#3_168 Construindo comunhão

Se um reino estiver dividido contra si mesmo, tal reino não pode subsistir; se uma casa estiver dividida contra si mesma, tal casa não poderá subsistir.
Marcos 3:24‭-‬25 ARA
https://bible.com/bible/1608/mrk.3.24-25.ARA

Alinhamento de propósitos exige um alinhamento de pensamentos, doutrina e ações. Isto não se consegue rapidamente e nem à distância. Ainda assim é difícil porque cada um de nós possui diferentes experiências e captura o contexto de maneira diferente. Como então alinhar nossos propósitos? Na comunhão com os irmãos e familiares através do Espírito Santo.

Nas igrejas podemos obter esta comunhão, mas exigirá perseverança e sensibilidade ao Espírito Santo. O que muitas vezes acontece é a ausência da paciência para que entremos no mesmo entendimento ou a resistência ao próprio Espírito Santo. Ouví-lo e não atendê-lo é danoso, pois a vaidade de um pode destruir a comunhão em construção de maneira bem rápida.

Ministérios são arruinados por isto, bem como famílias. Casa também significa casamentos e importa termos também a noção de amadurecimento individual e de autoridade espiritual. Enquanto não há consenso deverá prevalecer a autoridade. No entanto esta autoridade deve estar à serviço do grupo e não de si mesma.

Erra os que transformam a autoridade em autoritarismo tratando os demais como menos esclarecidos ou amadurecidos e chamando para si mesmo um supremo poder para resolver todas as coisas. Líderes e maridos podem cair neste erro e destruir todas as vantagens de uma comunidade em construção. Precisamos ouvir a todos, pois Deus distribuiu os dons e responsabilidades entre a comunidade.

Unidade de propósito faz com que grupos sejam eficazes. Famílias e igrejas estruturadas na vontade de Deus transformam suas comunidades. Do contrário destruirão a si mesmas. Cristãos estão à serviço uns dos outros, não importando o cargo ou função. Cristo veio para servir e nós também. O autoritarismo só serve a si mesmo e impede que haja a verdadeira comunhão. Precisamos saber ouvir as pessoas, pois todos importam e não há quem não possa nos ajudar sob a direção de Deus!

Se quisermos ter famílias bem sucedidas precisamos construir um ambiente de respeito e diálogo. O mesmo se aplica à igreja. Para tanto precisamos investir tempo nos relacionamentos e na formação dos indivíduos. Ninguém nasce pronto e a melhor maneira de alinharmos pensamentos é no ensino. Que as Escrituras sejam o nosso Norte e Cristo o nosso Senhor. Nisto estaremos construindo a base para que nossas casas e igrejas não sejam derrubadas por nossa própria vaidade!

#3_52 1 Coríntios 6:15

Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? E eu, porventura, tomaria os membros de Cristo e os faria membros de meretriz?

1 Coríntios 6:15

Unir-se pelo sexo é tornar-se um com a outra pessoa. Paulo nos adverte que a promiscuidade é nos fazer meretriz e contaminarmos o corpo de Cristo, sua Igreja, com tal pecado. Assim, que o sexo seja apenas dentro do casamento!

Esta verdade incomoda a muitos, ainda mais quando a cultura da pornografia exacerba a necessidade do sexo na juventude e por toda a vida. Como refrear tal vontade? Isto perseguirá o que se alimenta de pornografia agora e no futuro, impactando até seu relacionamento sexual no casamento.

Como se sentir satisfeito quando já vimos corpos mais bonitos e exuberantes? Como se deliciar na nossa fonte quando vimos outras fontes e as desejamos?

Em Provérbios recebemos um conselho para a nossa vida de casais:

15  Bebe a água da tua própria cisterna
e das correntes do teu poço.
16  Derramar-se-iam por fora as tuas fontes,
e, pelas praças, os ribeiros de águas?
17  Sejam para ti somente
e não para os estranhos contigo.
18  Seja bendito o teu manancial,
e alegra-te com a mulher da tua mocidade,
19  corça de amores e gazela graciosa.
Saciem-te os seus seios em todo o tempo;
e embriaga-te sempre com as suas carícias.
20  Por que, filho meu, andarias cego pela estranha
e abraçarias o peito de outra?
21  Porque os caminhos do homem estão perante os olhos do SENHOR,
e ele considera todas as suas veredas.
22  Quanto ao perverso, as suas iniquidades o prenderão,
e com as cordas do seu pecado será detido.
23  Ele morrerá pela falta de disciplina,
e, pela sua muita loucura, perdido, cambaleia.

