Com qual batismo estamos batizados?

Então, Paulo perguntou: Em que, pois, fostes batizados? Responderam: No batismo de João. Disse-lhes Paulo: João realizou batismo de arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que vinha depois dele, a saber, em Jesus. Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam.
‭‭Atos‬ ‭19:3-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.19.3-6.ara

Ainda nos dias atuais há diversos batismos sendo ensinados no meio das religiões chamadas Cristãs. Há batismo de crianças recém-nascidas, batismo de adolescentes e adultos no arrependimento ensinado por João Batista e também o batismo no Espírito Santo praticado por poucas denominações. Assim como Paulo identificou estas coisas no seu tempo ainda ocorrem nos nossos dias!

Por que isto é importante? Porque a nossa transformação ocorre a partir do que recebemos de Deus como instrumentação para a vida espiritual. É como reconhecermos a necessidade de mudarmos de vida, ao nos alistarmos em um exército da salvação, e recebermos instrução e os instrumentos para realizarmos o trabalho. Batismo significa estas transições de posicionamento.

Será que um recém-nascido pode mudar sua forma de agir ao receber água sobre si? Todos os batizados de nascença têm procedido de maneira agradável a Deus e dado bons testemunhos diante dos homens? Se sim, por que então um país de batizados de nascença não muda em termos de erradicação da corrupção e maldades no meio do povo?

Por outro lado, muitos estão se decidindo batizar já com idade mais avançada por reconhecerem a necessidade de se arrependerem de seus pecados e obter a salvação em Cristo Jesus! Este batismo é o de João Batista, que nos capacita a enxergarmos nossa condição de vida e buscar a santificação. É como nos alistarmos e recebermos a instrução de mudança e capacitação.

Mas, há a necessidade da instrumentalização, para transformação do mundo a nossa volta. O batismo de arrependimento muda a percepção do indivíduo sobre si mesmo, capacitando-o para toda boa obra em Cristo. Ocorre que o batismo do Espírito Santo traz o avivamento e o fogo do Evangelho para a transformação de vidas. Avivamentos ocorrem pela manifestação do Espírito Santo e onde há este fervor há sinais e maravilhas.

O que estamos vendo é que muitos se batizam no arrependimento e se frustram esperando um avivamento. E por não enxergarem isto, ou abandonam a fé ou se limitam a viver uma vida em si mesmos, não potencializando a voz do Evangelho. O batismo no Espírito Santo deve ser buscado, pois fortalece os dons e traz a existência muitas oportunidades de operação de sinais nas vidas dos descrentes além de testemunhar o poder de Deus para o mundo.

Em que batismo estamos? Será que temos nos importado com isto? Fará diferença buscarmos o poder de Deus para nossas vidas e das pessoas à nossa volta. Aquele que busca encontra. Batismos não significam salvação, pois esta foi dada por Cristo aos que creem, mas promove a transformação do indivíduo que busca mais de Deus.

Será que estamos buscando viver uma vida de poder ou estamos apenas satisfeitos em nos chamarmos de Cristãos? Esta segunda postura também não muda uma nação, embora comece a reduzir as mazelas da sociedade. O que transforma o mundo é o Espírito Santo movendo corações e mentes na direção do propósito de Deus. Portanto, busquemos o batismo do Espírito Santo.

No Pentecostes havia dezenas de pessoas que começaram a transformar o mundo. Hoje há milhões de Cristãos. O que não fará o Espírito Santo com tamanha quantidade? Certamente não estaríamos vivendo os dias tenebrosos que estamos assistindo se este número fosse de batizados no Espírito Santo…

Ano 2#25

Estamos vendo o que Cristo veio nos mostrar?

Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo. Imediatamente, lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e tornou a ver. A seguir, levantou-se e foi batizado.
‭‭Atos‬ ‭9:17-18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.9.17-18.ara

As conversões mais impactantes são assim, onde a pessoa que se encontra com Jesus não tem dúvidas sobre seu chamado. Há aquele impacto inicial e passa a buscar o batismo e a profissão de fé. Quanto mais nos damos conta de que caminho estávamos trilhando antes de nos encontrarmos com Jesus, maior a percepção do livramento da morte e da necessidade de apontar o caminho a outros.

Comparemos duas pessoas. Uma está de costas para uma onda gigante (Tsunami) e a outra está de frente. A que está de costas nem está preocupada com isto, mas a que está de frente percebe a urgência para correr do perigo. Vai avisar e correr, não vai ficar parada, pois está consciente do que irá acontecer. E conversão é justamente mudar a direção, deixando de ir no caminho da morte para seguir o caminho da vida!

