Estejamos sujeitos à Deus!

Porque para todo propósito há tempo e modo; porquanto é grande o mal que pesa sobre o homem. Porque este não sabe o que há de suceder; e, como há de ser, ninguém há que lho declare. Não há nenhum homem que tenha domínio sobre o vento para o reter; nem tampouco tem ele poder sobre o dia da morte; nem há tréguas nesta peleja; nem tampouco a perversidade livrará aquele que a ela se entrega. Tudo isto vi quando me apliquei a toda obra que se faz debaixo do sol; há tempo em que um homem tem domínio sobre outro homem, para arruiná-lo.
‭‭Eclesiastes‬ ‭8:6-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ecc.8.6-9.ara

Não sabemos o que há de ocorrer no dia de amanhã! Muitos gastam fortunas tentando entender ciência e paranormalidade para, de alguma forma, obter previsibilidade dos fatos que irão acontecer. É assim nas guerras, mundo dos negócios e para que governos se preparem para os dias que virão.

A pandemia que estamos vivendo foi anunciada, pois o homem busca desenvolver vírus há tempos e houve até datas e locais de previsão. Da mesma forma, a Bíblia nos ensina a olharmos para as coisas a nossa volta porque muitas delas podem ser observadas em sua evolução e saberemos esperar desdobramentos. No entanto, esta palavra fala de imponderáveis, daquilo que não se pode prever ou dominar.

Ainda que façamos de tudo pela segurança de voo, do trabalho, equipamentos mais seguros, Air-bags, ABS, acidentes fatais continuam ocorrendo. Desenvolvemos vacinas, mas vírus se transformam nos corpos e podem se tornar mais fortes que nossas defesas. A verdade é que não temos certeza de nada, somente que todos os que nasceram neste mundo irão partir dele um dia! Não sabemos o como e nem quando e isto tem se tornado um motivo para o domínio das pessoas.

Religiões auxiliam na descoberta de como será após a morte ou como vivermos aqui para podermos viver “melhor” depois, ou se existe ou não um depois. A vida e a morte são condicionadas a acesso à àgua, alimentos, moradia e saúde. Em todas estas áreas há homens controlando homens, dominando e arruinando vidas. Estamos vivendo tempos extremamente complexos em um cabo de guerra entre homens que na sua vaidade acreditam possuir a solução do que não se pode solucionar pela razão do homem. Nesta luta pelo domínio ninguém está a salvo.

Sempre foi e será assim até que Jesus venha em seu trono de glória e estabeleça seu reino na Terra. Aqui teremos direção certeira, conhecimento do amanhã, cuidado espiritual e físico, sem lutas por conquistas ou domínio de homens sobre homens. Teremos equilíbrio e paz, até que venha o momento de nova oportunidade de por a prova as escolhas dos homens. Infelizmente Deus já escreveu que sempre tentaremos nos dominar uns aos outros enquanto não tivermos nossos corações voltados para Ele.

A saída é crer em Cristo e nos submetermos à ele. E em Cristo não temos de dominar ninguém, ou forçar ninguém para qualquer caminho, pois o Espírito Santo é quem confirma nos corações os dons e propósitos de cada um. Não devemos estabelecer separações baseadas nas nossas determinações, mas nas de Deus! Senão, de que adiantou termos o Espírito Santo se ainda dominamos homens? Isto será destruição para todos.

Portanto, confiemos em Deus e não em nós mesmos, homens. Prossigamos em conhecer o Senhor e vivamos em harmonia, uns para com os outros, revelando a graça e a misericórdia de Deus em um mundo atribulado pela ignorância das verdades contidas no Pai! Não sejamos dominadores, mas aqueles que apontam o caminho para Cristo, o Senhor!

Haverá autoridades constituídas sobre nós, para que haja regras e respeito às leis, mas não significa domínio, mas serviço. Os que estão investidos de autoridade são servos e merecem respeito. E servir não é dominar! Precisamos estar debaixo do domínio de Deus, para que possamos servir melhor e nos submetermos às autoridades. Isto trará benefício a todos!