Provérbios 5:15-23

A pornografia leva à prostituição. Muitos são os motivos de se buscar tal caminho, mas no final nos levarão à perdição e destruição. Deus não se alegra com estas coisas e devemos cuidar de nossas vidas e relacionamento conjugal. Não devemos compartilhar o que é nosso e nem desejar o que é dos outros. Cada casal permaneça fiel e usemos nossos corpos para glorificar a Deus!

Se isto já está nos afetando, então busquemos a face do Senhor e clamemos por seu livramento. O sangue de Jesus nos purifica de todo pecado e aquele que se arrepende e o busca receberá ajuda em todas as áreas em que o pecado se manifestou em nossas vidas. Há oportunidade hoje de mudarmos esta situação. Tenhamos fé no Senhor e larguemos o nosso pecado aos pés da cruz!

#3_40 Provérbios 18:22

O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do SENHOR.

Provérbios 18:22

Encontrar uma esposa é encontrar uma companheira de toda uma vida. É ter ao nosso lado alguém para compartilhar a nossa caminhada em direção a Deus, tendo o compromisso de chegarmos juntos até o fim.

Não é por beleza ou por sexo, mas por aliança, algo que deve ser inquebrável. O tempo passa, os desafios, nosso egoísmo é provado, bem como nossa perseverança.

Encontrar uma esposa é encontrar o favor do Senhor, é poder agradecê-lo por trazer em nossas vidas essa pessoa tão especial que não desiste, que suporta tantas manias, às vezes a traição ou o pensamento ruim. É encontrar uma pessoa para nos ajudar nos momentos difíceis, e ter alguém para cuidar e construir uma vida juntos. É ter a pessoa para edificar uma casa, filhos, criação, o fortalecimento do reino de Deus!

Encontrar uma esposa é benção de Deus e um tesouro a ser preservado.

Que sejamos sábios em valorizar nossas esposas! Deus seja louvado por elas!

Por que nos aproximamos de Cristo?

Quando Jesus desceu do monte, grandes multidões o seguiram. E eis que um leproso aproximou-se e o adorou, dizendo: — Senhor, se quiser, pode me purificar. E Jesus, estendendo a mão, tocou nele, dizendo: — Quero, sim. Fique limpo! E, no mesmo instante, ele ficou limpo da sua lepra.
Mateus 8:1‭-‬3 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.8.1-3.NAA

Pedi e dar-se-vos-á! Cristo tem compaixão pelo necessitado. Ele não deseja nos ver abatidos e chama a todos os oprimidos para si. Jesus é também um lugar onde temos descanso e renovo.

Jesus curou a todos os que vieram até ele. Alertou aos que queriam segui-lo e a outros chamou. Todos podemos ser curados em Cristo, mas o chamado é para os que desejam viver com ele para todo o sempre.

Há diferença entre desejar algo de Cristo e desejar estar com ele. Muitos se casam por desejar algo do cônjuge enquanto deveriam faze-lo por desejarem viver toda uma vida juntos. A diferença é o prazo e objetivos a alcançar.

Quem deseja uma pessoa para solucionar um problema o faz para curto prazo. Basta aquilo estar satisfeito e iremos abandonar a pessoa. Mas, se desejamos a pessoa pelo que ela é e não pelo que faz, não iremos desejar abandona-la. Obviamente pode ser que a pessoa mude, mas Cristo é imutável.

Não há problemas sermos atraídos inicialmente pela beleza ou inteligência de uma pessoa até ver quem ela realmente é e desejarmos mais dela. Importa que alianças são eternas e não devem ser feitas com precipitação e por desejos carnais. Nossa aliança espiritual com Cristo também não deve ser por vaidade ou cobiça, mas por reconhecermos e desejarmos o salvador e Senhor de nossas vidas.

