#3_112 2Pedro 3:9

Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.
2Pedro 3:9 ARA
https://bible.com/bible/1608/2pe.3.9.ARA

Longanimidade é paciência. O Senhor está esperando pacientemente pela queda da resistência ao evangelho em alguns corações e mentes. É um trabalho demorado em alguns e a espera por outros que ainda não chegaram neste mundo.

Há um tempo para que as coisas aconteçam e precisamos esperar para que as estabeleçamos. “Timing” é especialidade do Senhor e precisamos aprender com ele a termos paciência também. Abrahão esperou 25 anos pelo filho da promessa, Cristo veio 700 anos depois da profecia de Isaías e estamos esperando 2000 anos para a sua volta.

Eis que certamente voltará e devemos estar preparados para a sua vinda. O cansaço só paralisa aquele que se esquece do por que se afadiga. Se olharmos para a eternidade com Cristo superaremos as lutas, perdas e danos, e seremos sempre gratos por tudo o que já alcançamos e alcançaremos.

Gratidão não é apenas pelo que fazem para conosco hoje, mas principalmente pelo que o Senhor já fez por nós. Há um banquete espiritual preparado para ocorrer em breve. Olhemos para a festa, para a linha de chegada e superaremos tudo o que estamos passando. A longanimidade de Deus é fruto de esperarmos por todos para aquele dia em que unidos adentraremos os céus e comeremos diante do Senhor!

Deus gosta de se relacionar conosco!

Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todos os animais do campo e todas as aves dos céus, trouxe-os ao homem, para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a todos os seres viventes, esse seria o nome deles.
‭‭Gênesis‬ ‭2:19‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/gen.2.19.ARA

Fico imaginando Deus passeando com Adão no jardim, trocando ideias a respeito da criação, de como imaginou os rios, os animais e se agradou de dar a Adão a oportunidade de nomear cada um deles! Deus é um Deus de relacionamento e se importa em nos ouvir!

Quando não ouvimos as pessoas atentamente acabamos por não entrarmos em todos os lugares onde a alma delas está se sustentando. Podemos critica-las por não terem o mesmo entendimento que nós e até mesmo ignorar a dor que sentem por não estarem conseguindo superar. Empatia é algo difícil de se construir se não tivermos paciência e a oportunidade de ouvir.

Deus nos ouve em nossas orações e se importa conosco. Enviou o Espírito Santo para nos consolar e nos ensinar a entender as escrituras. Nelas temos as nossas mentes transformadas, nos ajustando aos ensinos e práticas que nos levarão ao sucesso espiritual. No caminho precisaremos de pessoas que podem nos ajudar, pois passaram ou estão passando pelo mesmo processo.

Muitas vezes será necessário respeitar o silêncio daquele que está passando pela dificuldade, pois não consegue exprimir da melhor maneira, ou ouvir pequenos comentários que nos darão pistas das questões que permeiam seu descontentamento ou dificuldades. Se amarmos teremos paciência e ajudaremos cada um que nos procura ou nos evita.

Jesus Cristo veio até nós por amor, para mostrar o caminho para o Pai. Nos encontrou perdidos, pecadores, reclamões, maledicentes e violentos para com ele mesmo. Por amor nos perdoou e ainda morreu por nós!

Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos.
‭‭1João‬ ‭3:16‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1jn.3.16.ARA

Somos demandados a fazer o mesmo e não é fácil. Ao tentarmos ajudar seremos também envolvidos nas lutas e dificuldades das pessoas. Muitas vezes daremos conselhos e não seremos ouvidos. Estes conselhos que não foram atendidos poderiam ter resolvido a questão que permanece em aberto e qual será a nossa postura? Continuar ajudando ou abandonar a pessoa à própria sorte?

Se fosse nosso filho o que faríamos? Ou nosso irmão? Ou pai? Com parentes e pessoas de nosso convívio pessoal a situação parece ainda mais complicada, pois nos arrastarão como responsáveis se o problema persistir. Se tivermos medo em participar das lutas das pessoas então não geraremos empatia e nem alegria quando a situação mudar para melhor. Amar é assumir riscos de se alegrar com a vitória ou chorar com a ofensa de não ter sido bem interpretado em nossas atitudes. Mas, o amor vence o medo!

Na vida e na morte só levaremos conosco o amor pelas pessoas. O material vem e vai, mas as amizades permanecem. Relacionamentos que não se aprofundam não criarão raízes e de uma hora para outra deixam de existir. Nosso relacionamento com Deus não pode ser assim! Devemos ouvir seus conselhos porque são bons. Devemos obedecer aos seus conselhos porque serão vida para nós. Devemos agradecer os seus conselhos porque nos deu por amor.

