A quem estamos servindo ou nos submetendo?

Achava-se na sinagoga um homem possesso de um espírito de demônio imundo, e bradou em alta voz: Ah! Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus! Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai deste homem. O demônio, depois de o ter lançado por terra no meio de todos, saiu dele sem lhe fazer mal. Todos ficaram grandemente admirados e comentavam entre si, dizendo: Que palavra é esta, pois, com autoridade e poder, ordena aos espíritos imundos, e eles saem? E a sua fama corria por todos os lugares da circunvizinhança.
Lucas 4:33‭-‬37 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.4.33-37.ARA

O cativeiro espiritual ocorre de maneira mais profunda quando demônios passam a habitar no corpo das pessoas. Começa por um pecado e acaba pela impotência em impedir que um ser espiritual invada o corpo. É terrível e comparado a uma batalha espiritual.

Nosso corpo deveria ser ocupado espiritualmente apenas por nosso espírito em estado de comunhão com Deus. Depois da queda de Adão e Eva houve a ruptura desta comunicação e o homem passou a estar suscetível a ser visitado por espíritos demoníacos. Se formos ver em Adão, a visita poderia ter sido repelida, mas foi recebida e aceita. A serpente sugeriu e eles aceitaram a sugestão, mesmo sabendo que estavam errados.

Demônios desejam destruir os homens, seja por desígnios ou inveja da condição humana. A verdade é que pretendem destruir a nossa carne para se gabarem entre si. Não são seres que se interessam pelo nosso bem estar, mas apenas em usufruir dos sentidos humanos que lhes são negados por constituição.

Anjos de Deus não tomam os nossos corpos, apenas demônios o fazem. O Espírito Santo pode nos tomar como fez com Sansão, mas será para exaltar nossos dons em proveito do reino, não para nossa destruição como homens e mulheres. Grande diferença há nestas condições de possessão espiritual e não devemos ser incautos e ignorantes sob como se assemelham.

Importa-nos não darmos guarida aos demônios e isto ocorre ao nos santificarmos para Deus. Significa não darmos alimento para o pecado que os mantém. Ao nos submetermos ao senhorio de Deus já estamos nos santificando e criando as barreiras espirituais contra estes espíritos imundos:

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração. Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.
Tiago 4:7‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/jas.4.7-10.ARA

Nossa humildade começa em reconhecermos Deus em nossas vidas, em sabermos como somos dependentes dele para vivermos bem e em comunhão com Ele! Na presença de Deus o mal não prospera. É com Cristo que estaremos na direção de Deus! Por isso o diabo não teve forças contra ele e não tem contra nós se estivermos nele! Com Jesus Cristo os demônios correm e somos libertos, curados e fortalecidos em Deus.

Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.
Mateus 12:30 ARA
https://bible.com/bible/1608/mat.12.30.ARA

Precisamos escolher se ainda desejamos ficar a mercê das entidades demoníacas ou se livres em Cristo para servirmos a Deus. Ou servimos ao Senhor ou aos demônios. Neste momento, ou estamos a serviço de Deus ou a serviço do diabo…

Ano 2#253

Temos oposição no caminho do evangelho, mas em Cristo prevaleceremos!

Ora, nós, irmãos, orfanados, por breve tempo, de vossa presença, não, porém, do coração, com tanto mais empenho diligenciamos, com grande desejo, ir ver-vos pessoalmente. Por isso, quisemos ir até vós (pelo menos eu, Paulo, não somente uma vez, mas duas); contudo, Satanás nos barrou o caminho.
‭‭1Tessalonicenses‬ ‭2:17-18‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1th.2.17-18.ARA

Paulo não ignorava o poder das trevas, mesmo sabendo que o poder de Deus era muito maior. Deixou claro, nas cartas que escreveu, as batalhas que enfrentava como soldado de Cristo. Imaginemos o campo de batalha!

Várias nações na idolatria a serem evangelizadas. Paulo busca seguir para a Macedônia, direcionado por Cristo. Enquanto estava construindo o ministério nas cidades onde finalmente conseguira penetrar, os judeus se levantam contra a pregação de Paulo movidos por Satanás.