Conhecer a Cristo pode levar tempo, e será pela fé que identificaremos nossa necessidade de tê-lo para sempre conosco. A verdade é que não estamos escolhendo a Cristo, mas ele é quem nos escolhe evidenciando o seu caráter. Sem isto jamais desejaríamos estar com ele pela eternidade e seria apenas um desejo momentâneo.

Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, eu os escolhi e os designei para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça, a fim de que tudo o que pedirem ao Pai em meu nome, ele lhes conceda.
João 15:16 NAA
https://bible.com/bible/1840/jhn.15.16.NAA

Estamos conhecendo e desejando mais de Cristo ou nosso desejo por ele já passou? Pelo desejo de frutificar enxergaremos nosso relacionamento com ele. O evangelho expõe a diferença entre servir e ser servido. Os servos de Cristo servem segundo a vontade de Deus e assim será a discriminação no dia do retorno do Senhor.

Quem deseja estar com ele já está separado e busca santificar-se pela sua obra. Cuidemos em buscá-lo em Espírito e em verdade, pois são estes que adentrarão o reino dos céus!

Ano 2#359

A felicidade do casamento está em Deus!

Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.
Eclesiastes 4:9‭-‬12 ARA
https://bible.com/bible/1608/ecc.4.9-12.ARA

Não há momento em que mais utilizamos estes versículos como em cerimônias de casamento. Sempre lembramos da questão do caminhar juntos, um ajudando o outro, fortalecendo no caminho e defendendo o núcleo familiar. Mas, percebo muitas vezes que fica de fora o aspecto da percepção do propósito maior, em reconheceram a missão como a de uma só pessoa.

Casamentos são descritos de várias formas, dependendo da cultura onde ocorrem, ainda que as pessoas sejam Cristãs. Jesus realizou seu primeiro milagre em um casamento, em uma festa que durava dias e era necessário ter recursos para não deixar faltar nada para os convidados. O Senhor providenciou vinho a partir da água para que os noivos não fossem envergonhados em sua própria festa e início da caminhada.

Estar em um cordão de três dobras com duas pessoas é ter de se unir perante uma terceira, Deus! Por isso completa-se a ministração utilizando-se da direção de que o que Deus uniu o homem não separe. Casar-se no propósito de permanecer no caminho dado por Deus é o que torna o casamento robusto. Se alguém se casa para ser feliz por causa da outra pessoa ou para fazer a outra pessoa feliz já começou pelo erro de propósito. A felicidade nos é dada por Deus!

Casamento é podermos caminhar juntos nos ajudando no propósito comum de andarmos com Cristo! A construção da família começa em Deus! Se não for Ele o nosso centro de objetivo, então dificilmente superaremos nossas dificuldades ou atingiremos a tão esperada felicidade. É a terceira dobra que fortalece o cordão, que estabelece a estrutura para os dois se conectarem.

Quando Jesus está no casamento há providência divina quando o vinho acaba, seja o alimento ou a alegria, seja o que estiver vindo contra a aliança prometido sob testemunho público e diante de Deus! Os amigos gostam de beber o vinho, mas não são suficientes para suportar as lutas. Filhos não fazem um casamento se manter, apenas podem ser suficientes para manter as pessoas debaixo de um mesmo teto. Mas viver sob um mesmo teto não é o que significa um casamento!

Importa caminharmos com Jesus e termos companhia no caminho é maravilhoso! Por isso importa termos o mesmo entendimento a respeito do Senhor, para não termos dificuldades em permanecer no mesmo caminho. Esta é a questão do jugo desigual, onde animais atrelados como em uma junta de bois precisam ser de tamanhos compatíveis senão o mais forte vai à frente e acaba que o mais fraco não aguenta manter nem o ritmo e nem a direção, saindo ambos do caminho.