Que tenhamos ouvidos para ouvir tanto os que precisam de conselho como aos que nos aconselham. Precisamos refletir o por que das palavras que nos vêm e respondermos como o evangelho nos ensina. Não pararemos de aprender porque todos podem nos ensinar alguma coisa. Só não aprenderemos quando nos considerarmos sábios demais que não precisamos de conselho e já sabemos como resolver o problema de todos sem querer ouvi-los.

Que possamos ser humildes e aprendermos com Jesus, aquele que desceu da sua glória para ter intimidade conosco, como Deus fez com Adão no Éden!

Ano 2#192

Tudo está escrito para nos servir de guia e alerta!

Porém, no primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, para que se cumprisse a palavra do Senhor, por boca de Jeremias, despertou o Senhor o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo: Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, Deus dos céus, me deu todos os reinos da terra e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá; quem entre vós é de todo o seu povo, que suba, e o Senhor, seu Deus, seja com ele.
‭‭2Crônicas‬ ‭36:22-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ch.36.22-23.ara

Nada está fora do controle de Deus. Sua presciência nos traz as profecias, avisando-nos o que há de fazer. Jeremias escreve que Judá passaria setenta anos no cativeiro da Babilônia até o reino da Pérsia ser iniciado, o que ocorre com o rei Ciro. Daniel entende esta palavra e a registra em seu livro, tomando uma atitude para que o preparo fosse iniciado.

O livro das Crônicas registra após o ocorrido e declara a conexão entre o fato e a profecia, entre a determinação dos fatos a partir da declaração divina. A forma da Bíblia expressar este controle é a colocação: “Para que se cumprisse a palavra do Senhor”. No evangelho de Mateus temos inúmeras referências desta forma, mostrando que a vinda de Cristo havia sido anunciada e tudo o que estava dito sobre ele foi cumprido!

Estamos no tempo das revelações proféticas do Apocalipse, mas não precisamos nos desesperar com o fator temporal, pois é um livro que fala de centenas de anos. Nem é preciso dizer que toda a Bíblia é assim, quando expressa tempos de gerações que nem percebemos ao ler rapidamente. Nosso imediatismo nos impede de enxergar o grande plano e, principalmente, a longanimidade de Deus. Ele trabalha o Chronos em nós, pois somos limitados e só conseguimos racionalizar no tempo e pequenos momentos.

Perto do regresso está o Senhor, sempre um dia mais perto a cada dia que se passa. Em um determinado momento, em um abrir e fechar de olhos, cumprir-se-á nova profecia, conforme os livros já declararam. Jesus Cristo é o Alfa e o Ômega, nele não há variação e tudo o que está escrito ocorrerá sem que possamos alterar. Não porque está apenas determinado, mas porque o Deus onipresente, onisciente e onipotente já viu e anunciou. Ele controlou o resultado lá na frente e anunciou o que havia de ser, e nos dá oportunidade de nos arrependermos.

Como nos filmes de super-heróis há realidades alternativas em fluxos temporais, há finais que o nosso livre-arbítrio permite alcançar e outros não serão permitidos, pois a destruição seria certa. Como um pai cuida para que a criança pequena não se mate eletrocutada ou caia de escadas, assim o Pai celestial não permite que façamos algo irreversível sem que haja um escape. Um final já está escrito e neste há uma cidade celestial suspensa nos ares aguardando a visita dos reis da Terra.

Neste final há um povo que glorifica ao único Deus e este é a luz do mundo que já não possui noite. Não há trevas e nem maldade. Lá não entra pecado ou pecadores, pois todo o mal já foi destruído e a natureza humana restaurada. Neste final há uma continuação pela eternidade e nunca mais teremos o terror, doenças e violência. Serão dias maravilhosos e estamos seguindo para eles.

Quem irá morar nesta cidade? Os que hoje decidem seguir o Cordeiro. A decisão é no Chronos, mas a vida eterna ocorrerá no Kairós, tempo de Deus, que não entendemos. Importa nos entregarmos de corpo e alma nas mãos do Senhor e buscarmos atender os seus propósitos, pois a separação já está declarada e não poderemos dizer que não sabíamos, pois tudo está escrito na Bíblia!

Ano 2#94

Vivamos piedosamente enquanto aguardamos a manifestação do Filho!

Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.
‭‭Tito‬ ‭2:11-14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/tit.2.11-14.ara

Paulo descreve o modo de viver de um Cristão a Tito, de maneira simples e direta. Que reneguemos a impiedade e as paixões do mundo ao mesmo tempo tenhamos uma vida justa, piedosa, sensata e aguardando o retorno de Cristo que nos purifica de todo erro e nos capacita para as boas obras.

Impiedade é estar desligado das coisas de Deus, ignorar, não teme-lO. As paixões do mundo são as coisas que se interpõem para se tornarem o principal de nossas vidas que não Deus. Sensatez é viver de modo centrado, focado, estável no procedimento da piedade e justiça que provêm do amor ao próximo.

Aguardar o retorno de Cristo é, em primeiro lugar, ter fé na sua volta, preparar-se para abandonar este mundo a qualquer momento e não negligenciar as responsabilidades que temos até a sua volta, pois ele voltará! É viver na expectativa do momento crucial, como se estivéssemos em um lugar de trabalho esperando ansiosamente o momento de irmos para casa para estar com os nossos entes queridos!

Esperar a Cristo é a sensação de esperarmos o amor de nossas vidas virar a esquina para o encontro depois de longos dias afastados um do outro, desejando ardentemente o primeiro sorriso, abraço e beijo! É sonhar com este momento e deixar o coração arder sem se preocupar.

As boas obras são as flores, o cartão, os bombons que os namorados levam para a namorada nos encontros (será que ainda levam), ou o mimo que a namorada fez ou comprou para o namorado e entrega com todo o gosto para lhe ver usando ou consumindo, com alegria! Nossas boas obras são feitas para agradarmos a Cristo, dando-lhe a honra de receber e fazer uso delas, gerando em nós a purificação de consciência e intenções.

Uma vida no Espírito Santo nos capacita a termos esta perspectiva e diligência. Comecemos agora mesmo, prontamente a termos esta disposição, pois perto de chegar está o Senhor e virá para buscar os que estão lhe esperando. Virá num piscar de olhos, e levará consigo os que assim estão perseverando em viver. A coroa da vitória nos aguarda e não é apenas para o primeiro colocado, mas para todos quantos correrem a corrida da santificação.

Tudo isto pela graça da redenção em Cristo que nos ama a ponto de dar a vida por nós. Maranata, ora vem Senhor Jesus!

Ano 2#91

Deus não tem prazer na morte do pecador!

Portanto, eu vos julgarei, a cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus. Convertei-vos e desviai-vos de todas as vossas transgressões; e a iniquidade não vos servirá de tropeço. Lançai de vós todas as vossas transgressões com que transgredistes e criai em vós coração novo e espírito novo; pois, por que morreríeis, ó casa de Israel? Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Portanto, convertei-vos e vivei.
‭‭Ezequiel‬ ‭18:30-32‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/ezk.18.30-32.ara

Criar um coração novo e espírito novo é a proposta da conversão através de Cristo. O SENHOR falou através de seus profetas o que era para ser e Israel não obedeceu. Conheciam ao Deus Todo-Poderoso e ainda assim a resposta não era condizente com o que sabiam dEle.

Jesus Cristo revela um Deus que não tem prazer na morte do pecador e se alegra com todos os que buscam fugir do pecado, estendendo-lhes a mão. Fez ainda mais, pois estendeu-nos Sua mão graciosa enquanto ainda não estávamos fugindo do pecado!

Cristo veio para que nós pecadores pudéssemos ter um novo coração e um novo espírito. Um coração segundo a vontade de Deus e um espírito conectado ao dEle! Pela fé em Jesus isto é possível!!!

A mensagem do evangelho é esta: Deus nos ama e se importa conosco tendo nos enviado seu Filho para cumprir a justiça já determinada. Estamos salvos da morte se a buscarmos em Jesus, mas corremos com todas as dificuldades se permanecermos na desobediência.

Se fosse fácil Jesus não precisaria vir. Ainda assim o caminho é estreito e iremos carregar nossas cruzes também. Não há santificação sem abandono dos pecados remanescentes, no nosso coração que precisa construir novas fontes de desejos. Desejos para o bem, pensamentos para a glória de Deus!

Importa-nos que temos Cristo a nos guiar a este lugar! E ele está preparando muitos, para que todo aquele que nele crer tenha vida abundante e não mais a morte. Deus quer o nosso bem, mas para proteger seus filhos não poupará a ninguém que buscar fazer lhes mal! Os justos receberão a herança, mas os injustos o castigo! Deus é misericordioso e está dando tempo para que haja arrependimento!