Ano 2#9

Muitos vivem um inferno enquanto não perdoam.

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.
‭‭Mateus‬ ‭5:43-48‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.5.43-48.ara

Até a vinda de Jesus mal seríamos capazes de amar o nosso próximo. Em verdade, ainda estamos lutando contra nosso ser interior que muitas vezes deseja para si o que precisa ser para nós. Na Lei seríamos cobrados para amarmos somente o nosso próximo, mas em Cristo somos chamados para perdoar quem nos ofende e ama-los também!

Em Cristo somos influenciados diretamente pelo Espírito Santo e passamos a olhar a humanidade com os olhos do Senhor. Passamos a entender a dificuldade humana em viver para a edificação do coletivo, pouco presente na cultura ocidental. A oriental já possui uma vantagem estabelecida de que a coletividade possui importância maior que o indivíduo, mas nem sempre ensina sobre o Deus Todo-Poderoso, o criador do universo. É uma vantagem, mas não a verdade.

Assim ocorre com muitas doutrinas que ensinam preceitos importantes da Bíblia, sem ensinarem a verdadeira motivação para fazermos isto. Muitas vezes ensinam que praticando estas coisas nos tornaremos melhores e até subiremos de patamar espiritual. Ora, quem define os níveis a serem atingidos não seriam também criados? E quem estaria acima deles? Está longe demais para ser acessado e muitas vezes não deve ser incomodado…

A Bíblia nos ensina sobre Deus triuno: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, um Deus de relacionamento pessoal, ao nosso alcance por uma simples oração, que se interessa por cada um de nós e deseja salvar a todos. Um Deus justo que salvará quem responder ao Seu chamado em Cristo, mas permitirá a vida errática de quem não desejar viver por meio de Seus preceitos, vindo a deixa-los no exílio espiritual eterno do fogo que não se apaga.

Temos um Deus que se importa com cada um e deseja que nos amemos de verdade, ainda que estejamos inimigos uns dos outros. Por que? Porque se amarmos nossos inimigos amaremos a todos. Inimigos amados se tornam novos amigos e a edificação será de todos. Em Cristo conquistamos o poder de viver desta forma, glorificando a Deus!

Seremos perfeitos com a presença de Deus em nós. Não devemos nos preocupar com o aspecto de ceder para alguém que nos fez mal. O amor destrói todo o pecado cometido contra nossas vidas e restaura no mundo espiritual o que foi destruído aqui. Isto é o que importa. Não é um caminho fácil, mas é transformador e edificante. É a saída para um mundo transtornado pelo ódio, vaidade e egoísmo. Temos escolha porque Jesus nos deu, não porque somos capazes de sozinhos alcançarmos, mas porque o Espírito de Deus nos capacita.

Hoje devemos tomar a decisão de mudar de atitude e confiar em Deus. Perdoemos nossos ofensores, se dentro da família ou fora. Se na área sentimental, espiritual, sexual ou material não importa, pois o resultado será o mesmo e seremos libertos daquilo que nos prende aos pensamentos de vingança e maldição. Ou nos agarramos à saída em Cristo ou seremos eternamente acorrentados aos pensamentos ruins do que nos arrasta em masmorras da tristeza e inconformismo com o mal recebido.

É tempo de destruir as correntes do mal feito contra nós e isto só é possível perdoando e amando (não é gostar, mas decidir fazer-lhe o bem e esquecer o mal feito). Perdoar é esquecer e não imputar mais o mal. É poder conviver sem apontar ou sentir o terror retornando, porque a ofensa foi esquecida. Perdoar é saber expor a dor e colocar para fora toda a sujeira do corte que foi feito. A cicatriz fica, mas não irá doer mais e nem precisará ser protegida.

Cada um sabe a dor que sente e dos horrores que viveu. Não é melhor perdoar e esquecer do que viver o terror eternamente? Quem perdoa já se livrou do inferno de se lembrar eternamente do mal e deixa de sofrer o pecado recebido. Quem perdoa será também perdoado por Deus. Será um duplo livramento do inferno!