Paulo, em sua carta aos Efésios, no capítulo 2 se refere no verso 12 que a verdadeira luta não é contra pessoas, mas espíritos que se opõem a nós, levantados por Satanás para que o evangelho não progrida e vidas sejam livres do seu domínio do mal. Os dominados por ele lutam contra o evangelho e não precisa de muito para isto. Basta mencionar sobre pecados e portas se fecharão, perseguições virão e todo tipo de palavras contra a pregação da verdade.

Importa que sejamos perseverantes no Espírito Santo, pois sem as armas espirituais estaremos combatendo da maneira errada. Não adianta tentar abrir um cofre que possui um segredo usando uma chave comum. Não adianta tentar ligar um carro com uma chave se o carro possui botão para dar partida. Há que se alcançar a maneira certa de se realizar a obra de Deus e esta começa no amor às vidas, na compaixão que nos fará mover montanhas para acessa-las e ajuda-las.

Paulo desejava estar com as pessoas e se esforçava grandemente por vê-las. Orava e jejuava para ter mais comunhão espiritual e romper as barreiras do sobrenatural. É no poder de Deus que ampliamos o reino de Deus, ainda que pareça apenas roupas, comida, teto, trabalho, um abraço, uma família a nos rodear, uma palavra de conforto no momento mais importante… Por trás há muita oração e dedicação para que vidas sejam transformadas, a começar pela nossa.

Que o Senhor nos fortaleça nesta batalha diária que trará muitos frutos para o reino e a glória de Deus! Não podemos ignorar que há uma força a criar resistência, mas jamais podemos esquecer que também faz parte da criação de Deus, sendo infinitamente menor em poder que o próprio Senhor. Pode até ser forte contra nós, mas com Jesus Cristo já vencemos todas as batalhas. Que andemos com o Senhor!

Ano 2#230

Não economizemos as flechas de vitória!

Quando Eliseu estava sofrendo da doença da qual morreria, Jeoás, rei de Israel, o visitou e chorou por ele, dizendo: “Meu pai, meu pai! Você era como os carros de guerra de Israel e seus cavaleiros!”. Eliseu lhe disse: “Pegue um arco e algumas flechas”, e o rei fez o que ele pediu. Então Eliseu lhe disse: “Ponha a mão sobre o arco”, e pôs suas mãos sobre as mãos do rei. Em seguida, ordenou: “Abra a janela que dá para o leste”, e o rei a abriu. Depois, Eliseu disse: “Atire!”, e o rei atirou uma flecha. “Essa é a flecha do Senhor”, anunciou Eliseu. “É uma flecha de vitória sobre a Síria, pois você conquistará completamente os sírios em Afeque.” Depois, Eliseu disse: “Agora pegue as outras flechas e atire-as contra o chão”. O rei pegou as flechas e atirou-as contra o chão três vezes. O homem de Deus se irou com ele. “Você deveria ter atirado contra o chão cinco ou seis vezes!”, exclamou. “Assim, teria ferido os sírios até que fossem completamente destruídos. Agora você será vitorioso apenas três vezes.””
‭‭2Reis‬ ‭13:14-19‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/2ki.13.14-19.nvt

Eliseu irou-se porque o rei não soube usufruir da palavra profética. Assim tem sido a vida do Cristão que não usufrui da condição da nova vida que possui. Somos feitos novas criaturas porque renascidos do Espírito e do fogo, não mais errantes no pecado de outrora. Não estamos mais como escravos do pecado e nem servindo a Satanás, mas agora temos um Senhor e estamos fazendo parte do Exército de Deus para destruir as potestades do mal.

Temos palavras proféticas em toda a Bíblia e acabamos por não tomar posse delas. Chegamos a obedecer em parte, mas ainda tímidos em executar em toda a sua plenitude como o rei Jeoás. E por que? Ora, por causa da nossa falta de visão espiritual daquilo que Deus separou para cada um de nós. Somos chamados agora de filhos de Deus, herdeiros das promessas e justificados em Cristo. Como cavaleiros cabe a nós a condução das batalhas da vida para nos defendermos e defender àqueles que amamos.

E o que temos feito? Quando muito pedimos ajuda para uma cura ou uma benção material, como se isto fosse tudo de sobrenatural que passou a estar em nosso alcance. Jesus nos diz que a autoridade que está sobre ele agora também está sendo colocada sobre nós, seu corpo. Tudo o que ligarmos na Terra, o que concordarmos segundo o seu propósito, para a glória de Deus e edificação do Reino de Deus, está ao nosso alcance.