Saulo recebeu a imposição de mãos de Ananias, recebeu o Espírito Santo e passou a enxergar o novo caminho. Creu, recebeu o Espírito e se batizou imediatamente. Nossa decisão pelo batismo é direcionada pelo desejo em seguir pelo caminho, algo que é transmitido pelo Espírito Santo. Quando sabemos da importância não deixamos para depois, passando a buscar as armas espirituais que nos ajudarão pelo caminho.

Guardar a mente e o coração são os trabalhos que nos exigirão o maior esforço pessoal, pois tendemos a cansar e olhar para os lados. Não devemos nos comparar a ninguém além de Cristo, pois ele é excelente e nunca pararemos de buscar ser como ele é. Se nos compararmos entre nós iremos nos julgar e até poderemos nos subjugar, mas ao olharmos para Cristo veremos que todos estamos aquém, nos ajudaremos mutuamente e seguiremos com mais ânimo.

Estamos vendo o perigo da morte eterna? Percebemos em que caminho estamos seguindo se não entregamos ainda nossa vida a Jesus? E se entregamos, estamos certos de que o Espírito Santo tem liberdade em mim e está me levando no caminho da vida em alerta aos que estão à minha volta? Estamos em um momento urgente, onde muitos estão perdendo suas vidas e ainda estão de costas para o perigo…

Cristo veio nos mostrar a salvação no Pai! Todos estávamos de costas e sem a sua vinda não haveria como sermos salvos e santificados para Deus! Nele há vida e provisão para o caminho, terras altas livres do perigo. Nele há segurança e ninguém será atingido! Creia!!!

Ano 2#15

Não procrastine em abraçar a fé em Cristo!

Então, Filipe explicou; e, começando por esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a Jesus. Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? [Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.] Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco.”
‭‭Atos‬ ‭8:35-38‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.8.35-38.ara

O Eunuco de Candace teve uma escola bíblica apenas, antes de seu batismo. Felipe foi efetivo em explicar a respeito de quem é Jesus Cristo e como devemos buscar o novo nascimento, representado no batismo, para confirmar a nossa fé e atitude em viver pelos preceitos de Deus.

Nosso batismo nos fortalece para a caminhada. É uma iniciação e reconhecimento do pertencimento ao grupo dos novos nascidos em Cristo! Morrer para os pecados é decidir não continuar nas práticas de antes, enquanto nascer em Cristo é vivenciar novas experiências espirituais e a filiação em Deus!

Ambas ocorrem em paralelo. Enquanto buscamos aprender como viver no Espírito vamos deixando de viver na carne. Passamos a frutificar no Espírito e abandonar as obras da carne. Para um novo nascido o diabo não tem mais poder de influencia-lo a ponto de arranca-lo das mãos de Cristo. Perdeu este poder e não há culpa do diabo na decisão de operar na carne pelo novo nascido. O Espírito Santo é muito mais forte tanto em força como em expressividade e a decisão em ouvi-lo ou ignora-lo é apenas nossa.

O que ocorre muitas vezes é a indecisão em ouvir e obedecer ao Espírito, o que permite que a voz do diabo consiga ser ouvida. Ainda assim, quem decide pecar somos nós e o diabo não pode nos forçar a isto. Um novo nascido precisa reconhecer que é liberto do diabo e não pode mais culpa-lo de suas faltas para com Deus.

Ao pecarmos como novos nascidos estaremos ofendendo ainda mais a Deus, pois o Espírito Santo está habitando em nós e é como ter filhos dentro do carro ouvindo um pai dando uma “cantada” em outra mulher que não sua mãe e até mesmo os colocando no quarto de motel durante seu ato de adultério. Lembrando que o Espírito Santo ouve nossos pensamentos, imaginemos quantas ofensas fazemos a Deus enquanto não buscamos nos santificar. Este homem era Eunuco e não tinha este desejo sexual, e olha a atitude que tomou! Muitas vezes achamos que só o sexo nos faz pecar, mas a lista é enorme!

O Eunuco entendeu a necessidade premente de morrer para o pecado e, arrependido, viver em santificação e adoração pela vida espiritual. Bastou reconhecer a filiação em Jesus e a proposta da salvação pela fé na presença do Espírito Santo em nós que imediatamente decidiu-se pelo batismo e perseverar em uma vida plena com Deus. E nós? Iremos procrastinar esta decisão? Empurraremos com a barriga como se houvesse alguma vantagem em deixar isto para depois? O que nos impede de tomarmos esta atitude?