Cuidemos dos sinais. Que sejam fruto da fé e boas obras em Cristo!

Novamente, se retirou para além do Jordão, para o lugar onde João batizava no princípio; e ali permaneceu. E iam muitos ter com ele e diziam: Realmente, João não fez nenhum sinal, porém tudo quanto disse a respeito deste era verdade. E muitos ali creram nele.
‭‭João‬ ‭10:40-42‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.10.40-42.ara

Há os que creem pelo que ouvem e leem e há os que creem por ver os sinais. Há os que não creem ouvindo e/ou vendo e os que nunca viram e nem ouviram falar de Jesus Cristo. Em meio a tantas circunstâncias diferentes há ainda os que viram e creram e, depois, se desviaram e buscam desviar a outros. Afinal, qual é a verdade à respeito de Jesus? Onde obte-la?

Jesus está explicado e apontado nas Escrituras Sagradas. Ele é revelado na Bíblia para que possamos entender o Pai. Sem conhecermos Jesus continuaremos na ignorância de Deus e do propósito da humanidade. Profetas apontaram o desvio do caminho, e João Batista apontou o caminho, pois o viu em vida! Jesus fez mais que os profetas, pois além de mostrar o caminho para o Pai ainda libertou cativos espirituais e curou enfermidades de todos os tipos.

Ainda hoje Jesus continua esta obra a partir da igreja instituída em seu sangue, seu sacrifício, para que possamos participar do seu corpo e da eternidade com ele. Se a igreja mostra o caminho e pratica os sinais, então vidas serão alcançadas e transformadas. Se os que se chamam de igreja não viverem como Jesus viveu, então não importará os sinais realizados diante dos homens.

Sem transformação interior não haverá ganho algum pelos sinais. A Bíblia ensina que o diabo faz sinais também. Ensina que no nome de Jesus, ainda que vivamos em pecado, poderemos expressar sinais:

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.
‭‭Mateus‬ ‭7:21-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.21-23.ara

Temos sido exaustivos sobre a salvação ser estabelecida pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras. Mas a resposta da fé em Jesus são obras! Elas são a consequência da salvação. Quem recebe o Espírito Santo por ter sido salvo não permanece praticando pecados, pois passou das trevas para a luz. Já não precisa se esconder, pois em sua transformação interna passa a desejar as boas obras!

A igreja transformada faz a diferença onde estiver. A não transformada nem igreja é! Não podemos viver pelo nome de Cristo e não sermos convertidos de verdade, como convencidos. O convertido vive para Deus e tem compaixão pelo seu próximo. Não vira os olhos para o perdido e não se alegra com a maldade. Deseja ver um mundo melhor e participa desta construção. Calar-se e ignorar tudo à volta é omissão e não é característica do povo de Deus.

Jesus fez sinais e maravilhas e muitos creram nele. No entanto, hoje muitos podem fazer o mesmo em seu nome. Não podemos nos amparar apenas neste quesito para concordarmos com a santidade de quem opera tais milagres. Jesus é santo. Deus é santo e somos chamados a sermos santos. Os sinais seguirão os que creem, ainda que estejam deixando a santidade.

Precisamos cuidar de nossas vidas e conhecer Jesus Cristo profundamente. Fazendo assim não iremos nos esquecer de quem somos e como precisamos dele. Iremos cuidar de fazer a sua obra e amar o próximo. Iremos usufruir do amor de Deus e da vida eterna. Seremos luz e sal para que outros sejam abençoados! Seremos justos e poderemos alcançar superior conhecimento de Deus. Alegraremos o coração do Pai e não desviaremos ninguém da presença dEle!

Quem se esconde nas trevas, nelas viverá pela eternidade…

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.
‭‭João‬ ‭3:19-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.3.19-21.ara

Adão e Eva se esconderam de Deus logo que pecaram. Nosso reconhecimento do mal praticado nos faz querer que tais coisas fiquem em segredo. Alguém que rouba esconde a prática, da mesma forma que o vício da bebida, drogas e sexo não são comumente praticados de dia, na frente de qualquer pessoa.

