#3_177 Cristo se revela

Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés e, voltando-se, vos dilacerem.
Mateus 7:6 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.7.6.ARA

Jesus estava no monte dando o seu sermão e acabara de falar para não julgarmos as pessoas porque seríamos julgados pelos mesmos parâmetros. Como então entender a sequência de sua fala quando declara que é perda de tempo falar com quem é cauterizado espiritualmente?

Julgamento é dar sentença, enquanto classificação vem da observação dos atos e palavras das pessoas. Podemos classificá-las mas não sentencia-las. Não está em nosso nível ainda o julgamento. Classificação depende de entendimento, regras bem estabelecidas e entendidas. Ou seja, depende de quem as definiu.

Cristo nos ensina a aprender com ele quem são os inimigos de Deus. Para estes não devemos gastar energia, pois irão se levantar contra nós e buscar nos destruir. Não entendem o valor do evangelho e não se submetem ao Senhor. Para estes resta a nossa oração, não a pregação. Será como jogar pérolas aos porcos que não as consumirão, mas as pisarão. Ou como dar o que é santo para que cães comam e eles se voltem contra os que lhes deram a comer para os dilacerar.

Dura é esta palavra, pois para nós a pregação do evangelho deveria vencer qualquer barreira, mas não é assim. A parábola do semeador já havia ensinado que vai depender da terra, do tipo de terreno em que irá cair. O preparo do terreno não é feito com a pregação e é aí onde erramos achando que conseguiremos convencer a todos só com a ministração da Palavra.

Há que se viver, interagir, descer e subir, enxergar a Deus e ter um encontro com Ele para estar preparado para receber a palavra de fé. Sem Cristo nossa fé se abala e vivemos ao sabor das circunstâncias. Com ele no nosso barco as tempestades se vão. Quem pode criticar seus discípulos? Quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito Santo.

Portanto, se o Espírito não tocou uma vida insistir com ela será prejuízo nosso. Tenhamos sabedoria no falar. Criar confusão na insistência é um desserviço ao reino e um laço do inimigo para nós. Ficaremos decepcionados e até colocaremos peso sobre pessoas. O papel do Cristão é apontar para Cristo e só o enxergará a quem o Senhor se revelar!