Possivelmente ainda não tivemos a mesma percepção do Eunuco para tomar esta decisão imediata. É premente, pois a cada dia estamos mais próximos de nossa saída deste mundo e o que fizermos aqui impactará na forma como entraremos na eternidade. Qual será nossa resposta para a proposta de Deus? O batismo é atitude, um ponto de passagem obrigatória para quem decidiu por se arrepender e receber a salvação por Cristo e não pararemos por aí.

Que possamos entender o chamado em Jesus, uma vida livre dos pecados e do diabo, ainda que lutemos contra a nossa natureza. Glórias a Deus pela presença do Espírito Santo para quem tomar esta atitude de fé!

Ano 2#13

Tradição ou mandamento? O que é realmente importante?

“Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos, quando comem. Ele, porém, lhes respondeu: Por que transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa da vossa tradição?”
‭‭Mateus‬ ‭15:2-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.15.2-3.ara

O que é mais importante: o mandamento de Deus ou a tradição religiosa? Em muitas denominações é necessário fazer um curso de Batismo antes das pessoas se batizarem, mas a Bíblia só nos declara que o único pré-requisito para o Batismo é crer em Jesus Cristo como Filho de Deus de todo o coração (Atos 8.37). E ainda assim é um versículo que não está em todos os manuscritos da carta de Atos encontrados!

Não pretendo questionar a tradição e doutrinas das denominações Cristãs, mas não podemos cair no mesmo erro dos anciãos Judeus e impedir que pessoas que desejem ter uma comunhão maior com Deus sejam bloqueadas por processos construídos por religiosidade. Nada na Palavra impede que um fumante ou alguém que ainda tome bebidas alcólicas seja batizado. Nada na Bíblia impede um homem que fuma ser um diácono em uma igreja. Homens que costumamos ler nos dias de hoje e que sustentaram teologias que praticamos hoje fumavam e bebiam, e isto não era escândalo no tempo deles.

Não estou dizendo que fumar e beber é boa coisa, apenas que não nos impedem de buscar a Deus. Tudo em excesso e descontrole é prejudicial à saúde e vai contra a direção de Deus para nossas vidas. Aquele que bebe e sai de sua consciência normal irá praticar pecados e levar o pecado para a vida de outros. Gerar doutrinas para cercar esta circunstância na vida não resolvem a questão e podem até impedir que tais situações sejam resolvidas na vida daqueles que desejam parar e não têm forças.

Temos doutrinas para nos ajudar em processos internos, mas precisamos julgar se tais processos estabelecidos não estão indo contra o princípio bíblico de que Jesus veio para salvar os enfermos! Ora, se sou enfermo e preciso de um médico, como posso ser afastado do médico por causa da minha enfermidade? A não ser que seja perigosa para a vida do médico, nada deve me impedir de busca-lo.

Jesus é o médico dos médicos e a Igreja é o seu corpo. Se a Igreja não consegue se purificar de seus pecados através do Espírito Santo, então vai construir barreiras para que pecadores convivam com seus membros. A Igreja precisa buscar a santidade para impactar o mundo. Se não se santificar, vai viver reclusa entre quatro paredes para não ser impactada pelo mundo e não alcançará o seu propósito.

Jesus está nos chamando para sermos santos como ele é santo. Para sermos justos como ele é justo. Para termos misericórdia como ele tem misericórdia! O que vamos fazer? Buscar sermos como Cristo e trazer ao mundo a graça de Deus ou fugiremos do mundo com medo de continuarmos pecando com o mundo? Ser separado para Deus, santo, é estarmos em Deus, não sendo amigos do mundo.

Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade.
‭‭João‬ ‭17:15-19‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.17.15-19.ara

Nossa santificação é resposta nossa à palavra de Deus! Não é vivermos reclusos, mas termos esta palavra nos transformando dia após dia. Que a palavra seja mais importante do que nossa religiosidade. Importa atendermos a Deus e não a homens. Importa vivermos o evangelho, pela fé em Jesus Cristo!

Ano 2#4

Jesus está separando o joio do trigo!

Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.
‭‭Mateus‬ ‭3:11-12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.3.11-12.ara

João Batista é o padrão do evangelista. Aponta o problema do pecado, exibe o arrependimento como ponto importante para pararmos nossos erros, e aponta Jesus Cristo como Senhor e salvador, aquele que reunirá os salvos para si e os não salvos para o fogo eterno.

João morreu por dizer a verdade sobre o pecado às autoridades do seu tempo, mas estabeleceu um marco para nós que é o batismo para arrependimento. Batizar-se significa reconhecer-se pecador e decidir viver pela verdade em Cristo. É deixar o caminho antigo e viver na santificação.