Tais atos, no entanto, já estão ficando comuns de se ver de noite. Pessoas se prostituem e se drogam em áreas públicas, sem se darem conta de terem perdido a vergonha de esconderem seus atos. O mesmo está acontecendo na corrupção, onde receber “propina” se tornou algo comum, sem nem mais esconderem de juízes e promotores, alegando ser a prática adotada por todos.

Ora, se todos fazem, então deixou de ser um problema, certo? Errado! Pecado continua sendo pecado, erro continua sendo erro, corrupção continua sendo corrupção, bem como prostituição, adultério e mentiras, para enumerarmos alguns pecados. O viver deste modo é amar as trevas ao invés da luz. É amar as obras do diabo e ignorar as de Jesus!

Cristo veio trazer a única forma de vivermos com Deus, pois se continuamos a viver em pecado, jamais entraremos no reino dos céus. Sem o sacrifício de Cristo não poderíamos receber a justificação de nossos pecados, zerar a conta. Como pagar uma dívida quando estamos cheios de dívidas? Mas se alguém pagar as anteriores e pararmos de ter de pagar os juros, não será possível honrar novos compromissos?

Sem o perdão de nossos pecados não haveria como deixarmos de pecar. Com o Espírito Santo em nós, seremos capazes de dizer sim para Deus e não para o pecado. Viveremos na luz e não nas trevas, amaremos a verdade e não a mentira, a santidade ao invés das mazelas do pecado!

Sem Cristo não seremos transformados e continuaremos nas trevas. Ama-lo é amar a luz. Ignorar sua redenção é amar as trevas, pois não estamos desejando mudar de atitude diante de Deus. Haverá um dia em que seremos julgados, na luz, onde tudo o que tivermos feito e não tiver sido perdoado será usado para nos mostrar que não desejamos a luz e seremos mantidos nas trevas que desejamos ficar. O inferno é o lugar onde os que vivem nas trevas permanecerão por toda a eternidade, dentro do lago de fogo, pois é o desejo de quem preferiu viver afastado de Deus.

Deus será justo com a humanidade, pois a ama enquanto pecadores somos, dando a todos a opção de irem para a luz através de Cristo ou permaneceram nas trevas por vontade própria. Não vai adiantar colocar a culpa no diabo, serpente ou Satanás, pois ele não decide em nosso lugar. Ele apenas coloca na nossa frente aquilo que nos faz desejar o erro, mas não faz por nós. Cada um examine-se a si mesmo e tome a decisão de sair das trevas para a luz!

A porta é estreita, mas ainda está aberta para a nossa salvação! E aí? Vamos busca-la ou permaneceremos escondidos de Deus para sempre?

Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.
‭‭João‬ ‭10:9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.10.9.ara

Precisamos de unidade espiritual em Cristo!

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos.
‭‭1Timóteo‬ ‭2:5-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1ti.2.5-6.ara

Em uma empresa há pessoas de Recursos Humanos, atendentes, diretoria, profissionais de diversas áreas que contribuem para o mesmo fim. Nas Forças Armadas, temos uma para defender nos ares, outra nos mares e outra na terra, mas todas possuem um mesmo objetivo a ser defendido:a soberania da nação a que servem.

Este versículo nos trás a lembrança que em todos os círculos Cristãos não podemos esquecer que há um só Deus e só Jesus é o mediador entre nós e este Deus! Nossas doutrinas nos ajudam a entender como executar nossas tarefas de acordo com as nossas capacidades e convicções de dons recebidos, mas jamais podemos entrar em desacordo à respeito da missão e da nação a que servimos.

Enquanto Fariseus e Saduceus discutiam entre si quem estava certo Jesus estava curando e libertando cativos espirituais. Os religiosos perderam a festa tão aguardada por séculos e hoje isto está acontecendo de novo entre as denominações genuinamente Cristãs. Não importa se um é Católico ou Protestante, Tradicional, Pentecostal ou Carismático, enquanto estivermos brigando entre nós para dizermos quem está certo, Cristo terá de voltar para fazer o trabalho que nos foi dado por ele.

