#3_157 Busquemos a sabedoria de Deus!

Tinha Ezequias vinte e cinco anos de idade quando começou a reinar e reinou vinte e nove anos em Jerusalém. Sua mãe se chamava Abia e era filha de Zacarias. Fez ele o que era reto perante o Senhor, segundo tudo quanto fizera Davi, seu pai.
2Crônicas 29:1‭-‬2 ARA
https://bible.com/bible/1608/2ch.29.1-2.ARA

Não há idade para se conhecer e obedecer a Deus! Salomão tinha dezesseis anos quando começou a reinar e Ezequias vinte e cinco. Ambos entenderam que reinar sem a sabedoria que provem de Deus seria a ruína de seu povo.

Assim é em nosso trabalho e família. Se tivermos a sabedoria que vem da obediência aos preceitos de Deus receberemos as bençãos por Ele prometidas. Não porque merecemos, mas porque nelas estamos semeando corretamente tanto em termos espirituais como naturais.

Filhos tendem a seguir o que os pais ensinam, mas não é verdade absoluta. Isto porque nem sempre aprendemos por motivação correta e logo que temos a liberdade de decidirmos podemos tomar caminhos diferentes dos aprendidos. Importa sabermos que os caminhos de Deus são perfeitos e não seremos abalados se permanecermos neles.

Louco é o que escolhe caminhos humanos. O sábio aprende com Deus e não se desvia do caminho. Jesus nos deixou o ensino da verdade de Deus, seus caminhos e vontade. Sábios seremos se o ouvirmos e seguirmos. Loucos se o ignorarmos. Os filhos de Deus terão a sabedoria do Senhor e não confiarão na voz de Satanás.

Os reis sábios nem sempre se mantiveram assim até o fim, pois na muita idade caíram no erro de confiar na própria sabedoria e deixar os caminhos de Deus. Importa não nos desviarmos em tempo algum. Glórias a Deus que hoje temos o Espírito Santo a nos alertar dos desvios. Como o GPS ele nos informa como voltar a rota certa. Não ignoremos os avisos pois seria perder a sabedoria e errar o destino.

O mundo nos impõe sair da rota, mas Deus abre nossa visão para não nos afastarmos do caminho. Ouçamos a Deus todo o tempo, não importando a nossa idade. O sábio deve permanecer assim por toda a vida, enquanto o louco precisa deixar a sua loucura.