Arrependimento expõe que reconhecemos o erro e suas consequências, e que não desejamos mais permanecer desta forma. O arrependimento precede a nossa conversão ao reino de Deus, pois é o momento em que paramos de caminhar no pecado e buscamos entrar no caminho que leva à prática das boas obras.

Será possível uma conversão sem reconhecer o erro? Ora, se conversão é a mudança de direção, então antes da conversão é necessário termos de alterar a direção e isto ocorre no arrependimento. Embora arrepender-se seja possível na mente humana o converter-se depende do Espírito Santo. É obra do Espírito a mudança do velho caminho para o novo. Só conhece o caminho espiritual o ser espiritual. Enxergar erro no caminho natural é possível aos olhos naturais, mas achar o caminho espiritual, não!

Jesus nos traz a visão do único caminho para o Pai e sem Jesus estaremos paralisados em algum lugar, tentando sair da encruzilhada mental do querer transcender espiritualmente sem saber que caminho tomar. O caminho para Deus não é visível aos olhos e nem é adquirido por mérito ou hábito, mas por revelação de Cristo. Jesus nos batiza com o Espírito e com fogo para podermos entrar no caminho da santificação. Se ainda não mudamos de caminho, ou seja, continuamos nos mesmos pecados, ainda não fomos batizados por Cristo!

Importa que sejamos achados e conduzidos por ele. Se já estamos com Cristo então nos alegremos pela salvação, mas se não, derramemos nossas lágrimas pois haverá separação entre o trigo e o joio. Jesus Cristo tem a pá em suas mãos e está trabalhando todos os dias. É tempo de nos achegarmos e sermos transformados por ele, para a glória do Senhor!

Por qual propósito vivo? Há um melhor?

Disse-lhe, porém, o anjo: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida; e Isabel, tua mulher, te dará à luz um filho, a quem darás o nome de João. Em ti haverá prazer e alegria, e muitos se regozijarão com o seu nascimento. Pois ele será grande diante do Senhor, não beberá vinho nem bebida forte e será cheio do Espírito Santo, já do ventre materno. E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus. E irá adiante do Senhor no espírito e poder de Elias, para converter o coração dos pais aos filhos, converter os desobedientes à prudência dos justos e habilitar para o Senhor um povo preparado.
‭‭Lucas‬ ‭1:13-17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/luk.1.13-17.ara

Linda é esta descrição do propósito de vida de João Batista! Sua vida, no entanto, não foi fácil e muito menos a sua morte! João veio de um casal considerado justo diante de Deus e foi separado para a obra com o Espírito Santo!

Somente no Espírito Santo é que há conversão de vidas para Deus! João teve um ministério bem sucedido porque o Senhor era com ele! Trouxe palavras de arrependimento, pregando este batismo, até que Jesus iniciou seu ministério terreno.

Importa-nos entender o propósito deste homem tão importante para os nossos tempos. O versículo 17 nos traz três elementos:

1. Converter o coração dos pais aos filhos. Muitos pais olhavam para os filhos como mão de obra para aumentar os rendimentos do lar e lhes dar dias futuros melhores. Filhos são a resposta do amor de um casal ao plano divino, onde reconhecemos o amor sem o dever de retribuição. Sem esta visão, nunca entenderemos o amor de Deus!

2.Converter os desobedientes à prudência dos justos. Nenhuma pessoa que desobedeça aos propósitos de Deus estará apta à adentrar o Seu reino. Se o reino é um lugar de escolhidos, Deus chama todos à obediência, a começar por Jesus que foi obediente até a morte! O justo é o obediente.

3. Habilitar para o Senhor um povo preparado. A preparação ocorre com um coração voltado ao Senhor. Começa com o temor da santidade de Deus, passa pelo reconhecimento das nossas transgressões e finaliza com o recebimento da salvação em Jesus.

João apontou Jesus tão logo viu o sinal do Espírito Santo declarando que era Jesus a quem deveriam seguir! João cumpriu cabalmente seu ministério e foi morto por falar as verdades do evangelho.

A virtude está no conhecer a verdade e esta é Cristo! Hoje estamos buscando viver pela verdade e cumprir o nosso propósito. A partir do momento em que recebemos o Espírito Santo já não vivemos mais para satisfazermos a nossa vontade, mas a do Senhor.

Este senhorio é maravilhoso, pois sabemos para onde vamos e temos objetivos de vida. Não há impedimento para que vivamos o melhor de Deus, ainda que perseguidos pelos homens. Afinal, na eternidade isto tudo terá passado e a recompensa não vem dos homens que perecem, mas do Deus Todo-Poderoso!

