As batalhas são espirituais. Assim também o evangelho!

Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo.
‭‭1Coríntios‬ ‭1:17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.1.17.ara

Paulo continua a defesa de que não devemos buscar partidarismo de homens, principalmente por causa de batismos. Seu chamado era evangelístico que culminaria ou não com batismos, mas seu ministério não terminaria aí!

João Batista batizava enquanto exortava, estando no deserto a proclamar que viria o Cristo e que as pessoas deveriam se arrepender. Paulo estava nas cidades a ensinar as pessoas a caminharem no Espírito Santo.

João Batista é anterior a Jesus, enquanto Paulo é posterior. João pregava o batismo para o arrependimento, enquanto Paulo o batismo no Espírito Santo.

O batismo nas águas é a declaração de que nos arrependemos de nossos pecados e de que precisamos de um salvador. O batismo no Espírito Santo é o batismo de Deus nos capacitando para toda obra espiritual, com as armaduras e armamentos necessários para vencermos as batalhas espirituais.

Paulo traz o conhecimento do poder de Deus, atuante em todo o que se entregou a Cristo, para exponenciar a obra do Espírito Santo. Não com ciência humana, mas pela expressão do Espírito.

Precisamos dos dois batismos, mas principalmente que entendamos quem somos em Cristo. Que possamos continuar a nossa jornada conscientes do propósito de Deus para nós e também de toda a capacidade que já nos foi dada no Espírito pela cruz!

O som da batalha está à nossa volta. O alarido das explosões podem ser ouvidos a todo momento. No entanto, os anjos de Deus estão conosco a nos proteger. Se há uma barreira do inimigo, clamemos pelo fogo aéreo para abrir caminho.

Há muitas vidas a serem libertas. O campo de batalha são os corações e mentes ainda presos na realidade do mundo, presos na ciência sem Deus e nas mentiras do diabo.

Não há tempo para brigarmos entre nós, atirando uns nos outros com fogo amigo. Não somos os nossos inimigos, o diabo e seus anjos é que são. Estes é que devem ser combatidos em todo o tempo enquanto o evangelho é pregado!

Sejamos como Paulo e façamos a nossa parte. Se outros não estão fazendo, oremos por eles, para que recebam reforço de Deus! Amanhã seremos nós a precisar, pois a batalha é grande e não somos dos que voltam atrás ou desistem!