Se não nos casarmos em Cristo nosso casamento será deste mundo. Ainda que na eternidade não haja marido e mulher devemos caminhar hoje no propósito de chegarmos juntos lá, onde há a verdadeira felicidade! Que possamos agradecer pelo dom de vivermos casados e glorificando a Deus como famílias que se santificam e buscam adora-lo. Assim estaremos no propósito e nossa alegria será plena quando entrarmos juntos no reino de Deus!!!

Ano 2#311

Saibamos aproveitar o fruto do trabalho!

Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a tua cabeça. Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias de tua vida fugaz, os quais Deus te deu debaixo do sol; porque esta é a tua porção nesta vida pelo trabalho com que te afadigaste debaixo do sol.
‭‭Eclesiastes‬ ‭9:8-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.9.8-9.ara

Devemos buscar em primeiro lugar o reino de Deus e, então, saber também aproveitar daquilo que recebemos dEle para as nossas vidas. Muitas vezes esquecemos de celebrar a vida, gozar dos bons momentos e agradecer pelas conquistas quando a dificuldade foi superada!

Trabalhamos para conquistar coisas e deste trabalho devemos usufruir com a mulher amada. A quem amamos? O que temos feito do nosso tempo? Afadigar-se sem recompensa só traz cansaço e estresse, mas se aprendemos a descansar e gozar a vida, torna-se um meio para nossos objetivos de vida.

Ter uma pessoa amada nos traz a oportunidade de vivermos um projeto comum. Casais que se separam depois de viverem tanto tempo juntos não projetaram ir até o fim, ou não conseguem mais gozar juntos dos privilégios recebidos de Deus, ou não conseguem superar juntos as dificuldades culpando um ao outro.

Se o reino estiver em primeiro lugar buscaremos a sabedoria do alto. Com vestes limpas e óleo sobre a cabeça estaremos buscando em Deus a concordância de nossos objetivos. E nossos cônjuges deverão buscar o mesmo. Fazendo assim, conseguiremos trilhar o caminho que está posto à nossa frente. Não há coisa melhor do que receber das mãos de Deus aquilo que juntos pedidos e batalhamos para conquistar.

Casamentos são benção de Deus se unidos no mesmo propósito. Não deixemos o romantismo de lado e saibamos recompensar nosso cônjuge em todo tempo em que juntos caminhamos para atingirmos as bençãos pedidas diante de Deus!

Ano 2#135_502

Casamentos são preciosos aos olhos de Deus!

Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
‭‭Mateus‬ ‭19:4-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.19.4-6.ara

Aos casados pergunto: Estamos vivendo a realidade de que não somos dois, mas uma só carne com nossos cônjuges? Deus está no centro de nossas vidas? Estas duas perguntas são o cerne do relacionamento conjugal. Se Deus não estiver em primeiro lugar, não temos como nos amalgamar com o nosso cônjuge. Não haveria a mistura de nossos espíritos, pois ainda somos seres independentes de Deus.

O casamento no civil veio quando a autoridade de Deus não foi aceita no meio dos homens, ainda que entendam a função procriadora do casamento. O projeto divino é muito maior! Casamentos, na concepção de Deus, são vidas que se unem em um mesmo propósito de glorificarem juntos a Deus, através de projetos comuns e vida em comunhão com o SENHOR. O primeiro casal perdeu a comunhão com Deus e, por isso, até hoje a humanidade tem dificuldade com a execução do projeto divino.

Quem se casa apenas no civil pode achar que a sua atitude não tem a mesma importância diante de Deus, mas tem. Casamentos se dão entre as pessoas e quando não pedimos a benção de Deus estamos começando sem o elemento principal que nos dá o poder de irmos até o fim. Por isso é tão comum quando se apenas assina um contrato pensar que este possua cláusulas de cancelamento e finalização do acordo.

Mas, não era assim desde o princípio. Para Deus os casamentos são indissolúveis, ainda que as pessoas acreditem que tenham todo o direito de se separarem. Este é um conceito do mundo, mas estamos falando do Evangelho. A Mensagem do Evangelho é que casamentos devem ser feitos diante de Deus para toda a vida do casal. Este é o princípio e, se quisermos agradar a Deus, assim devemos planejar e realizar. Necessário será conhecermos a pessoa, não praticar imoralidades com ela antes do casamento, pois isto pode gerar filhos ou um relacionamento inadequado antes de firmarem a aliança.