Ano 2#83

Não há alento ao sofrermos sem Cristo!

José foi levado ao Egito, e Potifar, oficial de Faraó, comandante da guarda, egípcio, comprou-o dos ismaelitas que o tinham levado para lá. O Senhor era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo Potifar que o Senhor era com ele e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos, logrou José mercê perante ele, a quem servia; e ele o pôs por mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo o que tinha. E, desde que o fizera mordomo de sua casa e sobre tudo o que tinha, o Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José; a bênção do Senhor estava sobre tudo o que tinha, tanto em casa como no campo.
‭‭Gênesis‬ ‭39:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.39.1-5.ara

José sofreu em muitas ocasiões, ainda que o Senhor era com ele. Foi traído, vendido, desejado, encarcerado e esquecido, mas tudo isto tinha um propósito muito maior. José era um jovem temente a Deus e, por isso, o Senhor nunca o desamparou.

Depois de passar por tantas aflições José se tornou o maior no Egito, somente abaixo do Faraó. Suas humilhações foram esquecidas com a família que formou e pôde salvar toda a geração de seu pai e irmãos.

Por mais que tentemos entender as maneiras de Deus operar, nunca chegaremos a compreender porque se utiliza das dificuldades, fraquezas e violências dos próprios homens para expor a Graça e a misericórdia. O certo é que Ele faz e transforma situações terríveis em condições de paz, terra arrasada em lugares férteis e relacionamentos destruídos em um oásis de amor.

Não podemos ignorar que Deus é poderoso para mudar a sorte das pessoas quando elas se voltam para Ele. Vemos Raabe sendo transformada de meretriz à linhagem de Jesus, o ladrão da cruz arrependendo-se em seus últimos momentos e sendo salvo, os apóstolos de várias origens sendo transformados em homens de Deus, ainda que com perseguições e lutas nesta terra.

O importante é a eternidade com o Senhor. Lutas teremos em toda a vida, mas se não nos levarem para a eternidade com Deus, de que adiantou sofrer? Que possamos buscar os combates dos eleitos, a batalha da conquista da Jerusalém celestial, e esta só pode ser vencida se estivermos no exército do Cordeiro.

A vida pode estar nos levando para situações difíceis neste momento, mas tenhamos bom ânimo, pois com Jesus venceremos e nos alegraremos em cada batalha vencida, para a glória de Deus!

Se o momento não é bom, ore ao Senhor e clame por Seu auxílio. Ao nos chegarmos a Deus, teremos a direção e a ajuda que precisamos e não será em vão que esperaremos pela misericórdia. Importa confiarmos em Deus e nos Seus caminhos!

Falemos sim, mas com sabedoria!

Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender, e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente, disciplinando com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade.
‭‭2Timóteo‬ ‭2:24-26‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ti.2.24-26.ara

Indiscutivelmente é ruim estarmos envolvidos em brigas e confusões. Importa ainda que não sejamos aqueles que as provocam. Muitas vezes as brigas começam pela forma como tratamos as pessoas.

Não importa se temos razão ou não quando aquilo que estamos dizendo cria grande confusão. Há maneiras e maneiras de falarmos a mesma coisa. Há momentos em que devemos confrontar, mas nunca desonrar. Não se combate pessoas, mas ideias.

Há momento certo para resolvermos questões e nunca será na ocasião onde alguém seja envergonhado publicamente. Precisamos separar pessoas em dois grupos: um grupo dos que estão no entendimento espiritual e outros que não estão. Quem é apto para discernir que aborde da maneira certa.

Ser paciente é aguardar o momento certo de expor a situação, com mansidão e clareza. O evangelho expõe a condição do pecado das pessoas e ninguém gosta de ser confrontado com a verdade. Portanto, quem não entendeu ainda sua condição ficará incomodado e possivelmente responderá de maneira rude.

Quem fala do amor de Deus não aponta o pecado das pessoas, mas a santidade de Cristo. É o reflexo desta santidade na pessoa que ouve que exporá em seu espírito a verdade dos seus atos.

Exortamos porque amamos. Se nada fizermos, o diabo continuará a impactar as vidas. Assim como recebemos e nos rendemos a estas verdades, se perseveramos nelas devemos compartilhar com todos a nossa volta. Não é de qualquer maneira, mas com amor e graça. Nunca por raiva ou vaidade!

