#3_32 Marcos 8:31

Então, começou ele a ensinar-lhes que era necessário que o Filho do Homem sofresse muitas coisas, fosse rejeitado pelos anciãos, pelos principais sacerdotes e pelos escribas, fosse morto e que, depois de três dias, ressuscitasse.

Marcos 8:31

Jesus não foi crucificado por acidente, mas para que se cumprisse a promessa de Deus de que a humanidade acharia salvação pela misericórdia de Deus! Jesus morreu e ressuscitou para que possamos ser justificados, redimidos e santificados em seu nome. Pelo seu sacrifício os nossos pecados são perdoados. Sem o seu sacrifício não poderíamos receber tal perdão. Aqueles que creem o recebe. Quem não crê continua sem justificação e caminhando para o tribunal de Deus sem nenhuma defesa para si mesmo.

Não há obras que possamos fazer para substituir o sacrifício de Jesus. Muitos tentaram e tentam até hoje. A religião lhes dirá para fazê-lo e impor obras para que sejam salvos por suas próprias mãos. Deus enviou o seu Filho para que a graça dele viesse sobre nós. Não receber esta graça é o mesmo que cuspir em Cristo, esbofeteá-lo, crucificá-lo novamente. Foi isto que os principais sacerdotes, os anciãos do povo e escribas fizeram com ele. Não façamos isto hoje. Sabemos quem ele é e por que veio. Que o Senhor seja louvado e possamos usufruir de tão maravilhosa graça, as boas novas do evangelho de Cristo!