Forças armadas e perfis profissionais de empresa tem seu papel a desenvolver, cada um com sua característica. Não é questão de certo ou errado, mas de trabalharmos em conjunto para realizarmos a tarefa, cada um na sua especialidade. Só precisamos estar de baixo da mesma bandeira ou organização, e isto precisa ser resolvido de uma vez por todas.

Cristão tem em Cristo o único mediador entre si e Deus, pois era necessária a expiação (perdão completo) de pecados a partir de um sacrifício perfeito. A morte de Jesus na cruz foi necessária para que a justiça de Deus pudesse ser aplicada a toda a humanidade que nele crer. Portanto, ninguém mais é digno e nem pode estar à direita de Deus intercedendo por nós. Se esta não é a sua crença então ainda não és Cristão por fé e nem entendimento de quem é Cristo, o Filho de Deus! Se temos a mesma fé, então temos a mesma tarefa a realizar, que é caminhar com Cristo amando-o e ao próximo.

Nesta caminhada teremos desafios e batalhas. Uns executarão a tarefa que possuem a nível gerencial, outros na execução. Uns combaterão com uma doutrina, outros com outra. E todos estão fazendo a sua parte em direção a alcançarmos a missão de fazermos Cristo conhecido de todos. Se eu ensinar um Jesus diferente do que a Bíblia ensina, então sou um espião dentro das fileiras, sou um profissional que destruirá a organização ou alguém das fileiras que trairá o próprio exército incitando fogo “amigo”.

Ao invés de lutarmos entre as denominações Cristãs devemos é nos amar primeiro, respeitando as nuances operacionais, desde que o Deus seja o mesmo e assim o mediador Cristo. De resto, cada um dará contas ao Senhor no dia de recebermos a promessa. Até lá, cuidemos de como vivemos e como falamos. Sejamos colaboradores ao invés de julgadores no lugar de Deus. Não podemos cair no erro dos Judeus e perdermos a festa que Jesus nos chamou para atendermos, pois o preço é ficarmos de fora por toda a eternidade.

Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.”
‭‭Mateus‬ ‭12:30‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.12.30.ara

Cristo é o maior pregador de todos os tempos!

Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina; porque ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.
‭‭Mateus‬ ‭7:28-29‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.28-29.ara

É fácil saber quando alguém entende ou não de um assunto durante a sua explicação. A naturalidade com que fala, as ideias bem estabelecidas e nossa facilidade em entender o que foi dito mostra a capacidade de síntese e transmissão de quem ensina um assunto. Quando não conhecemos é difícil explicar e até mesmo de fazer entender-se.

Jesus explicou sobre o reino de Deus de tantas maneiras que as pessoas se maravilhavam com ele. Usou de várias parábolas (ainda que o significado não fosse transparente para alguns propositalmente) entendia-se a comparação com as coisas do dia-a-dia, estabelecendo uma base para discussão. Falar do espiritual para pessoas carnais demandou um repertório notável do Senhor.

Jesus, sendo Deus e criador de todas as coisas sabe muito bem como falar de si mesmo e explicar as coisas que construiu. Os profetas foram inspirados por Deus e, portanto, souberam o que Cristo quis que soubessem e falaram dele mesmo. Não foi à toa que Jesus confirmou todos os profetas e livros da Lei. Jesus declarou que veio cumprir o que dele estava declarado e toda a Lei seria espiritualmente embutida no coração daqueles que cressem na sua pessoa.

Jesus é o cumprimento da própria palavra verbalizada nas escrituras. Por isso foi chamado de Verbo pelo apóstolo João! E o Verbo se fez carne e habitou entre nós (João 1.14a). Sua glória foi vista e agora é conhecida de todos que creem nele! Em Cristo temos a explanação da criação, queda e redenção da humanidade, também a direção, libertação e santificação. Nele reside toda a sabedoria e a paz que nos levam à adoração. Em Cristo temos o alimento e a bebida eternas que nunca mais permitirá termos fome ou sede.