Mas, temos lançado duas ou três flechas, dando espaço para o inimigo permanecer na luta contra nós. Hoje é dia de mudarmos esta história. Temos um Senhor que nos comissionou a conquistarmos o mundo e já temos tudo de que precisamos, ou seja, do Espírito Santo depositado em nós! Devemos fazer com que o Fruto do Espírito gere seus rendimentos em nossas vidas e venhamos a desenvolver plenamente as obras de fé. Em Cristo somos mais que vencedores, ainda que enfrentando as mesmas doenças, dificuldades financeiras, perseguições e lutas que todos a nossa volta. Pelo Espírito podemos profetizar a mudança das circunstâncias e enfrentar de frente todos os desafios.

Não importa se desejam nos destruir ou calar, dificultar a nossa vida ou trazer dor, importa que a eternidade já nos está prometida em Cristo e devemos compartilhar esta fé em todo tempo e lugar. O custo pode ser o da nossa própria vida, mas é investimento para a vida eterna. A vitória é daqueles que creem nas promessas e atiram as flechas espirituais a destruírem as obras do mal. O inimigo não tem poder contra elas e não as temos lançado como deveríamos.

O que gostaríamos de fazer para Deus e estamos tímidos para fazer? Oremos e peguemos o arco e as flechas, declaremos a vitória sobre o inimigo de nossas vidas, lancemos em sua direção e partamos para o ataque! É na fé que venceremos. Em Cristo estabeleceremos um reino de paz nos corações e mentes e Deus será glorificado por um exército que confiou nas armas e na cobertura espiritual enviada.

Não tema. O Salmo 91 nos ensinou que no esconderijo do Altíssimo não seremos abalados, mas nós que abalaremos o mundo à nossa volta. Creia e lance as flechas da vitória sem dó do diabo e seus anjos!

Ano 2#132

Há uma guerra em nossas mentes ocorrendo agora mesmo!

Adúlteros! Não percebem que a amizade com o mundo os torna inimigos de Deus? Repito: se desejam ser amigos do mundo, tornam-se inimigos de Deus. O que vocês acham que as Escrituras querem dizer quando afirmam que o espírito colocado por Deus em nós tem ciúmes? Contudo, ele generosamente nos concede graça. Como dizem as Escrituras: “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”. Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês. Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês. Lavem as mãos, pecadores; purifiquem o coração, vocês que têm a mente dividida.
‭‭Tiago‬ ‭4:4-8‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/jas.4.4-8.nvt

Temos insistido na visão Bíblica de que somos também uma tríade de corpo, alma e espírito. O espírito vem de Deus e voltará a Ele quando morrermos nesta dimensão e aqui nos expressamos através de um corpo comandado por uma alma (mente e paixões). Nossos corações são impactados por nossas emoções e as escrituras usam o coração como sinônimo da alma em termos de desejos.

Nossa luta neste mundo tem sido na nossa mente porque é através dela que decidiremos sobre o nosso corpo. Nosso espírito é a antena que conversa com a dimensão espiritual não restrita a esta dimensão física, mas transcende para o sobrenatural, alcançando as regiões celestiais.

Sujeitar-nos a Deus é acoplar, sintonizar e atentar para a comunicação espiritual proveniente de Deus para que seja a Sua palavra que entre e alimente as nossas mentes e coração. Resistir ao diabo é dizer não às interferências que ele impõe na nossa mente, como um interferidor nas nossas comunicações celestiais. Ser amigo do mundo é desviar a nossa antena espiritual e já não ouvir a “rádio divina”, mas o que o mundo tem a oferecer a nós.

Ora, se permanecermos amigos do mundo não faremos nada diferente do que o mundo faz, significando permanecer pecando, pois a nossa mente receberá apenas os desejos e entendimentos do mundo. Nossa antena espiritual nos dá a capacidade de recebermos tanto uma orientação quanto a outra. E qual delas irá prevalecer? A que canal estaremos assistindo nos dias de nossas vidas?

Quando recebemos a Cristo como Senhor recebemos um amigo de programação. O Espírito Santo é aquele que está ao nosso lado trocando do canal do mundo para o canal de Deus. Se nos agradarmos de assistirmos com ele à programação celestial estaremos nos sujeitando a Deus e resistindo ao diabo. O resultado é que estaremos sendo transformados, edificados e empoderados de uma vida espiritual plena e o nosso inimigo baterá em retirada de nossas vidas.