O mundo pode dizer o que quiser, mas diante de Deus o casamento continua sendo uma aliança comparável a que temos com o SENHOR, inseparável, que não deve ser negociada e nem adulterada. Aos solteiros sugiro pensarem bem com quem irão se casar e o que estão fazendo em seus namoros. Casamento é para toda a vida e com quem iremos passa-la? O que semearmos iremos colher!

Que Deus abençoe os casamentos dos que realmente buscam uma aliança e abra o entendimento dos que ainda não enxergaram a importância! Tudo seja para a honra e glória do SENHOR, pois o casal unido em Deus é poder dos céus na Terra e um lugar de vida para os filhos que virão, em nome de Jesus!

Ano 2#59

Casamento não está fora de moda!

Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.”
‭‭Eclesiastes‬ ‭4:9-12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.4.9-12.ara

O sábio Salomão constatou as vantagens de não se andar sozinho. O casamento é uma modalidade onde um homem e uma mulher passam a ter uma vida entrelaçada, onde os propósitos se alinham e se ajudarão de maneira compromissada por toda a vida!

A terceira dobra do cordão é a presença de Deus, a que une com mais força o casal e lhes dá resistência além de si mesmos! Portanto, o casamento é uma ferramenta de fortalecimento de uma relação que se propõe a realizar o chamado de Deus para os dois que se uniram.

E servirão de base para que haja a perpetuação da espécie humana e constituição de valores. Também, para que as próximas gerações tenham a correta percepção de comunhão, ajuda, respeito e compromisso com o futuro.

A humanidade continua a subsistir neste planeta e continua sendo chamada para estabelecer o reino de Deus. O casamento torna-se, portanto, um aliado para nós que desejamos não só construir uma nação espiritual como resistir às dificuldades diárias.

Vive sozinho quem não deseja compartilhar sua vida. Aqui não me refiro aos solteiros ou a quem especificamente não casou, mas àqueles que se isolam socialmente ou só possuem relacionamento estritamente profissional.

Solteiros podem ter um grupo de amigos em Cristo e também constituir o reino com trabalho e apoio, só não se espera que reproduzam filhos fora do casamento. É não dar a estrutura certa para que os filhos aprendam o que é servir e ser servido ainda que tudo seja difícil como as vezes ocorre com casais casados.

Pais e mães devem ser pessoas dedicadas à família, que se esforçam para fazer o melhor. Não há casamento perfeito, mas podemos e devemos pedir ajuda para Deus, para que possamos nos transformar em cônjuges melhores.

Se levarmos em conta as Escrituras que declaram que sexo fora do casamento deve ser evitado, não sobra alternativas quando se deseja ter relacionamento sexual. Ou cremos que esta palavra é verdadeira e vivemos por ela, ou viveremos tendo relacionamentos sexuais dentro e fora de casamentos, multiplicando a dor da traição e corações partidos quando não há compromisso.

Relacionar-se sexualmente é unir-se em um só corpo, e isto não ocorre sem que haja trocas físicas, emocionais e espirituais. Até na prostituição há troca além do dinheiro e Satanás tirará proveito de toda obra da carne que viermos a realizar.

Deus decretou uma maneira para vivermos e teremos todo o apoio quando buscarmos viver por seus preceitos. Fora deles, estaremos criando armadilhas para nosso futuro. Dentro do casamento teremos papéis a desempenhar, mas isto fica para outra mensagem do Evangelho!

O Senhor abençoa todo sonho de casamento dentro dos seus caminhos e espera que perseveremos até o fim. Há uma terceira dobra quando nos unimos através da benção de Deus e podemos nos agarrar a ela para sermos mais que vencedores em todas as ocasiões.

Se você deseja se casar, busque em Deus para realizar este magnífico propósito. Se você está sozinho e arredio, pense que nosso propósito é viver em coletividade. Ainda que sejamos autossuficientes, haverá momentos em que não resistiremos sem ajuda. Não somos obrigados a nos casar, mas ao menos tenha amigos ao seu redor!