Nele há justiça e poder, residem todas as misericórdias e tudo o que de bom possa existir. Ele também é nosso advogado e viveu uma vida humana para se tornar o primeiro dos filhos ao invés de ser o único Filho! Jesus sabe todas as coisas e, por isso, maravilha a todos que o ouvem até nos dias de hoje. Não há como não ser capturado por sua mensagem de amor e arrependimento de pecados, pois veio para salvar a nós pecadores através do seu próprio sacrifício!

Jesus tem toda autoridade para falar o que falou e estabelecer em nós o reino de Deus. Quem mais pode fazer isto por nós? os grandes pregadores falam do que vivem e conhecem. Portanto, não há maior pregador do que Cristo, pois conhece tudo e viveu plenamente a mensagem que deixou para nós! Ele é o mestre e se quisermos segui-lo iremos beber e comer de sua fonte inesgotável, vindo de sua própria pessoa!

Deus nos livra de nossos inimigos!

O próprio S ENHOR lutará por vocês. Fiquem calmos!”. Então o S ENHOR disse a Moisés: “Por que você está clamando a mim? Diga ao povo que marche! Tome sua vara e estenda a mão sobre o mar. Divida as águas para que os israelitas atravessem pelo meio do mar, em terra seca.
‭‭Êxodo‬ ‭14:14-16‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/exo.14.14-16.nvt

O povo reclamou de Moisés ao ser encurralado pelos Egípcios no Mar Vermelho. Não haviam entendido o milagre de sua libertação e nem confiavam no Deus que havia realizado esta obra. Haviam visto as pragas sobre o Egito e como Deus fez separação entre eles e os egípcios, mas a falta de fé não lhes permitia ver o sobrenatural ocorrer em suas vidas.

Ser escravo no mundo é isto. É só enxergar o sofrimento e a dor, sendo incapazes de compreender a liberdade e a alegria de uma realidade desconhecida, a espiritual. Há medo de uma vida diferente daquilo que conhecemos, pois nos agarramos no pouco de vida que nos é proporcionado no mundo, ainda que com dores e desilusões.

Mas Deus tem planos maiores para todos nós! O Senhor quebra as forças do escravizador, põe separação entre nós e eles com fogo e poder, e se houver perseguição e estivermos encurralados Ele abrirá passagem para nós! A fé é o passaporte para os livramentos de Deus!

Ainda que não tenhamos enxergado a solução deveremos marchar e clamar a Deus. Portas de emprego se abrirão, inimigos serão destruídos, novas oportunidades surgirão e seremos livres para adora-lo! O que mais podemos querer? Certamente o não permanecer no Egito é o que nos traz para um deserto de transformações. Ainda que percamos coisas às quais dávamos valor e não tinham, o que iremos receber é vida em abundância na Terra Prometida!

Estamos enfrentando inimigos hoje? É financeiro? É um relacionamento abusivo? É no trabalho? Marchemos e levantemos o cajado da fé em Deus sobre este problema! O Mar Vermelho abriu-se e permaneceu aberto por toda uma noite para que todos passassem para a outra margem. Vejamos o agir de Deus nos próximos dias, pois Ele É Deus libertador, em Cristo Jesus! Creiamos e recebamos o livramento do Senhor!

Temos muito a agradecer pela Nova Aliança em Cristo!

Jetro, sogro de Moisés, tomou a Zípora, mulher de Moisés, depois que este lha enviara, com os dois filhos dela, dos quais um se chamava Gérson, pois disse Moisés: Fui peregrino em terra estrangeira; e o outro, Eliézer, pois disse: O Deus de meu pai foi a minha ajuda e me livrou da espada de Faraó.
‭‭Êxodo‬ ‭18:2-4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/exo.18.2-4.ara

A história de Moisés é muito rica. Conheceu a Deus de conversar em voz alta, vendo a glória pelas costas do Senhor e ainda conduziu um povo imenso em condições dificílimas por décadas. Escreveu o Pentateuco enquanto no deserto e deixou um legado impressionante para qualquer geração em qualquer tempo.