O mundo só oferece entretenimento e nos tornaremos preguiçosos espirituais, ignorantes de Deus e suscetíveis a toda prática pecaminosa se permanecermos assistindo a sua programação. Basta ver os programas de TV de hoje em dia como estão tendenciosos a toda prática contrária à palavra do Senhor. Se continuarmos a nos alimentar deste tipo de programa teremos a tendência de reproduzir estes comportamentos. Ao menos estaremos mais sujeitos a concordarmos com as práticas …

Quando trocamos do canal divino para o do mundo temos o Espírito Santo enciumado, pois não gosta que troquemos de canal, e com razão. Trocar é dar importância ao mundo e ignorarmos a Deus. Cuidemos de que canal estamos assistindo e quanto tempo temos dado de atenção ao Senhor. Nossa mente estará cheia do que a alimentarmos e nossos corações impactados para realizar o que estamos lhe dando de emoções:

Guardei tua palavra em meu coração, para não pecar contra ti. Eu te louvo, ó Senhor; ensina-me teus decretos. Recitei em voz alta todos os estatutos que nos deste. Alegrei-me com o caminho apontado por teus preceitos tanto quanto com muitas riquezas. Meditarei em tuas ordens e refletirei sobre teus caminhos. Terei prazer em teus decretos e não me esquecerei de tua palavra.
‭‭Salmos‬ ‭119:11-16‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/psa.119.11-16.nvt

Nossas ações são comandadas pela mente impressionadas pelo espírito. A guerra que está na mente passa pelo espírito e dependerá da seleção do canal. Alimentemos nossa vida espiritual sujeitando-nos a Deus. Estaremos com mentes fortalecidas e o mal não prevalecerá e teremos poder de ajudar outros, em Cristo Jesus! Não permaneçamos com a mente dividida, mas escolhamos a programação celestial e sejamos abençoados por Deus!

Ano 2#131

Há uma batalha ao nosso redor. Você consegue enxergar?

Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
‭‭Isaías‬ ‭53:5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/isa.53.5.ara

Chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados; e ele meramente com a palavra expeliu os espíritos e curou todos os que estavam doentes; para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta Isaías: Ele mesmo tomou as nossas enfermidades e carregou com as nossas doenças.
‭‭Mateus‬ ‭8:16-17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.8.16-17.ara

O cumprimento das profecias bíblicas dá-se em Cristo, tendo uma parte ocorrido em sua primeira vinda e as demais se seguirão na segunda. Na primeira era necessário estabelecer um reino espiritual, pois Deus nunca desejou impor seu reino por força ou violência, mas pela obediência vinda da compreensão da Sua santidade.

Um reino espiritual não é visível para nós, mas existe e pode ser alcançado pela fé. No entanto, há uma batalha sendo realizada à nossa volta e não teríamos tranquilidade em enxerga-la sem nos apavorarmos. Por isto não enxergamos, não a grande maioria. Há dons específicos para isto e exige um preparo adicional.

Jesus cura meramente com a palavra ou com um toque pois tem poder sobre o reino espiritual. Quem é seu seguidor estará sendo preparado para atuar no espiritual tanto quanto no mundo físico, da carne. Há manifestações neste mundo causadas pelos movimentos no reino espiritual e muitos de nós não nos damos conta disto. E não é porque não conhecemos que não existe. Mas se Deus deixou em Sua palavra que o reino espiritual é conquistável, então existe, sem dúvida alguma!

Jesus é Senhor nos céus e na Terra e somos chamados a segui-lo e operar em ambos os espaços determinados. Em orações e súplicas, com fé e atuando pelo evangelho poderemos impactar o mundo como Jesus faz. Isto é o compromisso atual da Igreja de Cristo, em adoração a Deus! Ele deu sua vida por nós na cruz e tomou as chaves da morte e do inferno tendo toda a autoridade. E esta nos é passada através da nossa conduta moral e Cristã, tendo compaixão e compartilhando o que temos recebido do Senhor.

Jesus recebeu o castigo por nós que pecamos. O justo nos justifica, pois é perfeito. Em Jesus encontramos cura, mas também propósito. Em Cristo temos a chave do reino espiritual para trabalharmos neste plano físico, em defesa da humanidade. O que iremos fazer? Sofrer sem guerrear? Receber o dano por não estarmos posicionados nesta batalha? Somos chamados a sermos vitoriosos com Cristo e isto começa dentro de nós.