Se seu casamento não está bem, traga Jesus para dentro dele. Se Jesus Cristo sempre esteve com vocês e está difícil, então é melhor dar crédito ao que ele diz! Deus não mente e só quer o nosso bem!

Nem todos têm condições ou a oportunidade de se casarem, mas se tiverem, aproveitem ao máximo. A verdadeira face de Deus se revela quando um homem e uma mulher se relacionam em profundidade, pois Deus fez com que a união dos dois gêneros se aproximasse da própria semelhança do Senhor!

Precisamos de alianças como a de Cristo!

Ele pôs nomes nas aves e em todos os animais domésticos e selvagens. Mas para Adão não se achava uma ajudadora que fosse como a sua outra metade. Então o Senhor Deus fez com que o homem caísse num sono profundo. Enquanto ele dormia, Deus tirou uma das suas costelas e fechou a carne naquele lugar. Dessa costela o Senhor formou uma mulher e a levou ao homem. Então o homem disse: “Agora sim! Esta é carne da minha carne e osso dos meus ossos. Ela será chamada de ‘mulher’ porque Deus a tirou do homem.” É por isso que o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa.
‭‭Gênesis‬ ‭2:20-24‬ ‭NTLH‬‬
https://www.bible.com/211/gen.2.20-24.ntlh

Esta passagem é muito utilizada em casamentos para que não só o casal mas também a família em que estavam entendam a nova situação.

Ao se casarem, os noivos passam a constituir uma nova família e já não pertencem mais aos seus pais, mas um do outro. O cordão umbilical é cortado e é necessária a independência para que se firmem um no outro.

Muitos homens passam pela luta entre decidir pelo que a esposa fala e o que a mãe dele fala, até mesmo preocupado com o honrar pai e mãe. Mas, se desejamos como maridos honrar nossos pais, a melhor maneira é sendo o melhor marido possível e vivendo como homem de Deus, exemplo para os filhos.

Se como esposas desejamos honrar nossos pais, a melhor maneira é sendo uma boa esposa e mãe, edificando o lar. Precisamos entender que estamos comprometidos com o projeto de vida da nova família constituída e somos os que se beneficiarão ou sofrerão com as consequências de cada decisão a ser tomada.

Muitos casais sofrem por interferências de parentes, mas não deve ser assim. O casal agora é a família e, se tivermos de decidir entre os pais e o cônjuge, isto já foi feito no altar onde as alianças foram entregues. Iremos decidir pelo cônjuge sim e isto não está errado. Deixamos pai e mãe e somos uma só carne apenas com o cônjuge!

O momento de vacilar é antes do altar. Depois é se esforçar para resolver todas as questões com amor e sabedoria. É por isto que nos casamentos se declara também que sem Jesus Cristo a caminhada é muito mais difícil, pois sem a presença de Deus para ajudar nas dificuldades será como correr no escuro. Com Cristo teremos o Espírito Santo a trazer a compreensão em nossas vidas e o poder de Deus para atravessar as tempestades.

O sucesso do casamento não está em ser feliz, mas quando os dois decidem fazer o outro feliz. É trabalhar para o bem do outro, nos tornando pessoas melhores. Este mistério é vivido mais profundamente quando conhecemos a Cristo.

Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas ao seu marido. Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,

Assim também os maridos devem amar a sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama.

Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.”
‭‭Efésios‬ ‭5:24-25, 28, 33‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/eph.5.24-25,28,33.ara

Se ouvirmos estas palavras entenderemos os papéis do lar. Submissão é desejo pessoal. Muitos entendem errado quando impõem jugo em suas esposas. Não é isto. A esposa escolhe seguir a liderança do esposo como Cristo se submeteu à do Pai.

O homem deve amar com atitude a esposa, como Cristo deu a própria vida pela igreja. Assim, ambos decidem viver um para com o outro segundo Cristo viveu para o Pai e para a igreja! Este mistério só aprendemos em Cristo!!!

Que possamos decidir amar pelo compromisso assumido. Se durante o caminho as coisas mudaram é hora de colocar diante de Deus e tomar a posição de consertar. Alianças são feitas para serem eternas. Quando os cônjuges desistem de viver conforme a aliança, então tudo se torna muito difícil.

