegar lá!

Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não vá todo o teu corpo para o inferno.”
‭‭Mateus‬ ‭5:29-30‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.29-30.ara

Nos filmes da série “Exterminador do Futuro” víamos o robô exterminador cortar o próprio membro quando algum objeto pesado o estava prendendo. Poder chegar aos mocinhos e lhes tirar a vida era o objetivo dele, e faria de tudo para atingi-lo. É este ímpeto, esta atitude de tirar tudo o que nos impede de atingirmos nossos objetivos espirituais que significa despir-se do velho homem.

Agora, nos revestir do novo homem é mergulhar no conhecimento de Cristo, viver com ele e para ele. Precisamos nos identificar com o mestre e ter a mente dele! Oremos por conhecimento no Espírito, leiamos o evangelho e o pratiquemos. Fazendo assim estaremos buscando a verdade e fortalecidos no poder de Deus para as nossas vidas e para a dos que nos cercam!

Contaminação espiritual é diferente, sendo de dentro para fora!

Convocando ele, de novo, a multidão, disse-lhes: Ouvi-me, todos, e entendei. Nada há fora do homem que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai do homem é o que o contamina.”
‭‭Marcos‬ ‭7:14-15‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.7.14-15.ara

Em tempos de pandemia seria de se estranhar esta passagem, mas Jesus está falando de uma contaminação espiritual. Não importa o que fisicamente penetra em nosso organismo, seja por alimento ou qualquer outra forma, pois não é isto que nos transformará espiritualmente em pessoas boas ou más.

O que contamina o nosso espírito são os nossos pensamentos e desejos. Se temos bons pensamentos então estaremos nos desenvolvendo de maneira positiva. E os nossos pensamentos bons gerarão ações e práticas de bondade da nossa parte. O contrário também é verdadeiro!

Portanto, o que sai de nós é o reflexo de nossa condição e reforçará nosso comportamento. Assim, não é o que comemos que nos trará vantagens espirituais, ou o que deixarmos de comer para nosso desenvolvimento corporal. Com esta declaração Jesus julgou todos os alimentos como puros, incapazes de desviar o homem de seu destino espiritual (Marcos 7.19).

Nosso jejum nos ajuda a estabelecermos um tempo de meditação e aprofundamento, mas não por causa de um certo tipo de alimento, mas porque estamos dominando nossa carne para que o espírito prevaleça. Nossas orações nos tornam mais próximos de Deus e nos ajudam a ouvir a Sua voz. Estas coisas nos fortalecem espiritualmente e nos capacitarão a gerarmos frutos espirituais.

Que neste ano que se inicia possamos nos desenvolver ainda mais nas coisas do Reino e que possamos impactar positivamente a nossa geração. Sem planos e medidas a serem tomadas continuaremos apenas a passar o tempo. Sem metas não tornaremos atitudes em resultados. Sem oração, que metas estamos estabelecendo?

Busquemos o Reino de Deus e sejamos ativos em nossos compromissos com o evangelho de Cristo. Que 2021 seja um ano de semeadura e colheita abundante, onde estejamos contaminados com o amor de Deus em nossas vidas!

O Senhor é poderoso para restituir o que nos foi tirado!

Também o rei Ciro tirou os utensílios da Casa do Senhor, os quais Nabucodonosor tinha trazido de Jerusalém e que tinha posto na casa de seus deuses. Tirou-os Ciro, rei da Pérsia, sob a direção do tesoureiro Mitredate, que os entregou contados a Sesbazar, príncipe de Judá.”
‭‭Esdras‬ ‭1:7-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ezr.1.7-8.ara

Décadas se passaram entre a chegada na cativeiro da Babilônia e o retorno de Israel à Jerusalém. Mais de 70 anos passaram para restabelecerem todas as coisas… Ainda assim houve restituição de tudo o que havia sido trazido do templo, para que se reedificasse a Casa do Senhor e se restabelecesse o serviço sacerdotal.