Que atitude teremos diante do evangelho? Desprezo? Preocupação? É o mesmo que nos oferecerem um tesouro e ficarmos preocupados em sermos atacados por piratas. Junto com o tesouro da salvação recebemos miríades de anjos para nos defender, um plano de batalha infalível e contato permanente com o centro logístico divino, com a artilharia das orações, com a aviação angelical e com a antiaérea do poder de Cristo. Não nos faltam meios, então o que vai ser?

A mente humana é o campo de batalha e não seremos forçados por Deus a nos entregarmos a Ele. Só precisamos saber que enquanto não estivermos na base divina estaremos sobre forte tiroteio pelo inimigo de nossas almas. Só fica neste lugar quem não deseja estar com Deus. E quem não desejar agora não estará para sempre.

Não há alento ao sofrermos sem Cristo!

José foi levado ao Egito, e Potifar, oficial de Faraó, comandante da guarda, egípcio, comprou-o dos ismaelitas que o tinham levado para lá. O Senhor era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo Potifar que o Senhor era com ele e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos, logrou José mercê perante ele, a quem servia; e ele o pôs por mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo o que tinha. E, desde que o fizera mordomo de sua casa e sobre tudo o que tinha, o Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José; a bênção do Senhor estava sobre tudo o que tinha, tanto em casa como no campo.
‭‭Gênesis‬ ‭39:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.39.1-5.ara

José sofreu em muitas ocasiões, ainda que o Senhor era com ele. Foi traído, vendido, desejado, encarcerado e esquecido, mas tudo isto tinha um propósito muito maior. José era um jovem temente a Deus e, por isso, o Senhor nunca o desamparou.

Depois de passar por tantas aflições José se tornou o maior no Egito, somente abaixo do Faraó. Suas humilhações foram esquecidas com a família que formou e pôde salvar toda a geração de seu pai e irmãos.

Por mais que tentemos entender as maneiras de Deus operar, nunca chegaremos a compreender porque se utiliza das dificuldades, fraquezas e violências dos próprios homens para expor a Graça e a misericórdia. O certo é que Ele faz e transforma situações terríveis em condições de paz, terra arrasada em lugares férteis e relacionamentos destruídos em um oásis de amor.

Não podemos ignorar que Deus é poderoso para mudar a sorte das pessoas quando elas se voltam para Ele. Vemos Raabe sendo transformada de meretriz à linhagem de Jesus, o ladrão da cruz arrependendo-se em seus últimos momentos e sendo salvo, os apóstolos de várias origens sendo transformados em homens de Deus, ainda que com perseguições e lutas nesta terra.

O importante é a eternidade com o Senhor. Lutas teremos em toda a vida, mas se não nos levarem para a eternidade com Deus, de que adiantou sofrer? Que possamos buscar os combates dos eleitos, a batalha da conquista da Jerusalém celestial, e esta só pode ser vencida se estivermos no exército do Cordeiro.

A vida pode estar nos levando para situações difíceis neste momento, mas tenhamos bom ânimo, pois com Jesus venceremos e nos alegraremos em cada batalha vencida, para a glória de Deus!

Se o momento não é bom, ore ao Senhor e clame por Seu auxílio. Ao nos chegarmos a Deus, teremos a direção e a ajuda que precisamos e não será em vão que esperaremos pela misericórdia. Importa confiarmos em Deus e nos Seus caminhos!

Não fique para trás. Seja livre e participe da libertação do mundo!

Vivei, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo, para que, ou indo ver-vos ou estando ausente, ouça, no tocante a vós outros, que estais firmes em um só espírito, como uma só alma, lutando juntos pela fé evangélica; e que em nada estais intimidados pelos adversários. Pois o que é para eles prova evidente de perdição é, para vós outros, de salvação, e isto da parte de Deus.
‭‭Filipenses‬ ‭1:27-28‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/php.1.27-28.ara

Em se falando de adversários, que fique bem entendido que Deus é soberano e não há quem se contraponha a Ele. Satanás não é adversário de Deus, pois não lhe resiste ao poder, mas sim dos homens. Não estamos em uma guerra de Satanás contra Deus, mas uma guerra dele para conosco!