Violência doméstica é pior que adultério e destrói a todos. Drogas e mentiras também são terríveis e todas estas coisas devem ser evitadas para que a família prospere. Se estamos precisando de ajuda nestas áreas, então busquemos ajuda profissional.

Cuidado com quem entra e tem liberdade em nossas casas. O diabo usa os de perto para nos ferir e a nossos filhos. Pais são responsáveis pelos filhos e não o contrário!

Que o Senhor nos ajude em nossos casamentos! Amigos podem ser bons conselheiros, mas o Senhor é infalível! Ouçamos o evangelho antes de tomar qualquer decisão. Jesus sempre está certo!

Casamentos não devem acabar em divórcio. Há saída em Cristo!

“Respondeu-lhes Jesus: Por causa da dureza do vosso coração é que Moisés vos permitiu repudiar vossa mulher; entretanto, não foi assim desde o princípio. Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério].”
‭‭Mateus‬ ‭19:8-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.19.8-9.ara

O Evangelho a tudo responde e a questão é sobre separação. Jesus já havia declarado que o que Deus uniu o homem não separasse ( https://mensagensdoevangelho.org/2020/06/23/o-que-deus-ajuntou-nao-separe-o-homem/), pois o casamento é importante para Deus e devia também ser para o homem!

A separação de um casal só foi amparada por Jesus em casos de relações sexuais ilícitas. Entendamos isto como relações sexuais dentro do parentesco, seja para com os ascendentes, transversais ou os descendentes. Não se trata aqui especificamente de adultério com pessoas de fora, pois o perdão existe, mas com parentes de primeiro e segundo graus e filhos.

Mas, se o cônjuge não desiste de adulterar com os de fora, não se importando mais com a aliança feita, então também já não há condições de manter o relacionamento.

Se houver concerto, então que seja feito! O Espírito Santo tem poder para transformar casamentos falidos em relacionamentos formidáveis.

Jesus Cristo traz uma palavra dura aos que desejam se separar ou já se separaram por qualquer outro motivo. Os que se casarem novamente nesta situação estarão cometendo adultério, tanto o que desejou se separar como o outro que não. (Mateus 5.31,32; Lucas 16.18)

Por isso é que a decisão do casamento não deve ser feita de qualquer maneira e muito menos a decisão da separação. Se houve casamento diante de Deus é para ser conforme o voto feito a Ele, até que a morte os separe!

Devemos fazer de tudo para que esta aliança seja mantida, com perseverança e serviço mútuos. A verdade é que o casamento também é uma oportunidade de vivermos a vida com uma ajuda constante. Um ajuda ao outro, mas com a direção e sabedoria de Deus!

Os casamentos devem ser colocados em lugar de honra e santidade. São importantes para o Reino de Deus e para o reino dos homens. É uma jóia a ser guardada e vigiada todo o tempo como já nos referimos.

É muito bom podermos amar e vivermos com alguém por toda uma vida. Sendo assim, considerando que não devemos planejar uma segunda situação, não é uma escolha a ser feita sem a ajuda de Deus!

O namoro deve ser segundo a direção de Deus e também a escolha da pessoa a namorarmos. Não devemos escolher, já de cara, alguém com valores religiosos diferentes dos nossos. Isso gerará problemas já na cerimônia, entre os parentes e na educação dos filhos. Começar na dificuldade tende a gerar problemas ao longo do caminho!

Mas, se fizemos os votos, então cumpramos! Trabalhemos para transformar nossos casamentos em um jardim florido. Exige esforço de ambas as partes, regar com carinho, adubar com respeito e pedir que Deus venha com o sol do renovo!

Deus abomina o divórcio (Malaquias 2.16) e nos dá várias ferramentas para podermos consertar a situação. Busquemos nEle a saída antes de desistirmos de tudo!

Que Deus abençoe nossos casamentos. Que o Espírito Santo seja a cola da aliança e que esta seja honrada, para a glória de Deus!

#Jesus #Casamento #Divórcio