Seu primeiro filho teve o nome devido ao tempo em que Moisés peregrinou em terras estrangeiras. Podemos dizer que foi por toda a sua vida. Viveu 40 anos na casa de Faraó enquanto era Hebreu, viveu 40 anos nas terras de Midiã enquanto fugitivo do Egito e viveu seus últimos 40 anos no deserto, conduzindo a preparação de uma nova geração do povo que não seria rebelde como a geração anterior.

O segundo filho recebeu o nome pelos três livramentos que teve da espada de Faraó: no nascimento, na fuga para Midiã e na saída do Egito com todo o povo! É incrível a sua história e tremendo como Deus operou na vida e através da vida deste homem.

E nós? Como temos lembrado nossas futuras gerações a respeito do que Deus fez em nossas vidas? Ou será que não conseguimos reconhecer? Moisés é símbolo da Velha Aliança enquanto Jesus Cristo é a própria Nova Aliança. Se temos comunhão com Deus através de Cristo, então temos muito mais a dizer para nossas gerações o que Deus fez por nós!

Em Cristo escapamos da morte eterna recebida no nascimento carnal, sendo libertos dos pecados que viriam sobre nós nesta vida e Satanás (simbolizado por Faraó) não tem mais poder sobre nós em nossos pensamentos e ações! Em Cristo deixamos de ser moradores do mundo e passamos a ser peregrinos onde quer que formos, pois aqui já não é mais a nossa casa, mas a Jerusalém celestial prometida!

Em Jesus somos reis e sacerdotes, tendo livre acesso a Deus e podendo orar em voz alta com o Pai, o Filho e o Espírito Santo! Temos inscrito em nossos corações as tábuas da Lei, pois no Espírito Santo somos santificados diariamente! Nosso face passa a brilhar de maneira diferente e recebemos todos os dias o pão da vida!

Em Jesus Cristo entraremos na Terra Prometida, onde Moisés não conseguiu entrar. Sua aliança com Deus dependia de sua plena obediência, mas a nossa aliança é superior, porque depende da obediência de Cristo que é plena!!!!

Não temos muito a dizer para as gerações futuras? Sim! Certamente nas culturas ocidentais não o faremos colocando estes nomes em nossos filhos, mas iremos declarar em nossos relacionamentos. Que o Senhor seja glorificado por tão grande aliança feita no sangue de Jesus!

Jesus é vida!

A Lei e os Profetas vigoraram até João; desde esse tempo, vem sendo anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem se esforça por entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da Lei.
‭‭Lucas‬ ‭16:16-17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.16.16-17.ara

Jesus fez separação de alianças e determinou que o Velho Testamento vigorou até o ministério de João Batista. Com a explanação do Evangelho da Graça e sacrifício de Jesus como Cordeiro de Deus iniciou-se o Novo Testamento. Ainda assim, como a Lei apontava para Cristo, seus ensinos não devem ser desconsiderados. Erra quem anula o ensino ali contido quando expressa que agora é o tempo da graça e a Lei não gera nenhuma implicação para nós.

Ora, os Dez Mandamentos servem como balizamento moral em qualquer tempo. Jesus cumpriu o Sábado e todos os demais itens são ensinados pelo Espírito Santo para que vivamos naturalmente os mandamentos, sem religiosidade ou desespero. Continuamos aprendendo que não se deve matar, mas agora isto inclui até odiar! Aprendemos que não se deve cometer adultério, mas agora isto já é considerado quando olhamos para uma pessoa com desejos sexuais. A Lei não caiu e ainda ficou mais difícil se observarmos estas coisas!

Por isso o esforço de entrar no reino dos céus, pois o caminho de Cristo exige um ajudador, o Espírito Santo, que nos capacita a todo tempo. Salvos somos através de Cristo e salvos permanecemos no seu caminho. Santificação é o esforço pessoal em aprender e atender ao Espírito Santo a cada dia.