Ciro foi o rei levantado para esta restituição, assim como Nabucodonosor foi para o cativeiro. Todas as coisas estão no controle de Deus e nada impedirá que a adoração ao verdadeiro Senhor de todo o universo prospere!

Restituição é receber de volta aquilo que nos foi subtraído, seja por qual motivo for. Aquilo que temos que é para a glória de Deus, podemos clamar por restituição. O que foi perdido ou tomado? Um emprego? Um relacionamento? Um sonho? É para glorificar a Deus, então oremos! Não importa quanto tempo leve, mas continuarmos no propósito de louvarmos a Deus com as nossas vidas.

A restituição glorifica o nome do Senhor porque voltamos a possuir algo que era nosso e não conseguimos impedir a sua subtração e não tínhamos poder para reave-lo. Já passou por esta experiência? Testemunhe! Muitas pessoas estão abatidas neste momento porque a pandemia lhes subtraiu muitas coisas…

Oremos ao Senhor e peçamos com fé sobre a nossa necessidade. Nas escrituras temos a garantia de que Ele nos faz infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, portanto a ele seja dada toda a glória em Cristo (Efésios 3.20,21)!!!

Jesus Cristo é perfeito para sempre

Com efeito, nos convinha um sumo sacerdote como este, santo, inculpável, sem mácula, separado dos pecadores e feito mais alto do que os céus, que não tem necessidade, como os sumos sacerdotes, de oferecer todos os dias sacrifícios, primeiro, por seus próprios pecados, depois, pelos do povo; porque fez isto uma vez por todas, quando a si mesmo se ofereceu. Porque a lei constitui sumos sacerdotes a homens sujeitos à fraqueza, mas a palavra do juramento, que foi posterior à lei, constitui o Filho, perfeito para sempre.
‭‭Hebreus‬ ‭7:26-28‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/heb.7.26-28.ara

Jesus é sacerdote para sempre. A Nova Aliança foi feita em seu sangue vertido na cruz. O sacrifício perfeito! O Cordeiro de Deus tira o pecado do pecador, pois seu sacrifício é eterno e não precisa ser renovado como o dos homens!

Sendo Jesus o sacerdote perfeito e o sacrifício perfeito, tornou-se o único mediador da Nova Aliança. Pela fé em Jesus somos reconciliados com Deus. Pois bem, este é o evangelho da graça!

Assim como Jesus não precisa fazer sacrifícios diários por nós, não deveríamos pecar diariamente. Espera-se que uma vez liberto de um pecado sejamos firmes em não permanecermos nele.

A santificação é este processo individual de permanecermos fora da prática de pecados. E a melhor maneira de fazermos isto é seguimos os passos de Jesus. Ser discípulo do mestre é amar pessoas que não estão nem aí com o próprio Jesus.

E este amar independe do resultado do retorno recebido. No entanto, amar não significa fechar os olhos ao pecado. Jesus perdoava, mas sempre dizia para que o pecado não fosse mais praticado.

Precisamos perseverar na palavra que nos foi dada, em nos mantermos em comunhão, comer à mesa juntos, partilhando a comida que temos recebido com alegria e em orarmos sempre que possível (Atos 2:42). Tal atitude gerará em nós um compromisso de uns pelos outros e o amor crescerá dentro de nós.

Sem relacionamentos passamos a nos preocupar apenas conosco. E Jesus desceu dos céus para que isto deixasse de ser assim. Nossa vida será mais expressiva quando pudermos compartilhar do que temos recebido em dons no Espírito Santo.

Importa que em Jesus temos o sacerdote perfeito e permanente, pois é imortal e sem pecados. Em Jesus encontraremos o que precisamos para executarmos nosso chamado para reinarmos com ele.

Continuemos com confiança naquele que nos tirou do caminho do pecado, que tem autoridade de perdoar pecados e de nos trazer à luz da salvação. Em Cristo Jesus já deixamos a morte e entramos na vida, pela promessa de Deus! Nada mais importa! Todo o resto é para que outros tenham o mesmo destino abençoado e seguro.

Oremos e permaneçamos firmes nas promessas do Deus fiel, no Filho!