Nossos adversários na Terra são agentes do mal contra nós. Isto ocorreu também por causa da desobediência no Éden quando o homem abriu mão de sua convivência diária com Deus ao dar ouvidos ao adversário, a própria serpente!

Se estamos nos nossos pecados então nos opomos ao nosso propósito dado por Deus e nos colocamos como adversário dEle. Mas, isto também não tem cabimento porque também não podemos lhe resistir.

Nossos adversários são aqueles que se contrapõe ao que almejamos realizar ou que buscam nos impedir de sermos bem sucedidos. Mas também há uma conotação de força opositora, de alguma capacidade em se opor. Assim, ainda que sejamos inimigos de Deus, não somos capazes de impedir os seus desígnios, assim como Satanás também não.

Portanto, nosso verdadeiro adversário é o diabo e seus anjos que buscam nos desviar do nosso caminho e lhe somos capazes de resistir quando o Espírito Santo habita em nós em submissão à Deus.

Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
‭‭Tiago‬ ‭4:7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jas.4.7.ara

Neste propósito em levarmos o evangelho aos corações transtornados e abalados pelo nosso inimigo é que estaremos combatendo contra as potestades e principados nas regiões celestiais. É esta a batalha espiritual diária que estamos vivenciando.

A noção de como estamos na conquista é a capacidade de vivermos em comunhão com o Espírito Santo e o aumento do número de indivíduos nesta comunhão. O testemunho do evangelho, a pregação da fé, os milagres e maravilhas, o arrependimento de vidas que estavam praticando a maldade, estas são as evidências das vitórias e alcance da obra de Deus.

A disfunção social é a evidência da permanência do adversário no campo de batalha e exige que nos preparemos para invadir estas posições. Os anjos são o fogo aéreo contra os demônios acampados. Somos a infantaria que combate no corpo-a-corpo trazendo a libertação dos campos de concentração. Este é o papel do Cristão!

Quem se torna livre passa a pegar em armas espirituais para livrar outros do mesmo cativeiro. Ninguém deve ficar para trás e nem sem ajudar na batalha. Aqueles que não se ajuntam ao exército acabam por se tornar alvo das armadilhas que o inimigo prepara no caminho.

Em Cristo já somos vencedores e o diabo já perdeu e seguirá perdendo. No entanto ele não desiste e continua perseguindo, até que seja totalmente incapacitado. Até lá estaremos na luta. Estamos em tempo de alistamento e queremos você para nos ajudar nesta batalha, para a glória de Deus!

As batalhas são espirituais. Assim também o evangelho!

Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo.
‭‭1Coríntios‬ ‭1:17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.1.17.ara

Paulo continua a defesa de que não devemos buscar partidarismo de homens, principalmente por causa de batismos. Seu chamado era evangelístico que culminaria ou não com batismos, mas seu ministério não terminaria aí!

João Batista batizava enquanto exortava, estando no deserto a proclamar que viria o Cristo e que as pessoas deveriam se arrepender. Paulo estava nas cidades a ensinar as pessoas a caminharem no Espírito Santo.

João Batista é anterior a Jesus, enquanto Paulo é posterior. João pregava o batismo para o arrependimento, enquanto Paulo o batismo no Espírito Santo.

O batismo nas águas é a declaração de que nos arrependemos de nossos pecados e de que precisamos de um salvador. O batismo no Espírito Santo é o batismo de Deus nos capacitando para toda obra espiritual, com as armaduras e armamentos necessários para vencermos as batalhas espirituais.

Paulo traz o conhecimento do poder de Deus, atuante em todo o que se entregou a Cristo, para exponenciar a obra do Espírito Santo. Não com ciência humana, mas pela expressão do Espírito.

Precisamos dos dois batismos, mas principalmente que entendamos quem somos em Cristo. Que possamos continuar a nossa jornada conscientes do propósito de Deus para nós e também de toda a capacidade que já nos foi dada no Espírito pela cruz!

O som da batalha está à nossa volta. O alarido das explosões podem ser ouvidos a todo momento. No entanto, os anjos de Deus estão conosco a nos proteger. Se há uma barreira do inimigo, clamemos pelo fogo aéreo para abrir caminho.

Há muitas vidas a serem libertas. O campo de batalha são os corações e mentes ainda presos na realidade do mundo, presos na ciência sem Deus e nas mentiras do diabo.