Nos batizamos para testemunhar nosso arrependimento!

Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.
‭‭Atos‬ ‭2:37-38‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.2.37-38.ara

O batismo nas águas é símbolo de arrependimento, do reconhecimento de que estamos mortos para os desejos do mundo e prontos a desenvolvermos o fruto do Espírito Santo.

Um batismo é decisão da pessoa a ser batizada, não pode ser imposto por outras pessoas. Se feito em idade muito tenra, que significado possui para aquele que se batizou? Tornou-se um desejo dos outros, não de si mesmo. Tornou-se uma dívida a ser paga durante a vida e não um prazer em dizer que somos servos de Deus!

O Espírito Santo é a marca de Deus, marca de pertencimento. Como o gado é marcado para mostrar quem é o dono, assim é conosco ao recebermos o Espírito Santo.

Interessante notar como muitas pessoas neste mundo lutam para conseguirem um visto nos Estados Unidos da América, para ao menos terem acesso ao mercado de trabalho de lá. Muitos buscam a cidadania. Pois bem, é disto que estamos falando aqui!

O Espírito Santo é o visto da cidadania celestial e é dado a quem Deus quiser dar. Deus não pergunta do nosso passado, se cometemos crimes ou consumimos drogas. Não pergunta a nossa filiação, identidade de gênero ou qualquer informação do passado. Ele se interessa pelo nosso futuro!

Para adentrar o reino celestial, recebendo o Espírito Santo, somente precisamos entender que somos pecadores e precisamos de salvação em Cristo. A única pergunta que recebemos é se cremos nele como salvador e Senhor!

E o batismo simboliza esta fé para o mundo. É quando nos alegramos por termos recebido o visto de entrada e fazemos questão de testemunhar publicamente que agora temos um novo dono, para todo o sempre!

E isto não se consegue como um bebê, mas com discernimento e alegria de coração. As crianças são inocentes até que perdem esta inocência. Desta idade em diante há necessidade de reconhecer o pecado e se arrepender. E o batismo nas águas é o batismo de arrependimento.

Que possamos testemunhar com alegria a cidadania que nos é proposta pela fé em Jesus Cristo!

As batalhas são espirituais. Assim também o evangelho!

Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo.
‭‭1Coríntios‬ ‭1:17‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.1.17.ara

Paulo continua a defesa de que não devemos buscar partidarismo de homens, principalmente por causa de batismos. Seu chamado era evangelístico que culminaria ou não com batismos, mas seu ministério não terminaria aí!

João Batista batizava enquanto exortava, estando no deserto a proclamar que viria o Cristo e que as pessoas deveriam se arrepender. Paulo estava nas cidades a ensinar as pessoas a caminharem no Espírito Santo.

João Batista é anterior a Jesus, enquanto Paulo é posterior. João pregava o batismo para o arrependimento, enquanto Paulo o batismo no Espírito Santo.

O batismo nas águas é a declaração de que nos arrependemos de nossos pecados e de que precisamos de um salvador. O batismo no Espírito Santo é o batismo de Deus nos capacitando para toda obra espiritual, com as armaduras e armamentos necessários para vencermos as batalhas espirituais.

Paulo traz o conhecimento do poder de Deus, atuante em todo o que se entregou a Cristo, para exponenciar a obra do Espírito Santo. Não com ciência humana, mas pela expressão do Espírito.

Precisamos dos dois batismos, mas principalmente que entendamos quem somos em Cristo. Que possamos continuar a nossa jornada conscientes do propósito de Deus para nós e também de toda a capacidade que já nos foi dada no Espírito pela cruz!

O som da batalha está à nossa volta. O alarido das explosões podem ser ouvidos a todo momento. No entanto, os anjos de Deus estão conosco a nos proteger. Se há uma barreira do inimigo, clamemos pelo fogo aéreo para abrir caminho.

Há muitas vidas a serem libertas. O campo de batalha são os corações e mentes ainda presos na realidade do mundo, presos na ciência sem Deus e nas mentiras do diabo.

Não há tempo para brigarmos entre nós, atirando uns nos outros com fogo amigo. Não somos os nossos inimigos, o diabo e seus anjos é que são. Estes é que devem ser combatidos em todo o tempo enquanto o evangelho é pregado!

Sejamos como Paulo e façamos a nossa parte. Se outros não estão fazendo, oremos por eles, para que recebam reforço de Deus! Amanhã seremos nós a precisar, pois a batalha é grande e não somos dos que voltam atrás ou desistem!