Deus é santo e seus filhos também. Agora justificados e santificados em Cristo devemos nos desenvolver plenamente até sermos como Cristo é. Precisamos abrir nossos corações e olharmos para as pessoas. Jesus sentia compaixão por todos que iam até ele e os curava, libertava e confortava. O que ele nos pede é que façamos o mesmo. Cada um na sua esfera de influência e com os dons distribuídos. A igreja, portanto, alcança a muitos e deve possuir todos os dons complementados por seus membros.

A beleza do evangelho ê saber que podemos ajudar segundo o que alcançamos, mas também entendermos que devemos ajudar porque é isto que o Senhor espera de nós. Imaginemos um hospital durante a pandemia. Médicos e enfermeiros estão fazendo de tudo para salvar vidas, não é mesmo? E se entendermos que o pecado proveniente da falta de fé e temor a Deus foi a primeira e pior doença que afeta a humanidade e que a igreja é também constituída por médicos e enfermeiros espirituais?

Não podemos parar a obra de Deus nos corações. Todos os dias, milhões de pessoas morrem em seus pecados e o ensino que começou na Lei e fortalecido em Jesus é que o pecado gera morte espiritual e que a permanência nele nos levará ao inferno. Todos os dias o pecado sufoca as vidas que estão desesperadas para alcançar o céu. Jesus é o único protocolo existente, anunciado deste o Velho Testamento e também nos libertará deste vírus mortal do pecado.

Como ensina um grande pregador de Deus, inferno é o final da vida de quem morreu sem Jesus Cristo!

Cadeias espirituais não permanecem onde Jesus está!

Quando, de longe, viu Jesus, correu e o adorou, exclamando com alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Conjuro-te por Deus que não me atormentes! Porque Jesus lhe dissera: Espírito imundo, sai desse homem!
‭‭Marcos‬ ‭5:6-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.5.6-8.ara

Demônio é assim. Atormenta mas não quer ser atormentado. Ainda pior, faz todo o tipo de mal para as pessoas e com as pessoas, enquanto o simples fato de não ter a quem atormentar significa seu próprio tormento.

Você conhece pessoas assim, que não conseguem ficar sem atormentar outras pessoas, senão se sentem incompletas? Estão subjugadas por demônios! Um salvo não age assim. Quem é livre de demônios não vive atormentando as pessoas a sua volta.

Viver em Cristo é ter paz de espírito, é ter liberdade e sentir a felicidade nas pequenas coisas. Filhos de Deus não se alegram na adversidade alheia, mas pelo contrário. Não “infernizam” os outros com suas atitudes, desejos e manias. Não estão presos e a ninguém prendem.

Viver com Cristo nos dá a capacidade de enxergarmos a beleza a nossa volta, ainda que seja pequena, pois não nos atinaremos no que estamos vendo apenas neste momento, mas para onde as coisas caminham quando conduzidas por Deus.

Os demônios se dobram diante de Cristo e nada pode impedir o poder de libertação que há no nome dele, a não ser a falta de fé. Falar sem ter fé é recitar um poema sem senti-lo. É como fazer um convite de casamento sem amor, é como estar em uma praia olhando para o lixo que jogaram, não ter entendimento do valor do que está à nossa frente!

Demônios não permanecem onde Cristo está presente. Se a Igreja está em Cristo, então demônios serão destituídos de suas moradias nas pessoas. Sem Cristo, permanecerão como fortalezas.

Qual a nossa postura diante destes seres terríveis? Medo? Se houver medo é porque não andamos com Jesus. Busquemos o Senhor e o conheçamos.

Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;
‭‭Marcos‬ ‭16:17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.16.17.ara

Não devemos temer coisa alguma, a não ser vivermos separados de Cristo. Assim como uma criança tem medo de ficar sozinha quando vê sua mãe se afastando, assim devemos nos sentir ao percebermos nos afastar de Cristo!

Cadeias espirituais existem e podemos estar em situações semelhantes. Busquemos a Cristo e a sua Igreja. Há libertação no poder de Jesus Cristo, o Filho de Deus!