Não há tempo para brigarmos entre nós, atirando uns nos outros com fogo amigo. Não somos os nossos inimigos, o diabo e seus anjos é que são. Estes é que devem ser combatidos em todo o tempo enquanto o evangelho é pregado!

Sejamos como Paulo e façamos a nossa parte. Se outros não estão fazendo, oremos por eles, para que recebam reforço de Deus! Amanhã seremos nós a precisar, pois a batalha é grande e não somos dos que voltam atrás ou desistem!

Temos a proteção de Deus!

Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós.
‭‭Romanos‬ ‭8:31-34‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.8.31-34.ara

Podemos enfrentar qualquer dificuldade porque Deus luta por nós e conosco! Quem são os nossos inimigos? Estes são de Deus também! Agora, um filho de Deus não gera inimigos da carne porque vive uma vida em pecados!

O pecado faz com que vivamos fora dos propósitos de Deus e isto fará com que geremos inimizades por ciúmes, invejas, discussões, problemas em geral causados por uma vida em intrigas e confusões também de origem sexual.

Ora, se destas coisas já estamos sendo libertos e transformados, então novas inimizades serão provenientes da maneira como as pessoas nos enxergam e não porque provocamos nelas a ira de maneira intencional.

Inimizades espirituais ocorrem quando há diferentes propósitos espirituais e um embate entre as potestades celestiais com as quais servimos a Deus ou ao diabo.

Assim, em nenhuma circunstância as potestades do mal vencerão as do bem em nossas vidas. Por mais que o inimigo de nossas almas venha contra nós apontar nossos pecados do passado, estes já foram perdoados na cruz com Cristo e Deus nos protege das novas investidas contra as nossas vidas!

A quem estamos servindo agora? Às potestades das trevas ou a Deus? De que lado estamos? Do time vencedor de Deus? Se sim, então continuemos na peleja, pois a vitória que o Senhor nos deus na cruz de Cristo nos trará força e sabedoria para enfrentarmos qualquer dificuldade.

Não há condenação contra nós que cremos em Deus através de Cristo. Não há inimigo que possa nos vencer porque nosso Pai é infinitamente superior e cuida de nós! Tenhamos fé e caminhemos em vitória, em Cristo Jesus!

Ao invés de combater pessoas, devemos buscar a nossa transformação espiritual.

Desde aquele dia, resolveram matá-lo. De sorte que Jesus já não andava publicamente entre os judeus, mas retirou-se para uma região vizinha ao deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali permaneceu com os discípulos.
‭‭João‬ ‭11:53-54‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.11.53-54.ara

Jesus evitava locais onde a sua jornada poderia trazer confrontos com os líderes que desejavam mata-lo. Poderia ter feito uso do sobrenatural, mas isso não traria benefício.

Se o fizesse, daria motivos para o povo torna-lo rei e desejar que os livrasse dos Romanos. Não era este o propósito, mas de trazer libertação dos nossos próprios pecados!

O uso da força causa na humanidade o desejo de se impor contra os opositores. A luta do Cristão não é contra as pessoas, mas contra as forças invisíveis do mal. A batalha do servo de Deus é contra as hostes de Satanás que influencia os homens e mulheres que desejam ter poder na carne.

Combates espirituais são resolvidos com jejuns e orações em busca de termos uma vida santa e transformadora, capaz de influenciar outras pessoas a seguirem pelo mesmo caminho.

Sem o Espírito Santo não há como influenciar o espírito de ninguém, mas apenas a razão humana. Ora, a razão pode até trazer alguma mudança, mas será em religiosidade porque não se traduz em vida espiritual com Deus!

Adorar é buscar intimidade espiritual com Deus, não é estabelecer uma rotina religiosa. Rotina é bom, mas se não nos levar à comunhão no Espírito não terá proveito para nós.

Jesus levou seus discípulos com ele e os ensinou em todo tempo, mostrando-lhes as obras de Deus. Um deles não enxergou o verdadeiro valor e não foi transformado. Judas traiu porque viveu pela razão e isto acontecerá com todos os que assim fizerem com o Evangelho.

É tempo de arrependimento e busca espiritual. O mundo deseja matar a nossa fé e não temos que lutar contra as pessoas que não entendem os valores Cristãos. Precisamos é viver para Deus e influenciarmos o mundo com a fé que gera amor em nossos corações!