Os discípulos de Jesus são faróis que mostram a direção à seguir e não holofotes contra os olhos das pessoas. A diferença pode não parecer óbvia. Mostrar Cristo edifica, enquanto apontar todo o tempo os pecados de alguém a tornam cega e surda, cauterizada para o amor e para as boas novas da salvação.

Para os que já creem, a história já é outra. Não é mais ignorante e precisa amadurecer espiritualmente. Para estes, não é mais o caso de ficar cheio de dedos, pois precisamos viver conforme declaramos e testemunhamos publicamente.

Ainda assim, todos sejam tratados com dignidade, com o fim de chegarmos juntos no Dia do Senhor para a glória eterna e não para o castigo preparado para o diabo e seus seguidores.

O vencedor leva o maior prêmio!

“Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.”
‭‭Romanos‬ ‭8:37‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.8.37.ara

Ora, se o vencedor leva o maior prêmio, o que significa ser mais do que vencedor? O que pode existir além do prêmio máximo?

Bem, Paulo está falando do contexto de vencermos lutas, dificuldades, perseguições, inimigos, circunstâncias e até o sobrenatural porque temos Cristo Jesus. Não iremos apenas vencer, mas permaneceremos como vencedores em todas estas coisas!

Chegar na frente é uma coisa, mas permanecer à frente é fruto de um fortalecimento espiritual somente alcançado por quem é sustentado no poder de Deus!

O amor de Deus nos transforma em filhos que estão sendo educados para vencer lutas espirituais de todos os tipos. O mundo fornece a arena, enquanto superamos as dificuldades com a ajuda do Senhor.

Ergamos as nossas cabeças e corramos a corrida que nos está proposta. Temos massageador, água no caminho, torcida, o treinador maravilhoso, o companheiro de corrida, o amigo fiel!

Quando o terreno estiver pedregoso e a subida muito íngreme, clamemos a Ele. Seu sopro nos proporcionará a força para superarmos o cansaço e suas mãos aplainarão o caminho para nós recuperarmos o fôlego necessário para irmos até o fim.

Desafios existem, mas aqueles que confiam em Deus irão superar a todos. Jesus venceu a morte e nós a venceremos com ele!!!

Ajudando e sendo ajudados pelo Espírito.

Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos.”
‭‭1Tessalonicenses‬ ‭5:14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1th.5.14.ara

Temos variadas atividades em nossas vidas e estas são outras a serem efetuadas. Mas, para que estejamos aptos a qualquer atividade exige que nos preparemos.

Admoestar insubmissos é cutucar quem não deseja obedecer a preceitos aos quais temos nos submetido. Ou seja, não podemos ser hipócritas.

Consolar os desanimados é trazer alento aos abatidos ainda que precisemos nos fortalecer!

Ser longânimo é ser paciente em todas as circunstâncias. Paciência é, dentre muitas coisas, perseverar nas atividades que começamos. Assim, é caminhar ao lado de quem precisa, é ouvir o aflito de alma, é falar ao que precisa ter atenção até que não seja necessário.

Estas coisas são possíveis pelo Espírito Santo, pois muitas vezes estaremos justamente nestas situações e precisaremos vence-las para podermos ajudar outros.

Que nos aprofundemos no Espírito e sejamos capacitados para toda a boa obra, para conosco e as demais pessoas, em nome de Jesus!

Bendito seja o nome do Senhor!

Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!”
‭‭Jó‬ ‭1:20-21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/job.1.20-21.ara

O livro de Jó traz grandes ensinamentos em nossas vidas. Mostra que Satanás busca nos destruir e que o que sobrevém ao homem tem a permissão de Deus!

Querendo ou não, o SENHOR é poderoso para permitir ou impedir qualquer situação em nossas vidas e precisamos ter o entendimento que Jó teve.

O que temos também é por permissão e dom de Deus. Se tudo vem dEle, então Ele pode dar e tirar. Se assim vivermos, seremos gratos por tudo o que alcançarmos e teremos zelo para com o que está em nossas vidas e mãos para fazer!

Esta vida é passageira e serve não apenas para nos formar, mas também para nos testar para a próxima, a eterna!

Se não sabemos ser gratos pelas coisas que vem e vão, como seremos pelas permanentes? Se o nosso coração estiver preso nas coisas da Terra, dificilmente poderemos conquistar as celestiais.

Sejamos gratos ao Deus Todo-Poderoso, criador do universo e das nossas vidas. Se estamos vivos é porque nos permitiu e nos deu fôlego. A Ele toda a glória pelos séculos dos séculos, amém!